FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

11. Longbottom Coffe


Fic: O Mesmo Destino - Vários Ships - UA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

11 - Longbottom Coffe


O Longbotton Café há tempos não tinha tanta gente. Harry e Neville se desdobravam para atender a tantos clientes que, aparentemente, haviam decidido aparecerem todos no mesmo momento.


Os pais de Neville estavam compenetrados no caixa e na cozinha... Parecia que, finalmente, os quase cinco anos de curso do filho estavam valendo a pena. A mulher olhou para os lados e sorriu vendo uma grande quantidade de gente, voltando em seguida para a cozinha.


Depois de alguns longos minutos tentando dar conta de atender a todos, os dois rapazes finalmente respiraram mais aliviados e tranquilos. Voltaram para o balcão e olharam para os lados vendo se alguns dos clientes os chamavam.


 


- Olha quem tá chegando Nev... - Harry falou com um sorriso bobo e o amigo virou-se rápido em direção à porta - Por que não vai atende-la?


- Ah Harry, acho melhor não. Sou muito desastrado e quando fico perto dela é ainda pior.


- Cara, você tem vinte e cinco ou não? É um homem ou não é? Deixe de ser abobalhado e vá falar com ela. Eu cuido aqui do balcão.


 


Neville caminhou com seu habitual nervoso escondendo-se atrás de sua bandeja. Nunca entenderia como uma criatura poderia conseguir ser tão linda e reunir tantas qualidades físicas e pessoais.


Olhou de esguelha para o amigo que ainda o olhava e voltou-se a olhar para a frente visualizando seu alvo lhe sorrindo após sentar-se em uma das poucas mesas que estavam vagas, um tanto distante do balcão de atendimento, onde sempre preferia ficar.


Os cabelos estavam a cada dia mais compridos e caiam por seus ombros praticamente cobrindo seu corpo. Os grandes olhos azuis brilhavam, embora parecessem um pouco tristes, e contrastavam graciosamente com a camisa azul que ela usava.


 


- Tudo bem Luna? - a voz saiu mais rasgada do que pretendia, e a moça riu ainda mais.


- Bem melhor agora Nev. Está cheio hoje, eim?


- Sim. Está sim.


- Quem bom.


- É... O que vai querer? - ele tentou ser o mais convincente que pode.


- Acho que... Um cappuccino e... Um pastelão de forno.


- Certo. Mais alguma coisa?


- Não. Por enquanto é só. - ela sorriu novamente e ele acenou saindo em seguida.
 


Ela o observou voltando para o balcão. Como o Neville estava mudado. Não parecia mais aquele garoto que conheceu quando tinha seus doze anos... Suspirou. Era uma menina estranha e de cabelos desarrumados, não que estivessem melhores agora, mas ao menos conseguia amarrá-los.


Ser chamada de Di-Lua na escola nunca foi realmente incômodo para ela, pelo contrário, achava que o apelido era um elogio já que adorava a Lua e seu pai falava que ela mudava muito de opinião conforme as fases da Lua, como sua mãe era.


O que incomodava de verdade era o que ela sentia em relação ao garoto do penúltimo ano. Estava cinco anos de distância dele e ficava realmente chateada por isso. Nunca poderia conversar com ele ou trocarem matéria escolar.


Ele era maior, mais forte e tão incrivelmente lindo. Suspirou novamente ao lembrar de como ficava abobalhada quando ele passava na frente de sua sala e como praticamente enfartava quando o encontrava olhando para ela.


Lembrou-se da Hanna Abbott. Nunca sentira tanta raiva de uma garota como sentira dela. Eles estudavam na mesma turma e era mais que normal que tivessem um relacionamento. Ela sim era linda, com aqueles cabelos lisos e negros que brilhavam como se fosse catarro... Sorriu baixo lembrando da situação.


Depois de um ano ele se formou na escola e ela achou que nunca mais o veria. Até que dois anos depois seus pais se mudaram para a mesma rua em que ela morava com seu pai. Ele não estava, já havia ido para a faculdade, mas nos feriados e fins de ano sempre se viam, e por uma grande sorte do destino, seus pais se tornaram amigos, o que facilitou sua vida, ao menos foi o que ela imaginou.


Eles nunca tinham assunto para conversar e ela se sentia a mais estúpida de todas as garotas do universo por isso. Tinha ele ali, sentado em sua sala, enquanto os pais conversavam e o máximo que ela conseguia fazer era sorrir acanhada para ele.


Suspirou novamente. Estava mais do que na hora daquilo mudar. Se não estive enganada e se dependesse do tal senhor x e dos Malfoy, ela morreria em breve então, estava mais do que na hora de ouvir as palavras de Hermione e Romilda e coloca-las em prática.


