FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Climas e intromissões.


Fic: Divergências.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


"Eu amo verde."


"amo, ainda mais especificamente,verde dos olhos de Harry."


" Que verde lindo."


"Poderia passar horas só olhando."


"Olhando de perto, se destaca ainda mais tom."


"Lindo."


"Que rosto lindo. Nossa."


"pele dele parece ser tão macia."


"Será que cabelo é tão macio quanto parece? Quero tocar."


"É normal um garoto ter boca tão linda? Tão rosada? Eu quero morder."


"Se os filhos puxarem ao paiserão crianças lindas."


"Será que seria bonito um Harryzinho ruivo?"


"Se eu me esticar bem,talvez fique com rosto no mesmo nível que dele."


"Odeio ser baixinha".


"Ai meu Deus. Que olhos lindos."


"Estou parecendo àquelas meninas tolas atiradas."


"eu não sou assim."


"Sou?"


"Não. Não. É o Harry que me faz parecer idiota".


"patética."


"Pelo menos é só esse olhar que me faz sentir assim. Vulnerável."


"protegida. Faz sentido?"


Isso que você acabou de ter presenciar são meus pensamentos enquanto ainda estou sendo segura por Harry (deixando claro que estou muito próxima a ele, e isso me afeta. Muito). Entendeu o que eu disse sobre ele me perturbar? A minha coerência parece simplesmente sumir com a proximidade dele. Não que eu me importe com isso, claro. Por mim, ele poderia dessa forma pelo tempo que fosse. Não tenho nenhum problema em ficar assim, nenhum. Alias, só problemas sérios de coerência e crises de fofura e romantismo. Mas com isso eu posso lidar. Vale a pena.


Infelizmente, ele parece ter notado que ainda está me segurando quase que literalmente grudada a ele, e que já faz um bom tempo (mas não o suficiente, esclareço), porque imediatamente fica rosado e me larga como se estivesse, não sei, talvez praticando um crime hediondo,ou tendo sonhos impróprios com a profa° McGonagall. O que não é legal. Quero dizer, nem ele me largar assim, nem ter sonhos impróprios com McGonagall.


- Ahh, hmm. Oi Gina. -Harry é simplesmente adorável envergonhado, e isso -mesmo contra a minha vontade- faz com que a minha ligeira irritação com ele seja rapidamente esquecida. Manter a pose de durona enquanto ele passa distraidamente a mão no cabelo é uma tarefa complicada. E é ainda mais complicada se, enquanto faz isso, ele ainda está com aqueles olhos verdes, demonstrando vergonha, fixos em mim. Eu sou a rainha do auto controle. Só pode ser. Porque a vontade de sacudi-lo, chamá-lo de idiota, perguntar o que ele ainda está esperando e tascar um beijo de tirar o fôlego nele está muito forte nesse momento.


Em vez disso, eu me contenho, rio para quebrar a tensão, e pergunto o que ele está fazendo na biblioteca na hora do jantar.


- Estava procurando voc... é, vocês. Você e a Hermione. Achei estranho vocês duas não irem jantar. - ele dá de ombros, como que displicente, apesar de estar claramente envergonhado. É muito fofo. Argh, deu. Definitivamente tenho que parar com esse melosismo.


- Ah sim. A Mione já foi. Ela tava me ajudando, hm, num trabalho. - Não escute o que dizem, em casos como esse, mentir é a melhor opção.


- Ah tá. Você já comeu alguma coisa? - Ele não parece muito triste por a Hermione já ter ido. Eu também não. Na verdade, tenho que lembrar de agradecer a ela quando a ver.


- Não, na verdade, eu ia para o Salão agora mesmo. Só ia juntar as minhas coisas. Você já comeu? - nós nos encaminhamos para a mesa em que estavam as minhas coisas, para juntá-las.


- Na verdade, não. Quis esperar vocês. O Rony queria comer, então eu fui para o salão com ele. Mas sabe como é, ele estava com muita fome, e ficar assistindo ele tentar comer meia mesa ao mesmo tempo não é lá uma coisa, hm, agradável de observar - ele faz uma careta enquanto ajuda a guardar os cadernos na minha mochila.


