FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Cap 8 part 2


Fic: Eu Grávida Como JL CAP 9 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Desculpa a demara, mas como fiz enem esse fim de semana atrasou tudo. Aqui esta o post espero que gostem. Desculpa não poder responder cada um, mas estou atrasada com os estudos. 

 


Pov. Sirius Black

O Viado teve filhotes com a pimentinha e eu o mais gostoso do planeta, não posso entrar na enfermaria, não posso ver meu afilhado, não posso nem falar o nome que ele vai ter: “Sirius Gato Junior”. Claro que ele só vai ser maravilhoso porque vai ser meu afilhado. Vou ter de roubá-lo do Pontas para não virar viado e da Lily para não transformá-lo em um CDF. Tenho muito que fazer

- Lenazinha – falei piscando os olhos, fazendo a me encarar – me ajuda entrar escondido na enfermaria? 

- Não precisa mais senhor Black você podem entrar – falou madame Pomfrey 

“ALELUIA”

- Eles estão lá – falou a enfermeira apontando para o fundo. Antes de deixar todos entrar, puxei a Lena para o lado e comentei meus planos através de sussurros

- Lena temos que tirar o filho deles, coitado da criança vai virar um Gay Cdf – falei horrorizado

- Tenho certeza que os pais não vão ligar – falou a garota. COMO?

- Eu vou ligar 

Entrei pensando em todos os planos de sequestro. O melhor que consegui era pegar e sair correndo. Pisquei os olhos. Estou vendo DOIS baby’s. Acho que bebi mesmo, fumei algo, bati a cabeça.

- GÊMEOS? – perguntaram Lena e o Aluado juntos. 

- Não clones – falei debochadamente, mas fui ignorado. DROGA. Ninguém ignora Sirius Black.

- Qual é o meu afilhado? – perguntei essa era à parte importante da historia 

- Quem disse que você tem algum afilhado aqui? – falou o EX-VIADO porque se eu não tenho afilhado ele não vai sobreviver para ser pai. E o idiota riu da minha cara – Sirius esquece, você é o meu melhor amigo e quase um irmão. Parei isso está estranho – acenei – Tudo bem, você vai ter seu afilhado, mas a Lily escolhe qual

- Pimentinha, o meu afilhado vai ser o menino né? Por que eu padrinho de uma menina ruiva não vai dar certo – falei com cara de cachorro abandonado

- Tudo bem Sirius, só se a Lena for à madrinha – a menina acenou 

Peguei na mão dela e sair pulando pela enfermaria. Numa dançinha da vitoria.


 


Pov. Lílian Evans 

Estava ali todos os meus amigos, admirando meus bebês por bom tempo. Eu fiquei impressionada com a altitude do James que se tornou num pai coruja gigante. Não deixando ninguém chegar perto sem estar com as mãos lavadas, ninguém podia pegar eles no colo ou falar muito alto. 

Sirius e Lena seriam padrinhos do menino e Remo e Lice da menina.

- Então qual vão ser os nomes? – perguntou o maroto loiro

- Harry e Lucy – falei. Eu simpesmente amo Harry e Lucy era o nome da minha boneca quando era criança

- James e Hannah – Falou o James na mesma hora com uma cara de bobo

- JAMES? Nem vem, vai ser Harry, seu egocêntrico 

- LUCY ? É Hannah igual a minha vó 

- Lucy é um nome lindo

- James é o nome do ser mais perfeito do mundo

- Nada de James, vai ser Harry

- Harry é bonito, mas James é mais

- Harry e Lucy

- James e Hannah 

- Harry e Lucy

- James e Hannah 

- CHEGA – gritou a Alice – Por que vocês não colocam Harry James Potter e Hannah Lucy Potter? 

- Tudo bem – falei contrariada e o maroto apenas acenou

- Ótimo, vamos Remo, a Lily e os bebês têm que descansar. Tchauzinho 

Os dois acorrentados saíram conversando carregando o Sirius e a Lena que estavam ainda bolando planos para O meu filho.


