FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

18. Por um triz...


Fic: Garota Malvada


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Você passou sorrindo...

Quando me viu chorando...

Entrou na minha vida...

Assim meio que sem querer!





Segunda Feira...Um dia muito chato!Porque será que a semana não podia começar na terça?A única coisa de bom naquilo tudo era as duas aulas de Herbologia...Fazia tempo que não tinha!Até ficava mais feliz...!Teria a chance de voltar a responder as questões da professora Sprout.

Entrou na estufa onde todos alunos já se encontravam.

Sprout sorriu feliz e piscou algumas vezes, mostrando-se feliz por poder revê-la.

-Bom, agora que todos já se encontram aqui, vamos começar nossa aula de Herbologia...

Os alunos já iam retirando seus materiais da bolsa quando a professora fez para que eles parassem com as mãos.

-Só tirem um pergaminho e pena hoje...-Os alunos bufaram, mas alguns ficaram uns tanto surpresos.-Irei dar algumas explicações nessa aula...!Só quero que anotem para estudarem depois...

Todos retiraram pergaminhos, penas e tinteiros da bolsa.

-Agora posso começar...-A professora sorriu entusiasmada e pigarreou.-Alguém aqui já ouviu falar em Alexander Rostoff?

Hermione e Gina levantaram a mão ao mesmo tempo.

-Obrigada Srta Weasley, já sei que você sabe...-Gina sorriu satisfeita.-Pode me dizer Srta Granger.

Hermione bufou nervosa ao ver o quanto Sprout era puxa-saco de Gina.

-Okay, Alexander Rostoff foi quem descobriu mais de 500.000 substâncias da água!

Os alunos olharam surpresos e Sprout sorriu satisfeita.

-Isso mesmo!Alexander nasceu em 10 de Outubro de 1700 d.m e descobriu mais de 500.000 substancias mesmo!E a que mais de 250 anos é mantida em mais sigilo é a Rostoffilina, que ganhou o nome em homenagem a ele.Essa substancia rejuvenesce quem a toma, alguns anos.-Respirou fundo.-Não, não é uma substancia de imortalidade não, mas quando tomada em excesso causa o desaparecimento de quem tomou, por tempo indeterminado!Já ouve alguns casos de desaparecimento depois que a substancia foi descoberta!Algumas pessoas que tomaram-na em excesso desapareceram e só ‘nasceram’ de novo, muitos anos depois, em lugares completamente bizarros!-Sorriu feliz.-Mesmo assim, Alexander se tornou muito famoso, aparecendo em diversos livros.

Harry olhou indignado.O aula chata viu!Como Gina conseguia gostar daquela tortura?

Olhou na direção da ruiva, que escrevia calmamente.O rabo-de-cavalo pendia sobre os ombros cobertos pelo sobretudo enorme, que ia até os pés.

O que sentia toda vez que ficava olhando pra ela?Era algo tão complexo e fatal...Merlin!Amava tudo nela...Até os vários defeitos...

O único e maior problema era que ela não sabia disso e se soubesse era capaz de nem olhar mais em sua cara.

Seus olhares se encontraram do nada.

Gina olhou de uma forma interessada, o que o deixou de uma forma muito feliz...!

Pelo menos ela olhava também!Isso era um ponto positivo!

Acenou com a mão e ela sorriu.

Não demorou muito e a aula terminou.
Saíram cansados e um pouco entediados por terem ficado escrevendo a aula toda.
Pelo menos nenhum aluno saiu ensangüentado ou todo sujo de barro.

-Oi Harry...O que ouve?-Uma voz suave soou ao pé de seu ouvido.

Olhou rapidamente um pouco atordoado.De quem seria aquela bela voz?
Virou-se rapidamente para ver um belo par de olhos azuis claros pelos óculos o fitando.

-Gina!-Constatou.-Não ouve nada...-Sorriu.-Porque?

-Ah, tipo, você tava com mô cara de sonhador...Hum...Mundo da lua!-Murmurou um pouco ironicamente.

-Sério?-Fez cara de desentendido.

Mas é claro...Estava pensando nela...Imaginando os dois juntinhos...

-Juro!Sem zueira...Você ficou com mo cara de bobão...-Riu com vontade enquanto empurrava o óculos de encontro ao rosto.-Porque estava daquele jeito?

-Num sei!-Disse entrando no castelo.-Nem me toquei...

-É...-Suspirou.-Vou subir pra pegar meu livro de Poções tá?

-Okay...Vou pra minha aula de Transfiguração...-Olhou-a bem nos olhos.

-A gente se vê Harry...-Deu meia volta e saiu da lá, fazendo o sobretudo esvoaçar.

Como queria descobrir os recintos mais misteriosos daquele corpo...-Harry pensou suspirando-.




-Hei, ruiva...-Alguém a chamou quando entrava quase correndo no Salão Comunal da Grifinória.

Olhou nervosa para o lado e viu um Edw acenando com a mão.

Foi até ele e sorriu entusiasmada.

-Oi Edw...Tudo beleza?

-Ótimo...-Ele resmungou.-Qual seu nome mesmo?

Gina olhou desanimada.

Que engraçado...O bonitinho nem lembrava qual seu nome...Filho da Mãe...

Riu sem graça, enquanto ele continuou com a mesma feição séria e sem graça.

-Gina!

