FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. capitulo-1


Fic: Muito mais que inimigos.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

-Você tem cinco minutos para estar aqui!


O homem, que já estava calvo e com muitas rugas de expressão, desligou o aparelho de celular e o colocou em cima de uma pilha de papeis. Tirou os óculos e esfregou os olhos aparentando cansaço.


Um barulho de aparatação foi ouvido e ele levantou os olhos. O rapaz tinha os cabelos negros cortados curtos e tentava abotoar a camisa social o mais rápido possível.


-Eu disse cinco minutos, Albus, não seis.


-Pai, eu estava ocupado...


-Onde está Scorpius?


-Eu sei lá! Talvez esteja aproveitando a primeira folga em seis meses?


-Vocês não estavam juntos? Achei que não se desgrudavam...


-Existem coisas, meu velho, que não podemos fazer juntos...apesar que teve aquela vez...


-Que os dois foram representar os aurores da Inglaterra e sequestraram as 4 esposas de um sheik árabe e Merlin sabe lá o que fizeram!


-Ora!Você pode imaginar...


-Calado!Vá achar seu amigo! Temos uma reunião de emergência.


-Mas pai...ele ...


-Agora, Albus!


Harry Potter, o chefe do grupo A de aurores, viu o filho sumir em um ploc e olhou o relógio que já marcava onze horas da noite.


As chamas da lareira do escritório ficaram verdes e um homem de cabelos loiros e compridos saiu por ela. Abanou algumas fuligens e se virou para o outro que ainda esfregava os olhos.


-Potter...


-Malfoy.


-Já mandou chamar sua equipe? - perguntou o loiro que já estava com os cabelos praticamente brancos.


-Albus foi atrás de Scorpius, e James, Rose, Thomas?


-Estão no quartel fazendo últimas pesquisas, seu filho vem amanhã com mais informações do caso.


-Ótimo! Whisky? - O senhor, que não tinha os olhos tão verdes e brilhantes como outrora, apenas fez um gesto com a mão indicando onde estavam as garrafas de bebida.


Sentaram em silêncio aguardando seus subordinados.


-Ótimo, pelo menos aparatei no lugar certo.


O homem observou a sala ainda com caixas empilhadas pelos cantos, um sofá de couro preto estava cheio de roupas jogadas por cima, e uma coruja de olhos âmbar o observava do parapeito da janela.


-Hera...oáa menina.- Ele roçou os dedos entre as penas do animal que soltou um suave pio. -Onde está seu dono, aquele idiota? - O animal apenas olhou para um corredor mal iluminado.-Boa garota!


O homem seguiu silenciosamente pelo corredor. Um pequeno feixe de luz saía por debaixo de uma das portas, ergueu a varinha e empurrou a porta, que não ofereceu resistência. O quarto estava iluminado por muitas velas que flutuavam, garrafas de rum estavam por todos os lados e lá estava ele, Scorpius Malfoy deitado completamente nu. Uma linda loira entre suas pernas, que pendiam soltas e a sola do pé se encostava no chão. Uma mulata de cabeleira negra beijava seus lábios despudoradamente, ele olhou a cena por uns instantes tentando conter a risada que escava em leves sopros.


-Costumava me chamar para sua festas Scop,tsc tsc tsc...esqueceu do seu velho amigo?


As garotas deram um agudo gritinho enquanto o rapaz moreno se escorava no batente da porta com uma sobrancelha arqueada.


-Albus!Sua mãe não lhe ensinou bons modos? - O homem que estava deitado se ergueu da cama totalmente nu, os cabelos iam até o ombro num liso e loiro perfeitos, sorriu olhando pra trás.


-O que veio fazer na minha casa a essa hora?


-Papai mandou te chamar. Reunião de emergência... aliás o Sr.Malfoy deve estar lá uma hora dessas.


-Merda!Até no meu dia de folga? Que droga, Al...


-É, eu sei, meu amigo, também fui interrompido, e olha que eu estava quase lá...


O outro deu uma risada rouca e se virou para as duas mulheres que estavam sentadas ouvindo a conversa.


-Sinto muito, garotas, mas vamos ter que terminar isso outro dia!


Uma delas fez um leve beicinho de desgosto, e a outra abaixou a cabeça como um cachorro abandonado.


Ele se aproximou da cama e disse mais baixo:


-Loise...Marie...você sabem que não vou esquecer vocês, não é? Prometo que ligo semana que vem, okay?


As duas deram beijinhos pelo rosto suado do homem e sorriram felizes.


-Acho melhor tomar um banho antes de ir, não esta muito apresentável com essa coisa apontando pras pessoas.


