FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

16. O Jantar está Servido


Fic: Um Casamento Mais do Que Conveniente - DRAMIONE - CAP 20 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 16: O Jantar está Servido com Falso Orgulho como Prato Principal
Traduzido por xCamila
Betado por Tonks Fenix


"Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. Orgulho se refere mais com a nossa opinião sobre nós mesmos; vaidade, ao que os outros pensariam de nós" - Jane Austen


"É claro que eu me importo com o que os outros pensam de mim, eu não posso fazer nada se eu acho que sou muito, muito maravilhoso e eu muitas vezes me pergunto sobre a sanidade mental daqueles que pensam o contrário. Isso é orgulho, vaidade, ou insanidade?" - Draco Malfoy


"Meu maior defeito é provavelmente o meu orgulho. O orgulho vem antes da queda, e eu sinto que quando eu cair, vai doer muito, muito mesmo." - Hermione Granger




"O jantar estava maravilhoso, Narcisa", Phillipa disse, inclinando-se para frente e batendo na mão de Narcisa. Um empregado levou seu prato e colocou outro na frente dela, desta vez de queijo, logo antes do pudim. Ela olhou para o homem, virou-se para Draco e disse, "Draco, onde estão todos os elfos domésticos? Se bem me lembro, Whitehall tinha cinco ou seis elfos domésticos, não tinha?"


"Sim, Tia, mas eu os libertei alguns anos atrás. Eu só emprego bruxas e feiticeiros agora", respondeu ele.


Hermione sorriu. Ele olhou para ela do outro lado da mesa e levantou uma sobrancelha. Ela o chutou por baixo da mesa. Talbert disse, "Por quê? Você tem que pagar as pessoas, Draco, e elfos domésticos não custa nem um nuque".


"Exatamente, Talbert," Draco respondeu. "Teve uma garota na escola que uma vez fez uma campanha sobre o bem-estar de elfos domésticos, e isso causou uma impressão em mim. Eu sempre achei que ela tinha um argumento sólido, por isso, quando eu pude, eu libertei os elfos que queriam liberdade." Ele deu à Hermione um sorriso torto para mostrar que ele estava brincando.


"Ela parece maluca,", respondeu Talbert.


Hermione deu a Talbert um olhar desagradável. Draco tomou um longo gole de vinho e riu antes de dizer, "Sim, ela era um pouco perturbada, até onde sei, mas ela tinha alguns pontos válidos. Eu acho que sua campanha se chamava F.A.C.A ou algo assim. Era um anagrama, embora o que significava, eu não faço a menor idéia."


"Era F.A.L.E, Malfoy, e você sabe disso", disse Hermione, embora tivesse sorrindo. Ele sorriu de volta. Phillipa não gostou dos sorrisos que eles trocaram. Ela decidiu que era hora de agir.


"Senhorita Granger, ouvi dizer que você tem uma filha."


"Sim, de quatro anos, chamada Alice," Hermione respondeu, embora soubesse que a outra mulher já sabia disso.


"Filhos são um presente maravilhoso, não é verdade, Narcisa?" Ela olhou para a cunhada e continuou. "Eu não sei o que eu teria feito todos esses anos sem o meu Talbert, e sei que Draco foi sempre a luz dos olhos de sua mãe."


"Sim", disse Hermione, balançando a cabeça enquanto ela começava a comer a sobremesa, "Filhos são preciosos. Minha filha é a pessoa mais preciosa do meu mundo inteiro".


"Minha esperança sempre foi que o querido Draco se casasse e tivesse seus próprios filhos um dia, assim como meu Talbert fez. Eu sei que Cissy gostaria nada mais do que ter netos, também. Eu tenho dois netos, um menino de seis e uma menina de cinco anos, Davison e Kristina".


"Parabéns", disse Hermione para Constance. A outra mulher lhe deu um sorriso sarcástico.


"A propósito, Tia," disse Draco, "Eu ainda tenho tempo para ter filhos, e como você sabe, eu pretendo casar com Hermione no próximo mês, assim seu desejo ainda pode se tornar realidade."


"Sim, acho que sim. Você vai se casar com esta mulher e ser um padrasto para a sua filha", disse ela severamente. Ela se virou para Hermione, que estava sentada ao lado dela, e disse, "O seu marido está ciente de que você está planejando se casar com Draco, minha querida?"


