FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. Acertando os ponteiros


Fic: CASAMENTO DE AMIGOS H HR - DG - SUPER AVISO!


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Gina analisava Hermione atentamente e quando estavam sós ela perguntou:

--- Tudo bem entre vocês? Vocês realmente parecem um casal em lua-de-mel...

--- Tudo ótimo Gina, temos que ser convincentes né, e porque você não aproveita o embalo e se acerta com o Malfoy?

Quando Gina ia responder, Harry e Malfoy se aproximaram.

Harry beijou Hermione que correspondeu ao carinho e Malfoy aproveitando o embalo, também puxou uma Gina relutante para um beijo nada rápido.
Gina estava sem ação, o carinho que Malfoy a beijou não era uma qualidade dele... ela parecia estar gostando daquilo... abanou a cabeça para afastar aquele pensamento, imagina ela, atraída por Malfoy!!!

Foram almoçar em um restaurante de uma das cidades da região, e quando estavam se preparando para sentar uma mulher, linda, morena de olhos verdes, veio em direção de Harry, e ignorando totalmente Hermione , Draco e Gina, agarrou o moreno, deu um selinho em Harry disse:

--- Harry, meu amor, quanto tempo não o vejo. Algo me dizia que o veria em breve. Eu o procurei por todos os lugares e venho te encontrar aqui? Veio me ver? Matar as saudades?

Hermione ficou vermelha de raiva e se aconchegou a Harry que segurou a mão da morena com força...

---- Não Charlote, estou em lua-de- mel!!!

Charlote imediatamente largou a mão de Harry e um brilho estranho passou pelos seus olhos...


Continua.....

____________________________________________________

Capítulo 12

--- Lua- de - Mel ? Quer dizer que o grande Harry Potter deixou se enlaçar pelas garras do amor? – disse Charlote ainda com a mão no ombro de Harry.

Hermione que estava próxima fuzilou a rival com o olhar e se levantou em direção ao casal .

Harry estava desconcertado com a cena, jamais imaginou que a encontraria novamente em Cancun. Charlote havia sido, podemos dizer “ um amor de verão “ que terminou de uma maneira meio estranha. Durante sua estadia nesta cidade Harry a encontrou em uma boate de Cancun, chamada “ Coco Bongo “ em um período de férias. Eles tiveram um romance relâmpago, afinal de contas Charlote não era o tipo de mulher que se contentasse somente com um homem.

Mas por Harry, ela tinha se apaixonado e o considerava um troféu, só que para ele tinha sido muito difícil fazê-la entender de que não daria para continuar o relacionamento, ele jamais gostara de Charlote a ponto de assumi-la como namorada.



E ela também nunca fora mulher de um homem só. Gostava de ser admirada, de ser desejada, isso pra ela era uma necessidade. E Harry abominava isso.

Ela literalmente o caçou pelo mundo todo, ela nunca havia sido dispensada por ninguém, Harry fora o primeiro homem que a deixara então se tornou questão de honra conquista-lo e traze-lo de volta....

Harry teve que sair de circulação por algum tempo, pois ela sempre aparecia nos lugares onde ele estava, sempre se insinuava para ele, o constrangendo e estas atitudes faziam com que ele a afastasse ainda mais.

Ele não podia negar, ela era uma mulher linda, que chamava a atenção dos homens aonde chegava, se vestia com esmero e era muito rica , mas ela tinha o poder de ser inconveniente, muito inconveniente e sempre dava a entender que entre os dois havia uma relação de amantes não terminada, e isto não passou desapercebido por Hermione.

Harry estava constrangido pois aquela cena jamais havia sido imaginada por ele. Ela deveria tê-lo seguido de alguma maneira.. isso precisava ser investigado.

Harry nem teve tempo de pensar quando Hermione postou do seu lado, e um tanto bruscamente retirou a mão da rival do ombro de Harry e disse:

--- Definitivamente casado, e muito bem casado, e comigo!!! – disse Hermione no limite do seu autocontrole.