 


- Eu acho que o Sirius e a Lena estão querendo o Harry para eles – falei 

-Eu também acho. Vamos ter que ficar de olhos aberto – comentou o maroto pegando nossos bebês e colocando num berço ali do lado – Li, desculpa

-Desculpa pelo que? – interrompi

- Por não estar aqui .. – Eu o calei com selinho

- Você estava lá me protegendo. E de qualquer forma, eu só tomei uma porção senti mais umas dores e depois a Pomfrey apareceu carregando os dois. Nada de parto – Ainda bem 

- Se não teve parto, não tem resguardo certo? – Eu acenei confusa. O que isso faria diferença.

Eu encarei ainda mais confusa, quando James pegou a varinha e lançou um feitiço de proteção e silenciador em volta de onde estávamos e veio andando letamente em minha direção.

- James? – falei baixinho quando o maroto sentou a minha frente e encostou sua testa na minha

- Eu tive tanto medo de não ver mais seus olhos brilharem assim – falou como se tivesse confessando um assassinato – eu pensei que não ia chegar a tempo, que ia te perde – não o deixei terminar e o beijei com todo amor que eu sentia.


 


CENAS HOT 
Foi um beijo quase casto, cheio de sentimento. Todo meu corpo se aquecia com um simples fato de seus lábios contras os meus. Não tardou o maroto mordicou meu lábio inferior pedindo passagem que eu logo concedi. Senti sua língua invadir a minha boca, explorando, tocando cada canto dela. 
Minhas mãos voaram até seu pescoço o puxando mais pra mim, suas mãos me levantaram me fazendo sentar no seu colo, colando nossos corpos e mandando correntes de eletricidade por todo meu corpo.
Antes de nós soltarmos para buscar ar, o garoto sugou minha língua, fazendo me emitir um gemido baixinho, seus lábios correram pela minha face para meu pescoço. Os meus dedos passavam naquele cabelo, os deixando mais bagunçados. 
Seus dedos corriam pelas minhas costas, pernas, coxas, abdômen, cabelos, cintura. A cada toque me fazendo queimar e tremer de desejo. Senti seu sexo comprimindo as minhas coxas, involuntariamente me arrumei melhor no seu colo aumentando o contado daquele órgão com o meu que pulsava. 
Senti me corar, mas logo os beijos no meu pescoço fizeram esquecer a vergonha e aproveitar aquelas ondas de prazer que corriam por mim.


 


Pov. James Potter

O seu perfume, seu gosto, seu toque, sua pele, sua beleza, estava me enlouquecendo. Quando ela se ajeitou melhor no meu colo e a sentir gemer baixinho, mandei a sanidade entrar em férias e gemi junto.

Passe meu dedos pela sua coxa apertando levemente e levantando a sua camisola. Quando retirava aquele pedaço de pano indispensável aproveitava e contornava o corpo da ruiva e apertando levemente, finalmente aquele pano jazia no chão a menina não tardou em tirar a minha camiseta quando olhava aquele corpo perfeito a minha frente. Eu a queria. Eu desejava. Eu amava. 

Levantei e me livrei do meu jeans, ficamos apenas nós dois de roupas intima. Andei até atrás da ruiva e beijei sua nuca

- Eu te amo tanto Lírio – sussurrei e a vi arrepiar e soltar um doce suspiro

Desci os beijos até o feixe do sutiã o abrindo e me livrando da peça. Coloquei minhas mãos nos seus seios perfeitos apertando e brincando com o bico rígido deles. Mordi seu pescoço e a deitei na cama sobrepondo o meu corpo ao dela.

- Você – beijei um dos seus seios – é – lambi o seu bico e depois mordiscando – linda – e o suguei. Seus gemidos me deixavam ainda mais louco, se era possível, por desejo por aquela pequena mulher. Não avia necessidade de ela me tocar, o prazer dela fluía para mim, fazendo ondas de calor, desejo e prazer correr por todo meu corpo.


