FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. Crescendo, mudando, aprendendo


Fic: Meu segundo amor !


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Capítulo – Crescendo, mudando, aprendendo.


Era de noite, uma noite escura e sem estrelas, no outro dia, seria o baile, mas muitas pessoas não estavam conseguindo dormir naquela noite.

**************************************************************
“Vamos Harry! Pensava o menino de óculos deitado sobre a cama com os cabelos arrepiados. Essa é sua oportunidade de ouro, você vai levá-la ao baile, e já estamos nos dando muito bem, sem falar que ela está com um ódio profundo do Malfoye não quer nem ouvi falar o nome dele, é agora ou nunca, não posso esquecer disso”.

******************************************************************
“Ai, porque as coisas têm que ser tão difíceis pra mim? Refletia a menina sentada à janela ao lado de sua cama. “
O vento estava forte, e fazia seus cabelos balançarem e sua pele ficar gélida.
“O que eu mais queria era que nesse ultimo baile fossemos juntos, mas agora, acho que isso não faz mais a mínima diferença. Sempre tudo tem que dar errado. O Harry é uma pessoa maravilhosa, e muito bom comigo e pra mim, e é isso que importa, eu preciso de alguém que cuja presença me faça bem, e não é a do Malfoy que me faz isso eu tenho certeza.”
***************************************************************
“E agora? eu o quase a perdendo para o Potter, se bem que talvez não valha a pena, talvez eu tenha me iludido com ela todo esse tempo, talvez estivesse mentindo pra mim esse tempo todo, fingindo sentir algo que não existe. E a Jennifer é muito linda, sem a falar que a Hermione ta com o Potter aquele verme, mas... com essa nova proposta, tudo se acertaria, a questão é... eu quero que tudo se acerte?
*****************************************************************

No outro dia como sempre em dias de baile, o castelo ficou um silencio modorrento. Os meninos jogando xadrez e as meninas e arrumando desde cedo, até Hermione estava se arrumando com euforia estava muito feliz porque tivera recebido algumas propostas de trabalho devido a sua grande pontuação nos NIEM’S. Sua lista era bem grande, não sabia o que escolher, provavelmente se ela pudesse ficaria com todos.
• Prestação de serviços médicos no Hospital Santo Mungus.
• Assistente de qualquer matéria em Hogwarts.
• Escritora do Profeta Diário.
• Conselheira do Conselho de Magia e Bruxaria.
• Representante do Estudo dos Trouxas no Ministério da Magia.
• Aritmanióloga.
• Auror.
- É – disse Lilá – uns com tantos e outros com tão pouco. Olha a minha.
• Conselheira de Moda Bruxa.
• Vidente.
- A minha também! – gritou Parvati.
- Podemos trabalhar juntas! – continuou Lilá.
As moças começaram a dar os últimos retoques. Hermione estava um pouco impaciente, pois todas haviam ido e Harry estava atrasado.
Depois de 10 minutos de atraso, Harry chegou e eles se dirigiram ao salão de festas.
No caminho...
- Você se atrasou.
- Eu sei, me desculpe, é que Rony estava tentando ver se ajeitava meu cabelo, como você viu, não deu muito resultado – disse Harry sorrindo.
Ela também riu. Eles pararam e ela ajeitou a gola da blusa dele que estava mal arrumada.
Ele vestia um traje de gala, uma túnica preta meio para o vinho, uma espécie de marrom estranho, e estava bem mais adulto sem os óculos e seus olhos verdes, como brilhavam, como a brilhavam.
Enquanto ela ajeitava sua roupa, ele esquivou-se dando um leve beijo nela, depois outro e outro.
- Harry...
- Shiiiiiiii. Eu sei, eu sei. Vamos entrar?
- Claro! Sorria.
- Você esta linda!
- Obrigada! A menina deu um leve beijo nos lábios dele e entraram.

Os olhos dela miraram Jennifer que estava com Draco assim que ela pôs os pés no salão. E os de Draco também a miravam, só não sabia se era de raiva por ela estar com Harry ou se era porque ela estava irresistivelmente linda e bem mais mulher.
Trajava um vestido longo prata de costas nua e de alças bem finas, decote nos seios, bem justo na cintura e um pouco mais largo nas pernas, pois o detalhe da barra cortada que com alguns movimentos deixava a perna da moça a mostra, sapato transparente de salto fino, uma linda gargantilha de pedras brancas, brincos pequenos e delicados. Seus cabelos estavam presos com exceção de alguns fios soltos, no coque havia um grampo prateado. Sua maquiagem (que Lilá fizera) a deixava com um ar de mulher.
Harry era um pouco mais alto, estava todo sorridente ao seu lado, eles desceram e foram cumprimentar Rony que estava com Parvati.
Eles foram dançar, depois de alguns minutos pararam para conversar, Harry e Rony estavam imaginando como seria a vida deles de Aurores, já tinham escolhido dentre suas listas a profissão.