-Ah, é mesmo, eu não conseguia me lembrar...Só me vinha um tal de Regina na cabeça...-Murmurou jogando uma mecha do cabelo pra trás.

-Sei...-Sorriu de forma nervosa.

-É, você vai com quem pro baile?-Ele á fitou de uma forma galanteadora.

-Com o Harry...-Deu de ombros sem vontade de ficar ali jogando conversa fora com Edw, principalmente porque teria aula em poucos minutos.

-Que pena...Pensei que poderíamos ir juntos.-Abaixou a cabeça.

-Que pena...Não vai dar...

-Tá, mas se você mudar de idéia é só falar comigo tá bom?

-Okay, valeu mesmo assim...-Sorriu de forma amigável.-Tchau...

-Falou...

=_=

-...E como eu ia dizendo, depois que vocês obtiverem a poção, o que não devem fazer senão se darão muito mal, é...-Parou no meio da frase ao ouvir a porta se abrindo e uma ruiva entrando mais que depressa, um pouco pálida.

-Desculpa o atraso professor...-Se desculpou, ainda muito ofegante.

-Quando chegará o dia em que você não se atrasará Srta Weasley?-Snape perguntou ficando mais pálido que o normal.

-Quando não me acontecer imprevistos...-Murmurou normalmente.

-Sei...E acha que pode ficar entrando a hora que quiser nas minhas aulas?

-Lógico que não!-Afirmou com um sorrisinho no canto do lábio.-Mas é que eu não tenho culpa, então...Acontece!

-Acontece...-Snape murmurou ironicamente.-Então eu também não vou ter culpa por te dar mais uma detenção para essa noite...-Ele murmurou de forma perigosa.

-Ah, pra mim já chega...Faça o que quiser!-Respondeu ficando nervosa e cruzando os braços em frente ao peito.

Snape e mais a sala inteira arregalaram os olhos.

Como aquela garota se atrevia?

-Pensa que é quem pra falar assim comigo?

-Professor, eu já disse que não tive culpa...-Continuou com o mesmo tom sem temores.

Snape a fitou por alguns instantes para logo virar-se de costas.

-Muito bem então...Vou tirar 20 pontos da Grifinória...

Todos olharam indignados, mas logo voltaram as suas anotações.




Logo já haviam terminado as aulas chatas daquela segunda feira.

Todos já se encontravam sentados jantando tranqüilamente no Salão Principal...Com exceção aos que já haviam terminado.

Passou pelo retrato da mulher gorda e avistou Hermione sentada conversando com Rony, Fred e Jorge.

Sorriu para a amiga que acenou, pedindo para que ela se aproximasse.
Fred olhou de esguelha, mas logo continuou sua conversa com Jorge e Rony.

-Olá Mione...

-Oi Nick...Senta ai...-Hermione ofereceu uma poltrona ao lado da sua e da de Jorge.

Sentou-se meio sem vontade.Ficaria só alguns segundos apenas para não fazer desfeita, pois era muito chato ter que ficar olhando para aquela cara sardenta de Fred...

-Alguma novidade?-Perguntou para puxar assunto.

-A única novidade da Hogwarts inteira, é a amizade do Harry e da Gina...-Jorge comentou entusiasmado.

-Ah, eu estou feliz dos dois estarem se dando bem...-Comentou ao que Hermione concordou com um gesto da cabeça.

-Ah, eu não estou não...-Rony quase gritou, fazendo Hermione olhar feio.

-Você tem problema?-A namorada perguntou dando um tapa na cabeça do ruivo.

-Ah, agora ficou super fácil do Harry ganhar a apos...-Parou na metade da frase e arregalou os olhos, quando os outros dois ruivos olharam surpresos.

-Fácil de ganhar o que?-Nicolly franziu o cenho enquanto Hermione olhava desconfiada.

Fred e Jorge pareciam querer disfarçar, mas suas feições eram que de queriam matar Rony.

-Nada!-Ele disse meio sem jeito.

-Eu tenho cara de retardada?-Nicolly perguntou e viu Fred olhando sarcasticamente.-Eu ouvi você dizendo sobre o Harry ganhar uma tal de aposta!

-Então você ouviu muito mal...-Jorge tratou de dizer.

-Não mesmo!Eu também ouvi...-Hermione anunciou de forma convincente.

-O Rony é louco okay?-Fred se levantou e saiu a passos folgados de lá.

Jorge fez o mesmo, saindo atrás do irmão.

-Essa não colou não ouviu Rony...Tô de olho em vocês...-A morena deixou no ar enquanto se levantava, acenando para Hermione e saia de lá também.

-Rony...Pode me contar que armação é essa...

Rony sorriu um pouco nervoso.

Por um triz elas não descobririam tudo...E todos nós estaríamos ferrados...-Rony pensou enquanto engolia em seco tentando achar alguma saída...-.




Ficou mais alguns instantes pensativa.Que diabos de aposta seria aquela?Será que Gina estaria metida em alguma das traquinagens de Fred e Jorge?

Aff...Era melhor ela nem saber disso...Ou quem sabe era melhor sim?

Odiava a duvida...!

Entrou no dormitório feminino e encontrou a ruiva terminando de fazer uma trança no cabelo.Ela parecia cansada e um pouco nervosa, pois prendia de uma forma muito brutal o cabelo.