 


Meus lábios correram até sua barriga agora totalmente lisinha a mordendo de leve e descendo até o inicio da calcinha rosa. Beijei a parte de dentro da sua coxa e passei de leve o meu dedo na sua intimidade a fazendo gemer alto, subir e a beijei novamente.
Seus dedos corriam pelo peito e costa arranhando de leve e indo para perto da minha cueca, onde se detiveram. Eu sabia o que ela queria, mas não tinha coragem para isso. 
Peguei suas mãos e a coloquei sobre o meu sexo a ensinando como acariciá-lo, a ruiva como sempre foi uma excelente aluna me fazendo a fartar. 
- Li eu preciso – falei ofegante
- Eu também – falou corando 
Tirei meus dedos que brincavam nos seus seios e fui descendo até sua calcinha a livrando dela, e voltando beijando dos seus pés até lá. Quando meus lábios encontraram sua intimidade a sentir tremer embaixo de mim. Suguei de leve seu clitóris e senti ofegar e falar meu nome em meio gemidos, quando comecei a sugar com mais vigor.
Mas antes de eu fazer qualquer outra coisa a mais, escutei um choro MUITO ALTO. Quebrando todo encanto que nós rodeávamos, a ruiva me emburrou e correu até os bebês. E eu? Fiquei praguejando baixinho e fui ajuda - lá. 

Fim da cena HOT 

Eles não podiam esperar mais algumas horas? Ou até amanhã? Não tinha que ser chorar justo agora. E o Harry que esta chorando, tinha que ser afilhado do cachorro.


 


Pov. Lílian Evans 



Peguei delicadamente o Harry no colo e levei até a cama. Foi quando percebi o que eu estava usando, melhor dizendo a falta das peças de roupas, corando. 
- James? Pega o Harry rapidinho e vira de costa? – falei baixinho
- Para que, ruiva? – perguntou confuso
- Por favor 
Enquanto o maroto pegava nosso filho que ainda chorava e virava de costa, peguei a minha camisola e coloquei rapidamente. 
- Deu Jay – falei. Ele virou e fez uma careta a percebe a volta dos meus trajes me fazendo corar de novo – Eu acho que ele esta com fome – falei assustada 
- Então da comida a ele – revirei os olhos e abri os botões da minha camisola e percebi o olha fixo faminto do maroto ali. Droga. Quando livrei um seio meu para alimentar o Harry, acabei corando com olhar de desejo do garoto a minha frente. Tentei ignorá-lo e concentrar em dar a comida ao Harry. 
Não sou explicar o que me atingiu quando os lábios macios do meu bebê tocaram naquela pele sugando leite que eu não sabia que tinha. Era algo maravilhoso
- Como eu queria ser o Harry agora 
- Cala Boca James – falei corando – Vai dormi – ele riu 
- Sabe ruivinha, só vou conseguir dormindo abraçado com você. De conchinha, e to com uma preguiça gigante de colocar a roupa
- JAMES POTTER – berrei corando, fazendo rir ainda mais e se deitar ao meu lado.
- Apenas te esperando ruivinha 
Quando o Harry estava dormindo novamente, graça a Merlin o James também e com roupa, talvez essa parte não seja muito interessante. Acabei me deitando ao seu lado, abraçando o.


 


Pov. James Potter

Acordei com um choro nos meus ouvidos, senti um peço a mais no meu ombro e pude ver a ruiva levantando dali e indo ver nossos bebês

- James? – chamou a mamãe e eu resmunguei – Uma ajudinha aqui? – acenei ainda sonolento e segurei o Harry, quando a ruiva pegava a Hannah no colo e se preparava para amamentar. 

Como ontem à noite não consegui impedir, quando balançava o Harry no colo, de meus olhos se fixarem naquela parte da ruiva, invejando a menininha. Que saboreava a minha ruiva. Deixei escapar um suspiro e vi a ruiva fixando o olhar no meu e corando de leve.

