FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Como tudo começou


Fic: A Bela e a Fera - contos para bruxos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

A Bela e a Fera



Shipper: Draco/Ginny



Uma mulher de longos cabelos ruivos e olhos azuis colocava duas crianças para dormir, ambas dividiam a mesma cama e estavam no auge dos sete anos de idade, gêmeos idênticos, cabelos e olhos iguais, eram inquietos, sempre prontos para mais uma travessura ou como costumavam chamar “aventura” e esta noite em especial não queriam mais dormir.



-Mãeee, eu não vou dormir, o tio Fred disse que o papai Nobel vai roubar nossos presentes!



Anunciava com braços cruzados o mais velho enquanto o mais novo fazia muxoxo imitando o irmão.



-Isso mesmo nenhum velhote gordo vai pegar minha firebolt geração seis!!!



Ginny cruza os braços encarando seus dois filhos com olhar severo, mas no fundo estava morrendo de vontade de rir.



-Alex e Gabriel!!! Eu já disse para não acreditar nas brincadeiras dos seus tios!!! Nenhum velho gordo vai roubar nada de vocês, e o nome não é papai Nobel, é papai Noel!!!



Ela corrige os dois, mas ambos eram muitos teimosos para acreditarem nela, afinal os argumento de Fred e George eram bem convincentes para crianças de sete anos de idade, ah ela iria fazer os irmãos pagarem por isso... ela estava muito cansada e agora passaria a noite em claro até convencer os filhos que teriam seus presentes de natal sãos e salvos na manhã seguinte.



-Mamãe, não podemos deixar ninguém levar nossos presentes!!!



-Temos que defender nossos brinquedos!!!



Ginny suspira deixando um pequeno sorriso escapar entre os lábios, os dois pequenos com carinhas emburradas lembravam demais o pai... e agora ela estava sentindo muito a falta dele...



-Tudo bem... vocês venceram vamos ficar aqui acordados até amanhecer, aí vão estar muito cansados para desembrulharem aquela montanha de presentes que está debaixo da árvore... acho que os primos de vocês vão desembrulhar tuuudo aquilo sozinhos...



Ela começa a falar tranquilamente enquanto as expressões dos garotos mudava completamente de emburrados para pânico. Os olhos ampliados e as bocas abertas, parecia que a mãe deles tinha dado uma notícia catastrófica.



-NÃO!!!



-NÃO!!!



Disseram ao mesmo tempo pulando da cama e agarrando os braços da mãe.



-Então é melhor os dois irem logo dormir...



Ela diz enquanto acalmava os gêmeos os colocando novamente na cama.



-Mas eu to sem sonoooo!!!!



Reclama Alex.



-Eu também mãe!!!



Completa Gabriel lançando um olhar brilhante ao irmão que entende logo como quem acaba de ter a melhor idéia do mundo.



-Conta uma história!!!



Dizem em uníssono assustando Ginny.



-Por favor!!!



-Eu quero uma história nova mamãe!!!



Os gêmeos insistiam até que a ruiva senta-se na cama entre eles os abraçando e logo depois agitando a varinha no ar trazendo um grande livro da estante até suas mãos, o livro era verde adornado com letras douradas e o título dizia “A Bela e a Fera – contos para bruxos”.



Os dois garotos perceberam logo e ficaram muito animados vendo as figuras que se moviam nas páginas do livro que Ginny acabara de abrir. Era um dos livros especiais que a própria Ginny escrevia...



“Era uma vez, um mundo encantado, cheio de magia e criaturas místicas, onde existia em harmonia o belo e o misterioso, onde reinavam imperadores e reis, onde sonhos se tornavam realidade e pesadelos assombravam os mais bravos em maldições silenciosas. Dragões, feiticeiros do mal, pássaros de fogo e unicórnios eram vistos por todos os lados...



 Nesse mundo existia um pequeno país chamado Gallzar, que vivia numa época de grandes perigos e ameaças das trevas. O rei deste país estava muito velho e não tinha herdeiros. Alvo Dumbledore, já não tinha forças para enfrentar o grande mal e chamou seus melhores guerreiros presenteando a cada um deles com um pedaço do reino, chamado de condados, eram quatro deles em todo o país, condado da Grifinória, condado da Sonserina, condado da Lufa-Lufa e condado da Corvinal.



