FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Tudo tão rápido


Fic: Meu segundo amor !


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Todos estavam saindo da aula de porções, Hermione particularmente brava, pois havia perdido mais 10 pontos para Grifinória só por ter ajudado Neville. Harry e Rony estavam treinando quadribol, e ela estava cheia de livros, que a impossibilitava de enxergar por onde andava, fazendo com que... PUM!
- Ai! - falou Hermione - me desculpe, eu não olhei por onde...
- Que saco Granger! Sempre andando por aí cheia de livros, esbarrando em todo mundo - gritou Draco se levantando e limpando o braço que houvera encostado-se a Hermione - espero que não tenhas me contaminado com seu sangue ruim - ironizou com seu sorriso maldoso.
Hermione já houvera juntado todos os seus livros, levantou-se, olhou nos olhos de Draco e disse.
- Você não vai conseguir o que quer! Se você pensa que vou gritar e fazer escândalo está enganado, você não tem nenhum efeito sobre mim, você não vale nenhuma palavra minha.
Draco fez que revidaria, mas soltou o seu sorriso esnobe, virou, saindo e deixando Hermione para trás.
No outro dia, estavam na aula de Transfiguração com a Sonserina, Harry estava sentado com Rony e Hermione atrás deles, sem ninguém ao seu lado.
- Eu darei a vocês cálices de água, e vocês trarão na próxima aula esse mesmo cálice transfigurado em uma aranha.
- Aranha! - gritou Rony.
- É, aranha Sr Weasley - continuou McGonagall - e não adianta tentarem me enganar tenham certeza que descobrirei tudo, formem pares para realizar esse trabalho.
Nesse instante Harry virou para trás e...
- Hermione você vai fazer comigo.
- Não Mione você vai fazer comigo - gritou Rony.
- Não, eu preciso mais - falou Neville.
Várias pessoas queriam fazer o trabalho com Hermione que ela não sabia quem escolher.
- Se me permite, escolherei o seu par Srta Granger - falou McGonagall.
- Por favor! A senhora me tirou um peso das costas.
- Bem Srta Granger, você irá com alguém que não tivesse com interesse em seus conhecimentos, você irá, vamos ver, com o... Malfoy!
- O Malfoy? - exclamou Hermione.
- Eu vou fazer o trabalho com ela? - perguntou Draco já de pé olhando com desprezo para Hermione.
- Creio que sim! - respondeu McGonagall - algum problema Sr Malfoy?
Draco olhou para Hermione com cara de nojo, depois virou-se novamente para a professora e...
- Não senhora.
- Então ficamos assim - falou McGonagall saindo da sala ao soar da campa.
Vários alunos saíram rapidamente da sala, Hermione terminava de arrumar suas coisas enquanto Harry e Rony a esperavam.
- Eu não acredito que vou fazer esse trabalho com você Granger.
- O mesmo digo eu Malfoy.
- É melhor você se mandar - falou Rony.
- Ou o que? Você não poderia fazer nada, infelizmente vou ter que fazer o trabalho com essa aí.
- Você me dá nojo Malfoy - falou Hermione.
- Não querida. Você me dá nojo - disse Draco saindo da sala.
- Não ligue pra ele - falou Harry.
- Não se preocupe, não vou ligar - disse Hermione.
Eles saíram e foram para a próxima aula. No outro dia, infelizmente, enquanto Harry e Rony jogavam, ela teria que ir estudar na biblioteca, e pior ainda, teria que estudar com Draco.
Hermione ao chegar percebeu que a biblioteca estava vazia, do jeito que ela gostava, então se sentou e começou a ler seu livro, minutos depois, uma sombra pairou sobre a luz, ela levantou a cabeça para ver quem era.
- Ah! É você! - exclamou ela.
- Claro, esperava que fosse quem? Merlim? - ironizou Draco - vamos começar logo com isso.
Draco sentou-se à frente de Hermione e abriu seu livro, os dois começaram a estudar, finalmente quando acabaram, olharam pela janela e perceberam que já era noite. Hermione começou a arrumar seus livros.
