FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

12. Capítulo 12


Fic: A garota do quarto ao lado


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

12) Capítulo 12


Harry terminava de se arrumar para ir ao colégio quando seu celular tocou pela terceira vez. Não precisava olhar o número para saber que era Gina; a ruiva passara o domingo todo tentando falar com ele, mas Harry não a atendia. Seria muito mais complicado evitá-la na escola, porém, ele estava decidido a não reatar com a ex. Algo havia mudado, e continuar com Gina seria estar se enganando. Enfiou o celular no bolso, e seguiu para tomar café da manhã.

- Bom dia, querido. – Lílian cumprimentou, sorrindo para o filho. Estava sozinha na cozinha.

- Bom dia. Cadê o meu pai e a Mione?

- Tiago saiu cedo, porque tinha uns assuntos urgentes para resolver. – ela colocou um pouco de suco para o moreno – E a Mione acabou de ir para a escola, com a Rachel.

- Por que ela não me esperou? Já estou liberado do castigo, poderia ir de carro comigo. – disse, um pouco emburrado, fazendo Lílian rir.

- Eu não sei, mas fico feliz em saber que estão se dando tão bem. – ela o encarou – Harry...

- Sim?

- Você terminou com a Gina?

- Eu pedi um tempo para pensar, mãe. – ele explicou.

- Por quê? Pensei que o namoro de vocês estava indo bem.

- Gina e eu estamos juntos há bastante tempo, mas eu percebi que não tenho certeza se ela é o tipo de garota que eu quero namorar. Ela é legal, bonita, mas falta algo nela que... – ele pausou, sem saber exatamente o que dizer.

- Você encontrou na Mione. – Lílian completou, e o filho corou violentamente – Eu percebi que você está olhando de um modo diferente para ela, querido.

- Bem... Eu aprendi a gostar da Mione, e por isso nos tornamos bons amigos, mas acho que agora não consigo pensar nela apenas desse modo. – ele olhou timidamente para a mãe – Não tenho certeza de nada ainda, por isso pedi um tempo à Gina.

- Entendo. E como a Gina e a Mione reagiram a isso? – ela quis saber.

- Gina reagiu da pior maneira possível, e temo que ela não vá aceitar muito fácil caso eu realmente queira terminar com ela. E a Mione...

- Ela também está gostando de você! – Lílian sorriu, fazendo-o erguer as sobrancelhas.

- A senhora acha?

- Tenho certeza. Ela também não te olha mais com um simples amigo, Harry. – o garoto esboçou um sorriso – Porém...

- O quê?

- Tenha cuidado, filho. A Mione é uma garota muito sensível, e se você tiver certeza de que não sente nada por ela além de amizade, não dê esperanças. Odiaria vê-la triste pelos cantos por sua causa.

- Pode deixar, mãe. – Harry falou – Eu não tenho nenhuma intenção de magoar a Mione.

- Ótimo. – ela segurou a mão dele e sorriu – Então, eu só posso desejar o melhor para vocês.

- Obrigado.

*******************

Antes de descer do carro, Hermione respirou fundo. Se pudesse não encontraria Gina nunca mais, mas aquilo era bem difícil, visto que estudavam na mesma escola. Ela soltou um muxoxo, e segurou suas coisas com força. Sabia que Harry provavelmente ficaria chateado por ela não o ter esperado, mas seria melhor continuar indo com Rachel, assim, talvez, Gina não a importunasse.

- Fique calma, Mione. – Rachel murmurou enquanto caminhavam para a escola – A Gina não é nem louca de tentar fazer alguma coisa.

- Eu sei, mas ainda assim preferia não vê-la. – Hermione falou, mas a primeira pessoa que viu na entrada do colégio foi Gina. A ruiva ria de algo que uma de suas amigas havia dito, e não parecia abalada. Um pouco atrás dela estava Rony e outros amigos de Harry.

