FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Enfim, senhor e senhora Potter


Fic: A felicidade está ao lado - cap 1 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione suspirou pesadamente e olhou para o teto sem conseguir esquecer o ruivo que dormia profundamente ao seu lado. Pensou em ir até a cozinha preparar alguma coisa para eles comerem, mas preferiu ficar mais um pouco apenas o sentindo perto de si.


Rony se mexeu, sem abrir os olhos, deixando sua mão esquerda a mostra e, consequentemente, a sua aliança. Isso fez a mulher se lembrar do seu próprio casamento, ainda não conseguia acreditar que já seria no dia seguinte.


No momento em que ela viu o teste de gravidez trouxa marcando positivo sentiu um misto de medo e de alegria. Teria um filho com o cara que amava e isso era maravilhoso, mas, ao mesmo tempo, não podia deixar de esquecer que ele já era casado e também estava prestes a ter um filho com a esposa.


O momento de contar para o ruivo foi o mais difícil da sua vida, principalmente quando sugeriu que ela fizesse um aborto. Sabia que esse não era o melhor momento para ter um bebê, mas já o amava muito e não podia acabar com a vida daquele serzinho que crescia dentro de si e que não tinha culpa de nada.


É claro que sabia que o amante não poderia dar o nome para o seu bebê, esse seria um maior escândalo na história do mundo bruxo, mas também não podia dizer que não sabia quem era o pai e criar a criança sozinha. A solução de se casar com outra pessoa podia ser totalmente absurda, mas era a melhor maneira de resolver isso.


Só não sabia que Rony estava pensando em Harry para esse plano. Eles se conheciam desde os 11 anos e estarem casados seria, no mínimo, estranho. Sem contar que ele nunca aceitou o relacionamento dos amigos e nunca iria aceitar acobertar essa gravidez.


Para a surpresa de Hermione, o moreno aceitou se casar com ela e dar o nome para o seu bebê. Sua mente voltou para o jantar dos dois na noite anterior.


 


*Flash Back*


A morena passou pela porta do restaurante bruxo e caminhou em direção a recepcionista. Ela já tinha ido até aquele lugar uma vez, mas já fazia muitos anos e não se lembrava de nada.


- Posso ajudá-la? - a mulher disse assim que a viu – A senhorita tem uma reserva? Em nome de quem?


- Na verdade eu estou aqui para encontrar Harry Potter – explicou – Ele já chegou ao restaurante.


- Já chegou sim – balançou a cabeça afirmativamente – Venha comigo que vou levá-la até a sua mesa.


Concordou antes de segui-la pelo restaurante. Encontrou o amigo em uma mesa isolada perto da janela, essa era a vantagem de ser o ministro da magia.


- Oi Mione! - se levantou indo em direção a ela e deu um beijo em sua bochecha, gesto que não passou despercebido pela recepcionista – Que bom que você chegou.


- Desculpa pela demora – disse enquanto ele afastava a cadeira para ela se sentar – Eu demorei para sair de casa e o transito também não ajudou.


- Tudo bem – deu um sorriso enquanto dava a volta na mesa e se sentava em frente a amiga – O importante é que você está aqui.


- Vou deixá-los fazendo os pedidos – a mulher entregou o cardápio – Quando escolherem o prato é só tocar com a ponta da varinha e o pedido vai aparecer na nossa cozinha.


Esperaram que a mulher estivesse bem longe para começarem a ler o cardápio. Não demorou muito para estarem fazendo os pedidos.


- Tem certeza de que foi uma boa ideia termos vindo aqui? - a morena pareceu um puco incerta – Quero dizer as pessoas podemos começar a falar se nos virem jantando aqui, sozinhos.


- Mione, nós vamos nos casar e não vai demorar muito para todo mundo bruxo saber disso – lembrou – É melhor que nos vejam juntos e pensei que estamos namorando há muito tempo.


- Acho que você tem razão – deu de ombros – Estou tão acostumada a ter que sair escondida com o Rony que eu vou achar um pouco estranho ter um relacionamento que todos podem saber.


