FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Vestidos e Propostas


Fic: Um Casamento Mais do Que Conveniente - DRAMIONE - CAP 20 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 5: Vestidos e Propostas:
Traduzido por xCamila


"As surpresas são coisas tolas. O prazer não é aprimorado, e a inconveniência é muitas vezes considerada." – Jane Austen

"Eu amo surpreender pessoas, mas eu odeio surpresas." – Draco Malfoy

"Algumas pessoas tem prazer em surpreender outras, mas eu prefiro ter uma surpresa do que dar uma." – Hermione Granger



Hermione sentou no chão do quarto de sua filha, e juntamente com Alice, foi decorar uma caixa de papelão grande, que logo seria uma casa de brinquedo para a menina. A caixa era tão grande quanto a menina, e chegou pela manhã, por coruja, para o resort hotel, com um presente nele para o seu aniversário, do ex-marido de Hermione. Veio com um dia de atraso, já que seu aniversário era ontem. Era evidente que não tinha sido ele mesmo que havia escolhido o presente. Sua nova esposa devia tê-lo feito. Hermione sabia que era verdade, porque a caixa continha um grande urso de pelúcia cor-de-rosa com arco de bolinhas no seu pescoço.


Alice odiava rosa, ela não gostava de ursos de pelúcia (ela preferia dragões, tartarugas, cobras e sapos de pelúcia) e ela odiava bolinhas. Bom, na verdade, Alice não tinha sentimentos por bolinhas de uma forma ou outra, mas Hermione odiava bolinhas. Dentro da caixa havia um cartão que tinha um palhaço nele (que Hermione também odiava), e dizia, ‘Feliz Aniversário para uma garotinha especial’, e estava assinado, ‘Do Seu pai, Kevin e madrasta, Lauren’. Não Papai & Lauren, mas ‘seu pai, Kevin e madrasta, Lauren’ pelo amor de Deus! Foi assim que Hermione sabia que não havia sido ele que tinha assinado o cartão. Kevin pode ser um preguiçoso, imaturo, desajeitado insensível, mas ele sempre foi muito gentil com Alice, mesmo sabendo desde o primeiro dia que ela não era a sua filha biológica. Hermione realmente nunca questionou o fato de que ele cuidou da menina. Ela apenas questionou tudo sobre ele.

O urso cor-de-rosa feio tinha sido abandonada no canto do quarto, e a caixa agora exigia toda a atenção de Alice. Queria fazer uma casa de brinquedo, então Hermione e Alice foram desenhando janelas nele, cortando as portas, e elas até fizeram uma chaminé ao lado. Hermione tinha até pendurado cortinas de papel de seda nas janelas.


Ela estava sentada dentro da caixa, fixando a ‘lareira’ quando alguém bateu na porta. Ela congelou. E se fosse Draco? E se ele realmente lhe comprou um vestido? Ela pensou que ele estava brincando sobre isso, que era uma ameaça vã, mas e se não fosse? O que ela deveria fazer? O que ela deveria dizer? E se ela não conseguisse sair da caixa antes de Alice abrir a porta?


Alice olhou para a ‘janela’ da casa de papelão e disse, “A porta está batendo.”


“Verdade? A porta está batendo ou tem alguém batendo na porta?” Hermione perguntou para sua filha, divertida.


“Eu não tenho certeza, mas irei ver.” Alice disse. Hermione disse que não, mesmo assim a pequena menina caminhou a passos surdos até a porta, e abriu. Hermione espiou pela “janela” para ver, também.


Draco soltou um longo suspiro quando viu Alice. “Por que você está abrindo a porta desta vez? A sua babá está morta?”


“Eu acho que não” Disse Alice. Hermione estava tentando levantar a casa de papelão para que ela pudesse deixar Draco saber que ela estava lá.


“Bem, eu não consigo pensar em nenhuma outra razão para o porquê de você estar atendendo a porta, Senhorita Alice. Não há nenhum adulto em sua vida para te ensinar essas coisas? Onde está sua mãe?”