 


- Cara, o que vocês conversaram?


- Nada Harry. Ela só comentou sobre o movimento e fez o pedido.


- Ah Neville... Não seja tapado. Você tem que puxar assunto cara, tem que conversar, falar de coisas legais.


- Como posso falar de coisas legais aqui dentro Harry? Seria bem interessante conversar sobres os salgadinhos ou sobre a quantidade de açúcar que tem em cada docinho daqui.


- Arh... Não seja estúpido. E por que você não a convida para saírem no fim de semana?


- Ela trabalha sabia?


- Eu sei. Eu também e tenho tempo para sair com a Cho que além de estudar, trabalha, assim como eu e minha irmã, e ela também encontra um tempo pra sair com o idiota do namorado dela.


- Por que você tem tanta raiva do namorado da sua irmã? Ele parece ser um cara legal.


- Ah... Eu sei. E ele é bem legal sim, mas é o namorado dela e é minha obrigação odiá-lo e vigiá-lo de perto sempre.


- Que idiotice, Harry.


- Não estamos falando de mim, estamos falando de você, então vamos manter o foco. Você precisa convidá-la para sair e assim marcam um dia. Não é possível que ela trabalhe de domingo a domingo e não tenha uma folga porque a Mione trabalha no mesmo lugar que ela e tem uma folga por semana.


- Não tenho coragem de convidá-la...


- Vai ter que ter, homem... Afinal você é um homem ou um rato?


- Quando se trata de Luna Lovegood, estou mais para rato.


- Mas que frouxo.


- Harry, você não imagina como é. Eu gosto dela desde que ela foi estudar na escola onde fiz o colegial. Ela tinha doze anos e era extremamente estranha...


- Continua sendo.


- Ah... Não interrompa. E eu fui gostando dela aos poucos sem nunca ao menos termos nos falado. Depois eu passava na frente da turma dela e a olhava, mas ela sempre desviava o olhar.


“Nunca poderíamos ter ficado juntos porque ela jamais demonstrou ter interesse em mim... Nem mesmo quando eu namorei com uma colega de sala. Ela nunca nem ao menos pareceu notar, você entende?”

Harry concordou com a cabeça. 
 


- E depois, quando fui morar na mesma rua que ela, nossos pais se tornaram amigos. Por vezes eu deixava de fazer muitas coisas só para ir passar a tarde la com ela e ela simplesmente só me olhava e me dava um sorrisinho acanhado.


“O pior é que não sou assim com outras garotas. Já namorei bastante, mas com a Luna é diferente. Não consigo estar perto dela e não fazer ou falar bobagens. Eu acho que eu a amo de verdade e é isso o que sempre me impede de agir naturalmente com ela.”


- Amor... Cara, você tem que curtir a vida. Somos muito jovens para amar de verdade, como amam nossos pais...


- Você fala isso porque nunca amou, mas quando isso acontecer, ai você vai entender o que eu estou dizendo agora.


- Meu amor - os dois ouviram a voz da mãe de Neville - O lanche da Luna meu bem. Diga para ela que é cortesia nossa por seu aniversário.


- Certo mãe - o garoto respondeu envergonhado.


- Como assim aniversário dela? - Harry olhou a bandeja contendo além do cappuccino e do pastelão, um mini-bolo de chocolate.


- Nesse fim de semana. A mãe sempre faz isso pra ela. Na semana de aniversário dela, a mãe faz umas guloseimas pra Luna e lhe dá algumas regalias.


- Cara, é a tua oportunidade. Chama ela pra saírem no fim de semana.


- E se ela negar?


- Se você não chamar não vai saber. Agora leva o lanche dela e chama ela pra sair.


 


O garoto caminhou desviando-se de alguns clientes que saiam do Café. Harry havia saído para atender mais duas mesas que pediram a conta e observava o amigo de longe, torcendo para que ele não tropeçasse no tapete do chão ou desistisse de falar.


 


- Já? - a garota sorriu recebendo a comida - A Nev, sua mãe não esquece mesmo eim - sorriu olhando para o bolo.


- Não. Gostamos muito de você, Luna, e a mamãe te trata como uma filha - bosta, não devia ter falado isso.


- Fico muito feliz por saber disso - droga, será que ele me considera só como sua irmã?


- Ela também disse que o lanche é nossa cortesia por seu aniversário.


- Você sabe que vou pagar, não sabe?


- Sei. E vai ser no mesmo esquema de todos os anos?


- Sim. Diga para ela que foi uma gorjeta de algum cliente. Depois eu vou na cozinha falar com ela, mas você terá que me conseguir uma touca.


- Claro. Isso é fácil.


- Er...


- Bom apetite então.


- Obrigada!
 


