FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. Acidente ou puro acaso?


Fic: REGRESSO A HOGWARTS


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo 13


Algumas semanas depois do sucedido com Mione, a vida rotineira parecia ter voltado ao normal. Embora todos estivessem atentos ao que pudesse acontecer.

Gina encontrava-se aos fins de semana no quarto de Harry, para não levantar suspeitas dos colegas , quando queriam ficar a sós.

Durante a semana a relação dos dois era comparada á de Nevile e Luna. E ninguém levantava questões de maior acerca do assunto. Já ao sábado e domingo, tudo era diferente. Depois de tomarem o pequeno almoço, eles utilizavam o Manto da invisibilidade, para percorrerem o caminho até aos aposentos de Harry, sem que os restantes alunos e professores se dessem conta.

Porém Gina suspeitava , que Dumbledore estava a par de tudo, pelo modo divertido como os fitava, quando os encontrava juntos no corredor ou no pátio , aparentando uma grande amizade.


Naquela manhã, os planos não correram como era habitual. Já que Parvati, resolvera naquele momento, redimir-se das coisas horríveis que lhe tinha dito e feito. Alegando ciúmes e uma certa carência afectiva, na tentativa de justificar as mentiras , o escárinio viperino e a provocação deliberada, a que tinha submetido Gina e Harry em Paris.
Meio desconfiada , a jovem Weasley acedeu ás súplicas da colega e a absolveu sob forma dela a deixar em paz.


- Está atrasada...- Harry a recebeu com um sorriso compreensivo, algum tempo depois.


- Você sabe porquê...


- Sei...a comunicação mental faz maravilhas. Mas não entregue todos os créditos a Parvati. Há qualquer coisa nela que não me agrada.


- É...eu também sinto isso.- concordou pensativa.-...ultimamente sinto um desconforto carregado , quando estou próxima dela.


- Sim.... Mas agora vamos esquecer isso um pouco!- Harry a fitou com um olhar brilhante, enquanto lhe pegava delicadamente ao colo e a levava para a cama.


Gina olhou-o preocupada.

- Tenho medo Harry..- disse temerosa enquanto sentia o colchão fofo debaixo dela.- estes nossos encontros...tenho receio que alguém descubra.


- Daqui a alguns meses a escola termina. Só temos que continuar a ter cuidado.- Ele falou com ênfase.- E por mais que eu queira , eu não consigo tirar as mãos de cima de você...já basta o suplício da semana de aulas...estar perto sem lhe poder tocar...


- Estivemos alguns anos numa situação muito pior...


- Mas era diferente...eu desconhecia como era viajar pelo seu corpo, sentir seu cheiro, seu toque...- Harry acrescentou enquanto lhe tirava a camisola.


- Que poético!- ela cutucou repetindo o mesmo ritual que dele , despojando-o da camiseta e tocando-lhe o peito tonificado.


- Você me inspira...- ele falou rouco, ao sentir as mãos dela na sua pele , enquanto procurava os lábios dela duma forma intensa e os dois se entregavam de corpo e alma ao amor.



Alguns semanas depois ...

Numa sexta-feira á tarde depois das aulas, Gina seguia por um corredor ao pé da Biblioteca ao encontro de Luna, quando uma gargalhada medonha lhe bombardeou o cérebro, seguida duma frase mais ameaçadora: «A vingança será cruel!!!»


Aterrada , percebeu que os alunos que passavam por ela, se mantinham calmos e seguiam normalmente o mesmo passo e acatavam as conversas dos amigos , sem a menor reacção de medo.

Estremeceu assustada, enquanto vislumbrava a amiga do Corvinal , sentada á sua espera , numa das mesas junto á janela do cómodo reservado á leitura e ao estudo.

Peculiarmente estranha e na maioria das vezes divertida, Gina jamais podia adivinhar que iria encontrar Luna tão perturbada e pálida quanto ela.

Seus olhos salientes estavam mais abertos que o costume e suas mãos tremiam involuntariamente sobre as folhas de pergaminho que minutos atrás enchera de apontamentos.


- Você...você...também ouviu?- Luna perguntou temerosa.


- Sim...- Gina assentiu abalada.-...uma risada e palavras tenebrosas.


- Vamos procurar Harry e Neville?


- Sim...mais ninguém ouviu...e isso não é muito bom. Vamos...- Gina segurou o braço da colega , auxiliando a amiga a se levantar da cadeira.


Ambas caminharam apressadas, até chegar aos limites dos cómodos dos alunos que faziam fronteira com os aposentos dos professores.

Parvati seguia na direcção contrária das duas e as cumprimentou com um sorriso de orelha a orelha. Que no entender de Gina, lhe pareceu demasiado exagerado. Mas o seu estado excessivamente tenso, poderia lhe estar a toldar o julgamento da personalidade da colega.