-Algum problema ai ruiva?-Perguntou, um pouco cautelosa.

-Não, nenhum!Eu pareço ter algum problema Nicolly?-Ela gritou descontrolada.

-Calma, eu...Assim, eu não quis dizer que você tinha um problema, mas sim que você poderia estar vivenciando um...-Murmurou coçando a nuca.

Gina bufou e sentou na cama com as pernas cruzadas como índio.

-Meu problema é aquele seboso!-Revirou os olhos nervosa.-Ele cisma comigo!-Acrescentou.

-Talvez ele te admire!-Tentou.

-Quer apanhar sua morena idiota?-Revirou os olhos mais uma vez, como que se isso fosse amenizar sua raiva.-Ele me admirar?

-É...Esquece!-Respondeu enquanto prendia o cabelo em um coque.-Mas, pensa pelo lado positivo...Ele não te deu detenção.

Gina esses dias estava muito calma, e Nicolly tinha medo de que ela viesse a explodir de raiva!A ruiva era uma pessoa muito calma, e só três pessoas conseguiam tirar ela do sério freqüentemente.

Uma era a Patricia, a outra a Cho Chang e por fim...O Potter!

Esses batiam recorde em faze-la ficar estressada e querer quebrar tudo...!Tirando eles...Os outros no máximo a deixavam nervosa pela perda de tempo!

Gina se tornara uma garota muito fria com os outros...Mostrando que não tinha medo de nada e de ninguém...E que sabia se defender sozinha, já que nunca teve alguém que fizesse isso por ela.

Não que suas amigas não tentavam...Mas é que ela sempre gostou de se virar de sua própria maneira...Mostrando que era melhor não brincarem com ela!E era exatamente isso que deixavam as pessoas com inveja da ruiva...

E principalmente...Mesmo ela não sendo bonita...Tinha garotos como Draco e Michael que fariam de tudo pra ficar com ela!

Isso era o que podiam chamar de poder...Gina sempre conseguia o que queria...Com muita garra e força de vontade...

E exatamente por isso tinha orgulho de dizer: Ela é minha melhor amiga!

-Tá, mas mudando de assunto...-Deu um longo suspiro.-Eu notei que a Srtª anda muito triste...-Ergueu uma sobrancelha.-Qual o problema?

-Não é nada Gina...Impressão sua!-Tentou soar convincente, mas foi totalmente fracassada na tentativa.

-Acha que engana a otária aqui?-Apontou para si mesma.

-Bem que eu tento...Mas nunca consigo!-Riu enquanto Gina cerrava os olhos.

-Tá...Agora pode tratar de ir contando!-Pediu cruzando os braços em frente ao peito.

-Gina...Você ficou sabendo...-Tentou desconversar.

-Nicolly Melabouth!

-Tá bom...Eu falo...-Abaixou a cabeça fazendo fios de cabelo caírem sobre a face corada.

-Então desembucha...

-Eu...Eu beijei o Edw!-Disse de uma vez, fazendo Gina arregalar os olhos enquanto fazia um gesto com as mãos, indicando para que ela continuasse.-E...É bom que saiba que fiz isso na frente do Fred!

-Como é que é?-Engasgou-se com os olhos arregalados.

-Foi o que ouviu...Deixa eu te contar tudo.

Contou com mínimos detalhes tudo o que aconteceu...Desde sua conversa com Fred, até o momento em que Edw e o ruivo lhe deixaram com cara de boba no Salão Comunal!

-Caraca Nicolly...Meu...Que Fenomenal...-Gargalhou por um bom tempo, enquanto Nicolly ficava de bico.

Para de tirar uma com a minha cara tá bom?-Pediu nervosa, ficando vermelha.

-Desculpa, mas é que o Fred é afim de você...Diz que te ama, e você esnoba ele?O que você quer Nicolly?-Agora Gina estava séria e parecia um pouco chateada com Nicolly.-Eu não quero me meter no relacionamento de vocês, mas tenho que dizer que o Fred não é um desses que diz que ama uma garota todo dia...E pra ele vocês já estavam namorando...Demora pra cair a ficha dele...Nick, ele tá afim de você...Cara ele te ama...O que você quer mais?

Nicolly abaixou a cabeça e ficou cabisbaixa.Gina estava certa.O que ela estava querendo mais mesmo?Fred era o cara dos seus sonhos, sabia que ele merecia coisa muito melhor...Mas amava ele mais que sua própria vida...Queria ser dele e de mais ninguém!

O mais difícil de entender era o porque de ter gostado dele...O porque dele ter gostado de uma garota tão nada como era!Estava feliz de saber que ele a amava...

Teria que deixar as águas rolarem, porque essa era a verdade nua e crua!

-Você tá certa Gin...-Respirou fundo levando ar aos pulmões.-Eu vou me desculpar com Fred...

-Ae, até que enfim Nick...!-Bateu palmas e sorriu debilmente.-E euzinha aqui vou tomar um ar lá fora, porque aqui dentro eu não fico...Ainda são 7:30!-Riu e abriu a porta do dormitório.

-Ah, Gina, só pra não esquecer depois...-Riu ansiosa.-Domingo tem visita a Hogsmead pra comprar os vestido pro baile!

-Ah merlin...Isso é chato!-Piscou pra morena e saiu do quarto.