"Ele não é meu marido, mas meu ex-marido, e não, ele está. O que eu faço ou não faço não é de nenhum interesse para ele", disse ela bruscamente. Narcisa olhou para Lucius sobre a mesa, a ponto de intervir, mas ele sacudiu levemente a cabeça para avisá-la para esperar.


Phillipa riu e resmungou, "É claro que é uma preocupação para ele! Eu entendo que ele vive no Canadá. Bem, você já levou para longe dele sua única filha, para o outro lado do oceano, agora você pretende dar a ela um novo pai, e não planejava consultá-lo? Isso parece um pouco injusto. Ele tem o direito de saber o que está acontecendo com a filha dele, não é?"


"Muito injusto”, Talbert concordou, erguendo a taça de vinho. "Eu conheci o seu ex antes. Sujeito agradável. Não merece esse tipo de tratamento, eu digo. Alguém deveria dizer a ele, mesmo que não seja você a fazê-lo."


Phillipa sorriu para o improviso de seu filho. Ele normalmente não era bom em pensar rapidamente. Ela disse, "Como você está certo, filho! Como você se sentiria se alguém mantivesse o seu filho ou filha longe de você, e casasse com alguém, e nunca te contasse?"


"Eu provavelmente ficaria tão irritado que pediria a custódia, ou algo assim", disse Talbert.


Phillipa virou-se para Hermione e disse, "Eu não ficaria surpresa se algo assim acontecesse, querida."


Com os olhos apertados Hermione respondeu, "Eu posso garantir que não vai acontecer."


Draco olhou diretamente para sua tia e estava prestes a dizer-lhe o seu pensamento sobre o assunto todo, que não era nada agradável, quando a esposa de seu primo colocou a mão na sua manga. "Isso me lembra", disse Constance, inclinando-se através Talbert para chegar até Draco. "Isso veio para você, quando nós estávamos chegando e eu peguei isto da Coruja. Espero que você não se importe, mas a curiosidade levou a melhor sobre mim e eu abri. Coisa estranha, é a foto de um bebê, Draco. Que bebê é esse? Não há nenhuma carta nem nada."


Draco pegou o envelope grande da esposa de seu primo e olhou para seu pai. Era a foto que ele tinha pedido a seu pai para enviar, aquela que o chantagista deu a Lucius há quatro anos. Seu pai sacudiu levemente a cabeça em sinal para Draco, assim como ele tinha feito à sua ex-esposa. Ele não iria dar a essas pessoas a satisfação de cair os seus jogos.


"Oh, eu amo fotos de bebê! Deixe Hermione e eu vê-la!!" Phillipa exclamou. Ela estendeu a mão para a imagem.


Lucius sabia que Hermione iria reconhecer a própria filha imediatamente. Ele pegou o envelope com a foto que estava com Draco, enfiou-a dentro de seu manto, dizendo no seu tom mais arrogante, "Está endereçada à Draco, Phillipa. Ele vai cuidar disso mais tarde."


"Mas uma foto de bebê, que estranho," ela bufou. Ela suspirou, com uma grande força teatral e olhou para Constance, "Oh nossa, você não acha que os antigos rumores que ouvimos são verdade, não é, nora querida?"


"Eles devem ser, minha sogra! A mãe deve ter ouvido falar que Draco vai se casar, e então decidiu ir em frente e entrar em contato com ele! Talvez tenha uma carta anexada e ela caiu do envelope", respondeu com um sorriso maléfico.


Hermione estava franzindo a testa, cansado destes jogos. Narcisa estava abanando-se, de repente, sobrecarregada com os vapores. Draco ficou confuso, como sempre, tentando decifrar o que estava acontecendo, e Lucius olhou irritado o suficiente para cuspir fogo.


Então Talbert disse, "Draco, então é verdade? Você possivelmente tem um filho lá fora, que nenhum de nós sabe? Nós sempre escutamos que era verdade!"


Hermione levantou-se, tão chocada que ela derrubou sua taça de água.


"Como diabos você já ouviu falar nisso?" Draco perguntou, também de pé, mas evitando contato visual com Hermione.


"Bem, seu pai disse a tia Cissy, que disse a mãe, que um homem tentou chantageá-lo com informações de que você teve um filho há quatro anos, é claro", respondeu o primo. Ele deu uma mordida grande na torta e sorriu.