*************************************************************

Hermione estava na varanda, olhando a lua que estava bela e cheia, mexendo numa das mechas de seu cabelo. Estremeceu quando percebeu que alguém a beijara no pescoço. Ela sabia quem era, é claro que sabia aquele jeito de ser era inconfundível.
- Você está linda – disse ele sussurrando em seu ouvido levemente.
- Você não deveria estar aqui.
- E por quê?
- A Jennifer pode sentir sua falta e vir te procurar.
- Será que é por isso? Talvez seja porque o Potter pode nos ver aqui?
- Não.
- E se ele aparecesse?
- Eu iria dançar com ele.
- Iria?
- Sim iria.
- E se eu te pedisse pra ficar?
- Eu te pediria para ir embora.
- Será?
Ela sorriu.
- Você está com a minha roupa preferida – disse ela a ele.
- Eu sei.
Draco estava com sua roupa de gala toda preta com detalhes em prata, seu cabelo louro todo pra trás que deixava suas duas lagoas cristalinas que eram seus olhos, bem visíveis.
- Só porque não estamos mais juntos não significa que temos que nos odiar – disse ele
- É eu não te odeio.
- Eu sei você me ama.
- O que te faz ter tanta certeza disso?
- Seus olhos.
- Meus olhos? O que você sabe sobre eles?
- Que são lindos e puros, pena que estão tristes, mesmo assim tem um semblante que me conforta.
- Eu tenho que ir!
- Espere... Ouça – Hermione fechou os olhos e começou a ouvir uma lenta melodia que lhe era familiar – é a nossa música, você lembra, naquela vez em Hogsmeade no inverno?
- É claro que eu lembro. Como não lembraria.
- Dança comigo? – disse ele estendendo-lhe a mão – sem compromisso, é a nossa música.
Hesitou!
- Por favor!
- Ok.
Ela estendeu sua mão sobre a dele. Fechou os olhos e eles começaram a dançar lentamente, seus rostos estavam colados um ao outro, ele sussurrava em seu ouvido.
- Apesar de tudo, estou feliz, consegui uma das coisas que mais queria passar esse ultimo baile com você. Queria isso há muito tempo e fiquei com medo de não conseguir.
- Eu também. Mas isso não muda as coisas.
- Eu to muito feliz, só falta uma coisa pra completar tudo isso. Volta pra mim?
Eles se afastaram. Saíam lágrimas dos olhos dela.
- Eu não posso – disse ela tristemente- você já me fez sofrer muito, você não sabe o quanto eu já sofri, o quanto já chorei, e eu não quero passar por isso de novo. Eu não agüentaria, sou uma pessoa que tem sentimentos como qualquer outra, não vou negar que tive momentos muito felizes ao seu lado, mas só eu sei pelo que eu passei nesse ano, sempre esperando você me assumir, ou me convidar a sua casa me apresentar a sua mãe e nada. Você não fez nada disso.
- Confesso que errei muito com você, mas é com os erros que aprendemos e eu não só aprendi como mudei e cresci e é por isso que eu to te pedindo pra voltar pra mim, pra ficarmos juntos novamente.
- Sinto muito, mas não quero correr esse risco – ela saiu.
- Espera!

