FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

5. Cap. 5 - Acontecimentos part 1


Fic: Eu Grávida Como JL CAP 9 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

CAPITULO 5 – ACONTECIMENTOS


 


Pov. Sirius Black

Eu acordei no meio da noite com uma dor no abdomem e acabei me levantando para tomar água, talvez passe. Foi quando senti algo descendo por meio das minhas pernas.

“Que merda é essa? Acho que estou dormindo ainda”

Acabei desistindo da água e indo para o banheiro, deve ser vontade de fazer “xixi”. Ainda não me acostumei com esse corpo.

Mas não era isso, eu estava sangrando “PQP, VOU MORRER, SOCORRO”. Do meio das minhas atuais áreas intimas saia sangue, muito sangue. Como atualmente durmo no dormitório femino “AMO ISSO”, corri para acorda a pimentinha.

- Lily, pimentinha, tomatinho, porra LILIAN EVANS estou morrendo aqui – Merlin como minha voz está saindo patética parece que estou chorando. Mas deixando claro, que sou homem e homem não chora, só acumula água nos olhos como agora. Totalmente normal, causado pelo sono, nada a ver com medo de morrer. 

AEE A RUIVA ACORDOU

- O que foi Sirius? Eu quero dormi 

Ela começou a fechar os olhos. D.R.O.G.A. Comecei a sacudir ela. Eu sei que grávidas devem dormi, descansar, mas qual é EU ESTOU SANGRANDO.

- Pimentinha é serio estou sangrando. ME AJUDA.


 


Pov. Lílian Evans 

Eu andava mais cansado que o normal, já estava no equivalente há 4 meses, tive que começar alarga já minhas roupas “ESTOU GORDA”. Mas voltando ao problema atual, eu ainda acordava e corria para banheiro devido o enjôo. Porém com as sacudidas do Sirius foi mesmo do lado da cama, depois peguei a varinha e limpei tudo.

O maroto me olhou com cara de nojo “A culpa foi dele”

- Qual é o motivo do escândalo? 

- Tomatinho eu estou morrendo – revirei os olhos – estou sangrando, estou sentindo dores aqui – ele apontou para o ventre. Eu comecei a rir. Ele acha que vai morrer assim? – Para de rir Evans – “amei isso ele parou com apelidos idiotas” – eu estou morrendo aqui, estou sangrando e não para.

- Six querido esse sangramento é a menstruação – falei como se explicasse a uma criança de 5 anos – e a dor e a famosa cólica. 

- Faz parar Li, eu não quero mais – ele estava quase chorando. Sirius é humano e não uma pedra – AGORA

- Então fica grávida – apontei para minha barriga que atualmente logo, logo não conseguiria mais esconder – agora vêm que eu vou te ensinar algumas coisinhas.


 


Pov. Sirius Black

Absorvente. Poção para cólica – que não funciona para nada. Lembrar de trocar o absorvente com freqüência. Espinhas. Quero voltar a ser homem, isso é um porre.

“Vou matar aquele projeto de professor, azarar alguém, beijar a Lena, incomodar o Pontas”

Essa droga de cólica dói. 



Pov. Marlene Mckinnon


O Six esta um porre hoje. Parecia que estava de TPM, parecia não ele estava. Eu ri. Ele já havia azarado o castelo quase inteiro, me beijou varias vezes “Isso foi muitooo bom”, incomodo o James dizendo que a Lily já tinha barriguinha. Essa que ninguém viu ainda.

Estávamos na hora do jantar, quando vi algo vermelho escorrendo pelas pernas do maroto. Era sangue. Corri até ele e sussurrei no seu ouvido

- Duplinha, está na hora de trocar de absorvente, este está vazando – falei aborrecida. Aquele era meu corpo, minha imagem.

- Que saber Lena. Isso é uma droga – fui obrigada a concorda – Cassei, que vazar que vaze

- Se vazar mais uma vez, te transformo numa Ranhosa nos próximos dez segundos. Dez – ele me encarou desacreditando, transfigurei os cabelos – Nove, Oito, sete 

Pronto. Ele vôo para banheiro e eu arrumei o cabelo.


 


Pov. James Potter

A Lily tinha acabado de contar sobre ajuda da madrugada do Almofadinhas, fazendo todos ri. Do nada a ruiva parou de rir e exclamou:

- Eu quero maça do amor

- Como ? – perguntamos todos os presentes e eu completei – Maça com odor?