Harry não disse nada depois desse comentário dela, apenas a encarou por alguns segundos. Foi quando os pratos surgiram na frente deles e começaram a comer calmamente.


- Sabe Mione, eu estive pensando muito nesses últimos dias – o moreno voltou a falar depois de algum tempo – Eu quero te dar um mesada.


- Eu não preciso de seu dinheiro, Harry – disse calmamente -Tenho o meu salário no ministério e é muito bom. Sou a chefe do Departamento de execução das leis mágicas.


- Daqui a três dias você vai ser a minha esposa, Mione – continuou – Quero te dar todo o conforto que for possível.


- Eu já tenho bastante conforto – garantiu – E agora que vou me mudar para a sua casa não vou precisar pagar o aluguel, nem a conta de luz e água, vai me sobrar bem mais dinheiro. A não ser que você precise de ajuda com as despesas, não vou me importar.


- Não preciso da sua ajuda com as despesas – respondeu – Mas lembre-se, Mione, agora você vai ser a esposa do ministro da magia e vai me acompanhar a todos os bailes e eventos, e precisa de vestidos, maquiagens e joias. Deixe-me comprar essas coisas para você,


- Harry, como disse antes, eu tenho meu salário e não vou precisar gastá-lo com as despesas do me apartamento, posso muito bem comprar essas coisas – lembrou – E também deve sobrar alguma coisa para o bebê, para as consultas do médico e as coisas que vou precisar começar a comprar.


- Deixe-me pagar as coisas do bebê então – sugeriu, por fim – Por favor, não quero me sentir um inútil para vocês dois.


-Você já está fazendo mais do que a sua obrigação – garantiu – Vai dar um nome para o meu bebê e vai me impedir que eu seja ma vergonha para toda a minha família.


- Esse bebê pode não ser meu filho biológico, mas ele vai ser um Potter e meu herdeiro – lembrou – É minha obrigação sustentá-lo, antes mesmo dele nascer.


- A sua obrigação era só se casar comigo para poder dar o nome para o bebê – explicou – Deixa que eu me viro para criá-lo e sustentá-lo.


- Essa é sim minha obrigação – segurou as duas mãos da amiga – Virou minha obrigação no momento em que disse ao Rony que me casaria com você.


Hermione ficou em silêncio por alguns segundos. Não estava esperando que o amigo fosse falar essas coisas.


- Se você insiste, tudo bem – deu de ombros por fim – E muito obrigada, mesmo.


No momento em que terminaram de comer a recepcionista surgiu ao lado deles com outros dois cardápios na mãos, como se estivesse de olho em todos os movimentos do casal.


- Com licença, senhor ministro – disse, parecendo um pouco incerta – O senho gostaria de pedir uma sobremesa?


- Eu não vou querer – respondeu – Mas e você Mione, vai querer alguma sobremesa?


- Acho que vou querer um pudim de pão – respondeu – Me deu uma vontade repentina de comer pudim de pão.


- Aqui está o cardápio – colocou o papel, que estava em sua mão, em cima da mesa – É só fazer como fez com o prato principal.


Hermione fez o pedido e não demorou muito para o prato com o pudim aparecer na sua frente.


- Mione, eu queria te dar uma coisa – começou a falar enquanto mexia no bolso do terno – Espero que você goste.


Pegou uma caixa preta de veludo e entregou para a amiga. Ela abriu e viu o anel de ouro branco e com uma pequena pedra transparente em cima.


- Nós precisamos de um anel de noivado – ele completou – Assim as coisas ficam mais reais.


- É lindo, Harry! - foi tudo que ela conseguiu dizer – Mas eu não posso aceitar, deve ter custado uma fortuna.


- Meu pai deu esse anel para minha mãe quando a pediu em casamento – explicou – Quando a guerra contra Voldemort terminou, Lupin me entregou e disse para eu entregar para alguém especial.


- Agora mesmo que eu não posso aceitar isso – empurrou a caixa de volta na direção do amigo – É óbvio que não sou esse alguém especial de quem Lupin estava falando.