Os quatro cavaleiros fizeram um juramento ao rei, que fariam o país de Gallzar um país de justiça e paz, livre da ameaça das trevas, e lutariam sempre unidos do mesmo lado. Tiago Potter, Lúcius Malfoy, Sírius Black e Severo Snape, comandavam grandiosos exércitos e eram temidos por todos os inimigos de Gallzar. Estes foram escolhidos pelo velho rei por sua bravura, astúcia, lealdade e honra.



Cada diferente condado tinha uma família no poder, Grifinória pertencia a família Potter, Sonserina, sua maior inimiga, pertencia a família Malfoy acusada de se aliar ao malvado feiticeiro das trevas, Lufa-Lufa pertencia a família Black e Corvinal pertencia a família Snape.



Depois da morte do rei Alvo, os quatro condados tornaram-se inimigos, todas as famílias queriam o controle total do pequeno país e esqueceram-se da promessa de um país de justiça e paz... as trevas e o terror da guerra tomaram conta das pessoas por muitos e muitos anos.



Mas, num pequeno vilarejo da Grifinória, vivia feliz, apesar dos tempos de guerra, uma grande família de cabeças vermelhas, grande em números de filhos, mas muito pobres em riquezas como o ouro. Era a família Weasley, a família de ruivos mais conhecida das redondezas.



O apaixonado casal Arthur e Molly criavam seus sete filhos com muito sacrifício, tinham uma pequena terra onde plantavam cevada para vender na cidade, e o trabalho de Arthur era construir máquinas para melhorar o plantio e conseguir ganhar muito dinheiro para o dote da sua única filha Ginevra Wesley, apesar de suas invenções quase nunca darem certo ele jamais dava-se por vencido, perseverava sempre e ensinou seus filhos a perseguirem seus sonhos.



Os filhos mais velhos do casal já estavam pelo mundo, Gui fugira para o condado da Corvinal para estudar números e estratégia, ele sonhava em ser um grande estrategista de guerra, Carlinhos conseguiu uma vaga de assistente de um grupo de domadores de dragões do condado da Lufa-Lufa e vivia sempre longe, os gêmeos Fred e George abriram uma pequena loja de utensílios variados (todos com defeitos) e Ronald estava ingressando no exercito da Grifinória como recruta, a única que permanecia em casa era a mais nova dos seis irmãos, Ginevra Weasley, e seus pais se preocupavam demais com a ruivinha.



Estava com quinze anos, para a sociedade ela estava em idade de casar, mas não tinham dinheiro suficiente para o dote e com os impostos muito altos e a idade já avançada de Arthur, as coisas ficaram mais difíceis. O patriarca dos Weasley estava ficando muito doente e não havia como comprar os remédios e cuidar dele estando tão longe da cidade e onde o clima não favorecia tanto, mas foi quando o curandeiro do vilarejo os visitou na noite de natal que a família Wesley teve uma grande surpresa.



 A única forma de curar a doença de Arthur seria mudando-se para o condado da Sonserina onde estavam os melhores curandeiros do país. Mas como iriam sobreviver num reino inimigo e tão distante? Nenhum dos filhos poderia abandonar suas vidas e seus sonhos e Arthur e Molly jamais permitiriam que seus filhos fizessem tamanho sacrifício.



Mas, quando tudo parecia sem solução Ginny apontou uma saída, ela acompanharia seu pai, ficaria no condado da Sonserina com ele até completar seu tratamento, sua mãe e irmãos continuariam com suas vidas e mandariam uma pequena quantia em dinheiro para ajudar nas despesas dos pais. E foi assim que dois Weasley chegaram no vilarejo Malfoy, no condado da Sonserina.


------------------------------- DG -------------------------


Beeeeemm é minha primeira fic e primeira D/G também, espero que gostem please comentem!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Flávia Malfoy em 16/02/2013

AIIN GOOD,  ADORO TUDO QUE ENVOLVA O CASAL DRACO E GINNY , (((:

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 01/09/2012

Incrível!! Já ansiosa para ler os capítulos!! ^^"

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.