FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Alice é Neta do seu Avô


Fic: Um Casamento Mais do Que Conveniente - DRAMIONE - CAP 20 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 11: Alice é Neta do seu Avô.
Traduzido por xCamila
Betado por Tonks Fenix


“Certamente não há tantos homens de grande fortuna no mundo como há mulheres bonitas que os merecem.” – Jane Austen


“Eu sou tão bonito e rico que, certamente, ninguém merece mais amor e felicidade do que eu, correto? – Draco Malfoy


"Draco disse o quê? Isso é engraçado.” – Hermione Granger.




Saindo da cabine de sua filha, Hermione estava em seu próprio mundinho. Alice tinha se comportado mal, correndo pelo trem, se recusando a ficar sentada, se recusando a comer seu almoço, em suma, sendo uma criança de quatro anos de idade. Então, Hermione passara a última hora em seu vagão com ela, em vez de passar algum tempo com Draco. Ela não tinha sido capaz de passar cinco segundos com ele desde que saiu da estação, muito menos abordar o assunto do negócio "casamento de conveniência" com ele. Finalmente, Hermione viu Alice, assim como Ingrid, cochilando, então ela decidiu que era hora de encontrar Draco. Talvez ele estivesse se comportando mal também, embora esse pensamento a fizesse sorrir. Ela olhou para baixo em sua bolsa enquanto caminhava pelo corredor estreito do trem, os familiares movimentos de empurrões e solavancos a lembraram dos felizes (e às vezes tristes) tempos de quando eles estavam na escola.


Ela ainda estava olhando em sua bolsa tentando encontrar sua agenda e quando finalmente achou, ela colidiu com alguém. Olhou para cima, sem fazer contato visual, deixando cair sua agenda, e se desculpou, “Me desculpa, Senhor,” e então se assustou ao escutar o sotaque familiar de Lucius Malfoy dizer, “Não tem problema, Senhorita Granger.”


Ousaria ela olhar para cima? Pegou seus pertenses, permaneceu de joelhos, sua cabeça subindo lentamente. Oh..meu..Deus Lucius Malfoy estava no trem, bem na frente dela! Ela se levantou e disse, “Sr. Malfoy, que surpresa. Eu sabia que você estava indo para Whitehall, mas não tinha ideia que estava pegando o trem.”


“Onde meu filho vai, eu costumo seguir”, disse ele


Hermione não queria nem saber o que aquilo significava. “Sim, bem, eu poderia dizer o mesmo sobre a minha filha; é claro, ela só tem quatro anos e não praticamente trinta.” Hermione respondeu um pouco sarcástica, mas Lucius sorriu.


“Posso conversar com você?” Ele gesticulou em direção a uma cabine vazia atrás dela. Todas as cortinas foram puxadas e a porta fechada. Deveria ela entrar em uma cabine de trem vazia com um antigo Comensal da Morte, especialmente quando ninguém sabia onde ela estava? Endireitou os ombros e decidiu, ‘por que não?’ Ela não tinha mais medo do homem.


Ela abriu a porta e entrou. “Esta é a sua cabine?”, perguntou.


“Céus, não, minha cabine está na primeira classe. Esta é a cabine do Trouxa que foi persuadido a trocar de cabine comigo, na primeira classe,” ele brincou com um sorriso.


“Vamos fazer isto rápido, Lucius. Imagino que você quer me perguntar as minhas intenções, ou me fazer desistir de Draco, ou me dizer que eu sou uma sangue-ruim inferior, que não é boa o suficiente para lamber a sujeira dos sapatos do seu filho, muito menos se casar com ele. Bem, o disse. É quase hora do almoço.” Ela olhou para o relógio, e então de volta para ele.


Ele riu novamente e disse, “Tenho certeza que você é boa o suficiente para lamber a sujeira dos sapatos dele.” Enquanto ela olhava para ele, ele sentou-se. “Oh, agora, ria. Aquilo foi engraçado, mesmo que você tenha que admitir isso, e você que começou,”


Hermione sentou de frente para ele. “Bem?”


