FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. romantic dawn in the car.


Fic: Essência - HG


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Harry pulou da cama e saiu correndo na direção da porta, percebeu que tinha esbarrado em um sapato de sua mãe depois que ele rolou e fez um pouco de barulho. O garoto ficou imóvel e esperou alguns segundos, para ter certeza que a mãe não acordara.


Sendo assim, saiu de casa e foi correndo na direção do carro.


Ligou o carro e partiu a toda velocidade para a casa da garota.


Ele não havia conferido se os documentos do carro estavam com ele, e muito menos seus documentos. Havia algo mais importante esperando por ele!


 


 


A garota estava agarrada a um sobretudo branco, um pouco velho e com toda a certeza era usado nas horas vagas. O frio e a neblina eram algo que estavam dando um certo medo a ela. A garota estava tremula e sentia o rosto gelado.


Ela estava na esquina da casa dela, torcendo para ninguém ver que ela havia fugido de casa e que Harry chegasse logo!


Duas luzes amareladas se formaram em meio a neblina e ela suspirou por alguns instantes de forma frenética.


O carro que ela tanto conhecia estacionou de mal jeito na frente dela, e ele abriu a porta para ela entrar de dentro do carro mesmo.


Quando ela entrou no carro, foi fechando a porta e o garoto já havia começado a falar...


- Gina... Porque não me esperou dentro de casa? Você deve estar com frio, e alguém poderia  ter se aproximado de você de forma brusca...


Mas ele não pode completar as palavras... A garota havia se jogado em seu pescoço e o beijado de forma intensa. Um beijo chocante e envolvente. Ela estava fria, e seus lábios, também. E ele estava quente.


Harry não entendeu muito de primeira e a garota apenas encostou seus lábios ao dele.


Ela logo o soltou se sentindo imensamente envergonhada.


- Me desc...


- Shiiit. – pediu ele, com o dedo indicador nos lábios dela, e um sorriso radiante completou o olhar deslumbrado dele.


Ele passou um fio de cabelo dela para trás da orelha, e observou o rosto, agora corado, da garota ruiva. A garota parecia menos tensa, e conseguiu sorrir sinceramente para ele. A mão, agora não tão fria, de Gina encontrou o rosto de Harry.


- Tem certeza? – perguntou ele.


- Como nunca tive na minha vida. – e se aproximou um pouco dele.


Ele entendeu o sinal verde que Gina lhe deu. De uma forma delicada, ele se aproximou dela e a beijou. A troca de temperaturas dos lábios, as caricias, a respiração dos dois.... Tudo se encaixou de forma perfeita. Como se um fosse feito para o outro, como se tudo aquilo fosse moldado para o encaixe perfeito... Era perfeito. Era assim que tinha que ser. E Gina entendeu isso.


Quando os lábios dos dois se separaram, os dois apenas se olharam por alguns instantes.


- Isso estava me matando – disse Harry.


- Isso o que? – perguntou a ruiva, sorrindo.


- Ficar se te tocar como eu queria... Auto controle de um homem apaixonado é muito complicado. – e riu.


Harry e Gina estavam próximos um do outro.


- Seus pais lhe deixaram sair a essa hora de casa? – perguntou Harry.


- Eles não sabem que estou aqui. – e Harry fez uma cara de pânico ao escutar isso. – Fazemos loucuras quando estamos amando. – e riu.


Harry quebrou a careta em seu rosto com um sorriso depois do que a garota disse aquilo.


- Quero ficar com você – disse ela, colocando a mão no braço dele, como forma de afirmação. – Para sempre. E podíamos começar com essa noite – e sorriu de forma doce.


Harry pensou por alguns instante, apenas olhando nos olhos da amada.


- Quero te fazer a garota mais feliz do mundo. E vou começar por essa noite! – sorriu ele. – Mas com uma condição...


Ela fechou os olhos de leve, de forma desconfiada.


- Quero lhe entregar para sua cama quente até antes do amanhecer.


Ela sorriu.


- Qualquer coisa que você pedir.


 


 


- Um saco de batatas fritas de ervas finas, refrigerante de 250 ml, água, chocolate amargo, chocolate ao leite, dois bolinhos de cenoura e catupiry ...Doze dólares – disse o homem.


Harry pegou as moedas que estavam em seu bolso e colocou em cima do balcão


- Certo – disse o homem do balcão.


Harry pegou a sacola e correu de volta para o carro, entrando no carro, a garota estava enrolada em um cobertor que ele tinha no porta malas, que servia para aquecer ele durante as viagens.


- Comprei tudo o que eu achei que a gente vai precisar em uma madrugada – e riu para a garota.


A garota retribuiu o sorriso.


- Vamos fazer o que nessas longas horas? – perguntou Harry.


- Não faço a mínima idéia.


Os dois se encararam e riram depois.


- Que tal a gente sumir? – perguntou Harry.


