FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

13. No dia mais claro / Na noite m


Fic: Keepers - O Segredo da Magia


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

No dia mais claro / Na noite mais escura



Era o segundo dia de competições, Josh havia ganhado ouro nos 200m livres e a família saía pra comemorar quando foram bloqueados por dois homens de terno roxo com carteiras que mostravam distintivos do Ministério da Magia.



-Boa noite. Sou o agente Marcos Costa e este é meu parceiro Alessandro Rodrigues, gostaríamos primeiramente de parabenizá-los pelo excelente desempenho de Joshua, dois ouros e o recorde olímpico e mundial quebrado mais uma vez é um feito impressionante! –Diz sorridente, mas percebendo a tensão do grupo, o que o faz continuar em tom mais profissional. –Viemos em nome do Ministro Alexander Saito, que deseja convidar a senhorita Hermione Granger e a família Potter para um jantar oficial no palácio.



-E sobre o que se trataria o jantar? –Hermione pergunta de modo objetivo.



-As negociações que o governo britânico tem conduzido e das quais a senhorita participa.



-Nesse caso minha prima Jesse e o senhor Nikolai Flamel são presenças mais importantes que os Potter, já que estão participando das discussões oficiais.



-Não acredito que haja qualquer transtorno em acrescentarmos mais dois convidados a lista. O jantar seria no dia 11, quando o Joshua não competirá então não precisam se preocupar com conflitos de agenda.



Hermione troca um olhar com Jesse e Nikolai, que acenam em concordância. –Lílian, Thiago, querem ir a este jantar? –Pergunta aos dois que estavam um pouco mais longe.



-Se você quiser, tudo bem. –Thiago responde e Lílian concorda.



-Ok, digam ao senhor Saito que aceitamos o convite.



-Ficamos muito felizes em ouvir isto. Aqui está o endereço. –O agente Rodrigues diz enquanto entregava um envelope selado com o símbolo do Ministério da Magia do Brasil.



********************************************************************************



Aproveitando que não precisariam acordar cedo no dia seguinte, o grupo resolveu fazer turismo pela noite carioca, indo curtir a noite na Lapa, observando a interação entre as pessoas locais e outros turistas, até ver um local mais animado, com bastante gente dançando em torno de um grupo musical que tocava samba e música popular brasileira. Pegaram algumas mesas e pediram uma boa degustação de comida de boteco incluindo bolinhos de aipim, coxinhas, ovos coloridos e porção de pasteis sortidos.



-Uma pena papai e mamãe terem preferido ir pra casa descansar, a comida daqui é ótima. –Peter diz pegando mais um bolinho.



-Realmente, vamos precisar fazer exercícios extra. –Harry concorda.



-Eu não sei se me espanta mais animação ou o como conseguem dançar como locais. –Lílian diz apontando para o grupo formado por Jean, Elizabeth, Melissa, Hermione e Jesse, que sambavam animadas perto do grupo que se apresentava. –Elas tiveram alguma aula?



-Jean e eu conhecemos um pouco da música local quando ficamos 20 dias no Rio de Janeiro uns 2 anos atrás. Depois disso chegamos a fazer um curso ministrado por um brasileiro radicado em Manchester. –Johnathan explica bem humorado, apesar de atento a quem cercava as mulheres da família.



-E falando em curso, o que você ensinou a eles, Nikolai? – Peter pergunta apontando pra onde Sirius e Rony falavam cheios de gestos com algumas jovens que pareciam brasileiras.



-Apenas algumas palavras básicas, coisas de conversação trivial, além de palavras que poderiam indicar problemas. Mas daqui parece que falavam mais com gestos que com palavras.



-Eu nem consigo acreditar que é o Rony ali, nunca o vi falar com garotas. –Harry diz impressionado com a coragem do amigo nos últimos dias.



-Sirius é um conquistador nato e Rony é o único solteiro aqui além dele, natural que começasse a ensinar um ou dois truques. –Thiago diz com um risinho cúmplice.



-Falando em solteiros e conquistas. –Nikolai chama a atenção do grupo pra um rapaz que se aproximava de Jesse. –Isso não vai dar certo.



