FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

31. Um dia triste...


Fic: Lembranças Marotas


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

As luzes fracas da Ala Hospitalar tremeluziam em ritmo lento, quase que confortador.Como se até a claridade daquele ambiente se apiedasse com a tristeza de um garoto sentado do lado da cama de uma bela menina. Ele a olhava fixamente, enquanto rezava baixinho e pesadas lágrimas caiam de sua face.
Era o fim, ele sabia. De alguma maneira, já fora avisado de que algo ruim aconteceria. Ele havia pressentido isso algumas horas antes.
Seu único conforto, se é que se podia chamar assim, era que os prováveis últimos momentos da amada haviam sido felizes. E ao seu lado. No entanto, isso se tornava revoltante, ao mesmo tempo.Por que, justo quando estavam mais felizes, a vida tinha de lhe pregar esta peça?
Ele sabia, é claro, que ainda não havia acabado. Vick ainda estava viva.E mesmo que seu coração já estivesse procurando o consolo de viver longe de seus sorrisos,ele procurava acreditar que no fim, ainda havia esperanças.
A espaçosa sala estava vazia, a não ser pela bela doente, Sirius e a enfermeira da escola.Ao longe, ainda podiam se ouvir os acordes animados da música.Como, pensava o maroto, ainda podia haver quem quisesse dançar, enquanto a mais bela das alunas de Hogwarts estava prestes a morrer?
O garoto baixou os olhos por um instante, e escondeu o rosto com as mãos.Lembrou-se das últimas palavras da namorada “Toda vez que olharmos pro céu, numa noite bela como essa ....Vamos nos lembrar desse momento. E mesmo que não estivermos mais juntos, se a vida nos pregar alguma peça, iremos nos lembrar, que um dia, vivemos tão felizes juntos.” Ele jamais esqueceria destas palavras.E muito menos daquele momento mais do que especial..Jamais esqueceria de tão doce amor, que o fez mais feliz do que nunca havia sido.
Um ruído o tirou de seus devaneios.Parecia um sussurro.Um sussurro muito fraco, e, portanto,quase inaudível. Ele virou-se automaticamente para a cama da namorada, e seu coração deu um salto quando viu que era ela quem falava.Mesmo parecendo fraca,e com apenas um fiozinho de voz,o coração e todas as partes do corpo do maroto comemoravam.Ela podia estar melhorando!
-Sirius...-ela dizia,muito baixinho.
-Meu amor...-falou ele,desesperado,debruçando-se sobre ela –Não fale nada! Se poupe desse esforço. Eu fiquei tão preocupado... Você caiu do nada! Mas agora tudo vai ficar bem.
-Eu..não..tenho...tanta...certeza –dizia ela com esforço – Me..sinto...tão fraca.
-Você vai ficar bem meu amor...
-O que..eu tenho?
-Já chega de conversa,vocês dois!!! – interrompeu-os a enfermeira,bastante irritada – Francamente! Você não tem condições de se esforçar dessa maneira ainda, mocinha.-Ela,então,tirou um frasquinho que continha uma poção esverdeada do bolso,mexeu-o um pouco e colocou na boca da garota, que,assim que bebeu,voltou a dormir.
-Ela ter acordado..É algum sinal de melhora? – perguntou o maroto,sussurrando.
-Creio que sim.Significa que ela está reagindo aos medicamentos,o que é muito bom.Mas ainda não podemos ser totalmente otimistas.Há muito ainda o que fazer...
-Não consigo entender...Como ela estava tão bem num instante, e no momento seguinte,cai desse jeito?
-Ah,meu jovem. A vida tem sempre dessas coisas.E sabe, a única coisa que podemos fazer é rezar.Nesses momentos,acho que é a única coisa que realmente vale a pena.
-É,eu sei..Só que não entendo mesmo,ela é tão jovem, e tão saudável....
-Ah, esse tipo de doença é assim mesmo.Se ela ao menos tivesse descoberto com mais antecedência,acho que teríamos menos complicações.Talvez, por ela ter sangue trouxa a doença acarrete mais problemas do que o normal.Sempre que há casos de mistura de sangues, e quando se tem uma doença característica de apenas um dos lados,o quadro se torna mais sério.Claro que nós bruxos temos métodos muito mais eficientes para tratar dessa doença do que os trouxas,mas a leucemia é sempre uma doença séria, para bruxos ou não.
-É,eu sei...Já ouvi falar.
-Agora,meu rapaz, você deve ir e descansar um pouco.Quem sabe até voltar a festa...A garota não acorda tão cedo,e quando ela acordar amanhã, eu sei bem que você estará aqui.É melhor ela te ver com um aspecto descansado do que com a cara triste que você está.Vá e tente descansar.
-Eu vou para meu dormitório –disse ele,olhando pra Vick,como que se despedindo –Se acontecer qualquer coisa,pode me chamar,ok?
-Eu aviso.Agora,vá.