- Humpf. Você não tem ideia. Em casa, as vezes eu simplesmente prefiro ir comer no quarto. É deprimente ter de ficar o vendo tentar colocar um pedaço de frango na boca, que já estava cheia de torta de abóbora, e tomar um gole de suco. Ao mesmo tempo. Mamãe pira com ele.


- Falou a senhorita irmã do Rony. Que come quase que proporcionalmente ao irmão. -Harry declara irônico, claramente se divertindo com esse ponto fraco meu.


- Ei! Isso não é uma coisa muito educada de se falar a uma garota, sabia sr. Potter?


- Mas a verdade, Gina, é que você e Rony sabem como aproveitar uma boa comida.


-Está me chamando de louca de fome, Potter?


- Estou te chamando de esperta. Com a comida da senhora Weasley, só um idiota não aproveita. Eu só estou dizendo que, bem, você e Rony realmente sabem como aproveitar uma boa comida. - termina com um ar de riso.


- Potter, você sabe que o que está dizendo ofende 9 entre 10 garotas? A sua sorte é que eu sou a uma que não se importa. Senão você já estaria completamente imobilizado e enfeitiçado. - brincar com Harry é uma das minhas atividades preferidas.


- Oow, desculpe- me srta. Weasley, não foi a minha intenção ofendê-la. Pode ter certeza, eu sei que Voldemort seria brincadeira perto da sua fúria.


- É bom que saiba mesmo. Eu não sou como as outras garotas. Não espere tratamento vip comigo, querido. Se quer ser paparicado, vá procurar o seu fã-clube. Quero dizer, só faltam te colocar em um pedestal e te oferecer oferendas, e eu sei que você não gosta e nem precisa disso. E eu também não gosto. Não venha se achar o melhor comigo, você irá se dar muito mal, pode ter certeza. - Harry sorri para mim, visivelmente feliz por eu não o glorificar ou venerar como a maioria das outras pessoas, e sim tratá-lo como alguém normal. Ele é uma pessoa extraordinária, e uma das coisas que mais admiro nele é a humildade. E ser tratado com uma reverência que praticamente beira a insanidade definitivamente não é uma coisa que se encaixe nisso.


- Eu sei que você não é como as outras garotas, Gina. E isso é justamente uma das coisas que eu gosto tanto em você - Bem, se o intuito era de ser uma frase leve, ele falhou completamente. O olhar intenso e a voz séria, além de fazer o meu coração acelerar ainda mais e minhas pernas tremerem, me surpreenderam pela intensidade.


Eu decido não desviar do assunto, e simplesmente sorrio para ele. Ele, que parecia ter ficado ligeiramente tenso após ter falado, como se eu não fosse gostar, sorri de volta para mim. Nós terminamos de arrumar meus cadernos em um silêncio agradável, compartilhado, cada um imerso em seus pensamentos. Que provavelmente era o outro. O clima é praticamente palpável, e nenhum faz nada para mudar isso. É o que nós queremos, afinal. Quando ele acidentalmente pega a minha mão, nós olhamos um para o outro e instantaneamente (quase se houvéssemos combinado), coramos loucamente. Eu sorrio internamente quando noto que a mão dele demora mais do que seria normal para soltar a minha. Então ele também sente um desejo quase que arrebatador de me tocar! (Bem, pelo menos é assim que eu me sinto, ok?). E eu tenho que admitir, após ele ter me soltado, parece que a minha pele formiga. A mão dele é longa, mas não é como a da maioria dos meninos, grosseira e áspera. É forte, mas macia, com dedos longos e bonitos. E parece se encaixar perfeitamente na minha.