Mal Nikolai falara e viram um homem alto, bonito, mas de aparência local segurar o braço do rapaz e o mandar se afastar. Apesar da aparência bem diferente, não tinham dúvidas de que se tratava de Apollo, que logo foi puxado por Jesse para longe do grupo.



-O que está fazendo? –Pergunta olhando o homem de modo duro e frio, não se importando com o fato de ele ser um deus.



-Aquele cara tinha péssimas intenções ou achou que ele só queria dançar? –Apollo rebate de modo confiante.



-Péssimas pra você, não necessariamente pra mim. Caso tenha se esquecido, sou uma mulher solteira e posso sair com quem eu quiser.



-Acha que aquele idiota poderia te manter entretida por uma horinha sequer? Aliás, depois de sair comigo, você realmente acredita que um mortal qualquer conseguiria não te entediar? Nenhum vai conseguir te cativar, os beijos não teriam a menor graça, nenhum vai te fazer sentir o que eu faço ou pode te oferecer todas as opções que eu posso. – Rebate confiante, porém mantendo um leve tom sedutor, insinuante, garantindo que os dois estivessem bem próximos.



-Talvez hoje eu queira um idiota. O ponto é que você não é meu dono, eu não te devo obediência ou explicações sobre qualquer coisa.



-O que você quer? –Apollo se multiplicara ao redor dela, cada instância com uma aparência diferente. –Sabe que posso realizar qualquer dos seus desejos.



-Hoje eu só desejo que fique longe de mim. –Diz se afastando dele com passes firmes e elegantes, indo na direção onde Melissa e Hermione aguardavam observando os dois.



-Tudo bem? –Melissa pergunta quando Jesse se aproxima.



-Por que não estaria? –Pergunta de modo tranquilo.



-Não se brinca com um deus, Jesse. –Hermione avisa e discretamente aponta ao redor. –Ele pode não ser agressivo com você, mas não significa que não esteja disposto a agir contra qualquer um que se aproxime de você.



-Eu só quero uma noite em diversão com a família. –Jesse diz sem parecer se abalar, como se tivesse tudo sob controle.



-Apenas tenha em mente que ele é um deus, não dá pra colocar uma coleira nele como você faz com os homens. –Melissa complementa o aviso de Hermione.



-Eu sei o que estou fazendo, Mel. Nenhuma das duas precisa se preocupar. –Jesse diz indo até onde a mãe e a tia aguardavam, também preocupadas. –Por que pararam? A noite está só começando. –Diz animada, incentivando-as a voltar a dançar.



********************************************************************************



Ao cair da noite, em um teatro fechado e escuro por fora, reunia-se um grupo enorme de pessoas encapuzadas com máscaras aterrorizantes. Os mais de quatro mil presentes organizavam-se em pequenos grupos e eram servidos por elfos domésticos que levavam bandejas com drinks que continham canudos para que ninguém tivesse que tirar a máscara para beber.



Quando o palco se iluminou as conversas baixas deram lugar a um silêncio cheio de expectativas e os olhos ansiosos buscavam pela menor agitação das cortinas indicando que o mestre surgiria. Surpreendendo-os, surgiu um homem esguio, cuja boa forma física estava marcada pelo belo terno feito sob medida, cabelos castanhos brilhantes e bem penteados, a beleza inconfundível de Thomas Riddle, que não parecia um ano sequer mais velho do que quando surgiu como o temível Lord Voldemort.



-Boa noite, caros e fieis companheiros de luta. –O tom forte e firme acompanhava um sorriso satisfeito. –Imagino que estejam se perguntando o que aconteceu comigo e a resposta é simples: poder. –A fala se seguiu de urros e exclamações de exaltação ao Senhor das Trevas.



“Quando os elfos começaram a massacrar os magos, os Deuses nada fizeram, observavam impassíveis nosso sangue ser derramado covardemente. Porém, assim que os elfos começaram a se voltar contra os trouxas, os Deuses os puniram, os baniram da face da terra!



Oras, por que esperaram tanto para agir? Por que quando os padres se ergueram, apossaram-se das mentes ignorantes dos reis e os fizeram nos caçar por todos os lugares, afogando-nos, queimando-nos, deixando-nos morrer de fome e sede enquanto animais nos comiam, os Deuses mantiveram-se recolhidos em seu paraíso celeste?