- Eu quero maça do amor, e não odor Potter – ela fixou aquelas duas esmeraldas em mim – por favor, por favor, por favor

- Lily pode ser depois? – eu queria muito atender o seu pedido, mas o Sirius vinha descendo as escadas e eu como um bom maroto tinha que rir da cara dele

- Não, eu quero AGORA – “que medo”

- Pontas isso tem cara de desejo de grávida – comentou o Aluado

Eu mereço esse castigo? Nem ri do Almofadinhas. E vou atrás dessa maça do odor. Isso deve ser horrível.


 


1 hora e meia depois ...

Finalmente consegui a maça do odor para Lily. Quase fui pego pela diretora da Grifinória, um monitor sonsariano. E ainda tive que suborna um elfo para ir ao mundo trouxa consegui para mim. Só que em troca tive que fazer os afazeres do elfo, ou seja, lavei muita louça.

Quando cheguei ao salão comunal à ruiva correu pegou a maça que tinha um casca vermelha e dura por fora e comeu tudo rapidamente. Depois de tudo que eu fiz ela nem me agradeceu com um beijinho.

Pov. Lílian Evans

Hoje ia ter jogo de quadribol leões versos cobras. Eu queria usar meu short novo com meia calça e um blusa justinha. Só que tinha um pequeno problema. Primeiro ele não fechava – ele ficava enorme em mim. Segundo a blusa deixava em evidencia a barriga que eu por milagre consigo esconder.

O volume do meu ventre a cada dia que passava aumentava. Corri para o espelho e pude percebe a diferença já presente no meu corpo. Passei de leve a mão naquela ondulação e quase perdi a noção do tempo.

Peguei a varinha, alarguei o short e procurei uma bata pelo quarto. Por enquanto ninguém vai saber dessa nova fase da minha vida.


 


Pov. Alice Fins

Nós estávamos no meio da torcida vermelha. Pedro estava quase fazendo as necessidades fisiológicas número 1 de tanta emoção “TOLO”.

- Olha Lice, lá vem a pimentinha do Sirius – disse a minha dupla

- Mas a Evans não é do Pontas? – perguntou o Pedro. Nós apenas reviramos os olhos e cumprimentamos a Lily.

- Olá gente, desculpa o atraso – foi quando eu percebi algo errado. Eu vou matar essa ruiva – Lice o que houve?

- Desde quando Evans virasse ladra? Essa bata é minha

Estou apenas algumas semanas longe do dormitório e já estão me roubando. A ruiva corou. 

- E que eu não trouxe nenhuma roupa larginha – ela comentou corando ainda mais.

- Para que uma roupa larga?

Confesso. Estou com ciúmes da minha bata. Aquela blusa foi presente do Frank, e eu só usei uma vez. E ficou bem melhor na Lily. Vou me matar.

- E que – ela ficou roxa, atraindo olhares de toda arquibancada – depois eu conto

- Nada disso, pode falar A-G-O-R-A – eu não estou furiosa 

- E para esconder a barriga – sussurrou

Barriga? Não tem ninguém com a barriga mais lisa que a da ruiva a minha frente.

- Que barriga? – perguntou o Aluado. VIU O QUE EU DISSE?

- Ah do efeito da porção - corou de novo

ENTENDI. Ops, acho que exagerei, dei meu melhor sorriso e pensei que logo todos iam saber desse segredinho.


 


Pov. James Potter

- Vamos lá time

Subimos nas vassouras e começou o jogo. 

- (...) Goles na posse da Grifinória. Oh um balaço acertou o artilheiro dos leãos, e as goles estão na posse do Zabine (..)

Eu procurava pelo pombo de ouro. Tinha que achar rapidamente a Sonserina estava vencendo por 20 pontos de diferença. A vantagem não era grande, mas eu não iria correr o risco de perde o campeonato.

Foi quando o vi.



Pov. Lílian Evans

Tive que sair das arquibancadas por causa do enjôo que senti, com cheiro forte de perfume falsificado feminino de uma das fãzinhas dos marotos. 

Estava na ponta do campo de quadribol, quando percebi os apanhadores vindos a minha direção com alta velocidade, para pegar a bolinha dourada na minha frente.

“DROGA”


 


Pov. James Potter

Eu estava tão concentrado no pombo, que demorei a percebe a ruivinha atrás dele. Eu conseguiria frear, mas o outro apanhador não. PENSA JAMES, PENSA. 

