FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Capitulo 2


Fic: Eu ainda não te esqueci. H&Hr AVISO ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 2


“E
le sorria.


Seus olhos brilhavam de excitação, não podiam acreditar no que viam. Suas risadas ecoavam naquele ambiente grande e velho. Harry estava sentado em uma das almofadas que estavam disponibilizadas naquela sala. Quando decidiu encontrar com Hermione ali pensou ele que nunca se divertiria tanto. Esquecer o que tanto o incomodava era o que ele mais queria, e Hermione o ajudava a distrair.


Hermione via a felicidade em seu olhar que há muito tempo havia se extinguiu dali. Ela sorriu. Tentar distrair Harry se tornara um dos seus passatempos, isso os havia aproximado desde... bem, desde que Ron decidiu não cursar o 7º ano e se mudar com Luna e seu pai para um outro país. Hermione ainda se perguntava como Sra. Weasley, tão louca e familiar como era, havia permitido algo tão absurdo.


- Obrigado Mione. – disse Harry sem conseguir segurar a animação.


Hermione sorriu para o amigo. Sabia que ele gostaria de ver o que ela havia achado na biblioteca.


- Quando vi, sabia que tinha de pertencer a você. – disse Hermione analisando sua expressão. - Fiz o que pude para tentar tira-lo da Biblioteca, mesmo sabendo que não era o certo a fazer.


Harry abriu o livro. Passou os dedos por sobre a caligrafia fina. Quando Hermione trouxe um livro velho e surrado, pensou ele que ela havia achado algo sobre Horcrux e como destruí-las, mas na verdade não era isso que a garota queria lhe mostrar. Não era o livro em si, era o que havia nele. Harry nunca daria nada por um livro de DCAT – apesar de gostar muito da matéria. Na primeira pagina havia em uma caligrafia fina e bem aperfeiçoada os escritos: Este livro pertence à Lilian Evans. O coração de Harry quase saltou pela boca, mas o que mais o impressionava não era isso, e sim recados. Recados de seu pai para ela. Eu te amo Lily, dizia um. Obrigado por fazer parte da minha vida, dizia outro na pagina seguinte. E muitos outros recados que Harry não pode contar.


- Não sei como te agradecer. – disse Harry com os olhos marejados.


- Que isso Harry... Não foi nada. – disse Hermione com um gesto displicente com a mão.


O garoto sorriu pela primeira vez em dias.


- S-sabe Mione. – disse ele olhando para ela. – Tem sido difícil sem Ron aqui. Eu só tenho que agradecer por tudo que você tem feito por mim.


Hermione desviou os olhos do amigo. Para ela tinha sido difícil também. Estava gostado de Ron, mais do que amigo. Fazia de tudo para demonstrar para ele. O garoto em uma manhã durante o café disse que estava apaixonado, Hermione quase pulou da cadeira de excitação. Mas mal sabia ela na época que Ron já estava de mala feita, pronto para se mudar com Luna, onde quer que ela fosse. E tudo que ele havia deixado foi uma carta para Hermione e Harry, dizendo que estava fazendo isso por amor, e que como já haviam ganhado a guerra, não havia motivos para continuar ali, ainda considerava Harry e Hermione muito e sua família era muito importante para ele. Nem telefone de contato ou nem se quer o lugar para onde ele foi deixou.


Hermione entrou em uma depressão por vários dias, não queria sair do quarto e nem comer. Desistiu de fazer luto quando Harry entrou no quarto gritando e puxando seus pés dizendo que deu o que tinha de dar e se ela não fosse comer agora ele iria chamar um Trasgo Montanhês para tirar ela da cama – sabia muito bem Harry que desde do Primeiro ano Hermione criara fobia por Trasgos.


Harry olhou para a amiga suplicante. Levantou-se da almofada e se sentou ao lado da garota no sofá, que havia surgido na Sala Precisa. Ele a abraçou carinhosamente, a garota apoiou a cabeça em seu tórax. Ele não queria ter tocado no assunto “Ron”, sabia como isso a afetava.


- Sinto muito. – sussurrou Harry em seus ouvidos.