Há milênios os magos são perseguidos, demonizados, por séculos vivemos reclusos, presos nas sombras por simplesmente nascermos magos. A diáspora infligida pelos romanos nos espalhou pelo mundo, àqueles que ainda lutavam para manter sua identidade, sua cultura, se escondiam nas florestas, a maioria suprimiu sua natureza, deixou que seus descendentes crescessem na ignorância.



Os fundadores ao erguerem Hogwarts e unirem nosso povo ao seu redor iniciaram um importante resgaste de nossa identidade, do nosso conhecimento e nossa cultura, porém o visionário e audaz Salazar Slytherin foi traído pelos covardes que se acomodaram com a idolatria dos magos e abandonaram o restante da luta, contentando-se com as glórias da primeira batalha.



O discurso dos magos que estavam no poder era submisso, covarde: Escondamo-nos, cresçamos com cuidado, ergamos barreiras mágicas para esconder nossas vilas, prédios e casas, sejamos cordiais e nunca peçamos nada, dediquemo-nos a agradecer servilmente ao trono trouxa que nos deu migalhas, enquanto usou nossa magia para crescer e enriquecer!



Mas nem todos os magos cegaram-se, as famílias puras e tradicionais que acumularam sabedoria ao longo dos séculos e estruturaram-se para com magia vencer a superioridade numérica trouxa precisavam de um líder, alguém poderoso e com visão para guia-los e foi isto que os descendentes do maior dos fundadores preparam ao longo da história. Eu sou o legado de Salazar Slytherin, eu sou o libertador dos magos e não descansei um dia sequer, superei a morte e continuei buscando poder e conhecimento para agora estar aqui, diante de vocês,  anunciando o nascimento da Era dos Magos!



Os Deuses uniram-se ao moleque chorão dos Potter para manipular os magos ignorantes, um disfarce para que não notassem o poder que conferiam a sangue ruim que a serviço dos trouxas conspira para a definitiva escravidão dos magos. Mas eu não me curvaria àqueles que por milênios nos viraram as costas e protegeram os trouxas de seus tronos celestiais,  busquei o inimigo deles, o primeiro e único senhor dos Imortais, que não só se comprometeu com os bruxos como nos prometeu o Reino Mortal, a ser governado por mim, Lord Voldemort futuro Deus e atual sacerdote de Kronos, o Senhor do Tempo!



O Titã dos Titãs se fortalece dentro de mim e ao ascender a divindade subjugará os Deuses, me tornará imortal e então poderei protege-los e garantir que todo mago seja livre desde seu nascimento. Mas para alcançarmos isto precisaremos de cautela para com afinco tirar a venda de nossos amigos, familiares e fazê-los enxergar o mundo como ele de fato é e depois buscar outros, além das fronteiras, formar uma verdadeira legião de magos.



Então ao pôr do sol iremos romper nossos grilhões e destruir o orgulho trouxa. Ao amanhecer descansaremos observando-os voltar a selvageria da qual surgiram. E quando o sol estiver altivo e todos puderem nos ver, marcharemos pelas ruas trouxas e irrigaremos o solo com o sangue dos opressores! Travando batalha após batalha, libertando cada mago, resistindo a dor e superando todos os obstáculos.



Ao mesmo tempo os Titãs, assim como nós, estarão lutando por sua liberdade, por seu reino usurpado covardemente, e a cada âncora que ceifarmos, mais perto da vitória eles estarão e mais próximos da imortalidade nós estaremos!



Quantos de vocês estarão comigo nas trincheiras? Quantos irão governar o Reino Mortal ao meu lado?”



A ovação foi imediata, os comensais se ergueram e entoavam com orgulho a alcunha do mestre, alguns já o idolatravam como a um Deus, outros bradavam ameaças mortais aos trouxas.



********************************************************************************



Melissa desceu as escadas com dificuldade, tentando se adaptar ao uso da muleta. Ainda no meio do caminho havia visto Nikolai dormindo sentado no sofá com um livro caído em seu peito, o que a fez pegar o celular e tentar se equilibrar pra registrar o momento. O flash, no entanto, fez o homem acordar assustado.