Passou pelas damas da noite que já emanavam sua loção que encanta, e foi se dirigindo até seu lugar de estimação...A pedra em frente o lago da lula gigante.

Sorriu sozinha ao sentir o bom aroma de campo junto com a brisa que chocou-se contra se rosto.

No mesmo momento se lembrou que estava de trança e sentiu uma enorme vontade de voltar e ficar deitada, mas logo essa vontade se esvaiu quando olhou para a bela lua cheia que se formava conforme as nuvens ia se desaparecendo de sua frente.

Estava uma esplendida noite...E não via a hora de molhar seus pés com a água do lago.

Aproximou-se da pedra e viu a sombra de alguém sentado.

Quem seria a pessoa que roubara sua pedra de estimação?

Cerrou os olhos e olhou indignada.Iria exigir seu lugar de volta...E o babaca que mudasse sua barraca pra outro lugar.

Andou em passos determinados e chegou até a pessoa que se mantinha de frente para o lago e de costas para si.

Fez um barulho com a garganta e a pessoa olhou para trás, revelando os belos olhos verde esmeralda, que se chocaram com o seu, deixando-a tonta e entorpecida.

-Oi Harry.-Cumprimentou um pouco sem jeito.

Ele sorriu e fez com que todo seu ser se arrepiasse.

Porque ele tinha que ser tão encantador a ponto de a fazer perder a vontade de exigir sua pedra de volta?

Porque ele estava sentado de uma forma despojada com aquela camiseta azul escuro e a calça jeans folgada, a fitando intensamente, com uma sobrancelha erguida com ar sensual e provocante.

Ele simplesmente poderia lhe pedir qualquer coisa naquele momento.

Balançou a cabeça de um lado pro outro voltando ao normal e saindo do transe temporário que os olhos verdes lhe permitiram entrar.

Iria processar Harry por ele estar a deixando louca!


Olhou-a de uma maneira sexy e sorriu.

Como ela estava diferente com aquela trança.As sardas apareciam levemente sobre a face corada e com ar angelical.Aquela garota simplesmente estava o deixando louco.

Porque Merlin?Porque ela tinha que ser daquele jeito meigo e sensível...?

Ela podia o que queria...Tinha poder sobre as pessoas...E aquela maneira de falar ‘Oi Harry’ era simplesmente de matar.

A tempos que a idéia de um psicanalista era bem vinda...Mas nunca tomara um providencia.

Ele, Harry Potter, nunca sentira isso por nenhuma garota atraente o bastante, e por ironia do destino estava sentindo por Virginia Weasley...

Mas...Porque tudo aquilo?Ela era apenas uma pimentinha que adorava o provocar, e que por ironia era sua amiguinha agora!

Às vezes se perguntava o porque de toda vez que seu olhar se encontrava com as íris azuis clarinhas dela sentia um impacto tão grande...Como que se fosse duas peças as quais precisavam se completar...Se fundirem em um só...

Queria sentir a textura dos lábios dela...Dizer que à desejava com todo seu ser...Queria apenas poder amá-la, algo que imaginava ser contra as leis da física, já que dois seres sendo tão diferentes nunca poderiam ser algo mais que amigos!

-O que faz por aqui?-Ele perguntou rapidamente, se levantando.

-Que maneira legal de dizer oi!-Ironizou.

-Desculpa...-Riu baixinho e a fitou intensamente.

Ai Merlin...No que ele estaria pensando?Daria qualquer coisa para poder ter os pensamentos de Harry Potter...

Pensou um pouco confusa ao olhar novamente para aqueles olhos e sentir uma sensação embriagante.

Os cabelos desalinhados dele caiam sobre os olhos, deixando-o ainda mais sensual e provocante.

Mordeu discretamente o lábio inferior e o empurrou, sentando-se na pedra.

-E que maneira educada de pedir licença...-Brincou, fazendo-a mostrar a língua.

-É a minha pedra de estimação...Eu venho aqui desde que entrei em Hogwarts...-Respondeu olhando par ao horizonte do lago.

-É...Realmente tem uma vista boa e...-Harry franziu o cenho e ergueu uma sobrancelha.-Que história é essa de pedra de estimação?

-Foi o que eu disse...-Coçou um olho um pouco nervosa por Harry estar rindo.-Vai me dizer que não tem alguma coisa de estimação...?

Harry ficou um pouco pensativo e logo se sentou no gramado em frente do lago e ao lado da pedra onde Gina estava sentada.

-Na verdade eu tenho uma cueca samba canção cheia de bolinhas pink...!Tenho grande afeto por ela...-Disse ironicamente.

Gina caiu na gargalha, e só conseguiu parar muito tempo depois, já que Harry permaneceu sério e nem se deu ao trabalho de rir também.

-Fala sério Harry...Esse seu lado eu realmente não conhecia...

-É que eu prefiro manter em sigilo absoluto...-Disse não se contendo e caindo na gargalhada também.

-Você é louco Potter...-Abafou a risada.

-Mas, por favor...ABAFA!-Ele completou, fazendo Gina ficar vermelha enquanto segurava a risada.

-Pode deixar biba...Eu sou boa pra guardar segredo.-Sacaneou colocando as mãos atrás da cabeça.

-Vai a Hogsmead domingo?-Perguntou para arrumar algum assunto, mas isso acabou lhe dando uma grande idéia.