Talbert se inclinou sobre a mesa, e como se ele estivesse falando primeiro com sua mãe, acrescentou: "E se, não... Não poderia ter sido ela". Ele se virou para Draco e perguntou, "Draco, meu velho, você não dormiu com uma mulher no baile puro-sangue há cinco anos, dormiu? Talvez esta criança seja desse encontro." Houve outro suspiro falso da tia de Draco.


Draco se sentiu quente e um pouco tonto. Ele estava com medo de olhar para Hermione. Ninguém nunca deveria ter ouvido sobre isso, apenas ele, a mulher, e Marcus Flint, sabiam disso. "De novo!", ele gritou com verdadeiro desafio, "Eu devo perguntar como diabos você saberia tudo isso?"


"Enquanto você dormia com a mulher no baile, várias pessoas te viram entrando e saindo da sala de bilhar, e Marcus Flint disse a todos que você dormiu com uma mulher lá naquela noite. Eu só presumi que as duas coisas poderiam estar interligadas", Talbert mentiu, sua boca vindo de um lado em um sorriso de zombaria. "Então, bem, há outros rumores também."


"Nós todos pensamos que não era verdade, que era ou uma farsa ou um rumor, mas no mês passado uma mulher veio até nós, não veio filho?" Phillipa também mentiu, improvisando, mas continuando a charada. "Ela nos disse que ela tinha um filho seu, Draco. Pensávamos que era uma mentira, quer dizer, tinha que ser, mas ela disse que dormiu com você em um baile de máscaras, em uma sala de bilhar, não apenas isso, e que ela engravidou daquele único encontro. Ela nunca se casou, porque ela tinha uma ideia romântica de que você e ela se casariam um dia."


"Ela pensou que você iria encontrá-la, sendo que ela enviou o homem para contatar seu pai logo depois que o bebê nasceu, mas você nunca o fez, porque seu pai pagou o homem por fora. Ela afirma que ele nunca foi lá por dinheiro, ele só foi lá para lhe contar sobre o seu filho, mas seu pai, sendo quem ele é, deu-lhe dinheiro e disse-lhe em palavras duvidosas para ela nunca entrar em contato com você." A mulher sorriu satisfeita com suas mentiras. Ela olhou para Hermione e disse, "Eu te falei sobre o filho de Draco no hotel, querida. Lembra-se? Meu Talbert, com a bondade de seu coração, deu-lhe algum dinheiro, logo depois que ela entrou em contato conosco", ela continuou a mentir. "Você conseguiu o nome e endereço dela, não é filho?"


Talbert parecia um pouco confuso, sem saber como sua mãe queria que ele respondesse, então sua esposa disse, "Apenas um endereço em que poderíamos contatá-la, sogra querida, porque ela não quis dizer seu nome, mas eu realmente acredito que se Draco tem um filho ou filha lá fora, alguém deve contatá-la agora, antes que ele se case." Ela se virou para olhar para Narcisa e disse, "Você deve querer saber do seu único neto, Tia Cissy. Quero dizer, mesmo que demore meses e meses para encontrar a ela e à criança, e Draco passar pelo seu trigésimo aniversário, certamente isso não importa para você."


Phillipa olhou para Hermione, que ainda estava de pé, imóvel, em total estado de choque, além de confusa. Draco olhou para ela pela primeira vez. Phillipa levantou-se e disse, "Minha querida, você deve ver que um casamento entre você e meu sobrinho não pode continuar neste momento. Ele deve ter a chance de encontrar seu filho, e a mãe de seu filho. Ele disse uma vez ao seu amigo, Marcus Flint, que ele amava essa mulher. Você não quer se casar com um homem que ama outra, não é?"


"Você amou essa mulher?" Hermione questionou, com os olhos voando para Draco. "Uma mulher com quem você gastou pouco mais de uma hora? Uma mulher que mal conhecia. Uma mulher com quem você só fez sexo uma vez? Como isso poderia ser possível?"


"Ele mal gastou um fim de semana com você, e ainda assim ele vai se casar com você", disse Talbert, enchendo a cara com mais torta.


"Cale a boca!" Hermione gritou. "Draco, você a ama?"


"Eu... Eu pensei que eu amava, naquela época, mas eu não acho que eu disse a ninguém, nem mesmo a Marcus." Ele sentiu o mundo girar ao seu redor. E caiu para trás em sua cadeira.


Lucius disse, "Filho, não diga mais nada agora. Há tantas coisas que você não sabe."


"Deixe-me ver aquela foto, Lucius!" Hermione pediu, segurando na sua mão.


Lucius se virou e disse, "Ora, nós dois sabemos quem é."