O nossa clima é rapidamente destruído com a entrada de um grupinho de meninas histéricas do 4° (ou 3°?) ano. Entre elas Romilda Vane. Argh! Por Merlim! É uma conspiração contra nós? Porque justo uma das fãs mais obsessiva e psicótica do Harry tinha que aparecer em um momento como esse? Argh. Argh. E aquelas amiguinhas dela também são umas psicóticas. Eu já as ouvi combinando de tentar seduzir o Harry escondido da Vane! E olha que elas são "amigas" (se bem que do jeito que o Harry é lindo e perfeito, eu não as culpo por quererem ele. Mas também não as perdôo. Não admito que de uma hora para outra essazinhas decidam que gostam dele. Elas nem o conhecem! Tudo bem, eu admito, também não o conhecia antes, mas isso é passado. Agora eu o conheço. Ponto. Já elas não sabem nada dele!). Eu sinceramente não sei mais o que faço com essas fãzinhas dele, qualquer hora meu auto controle vai pelo espaço e cada uma delas vai ir passar uma longa temporada na ala hospitalar. Valeria a pena ficar um ano de detenção, só pela satisfação de ver cada uma transformada em uma piranha ou algo do gênero. Pelo menos Harry parece compartilhar meu desagrado quanto a chegada da turminha risonha na biblioteca.


Vane pareceu farejar Harry, porque ela instantaneamente nos localizou. Se eu não tivesse ficado tão irada com a interrupção, provavelmente teria me perguntado se ela não havia colocado um feitiço rastreador em Harry. Quando nos viu, em um canto mais afastado, no que ela deve ter considerado perigosamente próximos, ela estreitou os olhos (eu vi isso de longe), murmurou alguma coisa com as amigas (provavelmente "código 47, Harry próximo a uma fêmea" ou "emergência, emergência, posicionem-se") e todas vieram (me lembrando um esquadrão em posição de ataque, o que provavelmente era verdade) em nossa direção.


Harry gemeu, e eu provavelmente fiz o mesmo. Ele apressadamente pegou a minha mochila, colocou no ombro (o que fez os olhos de Vane e as amigas se estreitarem ao ponto de parecerem fechados) e murmurou para sairmos dali de uma vez. Eu é que não ia discordar. Rapidamente tomamos o caminho da saída, mas é claro que não iria ser fácil assim. Vane se afastou das amigas e seguiu ela mesma rapidamente até nós. Harry murmurou alguma coisa que soou como "Meu Merlim" e "meia maluca".


Após ter chegado em nós, ficou claro que ela só havia planejado tudo até ali. Eu praticamente consegui ouvir o esforço do cérebro dela trabalhando para arranjar uma desculpa rápida para seu comportamento. Por um momento eu quase admirei o esforço que ela fazia para tentar conquistar e manter Harry afastado de outras garotas. Pobre coitada.


Porém, Harry, meu salvador (e não é de hoje), a cortou antes que pudesse abrir a boca. Educadamente, claro, pois Harry não consegue ser grosso (quer dizer, quando não está de mal humor) com ninguém (não conte Snape), principalmente uma menina, por mais que seja uma fã meia psicótica (maluca, isso sim).


- Ah! Oi Romilda. Tudo bem? Outra hora a gente conversa, ok? Eu e Gina precisamos ir jantar antes que tirem a mesa. Perdemos a hora. Desculpe-me. Até logo - Tudo isso de um modo simpático e prestativo. Com uma classe e clareza que nem Dumbledore conseguiria imitar.


Antes que eu pudesse começar a rir, ele rapidamente coloca uma das mão nas minhas costas (fato que não passou despercebido por Romilda. E nem por mim, alias. Meu coração novamente começou a retumbar. Do jeito que ficou forte, só Merlim me ajudando para ele não conseguir o ouvir, ou sentir) e me conduz a porta. Assim que dobramos o corredor, ele vira e checa rapidamente se não estávamos sendo seguidos. Quando descarta a possibilidade, ele respira aliviado e se vira lentamente para mim.


Começamos instantaneamente a rir.


Quando finalmente conseguimos parar, ele se vira para mim, o sorriso ainda estampado na cara. "Jantar?" pergunta. "Jantar", confirmo. Enquanto seguimos para o salão, logo em seguida, eu não consigo deixar de me perguntar como eu nunca havia notado antes o quanto o corredor é lindo.


Continua...

