FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

22. O casamento de Gui e Fleur


Fic: Brincar de viver (R/Hr - H/G - Atenção - cenas NC18)


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Enquanto Ron e Mione estavam se sentindo as pessoas mais apaixonadas do mundo, nervosas e ansiosas por descobrirem o amor juntos, um Harry muito sorridente virou para a namorada, Ginny. Ele suspirou profundamente, rindo.

Ginny olhou intrigada para ele.

- O que é esse sorriso maroto no seu rosto, hein? No que você está pensando?

- Vem aqui depressa, mas não faz barulho. Você não vai acreditar!

Harry puxou Ginny pela mão até a porta da sala de estudos. Encontrou a cena que vislumbrou há pouco no próprio pensamento. Ginny sorria, quase chorando.

Ron e Mione estavam sentados, de mãos dadas, de costas para a porta entreaberta. Ele puxou-a para mais perto dele, fazendo com que Mione se encostasse no peito dele, enquanto ele passava a mão nos cabelos dela, com muito carinho. Os dois olhavam para a janela que dava para o jardim.

Harry e Ginny só observavam, também de mãos dadas.

- Como vamos contar para todo mundo? – Ron parecia um pouco apreensivo.

- Não vamos precisar, Ron.

Ela colocou a mão no queixo dele, virando com carinho o rosto dele para a porta. Harry e Ginny sorriam para os dois.

- Há quanto tempo vocês dois estão...

- Não vimos nem ouvimos nada, chegamos aqui há milésimos de segundo. Mas estou tão feliz que poderia gritar! – Harry sorria de uma maneira muito singular.

Os quatro se abraçaram, naquele clima todo especial, o amor no ar feito uma brisa suave e teimosa, uma sensação gostosa de paz, harmonia...

- É, essa casa é realmente muito especial. – Ron sorria abraçado com Mione.

Harry interrompeu o momento de repente, como quem encostou o dedo num fio desencapado.

- Está tudo muito gostoso, gente, mas já está ficando meio tarde. Vamos tomar um lanche, porque já passamos muito da hora de almoçar, e vamos arrumar a casa para mais tarde. Daqui há alguns minutos sua mãe vai chegar Ron, com todos os preparativos necessários para o casamento. Precisamos nos organizar, vamos... e meninas: detalhes picantes só depois ok? Temos muita coisa pra fazer hoje!

As duas sorriam uma para a outra, Hermione parecendo uma pimenta. Haveria muito tempo para conversar depois do casamento.

Conforme a previsão de Harry, a Sra. Weasley chegara na cozinha. Começaram então a decorar a casa com flores do campo, muito coloridas e cheirosas, colhidas do jardim enorme e sortido dos Weasley. Roupas também foram providenciadas para todos, vestes de gala e vestidos. A comida já estava sendo preparada, os seis lanchavam partes da preparação dos salgados e bolo de casamento.

Os padrinhos do casamento eram exatamente os dois casais mais felizes da casa: Ron e Mione, Harry e Ginny.

A noite chegava de mansinho quando todos foram para cima, preparar-se para o casamento. Banhos rápidos, penteados mágicos, perfumes e maquiagem espalhavam-se pelos cômodos, renovando o sentimento de alegria de todos os presentes.

Às oito da noite, estavam todos quase prontos, inclusive os noivos, chegados há meia hora. Poucos, mas felizes e selecionados convidados estavam desfilando para cima e para baixo. As meninas e a Sra. Weasley arrumavam os lindos e longos cabelos prateados de Fleur, a tiara feita por duendes da tia-avó Muriel delicadamente brilhando na cabeça dela.

- Como ela está linda! Quero usar essa tiara no meu casamento também! – Hermione pensara alto demais, já havia dito isso em voz alta. Um tapa na cabeça foi o reflexo mais rápido ainda. Sua idiota, sua anta...

A Sra. Weasley olhou para ela com atenção.

- Tia Muriel só deixa essa tiara ser usada nos casamentos da família Weasley, minha querida... sinto muito.

Hermione ficara vermelha como o vestido que usava. Ginny simplesmente riu, com seu costumeiro bom humor. Virou-se para a mãe e disse sem rodeios.

- Você está falando com a futura Sra. Ronald Bilius Weasley, mãe. Acho que não vamos ter problemas com relação a isso.

A sra. Wealey olhava fixamente para Hermione, e, como de costume, começou a chorar e a abraçar Hermione.

- Ah, não é possível, meu Roniquinho e Hermione, que dia mais feliz...

Fleur olhava para elas, mal acreditando no que ouvia. Estava também muito feliz.

- A senhorra me ajud por favor, está na horra. O prróxim casament ainde vai demorrar um poquinho, non é mesm?

Mulheres choronas, homens felizes. Lá estavam todos no casamento de Gui e Fleur. Lupin e Tonks, que trocavam olhares significativos. O Sr. e a Sra. Weasley, Fred, George, Carlinhos, alguns parentes mais próximos de Fleur, Luna e Neville, os padrinhos Harry, Ginny, Hermione e Ron (encabuladíssimos, mas muito felizes), alguns membros da Ordem...

Ron segurava a mão de Mione com muita força, como se pudesse, com isso, dizer que queria tudo aquilo para os dois. A timidez de Ron parecia uma lembrança muito vaga, distante. Ele parecia uma pessoa completamente diferente depois daquele dia maravilhoso.

Não houve uma única pessoa que não se emocionou com o casamento. Mas é claro que, uma vez que Fred e George ficaram sabendo do namoro de Ron e Hermione, a piada já estava pronta na ponta da língua...

- Finalmente desencalhou hein, Roniquinho da mamãe... agora ela vai ter gatinhos de alegria, não de ansiedade... – Fred debochava sem piedade do irmão.

- Diz aí Mione, o Ron é ou não ruim de beijo? Porque aquela menina que ele pegou o ano passado chora até hoje... de alegria, porque não está mais com ele! – George também não perdoou.

Hermione, altiva e cheia de si, apenas disse:

- Vocês dois são uns idiotas solteirões. Vivem cantando de galo, mas estão sem ninguém até hoje. Pelo menos o irmão de vocês é um homem de verdade, que fala o que pensa e sente, não fica por aí falando mal dos outros pra descontar a inveja...

Ela nem mesmo deixou os dois recomeçarem a falar.

- E tem mais uma coisa. Nada do que vocês disserem vai estragar o dia de hoje. Nem pra mim, nem pra ele.

Um lindo sorriso, que os dois trocaram de mãos dadas, os olhos brilhando, indicou o fim da brincadeira para os gêmeos. E o começo de uma nova vida para Ron e Hermione, dali pra frente...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.