FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Cap. 06* – Aulas, Deveres, Tre


Fic: Gina Potter e os Poderes Secretos


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Cap. 06 – Aulas, Deveres, Treinamento e Quadribol.


 


Como todos os dias, Gina acorda exatamente às cinco horas da manhã, faz sua higiene pessoal, coloca o uniforme e desce para o salão comunal. Ao ver que ainda é muito cedo, decide dar uma volta no castelo e talvez, passar na ala hospitalar e ver se seu tio Aluado está bem.


Estava seguindo para a ala hospitalar quando foi interrompida pela prof. McGonagall:


- Srta. Potter, o que está fazendo acordada a essa hora da manhã?


- Bom dia, prof. McGonagall. Eu sempre acordo nesse horário, seja nas férias ou no período escolar. Resolvi dar uma passada na ala hospitalar e ver como o tio Aluado está professora.


- Entendo, seu tio está muito bem. Bom, já que você está aqui, já lhe entrego os horários de seus amigos. Aqui está o seu e de seus amigos do quinto ano. Aqui das garotas do quarto e estes você entrega para os outros integrantes do time, sétimo ano. – disse a professora lhe entregando treze pergaminhos.


- Ok professora, já vou indo.


E seguiu para o salão comunal. Ao entrar avistou Kate, Angelina e Alicia e entregou-lhes seus pergaminho e os de Fred e Jorge também. Subiu e foi ver se Kat, Mione e Mandy já tinham acordado. Encontrou-as sentadas em suas respectivas camas arrumando-as.


- Bom dia meninas! – disse Gina


- Bom dia Gina! – responderam sentando-se em suas camas.


- Bom, pelo visto é melhor eu acordar os garotos, mas antes... – falou a garota ruiva – deixa-me entregar o horário de vocês e Meninas, a prof. McGonagall falou que o tio Aluado está bem, sim?


- Brigado Gi! – agradeceram as garotas.


- Bom dia meninas! – disse Ana saindo do banheiro. – Essa que saiu agora é a Gina Potter?


- Bom dia Ana! – responderam as garotas. – É sim, mais ela detesta ser reconhecida por ser a garota-que-sobreviveu, então não fale disso perto dela. – completou Mione.


- Ok! - respondeu a garota. - Vocês três são primas dela?


- Mais ou menos Ana. É que o tio Remo, o tio Sirius e o pai da Gi, estudaram juntos e eram como irmãos, e como ela é meio que "prima" dos nossos namorados e a Mione é cunhada dela, somos meio que primas dela também. Entendeu? – explicou Kat.


- Entendi. O Gabriel é filho do prof. Black, não é? – perguntou a garota novamente.


- É sim, e é também meu namorado. O Harry é namorado da Gina, o Ron da Mione e o Dan da Kat. – falou Mandy.


- Nossa! Vocês pegaram os mais bonitos da Grifinória, hein?


- Graças a Gina. Por que se dependesse da gente ou dos garotos, só depois da formatura! – disse Mione rindo junto com as demais.


Enquanto as garotas conversavam com a nova aluna, Gina seguia para o dormitório dos garotos. Ao entrar deparou-se com uma bagunça daquelas e ficou imaginando como em dois dias já conseguiam bagunçar todo o quarto. Abriu a janela e calmamente acordou Gab, Dan, Nev e Ron. Depois foi até a cama de seu namorado e acordou-o com um selinho.


- Bom dia, ruiva! Sabe que adoro ser acordado assim? - falou o garoto lhe abraçando.


- Bom dia, amor! Melhor você levantar e se arrumar, se não vai perder o café. – disse a garota lhe dando um beijo. – Dan, vou deixar os horários com você ok? – disse a menina se levantando e indo em direção à porta.


- Pode deixar Gi! E fica tranquila que os apresso aqui. – falou o menino indo em direção ao banheiro.


