FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. !!!


Fic: Meu segundo amor !


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

7 capitulo- !!!


E a menina o viu andando lentamente dando-lhe as costas, sem ao menos olhar para trás, e sai da biblioteca deixando-a lá!

Harry chegou alguns minutos depois da casa de Hagrid com Rony. Rumaram para torre da Grifinória para se arrumarem pro jantar.

No jantar, os olhos da garota percorreram pela mesa da casa oposta, sim o procurava, mas este não estava lá, e Pansy também não.
- Mione! Mione! Miooooone!
- Oi Harry!
- Esta na terra?
- Ah me desculpem, estou preocupada com o resumo do livro de poções que Snape pediu.
- A Mione num pensa nisso não! Falou Rony totalmente desinteressado.
- OK Rony.
- Quer bolinho?
- Não.
Nesse instante Draco entra no salão acompanhado de Pansy, mas nada de mãos dadas ou algo que alguém pudesse pensar que estariam juntos, apenas, entraram juntos. Sentaram-se Draco evitou olha para mesa da Grifinória, e assim foi todo o jantar daquele dia!

Ainda no salão principal... Alguns alunos já haviam se retirado.
Hermione rolava uma uva de um lado para o outro fingindo ouvir Gina falando de Collin, enquanto Harry e Rony conversavam sobre Quadribool.
Uma coruja pequena e marrom, planava sobre a mesa da Grifinória, até que pousou a frete de Hermione, a mesma pegou bilhete de papel de pergaminho marrom, a qual a coruja trazia.

“ Senhorita Granger, estamos com alguns problemas de conduta de alguns alunos, espero contar com sua ajuda e sua presença neste exato momento. Dirija-se a minha sala, por favor.”
Atenciosamente: Professora Minerva M.G


- De quem é Mione? Perguntou Gina.
- Da professora Mc´Go...
- Poooutsss! Não acredito. Interrompeu Rony.
- Que foi Rony?
- A Mione, mais um problema pra gente resolver, e logo hoje que eu queria ir logo dormir. Às vezes eu odeio ser monitor.
- Ah Rony, não se preocupe, o bilhete só esta endereçado a mim. Vai ver é algo sério e ela só quer a Monitora chefe.
- Que bom.
- Bem gente, então vou indo.
- Quer que eu vá com você?
- Acho melhor não Harry. Ela pode não gostar.
- É, boa noite então Mione.
- Boa noite gente. Disse levantando-se da mesa.

Quando saia pelo salão, olhou rapidamente de relance pra mesa da Sonserina, mas Draco não estava mais lá, e ela nem ao menos viu quando saiu.
Quando chegou à sala da professora, deu de ara com ele, sentado numa poltrona, e dois alunos do quarto ano em pés do lado.
- Entre senhorita, estávamos a sua espera, sente-se, sente-se.
- Até que fim chegou. Comentou Draco em quanto ela sentava-se numa poltrona ao seu lado.
- O que houve professora?
- Bem, estes dois alunos, foram pegos enfeitiçando os quadros do colégio, e os mudando de posições. O neném da senhora Mildren. Do quadro que fica a entrada do corredor da torre sul, quase foi morto ao ser posto no quadro da África perto das girafas. Sem falar em outros conflitos.
Hermione fitou Erick com os olhos. Era um aluno da Grifinória. Já Draco olhou para Jennifer com um sorrisinho de canto de boca, como se a menina estivesse totalmente certa dos seus atos.
- Como eles pertencem a suas casas, quero que fiquem encarregados de puni-los, na verdade, acabaram de chegar ao castelo, cinqüenta e sete caixas de novos livros...
- Nossa! Interrompeu Hermione.
- ... E, pensei que seria ótima punição que eles aromassem.
- Concordo. Concluiu a garota.
- Contudo senhorita Granger. No momento estamos se ninguém na biblioteca, e quero que você e o senhor Malfoy fiquem por lá enquanto eles cumprem a punição.
- Ah não! Disse Draco. Professora o que eles fizerem nem foi tão grave assim.
- Me poupe senhor Malfoy.
- Professora eu ficaria sem problemas, mas estamos em semana de prova, e não terei tempo para estudar.
- Ah não se preocupem com isso, vocês serão liberados das provas com nota máxima.
- Os olhos de Draco brilhavam e seus lábios não puderam se conter com tanta felicidade.
- Ah, então tudo bem.
- Bem obrigada, podem se retirar, acompanhem seus alunos e amanha comecem com a punição.
- Boa noite.

Andando todos juntos pelo corredor.