- Se vão á procura de Nevile e de Harry...eles entraram á pouco na aula de Snape.- iformou efusiva.


- Obrigado.- Luna agradeceu com ar apatetado.


- De nada.- Parvati sorriu novamente, e com uma pose celestial, entrou no banheiro ali perto.


Luna e Gina apressaram novamente o andamento e entraram de rompante na sala de poções, com uma ansiedade desmedida. E se depararam estáticas com a penumbra do cómodo vazio, ao mesmo tempo que a porta se fechava violentamente atrás delas.


- LUNA!


- GINA!


As duas garotas gritaram na escuridão, ao mesmo tempo que uma explosão as sacudia de forma irascível e tudo caia sobre as suas cabeças.
Gina sentiu uma dor aguda e depois desfalecer e mergulhar numa sonolência colossal até cair num vazio infinito.



Quando voltou a dar conta de si, seu corpo doía de forma intensa e a sua cabeça latejava.

A voz suave e carinhosa de Harry sussurrava em seu ouvido.


- Gina...- ele ameigou-lhe uma face com ternura-...você me está ouvindo?


A jovem abriu os olhos lentamente, não conseguindo vislumbrar o rosto de Harry. Tudo estava negro, sem luz, cor e forma.


Um pânico interior tomou conta dela, enquanto Gina tentava articular um gemido alarmante e aflito e seus braços se debatiam para se levantar.


- Eu...eu...não consigo ver nada!


- Calma meu amor!- Harry a agarrou destroçado e a acomodou nos seus braços.


- Eu estou cega!!! A explosão...Luna...o que aconteceu?- Gina gritava desesperada.


- Luna está bem, até já voltou para os aposentos da sua Casa...e você também vai ficar óptima se fizer o que eu digo!- a voz da enfermeira se aproximando da cama na Ala hospitalar se fez ouvir.


- Mas meus olhos...porque não consigo ver?


- Os destroços a atingiram na cabeça...a pancada que levou foi muito forte, provocando-lhe uma contusão interna....- a enfermeira explicou.-...portanto inchou por dentro, sem outros agravantes maiores. Mas você não vai ficar assim para sempre...Pois quando o inchaço começar a reduzir, a sua visão voltará de forma perfeita.


- Está vendo querida? não precisa se preocupar.


- Mas a minha cabeça continua a doer muito...- ela falou agoniada.


- É natural!- a enfermeira concordou.- vou buscar um remédio mágico para aliviar sua dor.- acrescentou enquanto se afastava para preparar o bálsamo curativo.


Harry apertou as mãos de Gina entre as suas.
- Como você explica aquela gargalhada na minha cabeça e na de Luna? Me diga Harry?- perguntou tensa.


- Bellatrix...ela está utilizando os mesmos métodos intimidantes de Voldemort....- Harry explicou.-...Eu e Nevile também ouvimos.


- Você acha que ela está aqui?- perguntou sobressaltada se agarrando com força em Harry.


- Não! Dumbledore mandou fazer uma busca completa em todos os recantos da escola e não encontraram vestígio nenhum, nem estranhos ou quaisquer visitantes...além disso seu irmão e Mione também ouviram. E eles estão bem longe daqui.


- Eles também?


- Sim...


- E a explosão na sala de poções? Como justifica isso?


- Snape tinha estado a preparar umas poções com alunos do primeiro ano. Algum deles deve ter cometido algum erro que escapou a Snape. Uma vez que o professor foi chamado de urgência ao Ministério durante a aula. E não deu tempo de conferir. Depois a poção deve ter fermentado e explodiu por coincidência quando vocês entraram.


- Nós íamos á sua procura e de Nevile quando encontrámos Parvati. Ela nos disse que vos viu entrar na sala de Snape.


- É verdade...- ele concordou.-... isso foi uma hora antes da última aula. Snape queria nos pedir se o ensinávamos a fazer a Poção Rara com a qual salvamos Mione. Ele achou que seria interessante ensinar isso aos alunos do 7º ano, como medida preventiva.


- Entendo...


- Agora precisa descansar...a enfermeira vem já aí com a solução para a sua dor na cabeça...


- Por quanto tempo vou ter que ficar aqui?- perguntou agitada.


- Se descansar direito esta noite ...- a enfermeira se aproximou novamente com um copo com um liquido arroxeado.-...Harry poderá vir buscar você amanhã e tomar conta de você nos próximos dois dias já que é fim de semana.


Gina deu um sorriso.

- Que bom!


- Agora beba tudo e procure dormir...


A jovem seguiu as instruções. Harry ajudou-a a deitar-se e a beijou suavemente nos lábios quando a enfermeira voltou costas.


- Até amanhã meu amor!


- Até amanhã Harry!



(continua...)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.