Alice olhou para Hermione, enquanto ela saía debaixo da caixa grande. “Ela está saindo de uma caixa.”


Draco pareceu confuso, e ele empurrou a porta para abrir mais. Hermione estava se levantando quando ele abriu. “Você normalmente deixa sua filha abrir portas, Hermione?”


“Normalmente não” Ela disse com desgosto. Ela ajeitou seus jeans e blusa. Draco sorriu para ela, porque era evidente que ela estava ‘pronta’ para um banquete e baile, mas não vestida, porque seu cabelo estava ondulado e ligeiramente para cima, ela tinha se maquiado, e cheirava como um pedaço do céu. Ele segurava a sacola do vestido atrás de suas costas.


“Isso que você decidiu usar esta noite, em vez daquele vestido feio e velho?” Draco perguntou com um sorriso malicioso.


“Não, mas é ainda muito cedo para se vestir, e eu estou ajudando Alice a transformar esta caixa em uma casa de brinquedo.” Hermione colocou a mão no cabelo da menina. Ela deu um tapinha no lugar.


Draco colocou a sacola preta do vestido em um gancho na porta entre os dois quartos. “Que bom, porque eu comprei para você um vestido, como prometi.”


“Você não precisava fazer isso” disse fazendo beiço.


Hermione estendeu o braço em direção à sacola e começou a puxar o zíper. Draco deu um tapinha em sua mão, muito duro, e disse. “Sem espiar ainda, amor.” Hermione fez uma careta de dor, segurando sua mão machucada com a outra. Ele olhou para Alice e disse, “Mamãe é uma garota má, muito má.” Então, ele olhou para a caixa. “Esta é uma casa feia.”


Hermione bateu na parte de cima da cabeça dele, parte porque ela estava com medo de que ele ferisse os sentimentos de Alice, e parte como vingança por ele ter batido em sua mão. Ele se virou para olhá-la rapidamente, sua mão sobre sua cabeça, e ele disse “Assista pornografia na frente na criança, Granger, e isso que é feio.”


“Por que você acha que é feio?” perguntou Alice, obviamente não ofendida. Ela apontou para o urso no canto e disse, “Eu acho esse urso feio. Eu odeio rosa.”


“Deus, esse urso é horrível. Onde você conseguiu um urso tão terrível?”Draco perguntou a ela.


Alice inclinou a cabeça para o lado. “Isso veio do meu pai, Kevin, e minha nova madrasta, Lauren, pelo meu aniversário, mas eu gostei mais da caixa, e minha mamãe está me ajudando a transformá-la em uma casa... e Mamãe, o Sr. Draco não lhe disse para não olhar isso ainda?” perguntou Alice.


Hermione se virou depressa, sua mão sobre o zíper da sacola do vestido, a cara de Draco e Alice, ambos olhando para ela. Draco riu e disse, “Você foi dedurada pela sua própria filha!” Ela tirou sua mão. Draco se virou para a casa de papelão e disse, “Você sabe, Senhorita Alice, com um pouco de mágica, nós podemos transformar essa casa na melhor casa de brinquedo de toda a Inglaterra.”


“Mamãe disse que nós deveríamos usar nossa imaginação, em vez de mágica. Ela disse que não devemos nos tornar tão dependentes da mágica.” Alice disse claramente.


“Você pode soletrar dependente?” perguntou Draco.


“Não, tenho apenas quatro anos.” Alice disse devagar, como se Draco fosse burro.


"Se você não consegue soletrar uma palavra grande, você não deveria usá-la. Em todo caso, sua mamãe soa como uma velha chata” expôs Draco.