“Quais são as suas intenções?” ele perguntou


Ela suspirou. “Vou ser sincera,” decidiu. “Eu pretendo oferecer ao seu filho uma proposta de casamento real hoje. O anúncio dele na noite passada foi tudo para show, porque o baile estava sendo realizado em sua honra. Ele ainda não tinha uma noiva, por isso ele me pediu para participar da fraude. Concordei. Agora que tive tempo para considerar as coisas, eu quero oferecer-lhe um acordo de negócios. Eu sei que ele precisa se casar, e rápido, e eu acho que vou ser uma boa esposa para ele.”


“E com isso chamado acordo de negócios, você teria a vantagem de ter o seu dinheiro”, disse Lucius, olhando-a diretamente.


Mais uma vez... Honestidade, ela decidiu. “Em certo sentido, embora o dinheiro nunca foi tão importante para mim. Como eu disse, é um acordo de negócios que eu vou oferecer-lhe, então nós poderemos assinar um acordo pré-nupcial. Eu pretendo abrir o meu negócio de avaliação na Inglaterra, então vou ter meu próprio dinheiro para gastar. Não espero nada dele, exceto a segurança que o casamento pode oferecer.”


“Segurança?” perguntou ele.


Hermione percebeu que não poderia retomar essa palavra de novo e isso era um pouco verdade. Ela decidiu passar por cima e disse, “Eu fui sincera com você, agora, por favor, me ofereça o mesmo. Diga-me porque você acha que isso nunca vai funcionar. Faça-me desistir do seu único filho. Diga-me que ele deve se casar com uma puro-sangue. Vá em frente, eu estou esperando.”


Ele cruzou as pernas e disse, “Você sempre foi uma irritante criancinha atrevida, mesmo quando você era uma garotinha. Você sabe, é claro, para mim, sua filha não se parece nada com você quando criança.”


“Você não me conheceu com quatro anos de idade,” Hermione respondeu, “e quando você viu a minha filha?”


Lucius assentiu e, embora Hermione não soubesse o que significava aquele aceno, ela não gostou do foco da conversa ser em Alice. No entanto, parecia que ela não tinha escolha quando o velho homem disse, “Eu vi quando você e Draco despacharam a bagagem na estação. Sua filha é uma linda loirinha, com incríveis olhos cinzas. Quase a mesma cor que os meus. Exatamente a mesma que Draco.”


Instantaneamente, Hermione soube que ele sabia. Ela baixou a cabeça sobre sua mão e apertou-a. O que ela iria fazer? Ela olhou de volta para ele e disse, “Você sabe, não é?” É por isso que está concordando com esse casamento?”


“Sim, eu sei. Mas não soube sempre. Eu estava ciente de que ele poderia ter um filho lá fora, em algum lugar, quando um homem tentou me chantagear quase quatro anos atrás. Eu só fiz a ligação quando a vi com ele nesta manhã. É uma surpresa que ele não fez a mesma ligação. Você sabe, meu filho deveria ter sido avisado que ele teve uma filha há muito tempo atrás, você não acha? Foi a resposta dele.


Hermione pensou, “Oh, Kevin, o que você fez?” Ela levou o seu tempo respondendo. Finalmente voltou com, “Sim, sim, eu acho que deveria ter dito há muito tempo, mas eu era casada, embora em um sem amor e terrível casamento com um mentiroso, um trapaceiro, e alguém que, eventualmente, levou todo o meu dinheiro. Kevin nunca poderia ter filhos, mas ele se recusou a me dizer, embora soubesse que esta era a única razão que me fez querer casar. O que aconteceu naquela noite com Draco, em um baile, quase cinco anos atrás, foi um ato deliberado da minha parte. Draco pode nunca ser capaz de me perdoar, mas eu nunca vou me arrepender desse dia, porque me deu Alice. Vou proteger minha filha com tudo o que eu sou, e Lucius, o casamento com Draco vai me ajudar para fazer isso.”


Ele se inclinou para a frente. “Há uma ameaça contra ela.”


Hermione estava dizendo todas as coisas erradas a este homem. Ela se levantou, sem vontade de comentar sobre sua pergunta novamente, e perguntou, “Você nunca tentou descobrir para ter certeza, quando meu ex-marido tentou chantagear você?”