Hermione fungou. O perfume de Harry a invadia como um veneno. Deixando-a tonta e perdida.


- Eu... – começara ela. – Foi difícil pra mim também. – uma lagrima escapou de seus olhos. – Eu gostava...


- Shii, Shii, Shii. – pediu ele. – Esqueça, por favor.


Harry se afastou alguns centímetros até poder ver o rosto da garota. Limpou as lagrimas de seus olhos. Ela piscou.


- Obrigado pelo livro, mais uma vez. Isso significa muito pra mim Mione.


Ela sorriu. Harry olhou para Hermione por alguns instantes. Não era de hoje que se sentia estranho em relação à amiga. Ele precisava dela, e a mudança de Ron os aproximaram ainda mais. A garota passou a mão nos cabelos dele. Ela sorriu, enquanto uma lágrima descia pela bochecha. Harry a abraçou mais forte, a garota deitou mais uma vez a cabeça em seu tórax. O coração de Harry se acelerou.


 - Eu sempre precisei muito de você Mione. – sussurrou ele próximo ao ouvido dela. – Não seria nada sem você. Eu te amo.


Hermione sorriu e mais um passo foi dado em direção às profundezas de seu coração perplexo.”


Mexeu na poltrona. Não sabia o que trouxera de volta aquela lembrança. Mas preferia não ter que lembrá-la. Deixou o livro de lado. Olhou o relógio na parede, marcavam meia noite. Como as horas passam depressa, pensou ela.  Levantou e se direcionou para o quarto do filho.


Ele dormia profundamente, sua respiração era alta e calma. Hermione se aproximou lentamente da cama do filho tentando não fazer barulho. Ela se aproximou e beijou a testa do garoto.


- Eu te amo Henri. – sussurrou ela enquanto passava as mãos em seus cabelos negros.


Henri não se mexeu. Hermione sorriu ao ver o filho e saiu do quarto deixando a porta entre aberta. Seus passos no corredor vazio pareciam altos e desagradáveis. Ao chegar na porta do quarto ela parou por alguns instantes, respirou fundo então entrou. Passou pela cama direto e entrou no banheiro, trocou de roupa, escovou os dentes e então viu como parecia cansada no espelho. Tentou sorriu. Riu em pensamento de si mesma, e voltou para o quarto.  


Sentou-se na cama e levantou as cobertas. Quando se ajeitou na cama, Draco se mexeu. O marido se aproximou dela lentamente e a abraçou.


- Pensei que nunca iria vir dormir meu amor. – sussurrou em seus ouvidos.


Hermione sorriu e se virou para ele. Ele sorriu ao encontrar os olhos da esposa, e então a beijou. Em poucos segundos Hermione dormiu nos braços de Draco que ficou olhando para ela por um tempo antes de pegar no sono.


~*~


Acordou com o sol nos olhos. Essa mania de Gina de querer ver a lua antes de dormir o irritava. Mas não era só isso que o irritava em Gina. Passou a mão pelos cabelos. Olhou as horas: sete e meia. Tinha trinta minutos para chegar ao ministério. Gina se virou para Harry. Um sorriso esboçado em seus lábios.


- Você já tem que ir meu amor? – disse ela meio sonolenta


- Sim – repondeu.


Gina bufou. Mas logo depois sorriu.


- Fica, vai. Só hoje. – disse ela passando as mãos sobre o peito de Harry.


Harry empurrou a mão de Gina gentilmente, se levantou da cama e pegou seus óculos sobre o criado mudo. Decidiu tomar um banho. Estava esgotado e cansado. Precisava relaxar, e só o banho ultimamente proporcionava algo assim. Ao terminar o banho, se direcionou pra o closet trocou de roupa e encontrou uma Gina desmaiada na cama. Passou por ela e se direcionou para cozinha.


Uma mesa de café da manhã estava feita, com flores, morangos silvestres, suco de abobora, e por ai vai. Harry agradeceu mentalmente por um café da manhã como esse. Então começou a devorar.


- O senhor está gostando? – perguntou um pequeno elfo no canto da sala.


Harry mirou Jena encostada na parede. Ela estava tremendo. Harry sorriu para ela.


