FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

3. Um olhar nada sutil


Fic: A Poção Polissuco


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Hermione acordou com uma criatura, linda de cabelos loiros platinados, parecia um anjo ao dormir, ela ficou admirando esse rosto que nunca teve a chance de ver por baixo daquela amargura, até que se tocou que estava deitada do lado de malfoy. Foi o mais discretamente possível para o seu quarto se alguém aparecesse ela estaria encrencada. Ao chegar acabou adormecendo, quando acordou viu Draco sentado do seu lado na cama, olhando-a com a varinha em uma mão, e uma carta do ministério na outra:
-AAAAAAAAAHHHHHHHHH – Gritou Hermione apavorada
-Calma Granger, você dorme até meio dia e ainda acorda irritada, não sei como te agüentam – Draco guardou a carta no bolso da calça e se encaminhou até a escrivânia – Olha chegou essas cartas para você.
-Que carta é essa do ministério? – Perguntou a garota
-Você é curiosa enh Granger?! – Disse Draco – Mas se você quer mesmo saber é apenas resultado de um mal entendido
-Eu vou querer usar essa coruja de Hogwarts – Falou apontando para uma coruja de igreja na janela
A garota ficou desconfiada.
-Você não recebeu a carta de Hogwarts não é mesmo?
-Claro que recebi. – Mentiu o garoto irritado
A garota não acreditou.
-Você leu? – Perguntou Hermione assustada lembrando da carta de Krum
-Não, por que iria querer ler as correspondências de uma trouxa, só se estivesse significativamente entediado, e desesperado...- Draco fez uma pausa diante do olhar severo de Hermione -Ta Bom, você venceu eu li. – Falou o garoto

-Como ousa? – Perguntou Hermione irritada e olhou os envelopes, tinha 4 envelopes, um era do Rony, o outro do Harry, o outro de Hogwarts e como ela previa um do Krum

-Esse Krum sempre fala essas baboseiras? – Perguntou Draco olhando o envelope

-Não se mete Malfoy.





Mione


Eu já ameacei meu tio e ele ficou muito satisfeito em
saber que seus pais eram “Normais” e que
você ia me pegar de carro...Eu estou bem apesar de tudo (respondendo a sua pergunta).


Harry

(Dava para se ver uma lagrima na carta)


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Mione


Eu estou precisando falar um assunto muito importante
com você a sós, a gente se encontra no beco diagonal no dia 25 de agosto, ás 13:00 na frente da floreiros e borrões.


Rony

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Hermionini


Eu estou com muitas saudades, e
realmente estou muito triste, por você não ter aceitado o meu terceiro pedido de
namoro, eu sei que você só quer ser minha amiga, mas eu quero mais do que isso,
aqui esta muito triste sem você, EU TE AMO.






Vitor


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-O Vitor não falou nenhuma baboseira Draco – Falou Mione

-Você que sabe Granger – Nesse momento Hermione ficou vermelha por ter chamado ele de Draco.

-Eu não acredito que ainda vou ter que agüentar o Potter.

-Olha aqui Malfoy, ninguém está te obrigando a ficar, por que você não vai para a casa da sua namoradinha, Parkinson, ou então daquilo que você chama de amigos – Falou Hermione com raiva, mas torcendo para que ele continuasse na sua casa, lembrou do abraço e da carinha dele quando dormia.

- Se eu tivesse escolha, acha mesmo que escolheria essa casa de Trouxas, agora se quiser que me retire, eu vou embora agora mesmo.

-Não, pode ficar – Ficou um silencio constrangedor – Malfoy com o que você estava sonhando ontem a noite?

-Granger eu já lhe disse que não é da sua conta.– Gritou Draco irritado, mas sentindo um nó na garganta, como se fosse chorar, não podia chorar de novo na frente dela, iria parecer um frouxo. A garota baixou o olhar e ele se sentiu culpado, ela não sabia o que havia acontecido, ela realmente estava tentando ajudar e ele sabia que ela não riria dele, nem faria piadinhas pelas suas costas, apesar de odia-lo.Como podia sentir isso por uma pessoa que odiava?

-Desculpe! – Disse ele surpreendendo a garota

Ela levantou o olhar e o encarou, ele sentiu-se estranho como se aqueles olhos amendoados pudessem ter algum poder sobre ele.Malfoy desviou quebrando o clima.
-Eu vou almoçar e tomar banho de piscina, se quiser me ver me encontre lá. – disse a garota tentando parecer natural

-Piscina?O que é isso? – Perguntou ele intrigado

-Ah veja, vista uma sunga.

-O que é sunga?

-HaHaHa, um short de banho, você tem?

-Não, eu tomo banho pelado.

-Eu acho que tem um no seu quarto.

-Ta eu vou ver se vou

Hermione desceu, almoçou, depois colocou seu biquíni vermelho e foi para a piscina, para a sua surpresa Draco estava lá sentado na borda.

-Você quis dizer banheira, não Hermione? – Falou Draco lembrando do banheiro dos monitores – Cadê as torneiras?

-Não tem, é uma piscina e não uma banheira.