-Eu não queria te assustar, mas eu precisava tirar uma foto de você dormindo como um velhinho! – Melissa diz entre risos, divertindo-se com a reação sem jeito do namorado.



-O que está fazendo aqui em baixo? Deveria estar de repouso para não piorar a torção.



-Eu estava sem sono e pensei em tomar um chá, mas nem coloquei o pé no chão. –Responde na defensiva.



-Sente-se aqui. Eu preparo o chá. –Nikolai diz ajudando-a a se sentar no sofá, fazendo a mesinha de centro magicamente se aproximar para que Melissa apoiasse o pé.



-Tudo bem, mas depois você pode ir dormir, não precisa ficar aqui de babá.



-Eu pensei em ficar aqui como namorado. –Diz sentando-se junto a ela e a abraçando.



-Você não ia fazer meu chá?



-Você quer chá de quê? –Pergunta se afastando um pouco, fazendo uma caneca de porcelana surgir em sua mão.



-Hortelã, acho que comi demais. –Responde sem jeito.



-Você acha? Só acha? –Comenta rindo enquanto movia as mãos sobre a caneca.



-O que está fazendo? –Pergunta tentando olhar melhor a caneca.



-Seu chá. –Responde simplesmente. Havia deixado que Melissa visse o recipiente já cheio de água, que começava a borbulhar, como se ele estivesse aquecendo com a mão. –Achou que eu precisaria ir à cozinha e usar um fogão?



-Eu nem vi quando você pegou a água, não estou acostumada com toda essa magia. –Diz encantada.



-Eu convoquei a caneca, fiz a água do ar se condensar aqui dentro e agora estou aquecendo para então colocar o saquinho de chá. –Mal acabara de falar e o saquinho surgira flutuando, prestes a mergulhar no líquido fervente.



-Eu adoro magia!



-Achei que adorasse carne. –Provoca lembrando do quanto ela se excedera na churrascaria em que haviam jantado.



-Não me lembre disso! Definitivamente encontramos o melhor lugar do mundo pra comer!



-Está sem conseguir dormir pelo excesso de comida e pensando mais em comer?



-Minha mente é de gordo, por isso vou sempre a academia e pratico esporte.



-E deve praticar muito mesmo, hoje você e Jesse destruíram aqueles caras na praia! Não tinha ideia que jogavam vôlei tão bem. Só não gostei da parte em que se machucou.



-Sempre que alguém sobre pra bloquear corre o risco de aterrissar em cima do pé de quem cortou, acontece. –Melissa responde o abraçando, depois de ele ter deixado a caneca de chá sobre a mesinha pra esfriar. –E sobre nossa habilidade, ambas jogamos vôlei na escola e acho que você já percebeu o quanto a família é competitiva.



-E como! Vocês não só gostam de esporte, como parecem conhecer vários, achei que viriam só torcer pelo Josh, mas estão indo em vários jogos, vivenciando a olimpíada completamente.



-Nossa primeira olimpíada foi em Londres, obviamente incrível, prometemos a nós mesmos ir sempre que possível.



-Me assustei um pouco no primeiro dia, mas de fato é bem divertido acompanha-los.



-Eu não devia xingar tanto vendo os jogos né?



-Tudo bem, você fica linda até brava com os outros. – Diz com um largo sorriso e logo depois é beijado carinhosamente.



-Fico feliz por não estar me achando maluca ou infantil.



-Está insinuando que eu seja velho demais pra curtir uma olimpíada? –Pergunta e a faz rir sem jeito. –Ok, estava dormindo no sofá, mas é porque estou a dias sem querer dormir, estudando fascinado o material que você e Hermione me deram.



-Ela é incrível, mas está me preocupando. Eu tenho três mentes, sei como é totalmente possível estar curtindo e trabalhando em background, mas Hermione parece estar acelerada demais, andei vendo as inserções dela no nosso repositório e praticamente dobrou o conteúdo!



-Eu também tenho estado atento, mas hoje fiquei um pouco mais tranquilo. Estava passando pelo escritório e a ouvi se queixando de estafa, dor de cabeça e pedindo ajuda pro Harry.



-Pro Harry? Por que não nos procurou?