- Me de o Harry – ela pediu, mas eu estava perto de mais. E quando fui beija - lá, ela completou – não esquece de fazer a Hannah arrotar e depois coloca - lá para dormi. Ok?

Eu acenei contrariado. Como fazer um bebê arrotar? Posso dar aquela coisa trouxa chamado “refigerente”, algo me dizia que a ruiva não ia gostar na minha sugestão. 

- Li? – perguntei hesitante – como se faz arrotar? 

Ela pegou o Harry e fez o menininho arrotar e embalou o bebê para dormi. 

- Ótimo – murmurei. E tentei imita – lá

Pequei a pequena Hannah e coloquei em pé segurando seus pés com uma das minhas mãos e outra na sua costa, encostando seu rosto no meu ombro. E comecei a bater nela. Porém em vez dela arrotar como o Harry, a menina vomitou em mim. QUE NOJO. 

- Para de rir Lílian e me ajuda – falei emburrado. Ela pegou a menina e arrumou a menina.

Antes de conseguir me limpar o Harry começou a chorar. Ótimo. Simplesmente Ótimo.


 


Pov. Alice Fins

Estávamos sentados no salão comunal tomando café da manhã. Quando o diretor pediu um minuto de silêncio

- Queridos alunos, como este ano muito dos alunos do sétimo ano estão pagando todos os seus pecados aqui em Hogwarts – eu acenei concordando. Finalmente alguém me compreendia – Eu e os professores resolvemos transformar esses últimos meses mais divertidos. Serão suspensos os trabalhos de porção, menos para aqueles que estão na enfermaria com seus novos “filhos”. Um de cada casa. Com isso todos os outros alunos iram ajudar os novos papais da sua cada e com isso ao longo dos meses anunciaremos coisas super divertidas para vocês – todo o salão principal estava em silêncio – No final deste mês, cada casa poderá escolher passar um final de semana em qualquer parte do mundo. Podem voltar ao seu desjejum. 

O salão principal explodia em conversa. Eu e os meus amigos não fomos diferentes.

- Vamos para onde? – perguntou o Pedro “ELE APARECEU!MILAGRES ACONTECE. Esquece e hora de comer” 

- Paris – falei animada - Compras

- Brasil – falou o Sirius – mulheres gostosas

- Caribe – falou a Lena – praia 

- Alexandria – falou Remo – a maior biblioteca do mundo

- Itália – falou Pedro – comida

- VAI SER O QUE EU QUERO – berramos todos juntos e começamos a rir

- Acho que os novos papais escolham – falei já pensando em subornar a ruiva.


 


Pov. 3° pessoa 

O grupo de bruxos adolescentes andava, quase correndo, até a enfermaria tentar fazer seu país escolhido ser aprovados pelos novos papais.

O Maroto moreno sabia que o seu comparsa de marotisse seria fácil. Mulher era a palavra correta. A ruiva, que seria o problema. Quem sabe eu dou muito ouro para ela?

O Maroto loiro acreditava que a menina adoraria sua ideia e contava a influencia da ruiva para conquistar o seu amigo.

O Pedro pensava que sua ideia era a melhor e ela ia ser escolhida pelos outros dois.
Alice pensava em subornar a ruiva através de segredos e o maroto através dos seus pais. 

Lena sabia todos segredos sórdidos da ruiva e o maroto iria ser fácil que não ama praia? Mar? Beleza? Biquíni?


 


Pov. James Potter

Eu e a Li estávamos dando banho nos nossos bebês. Para falar a verdade, ela estava dando banho e eu apenas olhando. Eles eram pequenos, frágeis e pareciam que ia quebrar. E choravam muito quando se molhavam na água. Já até me acostumado com o choro. 

Eles já estavam maiores que ontem, eu percebi. Mais gordinhos e alguns centímetros a mais. Cresceriam 1 ano em 1 mês. Li me entregou o Harry e pegou a Hannah para o banho.