O loiro gargalhou gostosamente e entrou no banheiro ligando o chuveiro em seguida.


Dez minutos depois entrou no quarto com uma toalha enrolada na cintura, os cabelos pingando pelo peito branco e musculoso.


-Suas garotas foram embora. Belo traseiro tem a loira...


-Depois de dois meses, dois malditos meses sem ter tempo nem pra comer você queria o quê?Aposto minha varinha que não estava jogando xadrez essa noite!


Mais cinco minutos e eles já estavam na sala se preparando para aparatar.


-Vai mesmo ligar pra elas?


-Como eu sempre ligo, Al...


-Você não presta, Malfoy!


E com um ploc sumiram na escuridão.


A sala estava aconchegante quando apareceram no ar. Draco Malfoy estava balançando o pé freneticamente, em sinal de intolerância, Harry Potter lia um papel atentamente.


-Já não era sem tempo... por que demoraram tanto? - Perguntou o senhor de trás da grande mesa de mogno.


-Scop teve alguns problemas em desarmar alguma coisa... - e começaram a rir.


Os velhos senhores já estavam esgotados da infantilidade perpétua de seus filhos.


-Basta! Não temos tempo para as piadinhas dos dois. Estamos aqui a trabalho não a ceia de fim de ano.


Pararam de rir imediatamente quando Draco falou com sua voz grave.


Scorpius que ainda não tinha percebido a presença do pai se virou  com um sorriso amarelo.


-Pai, onde você esteve? Te enviei várias cartas essa semana, e o senhor não respondeu nenhuma.


-Você enviou exatas 30 cartas, Scorpius, e eu estava trabalhando, coisa que você devia fazer com mais frequência!


-Mas pai... a mamãe me enviou um berrador,estávamos no refeitório do quartel, imagi


-CALADO, SR.MALFOY! - O homem loiro estava de pé e os olhos estavam furiosos.


O rapaz apenas abaixou a cabeça, sabia que quando o pai lhe chamava pelo sobrenome a coisa não estava muito boa.


-Estamos aqui para discutir assuntos profissionais e não briguinhas inúteis entre você e sua mãe.


-Sim, senhor.


Harry que permanecia imóvel se levantou e mandou todos se sentarem.


-Imagino que saibam que ontem, o Sr.Kaily e a Srta.Longbotton, não conseguiram terminar a missão.


Os rapazes se olharam cúmplices e concordaram com um aceno de cabeça.


-Certo...hoje pela manhã chegou mais uma carta de ameaça, e, dessa vez, não só me ameaçaram como também citaram o nome de uma certa advobruxa.


-Pai...não, não foi a Lily, foi?


-O que você acha, Albus?A sua irmã mandou prender e manteve mais de 30 comensais foragidos da grande guerra. Se existe uma nova organização, ela com toda certeza está na lista negra deles.


O homem se sentou cansado e os olhos levemente marejados.


-Minha garotinha... temos que descobrir quem é o chefe desse grupo.


O homem loiro pigarreou e começou um novo discurso.


-James esteve pesquisando a caligrafia da carta encontrou alguns vestígios que lhes podem ser interessantes, senhores. A caligrafia era sem dúvida de uma mulher. Ao fim na “agradável” missiva ela deixou apenas inicias M.B. Em nossos registros se encontram 6 mulheres com essas iniciais são elas: Marie Betranne, Marjorie Bustrode, Mellanie Bones, Magda Belluch,Melina Black e Mafalda Boris.


Todos tentavam ligar os nomes às pessoas, Albus foi o primeiro a falar:


-A Mellanie está fora de questão,estudou conosco era grifinória totalmente inofensiva e a Magda é amiga da Rose, já esteve presente em muitas datas comemorativas na casa da vovó e o senhor conhece os pais da garota, papai.


-Marie esteve comigo hoje impossível ter sido ela, mesmo porque inteligência não é o forte dela. - Scorpius falou com um sorriso zombeteiro nos lábios. Draco que analisava o que os jovens aurores diziam deu um leve sorriso de canto de boca idêntico ao do filho.


-Então sobram  Bustrode,Boris e Black...Mas peraí, os Blacks não estavam extintos de sobrenome? - Albus olhava para o pai interrogativo.


-Essa garota estudou em Beauxbatons a vida toda, Albus. Ela regressou a Inglaterra há um ano, trabalha como secretária do chefe de departamento de transportes mágicos e, acredite se quiser, foi concebida dois meses antes da morte do meu padrinho Sirius Black.


-Seu padrinho teve uma filha e não te disse nada?


-Ele morreu sem mesmo saber, Al, e o pior não é isso, o pior é que a mãe dessa garota era Bellatrix Lestrange.