Charlote a mediu de cima a baixo e não iria dar o braço a torcer, Hermione era uma mulher bonita, mas não ... ela não estava à altura daquele deus grego de olhos verdes. Ela sim Charlote era a pessoa ideal para Harry... e desde quando um casamento iria atrapalhar seus planos??? Ainda mais agora que o encontrara de novo... não seria uma mera aliança que a deteria...

Com um sorriso cínico nos lábios ela estendeu a mão para Hermione e disse:

--- Meus parabéns querida, você conseguiu o inimaginável, enlaçar este homem nas artimanhas do amor não é pra qualquer uma.

Hermione deliberadamente ignorou a mão estendida e imediatamente procurou a de Harry que respondeu :

--- Pois é Charlote, Hermione conseguiu, errr... como você mesmo disse o inimaginável. Me apaixonei, perdidamente por ela, sou louco por ela , como nunca fui por mulher nenhuma na minha vida. E dizendo isto apertou sua mão contra a dela , fazendo-a se sentir segura.

Hermione sentiu um calor subir em seu peito, ela sabia que Harry estava dizendo aquilo para justificar este casamento falso, mas ele disse esta frase com uma convicção tão grande que ela quase acreditou que fosse verdade.

Neste instante Draco e Gina estavam se aproximando do trio.

Gina com seu jeito mordaz foi logo perguntando:

--- Harry não nos apresenta sua amiga?

Draco se postou logo ao lado de Gina e pegou na mão da ruiva para poder conter um pouco a fúria da “esposa” – que havia percebido a situação constrangedora e tomara as dores de Hermione.

Harry com a voz fria disse:

--- Esta é Charlote, uma amiga que conheci durante minha estadia no México, e estes são Draco e Gina que também estão em lua-de-mel.

Charlote que era um predadora nata, não demorou a notar a beleza singular de Draco, o mediu cautelosamente e também a Gina , ela então dirigiu um olhar de desprezo à ruiva que não passou desapercebido por ela, e só fez aumentar a raiva que ela estava.

Charlote estendeu a mão e cumprimentou Gina e se aproximou de Draco e arrumou a gola da camisa dele que estava dobrada, passando um dos dedos pelo pescoço do loiro e disse:

--- Muito prazer em conhecê-los ...

Gina ferveu de raiva, quem aquela mulherzinha estava pensando em tratá-la daquela maneira e de que jeito ela olhava para Draco, para todos os efeitos eles estavam casados, e ela não admitiria uma “traição” mesmo que não tivesse nada com ele – ahhh não!!!!!! Ele teria que se segurar...

Charlote ainda tentando se “enturmar” disse a Draco:

--- Você trabalha com Harry meu querido?

Draco percebendo o jogo da mulher disse:

--- Não, nos conhecemos aqui, e fizemos amizade, eu e Gina também estamos em lua-de mel! Mar Harry e eu somos especialistas de negócios em áreas diferentes

--- Ah que interessante... – disse Charlote sem despregar os olhos do loiro.

Gina desta vez não se conteve, apertou ainda mais a mão de Draco e disse:

--- E a sua especialidade por acaso – er... seu nome é Charlote né? È flertar como marido alheio?

Charlote deu uma risada gostosa e respondeu:

--- Calma ruiva, eu só estou tentando ser amigável. Você está em lua-de-mel, não tem o que temer...

Antes que aquilo virasse uma batalha, Draco interviu, enlaçou Gina pela cintura e disse:

--- Me desculpe minha esposa é um pouco explosiva, assim como nosso relacionamento, mas é este toque selvagem que me deixa louco por ela, e dizendo isso beijou Gina na frente de Charlote.

Charlote um pouco desconcertada com a cena, que era digna de filmes de Hollywood, pois Gina correspondia com uma voracidade ao beijo de Draco como se pudesse justificar que aquele homem era dela e que nenhuma outra mulher colocaria as mãos nele, pelo menos enquanto ela fosse sua “esposa”.