- Está ótimo, Jena. – ela sorriu e se retirou da sala de jantar.


Harry olhou em seu relógio de pulso, 10 minutos. Pegou uma faca, pegou uma quantidade generosa de geléia e passou na torrada enfiando tudo na boca. Levantou e gritou:


- Até o jantar Jena.


E com um estalo Harry desaparatou.


~*~


Hermione direcionou apresada pelo ministério. Riu ao lembrar-se de Draco e Henri discutindo sobre Quadribol essa manhã, e a colocando com intermediaria na briga. Olhou no relógio. Atrasada, não podia se dar ao luxo de atrasar.


Esperou o elevador chegar. Vários bruxos entraram de uma vez só, deixando o elevador cheio e quente. Uma musica ambiente tocava. O elevador ia se esvaziado conforme parava nos andares, Hermione come sempre era a ultima, era assistente pessoal do Ministro, decidia sobre as criaturas do mundo mágico. Quando o elevador levou sua ultima remessa, ela ficou aliviada.


A porta do elevador abriu, Hermione fez menção de sair, estava tão distraída que não notou que era seu andar e muito menos quem era a pessoa a sua frente.


- Granger. – disse – Da ultima vez que chequei seu andar não era o dos Aurores.


Hermione reconheceu aquela voz, e uma raiva começou a subir. De repente ela queria comprar briga com alguém. Harry sorriu ao vê-la rubra e entrou no elevador.


- Aonde vai Potter? – perguntou ela. – Embora? Porque se for, me sentirei mais aliviada.


Harry riu com desgosto e fitou a morena.


- Vou falar com o ministro, Granger. – disse ele. – Por mais que queira saber, essa assunto não envolve você.


E então se calaram. Granger tentou lembrar quando se tornaram tão inimigos e onde esta hostilidade começou. Foi pouco depois de..., lembrou ela. Ela terminou com ele, ele bateu em Draco, então eles se esbarraram no corredor, ele brigou com ela, e desde então não são mais amigos. Harry a fitava enquanto ela lembrava o passado nada agradável.


- O que perdeu Potter? – perguntou ela quando o elevador apitou avisando que haviam chegado.


Ele a encarou incrédulo. Ver Harry adulto incomodava Hermione. Não acreditava ela, o quando ele havia ficado diferente, não era musculoso como Draco, mas era espadaúdo. Tinha músculos e uma forma definida. Ficara mais bonito do que a época de Hogwarts, seus olhos verdes esmeraldas destacados na pele tão pálida. Hermione balançou a cabeça tentando afastar a imagem de Harry na adolescência.


- Nada Granger. – disse ele, encerrando o assunto.


Hermione parou. Sentiu uma pontada na barriga. Ela respirou pesadamente. Talvez seja só cólica, pensou Hermione.  Harry continuou o caminho, mas pareceu incomodado com a parada repentina de Hermione.


- O que foi? – perguntou ele voltando, parecia ligeiramente preocupado.


Hermione o fitou. Um sorriso se esboçou em seus lábios. Ele parecia preocupado. Preocupado com ela. Ao notar que Hermione sorria, Harry voltou a si.


- Esquece, não me importa.


Ele a analisou por alguns instantes e se virou seguindo pelo corredor. Hermione o observou até perdê-lo de vista. Harry havia mudado e não só na maneira de tratá-la, alguma coisa dentro dele estava diferente, parecia perturbado com alguma coisa. Hermione voltou a andar, e enquanto se direcionava para sua sala, ela pensava em como eles haviam começado a namorar.
 
N/A; Mais um capitulo moçada. espero que gostem, foi bem dificil escrever o trecho em que Hermione lembra de Harry, mas ai está. Fiz isso tudo hoje na aula. o/ Se tiver algum erro, me desculpem ok? 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 15/09/2011

Adorei tudinho!! O Henri, o livro da Lily, as lembranças...

Continua... =)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jéssica J em 13/09/2011

ah, achei legal a idéia de um livro de Lily com as anotações do James *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jéssica J em 13/09/2011

ow, gostei desse capítulo. Henri de cabelo preto? Isso só pode ser cria de Harry! haha!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.