“Hey,” disse Hermione, “a mamãe dela está parada bem aqui, Malfoy!” Ingrid entrou no quarto naquele momento, com uma grande bandeja em suas mãos. Hermione sorriu e disse, “Olha, querida, Ingrid trouxe seu lanche da noite! Agora você pode comer, e então Ingrid lhe dará um banho, e deixar você pronta para dormir, e antes da mamãe ir para o baile, eu vou colocá-la na cama, certo?” Ela se inclinou para baixo e beijou a cabeça de sua filha.


“O Sr. Draco também pode me colocar na cama?” ela perguntou, pegando um biscoito da bandeja.


Hermione olhou para Draco. Ela pensou que seu coração iria explodir em dois. Ver sua filha, com seu ‘verdadeiro pai’ trouxe dor ‘verdadeira’ para Hermione. Ela se sentiu prestes a chorar. Draco se abaixou novamente e disse “Eu vou voltar e verei você depois que eu pegar a mamãe para o baile, certo? Eu vou ser o acompanhante da sua mamãe essa noite, você sabia?”


“Não sabia, Sr. Draco” disse Alice. Ela escalou sobre a cama e continuou a comer seu biscoito.


Draco virou sua cabeça ara olhar Hermione. “Você sabia que eu serei seu acompanhante essa noite, Hermione?” Ele se levantou para encará-la.


Hermione só podia sacudir sua cabeça negativamente. Se ela falasse, ela poderia realmente gritar. Ela pegou a sacola do vestido, abriu a porta entre os dois quartos, e tentou escapar de Draco. Ela não teve sucesso. Ele seguiu logo atrás dela.


Ela manteve suas costas para ele e disse, “Tenho permissão de olhar agora?”


“Qual o problema, amor?” ele perguntou


“Pare de me chamar assim.” ela disse suavemente


“Você está triste porque o pai da Alice enviou para ela um presente de aniversário com um dia de atraso?” ele perguntou.


Ela se virou, em choque, com a mão no coração, e disse, “Como você sabe quando é o aniversário dela?” Ele não poderia saber da Alice, poderia?


“Porque ela me disse mais cedo que o aniversário dela foi ontem.” ele justificou. Ela sentiu um alívio imediato, mas então se sentiu tão angustiada quanto antes. Draco deveria saber quando foi o aniversário ela. Ele foi maravilhoso com Alice. Ele tinha todo direito de saber quando foi seu aniversário, ainda que ele não sabia nada sobre ela. Hermione virou-se e soltou um suspiro longo e áspero.


Draco olhou com preocupação quando Hermione pegou o zíper da sacola do vestido. Ele disse, “Qual é o verdadeiro problema, Granger? É só um maldito vestido, e isso é só um encontro estúpido. Isso é uma porcaria de baile, pelo amor de Merlin, eu preciso de uma acompanhante, e você precisa de um acompanhante, então nós deveríamos ir junto. Você não está triste porque eu não te pedi formalmente, está? Eu não acho que você se importaria com coisas desse tipo.”


“Oh, eu não me importo com isso, e eu não me importo em ter um encontro com você esta noite”, ela comentou, de costas para ele ainda. Ele deu um passo mais perto. Ela continuou a falar, exceto que o tom de sua voz diminuiu consideravelmente, e ele teve de se esforçar para ouvi-la. “Eu acho que estou apenas melancólica, pensando em Kevin e sua nova esposa, e tudo que eles têm, e tudo que deixei para trás, e ainda tudo que eu vou ter que desistir.” Ela não queria elaborar, mas de repente descobriu que não conseguiria parar de falar.


Ela virou para encarar ele, e então sentou no canto da cama e disse, “Eu deixei minha casa, meu trabalho, e tudo que eu prezava no Canadá para voltar para Inglaterra, e isso é bom. Eu ficaria feliz em desistir de tudo de novo, porque tudo que eu preciso é a Alice, mas, bem, você sabe, eu pensei que pelo menos teria uma casa aqui para voltar. Nós tínhamos uma casa grande, estilo Rainha Anne, aqui na Inglaterra, você sabia?”


Como ele poderia saber? Entretanto, ele disse, “Não, não sabia.”


