FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Desejo


Fic: Gente grande II


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Eram duas horas da manhã. Todos na casa dormiam tranquilamente depois de um dia cheio de alegria e diversão na casa do Sr e da Sra Weasley. Virou rotina todos os domingos
o almoço na casa. A família toda se reunia e jogavam conversa fora. Como tinha sido um dia cheio, todos estavam super cansados, e teriam que descansar pra no dia seguinte voltarem a trabalhar.
- Ron ? - Hermione sacudia Rony para ele acordar. - Ron acorda.
- Hmmm. - Ele resmungou um pouquinho e depois voltou a dormir.
- RONY ACORDA ! - Ela falou mais alto.
- ÃN ?! O QUE ? - Ele levantou rapido. - Hermione o que foi ? Tá passando mal ? Tá sentindo alguma coisa ? Ai meu Deus eu vou pegar a chave do carro. - Ele levantou só de cueca, o calor
que fazia nesse dia era infernal. Ele correu em volta do quarto procurando o que ele ia fazer. Ele olhou para Hermione e viu que ela nem se mexeu na cama e olhava pra ele e ria. - Que foi
Hermione ? Porque voce me acordou ? - Ele respondeu bravo sentando na cama.
- Quero ver se quando for a hora voce vai fazer isso mesmo. Eu to perdida se for assim, é capaz de voce ir pro hospital e me esquecer aqui. - Ela riu.
- Tá bom Hermione, muito engraçada voce. Agora me conta o motivo de voce me acordar as 2 horas da manha. - Ele perguntou impaciente passando as maos no rosto.
- É que eu to com vontade de comer camarão Rony.
- Camarão Hermione ?! Por que diabos voce quer comer camarão a essa hora ?!
- Ah Rony, é desejo ué ... eu não prevejo isso, só to com vontade.
- Mas aonde eu vou arrumar camarão as duas horas da manhã ?! - Ele perguntou impaciente.
- Ah não sei Rony, mas não precisa ir se voce não quiser. - Ela deitou com raiva de costas pra ele.
- Hermione ... - ele deitou ao lado dela e beijou seu ombro. - Amor .. voce sabe que eu faço tudo por voce. E eu não quero que meu filho nasça com cara de camarão. - Ele sorriu e ela se
virou pra ele sorrindo.
- Rony voce nem sabe se será menina .. combinamos de saber só na hora.
- Piorou se for uma menina. Imagina ?! Uma menina camarão ?! Não quero ninguém fazendo piadinhas com ela do tipo : " tira a cabeça e come o resto " . - Ele respondeu nervoso e Hermione riu.
- Amor voce sabe que isso é mito não é ?! - Ela fez carinho em seu rosto.
- Mas nunca se sabe não é ?! - Ele se levantou e começou a vestir a roupa. - Eu vou procurar um restaurante por aqui. Mas não garanto que vou conseguir não.
- Tudo bem se não conseguir amor. - Ela sorriu e beijou ele .
- Eu volto ja . - Ele sorriu e saiu.
Hermione ja estava com 7 meses de gestação mas não estava a mesma coisa de quando engravidou de Rose e Hugo. Ela sentia mais fome, mais enjoos, mais tudo. Rony estava mais
paranóico do que antes tambem. Com mais cuidado. Hermione não podia carregar um prato que ele ficava nervoso e mandava ela descansar. Eles não quiseram saber o sexo dos bebês.


 


- Meu Deus aonde eu vou arrumar camarão a essa hora ? - Rony dirigia o carro e ficava atento se tinha algum restaurante aberto, mas não tinha nada. Foi então que ele teve a ideia de ir
até a casa de Sirius. Ele adorava esse tipo de comida e sempre tinha algo do tipo na geladeira. Rony odiava isso porque sempre que se encontravam para uma diversão entre amigos na casa
do Sirius ele fazia Sushi, lagosta, peixe e etc. Rony odiava. Ele virou a rua e foi em direção à casa do Sirius, sem nem se preocupar se ele estaria dormindo ou não. Ele saiu do carro e
bateu a campainha e ninguem atendeu. Ele continuou batendo e começou a bater na porta até que uma figura abriu a porta e o assustou.