Draco não sabia o que significava essa declaração, mas ele estendeu a mão bem e pediu, "Senhor, posso ver a imagem?"


"Ninguém vai ver nada agora", Narcisa gritou, de pé, de repente, a cadeira ficando para trás enquanto ela levantava. "Vamos todos no grande salão para tomar bebidas e ter uma discussão. Eu sei que eu preciso de um grande copo de gin agora mesmo!" Ela afastou-se da mesa e começou a liderar o caminho. Phillipa seguido, orgulhosa de si mesma e com um sorriso no rosto, por pensar ter vencido. Constance depositou sua mão no braço Talbert e seguiu atrás da mulher mais velha.


Lucius ofereceu seu braço para Hermione. Ela recusou a oferta, olhou para Draco e disse, "Draco, eu tenho que falar com você agora."


"Vamos esclarecer tudo isso em primeiro lugar, Hermione. Por favor. Estou tão confuso agora. Eu não sei como Phillipa e Talbert souberam essas coisas, mas só eu, a mulher em questão e outra pessoa sabemos sobre o baile de máscaras e a sala de bilhar, e acho que é difícil acreditar que Marcus tenha contado para tantas pessoas para o boato surgir, então tem que ser verdade. Se eu tenho um filho lá fora, eu não estou dizendo que isso significa que eu não irei me casar com você, mas pelo amor de Merlin, eu tenho que saber com certeza!"


"Porque você ainda ama essa mulher," Hermione disse suavemente.


Lucius ordenou, "Vamos para a outra sala, agora!"


As mãos de Hermione foram para seu rosto e ela começou a chorar silenciosamente. Ela olhou para Lucius e disse: "Como ele pode amar alguém com quem só fez amor uma vez? Se eu soubesse. Teria mudado tantas coisas, Lucius. Teria nos salvado de tanta dor." Draco franziu a testa, porque ele não sabia o que significava essa declaração, nem queria saber. Ele só queria limpar esta bagunça e que Hermione parasse de chorar.


O homem mais velho sorriu e pegou a mão dela. Enfiou-a em seu braço e a levou para o salão. Draco andou atrás deles, se sentindo como um tolo, um covarde, e pior pessoa na terra. Ele amava Hermione agora, mas ele tinha que saber se ele teve um filho. Ele tinha que saber.


Eles entraram na outra sala, mas Narcisa ficou parada fora da porta e agarrou o braço de Lucius. Hermione caminhou adiante sem ele, ainda em lágrimas. Draco começou a andar na sala atrás dela, mas ele espiou a pequena Alice descer a escada grande, arrastando seu dragão de pelúcia atrás dela. Ele olhou para dentro do salão, viu a cabeça de Hermione no bar, pensou que ela ficaria bem por um momento a sós com seus parentes, e ele foi em direção a Alice.


"Lucius?" Narcisa assobiou de fora do grande salão. Ele agitou a bebida em sua mão, usando como desculpa, enquanto todos os outros entraram no grande salão, e encontrou sua ex-mulher no corredor.


"Sim, meu amor?", perguntou ele.


"Primeiro, não me chame assim", disse ela, batendo forte no peito dele. Ele fez uma careta de dor. "Em segundo lugar, o que no mundo você acha que está fazendo, incentivando a mulher e suas mentiras? Nós dois sabemos que ela está mentindo! Ela está abertamente tentando provocar a Senhorita Granger!"


"Eu acho que não, meu amor", disse ele. Ela atingiu o peito dele de novo, forte. "Cissy, por favor, pare de bater em mim. Estou mais velho agora e tendo a me machucar facilmente. Se você finalmente quiser experimentar sadomasoquismo, do qual eu queria que você tentasse quando nós éramos casados, nós podemos fazê-lo mais tarde." Ela lhe bateu ainda mais forte.


Ele quase gritou, porém disse, "Phillipa aparentemente não sabe nada. Isso só funciona a nosso favor. Ela está fingindo conhecer a identidade da amante de cinco anos atrás do Draco. Ela não tem absolutamente nenhum indício de que é a Senhorita Granger, e é claro que ela não tem nenhuma pista do que nós sabemos."


"Mas Draco não sabe disso!" Narcisa fervilhava. "Ela está tentando lançar dúvidas em sua cabeça! Ela está tentando fazê-lo acreditar que existe uma criança lá fora, de modo que ele vá desistir de Hermione e Alice, em favor desta possível amável criança, enquanto sua criança está em segurança sob esse teto, neste exato momento!" Ela bateu no peito dele com a mão direita, e depois com a esquerda. Ele fez uma cara de dor em cada batida.