- Ok! Espero vocês lá em baixo. – dito isso, a garota saiu do dormitório masculino e voltou ao seu quarto, onde arrumou suas coisas e se encontrou com as garotas mais Ana sentadas nos sofás conversando. Juntou-se a elas e foi apresentada a nova aluna. As cinco garotas ficaram conversando até os garotos descerem. Neville foi diretamente se encontrar com Luna enquanto Ana iria se encontrar com sua irmã.


Após cada um pegar sua mochila com seu material, seguiram para o salão principal tomar café da manhã. Depois foram ver o prof. Lupin, o qual agradeceu Gina e Salazar pela poção, que realmente diminuía a dor da transformação. Depois o “quinteto maravilha” seguiu para a aula dupla de poções, enquanto as três garotas seguiam para a aula feitiços. Depois o quinto ano teria aula de transfiguração e o quarto de herbologia. Após o almoço as garotas teriam duas aulas livres e o quinteto teria História da Magia. E as duas últimas aulas, o quinteto teria vago, o qual os garotos decidiram ocupar fazendo os deveres enquanto Gina resolveu treinar, e as garotas uma dupla de poções. E após o jantar teriam uma exibição de duelos, onde o prof. Black escolheria alguém para duelar e talvez para ser seu assistente.


**--**


Após ser liberado da ala hospitalar, Remo seguiu junto com Sirius, Lene e Karina para o quarto que a Sra. Malfoy e Manuela estavam ocupando. Por sorte, a menininha tinha decidido dar uma volta pelo castelo sozinha, o que deixou a mãe favorável para que os dois marotos, mais Lene e Karina pudessem entender o porquê a amiga tinha terminado o namoro com remo, se separado dos amigos e logo em seguida ter se casado com Malfoy. Narcisa, depois de muito guardar isso para si, finalmente revelou que antes de terminar de namorar o maroto, Lúcios, que era seu pretendente, decidiu jogar sujo. Disse que ajudaria seu pai, que estava com uma doença terminal e era seu único parente, além das irmãs (Belatriz e Andrômeda) e era o único que ainda mantinha contato, se ela se cassasse com ele, mesmo estando namorando com Remo. Narcisa teve que aceitar, não podia deixar seu pai morrer, mas por conta de Lily e Thiago estarem sendo caçados por Voldemort, Lene e Sirius estarem quase se acertando, Karina estar iniciando sua loja e Remo ser seu namorado, e a única pessoa que amou, não teve coragem de pedir ajuda. Falou o que passava na mansão Malfoy, do que ela e Draco tinham que passar e que a gota d’água foi quando Lúcios decidiu que levaria Draco para ser iniciado nos Comensais. Então saiu da mansão com os dois filhos e veio pedir ajuda a Dumbledore, o qual prontamente ajudou. Após se acalmar, começaram a lembrar dos tempos de Hogwarts e então Narcisa se lembrou de um fato e disse:


- Lene, me lembre de quando vir sua afilhada lhe parabenizar.


- Porque Ciça? – perguntou Lene.


- Oras, pelo o que ela fez com Malfoy!


- O que ela fez? – perguntou Sirius.


- Vocês não sabiam? – ao ver que eles negaram continuou. – Voldemort colocou três comensais intercalando a vigilância nela, na casa dos tios. Teve um dia que Malfoy tentou azara-la só que a menina foi mais rápida, jogou alguma coisa que o deixou colorido e o fez desmaiar, ainda colocou um recado para o Lord na testa dele. – Nessa hora, nenhum dos cinco adultos aguentava mais segurar o riso.


- E o que dizia? – perguntou Lene tentando se segura.


- “Voldinho, da próxima vez, mande alguém mais competente e que não seja enganado por uma bomba de cores trouxa. A proposito, a Loira Frufru de quinta, só acordara amanhã de manhã com uma bela enxaqueca, nem com magia vocês vão conseguir acorda-lo. Boa sorte na próxima branquelo. Gina”. – os cinco se surpreenderam ao ver a ruiva e Manuela na porta do quarto. – Se divertindo a minha custa?