- MEEEEEU DEUUUS ! O QUE É ISSO ? - Sirius estava todo descabelado, os cabelos que batiam nos ombros estava todo pra cima. A cara amassada e o olho quase não abria.
- Olha, se voce veio na minha casa pra me ofender, pode ir embora. - Ele respondeu bocejando.
- Não .. foi mal. É que ... eu preciso de um favor seu. O favor é mais para Hermione do que pra mim.
- Se é pra Hermione, então entre. - Ele abriu mais a porta abrindo o caminho para Rony passar e ele entrou. - Então, o que é ?
- É que Hermione está com desejo de comer camarão .
- Uma hora dessas ?! - Ele abriu o olho curioso.
- Pois é.
- Poxa vida ! E eu que pensei que Hermione nao tinha essas coisas. - Ele respondeu indo em direção a cozinha. - Por sorte eu tenho um saco de camarão aqui no meu freezer. - Ele pegou o saco
e jogou para Rony.
- Poxa Sirius valeu mesmo cara, fico te devendo uma ! E juro que amanha eu te pago, é que não trouxe carteira porque saí apressado e ...
- Tudo bem Rony ! Amigos sao pra isso ! - Ele disse bocejando.
- Bom, vou embora e deixar voce dormir. - Rony sorriu e abriu a porta . - Boa noite . - Ele sorriu.
- Boa noite ! Mas ve se da proxima vez que Hermione tiver um desejo, mande ela vim pessoalmente. Não quero me assustar com a sua cara a essa hora mais. - Sirius riu.
- Pode deixar que ela vem. Não to preparado pra me assustar com voce novamente. - Rony riu e Sirius fechou a porta.
Rony estava doido pra ir embora e desfrutar do restinho de tempo que ele tinha pra dormir. Ele morava a dois quarteirões de Sirius e ele acelerou a velocidade pra poder chegar mais rapido.
Mas quando ele estava virando a sua rua um policial fez gesto pra que ele parasse.
- Droga ! Só me faltava essa ! - Rony parou o carro e desceu.
- Boa noite senhor. - O policial disse se aproximando.
- Boa noite. - Ele respondeu mal humorado.
- O senhor estava correndo muito. Sabia que mesmo a essa hora pode acontecer um acidente ?
- Sim eu sei. Mas é que ...
- Ou então o senhor está fugindo de alguma coisa ?! - O policial cortou Rony.
- Não senhor ! - Rony respondeu sem paciencia.
- Posso ver sua habilitação ?
- Habilitação ?! - Rony engoliu seco. - É que ... eu esqueci em casa. - Rony sorriu meio envergonhado. Nunca tinha saído sem carteira na vida, e a primeira vez que sai é parado .
- Huuum, vejo que temos um problema então. - O policial sorriu satisfeito e abriu o caderninho e começou a fazer uma anotação.
- Senhor .. por favor o senhor não pode só me dar uma multa e me deixar ir embora ? É que minha esposa está gravida e sentiu desejo de comer camarão. Eu saí apressado porque tenho que trabalhar
daqui a 3 horas. Eu só quero ir pra casa, agradar minha esposa e descansar um pouco. - Rony estava quase implorando.
- Sinto muito senhor. Mas eu tenho que cumprir com as leis. Entendo a situação porque tenho 3 filhos e todas as vezes minha esposa sentiu desejos em horas como essa. E mesmo assim eu nunca
saí sem minha carteira. Desculpe mas vou ter que apreender o seu veículo.
- O QUE ?! - Rony perguntou alto. - MEU DEUS POLICIAL, SÃO 2:30 DA MANHÃ E NÃO TEM NINGUÉM, LITERALMENTE NINGUEM NESSA RUA. O SENHOR NÃO PODE SOMENTE ME MULTAR E ME DEIXAR IR EMBORA ?
EU MORO LOGO ALI NAQUELA CASA BRANCA ALI ! - Rony apontou para sua casa mais a frente.
- Desculpe, não posso ! - O policial terminou de fazer sua anotação e foi para sua viatura pedir para apreender o carro de Rony.
- Ai meu Deus que que eu faço agora ? - Rony colocou as mãos na cabeça preocupado e indignado. - Seu policial, eu posso fazer uma ligação ?
