FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. PARTE I. Virtue


Fic: Born For This - Scorpius e Rose - COMPLETA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________



BORN FOR THIS


 











Capítulo 1. Virtue









Eu sempre odiei Sapos de Chocolates. Embora soubesse a inutilidade de desejar algo parecido, toda vez que alguém perto de mim abria a figurinha de um bruxo, eu queria ter a sorte de tirar a do meu pai. Sempre queria, secretamente, ter aquela sorte que Albus Severus estava enjoado de ter, já que tal cena repetia-se há anos para ele.


– Ah, meu pai de novo – ouvi Albus bufar ao meu lado no compartimento. – Será que nunca vai sair uma Lorena Palmer? – ele reclamou. Era obcecado pela goleira das Harpias de Holyhead. Enquanto mastigava o sapo de chocolate branco, ofereceu o terceiro pacote a mim. – Quer um?


– Não – falei, olhando pela janela. – Sempre detestei essas coisas.


Albus ofegou como se eu tivesse ofendido ele.


– O quê? – percebeu que eu não estava brincando. – Por que detesta Sapos de Chocolates? Você é maluco?


Porque não fabricam figurinhas do meu pai? Isso ia soar infantil, então fiquei satisfeito que Albus nunca perguntasse as coisas com a intenção de receber alguma resposta. Ele guardou a figurinha do seu pai no bolso, garantindo dinheiro para Hogsmeade, porque sempre tinha alguém que pagava para ter uma do Harry Potter.


A porta do compartimento se abriu e não deu tempo de falarmos outra coisa, porque Rose Weasley apareceu, já com suas vestes da Corvinal e os cabelos ruivos presos em um coque frouxo. Eu me permiti virar o rosto, quando ela disse:


– Estão nos chamando, Malfoy.


Penélope, minha gata, pulou do meu colo para eu levantar. Ela saiu desfilando pelo corredor do trem enquanto eu acompanhava Rose até a cabine dos monitores.


– Ela não vai fugir? – perguntou, olhando para trás, onde Penélope havia desaparecido de vista.


– Não sei por que ela fugiria – respondi. – Dou comida a ela, não é mesmo? E estamos no trem. Penélope não é tão depressiva a ponto de tentar se matar ou algo assim.


Rose levantou o canto dos lábios, admitindo um sorriso com essa resposta irônica, e entrou primeiro que eu na cabine, já que era mais animada com essa idéia de ser monitora. Eu nunca tive vontade de ser monitor, muito menos disposição, já que isso podia excluir meu tempo de cochilo que eu reservava para sexta-feira à tarde. Eu não me lembrava de ter feito alguma coisa extraordinária para ser nomeado monitor da Sonserina. Nem me lembrava de ter desejado tal coisa. Mas desde que eu recebi o distintivo pelo correio e minha mãe pareceu nunca tão antes orgulhosa, eu percebi que não devia sentir vergonha por isso.


Mesmo assim, a idéia de ter que ficar fazendo ronda por aí não me era assim tão boa. Ainda sendo Amber Davis a garota da Sonserina com quem eu dividiria o posto de monitor, acreditava que a última coisa que iríamos fazer nas rondas pelo castelo seria ralhar com criancinhas idiotas, sendo que havia coisas mais interessantes para serem feitas em corredores escuros e vazios.


Sentei justamente ao lado de Amber, de propósito, e sorri para ela que, ao notar, encostou-se mais em mim, com o braço tocando o meu.


– Boas férias, Scorpius? – perguntou Amber erguendo a sobrancelha de um jeito que, de algum modo, me atraía.


– Melhores impossíveis – respondi, espreguiçando-me. Quando fiz isso, aproveitei e coloquei um braço ao redor do seu ombro, encostando-me no sofá do compartimento. Ela não reclamou, o que me deixou satisfeito.


Enquanto isso eu olhei para o pessoal que estava ali. Além de Rose, que eu conhecia, seu colega Andrew Smith dizia o quanto estava tão animado e ansioso para eles trabalharem juntos, com aquele tom de voz que dava a entender que ele não tinha fôlego. Eu só não caçoei descaradamente, porque Rose era uma amiga. Andrew era o tipo de cara que as garotas geralmente evitavam, não porque ele era perigoso, mas porque era estranho e gostava de conversar com as pessoas colocando o rosto a exatos cinco centímetros de distância delas. Rose, embora educada, não era exceção entre essas garotas, e quando viu que eu estava tentando não dar risada, cruzou os braços e ficou esperando Tyler Scott dar as orientações, calada, ignorando Andrew como se ele fosse uma mosca.


