FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. No obscuro da floresta...


Fic: Meu segundo amor !


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Gente a fic termina aqui, mas se vcs quiserem continuacao COMENTEM!!!!!! :)



Draco perguntou o que houve, Hermione contou todo o ocorrido enquanto o curava, o que estava demorando, principalmente sua perna esquerda que estava torcida, mas no final tudo ficou bem.
- Você não devia ter vindo – falou Draco.
- Quem não devia ter vindo é você – retorquiu Hermione curando um corte perto dos lábios de Draco.
- Devia... – ele gemeu um pouco e se afastou.
- Calma Draco, vai já passar.
Ela curou o ferimento, seus olhos se encontraram, ele se aproximou, seus rostos estavam a milímetros de distância que um podia ouvir os batimentos cardíacos do outro. A menina não resistiu e se entregou ao beijo que estava sendo proposto.
- Não, eu não posso – disse se afastando – eu sempre tive certeza que amava o Harry, e agora, eu não sei o que ta acontecendo comigo!
- Hermione você tem certeza do que sente pelo Potter?
- Não.
- Então porque diabos terminou comigo?
- Achei que eu não gostava de você, que fosse só atração.
- E você gosta?
- Gosto e muito.
- A única coisa que eu posso te dizer, é para você pensar bem, mas se você escolher o Potter, não se arrependa, porque eu esperarei a vida inteira por você.
Hermione fez gesto de sim com a cabeça, depois retirou sua varinha e conjurou uma simples barraca, eles adormeceram, um sobre o outro, meia hora depois Hermione acordou pensando se Harry e Rony estariam bem, ela estava deitada sobre o peito de Draco, inclinou um pouco a cabeça e ficou olhando-o dormir, enquadrou seu olhar em seus olhos fechados, depois em sua boca rosada, quando voltou a olhar para os olhos, percebeu que estavam abertos, olhando profundamente nos seus.
Ele a beijou, Draco a beijava com intensidade e a apertava pela cintura, ela também correspondia ao beijo Ele tirou a blusa da menina e continuou a beija-la até que parou.
- O que foi Draco?
- Eu quero te fazer uma pergunta... Você já transou com o Potter?
- Não, você foi o único.
Ela começou a desabotoar a calça dele, pois ele estava sem camisa, depois retirou sua saia e se sentou na coxa do rapaz enquanto o beijava, não pode deixar de sentir um certo volume dentre as pernas do garoto.
Começou beijando sua boca, depois beijava seu sedoso pescoço. Draco estava ficando louco, ela sussurrou em seu ouvido.
- Sou toda sua.
Era tudo que Draco precisava ouvir, ele tirou o sutiã da menina e começou a beijar aqueles seios mimosos, ela estava de pernas abertas e ele dentre elas. Enquanto a beijava fazia movimentos que a deixavam com prazer, quando acho que já estava na hora, Draco retirou a cueca para a penetração, quando fez seu primeiro movimento, ouviu-a soltar um gemido prazeroso, ele começava a aumentar o ritmo e ela trançara as pernas em volta dele, ele a reprimia contra seu corpo, ela fazia o mesmo e encravava as unhas nas costas do rapaz, fazia movimentos que ela própria não sabia que podia fazer. Draco se movimentava tão rápido, mais tão rápido que seu corpo inteiro estava deliciosamente coberto de suor, até que finalmente os dois soltaram um gemido de alívio e deram um ultimo selinho.
- Nossa! – exclamou Draco.
- O que foi?
- Mi, você mudou hein!
- Pra melhor?
- Com certeza! Me lembro como você tinha vergonha.
- Mas eu tenho vergonha, é que você tava me deixando doida!
- Você também, ta vendo como agente comina!
Hermione lembrou-se de Harry, realmente não sabia o que fazer e para disfarçar começou logo a se vestir, o que foi uma coisa boa, pois minutos depois Hagrid chegou lá para busca-los instruído por Harry que se encontrava na ala hospitalar.
Chegando no castelo Hermione foi tomar banho e Draco para a ala hospitalar, pois os feitiços que Hermione lançou eram temporário.
No outro dia ela levantou bem cedo para ir visitar-los, quando entrou na ala hospitalar...
- Mione você veio me ver! – exclamou Harry.
- É obvio que não, ela veio me vê Potter.
- Você ta doido.
- Mione me tira daqui o Potter ta me deixando maluco!
- Mione? Mione? Que intimidade é essa com a minha namorada Malfoy?
- Sua namorada? Quem disse que ela é sua namorada?
- Eu! Eu digo que ela é! – retorquiu Harry.
- Quem tem que decidir isso é ela e não você!
- Você que não tem que se meter na nossa vida! Se você não percebeu? Você ta sobrando!
- Você que veio se meter no nosso relacionamento Potter!
- Mione diz pro Malfoy que você ta comigo!
- Ai parem! Eu não agüento mais! – gritou Hermione – eu vim aqui preocupada com vocês e vocês querem me deixar maluca, sabem de uma coisa? FUI!
- A culpa é toda sua Potter!
- Minha? É você que fica se metendo com a minha namorada.
- Então é verdade? – disse Cho que acabara de chegar na porta – você ta mesmo namorando Hermione Granger? E quando agente namorava ainda me dizia que eu não deveria ter ciúmes dela que ela não significava absolutamente nada para você, mas você me enganou, assim como deve está enganando ela também.
- Cho! Cho! – gritou Harry – Cho volta aqui! Não é nada do que você pensando! Cho! Cho!
- A Mione não ia gostar nada de te vê falando desse jeito Potter.
- É melhor você ficar na sua.