- Bom ... eu não deveria deixar. Mas como sei que sua esposa está gravida vou permitir para que não a deixe preocupada. - O policial pegou seu proprio celular e deu a Rony que sorriu agradecido.
Ele não ia avisar Hermione. Sabia que se avisasse ela, ela não ia ficar despreocupada, ia ficar mais preocupada ainda. E na situação dela ele nao queria que acontecesse isso. Então ele ligou
para Harry. Ele era um pouco conhecido entre as pessoas por ser tecnico dos Ponks, um time de futebol famoso. Quem sabe se ele conversasse com o policial ele liberava ele ?
- " Alô ? "
- Harry ?
- " Rony aconteceu alguma coisa ? São quase 3 horas da manhã ... Hermione ? ... "
- Não ! Hermione está bem. É que aconteceu uma coisa meio desagradável ... - Rony falava baixo para que o policial não soubesse que ele nao tinha ligado para Hermione.
- " O que foi Rony ? " - A voz de Harry parecia mais despreocupada e mais sonolenta.
- É que Hermione teve desejo de comer camarão, e eu saí pra procurar. Fui na casa de Sirius, consegui o camarão mas quando eu tava voltando fui parado por um policial, e eu esqueci a minha
carteira em casa. Será que voce não poderia vim aqui e conversar com ele ? Tenho certeza que ele te escutaria . - Rony disse olhando para o carro do policial que tinha uma camisa dos Ponks.
- " Posso sim Rony. Eu vou trocar de roupa e ja estou indo ."
- Tudo bem, valeu mesmo cara ! - Rony desligou o telefone e entregou ao policial.
- E então ? Sua mulher ficou tranquila ?! - O policial perguntou pegando o telefone.
- Sim sim . - Rony mentiu. - Ela ficou um pouco nervosa no inicio mas depois entendeu.
- Bom, agora o senhor sabe que tenho que apreender o seu veículo e o senhor terá que me acompanhar até a delegacia ...
- Sim eu sei. - Rony abaixou a cabeça torcendo para que Harry chegasse logo. Ele morava só a um quarteirão de Rony. Ele estava indo entrar na viatura quando Harry apareceu estacionando o carro.
Harry desceu do carro com a cara de sono e com a roupa de qualquer jeito. Ele andou até o carro do policial e tentou dar o seu melhor sorriso.
- Boa noite senhor ! - Harry disse tentando ser simpatico.
- Não acredito ... Harry Potter ? - O policial abriu os olhos espantado .
- Sim, muito prazer. - Harry respondeu olhando para Rony e depois para o camisa dos Ponks que Rony apontava. - Vejo que meu amigo Ronald está fora das leis não é ?!
- Bom .. um pouco. - O policial sorriu envergonhado e olhou para Rony. - Entendo o lado dele mas o senhor sabe como é ... tenho que cumprir as leis.
- Sim é claro. Mas ca pra nós senhor...
- Me chame de Tulio. - O policial sorriu.
- Tulio. Certo. Cá pra nós Tulio, Rony sofre um pouco com sua esposa. Ela é uma mulher incrivel mas quando se trata de gravidez e desejos ela vira o cão. Rony só ficou um pouco apavorado
e acabou esquecendo a carteira. O senhor poderia dar uma advertencia a ele e deixar ele ir cuidar da esposa. O que acha ?
- Bom, eu queria poder fazer isso Senhor Potter , mas é que ...
- Bom, não quero parecer mal educado e muito menos que pense que estou te comprando, mas vejo que o senhor é muito fã dos Ponks não é ?! - Harry sorriu e Rony abaixou a cabeça disfarçando o riso.
- Sim .. muito fã . Tenho 3 filhos homens e eles também são muito fãs .
- Então que tal se eu te der 4 ingressos para o jogo de quarta feira na área vip ? - Harry sorriu.
- Não sei não ... - O policial pareceu querer aceitar mas ao mesmo tempo não queria parecer fraco.
- Juro que essa situação não vai sair daqui entre nós .
- Bom, sendo assim eu aceito. Mas por favor, não contem pra ninguém que estou fazendo isso. Não é só pelos ingressos, mas tambem porque achei os dois bem sinceros. - Ele sorriu e olhou para
Rony. - E se puder amanhã queria ver sua carteira de motorista, só pra ter certeza.
