FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

8. Na Travessa do Tranco (CS)


Fic: SEX Hogwarts, uma história Diferente...


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Certa manhã durante o café, todos receberam suas cartas de Hogwarts, que diziam para os alunos tomarem o Expresso de Hogwarts como sempre na estação de King’s Cross, no dia 1º de setembro. Traziam também as listas de materiais para o próximo ano letivo. Mandaram os alunos comprar todos os livros de Gilderoy Lockhart, um autor famoso por lutar contra as artes das trevas.

Durante a primeira refeição do dia, Harry percebera que Gina não parava de olhar para ele, desviando o olhar rapidamente e corando até a raiz dos cabelos flamejantes. Naquele momento o irmão mais velho de Rony, Percy, entrou na cozinha. Já estava vestido, o distintivo de monitor em Hogwarts preso no suéter sem mangas.

- Dia –disse Percy animado. – Lindo dia.

O rapaz parecia muito animado e feliz. Com certeza já passara alguns minutos olhando para a foto de sua amada, realizando alguma ação excitante antes do café da manhã. Harry sabia que era isso o que tinha acontecido, e não deixou de notar o volume que se sobressaltava das calças do monitor, confirmando suas especulações. Percy vira que Harry olhava para ele, olhando para baixo e descobrindo que ainda estava muitíssimo excitado. Ninguém além de Harry vira o monitor cochichando “Reduccio” com a varinha e apontando para seu GRANDE pênis, que diminuiu de tamanho, voltando ao normal.

***

Harry nunca havia viajado com Pó de Flu antes. Fora uma experiência inesquecível. A sensação era de que estava sendo sugado por um enorme ralo. Ele parecia estar girando muito rápido, o rugido em seus ouvidos era ensurdecedor. Tudo o que comera no café da manhã estava revirando em seu estômago. Ele caiu, de cara no chão, em cima de uma pedra fria e sentiu a ponte dos óculos se partir.

Aquilo de fato não era o Beco Diagonal, onde os Weasley com certeza haviam conseguido chegar. Harry estava numa loja bruxa mal iluminada, com objetos pontiagudos e enferrujados pendendo do teto, máscaras diabólicas nas paredes e ossos humanos que jaziam sobre o balcão. Em um mostruário próximo, Harry vira uma mão murcha em cima de uma almofada, a Mão da Glória.

De repente, duas pessoas entraram na loja. Mais rápido do que pôde, Harry se escondeu dentro de um armário próximo. As pessoas que entraram era Draco Malfoy e o homem que entrou atrás dele só podia ser seu pai, Lúcio. Era um homem de cara fina e pontiaguda, olhos frios e cinzentos.

Enquanto seu pai tratava de seus negócios particulares, Draco andou pela loja, examinando vários objetos curiosos, dentre eles a Mão da Glória, amiga dos saqueadores, ilumina o caminho apenas daquele que a segura. O menino se aproximou do armário onde Harry estava e abriu, se surpreendendo com o que via. Fingindo mexer em algum artefato no armário, Draco abaixou as calças de Harry e massageou o pênis do menino.

- O que você está fazendo aqui, Potter? –Perguntou com um olhar maldoso.
- Me perdi –respondeu. – Pó de Flú...
- Ahn... detesto viajar com aquele negócio... –disse, astuto. Suas mão excitando Harry.
- Draco, acho que não é uma boa hora...
- Meu pai não vai te ver, Potter. Ele acha que estou fuçando em alguma coisa interessante... e como é interessante!
- É que eu prefiro em Hogwarts... não me sinto bem aqui...
- É rápido! –disse Draco apertando o pênis de Harry e batendo com força.
- Não! Chega! –disse Harry gostando da sensação, porém temendo as conseqüências de alguém vê-lo ali.
- Ah! Então está bem... –disse um Draco desapontado. – Teria sido divertido, mas se você prefere em Hogwarts... Não me esqueci da última vez que nos encontramos, Potter. Já faz muito tempo, não? Acho que agora você me deve um favor. Quero uma boa punheta sua assim que chegar ao castelo...

Naquele momento, o Sr. Malfoy terminara seus negócios, chamando Draco para irem comprar os materiais do menino. Draco fechou as portas do armário, cochichando “Nos vemos na escola...”.

Passados alguns minutos, Harry levantou suas calças, ainda excitado. Sentia seu membro revoltado, por não ter recebido as carícias tão bem vindas de Draco. Harry resolveu sair logo daquele lugar, antes que se metesse em alguma confusão. Ao sair, ele se viu numa ruela sombria que parecia totalmente ocupada por lojas que se dedicavam às Artes das Trevas. Uma bruxa malvestida o observava da sombra de um portal. Harry andou por algum tempo, procurando a saída dali. Chegou a um beco totalmente escuro, onde havia apenas um bruxo e uma bruxa ardendo em paixões.