Ele colocou sua bebida em uma mesa na sala (a maioria já tinha derramado sobre o tapete de qualquer forma com cada batida) e tomou-lhe as mãos. "Então? Mesmo que ela contrate uma impostora, com uma criança, nós vamos ser capazes de provar que não é quem ela alega que eles são! Ainda temos todas as cartas, Cissy. Sabemos! Nós sabemos a verdade e ela não. É perfeito. Deixe-a ser apanhada em sua teia de mentiras. A única coisa que isso pode fazer é forçar Hermione contar para Draco antes do casamento, o quê eu estava esperando evitar."


Ela tirou as mãos dele. "E se ele reagir mal? Se ele agir de forma zangada e mimada e fugir, como de costume, e vai embora sem se casar com ela? E então, Lucius? Pior, e se ele tenta tirar a pequena Alice de Hermione só por maldade? Uma criança sem uma esposa não vai manter o nosso filho com a sua herança, ou fazê-lo feliz no final!"


Lucius ficou quieto por um momento. Narcisa deu um tapa no peito dele de novo primeiro com uma mão, depois a outra, então a primeira mão mais uma vez, o tempo todo ladrando: "Você...não...pensou...nisso...não...foi?!" Ela bateu-lhe uma última vez, muito forte, e então disse, "Ou se Hermione foge e leva Alice e nunca mais a vemos novamente? Phillipa fez todos esses comentários durante o jantar sobre o seu ex-marido e como ele deve sentir falta da pequena Alice! Isso pode afastar Hermione!"


Lucius tomou os ombros Narcisa em suas mãos e disse, "Ninguém tira a minha neta de mim, e meu filho vai se casar com Hermione Granger, e ele VAI herdar tudo o que ele tem direito de herdar! Uma vez na história da família Malfoy, alguém vai ter um maldito final feliz e eu juro que se você me bater mais uma vez eu vou ter que bater em você de volta!" Ele afastou-a e voltou para a sala de estar, com Narcisa no seu encalço.


Eles chegaram a tempo de ver Hermione correndo para fora da sala, gritando para Phillipa, "Tudo bem então, eu não vou casar com Draco!"


-------------------------------


N/B: Gente, que cap tenso! Credo desses parentes abutres do Draco! Fiquei com muita peninha da sonseira dele, rsrs! Mas, pelo menos agora Hermione sabe que ele a amava... *_*, o próximo promete muitas emoções!!! Gente, amei o Lucius e Cissy, acho que vão ter muitas recaídas desse divórcio, viu! Bjinhus a todos, e comentem bastante!


N/A: SUPER RÁPIDO! Gostaram? Altas emoções! Queria agradecer à minha super beta Tonks Fenix que mesmo ocupadinha atendeu meus pedidos de querer postar ainda nessa semana. As coisas estão começando a esquentar! Comentem bastante e votem bastante! Porque daí o próximo vem MUITO mais rápido! Beijos!


Nana-Moraes Malfoy: Palavras venenosas! Muito venenosas com certeza! Parece que a Hermione achou uma saída diferente... Tenso esse final! O próximo vem rápido para tirar todas as dúvidas! Beijos, flor!


Thata_Malfoy21: Também estou sentindo essa recaída entre Lucius e Cissy! Ainda mais depois desse cap! Hehehehe Essas citações são maravilhosas! A autora mesmo colocou quando postou a fic! E sim Jane Austen é perfeita! Ela também é minha escritora favorita. Amo demais romances! Beijoooos, linda!


Mira Huet O’Connel: Gosto muito dessa Narcisa também! Ela não perdeu sua essência mesmo sendo mais “boazinha”. Hehehehe E esse jantar? Me diga o que você achou! Beijããoo! ;***


Angel_Slytherin: Sim, a fic já foi terminada! E minhas férias recém começaram! Na minha cidade as aulas só começam em março também. Pretendo postar quinzenalmente quando as aulas começarem. Nos primeiros meses acho que até mais rápido, antes de surtar com provas e tcc. Esse cap já utilizou toda a tensão possível, acho que não tem como piorar. Ou tem? Hauahuahuahau Beijõõões! ;**


Cristina Granger: Ainda vai ficar mais ansiosa! Mas antes da conversa, eles tem que resolver essa história do casamento, não é? Beijos, flor!