Levei meu garotão para colocar a roupa, tinha um monte de coisa que a enfermeira tinha deixado para nós. Pomada frauda roupas. Peguei o pequeninho e coloquei em cima da cama, me ajoelhando a sua frente. Peguei a pomada e fiz como a madame Pomfrey ensinou passando por toda região inferior do menino, o problema seria colocar a frauda.

Peguei os pezinhos e dei uma leve mordida neles o fazendo rir. E claro acompanhei. Beijei sua barriga fazendo cócegas. E fiquei admirando o meu filho rindo. Ele era perfeito.

- Você é lindo Harry, igual ao papai aqui – falei orgulhoso. 

Agora era só colocar a frauda. Tentei de todas as formas possíveis, mas nunca ficava bom. Quando a ruiva chegou de um berro dizendo que estava tentando matá-lo sufocado, arrancou o Harry de mim e mandou-me secar a Hannah

“Qual o problema a frauda estava no rosto do bebê? Era o único lugar que ela cabia”


 


Pov. Marlene Mckinnon

Quando chegamos ao cantinho dos “papais” na enfermaria, eles estavam ajoelhados do lado da cama fazendo cócegas nos pés gordinhos do bebê, intercalando beijos nas pernas, barriga e rosto. E antes que eu esqueça beijos NA BOCA entre os papais. 

JAMES POTTER E LÍLIAN EVANS JUNTOS? FOFOCA DO MILENIO 

- O que esta acontecendo aqui? – perguntou o idiota do Sirius extragando o amasso dos dois.

Fazendo se afastarem rapidamente. Uma ruiva que corava violentamente e um maroto que tinha um sorriso do tamanho do mundo e um pouco corado. 
JAMES ENVERGONHADO? CORRAM VAI CHOVER HIPIGROFICOS ROSA PINK

- Acho que está meio obvio o que atrapalhamos Almofadinhas – falou entre risos o Remo 

- Pois é, porque vocês não vão dar uma voltinha e me deixa aqui com a minha ruivinha? – falou o maroto de óculos irritado

- Um que roupinha sexy ruiva – falou o Sirius com sorriso malicioso no rosto.

Qual o problema da ruiva? Desfilando com uma camisola que tem O decote e quase não tampa a bunda. E o Sirius esta secando ela, vou matar esse maroto. Mas antes de eu pensar como iria matar, o James tirou a blusa – respira Lena, respira – e tampou a ruiva. Aproveitando e jogando um travesseiro na cara do outro maroto moreno. Fazendo todos rirem.


 


Depois de eles explicarem que estão juntos desde antes do natal EU VOU MATAR A RUIVA POR ME ESCONDER ISSO. E claro depois deu secar a barriga definida do James enquanto o Remo explicava sobre o comunicado do diretor.
A Alice e Sirius brincavam com bebês de se esconder. Isso mesmo. Alice os segurava no colo, enquanto o Sirius se escondia em baixo da cama e aparecia novamente. E acreditam se quiser os bebês riam disso, sem duvidas filho do James, ou seja, idiotas. Eu sou má.. 
Mas falando dos novos integrantes do grupo, eles já pareciam maiores. Segundo a ruiva eles cresciam um mês em 2 dias e meio. Ou seja, as crianças já estavam quase com 1 mês. 
Porém agora voltamos aos negócios. Viagem. 
- Então meu casal fofo e papais– falei abraçando os dois, desculpa mas meus dedos escorregaram um pouco naquele ombro largo e grande do maroto – Temos que decidir a viagem. Eu optei pelo o belo Caribe. Pense praia, mar, gente bonita, roupas bem pequenas, sem professores, festas – os dois deram sorrisos que gostaram da ideia. Eu sei sou demais. Autógrafos? 
- EU QUERO BRASIL – berrou o Sirius quase fazendo os bebê chorarem e recebeu um olhar de advertência da ruiva HÁ – sabe mulheres gostosa, cerveja, carnaval, sexo, praia, paisagem 
– vou ignorar – comentou a ruiva e concordei.
- Eu gostei da ideia Almofadinhas – comentou o James sendo fuzilado pelos olhares da ruiva e se calando
- Itália, vamos comer muita pizza – falou o Pedro pulando como se hoje fosse natal.