- Finja que ela não está ali. – a amiga aconselhou. Hermione engoliu em seco, e seguiu em frente. Assim que uma das amigas de Gina a viu, cutucou a ruiva. Ela esboçou um enorme sorriso malicioso nos lábios.

- Olha só quem está vindo aí... A nerd que pensa que pode contra mim – após dizer isso, as amigas de Gina começaram a sorrir – Tolinha...

- Não ligue para ela, Mione. – Rachel segurou o braço da amiga, mas Gina e as colegas fizeram uma barreira, impedindo que continuassem.

- É engraçado como os esquisitos se unem! É tão bonitinho vê-los se ajudando! – ela fez uma careta, e revirou os olhos.

- Com licença! – foi tudo que Hermione disse, mas foi mais que suficiente para fazer as garotas explodirem em risada.

- “Com licença”, nossa... Como é educada. É assim que pretende me vencer?

- Não estamos numa guerra, Gina. E se tivéssemos, deveria lembrar-se de sábado e ver que eu realmente posso me defender. – Hermione falou, e foi a vez de Rachel rir com gosto. Gina a fulminou com os olhos.

- A Mione me contou, Weasley... Daria tudo para ter visto, deve ter sido um tapa e tanto! – Rachel provocou.

- Cala a boca, esquisita! – ela apertou os punhos, com raiva.

- Esquece, Rachel. – Hermione implorou com os olhos para que a amiga se controlasse – Será que dá para sair da frente?

- Terá que passar por cima de mim, sua ridícula! – Gina disse no momento em que Rony se aproximou por trás da irmã – Garanto que não será fácil! Ninguém rouba algo de mim.

- E o que a Mione roubou para você ficar tão brava assim? – o ruivo perguntou, seriamente.

- O Harry! – então, ele gargalhou.

- E desde quando Harry é um objeto para ser roubado? – ele revirou os olhos. Hermione e Rachel sorriram, um pouco mais tranqüilas – Não seja boba, Gina.

- Não se meta nos meus assuntos, Rony. – ela alertou – Essa coisa aqui fez o Harry brigar comigo!

- O Harry brigou com você por causa dessa CDF? – agora, um dos garotos que conversava com Rony se aproximou.

- Cala a boca, Simas! – Rony falou, irritado.

- Não se preocupe, Gina. Tenho certeza de que Harry logo vai voltar atrás. – um outro garoto disse.

- Obrigada, Dino. Harry e Rony com certeza estão loucos, mas também acho que logo perceberão quem realmente vale a pena! – a ruiva sorriu maliciosamente. Rony empurrou a irmã, para dar passagem à Hermione e Rachel, depois seguiu com elas pelo corredor.

- Não ligue para o que a minha irmã fala, Mione. – Rony disse enquanto caminhavam.

- Será que ela não está certa?

- Claro que não! Não seja boba, amiga! – Rachel falou, tentando animar a morena.

- Harry e eu não estamos loucos, nós apenas percebemos que você é uma pessoa bem bacana!

- Obrigada, Rony.

- É muito mandona também, mas dá para agüentar! – ele completou, e Hermione deu um leve tapa nele.

- Não sou mandona! – ela se defendeu.

- Ah, você é sim! – Rachel afirmou, e os três riram até alcançarem a sala de aula.

- Bom, preciso encontrar alguém agora, mas daqui a pouco nos vemos na aula! – Rony piscou, e antes que pudesse se afastar, Hermione o chamou.

- Rony. – o ruivo se virou – Mais uma vez, obrigada. – ele sorriu.

- Por nada, Mione. – ela correspondeu ao sorriso, e o viu se afastar.

- Eu sempre pensei que ele era um bobão, mas estava enganada. – Rachel comentou – Ele é bem legal!

- Sim, gosto muito da companhia dele.

- Mas aposto que gosta mais ainda da companhia de Harry, afinal, agora vem acompanhada de beijos... – Hermione ergueu as sobrancelhas.

