FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

2. capitulo 2


Fic: Quase impossível


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

(nada me pertence)

em italico(pensamentos)

cap 2

(hermione pov)



Era só o que me faltava mesmo,Draco Malfoy o popular(pegador)de cabelo lambido atrás de mim,como se eu não tivesse com o que me preocupar(tipo a minha paixonite pelo meu amigo),por falar no Harry não vi ele o dia todo,e quando eu liguei ele não atendeu,com certeza deve estar bravo comigo(ninguém mandou me dar indiretas),sei que falando assim não parece que gosto dele,mas a verdade é que quando entrei aqui nesse colégio particular(um internato) à uns três anos Harry não era de ficar todo dia falando de meninos,ou me jogando indiretas pra cá e pra lá,isso começou logo depois que eu contei que gostava dele,acho que ele faz isso para ver se me interesso em outros garotos,nunca vou poder dizer isso pra ele,dizer que ele é insubstituível e que nunca senti por niguém o que sinto por ele,e que o que mais posso querer em um dia é um simples abraço que raramente é direçionado para mim,as vezes não sei se é porque ele não quer mais ser nem meu amigo ou por pura frustração do momento.

A aula de inglês estava mais chata do que ser obrigada a ver um hora daqueles seriados antigo com o meu pai(tradição de familia)um saco,mas fazer o que?
Quando cheguei ao dormitório,que é a maior zona (culpa da minha colega de quarto)é sério Luna é muito minha amiga mais é arqui inimiga da limpeza,não sei como ela vive na parte dela do quarto,vou descrever para vocês:uma cama bagunçada cheia de roupas,um lixo até aqui de sujeira(desde o mês retrasado),um guarda roupa praticamente vazio já que a maioria das roupas fica em cima da cama e um tapete mais entranhado de sujeira não existe.É esse o lado dela,já o meu é totalmente mais limpo,eu não sou neurotica por limpeza,só faço o minímo por sobrevivência,o meu lado do quarto é assim:outra cama(sem roupas em cima),um guarda roupa limpo(e com todas as roupas dentro),uma mesinha com despertador,ipod,notebook,enfim coisas nomais para se sobreviver,e no meio da parede uma TV de plasma com home theater e videogame que nós dividimos,vários puffs,vocês não tem noção o quarto é enorme,sabe aquelas camas meio casais?Cabe umas cinco em cada canto lá,além de dois banheiros,a gente não precisa dividir,é o minimo né?Nossos pais pagam fortunas para gente estudar.Harry já me levou até o dormitório dele e é metade do meu,essa é a vantagem de ser uma garota.Larguei minha mochila no chão e dei meia volta,queria falar com o Harry,eu estava quase na metade do caminho era umas nove e meia,(se alguém me visse eu estava frita,ainda mais indo para os dormitórios dos meninos)quando um braço simplesmente me puxou e me virou de frente para quem quer que seja.O quem quer que seja logo foi descoberto adivinha Draco estava parado na minha frente só com um espaço de,sei lá,três centimetros,quase encostando em mim:

-Aonde é que você vai a essa hora gatinha?Tava indo me procurar?Já me achou.Por que ele acha que tudo gira em torno dele?

-Até parece que eu ia procurar você malfoy.

-Então o que está fazendo aqui?.Perguntou

-Estou ou melhor estava até você me impedir, indo procurar o Harry.Falei louca de vontade de sair correndo daquele cara,ele me dava arrepios.

-O Harry,gatinha o cara não quer nada contigo,vem ficar com o malfoysinho vem.Falou fazendo mençao de ir me beijar,que NOJO preciso dar o fora daqui,mas ele é muito mais forte que eu,não consigo me mexer,ele prendeu minhas mãos e braços com os seus própios braços.Ele continua a me beijar de um jeito violento e nojento,tento de todas as formas possíveis sair daqui,mas os braços de jogador de basquete dele,me prendem sendo assim impossível sair,até que alguém puxou ele para longe,e antes de ele cair do outro lado do corredor ele me mordeu,digo mordeu mesmo,os meus labios estavam sangrando e doendo demais,desgraçado.Não deu para indicar de primeira o cara que me salvou já que ficava tudo escuro depois do toque de recolher,ele continuava batendo e xingando o malfoy,até que o desgraçado escapou.

-Ei você tá bem?.Perguntou carinhoso

-To bem sim,mas quem é você?.Perguntei,mas agora que ele estava perto não tinha necessidade de ter perguntado,era o Harry,com o perfume irresistivel que é só e exclusivamente dele.

-Preciso mesmo responder.Ele disse rindo

-Não eu sei que é você Harry,eu te reconheceria em qualquer lugar.Disse olhando dentro dos olhos verdes dele.

-Que bom assim você não me perde.Então o que estava fazendo aqui a uma hora dessas?.Fiquei tão perdida e feliz de ele ter me salvado que demorou um tempo para os meus neuronios compreenderem a mensagem.

-Ah eu vim ver você.Respondi

-E já me achou,o que queria?

-Primeiro quero agradecer por ter me ajudado com esse lance todo do Malfoy e,segundo quero pedir desculpas por aquela hora do almoço,não foi minha intenção te xingar ou coisa assim.Ele me examinou um pouco antes de responder,parecia não saber o que falar.

-Agradecimentos e desculpas aceitas.Eu quero te ajudar mais um pouco posso?Ele disse olhando para o corte horrível que deveria estar nos meus labios.

-Claro.Respondi,o que mais eu poderia dizer?Não,fala sério,o cara já me ajudou e quer ajudar mais um pouco,tenho certeza que ele vai querer que eu faça alguma coisa depois,para ficarmos quites.
Eu estou tremendo ele simplesmente pegou e deu um beijo rápido(um selinho)em mim,vido de um gay e do cara que eu gostava,eu fiquei confusa e feliz sem saber o que fazer,tipo os meus sonhos estavam virando realidade?será que eu estou bem?Será que foi uma alucinação?Esses e outros pensamentos idiotas perambulavam a minha cabeça nesse momento:

-Então,eu tenho que ir,sugiro que você faça o mesmo,boa noite.Ele disse me deu um outro beijinho(só que esse foi na bochecha),eu fiquei abobada tocando os meus labios sem saber o que fazer,o que diabos aconteceu aqui?


(fim do cap)

Sério pessoal comentem é muito importante e deixa uma autora feliz 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.