-Talvez...-Suspirou.-Vai esta cheio de patys comprando seus mini modelitos.

-Vai comigo.-Harry pediu com a voz um pouco rouca.

Seria impossível rejeitar, até mesmo porque junto ao feitiço daqueles olhos ainda tinha o timbre daquela voz sensual...Que era como musica para seus ouvidos...

Mas isso já estava ficando muito romântico...E a ultima coisa que gostaria de virar era uma puritana romântica e sensível...

-Com você?É que...

-Por favor Gina...-Ele pediu mais uma vez.

Droga!Teria que aceitar...Ele estava a deixando louca.

-Tá bom!-Suspirou.-Só porque eu sou muito legal!

Harry sorriu de maneira encantadora e voltou a fitar o horizonte do lago...

Olhou-o de esguelha e viu aqueles olhos refletindo o lago...Podia dizer que era apaixonada pelos olhos de Harry...E que eles era simplesmente encantadores, e que se tirasse os olhos Harry ficaria incompleto e não seria mais O...Harry!

Desviou o olhar para a lua que brilhava intensamente no céu.Um pedacinho dela era coberto pela neblina, mostrando que no dia seguinte faria um dia razoável.

E ficaram naquele silencio por um bom tempo, apenas ouvindo a respiração um do outro.

Não queria nem imaginar se Gina descobrisse tudo sobre a aposta que fizera com aqueles inúteis.Ela simplesmente nunca o perdoaria...E talvez, até com razão.

Não se importava mais em ganhar ou em perder a aposta, queria apenas ficar com aquela paz selada entre os dois...E que sempre fosse assim...Ai quem sabe um dia não poderiam até...

Chega Harry! -Se repreendeu mal humorado-

-Acho que vou entrar...-Murmuraram ao mesmo tempo, fazendo-os rirem imediatamente.

-Então vamos...-Harry prontificou-se a dizer se levantando e estendendo a mão para que a ruiva se levantasse.

Gina analisou aquela mão branquela por um instante...Seria a coisa certa a se fazer, tocar naquelas mãos?

Hesitou por um momento, mas logo pegou na mão e se levantou.

As peles tinham a mesma temperatura.Estavam razoavelmente esquentadas.

Andaram silenciosos até o Salão Comunal, e quando entraram pelo retrato da mulher gorda, ainda se fitaram por um instante.

O Salão estava vazio.

-Posso te fazer uma pergunta?-Novamente voltaram a perguntar em coro.

-Faz você primeiro...-Harry pediu sorrindo.

-O que estava fazendo lá fora?-Perguntou um pouco tímida.

-Essa era a pergunta que eu ia te fazer...-Riu junto de Gina.-Bom, eu estava afim de tomar um ar e...

-E...-Gina sentiu o ar parar no caminho dos pulmões e cruzou os dedos.

Porque estava sentindo aquele formigamento no estomago e o coração bater acelerado?O que esperava que Harry fosse dizer?

-E...Pensar na vida!-Mentiu.Estava era pensando em Gina...Mas nunca iria admitir isso pra ela, pois ainda prezava a vida.

Puxou ar aos pulmões com suas esperanças indo pro fundo do poço.

Como fora tola em achar que Harry diria que estava pensando em si...Estava parecendo uma garotinha apaixonada.

Apaixonada?

Engoliu em seco.

Estava voltando a gostar de Harry?Ou será que nunca deixou de gostar e só se enganava a si mesma?

Quando tinha 11 anos gostava de Harry, mas tentou se convencer de que era apenas uma paixão platônica...

Essa era a desculpa perfeita...Mas bem lá no fundo sempre soube que amava Harry...!Era amor, essa palavra simples e ao mesmo tempo tão complicada...Que fazia sofrer e doía tanto.

Essa era a hora...Hora de começar a admitir para si mesma que ainda amava Harry...Com todas suas forças, e que mesmo que isso parecesse tosco e romântico, era a verdade!Amava demais aquele moreno...

Mas...Ele nunca saberia disso!Ele não á amava...Aliás, devia á achar uma garota muito feia e esquisita...!Mas não queria ficar pensando nisso...Não agora!

Sorriu amarelo, e Harry franziu o cenho.

-Algum problema cenourinha?

-Bom, boa noite Harry...-Deu as costas e subiu de dois em dois degraus as escadas do dormitório feminino!

Ainda ficou alguns instantes olhando para o lugar onde Gina esteve instantes atrás, mas logo balançou a cabeça de um lado pro outro.

-Garota maluca...-Piscou algumas vezes consecutivas e subiu rapidamente o degrau do dormitório masculino também.




Bateu de leve a porta do dormitório afim de não acordar nenhuma das garotas que já dormiam.

-Pensei que não ia voltar mais...-Nicolly murmurou se virando pro outro lado da cama, ficando de frente a ruiva que começava a colocar o pijama.

-Já estou aqui...

-Deixa eu adivinhar...-Fingiu estar pensativa.-Por essa cara pálida, esse rosto com feição de duvida...Encontrou o Potter?

Gina fez que sim com a cabeça e se deitou cansada na cama, se cobrindo até a cintura com o lençol.

-Eu sabia...E ai, não vai me dizer que brigaram né?

-Não!-Fechou os olhos.

-Algum problema?