- Você vai ser minha esposa – continuou – Acho que a situação é bem parecida, portanto, você pode ficar com o anel.


- É claro que a situação é totalmente diferente – revirou os olhos – E se algum dia você encontrar alguma garota que ache especial e queira se casar com ela? É para ela que você deveria dar essa anel, não para mim.


- Não estou a procura de alguém especial e duvido que vá achar alguém – deu um longo suspiro – E, mesmo que eu encontrasse, nunca faria isso com você. Temos um trato.


Pegou a mão da morena, mais uma vez, e lhe entregou a caixa antes de dá um fraco sorriso.


- Por favor, Mione, aceita esse anel – completou – Aceite como o meu presente de casamento para você.


- Tudo bem – concordou enquanto tirava o anel de dentro da caixa, era difícil entrar em um discussão com Harry quando ele está tão determinado dessa maneira.


Pegou no anel e colocou no dedo anelar da mão direita da amiga. Em seguida, deu um beijo nos dedos dela.


- Harry, acho melhor você ser um pouco mais discreto – o reprimiu – Estamos em um restaurante bruxo, amanhã mesmo estarão todos comentando.


- Deixe que comentem – deu de ombros – Nós agora estamos noivos e logo todo o mundo bruxo vai estar sabendo.


*Fim do Flash Back*


 


Enquanto se lembrava a morena olhava, atentamente, para o anel em seu dedo. Ficou totalmente surpresa com a atitude do amigo, pensou que eles só iriam casar e ela iria morar na casa dele, nunca imaginou que fosse querer assumir todas as despesas do bebê. Sem dúvida, seria grata a Harry pelo resto da sua vida.


Olhou para o relógio em cima da mesa ao lado da cama. Já eram quase 21h30min, já estava bem tarde.


- Rony – começou a chamar o homem que estava ao seu lado – Rony, é melhor você acordar.


- O que foi Mione? – se sentou na cama ainda parecendo um pouco sonolento – Quero horas são?


- Está na hora de você ir embora – avisou – Daqui a pouco a Luna vai ficar desconfiada de todas as vezes em que você ficar até tarde no ministério.


- Acho melhor eu ir embora mesmo – se levantou e começou a pegar suas roupas espalhas pelo chão.


- Posso preparar alguma coisa para você comer antes de ir embora – avisou – Imagino que você tenha dito para a Luna que não ia jantar em casa.


- Compro um sanduíche no caminho para casa – deu um selinho nela antes de calçar o sapato – Luna está ficando totalmente paranoica agora no final da gravidez. Estou pesando em comprar um daqueles celulares as corujas são tão lentas.


- É legal mesmo – concordou com a cabeça – Será que eu também vou ficar paranoica desse jeito quando o nosso bebê estiver para nascer.


- Você é a pessoa mais racional que eu conheço, não vai ficar com medo por uma besteira – completou – Agora eu tenho que ir, te vejo amanhã no casamento.


Acenou para o ruivo enquanto ele fechava a porta e se jogou no sofá, embora estivesse acostumada a vê-lo sair no meio da noite, não podia deixar de sentir ciúmes da amiga por tê-lo ao seu lado sempre que queria. Decidiu deixar esses pensamentos de lado e foi fazer um lanche antes de dormir, teria um dia muito cheio amanhã.


O dia seguinte amanheceu ensolarado, perfeito para uma manhã de sábado. Hermione acordou com um leve enjoo matinal, mas logo estava se sentindo melhor. Perto da hora do almoço saiu de casa e foi em direção ao cartório no centro da cidade.


Chegou lá e já encontrou Rony, Luna e Harry a esperando bem na entrada do prédio. Saiu de dentro do táxi e foi em direção a eles.


- Oi! - acenou para os dois amigos antes de abraçar a loira ao seu lado – Luna! Como é que você está se sentindo?


- Mal posso esperar para essa criança nascer logo – deu um grande suspiro – Nem acredito que agora só faltam duas semanas.