"Eu gostaria de ter tentado, mas eu pensei que era com certeza uma mentira, então eu paguei o homem, e lhe disse para nunca entrar pela minha porta de novo, e eu adverti ele a nunca entrar em contato com meu filho, ou eu iria encontrá-lo e matá-lo. Eu tenho que a avisar, Draco sabe sobre essa tentativa de chantagem. Ele vai suspeitar de algo eventualmente. Eu deveria ter suspeitado há muito tempo." O homem mais velho respirou fundo. "Meu coração quase parou quando eu a vi esta manhã. Então eu soube." Ele se levantou também.


"Você vai dizer a Draco?”, perguntou ela.


"Isso é uma coisa que você precisa fazer. Primeiro, você tem que fazer seu noivado falso virar uma proposta de casamento real. Eu não me importo se é um acordo de negócios, tem que ser real, para o bem da criança. Presumo que ele é tão obcecado por você, que você não vai ter nenhum problema com isso ", disse ele divertidamente.


A mente de Hermione estava girando, mas a única coisa que ela pareceu notar era a palavra “obcecado” e a ligação de quando Draco usou a palavra. Ela disse, “Você consegue soletrar ‘obcecado’?” Ele olhou para ela confuso. Isso a lembrou da conversa com Draco, e ela sabia que ele não entenderia o seu humor, mas naquele momento, sentiu-se tonta e leve. Ela levantou as sobrancelhas com admiração. Vai ser assim tão fácil? Lucius Malfoy vai se afastar e apoiar o casamento?


"Garanto a você que posso soletrar muitas palavras. Você quer que eu comece com ‘avô’?" Ele sorriu. "A questão é, você pode manter o meu filho nesse estado tempo suficiente para tornar esse casamento real?"


"Espero que sim", respondeu ela. "Eu nunca falhei em nada na minha vida até agora."


"Não, eu não acho que você tenha." Ele abriu a porta para ela e ela começou a sair. Ela virou-se para trás. Ele disse: "Sim?"


"Me desculpe, eu mantive a sua neta longe de você. Realmente eram circunstâncias atenuantes. Meu ex-marido foi informado no início quem era o pai do bebê, e eu quis deixá-lo várias vezes, e eu até planejei contar a Draco muitas vezes que ele teve um filho, mas Kevin sempre veio com algo covarde para me deter. Isso tudo está no passado, mas sei de muitas maneiras, eu falhei com a minha filha, e todos os outros, mas eu estou tentando tornar tudo certo. "


Ela deixou a cabine. Ele foi atrás dela. Ele virou-se em torno dela com a mão em seu braço. "Primeiro, você não falhou com ninguém. Eu fiz mais coisas na minha vida que eu me arrependi do que dez homens. Disso, você está ciente. Podemos apenas tentar corrigir os nossos erros, e seguir adiante. Pelo menos eu conhecerei minha neta de agora em diante. Sim, Draco pode ficar com raiva quando ele descobrir sobre Alice. Não diga a ele agora. Eu conheço meu filho, e eu sei que é o melhor. Case com ele primeiro. Quanto ao seu ex-marido, bem, as coisas têm uma maneira de voltar para as pessoas. Ele vai ter sua merecida punição no final. Você consegue soletrar ‘punição’?"


Hermione soltou uma pequena risada nervosa que ela nem sabia que ela estava segurando. Ela soletrou, "C-A-S-T-I-G-O." Lucius sorriu e assentiu.


Hermione devolveu um breve aceno de cabeça para o homem mais velho e praticamente correu para a cabine que ela estava compartilhando com Draco. Lúcio voltou para a sua, e se sentou para pensar. Pensar, ele teve o ex-marido dela praticamente na palma da sua mão todos esses anos atrás, e ele deixou o bastardo ir com alguns milhares de galeões e um aviso. Sim, que o homem iria receber a sua merecida punição, ou nas palavras de Hermione Granger, seu "castigo", se Lucius tivesse alguma coisa para fazer com isso.