- Gina! O que você está fazendo aqui? – perguntou Karina.


- Olá Karina, madrinha, padrinho, tio Aluado, Sra. Malfoy. Estava voltando para a sala comunal, quando encontrei a Manu aqui perdida no sétimo andar. Ela me pediu ajuda e eu a trouxe até aqui, não pudemos deixar de ouvir o seu comentário, Sra. Malfoy, fico feliz que tenha gostado da nova aparência de seu marido – disse a garota com um sorriso maroto.


- Se gostei? Tive que me segurar para não cair na gargalhada quando Bella o trouxe para o Lord. Mas como você fez para deixa-lo inconsciente tanto tempo e sem poder acorda-lo com magia? – perguntou a mulher.


- Simples. Temos um nervo no centro da testa e na lateral do pescoço, que se pressionado corretamente deixa a pessoa em falso coma. Tom esqueceu um pequeno detalhe no plano – falou a ruiva, ao ver o olhar questionador deles, disse com um ar sapeca. – Tive dois anos de aula com comensais da morte e... – batendo continência disse – Vigilância Constante! Vemo-nos no jantar, e Sirius até a sua aula. – disse a garota antes de ir.


- Impossível ficar perto dela e não rir, não é? – perguntou Lene.


 - Igualzinho o Thi. – respondeu Ciça.


- Só quando ele brigava com a Ly ou quando tinha algo preocupando ele que ele não fazia graça. – falou Karina.


Os cinco amigos ficaram contando para a pequena Manu às coisas que aprontavam e depois seguiram para o jantar, onde viram a ruiva com os amigos e deixando eles roxos de tanto rir. Após o jantar, todos saíram do salão principal onde os professores tiraram todas as mesas deixando as cadeiras dos professores e uma arena de duelos no meio do salão. Após os alunos entrarem novamente, Sirius fez um discurso falando da matéria e que escolheria alguém para ajuda-lo, mais hoje escolheria alguém para duelar com ele mesmo. Todos ficaram apreensivos, principalmente os que conheciam o maroto. Exceto, é claro, Gina, que estava extremamente calma.


- Bom quero que suba aqui para me enfrentar num duelo, a Srta... – nisso todos os garotos relaxaram e as garotas ficaram mais apreensivas ainda. – Potter, por favor. – nisso todos olharam inclusive os professores, para a ruiva e para o maroto surpresos, e ficaram mais ainda quando ambos começaram a rir.


- Você é muito previsível senhor Black – disse a menina subindo na arena.


- Desde quando você me chama de Sr. Black? – perguntou o maroto.


- Desde quando você me chama de Srta. Potter.


- Touché. Mais vamos começar Gina. Creio que sabe duelar não? – disse Sirius com um sorriso no rosto.


- Arre, essa é a segunda vez que me perguntam isso. Preciso mesmo responder Almofadinhas? Você esta ficando velho demais pra isso, não?


- Ok, ok. Mas tenha mais respeito com aquele que lhe trocou as fraldas hein?


- Mais é exatamente por isso que falo que você está velho Almofadinhas.


- Ora, onde você aprendeu a ser assim hein garota?


- Está no sangue de meu pai e na convivência de meu padrinho.


- Essa doeu.


- Menos papo e mais ação padrinho


- Concordo. Acho que todos vocês estão assustados com o meu dialogo e de minha afilhada, mais ao mesmo tempo em que conversamos analisamos o nosso oponente. Agora acho que podemos começar a duelar não baixinha?


- Já disse que odeio que me chame de baixinha.


Dito isso os dois começaram a duelar numa velocidade incrível, e para a surpresa de todos, ambos trocavam feitiços não verbais perfeitamente. Passado algum tempo, Gina começo a se irritar com os olhares assustados que lhe lançavam e deixou-se ser atingida por um estuporamento. Todos olharam surpresos para a garota mais tanto Sirius quanto Harry olharam para ela diferente.