~~


 


- E ai?


- E ai o que?


- Como foi?


- Como foi o que?


- Você chamou ou não?


- Er... Bem...


- Não Longbottom, você está me matando de vergonha cara. Chama essa garota pra sair ou eu faço isso.


Não mesmo. Você não é louco.


- Ah é?


 


Harry aproveitou o movimento mais tranquilo e caminhou decidido ate a mesa onde Luna estava. Neville tentou detê-lo fracassadamente.


 


- Ah... Oi Harry, tudo bem?


- Tudo sim Luna, e você?


- Tudo indo.


- E... Aconteceu alguma coisa que devamos nos alertar?


- Não. Tudo tranquilo por enquanto.


- Qualquer coisa me avisa ok?


- Claro Harry. E obrigada por tudo o que você e a Mione tem feito por mim.


- Somos amigos, não somos? E é assim que amigos agem. Ao menos foi assim que meus pais ensinaram pra Mione e eu.


- Valeu.


- Vim só saber como você está mesmo. Deixa eu ir voltando antes que o chefe ali - ele virou e olhou pra Neville que parecia nervoso - tenha um peripaque.


- Não fale assim Harry - a garota sorriu.


- Deixa eu ir. Qualquer coisa você me avisa, certo?


- Certo.


 


~~


 


- O que você falou?


- Que você é um frouxo.


- Ah Harry. Corta essa. O que você falou?


- Nada. Era só pra te deixar nervoso.


- Ah seu filho de uma...


- Nada de xingar minha mãe.


- Seu fresco.


- Fresco é você, fugindo de uma garota. E vai lá que ela ta chamando oh. Deve ter terminado. Não vou mais não.


 


~~


 


- E ai? Gostou?


- Estava ótimo Neville. Muito obrigada mesmo. Mas gostaria de agradecer a sua mãe.


- Claro. Ela vai adorar te dar um abraço.


- Amo muito sua mãe.


- E ela a você. Deixa eu pegar uma toca pra você - falou retirando as coisas de cima da mesa e saiu apressado, voltando em seguida com a toca na mão.



... 
 


- Dona Alice - Luna falou animada assim que entrou na cozinha. Neville a olhava. Até com aquela toca horrível ela ficava linda.


- Florzinha - mamãe nunca vai deixar de chama-la assim.


- Olá boneca - Franco Longbottom apareceu assim que ouviu a voz da garota - Que saudades sua. Anda sumida eim mocinha, e olha que moramos na mesma rua.


- Ah... Seu Franco, o senhor não faz ideia de como os dias tem sido corridos pra mim. Até o papai tem reclamado que mal me vê.


- Ah sim. Quando o Nev estudava mal tinha tempo de viver também - Alice falou - Mas precisa se cuidar... Está tão magrinha. Certamente não tem se alimentado bem.


- Imagina senhora. Estou me alimentando bem sim, mas o corre-corre nem deixa a comida chegar à barriga.


- Está tudo bem no trabalho? - Franco perguntou.


- Sim, está sim.


- E na faculdade? - Alice completou.


- Também.


- E o namorado meu amor, onde está? - Alice perguntou e Neville sentiu um soco forte e gelado no estômago. Percebeu as bochechas da garota corarem e ela desviou um pouco o olhar.


- Bem, dona Alice. Ainda não tenho.


- Ah... Então Neville ainda tem esperanças.


- Mãe.


- O que meu filho?


- Assim a senhora deixa a Luna constrangida. - falou com as bochechas escarlates.


- Bem que você podia mesmo falar com ela, não acha meu filho?


- Pai.


- Não se preocupe minha querida, ele é meio tímido.


- Ah mãe... Quer saber, vou ajudar o Harry.


 


~~


 


- Que cara é essa Neville?


- Meus pais - o rapaz parecia criança de tão emburrado.


- Te casaram com a Luna?


- Sempre fazem isso.


- É... Pensei que só os meus faziam isso...


- Pelo jeito é geral.


- Se seus pais sempre fizeram isso... Por que então você nunca tentou nada?


- Ah Harry, não enche tá legal.


- Neville, Harry... Já estou indo.


- Tão cedo Luna?


- Já demorei mais do que devia, Harry... A Mione está me esperando pra trocarmos o horário.


- Sei que ela não vai se importar.


- Tchau então.


- Er... Luna - Neville falou vermelho e Harry afastou-se usando a desculpa de atender uma das mesas para deixar os amigos a sós - Desculpa pelos meus pais.


- Imagina Neville. Você sabe como são nossos pais.


- Sim, eu sei. Mesmo assim, desculpa tá.


- Tudo bem.


- E então... Quer mais alguma coisa? - merda Neville... Ela vai pensar que você ta mandando embora.