Aumentei a velocidade. Podia escutar os balaços chegando perto de nós, e fiz minha decisão. Tirei as mãos do cabo da vassoura, esticando o meu corpo toda para frente. A minha mão segurou a bolinha, mas meus olhos estão fixos no meu real objetivo, tirar a Lily viva dali. 

Um dos balaços quase atingiram meu braço esticado, mas eu já havia pulado emburrando a ruiva pro chão no processo livrando de uma colisão com outro apanhador. 

- Potter pega o pombo de ouro. Vitoria da Grifinória. 

Mas eu não percebi as palmas ou os gritos. Os olhos esverdeados se uniram aos meus olhos. Nada mais importava.

Minhas mãos ganharam vidas próprias uma foi para o chão para livra - lá do meu peso e outra foi para seu rosto. Elas seguiram todas as feições do rosto a minha frente, afastando os cabelos da sua linda face. Meus dedos se detiveram em sua delicada boca.

Meu rosto começou aproximar, meus olhos desviavam doS seus olhos pela sua boca. Eu queria saber o seu sabor.

Foi quando um FDP me levantou para me cumprimentar pelo meu desempenho no jogo. Me livrei rapidamente, mas ela não estava mais lá.

M.E.R.D.A


 


Pov. Sirius Black

Eu queria aproveitar a nossa vitoria em cima daqueles projetos de cobra de um jeito especial. Eu queria “bis” com a Lena.

Quando vi a dona dos pensamentos passando “Apenas os atuais, porque eu não tenho dona. Sou um ser livre, abençoado e super bondoso, por isso fico com varias mulheres para elas desfrutarem do paraíso Sirius Black.

- Sabe Lena, não é seguro andar pelos corredores vazios – ela revirou os olhos – alguém pode aparecer e te agarrar

- Six querido, atualmente tenho 1,90 e muitos músculos, se eu quiser serei eu que vou agarra alguém

- Eu adoraria ser sua vitima – falei me aproximando 

- Foi bom, mas acabou. Passado. Supere

Eu a ignorei e coleios os meus lábios nos delas. Mordi o lábio inferior pedindo passagem que logo foi concedida. Nossas línguas dançavam sexualmente, minhas mãos a puxavam para mais perto, colando nossos corpos.

“A noite estava apenas começando”


 


Pov. Lílian Evans

Eu ainda podia sentir a intensidade daqueles olhos castanhos esverdeados me analisando. Eu ia beijá-lo ao qualquer momento, mais felizmente alguém apareceu e consegui sair de lá.

Não entendi o que tinha acontecido. Parecia só existir nós, mas nada em volta. Queria sentir novamente seus carinhos pelo meu rosto, saber o gosto que ele teria.

“Acho que vou me internar. Estou virando mais tarada que a Lena”

Não fiquei na comemoração, não sabia como reagir agora se olhasse para ele. Era mais seguro subir, antes que eu mandasse a racionalidade dar uma voltinha.

Entrei no banho e deixei a água quente levar qualquer cheiro dele que permanência na minha pele. Minha mão desceu automaticamente ao meu frente, passado as mãos naquela nova ondulação. Pensando em como o aquele garoto de óculos mudou nos últimos meses.


 


Pov. James Potter

A comemoração foi animada. Conseguimos whisky de fofo e muita comida. Mas faltava algo muito importante, que lembrava muito cheiro da ruivinha.

- Procurando pela garota de olhos verdes, James? – perguntou Alice

- Não, não – menti

Aquela garota já dominava grande parte da minha vida sem nenhum esforço. Só não queria pensar sobre isso, não queria dar nome o que eu estou sentindo. Peguei o primeiro copo que vi e virei. A festa tinha que ocorre e nada melhor que eu para animá-la.


 


Cenas fortes!


Pov. Terceira Pessoa – NC – Sala do terceiro andar(Aviso 1: contém cenas fortes quem não goste, não leia. Aviso 2: Marlene é homem, Sirius é mulher)

O maroto estava sentado em cima da mesa do professor, no meio de suas pernas se encontrava a Marlene. O casal se beijava com se mundo fosse acabar ao qualquer estante. Em todos os minutos os beijos ficavam mais ousados, não se limitando apenas aos lábios, vagava pelos pescoços, peito, barriga. 

Os hormônios os dominavam, pele com pele, quase entrelaçados. E o inicio de uma nova experiência iria acontecer.

- Lena, eu vou te mostrar como um homem gosta de ser tocado, amanhã e sua vez querida. 