Harry discretamente se despediu de Charlote e pegou na mão de uma Hermione ainda furiosa.

Harry no intuito de distrair Hermione da cena que havia presenciado comentou :

--- É minha morena, acho que vais perder a aposta o Draco e a Gina ainda estão se beijando... aquilo ali não é só encenação...

Hermione que não queria dar a entender que estava com ciúme, tentou perguntar com a maior naturalidade possível sobre Charlote.

--- Harry , er... esta tal de Charlote que conheci agora, foi sua namorada?

--- Não Hermione, nunca a considerei uma namorada, nos encontramos casualmente em uma boate e iniciamos um romance, que não durou nem dois meses, mas foi uma época que eu estava sozinho, precisando me divertir e Charlote apareceu, uma mulher bonita, bem relacionada, mas infelizmente sem conteúdo – disse o moreno sinceramente

Hermione um pouco mais animada disse:

--- Quer dizer que ela não significou nada pra você? Vai me dizer que aquele beijinho que ela te deu não te produziu nenhuma sensação...

--- Pra te dizer a verdade me deu uma sensação sim.... disse Harry encarando da morena

O estômago de Hermione revirou e ela arregalou os olhos imperceptivelmente e encarou Harry

--- Senti asco, entende? Não sou homem de reviver o passado, você me conhece muito bem Hermione e sabe que não sou homem de duas palavras... e vou repetir pra você para que fique bem claro - A Charlote nunca significou nada pra mim e tomando fôlego pois Hermione ia rebater sua resposta ele continuou:

-- E não Dona Hermione , não vou ter uma recaída – ainda mais contigo ao meu lado- disse ele sedutor enlaçando-a pela cintura.

Hermione o encarou, e disse:

--- Você não me deve satisfação Harry, eu não estou te cobrando nada, só acho que Charlote não é o tipo certo pra você...

--- Eu sei Mione, eu sei o tipo certo de mulher pra mim... mas parece.....

Quando ia terminar a frase, estavam chegando Draco e Gina para se juntar a ele e Hermione ficou na curiosidade do final da frase...

Gina estava vermelha, não se sabia se era reflexo dos cabelos, raiva ou pelo beijo cinematográfico protagonizado pelo casal...

Harry brincou:

--- Nossa!!! Todos aqui puderam perceber o quão apaixonados vocês estão!!! Adorei – e começou a rir

Hermione o acompanhou e Draco olhou meio desconcertado para Gina que disse:

--- Eu disse que quando fosse necessário eu fingira bem, então ta aí a prova...

Draco ficou meio chateado com a resposta da ruiva, pois pra ele aquele beijo pareceu tudo menos fingimento... e resolveu mudar de assunto.

Combinaram de ir embora e de jantarem em um restaurante divertidíssimo chamado Los Pericos.

Quando Draco e Gina chegaram ao hotel foram informados que seriam transferidos de quarto pois o quarto atual deles precisava de um reparo na rede de ar condicionado, e por mais que Draco insistisse que não precisava deste tipo de aparelho o gerente do hotel insistiu e os transferiu para um suíte de cobertura.

A transferência seria efetuada quando eles estivessem fora para o jantar evitando assim maiores transtornos.

Trocaram-se e foram pegar Harry e Hermione no hotel, no caminho tiveram a primeira conversa civilizada para o espanto total de Draco:

--- Gina muito estranho esta troca de quartos, acho que tem algo por trás disto tudo o que você acha?

--- Draco, por mais que eu deteste, tenho que concordar com você. Achei muito estranho afinal de contas chegamos ontem à noite e já nos trocam de quarto e nem uma reclamação formal fizemos. Eu achei o gerente um pouco ansioso para que esta troca fosse feita, nos ofereceu a cobertura... você tem noção de quanto custa uma diária de uma suíte daquelas?

--- Vamos conversar com a Granger e o Potter e ver o que eles acham disse Draco, que estava encantado de ter uma conversa normal com Gina e particularmente ela estava um estouro, com um macacão branco justo, decotado, que marcava a curva dos seios e a cintura de uma maneira fantástica...