-Pensei nisso na hora, mas quando fui entrar no escritório pra falar com ela vi que ele tem um remédio melhor que o nosso. –Responde com um sorrisinho maroto. –Parece que Harry sabe como “desligar” as mentes dela.



-Aquela danadinha ensaboada não nos fala nada! Mas ela não vai escapar de uma próxima reuniãozinha de garotas.



-Como assim? Vocês ficam falando sobre nós? – Pergunta sem jeito, meio preocupado.



-Trocamos uma ideia, mas você não precisa se preocupar, não tenho nada de ruim pra falar sobre você.



-Mesmo? Porque eu sei que estou há muito tempo fora de atividade, sei que as coisas são diferentes hoje e talvez tenha alguns problemas de ritmo.



-Não, não se preocupe. – Diz o abraçando. –Eu não sou tão apressada quanto os jovens de hoje, sempre funcionei em rotação mais baixa.



-Então está confortável? Por que quando quiser podemos revisar a passagem de marchas.



-Adorei a analogia! Amo carros.



-Mais do que comer? –Pergunta a fazendo rir.



********************************************************************************



-Bom dia! –Rony diz se espreguiçando, havia acabado de chegar a varanda onde Harry e Hermione pareciam meditar. –O que estão fazendo?



-Treinando, Don Juan! – Hermione responde sem esconder o tom crítico.



-Vai pegar no meu pé agora?



-Sua mãe não iria gostar nada de saber que você anda saindo com Sirius e voltando de madrugada.



-Você disse bem, eu estava com Sirius, um homem adulto, auror bem treinado. –Rony diz na defensiva.



-Só toma cuidado pra não se meter em confusão ou não exagerar. –Harry avisa também preocupado.



-Eu estou bem, não fiz nada de errado, nem bebi nada alcoólico.



-Era só o que faltava eu ter que me preocupar com isso também!



-Mione, ele disse que não faz isso. –Harry intervém. –Ele sabe que precisa, entre outras coisas, estar bem pra treinar.



-Só não me peçam pra ficar meditando. –Pede lembrando de como os encontrara.



-Não estávamos meditando. Estávamos tentando controlar a água da bacia, o que é bem difícil quando são duas pessoas interagindo com a mesma porção de água.



-Ao menos fizemos bom progresso ontem na praia.



-Os surfistas realmente gostaram. –Rony comenta e faz os amigos rirem. –Mas onde estão todos? Está um silêncio só por aqui.



-Mel e Jesse estão na biblioteca trabalhando. Os pais do Harry foram com meus avós dar um passeio no Jardim Botânico, os outros foram ao mercado e iam alugar uns carros pra darmos uma volta pela cidade. – Hermione responde e ao final tosse um pouco.



-De novo? Talvez você deva falar com a Mel.



-Ela já deu uma olhada na minha garganta, não tem nada demais. Nikolai vai trazer umas pastilhas e vou estar inteira mais tarde.



-Falando nisso, o que está esperando dos políticos daqui? Acha que o Ministério do Brasil está do lado das reformas que vocês querem fazer?



-Falei com o Príncipe William sobre o jantar, perguntei como o Brasil estava posicionado. É um dos países em que o governo trouxa não sabe sobre a existência dos bruxos, então as negociações aqui são unilaterais. É meio imprevisível.



-Pelo que vimos das notícias locais o clima político não é muito bom, estão tentando derrubar a presidente, que parece estar envolvida em corrupção. –Harry comenta pensativo. –Acha que os políticos bruxos também são corruptos?



-A política trouxa local é um mar de lama, todos os partidos parecem envolvidos em esquemas de corrupção. Eu não confio em ninguém com mandato seja no executivo ou legislativo. Já a política bruxa parece mais estável, mas só vai dar pra saber onde estamos pisando quando encontrarmos o ministro e a Jesse der uma boa olhada em sua alma.



-Espero que ele seja legal, eu não me importaria de voltar algumas vezes no Brasil. –Rony comenta com um sorriso de canto e faz os amigos rirem.



********************************************************************************



N/A: Nem vou tentar justificar tanto tempo sem postar, mas quem me acompanha no Twitter entende que andei meio sem tempo e ficando doente mais vezes do que gostaria (aliás estou doente de novo! Faringite maldita!). Minha promessa de Ano Novo foi postar com mais frequência e espero conseguir cumprir.