- Rachel! – a amiga gargalhou da cara de Hermione – Harry e eu não estamos namorando!

- É questão de tempo, Mione.

- Não sei. Talvez, nem dê certo... Talvez estejamos confundindo nossa amizade com amor, e assim que passar, voltaremos a ser os mesmos de antes.

- Eu duvido! – Rachel disse – Acredito que está mais para virar namoro que voltar a ser amizade.

- Vamos ver.

- E eu quero estar bem perto da Gina quando você e Harry assumirem o namoro. – até Hermione não conseguiu segurar o riso – Não posso perder esse momento por nada!

********************

Assim que chegou, ouviu o sinal da escola, por isso se apressou para não perder a primeira aula. Vários alunos faziam o mesmo, mas logo ele percebeu que alguém permanecia parada em frente à entrada, com os braços cruzados. Respirou fundo, e resmungou algo inaudível. Não queria discutir com Gina logo no início da manhã.

- Repensou bem, querido? – ela questionou.

- Sim, e mantenho minha palavra. – Harry passou pela ruiva, que bufou de raiva e o seguiu.

- Só pode estar brincando, Harry! Não vai me trocar por aquela CDF ridícula!

- Não estou brincando. E pare de chamá-la desse modo.

- Você precisa reconsiderar, meu amor, não pode fazer isso comigo. – ela se agarrou ao braço dele.

- Tem razão! – ele parou subitamente, e um sorriso enorme surgiu nos lábios dela – Acabei de reconsiderar minha decisão, Gina.

- Eu sabia que...

- Não estamos mais dando um tempo. Estamos terminando! – ela arregalou os olhos.

- O-o quê?

- Isso mesmo. Gina, eu sinto muito, mas eu não quero mais namorar você. Podemos ser amigos, claro, mas estaria enganando nós dois se continuássemos, porque eu não sinto mais nada por você! – ele disse. Sabia que aquela era a decisão mais certa que já tomara em sua vida – Agora, eu preciso ir para sala.

- Você me paga, Harry Potter! – ela cerrou os dentes com raiva.

Harry caminhou apressado, imaginava que Gina estaria morrendo de raiva, mas aos poucos, com certeza ela ia acabar entendendo. Sentia-se aliviado por ter terminado, não gostava da idéia de ficar com Hermione enquanto ainda estava dando um tempo com Gina; agora, entretanto, estava livre. Um sorriso surgiu em seus lábios, e ele entrou na sala. Não pôde falar com Hermione, pois o professor entrou poucos segundos após dele. Sentou ao lado de Rony, mas sorriu para a morena que acabou correspondendo.

- Impressão minha, ou tem alguém apaixonado por aqui? – Rony brincou.

- Talvez. – ele sorriu marotamente para o amigo.

- Em partes, eu fico feliz por vocês... Mione é muito legal, cara. – o ruivo comentou.

- Obrigado. Mas por que, apenas em partes?

- Porque a Gina está uma fera! –Rony revirou os olhos – Passou o domingo resmungando e de mau humor, e como convivo com ela, tenho que agüentá-la.

- Sinto muito, cara.

- Não tem problema... Com certeza, vai passar. – Harry balançou a cabeça – Mas, Harry...

- Sim?

- Seria melhor vocês esperarem um pouco antes de assumirem alguma coisa. Minha irmã ainda está com muita raiva. – ele alertou – Hoje, ela ficou provocando a Mione.

- Droga! E a Mione? – Harry perguntou.

- Percebi que ela ficou um pouco triste, mas eu a tirei das garras de Gina.

- Obrigado, Rony.

- Silêncio, por favor! – o professor olhou feio para Harry e Rony, que se desculparam, e não deram mais uma palavra.

Assim que o soou o sinal, indicando o intervalo, os alunos se levantaram. Harry caminhou até a carteira de Hermione, que conversava algo com Rachel. Então, a morena pediu licença, e acabou deixando-os sozinhos. Harry sentou na carteira ao lado.