- Isso é mesmo muito bom - concordou sorrindo – Lembre-se sempre que você logo você vai estar com o seu bebê nos seus braços e isso vai ser o melhor de todos.


Sentiu vontade de colocar a mão sob sua própria barriga mas não podia. Ainda não era hora de revelar ao mundo que ela e Harry vão ter um bebê.


- Acho irmos logo para dentro – Rony avisou – Quanto mais rápido formos mais rápido saímos daqui.


A morena olhou chocada para ele, parecia que estava com pressa em ver os dois casados.


- Você e a Luna podem ir indo – Harry avisou para o amigo – Preciso conversar uma coisa com a Mione.


- Mas não adianta irmos nós dois – se lembrou – São vocês dois que vão e casar e precisam estar lá.


- Vamos logo, Rony, deixem os dois conversarem – começou a puxar o marido pelo braço – Eles devem estar querendo ficar um pouco sozinhos antes do casamento.


A loira conseguiu levá-lo para dentro do prédio deixando o outro casal sozinho no local.


- O que você queria falar comigo? - a morena perguntou quando os outros dois já tinha desaparecido dentro do prédio.


- Queria saber se você está bem – disse – Quero dizer, até agora você não falou nada a respeito de toda essa história de casamento. Se está tudo bem para você ou não.


- Confesso que não era isso que eu estava esperando para a minha vida, mas eu acabei provocando esse destino – suspirou pesadamente – Mas essa é mesmo a melhor solução, para todos nós.


Harry colocou uma mecha de cabelo atrás da orelha da amiga e deu um fraco sorriso.


- Só quero te prometer mais uma coisa, Mione – voltou a falar – Sei que eu não sou a pessoa com quem você pensava em casar, mas vou tentar te fazer feliz, na medida do possível. Você e o bebê – colocou a mão na barriga dela, delicadamente.


- Acho melhor irmos logo para lá – disse, por fim – Não quero ficar o dia inteiro aqui esperando para me casar.


- Tem razão – segurou a mão dela de maneira protetora – Vamos logo, senhora Potter.


Não demorou muito para eles serem chamados e, menos de meia hora depois já estavam saindo de lá casados.


Os dois casais foram almoçar em um restaurante ali perto para poderem comemorar esse dia tão especial.


- Rony, vamos para casa – Luna pediu – Estou um pouco cansada e preciso deitar um pouco.


- Tudo bem, vamos sim – concordou com a cabeça antes de se virar para os dois amigos – Vocês dois vão ficar bem?


- Vamos sim – Harry garantiu – Assim que sairmos daqui vamos passar na casa da Mione para pegar algumas coisas.


- Tenho certeza de que você pode ficar tranquilo, Rony – a loira estava com um sorriso malicioso – O Harry e a Mione vão se divertir muito.


Esse comentário deixou os dois morenos ficaram extremamente vermelhos com esse comentário.


- Luna! - Rony a reprimiu.


- Mas eu estou falando sério – fingiu-se de inocente – Não precisa se preocupar com os dois, eles são grandinhos e sabem muito bem o que estão fazendo.


- E nós dois não precisamos saber o que eles estão fazendo – começou a empurrá-la pelas costas em direção ao estacionamento – Tchau, Harry! Tchau, Mione! A gente se vê segunda-feira no ministério.


Acenaram enquanto Rony e Luna caminhavam até o carro e saiam em direção as ruas de Londres.


- O que acha de irmos agora até o seu apartamento agora? - ele sugeriu – Assim você já pega as suas coisas e tem o resto do sábado para descansar.


- É uma boa ideia – concordou com a cabeça – Estou mesmo precisando tomar banho e dormir um pouco, nem que seja por alguns minutos.


Hermione já tinha deixado duas caixas com as coisas mais importantes para o dia no novo apartamento, depois passaria para pegar o resto das suas coisas com mais calma. O marido a ajudou a levar as coisas até o carro e foram para o apartamento dele que ficava do outro lado da cidade.