Harry estacou. Olhava tudo com apreensão, nunca vira nada parecido. A bruxa usava apenas uma capa negra e mais nada por baixo. O bruxo parecia se vestir da mesma maneira. Eles se beijavam e transavam em pleno dia! O homem usara um feitiço para aumentar o tamanho de seu pênis, e invadia a mulher com muita força. Ela usava a varinha a cada minuto, executando algum feitiço para prolongar o tempo de prazer. A cada agito da varinha, os órgãos dos dois brilhavam um vermelho sangue, retornando à sua cor normal depois. Eles estavam extremamente suados. Pareciam estar transando à horas e horas, sem interrupção alguma. Ambos gemiam e pareciam extremamente satisfeitos. O homem segurava e apertava as nádegas da mulher. Metia com força, arrancando gritinhos sufocados da bruxa. Harry quase se masturbou ali mesmo, no meio da rua escura.

De repente o casal parou e a mulher trocou de posição. Abaixou-se e ajoelhou de frente para o pênis aumentado do bruxo. Passou a chupá-lo com veracidade, ainda utilizando magia para que ele nunca gozasse. O homem suspirava e arfava de tesão, soltando gritos prazerosos e mantendo os olhos bem fechados. As capas caíram, revelando no homem um corpo musculoso, porém cheio de cicatrizes e tatuagens. A bruxa tinha belos seios, uma bundinha redonda e firme, e coxas carnudas. Estava toda marcada por apertões a arranhões. Harry admirava a cena, sentindo seu pênis ficar mais excitado do que estava antes. A mulher lambia, beijava, engolia e às vezes fazia um feitiço pequeno que arrepiava o homem inteiro. Parecia ser muito bom e Harry não via a hora de experimentar.

De repente, ao abrir os olhos, o homem reparou que alguém os observava. Ainda sendo chupado pela bruxa, ele se abaixou e enfiou a mão dentro da capa que estava no chão, à procura de alguma coisa. Com uma expressão de revolta, ele pegou a varinha e soltou um feitiço, que criou uma espécie de barreira ao redor do casal. Uma sombra envolveu os amantes. Harry não escutava e nem via mais nada além da escuridão.

- Detesto esses Feitiços Desilusórios –comentou Harry baixinho, sentindo seu pênis vibrar de tesão.

Dando meia volta, ele andou por um longo tempo até ser encontrado por Hagrid. Não vira nada mais depois daquilo, supondo que cada sombra e penumbra que havia na Travessa do Tranco fossem um Feitiço Desilusório acobertando um casal de bruxos.

- Estava perdido na Travessa do Tranco, um lugar suspeito, Harry! Não quero que ninguém o veja lá... –comentou Hagrid.

***

Ao chegarem à Floreios e Borrões, Harry descobriu que o famoso autor Gilderoy Lockhart estava autografando seus livros. Harry conhecia aquele homem de algum lugar, e não era da capa do livro “Guia de pragas domésticas” da sra. Weasley. Ele já vira aqueles cabelos louros e ondulados antes, apenas não conseguia se lembrar onde.

Na entrada da loja, houve uma árdua briga entre os senhores Malfoy e Weasley. Draco fingia, como sempre, odiar Harry, dizendo frases desagradáveis e insultantes aos meninos. Quando a briga terminou e os Malfoy foram embora, Harry contou tudo o que vira, em segredo, a Rony e aos gêmeos Weasley, que estavam doidos para visitar a Travessa mas não tinham permissão dos pais. Fred e Jorge ficaram excitadíssimos com o que Harry contou.

- Uau!!! –exclamaram juntos, quando Harry falou sobre o feitiço que a bruxa usava para prolongar o tesão.
- Temos que aprender esse feitiço! –disse Fred.
- E nunca vão nos ensinar isto em Hogwarts!!! –completou Jorge.
- Ela também usou uma magia que arrepiava o cara inteiro! –disse Harry. - Acho que era para dar uma falsa impressão de gozo e clímax!
- Aprenderemos este também! –disse Fred.
- Mas não em Hogwarts!!! –terminou Jorge.

Fingindo ir à sorveteria, os gêmeos saíram da livraria e sumiram no meio da multidão.
Arthur e Molly Weasley nunca desconfiaram das intenções dos meninos, e que seus dois filhos mais arteiros estavam se enfiando na Travessa do Tranco, para espiar algum casal desprevenido...


----------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nota do Autor: Sei que já está ficando repetitivo esse negócio de masturbação Draco x Harry... Agora, após o próximo capítulo, Harry começará a se preocupar com suas ações... Harry ainda é quase uma criança, não liga para responsabilidades e as consequências daquilo que faz. Após a sua viagem de carro à Hogwarts, Harry vai amadurecer um pouco mais, beleza? x] Inconscientemente ele vai olhar para Gina, mas só vai descobrir que a ama no sexto livro...( quem já leu sabe o que acontece...)

A temporada de 'punhetas entre amigos' está acabando, dando início à nova fase da adolescência: As Fantasias...(não concretizadas...ainda).

Abraços a todos os que lêem...
peço que continuem deixando seus votos e comentários...
SectuMsempra!



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.