-Você adora me perguntar isso né?-Suspirou estressada e pode ver, mesmo de olhos fechados, Nicolly ficar emburrada e bufar.

-Desculpa...Não vou mais te encher o saco!-Respondeu um pouco mais frio do que pretendia.

Gina bufou.

Estava sendo muito chata com Nicolly...Ela não tinha culpa de nada que estava lhe acontecendo...Muito menos da sua TPM!

-Amiga...Desculpa!-Se levantou e se ajoelhou em frente a cama de Nicolly, que tinha o rosto virado pra outro lado.

-Você anda muito estressada meu...-Disse ainda com o rosto virado pro outro lado.

-Eu sei...

-E porque desconta em mim?

Ficou quieta.Não tinha resposta.

-Posso te contar uma coisa...Isso é pra recompensar a minha chatice.

-Vai...Conta!-Pediu se virando pra fitar a ruiva que estava muito pálida e parecia estar bastante nervosa.

-Eu...Eu acho que você merece saber...Nicolly, lembra quando me perguntou se eu gostava do Harry?

A morena fez que sim com a cabeça e se sentou na cama.

-Eu não gosto dele...

Nicolly arregalou os olhos e suspirou.

-Não é o que parece...Gina!

-Eu amo ele!-Disse de uma vez, abaixando a cabeça logo em seguida.

Fora como uma pedra sendo tacada em seu coração.Não acreditava que Gina, sua melhor amiga lhe escondera isso por tanto tempo!Ela sofrera sozinha...Nunca desabafara...E soube fazer todo esse teatro de odiar Harry.

O que diria pra ela agora?

-Gina...Eu...O que posso te dizer?

-Que me desculpa por estar sendo uma amiga tão enconveniente!-Murmurou ainda de cabeça baixa.

Na verdade, estava se segurando pra não cair aos prantos, pois nunca admitiu isso pra si mesma com medo de chorar por um garoto...!

Pois tinha uma coisa que sua mãe sempre lhe dizia: ‘Gina minha filha...Nunca chore por um homem, pois o que te fizer derramar uma lágrima...Não merece nem um sentimento seu!

Sentia um nó na garganta, como se estivessem apertando seu coração e pressionando para fora de seu peito.Era uma sensação horrível, e seus olhos ardiam como se estivesse com febre.

-Você não é, e nunca foi enconveniente...-Disse com bastante convicção.-Só tem que começar a dizer tudo que pensa pra não ficar estressada e descontar tudo em mim.

Fez-se silencio.Ninguém disse nada pelo tempo que se sucedeu.

-Você tá bem Gina?-Perguntou um tanto preocupada, olhando a ruiva de cabeça baixa ajoelhada no chão.

-Eu estou bem...Só preciso rever meus conceitos...-Riu cansada.-Amanhã a gente conversa tá?-Se levantou num salto.-Amanhã você vai ver que eu vou estar inteirona de novo.

-Boa noite Gin...-Mandou um beijo no ar e se virou pro outro lado.

-Boa noite!-Se deitou e se cobriu até o pescoço.

Fechou os olhos fortemente e crispou os lábios.

Não podia pensar mais em Harry...!Agora que admitiu que Amava um galinha, teria vários pesadelos...Porisso...

Pense em uma folha de papel branca Gina... -Pensou ironicamente-



Manhã

Levantou correndo, fez o rabo de cavalo e saiu depressa.Entrou na sala de aula e já encontrou Lupin sentado com um violão e um piano ao lado.

Olhou indignada e sorriu perversa.

-Professor...Eu não acredito que eu vou poder tocar...-Sorriu feliz.

-Todo seu Gina...Mostre-me o que você sabe!

A ruiva se dirigiu até o violão dando pulinhos e pegou olhando feliz, com as íris azuis claras até brilhando.

-Vamos lá Gina...Quero ver...

A ruiva sorriu e se sentou em uma cadeira, com o violão entre os braços, pronta para toca-lo.

Fez algumas notas básicas, mas logo ficou séria.

Olhou para o professor, que piscou afirmativamente.

-Tá, essa Fui eu que fiz...Uma das minhas favoritas...

Ficou ereta e começou a tocar.

As notas saiam calmas e com uma perfeição incrível...Como se fosse automático.

- Às vezes me pergunto se...Eu viverei sem ter você...Se saberei te esquecer...!Passa um momento e eu já sei, você é o que eu quero ter!Inesquecível para amar...-Cantou afinada, como se fosse uma cantora profissional...Daquelas que tem a voz doce e suave, como o sopro de um vento que encanta e seduz qualquer um.- Mais que uma história pra viver...O tempo parece dizer!Não, não me deixe mais...Nunca me deixe...!-Lupin suspirou.Estava pasmo.Gina cantava perfeitamente bem.Era perfeito aquele canto...E a letra...Mas ainda.- Quanto mais longe possa estar, é tudo que eu quero pensar!Não, não me deixe mais...Porque eu te quero aqui!Inesquecível em mim!-Respirou fundo para levar ar aos pulmões e logo voltou a cantar.- Ouço a sua voz e a alegria, dentro de mim faz moradia...!Vira tatuagem sob a pele.Te levo sempre em meu olhar...Não canso de te procurar...Entre meus lábios sinto a falta de você!-Parou um instante e fitou Lupin que pediu para que continuasse.- E assim, profundamente meu!Pra que pensar que existe adeus...Não, não me deixe mais...Nunca me deixe!Já não preciso nem dizer, o quanto eu me apaixonei!Não, não me deixe mais!Nunca me deixe!E vou dizer por quê... Se existe céu.Você sempre será...Inesquecível para amar, oh, não!Não, não me deixe mais!Nunca me deixe, uh, uh!