-Eu prefiro a banheira. – Falou ele rebelde


Hermione se aproximou mais da borda da piscina e só então Draco se deu conta de como ela era bonita, seu corpo bem delineado, com cabelos que não eram mais lanzudos.
Hermione percebeu o quanto Draco estava mais bonito, tinha o corpo perfeito, definitivamente o quadribol havia feito bem a ele, e era lindo.
Hermione que já estava envergonhada, olhou para draco que havia acabado de se levantar e percebeu que ele ainda estava na borda, não resistiu e o empurrou na piscina, mas para a sua surpresa ele segurou seu braço e ela caiu junto com ele, a parte era funda e nenhum dos dois alcançava o chão.
Os dois riram do acontecido
-Não acredito que você me empurrou
-Não acredito que você me puxou junto - Disse ela ainda rindo, então ela percebeu que Draco estava muito próximo, ele colocou o braço dela no seu ombro para que se apóia-se nele, o rosto dos dois foram se aproximando, eles se olhavam profundamente, nenhum dos dois havia sentido um olhar tão intenso antes, os olhos cinzas de Draco pareciam enfeitiçar os amendoados de hermione.Draco e Hermione foram se aproximando podiam sentir a respiração um do outro, cada vez mais perto, então ouviram uma batida na porta e se afastaram rapidamente. Sra Granger havia acabado de chegar e olhava os dois severamente,
-Eles estão ai? - Perguntou o Sr. Granger.

-Estão – Respondeu a Sra. Granger ainda antonita enquanto o marido de aproximava
-Mione, Draco se arrumem nós vamos dar uma volta! – Falou o Sr Granger entusiasmado
-Serio pai?1 – Falou hermione tentando não olhar para a mãe – Para onde vamos?
-Ah, vamos tomar um sorvete e depois cinema!!! – Sr. Granger gostava de fazer programas em família, as vezes esquecia que sua filha já estava crescendo, para ele, ela sempre seria a pequena Mione que adorava tomar sorvete e ir ao cinema – O que acha rapaz?! – Perguntou se dirigindo a Draco
-Ahh – Falou Draco sem entender o que significava as palavras que o trouxa havia dito, procurou o olhar de Hermione , ela o olhou suplicante – Sr. Granger não vejo programação melhor! – Falou enquanto sorria charmosamente educado
-Ótimo – Falou o Sr. Granger feliz, voltando para dentro da casa.
-Minha filha antes de sairmos passe no escritório! – Disse sua mãe seria

Hermione estava profundamente envergonhada, não conseguia olhar Draco, nem sua mãe, mas enfrentou o medo como se nada tivesse acontecido, resolveu usar a cara de pau do próprio Malfoy.
-Obrigada Malfoy!Por ter sido simpático com o meu pai – Falou ela simpática e decidida, como uma verdadeira mulher e não como uma menina.
-Me chame de Draco! – Disse ele – Afinal nós somos grandes amigos e seus pais não podem desconfiar que nós nos odiamos. – Disse cinicamente, mas ele sabia que alguma coisa havia mudado, ele não odiava aquela garota, ele a desejava.
Hermione se sentiu triste com o desprezo do garoto, mas não deixou transparecer:
-Você tem toda a razão DRACO! – Falando isso saiu da piscina e se enrrolou na toalha


Hermione tentou adiar a conversa com sua mãe o maximo possível sabia o que ela diria.Foi direto para o seu quarto se arrumar, enquanto tomava banho ouviu alguém entrar no seu quarto.

“Ah ele não ousaria?” – Pensou Hermione extremamente irritada
-Malfoy saia do meu quarto agora!!!! –Gritou hermione de dentro do banheiro

-Sou eu Hermione! – Disse uma voz feminina
Hermione saiu do banheiro desconfiada.
-Oi mãe!! – Disse tentando parecer inocente
-Hermione Granger desde quando você estar namorando com este rapaz? – Perguntou sua mãe irritada
-Mãe, nos não..
-Hermione.. – Sua mãe baixou a cabeça e sentou na cama, tristemente – Eu achei que você me contava tudo filha!
A garota ficou feliz de ver que a raiva da mãe não era censura.
-Ownn Mãezinha, nós não estamos namorando.. – A mãe de hermione a olhou com descrença – ainda.. – completou a garota, para parecer convincente
-Então vocês estão.. como se diz? Ficando – Disse Sra Granger alegremente
-Não mãe, se isso estivesse acontecendo eu teria te contado – Falou hermione de forma cúmplice
-Ah minha filha e o que foi aquilo na piscina?Eu vi..
-kkkkkkkkkk – Hermione riu nervosamente – Bem, é que eu também não sei...
-Hum!!A Srta. Não me engana.. – Falou a mãe em meio de risos – Mas é por que eu achei que você gostasse do Harry Potter, ele vem pra cá ainda não vem?
-Vem sim..
-Hermione você vai ter que escolher um dos dois. – Disse a mãe em alerta – Não da pra ficar com os dois.
Hermione apenas sorriu
-Agora se arrume que eu quero você linda. – Disse a mãe animada – Vista o vestido que eu te dei e sem reclamações ouviu mocinha?! – Falou a mãe de Hermione sorrindo enquanto saía do quarto.
-Mãe!!! - Exclamou Hermione
-Oi - Falou voltando ao quarto
-Mãe, o Draco com certeza não tem roupa normal para vestir essa noite.
-Ah é isso?!kkkkkkkk tem umas roupas do seu primo no quarto de hospedes, vou informa-lo, os dois devem vestir o mesmo numero... - Falou enquanto saía do quarto.

Os pais de Hermione eram muito legais, eles sempre tentavam compreender a filha e acolher seus amigos como se fossem parte da família e com Draco não seria diferente.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.