N/A²: Tudo correndo às mil maravilhas no Brasil enquanto no Reino Unido a coisa vai ficando feia. O que esperam do próximo capítulo?



Coveiro: Meu mais fiel leitor! Pena do Valter? Ele estava mais sujo que pau de galinheiro! Hermione está cheia de coisa pra fazer, não tão cedo terá conversa zoeira com a família. Já que você gosta de romance, tivemos novas nuances e momentos fofos dos casais da fic nesse capítulo, curtiu? Preferiu a fofura da Mel ou o pulso firme da Jesse?



Me refresca a memória, já te ajudei com seus problemas? Se não me envia um e-mail no endereço l_k_potter@hotmail.com e explica o que está acontecendo.



PriisRibeiro : Menina, vou dizer que é bem difícil juntar muita coisa diferente num capítulo só, por isso demoro um pouco pra escrever cenas mais complexas, mas eu não consigo mais ficar nas histórias mais básicas e focadas em Voldemort. Jesse é um personagem divertido de escrever porque é alguém que anda sobre a linha entre o certo e errado, não à-toa às vezes ela e Hermione se estranham, mas a ideia é que ambas amadureçam e trabalhem melhor juntas.



stille : Eu adoro escrever sobre uma família pra Hermione porque acredito que a família é muito importante para nossa formação, Harry por exemplo teve seu caráter formado pela negação ao exemplo familiar, já Rony é um Weasley legítimo, sempre achei que faltava ver mais da Hermione para podermos realmente entende-la. Eu também nunca entendi porque Hermione e Harry não tinham quase contato nas férias, inclusive porque ambos tinham acesso a telefone, poderiam se falar com frequência.



Hermione é uma cientista como eu acho que todos deveriam ser, alguém que se responsabiliza sobre aquilo que cria. Acho que as séries seriam um ótimo spin-off, no primeiro capítulo pós-Brasil veremos a Jesse fazer o cast do elenco da temporada dos fundadores.



Os poderes deles serão mais explorados em Hogwarts, já que no mundo trouxa fica complicado treinar sem serem vistos. Mas tentarei manter tudo o mais realista possível dentro de um mundo de magia e Deuses. Sobre as cicatrizes modificadas, veremos mais nos próximos capítulos.



Pedido atendido, dessa vez rolou só os resultados e no final da participação olímpica dele rolará algo mais bacana. Teremos mais de Harry e principalmente Hermione (a das reuniões que você gosta) no próximo episódio, será bem focado na parte bruxa do Brasil. Thiago foi tão duro que Lílian precisava trabalhar pra unir a família, afinal já estiveram separados por muito tempo e um recomeço é possível e deve ser tentado. Josh é alívio cômico assim como Rony, os dois ainda terão muitos momentos engraçados juntos depois.



Sabe aquele momento que Jesse teve com Voldemort? Ainda veremos mais detalhadamente isso depois.


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 10

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por PriisRibeiro em 20/04/2019
A Jesse é fogo, baita pulso firme, gosto dela. Ron se juntando com Sirius hahahaha, vai virar outro solteirão convicto. A Mel não deve deixar passar batido essa informação do Nick sobre Harry e Hermione. É muito bacana ver a importância da Hermione nas tuas fics, o desenvolvimento pessoal da personagem e a relação dela com as pessoas a sua volta, coisa que senti falta nos livros. Ainda mais sendo uma personagem tão importante. Aguardando o desenrolar dos planos do Voldemort, bem como desse jantar no Ministério Brasileiro.
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 06/01/2019
Genial o capitulo. Estou apavorado com o Tio Voldy tramando com seus seguidores e novos aliados. A guerra promete ser farta de corpos caidos. Espero meus heróis vivos ao final dela. E o ministerio brasileiro é uma surpresa ainda. To curioso. Adoro romance sim. Sou um eterno romantico. Só ver minhas fics. Sempre apaixonado. Eu adorei este capitulo. Mulher de pulso firme é legal. Mas não troco por quase nada a fofura da Mel. Ela é a melhor personagem de fanfics que já vi. Eu a adoro. E ela com o tio Nick, que interação perfeita. Não consigo pensar nele como o velinho que vimos no filme de animais fantasticos. Vejo como um homem jovem e forte. E Mel apaixonada esta muito divertido. Louco para ver ela conversando com a MIone sobre a forma do Harry acalmar a mente dela. Eu queria ver mais. Muito mais destas cenas. Harry e Mione prometendo? Ela esta finalmente apaixonada? E as cicatrizes da Mione, ainda não esqueci, quando saberemos suas surpresas e segredos? Novamente, você esta de parabens. É uma autora incrivel Faz essa fic cada vez mais otima Eu estou aguardando ansioso por mais. Quero diversos capitulos. Desejo melhoras e um feliz ano novo atrasado E espero que um dia vc volte a postar Heroes. Eu amo esta fic. Estava relendo ela ontem.
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tality em 17/05/2014