No outro lado do compartimento estavam John Harrison e sua namorada Mia McNamara, ambos da Lufa-Lufa. O outro casal era da Grifinória, Lysander Scamender e Roxanne Weasley, mas esses eram só amigos. Os dois não paravam de falar sobre a nova matéria do Profeta Diário, e a garota discutia tão alto que Scott teve de mandá-la calar a boca.


– Desculpe – pediram sinceramente, mas depois que Scott virou o rosto para mim e para Amber, eles ficaram dando risadinhas nas suas costas.


– Bem, pessoal – começou Scott, sempre sério e chato, como se nunca aprovasse alguma coisa. – Antigamente nós deixávamos os monitores de uma mesma casa fazerem rondas juntos, mas nós vamos mudar os métodos esse ano.


Os “nós” dele soavam “eu”.


– Agora teremos que andar colados? – perguntou Amber, abrindo um sorriso naturalmente malicioso. Coloquei seus cabelos lisos e loiros atrás de seu ombro fino enquanto ela encostava mais em mim, aprovando tal pensamento.


– Não – ele disse secamente. – Agora eu escolherei os pares.


Acho que nunca fiquei tão revoltado, mas ninguém ganhava uma discussão com Scott, então nem tentei argumentar também. No fundo, o cara tinha razão. Lembrava que quando dois monitores namoravam e faziam rondas juntos, não havia trabalho nenhum. Pelo visto, McGonagall não andava muito satisfeita com os casais de Hogwarts e seus serviços.


– Harrison vai fazer ronda com Weasley.


Scott estava encarando Roxanne, e não Rose. A garota e Harrison tocaram as mãos. Ela se dava bem com todo mundo.


– Prometo não roubá-lo de você, Mia – disse e as duas riram. Mas até o final do ano eu podia jurar que veria os dois se agarrando em algum canto. Era sempre assim.


Scott continuou.


– Scamander e McNamara.


Ambos acenaram, timidamente.


Antes mesmo de Scott continuar ditando os pares, eu e Rose nos entreolhamos e Amber ficou parada olhando Andrew como se tivesse acabado de descobrir que seu guarda-roupa havia sido queimado.


– Os únicos que sobraram foram Davis e Smith – disse Scott, e eu senti Amber estremecer ao meu lado. – E Weasley e Malfoy.


Rose ia me dizer alguma coisa, mas Amber me encarou revoltada, batendo na minha coxa.


– Scorpius! Faça alguma coisa! Eu não vou fazer ronda com ele – disse Amber. – Ou eu não faço ou eu simplesmente não vou mais ser monitora.


– Ótimo, então tire o distintivo – retrucou Scott. Amber olhou para ele com desprezo, mas não tirou o distintivo. – Muito bem. Quem não quiser desistir, vou dar ao representante de cada dupla um papel sobre os horários das rondas e o corredor em que vocês vão trabalhar em cada dia.


Rose se autodenominou representante da dupla quando estendeu a mão para Scott e recebeu o pergaminho. Ela não me entregou o papel para eu dar uma olhada. Amber saiu dali antes que Andrew tentasse se aproximar dela. Depois que todos estavam cientes de suas tarefas, Scott começou a dizer a importância de ser monitor. Foi o discurso mais chato que eu já ouvira, mas fiquei até o fim, fingindo ter entendido tudo.


A única coisa que entendi e fiquei interessado foi que ser monitor auxiliava na pontuação dos testes dos N.O.M’s, que íamos prestar naquele ano.


Rose bateu o pergaminho de regras no meu peito quando saímos dali, largando-o comigo antes de começar a se afastar pelo corredor.


Oh, merda, ia ser numa sexta-feira!


– Temos que fazer isso numa sexta-feira mesmo? – eu reclamei.


– Não, você não é obrigado – Rose disse sensata, e eu parei de reclamar quando ela entrou no compartimento com suas outras amigas.


Eu podia ser um pouco preguiçoso, mas cumpria com alguns deveres. Além disso, me lembrei de como minha mãe ficara tão feliz quando recebi o distintivo. Não foi apenas a felicidade, foi o orgulho dela. Eu a ouvira comentando com meu pai sobre isso, e ele também havia ficado admirado que tivessem nomeado um Malfoy, sendo que tinha um Potter na concorrência.


Albus Severus. O tal filho do Eleito e da melhor apanhadora que as Harpias de Holyhead já tiveram. Irmão do garoto mais popular do castelo. Primo legítimo da garota mais inteligente de Hogwarts, e por aí vai. Agora era, simplesmente, a ovelha negra da família. Ou melhor, o sonserino da família. Albus tinha medo de ser uma decepção, mas, querendo ou não, acabou sendo muito diferente do que os professores obviamente esperavam dele.