- Pensei que viríamos juntos hoje. – ele disse.

- Eu acho melhor continuar vindo com a Rachel, pelo menos, por enquanto.

- Está bem. – ela parecia triste, então Harry tocou levemente a face dela, e a acariciou – Algum problema? Rony me disse que Gina lhe provocou hoje.

- Sim, ela falou coisas bem desagradáveis.

- Não ligue para ela, está bem? Não dê ouvidos ao que Gina diz, pois ela só está com raiva porque eu terminei com ela. – ela ergueu a sobrancelha.

- Terminou?

- Sim, eu acabei de terminar com ela. – Hermione não conseguiu evitar um sorriso.

- Mas... Harry, você tem certeza de que era isso que queria?

- Sim. Conversei com minha mãe hoje, Mione, e percebi que eu não poderia continuar com a Gina, sendo que a garota que eu quero namorar é você e apenas você! – ele disse suavemente.

- E como ela reagiu?

- Não fiquei lá para ver, mas imagino que esteja com muita raiva, por isso, vai ter que ser forte e ignorar as provocações que provavelmente virão. – ele disse – Então... Você quer namorar comigo?

- Não acho boa idéia... Seus amigos não gostam de mim – ela falou o encarando.

- Bom... Eu gosto – viu que ela corou e sorriu. – E se são realmente meus amigos, aprenderão a te admirar, assim como eu te admiro!

- Harry...

- Além disso, o único amigo que realmente eu faço questão que aceite nosso namoro é o Rony, porque somos melhores amigos há anos. E eu lhe garanto que ele já aceitou. – Harry contou.

- Sério? Tem certeza de que não liga para que os outros vão falar?

- Absoluta!

- Ótimo. Então, eu aceito namorar você! – ela respondeu, ruborizada – Mas acho melhor, por enquanto, que esse namoro seja escondido.

- Tudo bem. – ele concordou – Mas eu não vou conseguir por muito tempo não te beijar.

- Ah, vai ter que se controlar sim!

- Só um selinho! – Harry pediu, fazendo-a sorrir.

- Está bem. – ela concordou porque não havia ninguém mais na sala. Sentiu o contato dos lábios dele, e o que deveria ser só um selinho acabou virando um beijo intenso. Ela, porém, o afastou antes que alguém pudesse aparecer – Isso não foi só um selinho, senhor Potter!

- Eu disse que ia ser difícil me controlar, você vai ter que me ajudar, Mione.

- Eu o ajudarei. – ela sorriu, feliz.

- Mione?

- Sim?

- Próxima semana é natal, você vai passar conosco ou vai visitar seus pais. – ele perguntou.

- Eu conversei com meus pais, e disse que gostaria de passar o natal aqui, se vocês não se importarem. – ela corou – Eu sempre quis passar o natal num país de clima temperado; fazer um boneco de neve, brincar de guerra de neve, sabe...

- Sério? Nós sempre passamos o natal numa estação de esqui, na Suíça. Minha mãe não sabia se você iria querer passar o natal conosco ou com sua família, mas pediu para convidá-la e tentar convencê-la. Acho que não vou precisar convencê-la, não é?

- Não! Eu com certeza adoraria ir com vocês!

- Ótimo! Tenho certeza de que será um natal maravilhoso! – ele sorriu.


N/A: Nossa... Eu sei que há tempos não atualizava essa fic, desculpem!! Aqui está o cap novo... E digo que decidi aumentar um pouco mais a fic... Concordei com o que alguns de vocês falaram, em relação as fics sempre terminarem quando os HH’s já estão juntos, e taz... Então, a fic vai ter uns caps a mais... O próximo seria o último, mas vou tentar escrever mais uns 3 ou 4, oks!? =) Espero que continuem lendo e curtindo a fic!! Obrigada a todos que leram, comentaram e votaram!! Beijos!! Pink_Potter : )


Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.