Gina fez uma careta.


- Ficar sozinho em um lugar sabe. – e sorriu para ela.


- Estou nas suas mãos. – respondeu ela.


Ele respirou fundo. Aquilo tudo era tão real e ao mesmo tempo tão difícil de entender. Ele tinha lutado tanto por ela, tinha pesquisado tanto em sua mente frágil e masculina formas de agradar uma garota. Ele fez tudo pensado nos mínimos detalhes. Ele não entendia como poderia se sentir tão atraído por ela. Eles pareciam se conhecer a anos!


Ele queria encontrar uma explicação para tudo isso, mas não compreendia o porque e amava tanto, mesmo a conhecendo a dois dias!


Gina sentia o mesmo por ele. Mas até o começo dessa madrugada, havia guardado isso sozinha para si. Já havia sofrido muito na mão de outros garotos que ela havia gostado. Mas ela nunca havia amado, e sim gostado. O amor lhe fez ver que estava perdendo tempo a não estar ao lado dele. Ele já tinha feito tanto por ela, e agora era a vez dela mostrar o quanto poderia expressar seus sentimentos e vontade de estar com ele.


- Eu sou sua. – disse ela, colocando a mão na maçã do rosto dele – Sempre fui, não sei como... É complicado explicar isso de uma forma lógica – e riu, como se aquilo fosse engraçado. – Mas sei que sou – e deu ombros.


- Você é a mulher da minha vida, e não me peça para explicar – e aproximou seu rosto do dela – É impossível.


Os dois se beijaram novamente.


 


 


- Tem certeza? – perguntou ele.


- Acho que sim, aqui é bem sozinho – disse ela, e ele desligou o carro.


Se tratava de um morro, que lá de cima, eles conseguiam ver alguns pontinhos de luz vindo das janelas das casas da cidade.


- É lindo não é? – perguntou ela.


- Fantástico – respondeu ele, abaixando um pouco o banco.


Ela sorriu, e se apertou contra o cobertor.


- Melhor a gente ir para o banco de trás – sugeriu ele.


Então, os dois foram para o banco de trás igual duas crianças que disputavam algo. Por dentro do carro e passando por cima dos próprios bancos, os dois caíram na gargalhada e se jogaram contra o banco.


- Que coisa infantil – disse ela, tirando o cabelo do rosto em meio a risos, acompanhados pelos os de Harry.


- Completamente – disse ele, se jogando no banco.


Ela se levantou na frente do banco, ficando um pouco agachada para não bater a cabeça no teto. Ela tirou o sobretudo e colocou em cima do banco do motorista.


- Mamãe fica me fazendo usar esse sobretudo. – e riu – Ela acha que vou sentir frio toda hora.


O garoto riu. O garoto se encostou contra o vidro da janela e olhou para a rua, quando seu olhar voltou a Gina, ela engatinhava por cima dele, e seus lábios estavam famintos pelos dele.


Gina o beijou de forma intensa, e ele retribui tamanho entusiasmo. As mãos de Harry encontraram as costas da garota, ele passou as mãos contra a camisa da garota. Algumas vezes ele apertou as costas da garota, de forma sensual.


Gina passava a mão contra o abdômen de Harry, e a respiração dela era forte.


Harry hesitou o beijo.


- O que houve? – perguntou ela. – Fiz algo errado?


Ele olhou nos olhos dela, e chegou a uma conclusão.


- Você já fez isso? – perguntou ele, com uma careta de negação.


Ela respirou fundo e ficou de joelhos entre as pernas dele.


Gina pareceu um pouco envergonhada pelo que acabara de fazer.


- Calma ai gatinha – disse ele, puxando ela pela cintura para ele, e ela ficou encostada no peito dele, deitando as pernas enroscadas as dele. – Só não quero pular etapas. Fiz isso outras vezes, com outras garotas, mas você não! – e ela levantou o olhar até ele, para prestar atenção no que ele falava – Primeiro quero falar com seus pais sobre isso.


- Como assim? – perguntou ela, em meio a um sorriso.


- Não quer ser minha namorada? – ele se indignou.


Ela riu.


- Claro que quero. –e abraçou ele pelo pescoço.


- E quero que tudo seja especial – e passou a mão no cabelo dela – E não dentro de um carro.



__________________________________________________
Amores, desculpem a demora. Não apareceu aqui que vocês tinham comentado, e eu comecei uma fic nova e estava meio crazy escrevendo pra ela e acabei esquecendo de dar uma olhada aqui! Desculpem pela demora! 
Aproveito para convidar todos a lerem minha fic nova:  http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=40251

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por camila prongs. em 21/07/2011

o Harry é uma gracinha apaixonado, sem mais!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por KrysMorais em 20/07/2011

Amei, amei e amei!


A cada capítulo eu amo mais essa fic! Muito linda!


Não demora pra postar o capítulo 8!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.