Poções era a única matéria que salvava suas notas.  Não que Albus fosse vagabundo – Rose Weasley jamais o deixaria ser – ele apenas se distraía com qualquer coisa. Alguns professores diziam que ele sofria de déficit de atenção, por isso não era tão espetacular em Defesa Contra as Artes das Trevas, mas eu considerava esse apenas um modo educado de dizerem que Albus Severus Potter não tinha nada a ver com o pai nesse quesito.


Uma vez sugeri, mesmo brincando, para que ele nascesse de novo, porque veio com defeito. Mas curiosamente ele nunca tentou mudar o que era só porque as pessoas queriam que ele fosse de tal jeito. Mesmo assim, não tinha uma pessoa que o odiava naquela escola.


Nunca entendi exatamente porque ele não virou o monitor. Talvez fosse simplesmente o fato de Albus quase nunca entrar na biblioteca, enquanto eu aproveitava sempre para fazer uma visita. Ou porque Albus aprovava muitas coisas que as autoridades não aprovavam, ou porque minhas notas eram melhores que a dele.


– E então, como foi lá com os monitores? Você vai fazer ronda com a Amber? – perguntou Al, sem muito interesse, mas perguntando apenas por consideração. Quando entrei, eu o vi abrindo mais um sapo de chocolate exasperadamente. Ainda não havia saído Lorena Palmer em nenhuma das figurinhas e, pelo que eu conhecia dele, não ia parar de comprar até que saísse pelo menos uma daquela mulher.


– Não. Scott mudou o funcionamento das duplas.


– Quem é a sua dupla então?


– Rose.


Albus finalmente tirou a atenção do sapo e olhou para mim.


– Cara, você vai ter que levar isso a sério – ele pediu, mastigando o chocolate.


– Eu sei. – Mas estranhei o tom de voz dele. Como se eu tivesse falado que ia prestar os N.I.E.M’s naquela noite.


– Não, sério mesmo, Scorpius. O sonho da Rose sempre foi ser monitora. Ela berrou quando recebeu o distintivo. Você não vai querer atrapalhar o sonho dela, porque ela quer isso desde que esteve no útero da minha tia.


– Eu não vou atrapalhar – pareci sossegado.


– Mas você ainda parece um idiota com esse distintivo – caçoou, olhando para o meu peito, e eu agradeci por ele ter feito isso, assim não teríamos disputa. Albus não parecia ressentido por não ter sido nomeado. Na verdade, até estava aliviado por não estar fazendo parte daquilo. Albus não era o que podíamos considerar de responsável, desde que estava sempre tentando sair à noite depois do toque de recolher.


Nos primeiros anos achavam que se você era um Potter, você deveria ser o melhor, e fiquei satisfeito por notar que aquele senso comum poderia estar mudando. Não que Potter desmerecesse méritos – ele era querido pelos professores e todo mundo gostava dele, além de ser um excelente apanhador –, mas ele mesmo era pressionado para ser o melhor, sendo que admitia não ter nada de incrível em comparação com seus irmãos ou seus pais. Veja só, o filho do tal Potter era tão normal e estranho quanto Andrew Smith. E ele meio que aprendeu a se contentar com isso. As outras pessoas também.


Ter sido nomeado foi como se eu estivesse tendo acessos a coisas que nunca teria se tudo fosse considerado em meu sobrenome. Meu pai sempre me avisou que algumas pessoas não seriam piedosas. Dizia que nossa família foi um deslize infeliz no tempo mais negro da história e que não eram esquecidos. Quando entrei em Hogwarts, tudo o que tentei fazer foi apenas não dar motivos para ser ainda mais desprezado. Quando alguém tem uma coisa na cabeça, recusava-se a mudar de opinião. Mas o fato de eu ter virado um monitor soava como se eu tivesse sido um pouco reconhecido.


Embora eu não fosse muito animado com essa idéia de monitorar os alunos, aquele quinto ano teria sido completamente diferente se ocorresse o contrário. Não digo apenas sobre reconhecimento. Também falo sobre algumas simples conseqüências.


Certo, nem tão simples assim, já que ela era ruiva. E tinha o sobrenome que meu pai tentava ao máximo evitar ouvir durante a janta.


 


 


 


Começando aqui o primeiro capítulo de “Born For This”, um spin-off de Money Honey (minha fic sobre Astoria e Draco, leiam! Mas se não quiserem ler, se o shipper não lhe agradar, tudo bem, não vai prejudicar o entendimento dessa. É que Money Honey retratou a infância de Scorpius, caso se interessarem em entender a personalidade dele.)