Lucius ainda estava olhando pela porta aberta de sua cabine do trem quando viu uma criança pequena de cabelo de loiro passando. "Me desculpe, criança, onde você está indo?" , perguntou ele.


A menina virou-se para Lucius. Ela tinha chorado. A visão fez o coração do velho homem se agitar um pouco. "Por que você está chorando?"


"Eu não consigo encontrar minha Mamãe. Você é o pai do Sr. Draco?”, perguntou ela. "Ele me disse que seu pai tinha longos cabelos loiros, assim como os meus."


"Você deve ser Alice", respondeu Lucius. Ver ela de perto, em pessoa, fez o seu coração bater em sua garganta. "Agora, eu pergunto a você, onde você está indo e por que você está chorando, de novo? Não é seguro para uma menina andar por um trem grande sozinha. Você precisa voltar para sua cabine."


"Minha babá está dormindo, e eu acordei e minha mamãe não estava lá, e eu estava com medo", disse Alice. Suas lágrimas quase desapareceram enquanto caminhava para dentro da cabine de Lucius e subia no assento ao lado dele.


"Você é uma coisinha enxerida, não é?" Lucius disse. "Eu convidei você para entrar? Eu disse que você poderia se sentar?"


Alice olhou consternada. Ela desceu do assento e virou-se para a porta para sair. "Alice?" Lucius disse.


Ela se virou para olhar para ele. "Você pode entrar na minha cabine, e você pode se sentar, mas você e eu precisamos ter uma conversa sobre os perigos de falar com estranhos."


Os olhos de Alice brilharam e ela saltou para dentro do carro. Lucius a ergueu no assento ao lado dele. "Oh, mamãe teve essa conversa comigo."


"Mas você escutou?" Lucius perguntou.


"Sim. Eu usei meus ouvidos", disse Alice. Ela não disse isso para ser inteligente ou atrevida. Ela lhe respondeu honestamente, o que fez rir Lucius.


Essa era a sua neta. A única filha de seu único filho. A menina que ele nunca tinha tido, mas sempre quis, e alguém precisava ajudar Hermione Granger a protegê-la de seu ex-marido. Decidiu ali mesmo que seria ele.


"Quantos anos você tem?" ele perguntou a ela


"Quatro. Fiz aniversário três dias atrás,", disse Alice.


Lucius perguntou, "O que você ganhou de aniversário?"


Todas as lágrimas desapareceram completamente, Alice despejou, "Eu ganhei um coelho rosa terrível do meu pai Kevin e minha madrasta Lauren. Eu ganhei uma caixa de música com animaizinhos de vidro dentro dela, de minha mamãe, e minha vovó e Bob me mandaram um pula-pula e um novo livro. Vovô me enviou uma vara de pesca, mas eu não sei como pescar. Minha babá me um esquilo de pelúcia. Draco disse quando chegarmos ao País de Gales que ele vai me dar uma casa de brinquedo, porque eu tive que deixar a minha feita de caixa de papelão no hotel. "


"Isso é monte de presentes", disse Lucius, com algum humor. Ele realmente achava que soava como uma quantidade lamentável de presentes. Lembrou-se quando Draco tinha a idade dela, e como eles costumavam esbanjar presentes sobre ele, e essa menininha tinha ganhado dois animais de pelúcia, uma caixa de música, um pula-pula, um livro e uma vara de pesca, mas ela parecia satisfeita. Ele teria que dar-lhe algo especial quando chegarem a Whitehall.


Enquanto ele estava pensando, ele notou a mão da menina subir para tocar um broche de serpente prata, que tinha preso ao lapela de seu terno de trouxa. "Eu gosto de cobras", ela comentou.


"Claro que você gosta", disse Lucius, um sorriso vindo para seu rosto. Isso era apenas o certo que ela gostaria... desde que ela fosse um Malfoy. "Qual é o seu sobrenome?" ele perguntou de repente. Se ela tivesse o sobrenome daquele homem, ele poderia surtar.


"O mesmo que a minha mamãe. Meu papai tem um sobrenome diferente. O dele é McKenzie".