- Boa tarde, senhor Potter – Dobby fez uma pequena reverencia assim que eles entraram na casa – Precisa de alguma coisa?


O elfo começou a trabalhar na casa do moreno quando ele foi nomeado ministro da magia. É claro que recebia um pequeno salário em troca.


- Olá Dobby – o cumprimentou – Leve as coisas de Hermione para o quarto que arrumamos ontem a noite e mostre para ela tudo que tem lá.


- Imediatamente – avisou – Venha junto comigo, senhorita Granger, o quarto de hóspedes é por aqui.


- Na verdade, Dobby, ela agora é a senhora Potter – Harry anunciou – Nós dois acabamos de nos casar.


- Mas isso é maravilhoso – o elfo estava visivelmente emocionado – Parabéns e espero que vocês sejam muito felizes e tenham muitos bebês.


- Obrigado! - disseram ao mesmo tempo.


Dobby levou Hermione para o quarto que ficava no final do corredor a direita, o último quarto, ela supos, era o de Harry. Ele lhe mostrou os armário e aonde ficava o banheiro.


- Precisa de mais alguma coisa, senhora Potter? - perguntou depois de terminar de falar.


- Não preciso de mais nada, Dobby – garantiu – Acho que vou ficar muito bem aqui nesse quarto.


- Está bem, a chamarei assim que o jantar estiver pronto – caminhou em direção a porta – Qualquer coisa pode me chamar.


No momento em que ele saiu, Hermione se jogou na cama. Apesar de tudo, tinha certeza de que seria muito feliz naquele lugar e faria de tudo para isso.

***
N/A:
Ta ai o primeiro capitulo gente.
O q vcs acharam das atitudes do Harry em relação ao casamento dele com a Mione? E  como será q ela vai agir a partir de agora? E os ciumes do Rony enh?
Bom gnt, só um avisinho básico:
 Sexta-feira q vem vai ser o inicio das matriculas lah na facul e eu vou passar o dia inteiro super ocupada procurando matéria para fazer e vendo possibilidade de choque de horário (isso é um saco, gnt). Portanto, vou tentar escrever a fic um pouco mais cedo semana q vem, mas eu pretendo começar a minha fic de TVD na proxima semana, mas não se preocupem q vcs vão ter post, nem q seja no sábado.
Portanto, se eu demorar um pouco com o post, não me xinguem, a culpa é da facul,
É isso gnt, agora vcs comentam. 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 12

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Bethany Jane Potter em 23/05/2015

minha nossa!! Atualiza Por favor?!?!?!? essa fic deixou meu pobre coração louco kkkk..volta!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nety_Potter em 04/10/2012

A eu preciso saber o que vai acontecer adorei a sua Fic!!!!!!!!
e continua postando por favor!!! 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 14/03/2012

Aaaiiinnn... Que lindo o Harry querendo assumir o bebê... *-----------*
Um verdadeiro cavalheiro, daqueles que não se encontra mais por aí... xD
Ai, ai. Já tô ansiosa para vê-los apaixonados... ^^" 
"- Esse bebê pode não ser meu filho biológico, mas ele vai ser um Potter e meu herdeiro – lembrou – É minha obrigação sustentá-lo, antes mesmo dele nascer."

Aposto dez reais que ele já tá amando o(a) futuro(a) Potter... *-* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jack joy em 11/03/2012

Ainda não tinha tido tempo para ler, + ja coloquei e leitura em ordem e espero q o proximo cap não demore....
a Mione  parece um pouco mal agradecida na minha opiniao, o cara não tinha obrigação de fazer nada por ela e ela ta ai, achando ruim.....continua Ro, plz

Bj

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por mileyde em 05/03/2012

Perfeitaaa!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Joyce Grint em 27/02/2012

Mais uma fanfic, que happy!!