O dia amanhecera pálido e com aparência triste.O clima parecia descrever o estado de espírito de Sirius.
O maroto se levantou muito cedo, e demasiadamente cansado.Passara a noite em claro, e quando finalmente conseguira dormir, teve um pesadelo horrível envolvendo sua namorada,o que o fez acordar muito assustado.
O garoto não teve coragem de estragar a alegria dos amigos contando-lhes o que ocorrera.Ele não saberia dizer, entre Remo e Tiago, qual parecia mais feliz.É, havia sido uma noite perfeita para todos.Todos,menos ele.
Claro que, de uma certa forma, a noite dele também foi perfeita, ou melhor, quase perfeita.A perfeição só poderia ser completa se nesse momento,sua namorada estivesse dormindo,tranqüila e saudável,depois de um baile realmente divertido.
Depois de tomar um banho relaxante e descer para a Ala Hospitalar o mais rápida e silenciosamente que pode, o maroto tomou um susto quando deparou com uma Lílian de aparência preocupada no Salão Comunal da Grifinória.
-Lilian? O que você está fazendo aqui a esta hora?
-Eu que pergunto... O que você faz aqui? Cadê a Vick, Sirius? Não a vejo desde ontem a noite, e ela não dormiu no nosso dormitório essa noite. Estou muito preocupada com ela.
-Lilian...-o maroto começou.Era tão difícil contar aquilo tudo...Como se verbalizar a doença séria de Vick tornasse o caso ainda pior.
-Que cara é essa Sirius? O que aconteceu?
-A..hum..A Vick não está...hum..muito bem.Na verdade,Lily, a Vick está muito doente,e agora ela está na Ala Hospitalar.
-Doente? Como assim? O que ela tem? Quando foi isso,Sirius?
-Ontem, estávamos nos jardins,conversando.Mas aí do nada ela desmaiou do meu lado...Eu a levei para Ala Hospitalar imediatamente,e a Madame Pomfrey cuidou dela...E ela descobriu que..que a Vick tem...Que a Vick tem leucemia,Lily.
Lílian abriu a boca e fechou várias vezes.Sentia-se sem chão.Sua amiga.Sua melhor amiga, estava tão doente.E ela nem ao menos podia fazer nada.
Olhar para Sirius fazia a garota sentir-se muito mais triste.O sofrimento do garoto era visível e suas olheiras aprofundadas eram prova de sua noite em claro.
A garota não sabia o que fazer, se consolava o garoto, ou se entregaria a tristeza como ele. Reunindo um pouco de coragem, ela falou:
-Mas..É muito grave,Sirius? Quero dizer..Ela nunca sentiu nada,sentiu? Como pode essa doença aparecer assim,tão rápido..Tão avassaladora?
-Isso era tudo que eu queria entender,Lily.Eu estou indo na Ala Hospitalar agora..Quer ir?
-Claro!! Vamos juntos.

Ao chegarem tão cedo na ala Hospitalar depararam-se com uma Madame Pomfrey um tanto quanto afobada, de aparência cansada e demasiadamente preocupada.A visão da enfermeira em tal estado, fez todas as partes do corpo do maroto tremerem de medo.É,parecia que tudo ia de mal a pior.