O garoto, absorto na história, arregalou os olhos em descrença. Quem se manifestou foi Scorpius.


-Mas...pai a tia Bella não teve filhos!


-Também achava isso Scop, imagine quando sua avó souber?James descobriu hoje a tarde quando pesquisava todos os nomes e suas famílias. aA garota nasceu na França, foi abandonada em Beauxbatons ainda com os restos do parto e uma mala com uma chave do Gringotes, onde um cofre abarrotado de galeões a esperavam e um bilhete sugerindo o nome. Madame Maxime nos passou todas as informações. É uma garota totalmente comum e bondosa, nunca usou o ouro deixado doando tudo para os hospitais da França e nem mesmo teve aventuras amorosas.


O homem fez um aceno com a varinha e seis pastas azuis voaram em direção ao rapazes que ainda flutuavam na historia.


Albus olhou a foto da tal Melina, uma garota branca feito cera com olhos profundos e negros, exibia um sorriso tímido os cabelos, que deviam chegar aos quadris ,eram muito lisos e pretos, alta e magra, uma beleza muito exótica e misteriosa.


-Era parecida com a mãe, Sr.Malfoy?


-Quase uma duplicada, Sr.Potter. Nunca vi nada tão parecido.


Scorpius espiou para foto.


-Vovó sempre disse que tia Bella era a mais linda das irmãs Black,e olha que para ela admitir que alguém fosse mais bela...


-Mas o problema, rapazes, é que essa garota não aparenta ter envolvimento com o caso, já Bustrode tem uma lista extensa de seus maus feitos.”Maldição Imperius no próprio pai para roubar o cofre da família, contrabando de poções alucinógenas , selvageria, maus tratos a elfos domésticos e, não menos importante, foi acusada de seduzir um bruxo de 15 anos.


-Então só pode ser ela, Sr.Potter! Vamos atrás dela para prendê-la e tudo acaba! A nossa “querida e doce Lily” não corre perigo.


-Dispenso sua ironia, Scorpius...seus problemas pessoais e mau resolvidos com  Lily não nos diz respeito.- Draco disse e fechou a cara para o filho que cerrou os olhos.-Mesmo porque Bustrode pode ser sim suspeita,mas tudo indica que ela está em um SPA no sul da Inglaterra.


-E a tal Mafalda Boris?


-Morta há quatro anos. - Encerrou Harry ainda sentado.


-Ainda acho que é a tal Bustrode. - Disse Scorpius.


-Não sei não Scop,essa Melina é muito boa pra ser verdade...


O Sr.Potter se levantou novamente e se virou para os meninos.


-Eis a missão senhores, Ginny esta lá em cima nesse momento explicando alguns detalhes para Lily.Sim ela esta dormindo aqui essa noite, Albus,não podia deixar sua irmã sozinha no apartamento dela.Voltando à missão,Al você segue amanhã cedo para o sul da Inglaterra para seguir os passos da Srta.Bustrode, e Scorpius, você vai fazer guarda para Lily. Vinte e quatro horas por dia. Enquanto eu e seu pai estaremos na França resolvendo alguns detalhes a mais para investigação, a Srta.Longbotton vai te acompanhar Albus.


-Mas o Scop sempre foi meu parceiro, nunca ficamos separados nas missões!


-Isso não está em discussão, Albus! - Disse Draco.


-Por que ele vai ficar o a Lily e não eu?Eu sou o irmão mais velho dela... eu eu


-Você é massinha de modelar na mão da sua irmã, Albus, e sabe como Lilly Luna é...não vai aceitar a ide


Antes de Harry terminar a frase, o escritório foi invadido por duas ruivas uma mais nova entrou aos berros vermelha, enquanto a outra mais velha, com alguns fios brancos, surgia atrás tentando acalmar a gritaria.


-COMO O SR. OUSA QUERER INTERFERIR NA MINHA VIDA, PAPAI?EU NÃO SOU UMA GAROTINHA! TENHO 25 ANOS!


-Não fale assim com seu pai, Lily Luna Potter! - A ruiva mais velha parecia irada.


-Deixe ela esbravejar, Gin, não me importo!Está decidido Lily e não estou aberto a sugestões!


Mais calma a garota, que tinha os longos cabelos de cor de sangue quase vinho, respirou fundo e colocou uma mecha que caía em seus olhos atrás da orelha.


-Papai... eu.não.vou.ficar.com.Malfoy.de.babá! - Ela pontuou cada palavra com os dentes cerrados.


Harry apenas olhou a filha dos pés a cabeça antes de falar.


-Devia se vestir melhor antes de adentrar em uma reunião de senhores. E novamente está questão está resolvida.Seu chefe já esta ciente que se ausentará por um mês. Parabéns! Está de férias!