 


- Imagina comer comer comer? Eu não quero virar uma balei Obrigada – comentei e Alice concordou.

- Lílian vamos Alexandria? Imagina aquela biblioteca gigante para nós – revirei os olhos. Tinha que ser ideia do Remo CDF Lupi

- Eu vou nem morto numa biblioteca nas “férias”, eu nem vou na biblioteca daqui – eu levantei uma sobrancelha. Eu já o vi lá – Eu só ia pra ver a ruivinha – e virou para ela que já se encontrava corada – você extremamente sexy concentrada mordendo o lábio inferior – Eu ri da careta da menina

- Eu ainda acho que devemos ir para Paris, a cidade das compras, do romantismo – falou Alice sonhando

- Paris é linda – comentou a ruiva e eu completei – e chata. Monótono. Igual a Londres. Quero praia sol, mar. Sabe ruiva se eu fosse você escolhia a minha opção posso deixar vazar seus segredos – falei sorrindo – e você James imagina a ruiva de biquine? E nós vamos ter que cuidar dos pimbolhos 

- CARIBE – berraram os dois juntos


 


Pov. Sirius Black

Acordei como todos os dias e me encaminhei para o banheiro. Mas ganhei um susto quando vi a minha velha imagem de volta. Eu tinha voltado a ser inteiramente Sirius GOSTOSO Black.

Sai correndo atrás da Lenazinha, agora podíamos fazer experiências descentes. Podia ficar com todas novamente. Voltar à ativa. Meninas o celibato acabou estou pronto para leva-as ao paraíso novamente, ou seja, EU. 

Quando entrei no meu quartinho – como senti falta dele, pulei em cima da Lena com balde de água a encharcando. 

- SIRIUS BLACK EU VOU TE MATAR SEU CÃO DE UMA FIGA


 


Sabe o que eu fiz? A beijei. E foi um beijo bom. Eu beijando com meu corpo era muito melhor que beijando o meu corpo. 

- SIRIUS FUMOU? – berrou a guria quando larguei do beijo ofegante – AI MERLIN

E correu para o espelho 

- Voltamos ao normal Lena, voltamos – ela correu até mim e me beijou. 

Um beijo urgente. Minhas mãos voaram para sua cintura a trazendo para mais perto de mim, as suas mãos estavam na minha nuca. Corri os dedos para dentro da sua blusa e ia tirando ela rapidamente quando alguém da um berrinho. DROGA.

- Depois continuamos – falei no pé do ouvido da menina e virei para onde tinha vindo o berro da cama vizinha. 

- VOLTEI AO NORMAL – droga. Gostava do rato velho, não incomodava, só comia e dormia. Alice e Remo logo apareceram também sem a corrente, a menina sorria e o garoto estava pensativo. LÁ VEM MERDA

- Você tem noção que nós iremos ter que ajudar o Pontas e a Lily com as crianças ou voltamos de novo todo o problema – merda. Sabia que vinha merda. Tudo bem, bebês não devem incomodar tanto assim.


 


*
Retiro o que eu disse. Bebês são um saco.

Quando a ruiva e os filhotes do viado foram liberados eles se estalaram no dormitório masculino já que o James não podia entrar no feminino. Aumentamos a cama – aqueles dois na mesma cama HUMM – colocamos berço e mais outras coisas sem importâncias.

São 1h da manhã e os bebês estão chorando, o James esta tentando ajudar mas só atrapalha e a Ruiva fica andando pro lado e pro outro com um deles no colo. 

E eu? Bom, querendo dormi. Sou gostoso, mas necessito do meu sono de beleza também.