- Sei que vocês não entendem porque essa minha cara, sendo que ganhei o duelo, mas alguém aqui percebeu o que ocorreu? – ao ver Harry com a mão levantada, disse – Harry?


- Ela deixou-se ser estuporada e nem desacordada está. Ela não gostou de chamar tanta atenção e dos olhares que lhe lançavam – disse o moreno


- Muito bem, 10 pontos para a Grifinória. E Gina pode levantar-se ok?


- Nem vai fingir que me reanimou, padrinho? Que maldade!


- Menos Gina, e acostume-se com esses olhares, eles te acompanham desde que nasceu e recebeu essa cicatriz. Mas parabéns pelo duelo, 50 pontos para a Grifinória. Podem ir. – ao ver que sua afilhada também ia saindo, pediu – fique mais um pouquinho Ginny.


- Ok, pessoal pode indo. – disse a ruiva aos amigos. – Pode manda o sermão.


- O que a leva a crer que lhe daremos um sermão? – perguntou Remo.


- Posso não estar na Corvinal, mas não sou burra tio. Querem conversar comigo, depois de um duelo e sem a presença de ninguém além dos professores Flitwick, McGonagall e Dumbledore. Acho que isso explica, não?


- Ok. Você tem razão. Mas não é bem um sermão que queremos lhe dar. – falou Lene.


- Onde você aprendeu a duelar assim? – perguntou McGonagall e Sirius


- Desde quando sabe feitiços não verbais? – perguntou Flitwick.


- Qual é o outro motivo por ter se deixado ser estuporada? – perguntou Remo e Lene.


- Quanto de magia você usou? – perguntou Dumbledore, surpreendendo os outros professores.


- Já vi que vai ser difícil. – disse a garota convocando uma cadeira, se sentando e curando suas feridas, enquanto falava. – Sou meio que autodidata, aprendo as coisas sozinha facilmente, mas com um professor, aprendo mais rápido. Ano passado tive acesso ilimitado a seção restrita, e com isso li muitos livros, principalmente de DCAT, feitiços e transfigurações, que foram os que achei que mais precisaria. Deixei-me ser estuporada por logo ia me descontrolar e começar a duelar para valer – falou para surpresa de todos. – Isso mesmo que vocês entenderam, controlei a força dos meus feitiços e respondendo sua pergunta prof. Dumbledore, dos meus poderes normais, sem ser dos adormecidos, usei um quarto da minha magia. Agora já posso ir? Tenho um monte de tarefas para fazer e o pessoal está me esperando.


-Pode sim, querida. Boa noite. – falou Lene


- Tio Aluado, se for querer a poção nova, me avisa essa semana, ok? Boa Noite.


- Boa Noite. – responderam os professores. Ao se verem sozinhos Dumbledore se deixou cair na cadeira, igual aos outros.


- Essa menina me surpreende cada vez mais. – comentou o diretor.


- Se continuar nesse passo, logo ela vai te ultrapassar, Alvo! – falou Minerva.


- E futuramente, ela é capaz de ultrapassar Merlin – comentou o pequeno professor.


- Alguém ainda tem duvidas que Voldemort esteja perdido nas mãos dessa garota? – perguntou Sirius orgulhoso.


- Nenhuma! – respondeu Lene por todos.


- O curioso é que a magia dela cresce cada dia mais! Como isso acontece? – perguntou Remo.


- Simples! Ela nunca testou seu limite, nunca tentou descobrir o que poderia fazer. - falou Godric aparecendo para os professores, os assustando.


- Se sua carga mágica já era grande, imagina agora que ela a desenvolve todos os dias, e a cada dia descobre um pouco sobre seus outros poderes? - falou Salazar.


- Treinando, desenvolvendo e controlando sua magia, Gina a está aumentando. Mas continua não gostando de se achar poderosa! - continuou Arquimedes.


- E como vocês mesmo disseram logo ela superara Merlin! - disse Rowena.