Lucius gostou disso. Hermione Granger foi inteligente; ter certeza que a menina tinha seu sobrenome, em vez do de seu ex-marido idiota. Ele continuou a olhar para baixo para a menininha, que estava chegando com a mão para tocar o cabelo de Lucius.


"Seu cabelo é bonito e longo", disse Alice. "Posso escová-lo?"


"Não", respondeu Lucius, mais duro do que ele pretendia fazer. "Mas obrigado pelo elogio. Seu cabelo é bonito e longo, também. É da mesma cor que o meu, você notou."


"Sim. É o mesmo que o Sr. Draco, também", disse Alice. Sem aviso, ela subiu no colo de Lucius. Ela puxou o broche de serpente na lapela, então ela enfiou o dedo acidentalmente nele, e ela começou a chorar novamente.


Lúcio pegou o broche dela imediatamente. Ele queria dizer a ela que isso era o que ela teve por ser tão apressada em subir para o seu colo. Que foi a sua recompensa por pegar algo que não era dela, pois ele pode ser seu avô, mas ela não sabia disso. Até onde ela sabia, ele era um estranho para ela, e ela não deve apenas pegar as coisas, mesmo que ela os queira, apesar disso, esta atitude era muito Malfoy nela.


No entanto, vendo a menininha segurando o dedo em seu peito, com uma gota de sangue na extremidade, e vendo suas lágrimas, fez com que o homem mais velho fizesse uma pausa. Ele pegou sua varinha, curou a ferida muito pequena, e depois a abraçou com força. Ele disse, "Agora, agora, pequena Alice. Vai dar tudo certo. Você nunca se preocupe com nada. Eu vou cuidar de você."


Além do mais, ele faria.


Ele colocou o broche em seu pequeno cardigan enquanto as lágrimas começavam a secar. Ele disse, "Feliz aniversário atrasado, Pequena Alice. Você pode ficar com esse broche. Vamos te levar de volta para a sua cabine." Ele levantou-a nos braços e caminhou até a cabine dela. Uma vez fora, ele bateu na janela para acordar a babá. A mulher mais velha olhou do outro lado chocada ao ver o ex-Comensal da Morte, com a menina que estava cuidando em seus braços. "Você alguma vez fica acordada? Meu filho me disse que tudo que você faz é dormir!"


Ingrid tentou tirar Alice de Lúcio, mas ele colocou-a em um dos assentos. Ele se inclinou e disse, "Agora, Alice, eu insisto que você fique nesta cabine, a menos que esteja com Draco, mamãe, essa mulher aqui, ou eu. Você entendeu? Ninguém mais."


"Ok", ela simplesmente respondeu. Ela parecia mais interessada em seu novo broche.


Lucius olhou para o broche de serpente e disse, "Vai guardar em segurança para mim, não vai?"


"Obrigado, pai de Draco," Alice disse.


O homem mais velho se virou na porta e disse, "Por favor, me chame de Avô."


Ela ficou em silêncio por um momento, enquanto ela considerava o seu pedido, mas, em seguida, ela emendou: "Obrigado, Vô."


Lucius olhou para Ingrid, que o olhava como se ela fosse desmaiar, e depois de volta para Alice, que já não estava prestando nenhuma atenção nele. Ela estava furando o pino de serpente em um laço que estava ao redor do pescoço de um dragão verde de pelúcia. Ele sorriu enquanto se afastava.


---------------------------------------------------


N/B: Como esse Lucius me surpreende a cada capítulo, tô gostando muito dele aqui... a Alice novamente foi um show à parte! Comentem bastante pessoal!!! Até mais!


N/A: Adooooro esse capítulo! Um dos meus favoritos! Espero que vocês também gostem! Genteee, desculpa meeesmo pela demora, não era a minha intenção demorar taaanto. Então, como pedido de desculpas, vocês vão ganhar um presente!

http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=41671

Essa é uma one-shot totalmente DRAMIONE que eu traduzi e a Tonks Fenix betou! Essa nossa parceria foi meio às pressas, mas deu super certo, como vocês podem perceber! Ela e eu nos demos super bem e quem lucra são nossos leitores! \õ/


Comentem muuuuuito aqui e lá na outra fic!
Beijão!!