Ele pensou em elogiá-la , mas resolveu não arriscar.

Ela também admirava o loiro que estava com uma calça clara e uma camisa azul clara que combinava perfeitamente com os seus olhos...

Meu Deus ela devia estar ficando louca, ela se arrumara com esmero só para ver o olhar de admiração de Draco... ela percebeu quando chegou à sala que ele a admirou secretamente.

Do outro lado da orla estava Hermione terminando de se trocar. Harry já a guardava ansiosamente sentado na varanda, tomando um suco.

Hermione se sentia estranhamente sensual desde a noite anterior, aquele arroubo sexual entre ela e Harry despertara nela o desejo de ser mais ousada. Então escolheu um vestido curto verde claro, decotado até a cintura e bordado nos seios, cintura marcada e saia rodada, colocou uma sandália aberta de salto alto, fez uma maquiagem linda e passou um perfume sensual “N/A ( Romance da Ralph Lauren) .
Ela também queria provar a Harry que também sabia ser sensual e uma mulher fatal como Charlote.

Quando chegou na varanda, Harry que estava distraído contemplando o mar, sentiu o perfume dela e se virou e disse:

--- Nossa Mione você está .... Lindíssima. E sem pestanejar a puxou pra si e disse ao ouvido dela...

--- Continuaremos a nos conhecer melhor hoje meu tesouro? Vai me deixar mostrar um mundo de delícias pra você, ou vamos ficar os dois na vontade?

Hermione se arrepiou e disse com a voz fraca, o perfume de Harry a embriagava e o tom de voz era hipnótico:

--- Ah Harry , será que você terá paciência comigo? Acho que realmente não estou à sua altura, não sei ser sexy, dizer coisas sexy, e nunca transei na minha vida. Acho que serei um fiasco...

--- Hermione tem hora que eu acho que você não se enxerga... de longe você é a mulher mais linda, mais sexy e mais desejável que conheci.

--- Harry você diz isso pra me agradar... disse Hermione desconcertada e ela continuou, e outra sempre sonhei em ter este momento com uma namorado ou marido – sei lá, e não assim, por duas semanas, um relacionamento ocasional... não sei Harry, estou confusa...

--- Acho que você me entendeu errado mesmo Mione, será que não ta claro que não quero nada – como você mesmo disse: “ocasional” – acha mesmo que te levaria pra cama, tiraria sua virgindade e me despedira com um até-logo pra você no aeroporto daqui a duas semanas?

Hermione estava desconcertada...

Harry continuou:

--- Se é pra formalizar, formalizaremos agora, a Srta. aceita a namorar SÉRIO comigo ?
Aceita ser minha namorada, amiga, amante ?

Hermione estava sem fala.

Harry olhou meio angustiado pra ela e disse:

--- Hermione, por favor, responde logo antes que eu pense que você não me quer..

Ela não respondeu, puxou o moreno pra um beijo fantástico e disse no ouvido dele:

--- Claro que aceito!!! Seu coração batia descompassado.

Harry feliz disse, se não tivéssemos marcado nada com o casal mais explosivo de Cancun poderíamos ficar aqui né? – disse ele maroto

--- Harry Potter!!! Vamos que eles já devem estar nos esperando, temos muito tempo pra ficar juntos..

No elevador ela comentou depois de um beijo rápido no namorado:

--- Vamos manter isto entre nós ta bem? Pelo menos até a missão acabar..

--- Eu te prometi Mione e vamos cumprir sim, mas tenho vontade de contar pra todo mundo que meu amor de adolescente hoje é minha...

Ela o olhou e ia responder quando a porta do elevador se abriu e eles deram de cara com o camareiro que os atendeu na noite anterior.

Eles se encontraram com Draco e Gina na recepção e seguiram pra o restaurante.

No caminho Draco e Gina relataram para Harry e Hermione o que tinha acontecido em relação à troca de quartos dele.