- Horas Erick! Como foi capaz de fazer tamanha burrice? Perguntou Hermione.
- Ah... Bem.
- Foi um ato totalmente infantil e deprimente, espero que não se repita mais.
- Tudo bem Sta. Granger.
- Pois estou surpreso com você Jennifer, nunca pensei que você tivesse a capacidade de fazer algo assim.
- Ah... Bem...é que eu não pensei nas conse...
- Foi muito bom, parabéns, esta indo num bom caminho.
- Ah brigada.
- Esta louco Malfoy!
- Que é Granger.
- De servir de influencia a da razão a atitude da Jennifer.
- Não, não estou.
- Isso foi um ato de vandalismo.
- Ai Granger, sempre tentando ser politicamente correta.
- É, já você.
- O que tem eu? Falando assim ate parece que você nunca aprontou nada.
- O que eu fiz ou deixei de fazer não vem ao caso e...
- Ah claro, não quer deixar de ser a santa na frente dos alunos.
- Erick, Jennifer, voltem agora para seus dormitórios.
- Não, eles ficam.
- Não seja insolente Malfoy. Eles devem voltar. Vamos andem o que ainda fazem aqui.
- Você é monitora chefe da Grifinória Granger, não da Sonserina, só o Malfoy pode me mandar ir dormir. Disse Jennifer de forma insolente. Enquanto Erick já havia ido embora.
Ao ouvir o que a menina disse, um leve sorriso surgiu dos lábios do menino.
- Ela esta certa Granger.
- Jennifer se você não sair daqui agora e voltar ao seu dormitório, fique certa que sua punição será bem pior do que imagina. Continuou Hermione falando a milímetros de distancia do rosto da menina.
- Pe melhor você ir Jennifer.
- Tudo bem. Disse saindo.
- Ah Jennifer!
- Sim. Respondeu virando-se.
- O que vai fazer amanha?
- Na...Nada em especial.
- Então te espero no salão comunal as 15h00min para darmos um passeio ok?
- Ca...Claro!
- Agora pode ir.
- Sim!
- Malfoy seu idiota, ela é uma criança.
- Que já faz outra.
- Você me da nojo.
- Oras Hermione eu num posso passear com uma garota mas você pode se agarrar com o Potter.
- Não se compare, o Harry vale muito mais do que você.
- E o que realmente acha?
- Sim.
- Então porque escolheu a mim e não a ele?
- Porque eu era uma tonta, simplesmente por isso. Porque eu te a... porque eu pensei que você fosse uma pessoa diferente.
- Você sempre soube como eu sou.
- Sim, mas você realmente penso que eu ficaria a minha toda namorando com um sujeitinho que ao menos tem coragem de me assumir!
- Não.
- Então.
- Eu iria te assumir.
- Sim, iria sim, talvez quando eu morresse, ah... ou então quando você cansasse de brincar comigo e achasse mais uma trouxa pra fazer de besta.
- Você não me deu chance.
- Claro que sim. Mas você me fez fazer papel de otária na frente de todos naquele dia. Deixou sua amiguinha ficar rindo da minha cara. Deixou que todos pensarem que sou louca.
- Me dês... Eu sei que errei.
- Que bom.
- Então você...
- Pena que descobriu tarde Malfoy.
- Granger estou perdendo a paciência, não costumo ficar atrás de mulher nenhuma.
- Não seja por isso, fique a vontade para parar de correr.
- O Potter não é homem pra você.
- Pelo menos ele é homem.
- O que você esta insinuado?
- Você entendeu.
Draco puxou a menina ferozmente contra si, pegou-lhe pela cintura e a encaixou no seu corpo. A beijou com sede, com fúria, empurrando contra a parede deixando-a sem ter como sair. No começo Hermione resistiu ao beijo, mas depois o beijou com a mesma fúria, com o mesmo desejo. A garota encravava suas unhas no pescoço do rapaz que se estremecia ao toque. Ele levanta a perna esquerda dela encaixando em sua própria cintura, de maneira que seus corpos tivessem ainda mais contato um contra o outro. Até que Hermione o empurrou.
- O que foi?
- Eu não posso.
- Ah Hermione vamos.
- Eu não posso.
- Eu sei que você quer.
- Não estou disposta a perder mais um ano da minha vida do jeito que perdi.
- Você não preci...
- Boa noite Malfoy.
- Onde você vai?
- Dormir.
- Não posso ir?
- Não seja irônico.
- É melhor isso terminar aqui.
Hermione ando lentamente, deu um leve beijo nos lábios do loiro, e saio dentre os corredores.

Nos dias seguintes ele não se viram, combinaram de se revezar na biblioteca com Erick e Jennifer, que havia sido convidada a ser o par de Draco no baile, e sim, eles estavam ficando. A menina fez o favor de espalhar isso para o colégio inteiro.


Genteeeem esse é o penultimo capitulo da fic, ainh, ainh, reta final, espero que tenham gostado e que continuem lendo.... beijos especiais as pessoas e que elram e mais ainda as que comentaram... =*****

PS: ooow quem puder, lia tambem minhas outras duas fics de shipper Draco/hermone tambem, Por tras de uma mascarae enquanto a chuva cair... bbeijinhos!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.