Wanneli da Silva Rosa: Que bom! Desculpe pela demora! Não demorarei mais, prometo! A Alice está é mesmo uma graça! Nesse cap, então! Passa lá na outra fic e comente, também! Beijão!


Landa MS: Vários acontecimentos nesse trem, hein? Alice e Lucius foram fofos também! Beijooos!


Nana-moraes malfoy: Não me esqueci de você, Nana! Acho que foi você que não comentou, hein! Comente sempre que sempre receberá meus agradecimentos! Caso tenha comentado e eu não respondi, sorry foi erro meu mesmo! E fico feliz que esteja gostanto! Beijão, flor! Não esquece de passar na outra tradução!


Iza Greenleaf: Todos nós queremos que tudo dê certo, não é? E o Lucius pedindo que a Mione continue guardando segredo... Será que é o certo? Não sei não :X Continue acompanhando e não esquece de comentar lá na outra fic! Beijão, linda!


Jheni weasley: Acho que tem um certo alguém que descobriu que uma certa menina faz parte da família. Mas é o mesmo que tu tinhas pensado? Hehehe Essa viagem de trem tá prometendo meeesmo! Beijo!


Mira Huet OConnell: Cada capítulo mais fofa, não é? *-* Beijããão, continua comentando!


Alice Rocha.: Hehehehe A Alice é a personagem principal dessa história para mim. Sempre roubando a cena! Nesse capítulo não foi diferente! Beijão, passa lá na outra fic!


Angel Slytherin: Obrigada! ;D E sem problemas! Eu também fiquei sem um tempinho de comentar as tuas fics, as vezes acontece, não é? Falando nas tuas fics, quando tu vais atualizá-las? :X Estava gostando de P.S Eu te amo. Bem diferente, bem enigmática! Hehehe Beijão! Passa lá na nova fic! ;**


Katie Black: Muito mais da Alice e sua fofura! Xiii, o trem ainda promete muito! Hehehe Beijos, continue comentando!


Thata_Malfoy21: Gostou do capítulo? A Alice roubou a cena, hein! Beijão!


Cristina Granger: Desculpe a demora! Aqui tem o capítulo novíssimo e mais uma oneshot de brinde! Espero que goste! Beijos!


Milene Malfoy: Não sou de demorar muito. Odeio quem fica meses sem atualizar :/ O que achou do novo capítulo? Não esqueça de comentar aqui e na nova tradução! Beijos!


Lah: Ihhh! Esse cap demorou pelos mesmos motivos que você andou sumida! Hehehe Essa viagem promete muito mais! E o que seria o tchêtchê rêrê tchêtchê, hein? Hauahuahuahauhaua Beijos! Não esquece de passar na outra fic e comentar!


Firebolt: Se gostou da Alice, vai gostar desse cap! Beijo, continue acompanhando e comentando!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 16

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por sonimai em 31/03/2012

realmente amooooo essa fic

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Speechless em 11/12/2011

Leitora nova aqui! Eu tô com sono, então vou comentar bem rapidinho. Que fic fofíssima! É muito linda, super agradável de ler. Parabéns às duas por traduzirem tão bem e à autora! Mas eu preciso ler maaaaais, então, por favor, não demorem a postar o capítulo 12, ok?

 

Beijos, beijos!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Naaty A. Silva em 07/12/2011

Uma das fics mais maravilhosas de TOOODA  a FeB! Apaixonante!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Karla Moreira em 14/11/2011

perfeeita a fanfic  *--* estou amando, 

parabéns pras duas, vocês estão sendo maravilhosas.

agora por favor , mais capitulos né :D kk

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jheni weasley em 11/11/2011

Meu amei o capitulo, acho que é um dos meus preferidos. Tenho que falar que eu acertei, desconfiava que esse certo alguém que ia descobrir uma certa neta era Lucyus. Achei legal a sinceridade na conversa de Mione e Lucyus, ela pode ter certeza que conseguiu um amigo pra ajudar ela com um certo ex- marido idiota. Alguém pelo amor de Merlin da um garrafa térmica cheia de café pra essa Baba não dormi mais.  Adorando cada vez mais a Alice aquela sim é uma verdadeira Malfoy, mais pensando bem ta tudo no sangue. Quem disse que Granger e Malfoy não da uma boa mistura hehe. Bjs!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angel_Slytherin em 06/11/2011

Preciso dizer que eu AMEI esse capitulo?! Meo Deus, o Lucius me surpreendeu agora hein?! =D aiaiaia, não sei o que pensar... só fiquei triste com uma coisa: O loiro bonitão não apareceu nesse capitulo... que triste.