- É claro. - Rony sorriu. - Moro naquela casa ali . - Rony apontou. - Pode passar la a noite ? Aproveito e lhe entrego os ingressos que Harry prometeu.
- Sim, posso. Espero que estejam mesmo falando a verdade. - O policial sorriu e entrou na viatura e foi logo cancelando o pedido de apreensão de veiculo.
Depois que o policial saiu Rony agradeceu Harry e os dois foram pra casa. Rony chegou em casa bem devagar. Ja eram quase 3:30 e Hermione teria um troço se soubesse de tudo o que aconteceu.
Guardou o camarão e entrou no quarto e Hermione estava dormindo. Ele agradeceu por isso e deitou devagar para não acorda-la .



Mais tarde o despertador tocou para Rony se arrumar para o trabalho.Ele acordou e parecia que tinha dormido por 10 minutos. Olhou pro lado e Hermione ja tinha acordado. Ele foi
tomar um banho e se arrumou para trabalhar. Foi para a cozinha e o café estava preparado na mesa, mas Hermione comia camarão ao invés de torradas. Ele olhou com uma cara meio de nojo.
" Como ela consegue comer isso a essa hora ?" ele pensou. Ela estava de costas pra ele e ele a abraçou beijando seu pescoço.
- Rony que susto ! - Ela riu.
- Bom dia meu amor. - Ele beijou ela e depois beijou sua barriga que ja estava bem grande. - Ual, a cada dia ela está maior. Hermione, isso ta certo ? Não me lembro da sua barriga ficar
tão grande quando voce engravidou de Rose e Hugo, e voce ainda está no sétimo mes ! - Ele se sentou e colocou o café.
- Voce está me chamando de gorda Sr Weasley ? - Ela riu e comeu mais um camarão.
- Não, só to falando pra que quando voltarmos ao medico perguntar pra ele se está normal sua barriga crescer assim.
Ele tomou um gole do café e comeu uma torrada, olhou para Hermione e ela estava pensativa olhando para o camarão.
- Que foi amor ? - Ele perguntou segurando sua mão.
- Nada . Ela jogou o camarão de volta no prato e se levantou.
- Hermione o que foi ? - Rony se levantou tambem.
- Não quero mais comer essas coisas Rony. Voce mesmo falou que eu estou engordando mais do que das outras duas vezes. - Hermione disse com os olhos cheios de lagrimas. - Eu não quero que
voce me deixe só porque eu estou gorda Rony. E comendo essas coisas eu vou engordar mais ainda ! - Ela disse correndo pro quarto chorando.
Rony ficou um tempo olhando pro nada pensando : " o que foi isso ? " ele se levantou logo depois e foi atrás de Hermione. Ela estava na cama chorando e segurando a barriga.
- Hermione ... eu não quis dizer isso amor. Eu só disse que sua barriga está maior, não que voce está mais gorda ! Talvez o bebe cresceu muito e isso me deixa um pouco preocupado, só isso.
Você está perfeita assim Mione, voce fica linda grávida, voce sabe disso. - Ele sentou ao lado dela e acariciou seus cabelos. - E tenho certeza que depois que nosso bebe nascer voce vai
continuar perfeita. E voce sabia que voce fica bem mais sexy depois que voce engravida ? - Ele riu malicioso.
- Serio ? - Hermione enxugou as lagrimas e sorriu.
- Claro ! Voce fica mais ... mais ... - Ele fazia gestos com as mãos indicando suas curvas.
- Tá bom Rony, eu entendi. - Ela riu.
- Bom, vou trabalhar agora. - Ele beijou ela e se levantou.
- Voce vem para o jantar não é ?
- Claro amor. Voce sabe que eu nunca falto . - Ele sorriu.
- Ah, Rony. Esqueci de perguntar. Deu muito trabalho conseguir o camarão ? - Ela riu.
- Não ... - ele mentiu. - Foi super facil. - Ele sorriu meio de lado e saiu correndo pra que ela não perceba que ele mentiu. Hermione era boa nisso.



