FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Reencontro


Fic: Just like heaven


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Just Like Heaven--Capitulo I--REENCONTRO

Hermione estava aflita na recepção do hospital St. Peter, esperando o médico que estava atendendo a sua mãe, enquanto o seu pai estava no balcão, preenchendo alguns formulários. Logo Richard voltou cabisbaixo. Após alguns minutos de espera um médico o chamou em um canto e conversaram brevemente. Logo ele retornava ao lugar onde Hermione estava.

-E então? – perguntou Hermione quando o pai sentou-se ao seu lado.

-O me disse que ela está medicada, não deve acordar até amanhã... Vou te deixar em casa e voltarei depois de tomar um banho.

-Então tudo bem... São apenas nove horas– Disse Hermione olhando o relógio –Eu vou aproveitar para ir ao Beco São comprar o meu material.

-Ótimo. Vamos?

+++


Hermione chegou em casa tirou os sapatos e se jogou no sofá da sala, estava cansada não havia dormido direito na noite anterior e para piorar sua mãe desmaia em pleno aeroporto. Decidiu descansar um pouco enquanto seu pai tomava banho isso a daria uma estimativa de tempo curta, mas ela não podia ficar muito.
Cerca de meia hora depois ele veio se despedir dela que se encontrava adormecida no sofá. Se despediu do pai e o levou até a porta e assim que ele entrou no carro ela a fechou e se espreguiçou e um pouco mais esperta subiu as escadas e foi para o seu quarto ele estava arrumado e foi fácil encontrar uma roupa. Tomou uma longa ducha quente relaxando seus músculos e mudando a direção dos seus pensamentos para as compras.
Ela se enrolou em uma toalha e foi para o seu quarto, que ficava em frente ao banheiro, sentou na cama e abriu a gaveta de seu pequeno criado-mudo e pegou a lista de materiais de Hogwarts após revê-la minuciosamente para saber o que ela já tinha ou o que era necessário repor ou comprar de novo se vestiu e aparatou no Caldeirão Furado.
Chegando lá encontrou Tom, o dono do bar que no momento atendia a duas bruxas e acenou quando ela passou. Hermione tirou sua varinha do bolso do casaco e foi para os fundos do bar. Depois de alguns segundos estava no Beco Diagonal. Muitas lojas ainda estavam fechadas, algumas pareciam que não abriam há semanas e outras abriam aos poucos. Estava tudo tão diferente, o local havia perdido aquela alegria que as compras promovem nas pessoas elas só andavam em e faziam o máximo pra não demorar muito e Hermione sentiu medo por esta sozinha. Como o movimento estava fraco logo ela comprou seu material rapidamente, pensou em fazer uma visita aos gêmeos Weasley, mas não parecia uma boa idéia, então voltou para casa.
Quando chegou encontrou um bilhete de seu pai:

Mione,

Sua mãe está melhor, mas vai ter que ficar internada por uns dias para fazer alguns exames. Passei em casa e peguei roupas e dinheiro, pretendo ficar por aqui até que ela volte para casa. Sugiro que você arrume suas coisas e se hospede no Beco, pois não pretendo passar em casa e pode faltar alguma coisa.

Te amo, Richard.


Hermione relaxou, sua mãe estava melhor. Resolveu seguir a sugestão do pai, e enviou uma carta a Harry e Rony, avisando que estaria no Caldeirão Furado nos últimos dias de férias e pedindo que eles fossem encontrá-la o mais breve possível. Seria ótimo poder me divertir um pouco nessas férias conturbadas. Estava ansiosa e apressou-se a arrumar as malas e logo aparatou. Chegando ao Caldeirão Furado, perguntou a Tom:

-E então, Tom, há algum quarto livre?

-Claro que sim... Ninguém quer ficar fora de casa por muito tempo... O quarto nove está vazio. Posso levar a bagagem?

-Claro... – e seguiu-o até o quarto.
Era simples porem aconchegante, possuía uma cama no centro, uma pequena lareira, uma pequena janela que dava para uma trouxa e uma cômoda com quatro gavetas, todos os moveis eram de pedra o que dava aparência de ser um lugar frio, mas era fresco.
Passou um fim de semana tranqüilo, a única pena era não poder enviar cartas para seus pais, afinal estavam em um hospital trouxa. Hermione passou a maior parte do fim de semana estudando poções, decidida a medicar sua mãe. Assim a segunda-feira logo chegou, com a névoa causada pelos dementadores cobrindo o sol. De manhã cedo Edwiges chegou com um bilhete:

Hermi,

O Fred e o Jorge passaram o fim de semana na Toca e voltaram para a loja hoje, nós vamos visitá-los ao meio-dia e almoçarmos em algum lugar... Por favor, responda se você vai conosco.

Harry.


Hermione se contentou e respondeu no verso do pergaminho que os encontraria na Gemialidades Weasley ao meio-dia. Como ainda era dez horas, ela tomou um longo banho e se arrumou. As quinze para o meio-dia saiu andando calmamente por entre as pessoas. Chegou ainda cedo à loja, e foi olhar o famoso estoque “Gemialidades Weasley para Garotas”.

Estava se entretendo lendo os componentes de uma poção para o cabelo quando sentiu um cheiro conhecido. Andou até os fundos da loja, onde tinha uma porta. Ao lado da porta, um aviso de “Só para funcionários”. Hermione não hesitou e entrou. Viu Fred agitado mexendo um caldeirão que emanava um cheiro suave. O garoto mexia freneticamente o conteúdo do caldeirão e se assustou quando Hermione fechou a porta.

-Fred? – Hermione perguntou, andando calmamente até ele.

-Ah, oi Hermione... Achei que fosse alguém que estivesse tentando invadir a área dos funcionários... Desculpa não apertar sua mão, mas...