Harry um pouco mais experiente e Hermione também por ter vivido muito no mundo trouxa sugeriram que eles poderiam ter escutas telefônicas e também de som no quarto e até mesmo câmeras para filmarem e ouvirem cada movimento que fosse feito no quarto. Harry sugeriu que fizessem uma varredura no quarto antes de se acomodarem, muito discretamente.

Harry fez uma anotação mental para verificar seu próprio quarto, mas caso houvesse escutas eles não escutariam nada mais do que os sons de um casal realmente em lua de mel. E intimamente ele se sentiu feliz.

Hermione estava radiante e o jantar transcorreu maravilhosamente bem, o restaurante era um show à parte, com pessoas fazendo performances por todo restaurante, anões vestidos de piratas, homens em pernas de pau, concurso de pernas bonitas, que Hermione ganhou... sendo aplaudida imensamente por todos da mesa...

Harry e Hermione agiam como namorados ou melhor como um casal de recém casados mesmo, o que obrigou a Gina e Malfoy a imitarem os dois e isto já estava se tornando um hábito, Gina não era muito mais resistente.

Voltaram para os seus respectivos hotéis. Hermione estava ansiosa e ao mesmo tempo receosa.. mas sabia que seria tudo fantástico, sabia que Harry era paciente e que tudo seria inesquecível...

Já Gina estava apavorada, se o seu quarto realmente tivesse câmeras e escutas, isto significava que ela deveria, realmente fingir ser esposa de Malfoy.. ela não estava gostando nada disso. Seguiu calada até o caminho do hotel de Harry e Hermione. Depois de deixarem o casal ela comentou:

--- Se tiver câmeras como teremos que fazer ? Não podemos denunciar que sabemos das câmeras e escutas, nem podemos mudar de quarto pois eles farão o mesmo no outro quarto...

Draco com calma disse:

---- Teremos realmente que fingir que somos marido e mulher – se é que me entende...

Antes que ela desse uma resposta mal educada ele completou:

--- Calma Gina, antes que perca a paciência comigo, me deixe explicar, vamos ter que fingir, eu JAMAIS te forçaria a fazer nada ... mas se tiver câmeras vamos ter que nos comportar como um casal em lua de mel debaixo dos lençóis.

Para surpresa dele ela não respondeu, apenas meneou a cabeça.

Subiram para o novo quarto que era digno de reis. Draco estava com Gina, como se tivessem admirando o quarto , olhando cada canto e identificando os aparelhos que estavam realmente dispostos no intuíto de espionarem o casal. Como os dois haviam feito legimência, eles se concentraram e se comunicavam assim entre si. Só o banheiro foi detectado por eles de uma zona livre de escutas ou câmeras e para horror de Gina havia uma câmera postada bem em cima da cama dos dois disfarçada como miolo de uma das flores do lustre.

Draco alegando que ela deveria descansar um pouco antes do banho se dirigiu ao banheiro para tomar banho primeiro e voltou ao quarto vestido em um roupão preto. Ele estava lindo..... Gina agradeceu mentalmente por ele não ter vindo enrolado na toalha como na noite anterior, ele a respeitara.

Gina se encaminhou para o banheiro e tomou um banho demorado, voltou de lá envolta em uma camisola branca, longa com decote bordado em rendas e cristais que deixou Draco sem fôlego.

Conscientes das câmeras eles se encontraram e se beijaram, um beijo manso que aos poucos foi se aprofundando, Gina foi deixando se levar até que ela decidiu quebrar o beijo e disse sem fôlego...


--- Meu amor, vamos nos deitar e dormir porque estou cansada...

Draco que estava encantado com ela não iria deixar passar esta oportunidade, ele a enlaçou pela cintura e disse... olhando significativamente para a câmera disposta em uma parede oposta o quarto. Ele pensou e Gina o ouviu:

--- Lembre-se que estamos sendo vigiados Gina, não podemos colocar a missão a perder...

Gina concordou com o olhar e se deixou levar..