Dois dias depois Hermione estava estupidamente feliz, pois Draco e Harry já haviam saído da ala hospitalar, e era realmente revoltante ter que visitá-los, pois estavam sempre discutindo...
Lá estava ela, deitada a frente da lareira do salão de inverno, lá fora nevava bastante, o salão estava deserto, pois era muito tarde e provavelmente ela era a única pessoa acordada em todo o castelo, estava quase adormecendo quando...
- Olá Mione – falou aquela voz fria.
- Draco! O que você ta fazendo aqui? Anda me seguindo?
- Não – respondeu ele com um sorriso – e você anda lendo meus pensamentos?
- Não, você queria que eu o fizesse?
- Talvez sim – disse Draco se aproximando, colocando suas mãos na cintura dela e...
- O que está acontecendo aqui?
Harry acabara de chegar.
- Mione o que você faz aqui? Com ele? E vestidos desse jeito!
Draco usava um fino pijama, provavelmente da melhor e cara seda, Harry apenas uma camisola branca, que dava forma ao seu corpo.
- Potter você tem que tomar mais cuidado, você poderia ter nos pego... Sem roupas!- ironizou Draco.
- O que você quer dizer com isso Malfoy?
- Pense o que quiser!
- É melhor você se afastar da minha namorada!
- Da minha namorada! Da minha namorada! – debochou Draco – ela não é sua namorada.
- Claro que é, vamos Mione, diga a ele, diga que você é minha namorada e que é para ele se mandar porque ta sobrando.
- Eu não vou embora pra você agarra-la assim que eu sair, e eu estava aqui primeiro, você que veio meter o nariz onde não deve. Já basta eu ter tido que te aturar na ala hospitalar! Acho até que você está tendo uma queda por mim, não pára de me seguir, mas você não faz o meu tipo!
- É, o seu tipo é a namorada dos outros!
- Eu não tenho que te aturar! Vamos Mione! – disse Draco lentamente a palavra Mione, e puxando a menina pelo braço.
- Ela não vai com você a lugar nenhum – disse Harry puxando-a pelo outro braço – ela vai comigo!
- Não! Comigo!
- Comigo!
- Comigo!
- Comigo!
- Comigo!
- Comigo!
- Mione, diga com quem você quer ir – perguntou Harry.
- Com nenhum dos dois, está tarde e eu vou dormir.
Os dois a seguiram com os olhos vendo-a desaparecer.
- Está vendo o que você fez Malfoy, sempre consegue estragar tudo seu idiota.
- Idiota é você, quem estragou foi você, nós estávamos muito bem antes de você chegar.
- Garanto que não aconteceu nada a mais do que aconteceu entre nos dois.
- Não aconteceu nada entre vocês Potter.
- Sério?!
- Você está tentando dizer que vocês... transaram?
- Pense o que quiser Malfoy – disse Harry indo embora.