N/a:Olá meu povo ! /autora recebe uma tomatada na cara. Eu queria pedir desculpa, desculpas, desculpas pela demora enormeee. A verdade mesmo é que eu não estava animada e nem inspirada a escrever (eu sou muito de lua, como vocês já devem ter percebido), então, como tem dias inteiros que eu passo sem ideias e ânimo, outros eu estou super animada (como hoje).
Além do mais, o meu lindoWord empacou legal. Eu escrevo uma letra e ele tranca /autora com muitaraiva da porcaria. Escrevi aqui mesmo. Então, por favor, perdoem meus erros (e provavelmente são vários), tanto de letras, de concordância ou o que mais tiver. Eu não tenho uma beta. Apesar de precisar urgentemente de uma. Se alguém quiser, então, já sabe.
Bem, então, não quis colocar mais coisas, senão o cap. iria ficar muuuito grande e cansativo /não é, Tah Snape? ahsiau. Logo (espero eu) já sai a outra parte.


Então, meu muito obrigada de sempre a todos que lêem, comentam, favoritam. Vocês literalmente me fazem feliz! Muito feliz. E, como sempre, já sabe né, se você quiser, puder, quiser me fazer muito feliz e me deixar ainda mais incentivada (pode crer, é como chocolate. Não precisamos para viver, mas quem não gosta? Quem não fica feliz com um? Vários então, melhor ainda!). Então. Comentem, leiam (e por favor, se estiver ruim, digam!), divirtam-se! Bjos.



 




 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 6

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por stephaniee s em 13/11/2011

Tah Snape: Obrigada! e pode continuar opinando mesmo. jdoisad

Ah, é que eu meio que queria colocar algumas cenas diferente, entende? Das que geralmente tem nesse tipo de fic. E essa foi uma ideia que eu tive, e que eu nunca vi. Quer dizer, não seria uma briga, e sim uma conversa deles (mas mais para discussão), porque sinceramente acho que o Dino deve ter ficado meio puto com o namoro deles.

SDHOASHDSAOI, pode crer então. Eu me acho parecida com a minha Gina. Quero dizer, eu também sempre estou sendo irônica e fazendo piada de tudo. Eu também amo ela *-* /autora egocêntrica. Eu a fiz desse jeito, também, porque é assim que eu imagino que seja a personalidade dela, e tenho certeza que vou sofrer com o final da fic :/ Adoro escrever e me divirto muito imaginando tudo como ela!

Com certeza, não precisa nem pedir de novo. Vou ler elas *--*. Eu não sabia que você também escrevia, acredita? :O Mas pode crer, vou lá xeretar sdhuiusdhsuadh, e contar o que eu achei :) Se bem que eu tenho certeza que você deve escrever bem.

Beijos e até logo! 

 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tah Snape em 13/11/2011

Não querendo ser chata, mas se um dia der, da uma olhada nas minhas fics, e da umas alfinetadas lá KDSAKSDAKOADSKODSA eu preciso mt disso, de renovar minha escrita, temática e tal xD

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tah Snape em 13/11/2011

E outra, como eu já devo ter dito, se você é igual a Gina, podemos ser mui amigas. HUSDUSDDSAHU ADORO MUITO ESSA GINA <3333

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tah Snape em 13/11/2011

Ahhh *--* que fofa pow u_u HASDUAHDASU Mas heim, eu gosto muito da sua Fic \õ, e eu gosto muito de comentar tudo o que me desperta *-*, então, eu comento a sua fic :DD E é, realmente, elogiar e criticar fazem parte :3 Eu queria que as pessoas me ajudassem a crescer (na escrita, na temática, nas filosofias) por isso cultuo essa coisa de criticar, ou elogiar algo que eu acho portuno :B Então, você quer fazer uma discussão entre eles, é isso? :33 De diferente? Não entendi direto UHADSHUDASUHS

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por stephaniee s em 10/11/2011

 

Olá Tah *-*. Obrigada! 

