FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. A temperatura aumenta


Fic: O Coração Nunca Esquece ATUALIZANDO


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Pessoal quero agradecer as visitas que aumentaram, espero que estejam gostando da fic. Por favor comentem para eu saber se esta agradando ou não. bjus


Capitulo 7 – A temperatura aumenta


 


- Você lembrou? – Perguntou Harry sentando


- Sim, eu me lembro de tudo agora – Respondeu o loiro afastando o cabelo dos olhos como fazia antigamente


- Como?


- Eu não sei, eu estava aqui com você e quando você gemeu eu senti um calor dentro de mim e as imagens simplesmente apareceram em minha cabeça. Foi do nada, simplesmente aconteceu e agora eu me lembro de tudo, eu me lembro de você Harry Potter e de nossos encontros no banheiro, nossos beijos. Lembro do mundo mágico e da escola, lembro da guerra e da prisão dos meus pais, lembro da luz verde e agora eu sei que avia perdido a memória, pois ainda me lembro do tempo em que fiquei trabalhando aqui. Eu lembro de tudo.


- Espero que se lembre disso também


Harry ficou de joelhos na cama e encostou sua boca na do loiro sentindo os lábios finos se abrirem para abrigarem a língua quente de Harry. Rapidamente as bocas se colaram em um beijo desesperado, um beijo ardente de saudades múltiplas e intensas. Harry buscava sentir o gosto daquela boca que tanto queria e Draco só queria ter certeza que estava novamente com Harry. As línguas cravavam uma guerra entre si pedindo espaço uma para a outra tentando explorar aquele lugar doce.


Draco passava as mãos pelos cabelos e costas de Harry, e Harry apertava a cintura de Draco sentindo novamente as sensações gostosas de tocar naquele corpo. Assim como com Draco, as lembranças que faltavam surgiram em Harry igualmente surgiram no loiro, do nada, do simples fato de um gemido tão intimo.


- Senti sua falta – Disse Harry quando se soltaram para poderem respirar- Tiraram as memórias que tinha de você, mas sempre soube que faltava algo.


- Eu também, eu também sabia que algo estava faltando em mim, que eu não estava completo. Mas agora estamos juntos novamente.


- Sim estamos e eu quero tirar o atraso.


Draco arregalou os olhos quando Harry disse aquilo, mas qualquer coisa que estivesse pensando se foi quando Harry o jogou na cama ficando por cima e atacou seus lábios em outro beijo voraz.


Harry passava as mãos pelos cabelos loiros enquanto penetrava sua língua pela boca úmida e deliciosa que estava ao seu dispor, uma sensação de plena familiaridade tomando conta dele. A temperatura logo subiu e quando Draco percebeu já estava com a roupa toda desarrumada, os lábios ainda grudados. O beijo tinha começado, de certo modo, tranqüilo, mas logo as coisas tinham se aprofundado e ele passou a se sentir desesperado, faminto, querendo mais.


- Draco.


- Sim? – Ofegou o loiro


- O que você quer?


Draco olhou dentro dos olhos verdes e sentiu seu coração palpitar mais forte, aqueles olhos eram puro amor, desejo, paixão, luxuria.


- Você, quero você, agora, aqui, em mim, mas quero amá-lo como fizemos tantas vezes. Preciso de você.


Harry sorriu diante a súplica de seu loiro. Beijou novamente a boca rosada, desta vez mais calmamente tentando mostrar todo seu carinho, todo seu amor. Suas mãos passeavam pelas costas de Draco. Seus corpos estavam colados, Harry coberto apenas por uma toalha e Draco ainda com a bermuda e camiseta.


- Você está vestido de mais, não acha? – Perguntou ao pé do ouvido fazendo Draco se arrepiar.


- Então tira – Devolveu o loiro ao mesmo tom sussurrado.


Harry não pensou duas vezes em ficar de joelhos. Olhou nos olhos de Draco e viu apenas a paixão que encontrou, mesmo que não soubesse que tinha perdido. Começou a retirar a camiseta devagar olhando cada pedacinho daquele tórax, abdômen, braços, pescoço. Jogou a camiseta longe e começou a tirar a bermuda preta devagar, Harry torturava Draco passando a mão em suas coxas enquanto tirava a bermuda e a jogava longe.


Começou a dar pequenos beijos em Draco, começando pelos pés, passando para as pernas sem deixar de tocá-lo com as mãos. Quando começou a beijar o interior de suas coxas Draco soltou um gemido que fez Harry dar um sorrisinho malicioso. Subiu para a virilha e parou em frente à ereção proeminente que a cueca branca tentava esconder.


Draco olhou para ele tentando adivinhar o que Harry estava tentando fazer. Aqueles olhos verdes o olhavam safadamente, isso o torturava. Estava parado em frente a sua ereção que já estava doendo e roxa por causa do sangue.


- Harry – ofegou – Por favor.


Harry apenas balançou a cabeça negativamente e deu um beijinho casto por cima do pano branco antes de falar ao pé do ouvido de Draco.


- Não meu amor, vou fazê-lo gemer e pedir muito antes disso... – Colocou sua mão em cima da ereção de Draco, mas não se mexeu – ...se esvaziar.


Draco ofegava e suava. Prendeu a respiração ao ser beijado naquele lugar tão sensível. Harry retomou sua tortura beijando o corpo inteiro de Draco. Deu uma atenção extra aos mamilos rosados do loiro, beijando docemente, mas não se contentou em apenas beijar e começou a chupar um deles, mordê-lo enquanto o outro recebia carinho de sua mão livre.


Draco gemia e não tentava esconder que estava totalmente excitado.


- Harry, por favor... não irei agüentar.