Ela assentiu com a cabeça. Olhou para baixo e disse, “Sim, junto com o urso de Alice tinha uma carta para mim me lembrando que eu precisaria vender a casa imediatamente, e dividir os lucros com ele, ou então...” Ela deixou cair sua sentença. A carta dizia para ela vender a casa, e mandar para ele ‘todo’ o dinheiro, ou Kevin viria para a Inglaterra e entraria com uma ação pedindo a guarda conjunta de sua filha. Hermione percebeu que só porque ele desistiu da custódia no Canadá, não significa que ele não iria procurar custódia na Inglaterra, ou pelo menos tornar as coisas muito difíceis para ela.


Draco sentou ao lado dela e ele tinha uma enorme necessidade de segurar a mão dela, mas não o fez. Seria uma atitude louca fazer isso. Em vez disso, ele disse “Por que você tem que lhe enviar mais dinheiro? Aquele bastardo preguiçoso não tem um emprego?”


Hermione deu de ombros e disse “Sim, ele trabalha, mas eu acho que ainda vou ter que vender. Eu odeio fazer isso, porque era a minha casa antes de casarmos, e eu estava esperando para usar a casa como meu lugar de negócios.” Ela se levantou, bem na hora que ele finalmente havia decidido segurar a mão dela. Pegou o ar em seu lugar.


Ela se virou e disse, “Eu não sei o porquê estou te contando tudo isso. Você não se importa. Por que você deveria?” Ele estava se perguntando a mesma coisa – por que ele deveria se importar, no entanto ele descobriu que sim, e ele não tinha certeza se ele gostava de se importar dessa forma.


Ela foi até a sacola do vestido. Sem olhar para ele, ela disse “Isso realmente é incrivelmente encantador da sua parte me comprar esse vestido, mas eu não vejo como aceitá-lo.”


“Isso é um vestido, somente um vestido, e não é tão importante, no esquema das coisas. Lembre-se, a única coisa importante é a palavra ‘sim’. Tudo que você tem a dizer esta noite, para tudo e qualquer coisa que eu perguntar é ‘sim’.” Ele a lembrou. Ele deu um passo atrás dela e tocou a parte de trás de seu pescoço com um dedo, suavemente. Seu cabelo estava preso, e seu pescoço era longo, esguio e implorava para ser tocado. Para ser beijado. Ele inclinou-se para frente, sem tocá-la em outros lugares, e com a boca ligeiramente aberta, ele pressionou um beijo quente e úmido na sua pele sensível


Ela congelou com a sensação e então se arrepiou. Ele se afastou dela assim que ela se virou para encará-lo. Ele começou a se inclinar para frente, para beijá-la de novo, mas antes que ele conseguisse, ela chegou mais perto, e puxou o zíper da sacola do vestido para baixo. Bem, se ela fosse ignorar o beijo, ele também, por enquanto, de qualquer modo. Além disso, ele queria ver a reação dela ao vestido.


Hermione tirou da sacola um vestido de baile brilhante, uma mistura entre prata e lilás, com cristais e jóias no corpete, um decote alto, sem mangas e tecido de malha por toda a saia. Era lindo. Ela pendurou de volta no gancho, colocou os braços ao redor do peito, e encostou-se na porta do guarda-roupa.


“Oh, Draco. Eu não posso usar isso, é demais. É lindo. Como posso aceitar isso, e de você?” Ela invejava pessoas como Draco Malfoy. Ele era tão seguro e autoconfiante. Ele tinha tanta certeza que tudo iria seguir do modo dele. A última vez que ela se sentiu assim foi na noite que ela concebeu sua filha. Talvez fosse a hora dela se sentir desse modo novamente.


Ela sentiu os braços dele envolta de sua cintura. Por que isso parece certo, quando deveria ser errado? Deveria parecer apressado, artificial, forçado, mas parecia tão certo. Parecia extremamente inocente, tão inofensivo, mas também parecia mais íntimo do que qualquer coisa que ela já sentiu em anos.