- Mas espero que ela possa se controlar. - disse Helga pensativa.


- O que você quer dizer com isso? - perguntou Lene, preocupada com a afilhada.


- Imagine se ela acabar se voltando para as Trevas, ou se ela se descontrolar e acabar liberando toda a sua magia? - falou Godric


- Estaríamos perdidos, isso sim! - falou Sal


- Afinal, teríamos um inimigo pior que Voldemort. - completou Rowena


Depois dessa conversa, os fundadores e os professores seguiam para seu merecido descanso. Enquanto isso, na sala comunal, uma ruiva de olhos verdes e com insônia, desce para os sofás e começa a fazer seus deveres, afinal o que mais poderia fazer a essa hora?


A semana passou voando, já era sexta feira, e o "quinteto maravilha" estava saindo de uma aula cansativa de Transfigurações.


- Eu não acredito na quantidade de lições que temos que fazer esse final de semana! - falou Gab exasperado.


- Fale por vocês, eu ainda tenho treino, Quadribol e o Sirius me elegeu como sua assistente, fazendo que eu tenha que dar aulas de "reforço" para aqueles que precisam. - falou a ruiva sendo abraçada pelo namorado.


- Nem me fale. Eu ainda tenho que estudar para a prova teórica de manhã e a prática à tarde. Eu não me lembro de você ter feito o teste teórico Gi. Porque tenho que fazer? - perguntou Ron, ele era o único dos garotos a tentar entrar no time esse ano.


- Eu fiz depois que fui escalada, e esse é um dos quesitos segundo McGonagall. E nem me lembre dos testes teóricos, pois terei que corrigi-los antes do teste prático. - respondeu à ruiva.


- Sorte sua que você já deixou as tarefas adiantadas, néh Gi? - perguntou Dan.


- Pelo menos isso, não é? - falou a ruiva enquanto atravessavam o quadro da mulher gorda.


- Pra quem você vai dar reforço hoje, amor? - perguntou Harry enquanto sentavam nos sofás.


- Cobrinhas quinto ano. - disse a ruiva desanimada.


- Pegou a sorte grande hoje, hein Gina? - brincou Dan.


- Nem me fale... Vou matar o Almofadinhas depois dessa. - falou a ruiva se levantando. - Vou  treinar, nos vemos no jantar sim? Qualquer coisa é só pegar minhas anotações e meus deveres lá no meu quarto, está bom?


- Vai lá ruiva. Até o jantar. - disse Harry lhe dando um selinho, antes que a menina corresse para fora do salão.


Após treinar cerca de uma hora e meia, Gina seguiu para o salão principal, onde se encontrou com os amigos. Ficaram conversando um pouco depois do jantar, até que a ruiva disse que teria que ir andando, pois teria uma aula pra dar.


Enquanto a ruiva dava um “reforço” para os sonserinos, os quatro garotos, Neville, Kat, Mandy, Mione e Ana, faziam suas tarefas no salão comunal, e os garotos agradeciam imensamente pela garota ter o costume de marcar as páginas utilizadas nas tarefas.


Quando a garota chegou, depois da aula e depois de passar na sala do diretor, viu os amigos dormindo em cima das anotações deles, quase riu daquela cena. Delicadamente, a garota pegou sua varinha e levitou primeiro os meninos para seus quartos e os colocou nas devidas camas, depois fez o mesmo com as meninas. Por fim, arrumou a bagunça de livros e tarefas que deixaram na mesa e subiu para seu próprio quarto, onde se deixou adormecer pensando que a sua infância pode não ter sido boa, mas agora ela estava sendo recompensada.


Acordou um pouco mais tarde naquele dia, mas assim que se levantou, fez sua higiene matinal e colocou seu uniforme. Desceu e encontrou poucos alunos acordados, entre eles, felizmente, estava seu namorado.


- Bom dia! Acordou cedo moreno? – disse a ruiva lhe dando um selinho.