- Irá sim meu amor.


Harry deitou-se em cima de Draco e suas ereções se tocaram, a de Harry escondida apenas pela toalha e a de Draco pela cueca que ficava cada vez mais apertada. Harry começou a se mexer e Draco gemeu alto.


- AAAA, amo quando você geme assim – Disse Harry gemendo junto – Me deixa tão excitado, geme pra mim Draco, geme que quero ouvir o quanto você me quer.


- Muito AAAAAAA.


Draco passava as mãos pelas costas de Harry. Tirou a toalha e jogou no chão. Gemeu ao ver quão animado Harry estava.


- Ta vendo Draco, tudo isso é por você, é pra você, é seu, todinho seu e de mais ninguém.


- Meu.


Draco levou sua mão até a ereção de Harry e apertou fazendo Harry arquear o corpo jogando a cabeça pra trás.


- Você me deixa louco Draco. Louco por você.


Draco começou a mexer a mão para cima e para baixo na ereção de Harry que já não agüentava mais de tanto prazer. Urrou jogando a cabeça para trás quando o loiro apertou sua ereção. Fazia tanto tempo e tempo nenhum que estava sem esse toque.


Era estranho para os dois, em um momento não sabiam da existência um do outro e em outro momento estavam se amando completamente.


Harry movimentava-se em cima de Draco fazendo suas ereções se esfregarem e o loiro gritar de prazer.


- Harry... por favor... chega dói.


Harry não agüentou a suplica de seu loiro e tirou a cueca de Draco com os dentes. A ereção de Draco estava roxa e inchada. A boca de Harry encheu-se de água ao ver aquele banquete à sua frente. Baixou lentamente o rosto e sentiu o cheiro almiscarado daquela pele. Passou o nariz devagar por toda a extensão do pênis do outro fazendo-o prender a respiração.


Passou a pontinha da língua no buraquinho por onde saia uma gota saliente. Draco gritou arqueando o corpo.


- Oh Mérlin Harry, agora, quero agora.


Harry chupou toda a extensão da ereção do loiro o fazendo delirar. Passava a língua pela cabeça rosada o fazendo gritar. Ele mesmo estava ficando ansioso para ter tudo aquilo e abocanhou tudo sem se engasgar. Agora lembrava daquele gosto, dos modos como o loiro gostava que mexia sua língua.


Fazia pressão com a boca subindo e descendo sem tirar os olhos de Draco, sua expressão era puro prazer, pura luxuria. Sentiu uma mão acariciar seus cabelos e o empurrar para baixo abocanhando o membro por completo. Draco gritou e Harry gemeu quando o outro gozou em si, sem reclamar ele engoliu o liquido espesso como sempre fazia e se deitou em cima do amante roubando um beijo o fazendo sentir seu próprio gosto ainda fresco em seus lábios.


Draco respirava fundo e ofegava. Seus olhos semi-abertos o olhavam com desejo.


- Eu sei o que quer Draco – Disse Harry em seu ouvido – Mas quero que peça.


Harry mordeu o lóbulo da orelha do outro descendo para o pescoço dando pequenas mordidinhas, lambidas e chupadas, deixando a pele branca com pequenas manchas vermelhas.


- Eu quero.


- Peça Draco, peça para mim e não lhe negarei nada.


- Eu quero isso – Disse envolvendo a mão na ereção dura de Harry e começando a movimentá-la – Isso, dentro de mim, todinho dentro de mim. Quero ser todo seu.


- Acho que seria falta de educação negar um pedido desses.


Harry de repente virou Draco de bruços na cama e segurou seus pulsos acima da cabeça.


- Você é meu e estou louquinho para tomá-lo.


Harry amarrou as mãos de Draco na cabeceira da cama e ficou somente contemplando o corpo perfeito que seu amante tinha. Draco repousou a cabeça de lado no travesseiro e fechou os olhos, sabia que Harry o estava admirando, ele sempre fazia isso. Harry estava sentado em cima de Draco quando sentiu que o outro rebolava em baixo dele. A sensação da pele macia em sua ereção o fez gemer.


- Você gosta de me provocar não gosta? – Perguntou deitando em cima do loiro e passando a mão em seu traseiro, o apertando – Gosta de me deixar doidinho para comê-lo.


- É a segunda coisa que mais gosto.


- E qual é a primeira?


- Senti-lo dentro de mim.


Harry deu um sorriso safado mordendo o lóbulo da orelha de Draco. Pegou um vidrinho com lubrificante e passou em seus dedos, precipitou um deles para dentro de Draco que gemeu ao contato. Draco sentiu a familiaridade daquele toque, matando a saudade do seu amado, mas um dedo era pouco para ele e logo pediu mais. Harry também não agüentava esperar, passou lubrificante pela extensão de seu membro e se afundou no loiro de uma única vez gemendo alto ao pé do ouvido dele.


Por mais que quisesse se mover preferiu ficar parado, deitado em cima do loiro abraçando-o, esperando Draco se acostumar com a invasão. A emoção de tê-lo novamente em seus braços, de poder tocá-lo, de estar nele era tamanha que as lágrimas escorriam dos rostos iluminados pela fraca luz enquanto se moviam consumando o amor mágico que os entrelaçavam.


O restante do tempo passou com várias lágrimas e gemidos , juras de amor e saudades. O suor fazia brilhar o corpo dos deuses que se amavam.


O nome dos dois foi pronunciado ao mesmo tempo enquanto os corpos se misturavam, virando finalmente um só.


Harry deitou a cabeça no peito de Draco e descansou a mente deixando-se ser levado para o inconsciente sonhando com cabelos loiros e doces toques.


 


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.