FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. O garoto dos meus sonhos!


Fic: A História de Ginny Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Bom, eu fiz essa fic, que é uma coisa que eu estou planejando faz um tempo! Por enquanto ela está bem infantil, mas ela é do ponto de uma menina de onze anos... com o decorrer da fic ela vai amadurecendo! Espero que vocês gostem!!!
Boa leitura!!!
###########################################

O GAROTO DOS MEUS SONHOS! (A TOCA - CS)

Raios de Sol batiam em seus olhos anunciando a chegada de um novo dia. Isso a acordou. Ainda era muito cedo para se acordar, principalmente em tempos de férias de verão... sete horas da manhã... mas, para ela, era um bom horário para se levantar... Gostava de aproveitar o dia o máximo que pudesse, ela era alegre, brincalhona, feliz da vida.
Saiu da cama, foi ao banheiro e se olhou no espelho... Iria fazer onze anos daqui a alguns dias! Finalmente iria realizar seu grande sonho, o de estudar na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Sonhara com isso desde que seu irmão mais velho, Bill, entrara para a escola, e até hoje não deixara de sonhar. Não via a hora de aprender feitiços, saber preparar poções e poder jogar quidditch. Ah, o quidditch! O esporte que ela mais gostava! Sabia que tinha um dom para o jogo! Via seus irmãos jogarem e ficava querendo jogar também, mas eles nunca deixavam! Mas ela, como era uma menina esperta, arrombava o barraco de vassouras e as pegava para treinar quando eles não estavam olhando!
Analisou sua aparência no espelho, ela era pequena, tinha longos cabelos vermelhos, muito vivos, coisa muito normal na família Weasley, seus olhos eram castanhos, seu rosto era cheio de delicadas sardas e ela vestia uma longa camisola.
Escovou os dentes e desceu correndo para tomar café, mas ao chegar na cozinha seu coração parou... Ele estava lá... Sentado junto à mesa com seus irmãos... Harry Potter! Seu sangue começou a ferver, suas pernas ficaram bambas, seu corpo inteiro tremia, sua cabeça travou e o ar entalou em seus pulmões. Falara dele o verão inteiro... Ele era o melhor amigo de seu irmão e era também o herói da sua infância! Sua história a fascinara desde a primeira vez que ela a ouvira! O menino que sobreviveu! Sempre perguntara para sua mãe mais e mais sobre aquele garoto que habitara sua imaginação desde a primeira vez que ouvira falar dele... e agora ela conhecia seu ídolo! Mesmo que não fosse muito bem! Nunca falara com ele, só o vira. E ele era mais do que ela esperava... Ele era lindo! Magníficos olhos verdes por trás de óculos redondos, cabelos negros muito rebeldes e na testa uma fina cicatriz em forma de raio. Tudo isso, que para ela pareceu durar uma eternidade, para os outros aconteceu em um segundo... Quando seus olhos encontraram os dele, ela deu um gritinho e saiu correndo imediatamente de volta para seu quarto.
Ah, Ginny Weasley, que vergonha! Como que você desceu para tomar café? Como se esqueceu que ele estaria ali? Ron, Fred e George não tinham lhe contado? Não tinham falado que iam pegar o carro de seu pai e que iriam para Surrey buscar Harry Potter? Não tinham lhe falado? Ah, como você pode ser tão idiota? Olha o mico que você pagou, garota! Logo na frente dele! O que ele vai pensar agora? Toda vez que ele olhar para sua cara vai se lembrar da sua reação ao vê-lo!
Ah, e ela iria passar a vê-lo mais vezes a partir de agora, afinal, ele era o melhor amigo de Ron, iria passar as férias de verão inteira na sua casa e, além de tudo, ela iria, a partir de agora, estudar na mesma escola que ele! Ah, como isso era bom!
Ela deu um leve sorrisinho com o canto dos lábios, sonhadoramente. Mas voltou a realidade imediatamente. Controle-se, Ginny Weasley, controle-se!
Ainda sonhando com Harry ela foi até a janela de seu quarto e olhou para o jardim lá fora. Ele estava ajudando seus irmãos, Fred, George e Ron, a desgnomizar o jardim. Ah, como ele era perfeito! Era o garoto de seus sonhos! Ficou lá o admirando até que viu seu pai chegando em casa e eles entrando.
Ela sentou em sua cama, novamente presa em seus devaneios, até que uma coisa a despertou, sua mãe gritando:
- COMO CARROS, POR EXEMPLO?
Nossa, será que ela descobrira? Pelo jeito ela estava uma fera!
Ficou tentando ouvir mais, mas era impossível. Ficou torcendo para sua mãe voltar a gritar... Achava aquilo tudo muito divertido! Quando não era com ela, é claro.
Como não ouvia nada, ela foi até a porta, a abriu um pouquinho e ficou espiando.
- Arthur Weasley, você providenciou para que houvesse um furo nessa lei quando a escreveu! – gritou sua mãe novamente. – Só para você poder continuar a se distrair com aquela lixaria dos muggles no seu barraco! E para sua informação, Harry chegou hoje de manhã naquele carro que você não tinha intenção de fazer voar!
- Harry? – exclamou seu pai sem entender. – Que Harry?
Alguns segundos depois ela ouviu uma grande exclamação de seu pai.
- Deus do céu, é Harry Potter? Muito prazer em conhecê-lo. Ron tem falado tanto em...
- Os seus filhos foram na casa de Harry e voltaram de lá ontem à noite! – gritou sua mãe. – Que é que você me diz disso, hein?
- Vocês fizeram mesmo isso? E o carro voou bem? – Ginny sufocou uma risadinha com a pergunta de seu pai. – Eu... eu quero dizer – gaguejou, tentando corrigir o que havia falado – que... isso foi muito errado, meninos... muito errado mesmo...
Ouviu passos subindo a escada enquanto seus pais ainda discutiam. Era seu irmão, Ron, e Harry. Os olhos de Harry encontraram os seus pela fresta da porta que ela rapidamente fechou.
- Ginny – ouviu a voz de Ron explicando para Harry. – Você não sabe como é estranho ela estar tão tímida. Normalmente ela nunca pára de falar...
E ela ouviu os passos dos dois subindo até o quarto de Ron.
- Muito obrigada, maninho! – disse ela baixinho, com raiva do irmão. – Agora sim ele vai ter certeza que sou uma idiota!
Dizendo isso se atirou na cama para voltar a dormir depois daquela manhã desastrosa!
###########################################
E aí gostaram??? Comentem, por favor! Preciso do apoio de vocês pra continuar!!!
Bjos.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.