Malfoy disse com a voz rouca:

--- Venha meu amor, venha vou fazer uma massagem nas suas costas para que você fique relaxada, o dia foi cansativo . – e dizendo isto foi beijando o pescoço dela e girou o corpo se postando as costas dela. Com um gesto lento e sensual ele levantou a barra da camisola dela e a despiu, no ângulo que ele estava ele conseguia a ver somente à parte de trás de Gina que estava com uma calcinha branca que combinava com a camisola.

Ela estava paralisada, ele para evitar constrangimento dela ele a deitou com as costas viradas para cima, tirou o roupão, ficando somente com uma cueca boxer preta, e disse ao seu ouvido:

--- Vou buscar o óleo , não se mexa meu amor...

Nem precisava ter dito isto, ela estava paralisada, ela estava quase nua, com uma calcinha minúscula, virada de bruços aguardando um Malfoy que estava praticamente nu e que iria fazer uma massagem nela.....

Gina era um turbilhão humano de emoções, ao mesmo tempo em que estava acanhada, a situação era excitante, ela não podia negar ... e a resistência dela estava acabando...

Nem deu para terminar o raciocínio, Malfoy voltou e se ajeitou de joelhos na cama e despejou um óleo nas costas dela e foi percorrendo a mão pelas suas costas em movimentos hábeis e sensuais, ele era um mestre nas massagens, ela estava delirando, e gemia imperceptivelmente, ele às vezes interrompia a massagem para beijar-lhe os cabelos ou mordiscar sua orelha, ele foi abaixando a massagem e passou a massagear os pés pequenos de sua ruiva, as panturrilhas...

Ele estava excitado, foi impossível evitar, Gina correspondia aos seus carinhos, ela gemia e ele sabia identificar que aquilo não era fingimento, ele decidiu ousar... massageou as coxas da ruiva e foi movendo a mão lentamente para a parte interna das coxas da ruiva, que para sua surpresa ela não agüentando mais ficar passiva, se virou lentamente para ele.. que não consegui tirar os olhos dela, mostrando a ele os seios fartos e perfeitos e disse:


- Meu querido eu adorei a massagem, acho que está na hora do seu pagamento.

E dizendo isto o puxou para um beijo. Gina percebeu que ele estava excitado e colou ainda mais o corpo ao dele. Draco gemeu alto. Ela molhou as mãos com o óleo e o deitou de frente para ela e se postou ao lado dele massageando seu peitoral, ela repetiu o mesmo ritual dele, só que mais sensualmente, esbarrando “acidentalmente” na parte mais sensível de Draco, arrancando gemidos altos do loiro. Ele não agüentando mais, a girou e se posicionou por cima dela, por entre as pernas dela e disse ao seu ouvido com a voz rouca bem baixinho:

--- Você definitivamente é a mulher mais sensual que eu já encontrei na minha vida, você me deixa louco Gina e dizendo isso a beijou com ardor.

Gina correspondeu enlaçando Malfoy pelas pernas e fazendo isso pensou para que ele a entendesse:

--- Então vamos parar de encenação e partir para a ação, me mostre que você é tudo isso que eu imagino, me possua Draco!!!!

Draco a olhou com os olhos cheios de desejo e se aventurou pelo pescoço dela, ele roçava o tórax nos seios de gina, que era seu ponto fraco, mas não a tocava , mordiscava seu pescoço, passava o rosto entre os seios dela, descia para o ventre dela, até que ela no limite das forças agarrou uma das mãos de Malfoy e as guiou para o seu seio... ele entendeu o recado e a acariciou... os mamilos dela ficaram enrijecidos, entre um limite tênue entre a dor e o prazer.. ele agora se entretia em sugar um dos seios dela e se aventurou pelo vale entre as pernas dela, que estava úmida devida a excitação deste ritual...

Ela estava se deliciando, ele era realmente tudo e um pouco mais que ela havia imaginado.

Ela não era mais virgem, e tinha uma experiência sexual considerável, mas aquele tipo de explosão ela não tinha experimentado ainda.