- Hum... Quero sim.


- Diz então, eu vou buscar agora mesmo - ele sorriu tentando se recuperar da frase passada.


- Você quer ir ao cinema comigo no sábado à noite? - ela nem sabe de onde tirou coragem, mas a frase saiu.


- Claro - ele respondeu sentindo o rosto queimar - Quero sim.


- Que bom. Você me liga pra combinarmos um horário?


- Sim - ele estava meio atordoado - Eu ligo sim.


- Tudo bem então. Até depois.


- Tchau.


^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^


Então mais um capítulo dessa amada fic.
Quero informar que a partir da semana que vem vou intercalar com essa fic as minhas outras duas fics, tentando mudar um pouco meus shippers.

Muito bem Acompanhada - Dracória:
http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=44316

Então será assim: "Como O Mesmo Destino" é bem grande (cerca de 60 cap) vou continuar tentando as atualizações semanais e intercalar as semanas entre Muito bem Acompanhada e ela. 
Espero que gostem.


Quanto aos comentários, sim, Lucio é nojento. Vou continuar trazendo o passado deles nos capítulos pra vocês se familiarizarem com suas histórias.
E desse capítulo, o que acharam? Espero que gostem. Comentem... Adoro ler, e não se preocupem com o tamanho deles, eu adoro comentários enormes. 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tati Hufflepuff em 13/11/2013

Me diverti muito com essa capítulo! Depois de toda a tensão do cap. anterior, esse ar mais leve era necessário! Adoro Neville/Luna, pra mim foi uma pena não ter acontecido nos livros...
Neville foi tão Neville, todo envergonhado que Luna teve que dar um jeitinho...
Seguindo >>> 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Van Vet em 26/01/2013

Ai Andye... nem parece a mesmo pessoa escrevendo esse capítulo romântico, doce e leve, comparado com aquele super pesado e triste. Muito bem, todo escritor tem que ser eclético pra não cair na mesmice, até porque o que tá ruim pra um tá bom pro outro... Cada personagem um ambiente. Agora, depois desse capítulo, confesso estar gostando mais da Luna. Uma moça de muita atitude ela! E as conversinhas paralelas do Harry e do Neville, cara que sarro, fiquei rindo aqui. Quando o Harry foi na mesa dela, falar de outro assunto que não tinha nada haver com a "bundamolice" do Neville e voltou, com o pobre perguntou a ele o que tinha falado... cara, que sarro! 
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Adorei, Andye. E tava super bem escrito também.
BJOS! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lana Silva em 07/10/2012

Eu amei o capitulo. Eu ri muito aqui, tipo eu amo a Luna. Ela é muito perfeita, amo o jeito da Luna e acho ela e o Nevi perfeitos, fiquei triste quando soube que ela não ficaria com ele no livro ;/ sei lá, acho um perfeito para o outro.  Esse capitulo me fez quase pirar aqui eu estava "Neville, chama logo ela pra sair garotooooo" e juro que imaginei que ela que faria isso porque ele é bem timido. Achei lindo isso de os dois se gostarem sempre, mas ficarem acharem que o outro não gostava, é muito fofo *-------------------* Ahhhhh essa parte dos pais dele eu me lembrei de uma coisa que minha mãe e a amiga dela fizeram comigo essa semana, minha mãe tava conversando com a amiga na Web Cam e disse que ela tinha me chamado eu fui ver o que ela queria e ela tava com o filho do lado ai conversando comigo começou a me chamar de nora, serio eu ri muito, porque tava morrendo de vergonha, os pais as vezes nos fazem pagar o mico do ano kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e só pra ter uma ideia não gosto muito de Web Cam, fui mais porque ela chamou e tal...E quando eu sai ainda chamou o filho da amiga dela de genro kkkkkkkkkkkk serio, terrivel isso!
Mais uma capitulo perfeito, foi ótimo descontrair com esse capitulo, ainda mas que as maldades do Lucius vão voltar, serio, o cara que não presta para a própria familia, nunca vai prestar para ninguém.
Vou dar uma passada em Como não amar também *curiosa* kkkkk
Bjoos flr *-* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Violettaa em 07/10/2012

Que lindo Luna cheia de coragem chamando Neville para sair, confesso que na hora que ela pensou que iria morrer senti um aperto no peito, nossa capitulo super fofo*-* . adoro o Neville... E o Harry Super amigão dando força e apoio a ele, e concordo com Harry odeio o namorado.da Mione sujeitinho misterioso... Desconfio que ele tem um ligação muito forte com o Sr.X se ele não for o proprio... Parabéns flor o capitulo estava demais, aguardo o próximo ansiosa
Beijo, beijo ^_~ 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.