Rony canalha!!!
Tomara que a Hermione perca o bebê e tenha vários Potterzinhos com o Harry *-*
Parabéns pela fic \o 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angeline G. McFellou em 27/02/2012

VONTADE DE VOMITAR! Sério era mesmo preciso essa cena inicial? Que bosta. ODEIO RHr do fundo do meu jovem conraçãozinho, j.k. é a unica escritora que teve coragem na história de juntar o herói com um personagem inrelevante e a heroina com um personagem secundario ¬¬.
*.* HARRY É SEMPRE TÃOOOOOOOOOO FOFO! QUERO UM PRA MIM SÉRIO.
Amo a Luna ela é demais, só queria que ela fosse mais esperta e chutase  bunda do Rony, PARA SEMPRE HUAHUAHAUHUAHAUAHHUHAUHAUAHA (Risada do tipo maligna com raios e trovões ao fundo).
Espero serimente que a Mion não cntinue esse relacionamento lixo com o Ronald seria uma falta de respeito estremo com o Harry.
Bem com ese final a fic promete.
To curiosa pela continuação, att assim que der, por favor.
Beijos... 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por EnigmaticPerfection em 25/02/2012

Rony merece um socão \o/ Sério, além do meu natural desencanto com Rony-Hermione, essa cena inicial ainda me deu mais raiva por causa da situação... e pq a Mione o ama ¬¬ Caramba! O cara atira pra tu qto é lado, faz besteira e ainda põe o melhor amigo pra consertar tudo. E a Luna, cara, tadinha! 
Eu só quero ver o q vai acontecer nesse casamento. Sinto muitas mágoas vindo pro Harry por aí, coitado. Ele é um amor por estar fazendo isso tudo, ele é quem merece a Mione.
Quero só ver o q vem por aí! Beijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por cristiane torres em 25/02/2012

Estou ansiosa para a continuação e o Harry e um fofo e o Rony sem comentários e um sacana e ela está iludida, aguardarei andsiosa a continuaçaõ.

PARABÉNS!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ingrid D. em 25/02/2012

Concordo muito com a Alexandra G., essa gravidez podia não vingar, né? Em 3 meses (ela teria que abortar mais ou menos nesse meio tempo), já dava pra ela estar apaixonadinha pelo Harry, ou pelo menos confusa.
Ah, a situação ruim, em si, não é nem por causa do bebê da Luna ou por causa do casamento forjado... Pior é Harry, que já não aceitava a relação 'clandestina' de Rony e Hermione, agora ter de aceitar ser corno. E manso! ¬¬ Fora que se alguém descobrir que Rony e Hermione são amantes, não vai mais pegar feio só para os dois e para Luna... mas vai sobrar pra ele também. E PORQUE ELE ACEITOU ESSA CONDIÇÃO! Afff :x Quanta complicação!
Rony muito mau caráter. NOOOOOOSS! Mas, honestamente, a Mione também não tá atrás. Querendo ou não, ela sabia que ele era um homem comprometido e ainda que fosse apaixonada por ele, deveria ter recuado.
É esperar os próximos capítulos :D  

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariana Thamiris em 24/02/2012

OMG!!!
Mais um cap brilhante *-*
O Harry foi tão surpreendentemente fofo, doce, carinhoso, atencioso e romantico com a Mione!!!
Será que ela não consegue enxergar o quanto ele é perfeito??? O Ron a cada cap me deixa mais revoltada, como ele pode sugerir um aborto???
Ahh a Luna também vai ter um baby??? Em nome de Mérlin que situação!!!
Senhora Potter *-* quando o Harry a chamou assim derreti por dentro, eles são tão perfeits juntos e o Harry prometendo fazer ela e o bebe felizes foi lindooooooooooo!!!
Vou esperar o próximo posta ansiosíssimaaaaaa!!!
Beijinhuxx
=*** 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Alexandra Granger Potter em 24/02/2012

AAAAAAAAAAAAAAA D: Harry S2 Hermioneee *---* essa gravidez de Hermione era pra ser falsa :/ ou ela ter algum aborto natural sl EAHUEIHAUE sou má ;x maaaaaaas enfim, era pra ela ter um baby com Harry e Rony ficar puto EHOAEHuia.
Parabéns pela fic \o 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.