- Até que enfim acabamos - falou Draco - espero que a McGonagall não me mande nunca mais fazer trabalho com você.
- O mesmo digo eu - retrucou Hermione - a tua simples presença é o suficiente para acabar com todo meu dia.
- Estragar com o seu dia? Sou eu que estou sendo sujeito a ficar perto de uma sangue ruim.
- Malfoy, eu já te disse, você não me afeta em nada - retorquiu Hermione ao sair da biblioteca.
Mais tarde Hermione houvera acabado de sair do banho, penteava seus longos cabelos encharcados até que lembrou-se que havia esquecido um livro na biblioteca, como já era tarde da noite, não se importou em descer de roupa de dormir.
A sala estava deserta e escura, a menina logo percebeu seu livro na mesma mesa que horas antes estudava com o Malfoy. Hermione particularmente adorava a biblioteca vazia, só para si, apanhou sua varinha apontou para lareira e:
- Inflamare! - e a lareira se acendeu
Ela sentou-se na cadeira e ficou contemplando a chama, fechou seus olhos e...
- O que fazes aqui Granger?
Hermione se levantou rapidamente, houvera levado um grande susto, pois Draco chegou por trás e murmurou em seu ouvido.
Draco ficou perplexo, pois quando Hermione se levantou percebeu que a menina trajava uma fina camisola vermelha pelos joelhos, que dava forma a todo seu corpo que Draco não sabia que existia, pois o mesmo era escondido pelo uniforme. Ele nunca tinha a visto com esses olhos, e não pode deixar de notar suas pernas grossas, seu bumbum empinado, sua cintura delineada e seus seios de tamanhos perfeitos que eram escondidos por seus longos cabelos molhados e seu rosto delicado.
Hermione rapidamente fecha o robby vermelho que se encontrava aberto.
- O que você faz aqui Malfoy?
- Talvez o mesmo que você! - respondeu rispidamente.
Hermione apanhou seu livro e já iria sair quando:
- Granger! Você não deveria sair andando vestida desse jeito, ou as pessoas podem pensar mal de você.
- Não sabia que teria alguém aqui! E mesmo eu não te devo nenhuma satisfação.
- Vá dormir, Hermione sangue ruim.
- Malfoy você me dá nojo!
- Poxa, pensei que não tivesse nenhum efeito sobre você.
- E não tem mesmo.
- Será que não tenho?
Draco começou a se aproximar de Hermione, a garota andava lentamente para trás enquanto Draco se aproximava, até que ela percebeu que estava encurralada pela parede.
- O que você pens...
Draco a puxa pela cintura e lhe dá um beijo ferozmente. A menina o empurra, empunha seu braço e marca o rosto de Draco com seus cinco dedos.
- Nunca mais faça isso - gritou Hermione - e realmente eu estava errada. Você causa um efeito sobre mim, nojo.
Ela saiu da biblioteca furiosa e Draco mais ainda.
"Como ele pode fazer isso comigo, que nojo" - pensava Hermione limpando os lábios - "ele pensa que é quem? Pra chegar e ir beijando quem ele bem entende, mas uma coisa é, que ele beija bem, e como, porque será que ele me beijou, como ele beija bem daquele jeito... Pare com isso Hermione! Você não pode pensar assim a respeito do Malfoy, ele é perverso e nojento"
"Quem ela pensa que é" - pensou Draco no outro lado de Hogwarts - "eu fiz um favor a ela beijando-a, quantas garotas fariam qualquer coisa por um beijo meu, só porque ela mudou muito e agora é uma das garotas mais bonitas daqui pensa que pode competir comigo, rejeitar o meu beijo e dizer que eu sou nojento, ela que é uma nojenta sangue ruim".
E os dois foram dormir, mas nenhum teve muito êxito. No dia seguinte, era fim de semana, e todos iriam a Hogsmeade, ela também iria, mas mudou de idéia quando viu que Harry iria acompanhado por Rony, Gina e sua namorada Cho Chang. Hermione sempre foi apaixonada por Harry e vendo-o com ela causava-lhe muita dor.