Rony era dono de uma loja de artigos para esporte. Normalmente ele trabalhava em casa mas depois de Harry fazer sucesso com os Ponks sua loja estava dando muito mais lucro, e
muito mais trabalho, então ele agora ia ajudar os funcionarios. Ele sempre ia embora um pouco antes do jantar, mas nesse dia estava tendo muito trabalho com algumas contas e a loja estava
muito mais cheia por causa do jogo de quarta feira. Muitas pessoas queriam comprar a camisa dos Ponks e alguns acessórios, então Rony não ia conseguir ir embora para o jantar. Ele ligou
para Hermione e ela ficou um pouco chateada, mas entendeu que era importante para o trabalho dele. Isso era uma das coisas que Rony mais amava nela. Ela era compreensiva. Ela podia se
chatear com alguma coisa, mas sempre compreendia que era o melhor. Ele ficou chateado tambem, queria curtir sua familia, brincar com seus filhos, paparicar Hermione. Mas realmente não dava.
Em casa Hermione preparou o jantar mesmo assim. Ajudou as crianças a se sentar e fazia Hugo comer. Hugo agora tinha 2 anos e era muito animado. Desde que aprendeu a falar ele
não se calava um instante. Hermione adorava ouvir o filho falando, escutava tudo com atençao mesmo que seja uma coisa boba como o que aconteceu no desenho que ele assistiu. Mas Rony ficava
louco com isso. Mas claro que ele nao gritava e brigava com ele, por um lado tinha orgulho do filho por ele falar tanto, mas era meio cansativo ficar ouvindo ele falar o tempo todo. Muitas
vezes Rony levava balas pra ele, pelo menos enquanto ele comia ele nao ficava falando o tempo todo, Hermione brigava com ele falando que ele ia ter cáries de tanto comer balas, mas Rony
não dava ouvidos. As vezes tambem ele levava alguns filmes de criança pra ele ficar assistindo enquanto ele namorava Hermione.
Já Rose era mais calada. Depois que fez 5 anos ela dizia que ja era uma mulher. As vezes ela e Hermione brincavam e ela se vestia com as roupas da mãe. Hermione se divertia e tirava
varias fotos dela. Rony ficava furioso. Não queria que sua princesinha pensasse como uma mulher, na verdade se ele pudesse ele deixava Rose com 5 anos pra sempre. E antecipar seu crescimento
deixava ele muito nervoso. Muitas vezes ele e Hermione discutiram por causa disso. Ele dizia que Hermione ficava apoiando esse pensamento bobo de Rose, mas Hermione falava que era só a epoca,
que no fundo ela sabia que ainda era uma criança e ia demorar muito pra se tornar uma mulher como a mãe. Rose era muito caladinha, ajudava sempre Hermione a cuidar de Hugo, e tambem cuidava da mãe.
Ainda mais Hermione gravida, aí o cuidado era em dobro. Sempre levava coisas pra ela comer quando ela estava trabalhando no quarto, as vezes até dava banho em Hugo quando Hermione ficava
muito ocupada. Era um amor de criança.
Hermione trabalhava ajudando um amigo de seu pai nas contas de sua empresa famosa. Desde criança Hermione era ótima em contas, e quando se formou o amigo do seu pai, Gustavo, que ja conhecia
ela desde que nasceu a chamou pra trabalhar pra ele. Ele era como um segundo pai pra ela, e sempre colocava suas necessidades em primeiro lugar. Quando ela engravidou de Rose e Hugo ela continuou
trabalhando, mas nessa gravidez Rony praticamente obrigou ela a trabalhar em casa. Ela sentia algumas dores de vez em quando, mas nada muito grave. Gustavo concordou com Rony e ajudou a convencer
Hermione a trabalhar em casa. Hermione por fim concordou, mas odiava ficar em casa o dia inteiro. A unica parte boa é que ela tinha mais tempo com os filhos.
- Aí mamãe, o ratinho foi laaaaaaa em cimão e depois ele caiu na cama. - Hugo contava para a mãe empolgado o filme que tinha acabado de assistir. Ele contava e fazia os gestos explicando para ela.
- É filho ? Que legal ! - Hermione sorriu empolgada. - Agora termina de jantar. - Ela acariciou o cabelo do filho que continuou comendo.
A campainha tocou e Hermione se levantou para atender. Ela abriu a porta e um policial estava la. Ela se assustou e pensou em mil coisas que podia ter acontecido pra um policial bater em sua porta.