- Bom dia! Também, Ron pôs o relógio para despertar mais não acordou. Acorda ele lá amor? – disse o moreno abraçando sua ruivinha.


- O deixa dormir mais um pouco, amor! Vamos tomar café? Eu ainda tenho que falar com o resto do time e com a Mad. Hooch.


- Vamos sim, ruivinha. – disse o garoto se levantando e acompanhando a ruiva até o salão principal. Quando já estavam terminando, o time e seus amigos chegaram. A ruiva rapidamente falou algo aos cochichos com o restante do time e saiu em direção ao estádio de Quadribol. Quando deu oito horas da manhã, os que se inscreveram chegaram e os alunos que vieram assistir foram em direção às arquibancadas. Gina, junto com Mad. Hooch organizou e distribuiu as provas, dando um tempo de duas horas para seu termino e avisando que só teriam chances de entrar no time, aqueles que obtiveram 20 acertos, independente de como for no teste prático. Passadas às duas horas, a garota recolheu os testes e o gabarito e disse que o resultado do teórico teria provavelmente amanhã.


Depois, junto de Ron e dos amigos foi para o jardim, enquanto os garotos brincavam ou faziam os deveres, a ruiva ficava a corrigir testes e mais testes, não deixando ninguém ver o resultado.


Almoçaram e depois voltaram novamente para o campo, onde ocorreria o teste prático. Primeiro, pediu que todos dessem uma volta pelo campo, eliminando os piores voadores. Depois fez um teste de agilidade para desviar dos balaços de Fred e Jorge e de captura. Os que pegaram pelo menos duas bolas continuaram, depois simulou um jogo. Após acabarem os testes, falou com o time e pediu para que esperassem ela terminar de corrigir os testes e depois decidiriam de acordo com os testes e com o jogo.


No dia seguinte, após o jantar, reuniu-se com o time para juntos decidirem quem seria o mais novo goleiro da Grifinória.
_________________________________________________________________________________________________
Bom ai está o cap. 6
Espero que gostem...
o que estão achando da fic?
NECESSITO DE SABER
Para aqueles que estão lendo e quiserem sugerir algo, meu e-mail é ginaharrypotter@hotmail.com
Sugestões são sempre bem vindas, mais como ninguem comenta, também estou aceitando criticas, recados, qualquer coisa....
Bom, mnha criatividade ainda não voltou, tem certeza que ninguem a viu por ai???
Preciso dela para completar o cap. 7!!!
Beijinhos e aceito comentários ok???
**Aparatando de volta ao St. Mungus**

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por soso horvath em 15/01/2012

simplismente maravilhorasa!
continue assim! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gemeas Potter em 16/11/2011
HAHA! Voltei a leeer, e parei aqui =/... AMEI AMEI AMEI... criatividade 10000 pra você!! Poderia me emprestar algum dia desses, não? kkk Gina perfeita! Acho que toda garota que ser como a Gina... Ela mostra (em sua fic) que tem tanta coragem quanto o Harry. Bom, volterei a ler assim que puder... provas estão me matando! Estou gostando muito, e por favor... faz mais momentos HG! Não sabes como eu luto pra achar uma fic boa deles e quando leio a sua chego a dar gritos de aleluia! shaushau Beijos
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por JuPJEWAL em 13/11/2011

"O que estão achando da fic?"


Simples, DIVONA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Luna Prongs em 09/10/2011

Postou rápidinho ein?
Vamos aos comments.
1º - A Gina é muito doida... onde já se viu deixar um recadinho para o Voldemort? tsc tsc tsc
2º - Eu começei a rir imaginando o Lúcio colorido
3º - A Gina é fooooda... tipo, a poderosa... passando o Tio Dumby ein?
4º - Você tá querendo me deixar curiosa acabando o capítulo ai? Como assim???
Só me resta esperar o próximo capítulo... Leitora de plantão aqui 0.0
Beeeijos

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.