A voz dele estava bem ao lado de sua orelha, a respiração dele em seu pescoço, na sua pele sensível, fazendo com que sua espinha e seu coração palpitassem. “Eu já lhe disse, Hermione, que eu tinha uma queda enorme por você na escola? Eu sei que agia como um bastardo para você a maior parte do tempo, mas isso era um pretexto. Eu secretamente estava obcecado por você.”


Ela deu uma risadinha. Olhou por cima do ombro em direção dele. “Obcecado? Você consegue soletrar isso, porque se você não consegue soletrar uma palavra, você não deveria usá-la.” Ela zombou dele do que aconteceu mais cedo.


Ele a virou em seus braços e disse, “O, B”, mas ele não foi adiante. Ele pegou o queixo dela, emoldurando seu rosto, e ele se inclinou para frente e disse “Dizer o que, amor, se eu conseguir soletrá-la, o que eu ganho?”


Ela empurrou contra o peito dele. Por que tudo isso soa tão familiar, e por que tudo está se movendo tão rápido, e por que de repente a Alice está de pé na porta, chorando?

-------------------
N/T: Capítulo traduzido por minha pessoa! Gostaria de fazer um pedido! Eu preciso muuuito de uma beta que saiba um pouco que seja de inglês. Quem quiser posta seu msn junto com o seu comentário, que eu adiciono!
Não esqueçam de comentar!! O que acharam? O que estão achando? Qualquer coisa! ;D

Beijããão!
xCamila

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 8

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dark Moon em 16/12/2012

alice nao abra as portas plissss

rsrsrs

 *_* que delicia de capitulo

é engraçado ver o draco chamando ela de amor do nada rs

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por sonimai em 31/03/2012

ohh,que lindo eles juntos,mas sempre a Alice estraga o momento,hehehe

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angel_Slytherin em 22/08/2011

Poxa, gostei bastante do capitulo! ;) Eu não vou me candidatar a te ajudar a betar a fic, pois eu estou voltando ao ingles agora... estou meio enferrujada para falar a verdade. =/

Então, ja viu neh!? .-.

Bem, mas se precisar de mim, é só falar comigo no msn: danielle.ribeiro@ajato.com.br (pode add que é esse msn mesmo.)

Beijos
Angel_S


Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nina Delacourt Black em 12/08/2011

OMG!!! to adorandoo a fiic! preciso muito saber como continuuua! hahaha posta logoo!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tonks Fenix em 10/08/2011

Oi... lendo e gostando muito!!

A estória é muito cativante... amei a Alice, ela é uma fofa... o q será que aconteceu com ela? Esperando o próximo...

Bjinhus!!!

P.S.: mando bem no inglês... se precisar de ajudar pode add... msn: stefanne_paula@hotmail.com

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Landa MS em 10/08/2011

O vestido é lindo só que imaginei ele com outras cores. Ela vai ter um choque quando ele anunciar o noivado. Aguaradando o proximo com anciedade. Te convido para ler minhas fic's tambem.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Delli em 07/08/2011

Draco soltou um longo suspiro quando viu Alice. “Por que você está abrindo a porta desta vez? A sua babá está morta?”

 

kkkkkkkkkk ... ri muitoo disso

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jheni weasley em 07/08/2011

Merlin toma conta, o Draco que galanteador.Será que a Mione vai aceitar o pedido de casamento (que pergunta claro que sim, pq se não ia ter fic) .Será que pode nascer um grande amor entre o Draco e a Mione(ou na minha opinião reacender).

Porque nosso querida Alice estava chorando, to preocupada com ela. Bjus...

Ps1: Tenho uma amiga que se vira bem no  inglês se quiser falo com ela. Ela é minha beta na minhas fic.

Ps2: Qualquer coisa me avisa pelo meu msn jhenifferkogitski@hotmail.com.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.