O Albus não será um Albus muito típico. Mas é essa a intenção. Eu o imagino um garoto bom, mas que tem seus defeitos. Que é “diferente” do esperado. Acho que foi a única forma que encontrei para justificar a amizade entre ele e Scorpius, que terá muita importância na fic (além de outras pessoas, né!)


Tudo começa para Scorpius no quinto ano depois de ser nomeado Monitor, então é aqui que começaremos a conhecer a vida dele. Mas teremos lembranças dos anos anteriores enquanto seguimos em frente!


Espero que tenham curtido o primeiro capítulo.


Querem mais? Comentem!


Sobre a classificação da fic: Como estamos retratando a adolescência das personagens, a classifação inicial será entre 16 e 17. Mas pode ser que mude, porque, hum, alguns me conhecem de Money Honey. SAHIASUHAUAHUA


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 20

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por REJI em 11/03/2012

Olá, leitora nova na área. Adorei o resumo da sua fic e vou acompanhá-la, mesmo percebendo que terei que correr para ficar em dia! Bom, sobre o primeiro capítulo, achei muito legal essa ideia de trocar os monitores, já que a escola tem objetivo de fazer o maior número de amizades possível, não é mesmo? Ok, estou sendo irônica e já comecei a torcer para Rose e Scorpius ficarem juntos em alguma dessas rondas, e que ele mande essa Amber pras cucuias kkkk ok, já estou exagerando, mas logo você se acostuma comigo. Rose corvinal e Alvo sonserino? Apesar de nunca ter ligo fics com esses dois em casas que não fossem a Grifinória, estou morrendo de curiosidade de saber o que acontecerá daqui adiante. Beijokas.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 09/10/2011

Gostei Muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Victoire Weasley Lupin em 14/09/2011

amei , realmente muito bom parabéns , esperando o próximo capitulo . bjjs

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jô Weasley Potter em 14/09/2011

Gostei. Mais.

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lara Weasley Malfoy em 14/09/2011

Posta o próximo capítulo logoooooo :3

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por J. Malfoy em 14/09/2011

E cá estou eu, ainda com lágrimas nos olhos depois de ler o fim de Money Honey, extremamente feliz com a continuação. Está tudo perfeito, mais do que eu esperava. Adorei o seu Albus "não perfeito", a amizade dele e com o Scorpius sempre foi uma coisa que eu imaginei. Rose parece incrível!

Ansiando desesperadamente por novos capítulos, daqueles bem grandes ;D

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Amanda Prado em 13/09/2011

Adorei, R/S é um dos meus casais prediletos, e amei o jeito como você construiu as coisas, por exemplo a personalidade de Albus, enfim vou passar aqui sempre pra ver se vc postou, então não me deixe mais ansiosa do que eu ja estou e posta rapidinho por favooor. bjo bjo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por V.M Fox em 12/09/2011

OMG, quase tiveum troço quando vi que ia ter continuação. Esse cap, assim como todos de Money Honey, ficou perfeito. Ansiosa pelo proximo :)

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por nathália luiza em 11/09/2011

Mais uma vez vc nos dando esse presenteeee!!!!
Linda Continuaçãooo não deixe de postar e por favor continue fazendo mais fics de astoria e draco
Beiijos

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Felipe S. em 10/09/2011

Como sempre, capítulo incrível!

Eu imaginava uma continuação completamente diferente, um ciclo de amizade totalmente alternativo a esse, contudo, como sempre, você me surpreendeu positivamente!

Temos uma amizade entre Albus e Scorpius, além de uma obsessão de Rose: monitoria. Incrível como você surpreende até nas pequenas coisas, como um simples sonho de criança.

Pokerwell, muito obrigado pela continuação! o//

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mily McKinnon em 10/09/2011

OMG pense na cara de felicidade que eu fiz quando descobri que VOCÊ é a autora de Intenção Cruel e Money Honey HUAHAHUAHHA gente, eu li a primeira fic de R/S todinha *___* mas não lembro se comentei, pq sou velha e esquecida =B KKKKKKKKKKKKKK -n

Ontem eu estava lendo "Money Honey" na maior empolgação, daí hj vi seu comentário na minha fic e pensei "tenho certeza já vi esse nome em algum lugar..." Qdo cliquei no seu nome e dei de cara com as fics fiquei tipo: "GEEEEEENTE, É O DESTINO" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Ain, deixa eu parar de falar demais u.u kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu AMEI o capítulo, ok!? Quero logo o segundo *____* Ainda tô lendo Money Honey, mas tenha certeza que vou acompanhar essa tbm. Adoro R/S. É o meu shipper favorito (mas acho que isso vc já notou HAUHAUAUHAUHA)

Deixa eu ir, pq esse comentário ficou gigante e eu sempre falo demais qdo tá de madrugada e eu to meio tapada por causa do sono KKKKKKKKKKKKK

Pooooste logo, ok?!