-Sr.Black? Tão cedo aqui?
-Eu não consegui dormir.Podemos ficar aqui,Madame Pomfrey? A gente promete não atrapalhar.
-Hum,tudo bem. – disse ela –Se não se incomoda, preciso voltar ao trabalho...Parece que não foi uma noite muito boa! Me apareceram mais algumas pessoas doentes, e com os mesmos sinais que sua namorada apresenta.
-Então..Pode não ser leucemia,não é? É impossível, tanta gente estar em crise dessa doença de uma vez só.
-Isso mesmo, Sr.Black.E, receio informar que isso, talvez seja o que mais me assuste.Pode ser uma epidemia de alguma doença desconhecida.
-Nossa..Não sei o que é pior –disse Lilian, assustada.
-Nem eu,Srta.Evans.Nem eu....-disse a enfermeira.
-Mas a Vick não melhorou de ontem para hoje?
-Oh,sim. Ela já está tendo alguma melhora.Não tão significativa,mas já é um começo.
-Graças a Merlim! – exclamou Lílian, um pouco aliviada.
-Agora, se vocês quiserem ficar aqui, tenho que pedir que fiquem bem quietos,que preciso voltar ao trabalho.
-Madame Pomfrey? –disse uma voz inesperada, de alguém que acabara de entrar no aposento.Era Dumblendore – Creio que preciso conversar com a senhora.Bom dia,Srta.Evans e Sr.Black.
Os dois jovens responderam com um aceno de cabeça. E o diretor e a enfermeira foram conversar em um canto mais afastado da enfermaria.O diretor começou a conversa,falando em oz muito baixa.
-Minha cara Madame Pomfrey, acho que já sei o que está afetando nossos estudantes.E creio que a noticia que lhe darei é assustadora,positiva,de certa forma...Mas ela nos trará mais rugas de preocupação do que poderíamos imaginar.
-O que é,diretor? Estou ficando assustada...
-Todos esses alunos doentes, não estão realmente doentes...
-Não? –pergutnou ela, surpresa.
-Não. –disse, simplesmente – Eles foram vitimas de um feitiço.Um feitiço das trevas.
-Não me diga que isso é coisa daquele Voldemort..?
-Infelizmente,minha cara, tenho que admitir que é sim. Na noite passada, algum seguidor dele entrou na escola e testou alguma arma que eles estão desenvolvendo..Eu não sei dizer qual arma seria essa,minha cara.Só sei que a pessoa que a ativou, graças a Merlin, não sabia utiliza-la, ou a arma realmente não funcionava.
-Nossa! E só por ela não funcionar que nossos alunos ainda estão vivos?
-Sim.Tudo leva a crer que teríamos muito mais problemas se a ‘arma’ tivesse funcionado corretamente.Essa mocinha, ela apontou para Vick, foi a primeira a sofrer as conseqüências dela porque estava em cima do primeiro alvo.
-Como assim?
-Quem projetou a arma,fez com que ela causasse danos só em determinados pontos da escola,entende? E isso não aconteceu na mesma hora.Cada ‘ataque’ foi em um instante.Ótimo,para não levantar suspeitas...
-Nossa! Quer dizer que tem algum servidor desse bruxo maligno rondando nossa escola?Como ele pode ter entrado em Hogwarts?
-Não sei porque,minha cara, mas algo me leva a crer que esta pessoa sempre esteve aqui. – a mulher soltou um gritinho de espanto.
-E nossos estudantes,diretor? Eles vão ficar bem? – o diretor a olhou fixamente por detrás daqueles oclinhos de meia-lua,e falou calmamente:



N/a: Falou...Falou...Falouu o que,meu Deus? Kopaksooskopaksaopkopaskoa Malvada,euuu? N U N C A ! hehe Poxa gente, desculpa,mas eh q ainda não decidir se as pessoas tem salvação ou não...Eramos para estar nos finalmentes da fic,mas axo q vou prolonga-la um pouquinho! O que vcs acham?? Me avisem nos comentários,por favor.Dependendo da opniao d vcs, eu continuo por mais tempo ou acabo ela em mais uns 2 caps. A decisão fik com vcs!! Humm, e qnt ao futuro de nossa querida Vick...Ish,só a Deus,e a mim, pertence!!! Kasoskposkao Aguardem as próximas emoçõesss!! E plixx....nada d Avada’s em cima d mim,ta glr? Hehehehe Beijos, vlw pelos comments,mas qro mt mt mt mt mt maiss ;D

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.