É, depois que eu li eu vi que ficou muito baseado só nessa parte, mas é que iria ficar enorme (de novo) se eu colocasse outras cenas e eu simplesmente não pude deixar de colocar, como você disse, a equipe policial da Romilda. A ideia veio e nossa, eu ri muito escrevendo (e imaginando também, nossa). E também tem um pouco disso que você mesmo falou, de "quero que cada momento ao seu lado dure para sempre". Eu precisava colocar uma cena em que eles estivessem sozinhos, até para poder explorar mais essa coisa de "eu to muito afim de ti" que está rolando, e simplesmente não dá pra colocar o Harry falando uma coisa como "eu gosto muito mesmo de você" todo intenso e com segundas intenções na frente do Rony, apesar de queria muito, mas muito engraçado. 

Mas não se preocupe, monotonia não é comigo! Eu sei como fics monótonas cansam, e eu realmente não quero isso para a minha. Só quis esclarecer mais a razão para a cena mesmo. Foi mais para o clima rolarentende? ;}

Ah, eu gostaria de pedir a sua opinião para uma coisa. Sabe, esses dias eu estava pensando com os meus botões o que eu gostaria de colocar na fic. Eu sei que tem cenas para usar que são ótimas, mas que também são muito exploradas. Quer dizer, eu sei que elas são meio clichês por realmente serem muito provavéis de ter acontecido (destaque para a cena da hora do almoço no lago, essa a própria autora nos confirmou no próprio livro que aconteceu), mas é que eu queria que a minha tivesse alguma coisa diferente, entende? Nem que fosse uma ceninha.  Que nem tudo fosse tão, sei lá, roteirizado. O problema é que eu não tenho muitas ideias.

Mas eu tive, por exemplo, a ideia de uma discussão de Dino com Harry e Gina. Tipo, pela reação dele em Enigma do Principe, na cena do beijo, eu imagino que ele não tenha ficado nada satisfeito com o rumo que as coisas tomaram e que ainda gostasse de Gina e acreditasse que ela e Harry o estavam traindo (eu realmente acredito que tenha havido atritos entre ele). Gostaria de saber o que você acha, e se tem, sei lá alguma ideia para mim.

Você é umas das (se não a mais) minhas leitoras preferidas, sabia? Nossa, você dando opinião a sua opinião em cada capitulo ( não só a boa, mas também a ruim, construtiva), ou me incentivando a continuar, é realmente importante para mim. Gostaria de agradecer muito a você por me acompanhar assim. E também por isso (você acompanhar tudo, ser sincera, me apoiar...), quis saber a sua opinião sobre tudo. Mas se não se meter com as minhas loucuras, eu entendo completamente (pode crer, eu sou muito maluca, se bem que você já deve ter notado isso pela Gina. Eu sou muito irônica e debochado, e mais maluca ainda, talvez por isso eu goste de escrever como Gina. Acho que ela é, a imagino, assim, um pouco parecida comigo , pelo pouco que eu pude conhecer dela na série, e acho que posso escrever melhor do que a Hermione, por exemplo. 

Então, é isso. Ah, se você quiser dar uma passadinha, eu postei uma short a pouco aqui. Verde. Se você quiser olhar, sinta-se a vontade. Bjos. 

Bem, fico por mais aqui com esse texto. Se alguém que não seja a Tah também leu tudo isso (parabéns, você tem determinação!), e quiser dar algumas opiniões a mim, por favor, não sintam-se constrangidos. Metam a boca no trombone. Ou melhor, os dedos no teclado, e me façam feliz com as suas opiniões. Se alguma vier, será muito bem recebida.

Ah, Meu Deus! Que COISA, escrevi quase outro cap. aqui! Desculpem-me (de novo). Eu mesma me assusto.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tah Snape em 09/11/2011

DSAUHUSDAHSDAUHUSDAHUDSAUH *O* EU XD, li inteiro de uma vez só HÁ \O Me venci pela primeira vez D; Ai, ta linds como sempre *-* Só que perdeu um pouco do ritmo, mas acho que faz parte xD Eles começam a se aproximar, e se entender e a coisa fica "quero que cada momento ao seu lado dure para sempre" E perde um pouco do ritmo alucinado da ansiedade de um dia, talvez, de certo *o* Mas eu ri mt da equipe policial da Romilda XDDDDDDDDDDDDDD

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.