FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. O beijo.


Fic: A Leoa e a Serpente. CAPÍTULO 11 POSTADO!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 'Cos obviously she's out of my league ,but how can I win she keeps dragging me in and I know I never will be good enough for her. - Mcfly


-------------------------------------------------------------------------


 Draco pegou-a imediatamente no colo e levou-a para a Ala Hospitalar. Chegou gritando o nome de Madame Pomfrey. Esta, veio correndo ao encontro do garoto.


 - O que aconteceu com ela? – disse Madame Pomfrey espantada olhando a menina com manchas de sangue no colo do rapaz. – Ande, coloque-a aqui. – e apontou para uma cama vazia.


 Malfoy colocou o corpo da grifinória com um cuidado extremo no local onde a mulher havia apontado.


 - Não sei direito o que aconteceu. Ela estava na detenção com professora Umbrigde, foi para a sala dela antes do jantar e encontrei-a assim, no corredor.


  Madame Pomfrey ergueu uma das mangas da camiseta de Hermione e pode ver a frase “Não devo contar mentiras” cravada em sua pele.


 A frase se repetia pela mão, braços e costas.


 - Vá chamar a professora Mcgonagall, menino.


 Draco assentiu com a cabeça e saiu correndo ao encontro de Minerva Mcgonagall.


 - O que você está fazendo aqui a essa hora, senhor Malfoy? – perguntou a professora em um tom de reprovação.


 - É Hermione Granger, professora. Madame Pomfrey disse para chamá-la.


 Minerva saiu em disparada para a Ala Hospitalar, Malfoy a seguiu, mas mudou seu rumo. Estava indo para a sala comunal da Grifinória. Precisava avisar Potter e o Weasley.


 Chegando a frente à sala comunal, a mulher do quadro disse:


- O que está fazendo aqui? Sabe muito bem que alunos não devem estar fora da cama esse horário e aqui não é sua casa.


 Malfoy não ligou para o tom rude que a mulher utilizou.


 - Preciso falar com Potter. – apressou-se a dizer.


 - O que é tão urgente que não pode esperar até amanhã?


 - É sobre Hermione Granger, ela está na Ala Hospitalar e acho que era bom Potter saber disso.


 A mulher não deixou Draco tentar falar com Harry, então começou a gritar o nome do grifinório.


 - Potter, Potter! – talvez ainda não estivesse dormindo, talvez estivesse esperando por Hermione. E ele estava certo.


Harry, Rony e Gina estava acordados em frente a lareira, estavam preocupados com a amiga. Escutaram o nome Potter ser dito várias vezes ao lado de fora da sala comunal.


 Todos foram ver o que estava acontecendo.


 - Hermione está na Ala Hospitalar, acho que deviam saber. – disse o loiro atropelando as palavras, assim que o quadro se abriu e Harry saiu com os Weasleys.


 - Por que? – perguntou Harry preocupado, enquanto Gina levava à mão a boca e Rony arregalava os olhos.


 - Depois eu explico, acho melhor correrem. – E foi o que fizeram.


 Ao chegarem a Ala Hospitalar, avistaram, Mcgonagall conversando com Madame Pomfrey.


 - Como ela está?- perguntou Harry com a respiração ofegante.


 Os três assustaram- se com o que viram. Draco contou a história para todos ouvirem.


 - Como o senhor a encontrou, senhor Malfoy? – perguntou Minerva, pensativa.


 - Eu... Eu havia perdido o sono, decidi dar uma volta e encontrei-a no corredor. – a pergunta pegou Draco de surpresa, não poderia dizer a verdade, que estava a procura dela.


 - Ela vai ficar bem? – perguntou Rony


 - Vai sim, tratarei dos machucados com certa facilidade, ela está fraca assim, porque não se alimentou, e bem, - disse Madame Pomfrey olhando os ferimentos. – ela deve ter sentido muita dor, por isso desmaiou.


 - Professora, o que a senhora vai fazer contra Dolores Umbrigde? – perguntou Gina, que havia sentado na cama ao lado da amiga.


 - Receio que não possa fazer nada, senhorita Weasley. Umbrigde tem um alto poder aqui em Hogwarts, infelizmente.


 - Mas e Dumbledore? – retrucou Draco.


 - Ele não está no momento, senhor Malfoy, mas receio que ele também não possa fazer nada. – completou Mcgonagall olhando para baixo. – Ela ficará bem?


 - Sim, sim, eu garanto. – disse Madame Pomfrey.


 Todos estavam saindo da Ala Hospitalar, depois de terem ficado um tempo observando Hermione. Ela parecia tão frágil.


 - Obrigada, Malfoy. – disse Harry em um sussurro para que os outros não ouvissem. Ele desconfiava sobre o que estava acontecendo entre Draco e Hermione.


 No café da manhã, Draco entrou no Salão Principal e viu que Rony e Gina estavam sentados a mesa da Grifinória, o loiro então decidiu ir visitar a morena, não queria visitá-la e dar de cara com eles.