Lily olhou para suas próprias roupas sentindo-se envergonhada: uma camiseta branca que mostrava claramente o frio de dezembro e o contorno dos seios fartos da garota, a parte debaixo do roto pijama era difícil de identifica ,grande demais para uma calcinha e muito muito pequeno para um short. Scorpius não falou nada desde a notícia de sua missão e depois da entrada “discreta” da ruiva não conseguia desviar os olhos da transparência da blusa que era muito reveladora e das coxas totalmente a mostra.


-Scorpius...SCORPIUS!


O loiro demorou um pouco para sair de seu transe  e se voltou ao velho Potter.


-Sim, Sr.Potter...


-Antes da missão quero deixar três coisas bem claras para você! – ele respirou fundo antes de continuar :Número 1- não se afaste nem 10 minutos de Lily,2- me faça um relatório do dia a dia de vocês dois e 3- mantenha seus olhos e mãos no lugar certo, caso não queira perdê-los.


Albus tentava não rir da cara do amigo, mas foi miserável e caiu na risada juntamente com Draco Malfoy que ria mais discretamente.Scorpius olhou descrente na direção do pai.Lily estava com os olhos semicerrados. Quando a risada de Albus parou, ela olhou suplicante para o pai,ele apenas sorriu carinhoso e negou com a cabeça, então ela virou seus olhos cor de mel brilhantes com lágrimas que caiam generosas por suas bochechas suaves, e se dirigiu ao velho loiro.


Se aproximou com a cabeça baixa.


-Tio Draco...por favor titio, qualquer coisa! Troque você com esse loiro aguado do seu filho,mas por favor, tio!


O homem limpou as lágrimas da garota e deu um beijo na testa dela e cochichou em seu ouvido.


-Sinto muito minha pequena mas seu pai é chefe do Scorpius não posso interferir,mas você sabe que é a minha sobrinha favorita hã?


-Mas tio esse... essa COISA! - e apontou para Scorpius que ria descaradamente em sua direção.-Tio, seu filho é um completo idiota,e ele é grosso como um trasgo e pior...ele é um pervertido!Ele é louco e imbecil...bêbado


-Obrigado por enumerar todas minhas adoráveis qualidades senhorita Potter, mas desista vai ter que aceitar, ah e você se esqueceu de citar que tenho um péssimo humor e detesto gente chata, portanto feche sua matraca e poupe-me das suas sandices.- Todos já se levantavam, o velho Potter mostrava algumas fotos para seu filho,e o Malfoy mais velho se virou de costas para pegar mais um copo de whisky, Scorpius se aproximou da ruiva que estava encostada numa das paredes e sussurrou.


-Vamos lá, Potter, essa coisa que você chama de short tem desenhos de unicórnios, seu cabelo esta um horror e sua blusa parece os trapos dos elfos da mansão Malfoy, posso ser pervertido mas não sou louco.


O loiro saiu com uma risadinha sarcástica vendo os pelos da nuca da ruiva se arrepiarem , ela apenas fechou os olhos com ódio.”eu ainda te mato loiro aguado”.


Draco ouviu perfeitamente as palavras do filho. Quando esse estava próximo anunciou.


-Sua mãe te aguarda acordada, acho melhor me acompanhar até a mansão. Sua avó também está lá. - O garoto fez uma cara de descontento e só concordou. Antes de sumirem no ar o pai disse só para que ele ouvisse.


-Tenho a leve impressão que hoje você passou a adorar unicórnios e trapos de elfos.  Sorriu descarado e desaparatou antes do filho abrir a boca pra responder.


N.B.: Bem folgada, mas vou aqui registrando o que achei... rsrsrs Amei! E olha que para eu ler a Nova geração... mas essa nova versão do Malfoy... Fazer o quê? Me conquistou! Beijos e comentem! Ártemis G.


N.A.: Autora em pânico! Quero agradecer a minha Beta linda, Artemis Granger, que está salvando essa pobre alma! Obrigada a todos que começaram a ler, beijos e comentem!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 20/09/2011

*--------------------------------*. só deixo minhas palavras aqui depois de ler tudo, mas to tendo uma leve parada cardiaca.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Serena Sly em 18/09/2011

Well...ta no lucro... to deixando varias pra ler essa fic e o 1º cap me conquistou.... bem escrita, bem humorada, sarcastica e interessante. To amando e olha que nova geração pra mim é bláhhh!!! hahahahhaa..Mas adorei. Amei o Scop..ele é tão Dracoooooo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por JOSY CHOCOLATE em 31/08/2011

Sorte Miguxaa!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.