Você é genial! As ligações realizadas entre as duas histórias são fantasticas, além do mais você tem uma imainação incrivel para desenvolver tudo isso!
Sou muito sua fã, por favor continue é essa Fic, seria um desperdicio se ela não fose finalizada. 
Aguardo ansiosamente o próximo capitulo. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por michelle lima em 04/05/2014

*primos nao sobrinho e tio....

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por michelle lima em 04/05/2014

Adorei esse cap...
Sacada de mestre essa do harry e do percy serem primos....
se ate o deus dos mares jah apoiou o namoro do harry com a mione, so falta os dois cabeças duras derem o braço a torcer.. como dizem "o que deus uniu o homem nao separa"...rsrsrsrsrr
esperando os proximos....
obs: nao estou conseguindo postar meus comentarios na versao nova do site... tenho que atualizar alguma coisa??? 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Hécate em 22/04/2014

Faz tempo que eu não passa por aqui. Só queria dizer que essa fic é uma das melhores que eu já li. Sou muito fã dos filmes da Marvel e eu vi tantos paralelos nos primeiros capitulos. É tanto potencial em uma unica historia que não tem como não ficar empolgada. Adoro o Steve e se a Melissa não quiser, manda ele aqui pra casa tem espaço suficiente. Mau posso esperar pelo resto da historia, mesmo que não tenha muito tempo pra vir aqui. Por favor não desista. Esse negocio do Harry e do Percy parentes foi bem sacada, da pra explicar as semelhanças. Eu fico tão empolgada com as ideias que você tem, é sempre tão genial a maneira como pensa, cria e encaixa as coisas. enfim, espero ansiosamente pelos proximos capitulos.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lady Midnight em 13/04/2014

Finalmente consegui o tempo pra ler todos os capítulos. Fiquei surpresa com a descendência do Harry, mas vai ser interessante ver ele desenvolver suas habilidades. Já começamos a ver um progresso entre Percy e Annabeth, será que vai rolar um progresso entre Harry e Hermione logo? 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Venatrix em 24/03/2014

Parabéns pelo capitulo divino, eu amei... mal posso esperar para ler o proximo 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nety_Potter em 21/03/2014

Oh! Por zeus! Apollo apareceeeeeeeeeeeeeu finalmente um pouco de Luuuuz nesta historia, confesso que li esse capitulo ontem, porém só pude comentar hoje, então desculpa pela demora...
Sera que vai demorar muito pro Harry "partir pra conquista"? Mal posso esperar para ele deixar a lentidão de lado, serio até o percy ja foi a luta.... Eu sei que a Mione só precisa de um beijo com pegada pra perceber que o Harry é o cara da vida dela u.u 
Vou aguardar ansiosamente os proximos capitulos :D

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Saito em 18/03/2014

LOL! Otimo capitulo, ein... eu adorei parabéns...
Finalmente sobrinho e tio se acertaram hahahhahah
Percy e Annabeth a meio caminho de se acertar espero que não aconteça nada que os faça retroceder..
eu mal posso esperar para o Harry se tocar de que a Mione é a garota certa ¬¬
APOLLO O/ eitaaaaa que a coisa vai esquentar nesse acampamento... Quem poderia acompanha-lo? Não faço a minima ideia, mas seja o que foir estou louco para ver... até a proxima atualização  

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.