Ao contrário do que ela imaginara ele a estava deixando fora do controle, ele pressionava o membro enrijecido no meio das pernas dela, fazendo-a gemer alto. Ele alcançou a calcinha dela e a tirou e se concentrou ali, fazendo com que Gina tivesse dois orgasmos seguidos, sem ao menos penetrar a ruiva. Ela se contorcia a cada movimento de língua do loiro, que ainda estava vestido.

Gina estava ofegante quando decidiu que era a vez dela se divertir e fazer Malfoy se contorcer um pouco. Trocou de posições com o loiro e começou a saboreá-lo inteiro. A ereção de Draco já estava dolorida, ele estava retardando ao máximo seu prazer, pois ver Gina se contorcer ao seu contato era mais que ele poderia imaginar, era mais que ele poderia querer....

Ele se desconcentrou pois Gina estava terminando de tirar a cueca dele e sem pudor nenhum estava fazendo o inimaginável com ele, retribuindo o carinho que ele havia feito nela anteriormente. Ele jamais sentira tudo aquilo com mulher nenhuma e Gina quando percebeu que ele estava prestes a gozar ela disse em seu ouvido:

--- Me possua Draco... por favor.... e em pensamento ela continuou “ Você disse que eu teria que pedir.. então estou te pedindo”

E em um convite sensual ela se deitou para que ele se posicionasse sobre ela, e ela o recebeu com um entusiasmo contagiante, ele sentia que ela estava pronta e úmida, mas ele não queria machuca-la e foi aos poucos a penetrando, e olhando a expressão no rosto da ruiva, que a cada arremetida de Draco se contorcia na cama, ela finalmente decidiu agir e em um movimento convulsivo, se arremeteu contra o corpo do loiro, travando-o com as pernas e cravando as unhas nas costas do loiro e o levou interiro pra dentro de si.

Ambos gemeram com a ousadia da ruiva. Draco movia-se ritmadamente sobre ela que se movimentava ao encontro ele e depois de alguns movimentos ela disse:

--- Venha meu amor, venha comigo, goze pra mim Draco

Não houve mais necessidade de convites, ele intensificou os movimentos e eles juntos e com um grito de prazer chegaram juntos ao orgasmo.

Draco acariciou os cabelos de Gina, ainda dentro dela e disse ofegante:

--- Foi fantástico, definitivamente inesquecível minha querida...

Gina que não sabia o que responder pois havia deixado se levar e havia feito amor com ele. Mas ele estava se mostrando um homem romântico – como assim, ela não entendia mais nada, nem estava com vontade de entender...

Ela sem palavras o beijou. Desta vez o beijo foi calmo e com uma cumplicidade que nenhum dos dois jamais havia imaginado atingir...

Ele saiu de cima de Gina, e ela ficou meio frustrada, se sentiu estranhamente vazia mas, ele imediatamente a enlaçou para junto dele, a cobriu com o lençol e disse entre um beijo.

--- Vamos tomar um banho juntos minha ruiva? Você liga o chuveiro que eu vou pedir algo para comermos o que achas?

Ela virou o rosto pra cima e disse :

--- Acho perfeito... como tudo nesta noite...

Draco sorriu e se levantou, não antes de beija-la novamente e ela ficou admirando aquele corpo perfeito se afastando, sem um pingo de arrependimento do que tinha feito...

Ela estava feliz, estranhamente feliz.... e se encaminhou para o banheiro para preparar a banheira... à noite pra eles só estava começando...

Continua...
__________________________________

N/A Pessoal desculpe pela demora, mas to meio atarefada no trabalho, tá uma loucura...
Na semana que vem vai ter H/Hr a primeira vez - vai ser muito legal.

OBRIGADA A TODOS QUE COMENTARAM E QUE COM SEUS COMENTÁRIOS ME IMPULSIONAM A ESCREVER MAIS... UM BEIJO NO CORAÇÃO DE TODOS....

COMENTEM PLS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Diênifer Santos Granger em 21/08/2014

Hahahahahaha

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.