Pov. Marlene Mckinnon

Senti os lábios do Six, correndo por todo meu peito mordendo, lambendo, beijando. Suas unhas arranhavam de leve meu abdômen definido, chegando cada vez mais perto da parte do meu corpo que mais desejava seu toque.

Aos poucos ele tirou todo o pano que atrapalhava, de um modo lento e sexual. Enlouquecendo-me aos poucos. Suas mãos desceram por “ele” que estava duro e ereto, criaram um ritmo rápido e maravilhoso, me fazendo ofegar e falar palavras sem sentidos.

Os beijos foram descendo até o tocar “ele”, beijando toda sua extensão. Fazendo me arrepiar. Sua língua corri pela minha atual parte intima, me fazendo suspirar. Aos poucos sentir o meu sexo sendo engolindo por aquela boca. Six o mordia, lambia, beijava, chupava.

Eu não agüentava mais e gozei na sua boca, fazendo sorri satisfeito.

- Lena amanhã e sua vez

E saiu pela porta me deixando ainda em estado de êxtase para trás. Fim da cena forte


 


Pov. Remo Lupin

A festa no salão comunal acabou quando a diretora da Grifinória apareceu mandado todos para cama, berrando com James por estar praticamente bêbado 

“O que a falta da ruiva faz”

Como conseqüência, acordamos naquele domingo após o horário do almoço. Outros nem acordaram naquele domingo. 

- Olha lá não é o senhor Potter? – perguntou a menina ao meu lado

Eu me virei e meus olhos focaram no Potter pai que era a cara do James, mas claro mais velho. Ele logo nós viu e venho em nossa direção

- Olá Remo, senhorita Fins. Cadê o James?

- Olá senhor Potter – respondemos juntos, enquanto ele fazia uma careta. Esqueci que ele odeia ser chamado de senhor, segundo o próprio deixava o com cara de vovô – Deve estar dormindo. Mas o que você esta fazendo aqui? – perguntei curioso

Andrew Potter era um maroto nato. E ao contrario da senhora Potter apoiava todas nossas bagunças. 

- Eu e mais alguns aurores iremos ser os novos professores no clube do duelo. 

“Isso vai ser muito interessante”


 


Pov. James Potter

Estava descendo as escadas do dormitório masculino aos saltos, quando eu a vi. Ela estava sentada na poltrona de frente para lareira lendo um livro enorme, seus cabelos se encontravam em uma traça indiana e podia se ver a nova barriguinha. O que por sinal não diminuía nenhum um pouco da sua beleza, talvez até aumentasse.

Isso é estranho, sempre preferi as saradas e agora estou bando em cima de uma grávida. Estou realmente ficando louco. Balancei a cabeça para espantar estes pensamentos e fui sentar do lado da minha ruivinha.

- Bom dia Li

- Boa tarde, você que dizer Potter? 

Eu dei de ombros. É domingo, ontem teve festa e eu bebi só um pouquinho, umas 2 garrafas de whisky de fogo apenas. Estava com sono, tenho que ter meu sono de beleza, como Almofadinhas mesmo diz.

- Li – ela levantou os olhos dos livro e fixou aquelas esmeralda em mim, fazendo meu pobre coração bater mais rápido – eu estava pensando, sabe.. quantos meses você estaria se .. fosse, você sabe real?

Droga. Tenho certeza que além de parecer um idiota, eu ficar gaguejando. Eu estava curioso e sou péssimo com datas, ela não vai ficar braba comigo por não saber né? 

- No inicio do quinto mês, por quê?

“Ela não ficou braba.”

Abri o meu melhor sorriso e respondi


 


- Ah nada não – ela me encarou confusa – sabe Li, eu queria saber se você gostaria de dar uma volta – Qual é? Acorda James! Cadê o seu lado confiante, garanhão? “De férias” – como amigos, se você quiser mais que isso eu topo – ela balançou a cabeça “MERDA” – Então vamos como amigos? Dar uma volta, se divertir? – ela continuo me encarando. Vou começar apelar – Por favor Li, assim conhecemos melhor – agora vou apelar mesmo – Vamos ter um filho, mesmo que não seja real, mas é um filho

Ela continuava me encarando e comecei a corar e pude percebe que não era o único ela também estava vermelhinha. Ela fica tão linda vermelhinha que vê quando esta braba ou envergonhada. 

- Tudo bem Potter – congelei, estou sonhando, Merlin existe – Vamos?