Ela estava sentada em um de seus locais favoritos, sobre o gramado verde e úmido do orvalho, embaixo de uma árvore com folhas brilhantes e belas flores, à frente do lago da lula gigante.
Ela estava parada ali, contemplando sozinha o tempo passar, estava pensando como seria bom se ela fosse a namorada de Harry ao invés de Cho...
"Ah - pensava ela - porque ele não me pega em seus braços fortemente e me beija calorosamente, me deixando sem ar... Por Merlim Hermione! Você já estava pensando naquele beijo de novo! Ele não significou nada pra você, nada!
- Pensando em mim?
- Ahh! - Hermione leva um susto e vira-se para ver quem era - Por Merlim Malfoy, porque eu pensaria em você?
- Não sei, talvez porque você não conseguiu esquecer o beijo de ontem ou porque quem você gosta não te quer!
- Você não sabe nada sobre isso.
- Sei sim, ou você acha que eu não sei que você gosta do Potter - ironizou ele olhando fixo nos olhos dela.
- Você não sabe o que está dizendo Malfoy - retorquiu.
- Será? Será que não sei? Ou vai negar que você sempre gostou dele, mesmo quando namorava o Krum, vai negar que sempre o observava de longe quando ele não estava olhando, vai negar que no ano passado torcia para ele não namorar a Chang e ficou tão magoada quando soube que o Potter a tinha beijado, vai negar?
- Parece que você tem me observado bastando nos últimos seis anos... Vai negar?
Draco levou um susto, não esperava que a garota dissesse isso, ele se aproximou sentando ao seu lado.
- Não - disse ele - não vou negar.
Hermione também se assustou com que ele dissera, mas se assustou mais quando o viu chegar bem perto de si, colocando suas mãos em sua cintura e a beijando.
Hermione fechou os olhos lentamente, se entregando ao beijo meio ressentida no começo, mas aos poucos, se entregando completamente, ela não entendia porque estava fazendo isso se o detestava e se amava Harry, mas a garota não queria parar de beija-lo e não parou, os dois estavam calorosamente absorvidos naquele beijo que não perceberam quando começou a chover, só perceberam quando estavam completamente molhados e se afastaram.
Hermione corou furiosamente e Draco sorria.
- Não vai dizer que você ta com vergonha Granger.
- É claro que não. É melhor sairmos daqui.
Draco tirou de suas costas sua capa preta com o emblema da Sonserina e ia colocar nela...
- Não precisa! - exclamou Hermione.
Ela tirou de sua mochila a sua capa, a vestiu e deixou bem a mostra o emblema da Grifinória e os dois entraram no castelo. Hermione foi para o dormitório e Draco voltou a árvore, tirou seu canivete e talhou algo.
No dia seguinte, Harry, Rony e Hermione tinham acabado de sair da ultima aula do dia, pois a aula seguinte seria de Quadribol, mas o estádio estava cheio de gnomos.
Harry não havia falado direito o dia inteiro com Hermione e ela não sabia o porque, eles haviam acabado de chegar no local quando...
- Olha Harry - comentou Rony - parece que uma de suas admiradoras descobriu o nosso local. Venha vê Harry, talhado aqui na árvore um coração com as letras D e H. deve ser o nome da menina que começa com D e Harry.
- Ou não - retorquiu Harry - pode ser H de Hermione - falou fitando a garota - a propósito com quem que você estava aqui Hermione?
A menina sentiu-se gelar.
- Então? - continuou Harry - com quem que eu lhe vi ontem?
- Ah... Ontem?... Com ninguém... Acho que você deve ter se enganado, deve ter visto outra pessoa.
- É, devo ter visto sim.
- Eu já vou - disse Rony se afastando.
- Eu também - falou Harry - até mais Mione - despediu-se beijando demoradamente o rosto da menina, bem próximo aos seus lábios.
Ele se foi, ela sentou-se e começou a pensar em tudo que acontecera, chorando bastante.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.