************************************************************

- Onde você tava?
- Harry! Fui ao toalete.
- Seus olhos! Você tava chorando?
- Não! – mentiu – é que caiu maquiagem.
- Gente temos uma novidade pra vocês – disse Rony que havia acabado de chegar com Parvati e Gina.
- O que é? – perguntou Harry.
- Fala! – exclamou Hermione.
- É que... Estamos namorando!
- Ai cara que legal! – disse Harry.
- Que bom! – falou Hermione.
- Até que enfim você desencalhou em maninho!
- Gina como você ta bonita! Você não acha Harry? – perguntou Hermione.
- Acho.
- Obrigado – disse ruborizando – você também, ops, vocês também estão muito bonitos.
Todos começaram a dançar. Hermione havia perdido Draco de vista por um bom tempo, mas nem um segundo só de seu pensamento, apesar de saber que fizera a coisa certa!
Estavam distraídos, até que algo chamou suas atenções. Draco estava parado, em pé, em cima de uma das mesas das casas que estava encostada na parede como as outras. Todos já o olhavam, inclusive Hermione. Ele começou a falar, deve ter usado algum feitiço, pois sua voz saiu três vezes mais alta que o normal.
- Gostaria da atenção de vocês. Todos pararam e o olhavam. Como vocês sabem já fiquei com muitas mulheres – alguns sonserinos riram e alguns alunos se perguntavam o que ele estava fazendo – mas nenhuma delas realmente significou alguma coisa pra mim, com exceção de uma – (qual delas? – alguém gritou) – eu realmente fui um tolo. Consegui fazê-la ficar com raiva de mim, e logo ela, não merecia. Sempre tão bonita, inteligente e solidária com muitas pessoas, sendo que eu a perdi, perdi porque tive medo, mas agora eu to aqui, fazendo o que eu já deveria ter feito há muito tempo, mas era covarde demais para fazê-lo, uma coisa do qual nunca pensei que fosse fazer pra ninguém. Hermione Granger, você me perdoa?
Ela ficou assustada, todos a olhavam agora, incluse Harry. Lentamente começou a fazer um sim com a cabeça e todos começaram a falar juntos. “Nossa o Malfoy e a Granger!”.
- Contudo – continuou ele fazendo todos calarem totalmente – é ela sim e eu sei que muitos devem estar se perguntando por que eu estou fazendo isso tudo para ela. Eu respondo, por que eu já a perdi uma vez e não quero a perder de novo. Por que além dela ser tudo aquilo que eu já falei, ela fez três coisas pra mim que ninguém jamais fez primeiro, me amou e segundo, ela me tornou feliz e terceiro, ela me fez amar. – ele virou para ela e começou a falar novamente olhando em seus olhos – não to fazendo isso porque você queria que eu te assumisse. To fazendo por que percebi que não posso mais viver sem você, porque você me preencheu, me completou to fazendo isso, porque quero que todos saibam o quanto você é maravilhosa e o mais importante, to fazendo isso porque simplesmente, eu te amo.
Draco desceu da mesa e caminhou em sua direção, parou em sua frente e...
- Fui convidado a ser líder do Conselho do Minis6terio, vou ganhar muito bem, pelo menos o suficiente, eu sei que ainda não ta na hora, mas podemos esperar alguns anos – ele tirou de dentro de sua veste uma caixa preta, a abriu, tinha um lindo anel de ouro branco com um grande e belo diamante e em volta dele, algumas rubis pequenas, aquele anel era-lhe familiar, o anel que sempre admirava na vitrine mas nunca conseguiu comprar. – Hermione Granger quer casar comigo?
- Anh? Ela o olhava com olhos arregalados,marejados, virava para um lado, para o outro, atrás de alguém que lhe pudesse lhe dizer o que estava acontecendo, não conseguiu falar nada, mas de um jeito bastante robótico, fez que sim com a cabeça.
- Serio?
- Sim Malfoy. Eu aceito!
Ele colocou o anel em seu dedo com um lago sorriso. A beijou de leve e a carregou. Quase todos aplaudiam.
Harry saiu dali sem que ninguém percebesse e Gina logo atrás.
Alguns meses se passaram, eles já estavam trabalhando, inexplicavelmente Hermione escolheu ser Auror junto com Harry e Rony. E por falar neles...
Rony estava noivo de Parvati. Harry percebeu que entre ele e Hermione só tinha amizade, o que não acontecia com ele e Gina e por incrível que pareça, eles estavam se dando bem com Draco. E por falar nele...
- Draco!
- Oi Mi.
- Queria falar com você.
- O que?
- Sabe o nosso casamento.
- Se você quiser podemos adiar.
- Não, acho que teremos que adiantar.
- Porque?
- Se não, não entrarei no vestido.
- Como assim?
- E... Eu estou grávida!
- Grávida! Eu vou ser pai!
Draco ficou muito feliz e por mais difícil que seja, fico com uma cara de bobo pior que a de Rony, ( hehehehehe ) eles casaram-se e tiveram um lindo menino louro de olhos azuis, Henry, e depois uma bela menina de cabelos escuros e enrolados e olhos claros, Lara. E os dois viveram suas vidas, perigos, aventuras, comedias, romances, momentos que um só poderia ter vivido com o outro, e que apesar de alguns empecilhos, conseguiram superar. Não direi que eles se casaram e viveram felizes para sempre, mas vou simplesmente dizer que eles se amaram.


Fim


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por RiemiSam em 20/01/2014

Depois de tanta confusão finalmente o final feliz. Adorei.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Accio Evanna Lynch em 21/02/2012

Awnn *.* ameeei a fic, parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.