NUNCA vou ter filhos. Eles choram muito. 

3 horas da manhã – mais choro, agora o James 

6 horas da manhã – a ruiva cuidava dos pestinhas

AAAH EU VOU ENLOQUECER.


 


Pov. James Potter

Eu não dormi nada durante a noite. Segundo a Lily, acha que as crianças estão com cólica e ela não sabia que porção da para eles ficarem quietos. Hoje de manhã com um carrinho levamos os meu filhos para madame Pomfrey examinar e deu uma porção para os acalmar – GRAÇAS A MERLIN. 

Durante as aulas, eles não incomodavam, os professores tinham um feitiço para não atrapalhar. E eu? Queria apenas dormi. 

Cheguei ao dormitório e desabei na cama. A ruiva colocou os bebês no berço branco ao lado e se jogou ao meu lado. Passei minhas mãos pela sua cintura e a trouxe para perto de mim beijando seus lábios com calma.

- Vamos aproveitar e tentar dormir algo – falei com a respiração ofegante

- Vou tomar um banho primeiro, eles acabaram de comer não devem chorar e já tomaram a porção – comentou a garota cansada

- E se chorarem? 

- É só trocar a frauda – ela me deu rápido selinho e correu para o banho e eu fechei os olhos tentando dormi. 

Choro. Droga. Choro. Ahh. Choro. Que merda, quero dormi. Choro.

Levantei-me e fui até o Harry – sempre o afilhado do Almofadinhas para me incomodar, vai ser torna O maroto. O Lírio falou que era para trocar, pelo menos agora eu sabia como fazer isso.

Tirei a calça do pijama do menininho que era cheio de pombo de ouro e logo cheguei na frauda a retirando com cuidado. Peguei uma nova, a pomada e o lenço umedecido e tratei de acabar logo com aquilo para dormi.


 


Mas o Harry não quis facilitar, ele ficava mechendo as perninhas gordas, rindo.

“MERLIN NÃO DEIXA A HANNAH ACORDA, POR FAVOR”

- Quietinho Harry, papai já esta terminando 

O menino começou a rir e fez xixi no meu rosto. AAAAAAAAAAH. MERDA. DROGA. FDP. VOU MATAR ESSE PROJETO DE MAROTO.

Peguei o garoto pelos pés o levantando até a altura dos meus olhos, e pude ver aquelas esmeraldas que eu tanto amava da ruiva. Merda. Desistir de matar. Querendo ou não eu gostava do pestinha, eu amava a mãe dele.

- JAMES POTTER – Acho que a ruiva viu, o filho de cabeça para baixo. OPS.

- Só estava brincado meu amor – falei rapidamente o deitando na cama e terminando de arrumá-lo – Não é Harry fofo do papai? 

E o bebê começou a chorar. DROGA. 

- Acho que ele não concorda James – falou a ruiva entre raiva e o riso, enquanto eu fechava a cara para o traidorzinho. 

- Tudo bem Harry fica com a mamãe – acredita que ele parou de chorar na hora e deu um sorriso – eu vou lá com a Hannah pelo menos alguém aqui me ama. 

- Tadinho – debochou a ruiva 

O meu filho querendo roubar minha ruiva, ninguém merece.


 


Pov. Marlene Mckinnon 

Estava andando pelo castelo quando sinto um puxão no meu braço e virou para xingar o desgraçado, porém alguém me beija. Eu conheço esse beijo, esse toque possessivo na minha cintura me puxando para colocar o meu corpo naquela perfeição divina. Sirius Black. 

- Sirius – murmurei seu nome quando os beijos saíram dos meus lábios e corriam para meu pescoço o mordendo de leve 

- Vamos para sala precisa Lenazinha – eu queria dizer sim, mas eu não sou fácil e acabei não respondendo, talvez não tivesse forças para isso – Por favor – sussurrou rouco no meu ouvido mordendo de leve meu lóbulo. 