-É poção capilar?

-É... Ela não está saindo tão bem como deveria... Quer dar...

-O que você fez com ela? – ela andou até o caldeirão, pegou um par de luvas de couro de dragão que estavam sobre uma mesa próxima.

-Ah, eu pus as ararambóias, um pouco de mandrágora e uma gota de bubotúberas. E meu ingrediente secreto para o cheiro.

-Menta. – disse ela sem se alterar.

-É. Mas...

-Você esqueceu o cuspe de camelo. – disse Hermione, olhando atentamente uma estante cheia de frascos, pegou um e depositou seu conteúdo no caldeirão Mexeu um pouco e disse: - Agora abaixe o fogo e deixe ferver por meia hora... Então voilá, estará perfeita.

-Mione, você não existe. – e feliz Fred a abraçou. Vanda entrou na sala e falou:

-Oh, desculpe se estou interrompendo alguma coisa... Mas o senhor Potter, o senhor e a senhorita Weasley e a senhorita Lovegood estão à sua espera. – Hermione meio corada saiu andando e Fred disse:

-Ok, Vanda... Obrigado. Você cuidou bem da loja.

-Só fiz o meu trabalho, senhor. – Fred seguiu Hermione e, na porta da loja os esperavam Rony, Jorge, Harry, Luna e Gina. Hermione abraçou os amigos e não conteve a emoção.

-Ei, Hermione, não é pra tanto! – disse Rony. – Não precisa chorar, sabe... É só a gente!

-Ah, Ron, seu insensível... – disse Gina. – Não ta vendo que ela ta feliz? Não sei você, mas eu também estou! – Hermione enxugou as lágrimas e disse:

-Ok, é que eu estou meio... Ah, deixa pra lá.

-Tudo bem, mas... – Jorge olhou para ela e Fred com uma cara estranha. – O que vocês estavam fazendo? Estamos com fome, e os dois nos deixaram esperando! – Hermione riu incrédula e baixou a cabeça para disfarçar, Gina olhou para Hermione com um sorriso, Rony amarrou a cara e Harry apenas olhava confuso, mas Fred respondeu displicente:

-A Hermione estava salvando a loja de uma explosão.

-Sei... Você tem explodido muitas coisas ultimamente. – disse Jorge

-É só uma fase...

-Ok, vamos deixar de escancarar a vida do Fred e comer? – perguntou Rony impaciente e com um tom arrogante.
Todos aceitaram e saíram andando até um restaurante próximo. –Ah sim, Hermione, minha mãe está irritada com você.

-Por que, Ron? – perguntou Hermione, indignada.

-Ela está irritada porque você está no Caldeirão Furado e não lá em casa... – respondeu Gina interrompendo Rony que parecia muito nervoso.

-É, teria sido muito divertido se você tivesse passado o fim de semana com a gente. – disse Fred, dando um sorriso amigável.

-É, Hermione... O Fred passou quase o fim de semana todo no quarto caçando Nargulés... Você poderia ajudá-lo! – Jorge explodiu numa gargalhada, ao que Fred respondeu.

-Não é assim! Eu estava desenvolvendo uma nova poção capilar que ainda não foi testada. – olhou para Luna, com uma expressão macabra. – Mas se você se habilitar...

-Claro! – Luna olhou-o com interesse. – Amanhã eu passo os produtos em seu cabelo, sei lidar muito bem com isso! – todos riram, menos Fred que retrucou:

-É, dá pra perceber... – mas ninguém nunca soube o fim da frase por que eles chegaram ao restaurante e ele foi interrompido por uma garçonete oferecendo uma mesa vaga.

-Quem conhece a especialidade do local – perguntou Hermione a fim de mudar de assunto.

-Acho que tudo que você pedir é bom, com exceção dos feijõezinhos de todos os sabores que sempre que peço parecem que foram os piores de todos – Comentou Jorge

Cada um fez o seu pedido e conversavam alegremente a espera do almoço.
-Mione como foram suas férias – perguntou Harry que sempre gostava das histórias de suas viagens.

Hermione esqueceu que não tinha contado a ninguém do problema de sua mãe, e achou melhor assim. Desconversou:

-Ah, você sabe... Viagens, estudos... Sempre o mesmo. Esse ano fomos para a América... – respondeu meio assustada.

-E como foi lá? – Perguntou Gina excitada – Sempre sonhei em conhecer a América!

-Ah, o de sempre... Lugares trouxas, você não gostaria de saber.

-Por que não – perguntou Rony distraidamente olhando para o seu pedido que acabou de chegar

-Ah sei lá vocês nunca se interessam muito.

-eu me interesso – disse Harry orgulhoso

-Mas você sabe o que são as coisas trouxas Harry e eles não, o mundo no qual eles foram criados pra eles é mais interessante, e talvez seja mesmo...

-Mione você está estranha – disse Luna

-É mesmo – disse Rony – Estranha ao ponto da Luna notar! O que houve?
-Nada, nada mesmo estou só um pouco.... nervosa com... esse ano letivo...
-esqueçam isso e vamos a comida –disse Fred com um olhar faminto


Todos passaram uma tarde maravilhosa, olharam muitas lojas próximas, compraram lembranças para a senhora Weasley e conversaram muito. Quando escureceu deixaram Hermione no Caldeirão Furado, de onde Rony e Harry fizeram Aparatação acompanhada com Gina e Luna. Hermione sacudiu a cabeça ao achar que viu um sorriso satisfeito em Luna quando apoiou-se no braço de Harry.


.............................................................................................................................................



N/A.: Oiee!!! Acabamos de acabar de escrever e estamos postando logo pra incentivar os coments... Byee!!!

by.: JuH e Monique

OBS: CAPITULO MODIFICADO!!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.