- Boa noite senhora ! - O policial sorriu.
- Boa noite. - Hermione sorriu tentando parecer despreocupada.
- Desculpe aparecer assim. É que vim conversar com o seu marido. - Ele disse imaginando que Hermione fosse esposa de Rony, vendo que ela estava gravida. Ele não tinha perguntando o nome de Rony.
- Ai meu Deus, o que o Ronald aprontou ?! - Ela perguntou colocando a mão na testa.
- Calma senhora ... não precisa ficar nervosa. Não aconteceu nada de mais.
- Bom, então. Oh me desculpe ! Que indelicadeza minha, por favor entre ! - Hermione deu espaço para que o policial entrasse.
- Obrigado Senhora, com licença. - Ele entrou e Hermione indicou para que ele se sentasse no sofá. Ele entendeu e foi se sentar.
- E então ... o que Ronald fez ? - Ela sentou no outro sofá.
- Bom, ontem eu o parei por velocidade alta, e então quando pedi sua carteira ele não estava com ela. E então ele ligou para o Sr Potter e ele ... - ele parou de falar e pensou que não devia
contar pra ela sobre os ingressos. - ... bom, nós resolvemos que ele poderia vir embora e eu passaria aqui para olhar sua carteira. Sabe ... tenho que ter certeza. - Ele sorriu envergonhado.
- Ah sim, claro. Bom ... o Rony não está no momento, teve que trabalhar até mais tarde. Se o senhor quiser pode esperar ele chegar, mas eu não tenho certeza de que horas ele chega.
- Não, imagina Sra ...
- Hermione. Pode me chamar de Hermione. - Ela sorriu.
- Então Hermione, eu posso voltar amanhã. Não quero incomodar. - Ele sorriu e se levantou. - Mas por favor, se puder dizer pra ele que estive aqui. - Ele apertou a mão de Hermione se despedindo.
- É claro, eu digo sim . - Ela sorriu e o acompanhou até a porta. Ele se despediu mais uma vez e foi embora. Ela fechou a porta e voltou para a mesa de jantar tentando não parecer brava pra
que os filhos não percebessem. Ela não conseguiu tocar mais na comida, e esperou que Rose e Hugo terminassem de jantar e levou eles até a sala para brincarem um pouco.
Mais tarde Rony chegou e as crianças ja estavam dormindo. Hermione ficou acordada esperando ele chegar. Ele olhou para o sofá e ela estava de braços cruzados fingindo assistir televisão.
- Acordada ainda amor ? - Ele trancou a porta e se aproximou dela que olhou pra ele furiosa. - O que aconteceu ?
- Por que nao me contou o que aconteceu realmente ontem ? - Ela se levantou e colocou as maos na cintura.
- Co ... como assim ? - Ele engoliu seco.
- Um policial veio aqui te procurando.
- Ahhh , siim .. - ele tinha se esquecido do combinado. - É .. uma longa história Hermione.
- LONGA HISTÓRIA ? RONALD VOCE MENTIU PRA MIM ! POR QUE NAO ME CONTOU QUE FOI PARADO E QUASE PRESO ? - Ela falava mais alto .
- Hermione eu não queria te preocupar ... com voce nessas condiçoes.
- Ronald eu estou gravida , e não doente ! Voce pode me contar as coisas ! - ela respondeu com raiva.
- É, mas eu nao quero te deixar nervosa, pode fazer mal para o bebe e ...
- ah não quer ? Pois eu estou nervosa agora ! E muito Ronald Weasley ! - Ela bateu o pé e foi para o quarto com raiva.
Rony não quis falar nada, sabia que se falasse poderia piorar as coisas. Ele esquentou o jantar e comeu meio sem fome. Quando foi se deitar Hermione ja estava dormindo, ou fingindo que
estava dormindo. Ele deitou torcendo para que no dia seguinte ela estivesse mais calma, mas Hermione ja tinha sua vingança planejada ...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mónika Black em 27/02/2012

YEAH SEGUNDA TEMPORADA!!!!!
Hum vingança.... fiquei curiosa, o que será que a hermione esta aprontar???

fico á espero so segundo cap, estou adorar ler!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.