Eu não precisei responder apenas puxei para um beijo. Sua língua invadiu a minha boca com presa e desejo explorando cada parte. Seus braços me levantaram, tirando os pés do chão e por reflexo entrelacei minhas pernas na sua cintura. Senti a parede contra as minhas costas e seu corpo apertando o meu. 

Fazendo-me gemer ao sentir tão empolgado, por provocação ou talvez para tentar se livrar da palpitação que corri pelo meu sexo, mexi o meu quadril em busca do encaixe. Fazendo aquelas duas áreas, mesmo separadas por panos, se tocarem. E pude sentir um tremor de prazer correr pelo corpo perfeito a minha frente. 

Não sei como chegamos ao sétimo andar, nem quanto tempo demorou em sentir os lençóis na minha pele, e nem como as nossas camisas e a minha saia jaziam no chão.


 


CENAS FORTES

- Você fica linda de vermelho Lena – falou com voz rouca em meios aos meus seios – mas prévio eles assim. Sem nada – pode sentir minha pele ader, mas não liguei. 

Senti sua língua passando pelos meus mamilos rígidos, logo começou mordiscava-lhe o me deixando extasiada. Eu acariciava seus cabelos e não conseguia evitar os gemidos que saiam de sua garganta. Sirius estava deixando-me ansiosa por saciar o desejo que estava me consumindo aos poucos. 

Forcei sua a cabeça para cima o beijando com voracidade enquanto os meus dedos desciam explorando aquele corpo perfeito e retirando a calça. Coloquei a minha mão sobre o seu sexo o massageando de um jeito que o variar ofegar. E eu não errei. 
O maroto afundou-me contra a cama fazendo bicos dos meus seios tocavam o peitoral dele. O meu corpo umedecia de forma intensa e rápida toda a área entre as pernas com cada beijo que o garoto dava desde meu ouvido até os meus seios. Eu comecei a beijar seu pescoço, mordendo, lambendo, provando. Fui puxada para outro beijo, enquanto suas mãos se livram da minha calcinha e as minhas da sua cueca preta. 

E então, com a língua o maroto voltou a brincou com o bico do peito meu. Arqueei a coluna e fechou os olhos. Ele foi descendo até chegar ao meu o sexo, senti a sua língua o sugando de leve e agarrei seus ombros com força

- Sirius – gemi – por favor – minha voz falhou na ultima palavra

O garoto entendeu o que eu pedi. Beijou-me com desejo quando se introduzia em mim de forma lenta que estava me enlouquecendo. Quando senti totalmente dentro de mim, o escutei femer e eu acompanhei. Logo entramos num ritmo acelerado, quando ele sai de dentro de mim eu queria ele dentro, quando estava dentro eu desejava ele fora, e aumentávamos cada vez mais o ritmo. Não sabia o que eu falava, o que pedia, mas o maroto sabia o que devia fazer. Chegáramos juntos ao clímax e logo começamos uma nova rodada.

Fim das cenas fortes


 


Sim esse capitulo e enorme. Semana que vem part 3. E NC se não me engano Lily e James. Beijoos e cometem. 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angeline G. McFellou em 27/10/2011

Cara James e Lily acabaram de ganhar dois bebês e ja estavam planejando fazer mais alguns??

rssrsrs Ainda bem que o Harry é umm bebÊzinho bem fofo que salvou a famili de um crescimento descontrolado.

rsrsrs Cara esse povo vai pro caribe?

To até imaginando a ***** que vai dar, to até vendo as noticias de morte que surgiram.

rsrs Sirius é um vira-lata de primeira não?

Quero só ver se ele e a Lena vão cnseguir rolbar o Harry!!

srsrs Amei o capítulo, muito perfeito, curiosa pela continuação, att assim que der, por favor.

Beijos...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lizzie Riddle em 27/10/2011

muuuuuuito fofos o Harry e a Hannah, esperando a nc James e Lily ;*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.