Iasmin Costa: Oh! Obrigada! *-* Aqui está o capítulo traduzidíssimo! Beijos! Continue acompanhando!


Landa MS: Esse teu palpite a respeito do Lucius e da Cissy está ficando plausível, não é? Foi até fofo ver a Narcisa batendo no ex-marido! Beijããooo! E veio bem rapidinho mesmo ;D


Larii Malfoy: Muito, muito pano para manga! Hehehe Gostou da surpresa? Talvez o próximo venha bem rápido também! Beijos, flor! ;***

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 11

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por gisalefay em 01/01/2013

MUUUUITO BOA!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por the em 26/07/2012

viiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiish agora fudeu a porra toda =S

Tá melhor que novela das oito brow 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Miss Caroline em 10/02/2012

Ai que capítulo tenso e que parentaida horrível do Draco!!! Tô muito curiosa pro próximo capítulo e a Hermione precisa o quanto antes revelar que ele é o pai da Alice!!! Adorando, adorando a fic. beeijos

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Greenleaf em 08/02/2012

Eu posso entrar na fic e dar uma surra nesse pessoal? Primeiro na MIone que já deveria ter dito a verdade, acho que o Draco vai aceitar porq ele a ama, e eh isso que conta. Depois nessa tia nojenta que foram arrumar pra ele. Mulhersinha mal carater. Estou adorando a fic...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Scarlett em 06/02/2012

Esta atrasada com a leitura da fic as vezes tem seu lado bom...

Li 05 capitulos maravilhosos de uma vez so.. tãao bom!!!

Mas q raiva dessa tia do Draco, essa siim é uma cobra... Ainda bem q o resto da familia q importa sabe a verdade!!!

Super anciosa p saber a reação do Draco quando descobrir q a Alice é sua filha...

O Draco dessa fic é pra ninguem botar defeito viu!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gabriela-15 em 05/02/2012

Achei!!! Eu acompanhava essa fic no fanfiction.net quando era outra tradutora. Adorei como a história está sendo desenvolvida. Esses parentes abutres do Draco são uó , odeio eles . A Mione tem que ser forte, que eles tenham um "maldito final feliz" como disse o nosso querido Lucius.
Beijos - Você posta a cada quantos dias ?
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Katie Black em 03/02/2012

Super mega rápido! Nem consegui acompanhar! kkkk
Adorei o cap! Muitas emoções para o próximo... Eu adorei a cena de Alice com Narcisa, ficou muito fofa!
Mas agora a situação está teeensa. Espero que essa última fala de Hermione tenha sido sarcástica... ela não pode desistir de tudo. E a situação piorou, porque Draco tá cada vez mais confuso, e ou ela conta logo perante a todos a verdade, ou tenta contornar isso eexplica tudo pra ele quando estiverem sozinhos, o que eu acho bem melhor e mais provável de acontecer.
Posta rápido mesmo tá? Preciso da continuação.... Bjs:**

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thata_Malfoy21 em 03/02/2012

OMG! Nem acredito que você já postou! \o/
eu sabiiiiiia que tinha um climinha! *-*
A Mione TEM que contar loooogo! Que historia é essa de desistir de casar?! Ela pirou! Essas víboras da família dele... humpf!
Mas eu adoorei o capítulo!
esperando pelo próximo
beeeeeeeeeeeijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Cristina Granger em 03/02/2012

Nossa sinto que o clima ficou pesado ali naquela sala. A história do casamento é a de menos, esses parentes dele são é inxiridos. Cara depois que eles conversarem sobre a LINDA, PERFEITA e MEIGA da Alice eles vão se acertar. *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angel_Slytherin em 03/02/2012

Meu Deus, o que foi isso no final??? Nossa, quero a continuação! hehehhe... por favor vai? Posta rapidinho! 
Estou tensa com toda essa confusão...
Agora é esperar para ver o que vai acontecer! Bem, é muito pedir um post por semana? oaksoaksoaks.
Ah sim, a tradução está simplesmente incrivel, muito boa mesmo!! Um super parabéns! =D
Tanto para voce, quanto para a sua beta! *--*
Beijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nana-moraes malfoy em 03/02/2012

Que tensão! Cap rápido? Gostei! Bem já era esperado isso não é? Para falar a verdade, a mentira ou omissão independentemente tem perna curta. Adorei o cap. 
Beijos!
nana 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.