Xoxo ;****

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por barbara aguiar azevedo em 08/09/2011

QUASE MORRI.
Uma das minhas autoras favoritas está escrevendo sobre meu casal favoritooo!!!
MUITO FODA!

Vamos a fic:
Capitulo ótimo.
Gostei que vc não colocou a Rose na Grifinória... pq eu acho que ela, como o  Alvo, não qria ser igual aos pais, então ponto pra vc.
Alvo bem diferente do que eu pensei, apesar de que eu acho que ele faz sucesso com a mulherada, mas ainda é mtuuu novo pra isso.
veremos como será o relacionamento Scorpius e Rose.
Beijos ee poste LOGO!!!
B.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lívia G. em 07/09/2011

Eu concordo com a Mariana Bortoletti: não deu nem tempo de sentir saudades! Mas assim que é bom, hahahaha. Cara, eu adoro quando fazem o Albus diferente, de verdade. Ele não é o Harry, não tem que ser herói também. E a Rose... bom, Rose é a nossa cdf predileta, né? Só perde pra Hermione, hahaha. Já to esperando o segundo capítulo :)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por MarianaBortoletti em 07/09/2011

Oi Pokerwell, nem deu tempo de sentir muita saudade, então. Ai, como eu adoro essa tua narrativa, simples e perfeita, sem mil coisas para encher ela de pompa. Adoro, mesmo. Fiquei muito feliz quando vi a continuação, muito mesmo, eu achei que fosse demorar mais e estava tentando me distrair com outras fics rsrsrs...

Sobre o capítulo, a fic, as personagens? Amei tudo. Não falo do Scorpius, porque eu já amava ele em Money Honey e aqui, mais ainda, porque ele cresceu, amadureceu! A Rose, eu tenho certeza de que vou amar, porque não tem como não amar a Rose, mas uma coisa que vai me deixar louca até o final é a cor do cabelo dela. Eu sei que no filme apareceu ruivo e se apareceu na midia que era ruivo, é mundial e certo, mas eu não consigo enxergar a Rose ruiva, acho que é fixação por um Weasley de cabelo escuro além do Albus.

E falando em Albus, gostei dele, contrariando tudo o que eu penso do Albus. Adoreii, quero mais!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Carolzinha Gregol em 07/09/2011

Estava morrendo de saudades já *-* nossa, eu gostei desse Albus (: a Rose é uma fofa e o Scorpius e a Rose na mesma ronda? isso não vai dar coisa muito boa não hahahaha não demora não *-* já estou adorando poxa.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mohrod em 07/09/2011

*-* amei... e esse final .... o suspense sobre a rose! huehuheuheuhe gostei do jeito como você retratou o alvo... alguém que te suas qualidades e defeitos, que como o harry, é simplesmente normal. (: e a rose... ser monitora desde o putero da hermione! kkkkkkkkkkkkkk adorei. de verdade. posta logo. beijinhos.

 ahh, tava com muuuita saudade de ler suas fics! *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Fernanda.M em 07/09/2011

Ja estava com saudades de você!

De ler sua fanfic..fiquei hiper feliz quando você decidiu escrever a continuação e que esta muito boa.. serio você escreve suuper bem... é muito gostosa a leitura de suas fanfics..

Esperando ANSIOSAMENTE pelo próximo cap.

Beijos...

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Louyse Malfoy em 07/09/2011

Incrível. Depois de um final um tanto comovente, você conseguiu resurgir com as dúvidas, novidades e momentos surpreendentes! Adorei o Albus que você criou, e sem falar da Rosa estar na Corvinal, muito original! Parabéns mais uma vez.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Karina. em 07/09/2011

Quase fiquei louca quando vi que tinha a continuação!
Perfeito, é claro, como todos os capítulos de money honey.
Já estou louca para o próximo *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por lela oliveira em 07/09/2011

adorei vc ter feito uma sequencia sobre a vida de scorpius!!!!!!!!!!!! li a money honey e foi uma das fics mais maduras e bem construidas q li. aguardo os proximos capitulos!!!!!!!!!! foi muito bom para o 1° capitulo. abraços. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.