No outro dia ela e Harry estavam conversando.
- Vem – disse ele – quero te mostrar uma coisa.
Harry a levou até uma sala onde havia um certo espelho que ele conhecia muito bem.
- Eu quero que você pense bastante e olhe para esse espelho, depois quero que me procures pra dá a resposta, e saiba que independente de qual for, sempre seremos bons amigos, não se esqueça de todos os momentos que passamos juntos.
Harry se retirou, deixando Hermione lá. Uma hora depois, Hermione encontrou Harry no salão comunal da Grifinória.
- Quero te dar a resposta – falou Hermione.
- O que você decidiu?
- Harry, eu pensei muito em todos os maravilhosos momentos que passamos juntos, você é muito importante pra mim, talvez até mais do que você pensa, e foi por isso que eu escolhi o Draco.
- Não entendi – falou Harry surpreso.
- Harry pensei em tudo no que já vivemos, presenciei várias coisas de sua vida, acho que sou uma das pessoas que te conhecem melhor e sei como você me faz falta quando nós brigamos, também sei que te amo muito, você é o irmão que nunca tive, e não só eu sei como você também sabe que não é de mim que você gosta, quero dizer, eu sei que você também me ama muito, mas também como irmão, nós sabemos que você realmente gosta da Cho.
Harry puxou Hermione e lhe deu um grande abraço.
- Eu te amo Mione.
- Eu também Harry.
- Agora é melhor você ir atrás do Malfoy – falou Harry.
Hermione fez que sim com a cabeça enquanto enxugava suas lágrimas e saiu pelo buraco do retrato.
Ela o procurou pelo colégio inteiro, mas não o encontrou, até que passou por sua cabeça onde ele poderia estar, e lá estava ele, pensativo, sentado a frente do lago no meio do deserto.
- Oi – falou ela sentando ao seu lado.
Draco virou a cabeça e a olhou, mas não falou nada e voltou a admirar o lago. Hermione não pode deixar de notar que seus olhos estavam vermelhos e marejados.
- Eu queria falar com você!
- Estou te ouvindo.
- Porque você ta me tratando assim Draco?
- E como você queria que eu te tratasse? Que passasse o resto da minha vida esperando pela sua boa vontade de decidir se quer ficar comigo ou com o Potter! Cansei! Pode ficar com ele, eu não ligo mais!
- O que eu fiz pra te deixar assim?
- Você mentiu!
- Draco eu nunca menti, você sempre soube que eu gostava do Harry...
- Você disse que não tinha feito sexo com ele!
- E não fiz! Você foi o único que me conheceu.
- Porque eu devo acreditar em você?
- Porque eu te amo!
Draco sentiu empalidecer, parece que uma onda fria entrou por todo seu corpo, ele não acreditava no que acabar de ouvir.
- O que você disse?
- Que te amo, eu acabei de decidir, escolhi você e sabe porque? Percebi que te amo e que você é muito importante pra mim e que realmente sinto muito a sua falta – disse Hermione aos prantos.
Ele pegou seu lenço com o emblema da Sonserina e enxugou as lágrimas da menina.
- Mione estou muito feliz de te ouvir dizer isso, você sabe que és muito importante para mim e me desculpe por ter duvidado de você. Eu... Te amo... Me diz que vai ficar pra sempre comigo...
- Vou! – ela sorriu.
Eles se beijaram.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.