Abriu os olhos rapidamente, mas logo volto a fechar...Lupin parecia entorpecido...Isso de certa forma a deixou bastante feliz.

- Tão grande em mim sempre vai ser...Essa vontade de ter!Não, não me deixe mais...Nunca me deixe... Não, não me deixe mais...Quanto mais longe possa estar!É tudo que eu quero pensar!Não, não me deixe mais...Nunca me deixe...!Se eu não tiver você...Agora e sempre vai estar!Preso em meus olhos...Inesquecível em mim!

Abriu os olhos e viu que lá havia agora duas pessoas a fitando com um sorriso de satisfação nos olhos.

Uma era Lupin, e a outra Dumbledore.

-Ai meu bom Merlin...Que vergonha...-Corou instantaneamente e tampou o rosto com as mãos.

-Muito bom Gina...A Srta canta esplendidamente.-Dumbledore disse saudosamente.

-O Sr acha?Isso é um elogio...

-Eu concordo plenamente com Dumbledore Gina...-O professor comentou.-Sua voz é como o sopro da mais bela cantora...!Melhor é impossível!

-Valeu mesmo!-Sorriu encabulada.-Então Dumbledore...Já escolheu o garoto que cantara comigo no dia do segundo baile?-Perguntou feliz.

-Já tenho um candidato Gina...Preciso falar com ele ainda!

-Quem é ele?

-Você verá na hora certa!-Disse simplesmente.

-Já descidiu que musica irão cantar?-Lupin perguntou coçando a nuca.

-Sim...Eu pretendo cantar uma musica que é tocada no piano e que se chama What Dreams Are Made Of!-Riu baixinho.-Ou seja, ‘Do que os Sonhos são feitos’.

-Muito bom Gina...Muito bom...-O diretor murmurou mexendo em sua barba.

-Agora acho que a Gina deve ter aulas não é?-Lupin perguntou com inocência.

A ruiva se levantou e encostou o violão no piano.

-Infelizmente sim...É...Quero dizer...Sim!

Dumbledore riu baixinho e Lupin sorriu.

-Antes, Srta Gina, essa sala ficará a seu dispor quando quiser vir tocar...Considere-a sua até sair de Hogwarts!-O diretor anunciou entregando uma chave a Gina.

-Ai, muito obrigado Dumbledore...-Sorriu feliz.

-Essa chave é mágica...A porta só se abre com ela!Nenhum outro feitiço é capaz de abri-la!Então...Tenha cuidado e não a perda!

A ruiva fez que sim com a cabeça.

Logo após, deu tchau e saiu feliz de lá.




-Fred...Espera!Posso falar com você?-Perguntou parando de supetão na frente do ruivo que conversava com uma loira de olhos negros.

Com certeza o cabelo dela era tingido.

-Não vê que estou ocupado?-Sorriu friamente e voltou a conversar com a loira oxigenada.

-Tá bom, mas garanto que era do seu interesse...-Deu as costas e começou a andar.

-Nicolly...Espera...-Chamou indo atrás dela e deixando a loira pasma pra trás.

A morena parou e o fitou.

-Achei que ia bancar o infantil...-Sorriu vitoriosa e começou a andar, com Fred a suas costas.

Logo pararam em frente de uma arvore enorme, com lindas folhas um pouco verde celeste.

-Fala logo que não tenho todo tempo do mundo...-Fred questionou, colocando as mãos dentro do bolso.

-Olha, eu vou logo ao ponto.-Suspirou e começou a estalar os dedos.-Eu queria te pedir desculpa por todas as coisas que eu te disse...!Por estar sendo tão infantil e imatura!Enfim, eu queria me desculpar por ter beijado o Edw na sua frente!-Terminou olhando nervosa para ele, que parecia não estar nem ai para suas desculpas.

-Nicolly, eu acho que você deveria pedir desculpas é pro seu primo...!Você simplesmente o usou!-Afirmou, muito seguro, encarando a morena nos olhos.

-Eu sei, depois eu vou falar com ele também!-Revirou os olhos, um pouco nervosa.-Mas você me desculpa?

-Tudo bem...-Respondeu em meio a um bocejo.

Sorriu feliz.

Era só isso que ele pretendia dizer?Ah não Merlin...Será que ele não podia repetir que a amava?

Porque aquele ruivo tinha que se mostrar tão frio à aquele ponto?Isso era realmente muito inconveniente, e fugia as regras de um bom relacionamento.

-Era só isso?-O ruivo perguntou.

Só iria voltar a dizer que amava Nicolly, no dia que ela tomasse a iniciativa, pois já estava cansado de tanto se ferrar por apenas querer revelar seus sentimentos.

Olhou indignada.

Como assim só isso?Será que Fred iria a ignorar e deixar que ficasse só nas desculpas mesmo?Ah, Merlin...Isso já começava a ficar enjoativo.

Franziu os cenho sem entender quase nada e forçou um sorriso torto.