 Chegando na Ala Hospitalar, Draco percebeu que já havia alguém sentado ao lado de Hermione. Era Harry. O sonserino até pensou em sair dali, mas a voz de Potter o chamou. Draco aproximou-se da morena, ela ainda não havia acordado.


 - Madame Pomfrey disse que ela está apenas descansando, os ferimentos já estão melhores e Hermione deve acordar daqui algumas horas.


 Malfoy assentiu com a cabeça, não tirando os olhos da menina.


 - O que está havendo entre você e Hermione, Malfoy? – a pergunta de Harry o pegou de surpresa. – Eu notei como vocês andam mais... Íntimos.  – Harry riu-se com a expressão assustada de Draco. – Ela é uma garota muito boa Malfoy, não a machuque. – completou o grifinório colocando um pouco de ameaça em sua voz.


 Harry saiu da Ala Hospitalar deixando o loiro sozinho com Hermione.


 A garota ainda não havia acordado na hora do almoço, Harry calculou que ela estaria acordada mais ou menos no horário da aula de poções.


//-//


 - Professor Snape, - começou Harry. – estava me perguntando se o senhor poderia deixar-me sair desta aula para poder ver se Hermione já está acordada.


 - Terá muito tempo para isso depois da aula, senhor Potter. – respondeu o professor de um modo calculista e frio. E virou-se para o quadro negro outra vez.


 - Ei, Potter, - sussurrou uma voz. – Quer que eu vá ver como está Hermione? – era Draco Malfoy, Snape não falaria um não para ele. Harry assentiu com a cabeça.


 - Professor Snape, posso ir ao banheiro?


 - Claro, Malfoy. – e o loiro saiu da sala apressadamente.


 Por sorte, Rony não havia ouvido nada, para o alívio de Harry, mas Pansy por outro lado, havia escutado tudo e fuzilou com os olhos o loiro, até ele sair da sala.


 Quando Draco chegou a Ala Hospitalar, deparou-se com Hermione que estava sentada na cama, tomando suco de abóbora e comendo algumas torradas.


 Ele parou no meio do caminho para observá-la. Ela sorriu para ele, um sorriso convidativo.


 - Ah, oi Draco, que bom que veio, queria agradecer-lhe por ter-me ajud...- mas a garota não teve tempo de terminar a frase.


 Dracou aproximou-se e colou seus lábios nos dela. Foi um ato inconsciente, no começo Hermione ficou surpresa e descolou seus lábios dos dele. O loiro fitou com os olhos cinzentos cheios deculpa e estava começando a se afastar quando Hermione puxou-o pela nuca e colou seus lábios mais uma vez nos dele.


 O sonserino sentou-se ao seu lado e acariciou o rosto da menina enquanto ela mexia nos cabelos da nuca dele. O beijo começou apressado, mas depois foi ficando mais calmo,mais apaixonante, a língua dele explorava cada canto da boca dela. As mãos da grifinória agora dançavam entre a nuca e as costas do rapaz.


 Quando o beijo chegou ao fim, Draco pousou sua testa na dela e os dois ficaram ali, observando, o único som que conseguiam ouvir era o de suas respirações desreguladas.


 Malfoy afastou-se dela, como se percebesse o que estava acontecendo, virou as costas e saiu apressadamente dali, deixando Hermione confusa com tudo aquilo.


 Não, aquilo não podia ter acontecido. Malfoy voltava para a aula com os pensamentos a mil, o que tinha acabado de acontecer era real? Ele queria aquele beijo já fazia algum tempo, mas agora parecia tão errado. Ele tinha adorado a sensação que os beijos de Hermione provocara,o toque quente das mãos dela em sua nuca. Mas não, não era certo, ele não era bom o suficiente para ela. Pelo menos era o que ele pensava.


 Ao voltar para a aula, Draco sussurrou para Harry : “ Ela está bem, já acordou” . Nada iria conseguir deixar Harry mais feliz, Hermione estava bem.


 Quando o sonserino voltou a sentar, Pansy percebeu que ele estava diferente, meio perturbado, ele também cheirava diferente, um perfume de mulher. Os olhos de Pansy cuspiram fogo quando percebeu que o cheiro que estava grudado em Draco, era o de Hermione Granger.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Não tive tempo de reler esse capítulo, então me desculpem se ouver algum erro. Escrevi uma shortfic quando estava fazendo esse capítulo, chama-se " Eles estavam errados". Se puderem, leiam, gostei muito de escrevê-la. Comentem se estão gostando dessa fic. xxx

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mary Granger Malfoy em 12/08/2012

posta mais, mais mais!!!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Pontas-Marota em 12/08/2012

Está ótima sua fic, e meroku tem razão faz logo o Draco perceber que isso é certo, ele podia pedir ela em namoro logo.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MaisQuePleura em 12/08/2012

Estou gostando da sua fic, as vezes leio pelo celular e por isso não comento.
Já estou prevendo que dona Pansy vai aprontar muito pra separar esse casal.

Beijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por meroku em 12/08/2012

sua fic ta otima!!!!!!!!!!!
mas faz o Draco perceber que isso é certo logo!!!!!!!!!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.