Bem, espero ansiosa por um novo capitulo hein?!

Beijos
Angel_S

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por leleu_mione em 06/11/2011

Realmente, essa é a única fic que eu coneço que o Lucius é bonzinho (KKKKKKKKK), mas é bom imaginar isso, que até mesmo uma pessoa tão comumente mal retratada pode se tornar boa pra lagumas pessoas. Eu, por exemplo, estou adorando esse "vô" e mais ainda a netinha super espirituosa: "mas você escutou? Sim, usei meus ouvidos" (rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs). Adorei esse diálogo...
Esperando o próximo capítulo, beijos.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Cristina Granger em 05/11/2011

Nossa, mais um show de capitulo. AINDEUS eu quero a Alice pra mim, o menininha mais linda e atrevida. aisoaiosiaosioaisoi'

Adoreei tudo.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Wanneli da Silva Rosa em 04/11/2011

Gzuz... qu garota fofa... adorei o eu usei meus ouvidos.... hauhauhauhauah

ri horrores...

amei tb a atitude do malfoy... to quase gostando dele...kkkk

Bom, e pra nao perder o costume...
Poxa... tu demorou tanto q quando vi o aviso de fic postada eu até demorei pra lembrar qual era... kkk
Demora tanto nao, please...

só mais uma coisa... ADORO as frases inicias... me divirto muito...

bjusssss

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Katie Black em 04/11/2011

Esse cap tava muito fofo, perfeitooo! =) Eu já disse que amo a Alice? Acho que umas mil vezes já, né? kkk
E quem diria que Lucius Malfoy seria esse Vô muito fofo que vimos agora?? =O E Alice tá mostrando um pouco seu lado sonserino, seu lado Malfoy!
A fic tá ótimaa, nem sei como descrever, simplesmente perfeita! Tô esperando o próximo cap, posta logoo! Bjss :**

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Greenleaf em 03/11/2011
Ual o Lúcius está me surpreendendo, tô amando vê ele assim, uhuul, ah e qto ao segredo, acho que ele fez certo, afinal ele conhece o filho lindo dele neah? Estou adorando ... aguardando anciosament o próximo o.O
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nana-moraes malfoy em 03/11/2011

Adoro essa parte de lucius. Adoro sua astúcia! Principalmente nesta fic. Alice, acho muito parecida com o avô, esperta demais. Tô aqui e acompanhando viu! A tradução tá ótima! Beijão!

nana

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Landa MS em 03/11/2011

esse foi um cap a parte. Tava muito bom messsmooo. Parabéns. Eu adorei o atrevimento da pequenininha. Ela realmente manda muito bem. esperando mais cap's.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thata_Malfoy21 em 02/11/2011

MARAVILHOSO!

sempre vale a pena esperar pelos seus capítulos (mesmo q eu espere ansiosa) hahaha

A Alice é lindaaa *-* uma fofa!

E o Lucius hein? Me surpreendendo cada dia mais! Quando ela chamou ele de vô eu pude sentir a emoção dele no ar! ^^

Quanto tempo o Draco ainda demora pra ver algo tão óbvio quanto a paternidade da pequena alice?! Ai, Merlin! Esse loiro... só podia ser loiro (detalhe: EU sou loira!) kkkkkkkkk

beeeijos :*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Louyse Malfoy em 02/11/2011

Que capítulo mais lindo e amoroso! *-*

Todo esse afeto de Lúcio foi incrível! A história está indo perfeitamente bem!

Obrigada por postar essa fic incrível para nós!

PS: Pequena Alice dando mais um show de maturidade e fofura *O*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mohrod em 02/11/2011

sem palavras... *0*

posta

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.