-Não está satisfeito?O que quer mais...?-Perguntou, enquanto via ele tirar uma das mãos do bolso para passar por entre os fios lisos do cabelo.

Você, sua burra! -Pensou inconformado com a burrice de Nicolly.

-Nada!Só estou muito ocupado...-Deu meia volta e começou a andar vagarosamente.

Observou ele se distanciar.Porque tinha que ser sempre assim?

Droga!

-Fred.-Chamou, fazendo o ruivo olhar pra trás com um sorriso perverso nos lábios firmes.

-Sim?

-Er...-Olhou para o chão e depois para ele.-Nada!-Respondeu suspirando.

Porque tinha que ser tão covarde a ponto de não conseguir dizer que precisava dele?Porque simplesmente não ignorava seu passado e vivia o presente?Porque tinha que ser tão persistente a ponto de desejar que Fred ficasse com uma garota melhor que a si própria?

E porque...Acima de tudo...Tinha que se sentir mal ao vê-lo dar de ombros e sair tranqüilo de lá?

Permitiu-se sentar no tronco da arvore e ficar olhando para o lugar onde o ruivo esteve á pouco tempo.

Não podia simplesmente o ignorar e fingir que ele nunca existiu?Olhar pra ele sem imaginar que já beijou aqueles lábios rosados...

Queria apenas que aquele maldito Fred...A amasse!

Suspirou e permitiu que uma lágrima escorresse de seu rosto rosado.

Os olhos foram ficando de uma tonalidade mais escura...Como um negro.

Não podia ficar nervosa...!

Ah...Precisava falar com sua psicóloga Gina!

Levantou-se e saiu a passos rápidos de lá.




-Alguma de vocês ai viu o Malfoy?-Perguntou sem olhar nos olhos daquelas cobras coloridas.

-Sim...Eu estava na cama dele agora a pouco...-Uma de cabelos pretos e olhos puxados, disse animada, fazendo Cassandra a encarar furiosa.

As outras que se encontravam ali, riram com vontade, exceto Pansy, que suspirou como que dizendo que era uma grande mentira.

-Olha aqui sua japonesa feiosa, perguntei se viu e não onde ele estava!-Respondeu cerrando os olhos.

A japonesa se levantou e ficou de frente com Cassandra, mostrando que eram do mesmo tamanho.

-Feiosa é você...Será que não se enxerga Cassandra oferecida!-Respondeu encarando-a de forma intensa e sarcástica.

-Feia eu até posso ser, mas oferecida é você e essa bando de amigas-Ironizou sorrindo vitoriosa.

-Ainda bem que reconhece que é bem desprovida de beleza...-Riu com vontade, fazendo um barulho ensurdecedor com a garganta.

-Ao contrario de você né?-Fez cara de melhor amiga e foi se sentar no sofá, ignorando o xingamento da japonesa.

Fechou os olhos tentando focalizar algo que não fosse verdadeiro em sua mente.

Mas seus esforços foram em vão, logo ouviu vários gritinhos, anunciando que algum garoto entrara na sala, fazendo as cobras coloridas ficarem alegrinhas.

-Dá pra fazerem o favor de calar a boca e levem o qualquer que entrou aqui, pra outro lugar...!To afim de descansar!-Resmungou, enquanto bufava.

-O qualquer uma ova!-O garoto retrucou.

Pulou do sofá em um salto e abriu os olhos, para constatar que quem entrara era Draco, com várias olheiras, o cabelo realmente bagunçado, mas mesmo assim com um ar sedutor e sexy, e era exatamente porisso que as garotas estavam todas agarradas nele.

-Ah, é você...-Murmurou voltando a se sentar cansada.

-Sim...-Se afastou das garotas que resmungaram desapontadas e foi se sentar a frente de Cassandra.-Porque?

-Você está esquisito!O que aconteceu?

-Nada!-Disse simplesmente, passando a mão pelos cabelos lisos caídos no rosto.

-Meu, parece que você está voltando de uma batalha contra Comensais...-Riu baixinho, enquanto analisava cada recinto do rosto de Draco.

O loiro deu de ombros e colocou as mãos atrás da Nuca, se encostando de forma relaxada no sofá.

-Ninguém aparece perfeito toda manhã...-Respondeu simplesmente.

-Que seja.-Olhou para o bolso da calça Jeans dele e viu que havia um envelope quase caindo.

Olhou perversa e puxou de uma só vez, apertando a carta nas mãos.

-O que é isso?

-Me devolve!-Ele pediu, mais vermelho que qualquer pessoa podia ficar...

-Não!Depois que eu ler...Quem sabe!-Crispou os lábios em desafio.

-Você não pode...-Me devolve!-Ele mandou indo pra cima dela, que recuou alguns passos.

-Posso sim...

-Não pode.É minha!

-Quer ver como posso?-Abriu o envelope rapidamente, afim de descobrir logo o que tinha de tão misterioso lá.

CONTINUA...




N/A: Apartir de agora eu não colocarei mais o ‘Next Chapter’ okay?Porque?Bom, se vocês quiserem ver novidades da fic é só entrarem no meu blog okay queridos que adoro tanto!

Sobre ter parado ai...Eu sei que não devia...Mas, é pra deixa-los curiosos mesmo.

Um beijo a todos leitores e espero os comentários.

Ginger Fitzgerald

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.