- Vamos vamos 

E comecei a puxar a Lily dali antes que ela mude de ideia.


 


Pov. Lílian Evans

A tarde estava passando numa velocidade gigante. Acabei me divertindo muito ao lado do Potter. Fomos a cozinha, pegamos varias coisas para fazer um piquenique. Demos uma volta no lago, ganhei uma rosa vermelha quando andamos perto das estufas, e acabamos sentados no gramado para ver o sol se por.

Conversamos, rimos, comemos, contamos nossos dramas familiares. Percebi que eu gostava da companhia do maroto. Ele era divertido, animado, tinha um jeito de criança pequena, mas era serio quando os assuntos eram a família e o futuro. 

Fiquei tão surpresa por ele querer ser auror e não uma estrela de quadribol. Ele apenas falou que quadribol era diversão, segundo o próprio queria fazer algo para mundo, e nesse momento de guerra era a profissão mais indicada para que isto ocorra.

Mas era uma atividade perigosa, cheia de riscos. Não sei o porquê, mas tentei o fazer mudar de opinião, apenas de falhar e talvez perceber que sinta, apenas talvez, algo por ele. 

- Lily? Ainda tentando achar algum jeito deu desistir de ser auror? – perguntou com o sorriso maroto. 

- Quem sabe. Isso é muito perigoso Potter – tentei inutilmente colocar juízo na cabeça daquele maroto. Ele apenas riu e eu revirei os olhos. Idiota.


 


--*--

Estávamos sentados no gramado de frente para o lago quando as estrelas começaram a surgi. Minha cabeça estava apoiado no ombro do maroto e seus braços estavam na minha cintura. Eu sabia que estava comentando o maior erro da minha vida, mas não tinha força para me afastar. Ele tinha um perfume viciante, seu abraço me transmitia segurança me deixando aquecida em quanto o tempo começava a esfriar.

- Lírio – revirei os olhos com mais um de seus apelidos – será que posso tocar? – falou o maroto apontando para minha nova barriga.

E sabe o que anta aqui fez? Concordei. E olhava que o jardim estava cheio de gente. A.N.T.A



Pov. Senhor Potter


Os marotos me avisaram na hora do jantar, que o James estava no jardim e fui lá cumprimentar meu filho. Saber como anda o novo garanhão da família, mas claro que ele sempre vai perde para mim. Eu fui o garoto mais cobiçado dos últimos milênios e fiquei com mais gatas que todos os marotos. Mas estou muito bem agora só com a Sarah.

Estava entrando no jardim quando estaquei com a cena que eu vi. O meu filho estava com uma bela ruiva “ISSO AI FILHÃO”, os dois estavam sorrindo enquanto conversavam sobre algo. As mãos do James estavam fazendo carinho na barriga dela, uma barriga de grávida. Ele perguntou algo para ruiva e esta ficou muito vermelha quase roxa.

Então eu o vi levantando a blusa com calma, ainda olhando nós olhos da garota e dando um beijo no ventre da menina, que a cada minuto ganhava uma nova coloração de vermelho. Ele riu e a puxou para um abraço, seus dedos faziam círculos na barriga enquanto olhavam as estrelas.

“droga, DROGA, MERDA. JAMES POTTER SEU IRREPONSAVEL. EU VOU TE MATAR. EU SOU MUITO LINDO E NOVO PARA SER AVÔ”

Corri para avisar a Sarah.

Aqui esta a 1° parte do capitulo até quarta eu posto a segunda e ultima parte 
Obrigada pelos comentarios *-* 
 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Julieta Giucci em 21/11/2011

Sirius menstruado foi a coisa mais cômica que eu já vi!! Muito bom!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Sah Espósito em 04/09/2011

"papai bacana esse né... rsrs tava vendo ele cair duro pra tras....rsrs

 

homem menstruado devia ser exatamente assim mesmo... quase morrendo!

rsrs

 

Adorei o capitulo... continua!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angeline G. McFellou em 03/09/2011

o.O Sirius tem probleminhas?

rsrsr Pensar que ia morrer só por causa de uma menstruação?

rsrsrsr  Muito comédia!

E a Lily começando a se identificar com o James? É tão fofinho..

rsrsrs Meu até que o pai do James reagiu bem a situação!

Eu meio que imaginei ele infartando!!!

rsrsrrs Amei o capítulo, curiosa pela continuação, att assim que der, por favor.

Beijos....

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.