FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. A coisa mais dificil do mundo


Fic: Lembranças Marotas


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

- Vic acorda! – Lílian gritou do outro lado do quarto. Victória remexeu-se na cama e não respondeu a amiga. Lílian que agora estava a poucos centímetros da cama da amiga, percebeu que a menina não estava bem disposta e falou:
- Vic, olha, se você não quiser ir, eu entendo, mais você precisa enfrentar esse assunto, não pode ficar escondida para sempre. – disse Lílian sentando-se na cama da menina. Ao ver que a menina não ia se levantar, Lílian continuou – Fique aqui. Eu vou te trazer alguma coisa para comer. Vou avisar para os professores que você não estava muito bem. Mais Vic... – Lílian disse olhando para a menina que havia virado de lado, e agora olhava para ela – Não fique assim. Siga seu coração. Não fique sofrendo assim. – disse Lílian levantando-se ao ver que a amiga agora havia começado a levantar-se.
- Não é nada. Eu vou para a aula – disse ela emitindo um sorriso fraco.
- Vic, não precisa. Se você quiser ficar ai, eu te trago o café da manhã, e as lições. Depois eu te ensino as matérias e... – Lílian disse.
- Não. Eu vou. Obrigada Lily – disse Victória levantando-se, indo ao espelho, e pronunciando um feitiço, o que fez seus olhos desincharem. Sentou-se na cabeceira e começou a pentear os cabelos.
Lily fitava-a, mais nada disse. Colocou a saia e os sapatos e falou:
- Vic tem certeza que você quer ir para a aula? – perguntou Lílian.
- Você mesma acabou de me falar que eu tenho que enfrentar meus medos – disse Victória.
- Mais... – Lílian não pode falar. Victória havia acabado de colocar a saia, o sapato e pegara-a a bolsa e ia em direção a porta e falou:
- Vamos? – perguntou a garota abrindo a porta.
- Vamos – disse Lílian desistindo e pegando a bolsa.
As duas desceram e deram de cara com Sirius, Tiago e Lupin que conversavam animadamente no sofá, apesar de que Sirius não estava com uma cara muito boa. Tiago quando viu Lílian, pulou do sofá e disse:
- Mais que belo dia não é Lily? – perguntou ele.
- Acho que hoje vai chover – disse Lílian olhando para a amiga que estava com uma cara um pouco triste.
Tiago não entendeu e perguntou:
- Por que? Está um Sol lá fora – disse ele.
- Não é nada Tiago, esquece – disse Lílian exibindo um pequeno sorriso.
- Lily, McGonagal quer falar com nós hoje – disse Lupin da cadeira.
- Pode ser no depois do almoço? – perguntou a garota.
- Pode sim – disse ele.
- Olhem, eu e a Vic vamos descendo. Ainda não tomamos café da manhã e daqui a pouco as aulas começam – disse Lílian olhando para a amiga.
- Não estou com muita fome – disse Victória olhando para o lado oposto onde os marotos e Lílian estavam.
- O que você tem Vic? – perguntou Lupin encarando a menina.
- Eu? Nada. Só não estou com fome – disse a garota olhando agora para o chão.
- Mais você vai comer, se não depois você vai passar mal – disse Lílian olhando para a menina.
- Tanto faz. Vamos descer. Se você não comer logo, nós vamos nos atrasar. Até – disse Victória saindo da sala.
Os três marotos olharam para Lílian, que apenas colocou a mão na boca e depois disse:
- Não aconteceu nada. Ela só não esta muito legal hoje – disse Lílian – Até mais – disse ela despedindo-se.
Sirius olhava para Lílian, que começou a andar apressadamente atrás da amiga. Algo começou a ferver dentro dele. Marshal deveria ter feito algo a Victória para ela estar tão estranha. Sirius fechou o punho e levantou-se, saindo apressadamente do Salão Comunal, sendo seguido por Lupin e Tiago que corriam atrás do amigo sem entender por que ele estava daquele jeito.
Lílian chegou ao Salão Principal e encontro à amiga sentada esperando-a. Lílian sentou-se e começou a servir-se, sem dizer uma palavra. Começou a comer e reparou que a amiga não comia nada e disse:
- Vic, por favor, coma alguma coisa – disse ela suplicando.
- Não estou com fome – disse a amiga revirando uma folha do Profeta Diário.
- Mais Vic... – Lílian disse. – Você não come nada deis do café da manhã de ontem.
- Lily, por favor, coma. Eu não estou com fome agora. No almoço eu como – disse a menina.
Lílian encarou-a, mais não disse mais nada, já que a menina havia levantando o jornal, cobrindo-lhe o rosto.
Quando Lílian acabou de comer o café da manhã, as duas levantaram-se e foram andando lentamente até a Sala de Poções, mais o corredor estava cheio de alunos que estavam empolgados. Lílian falou:
- Fique aqui, já volto – disse ela, e começou a andar no meio da multidão.
- Nem pensar. Eu vou com você! Quero ver o que esta acontecendo – disse Victória.
Quando as duas estavam finalmente chegando ao lugar aonde estava chamando a atenção de todos, os alunos que estavam ao redor, começaram a andar distraidamente, dando sinal que a confusão havia acabado.
Quando Lílian e Victória viram que Lupin estava no meio mandando todos irem para as salas de aula, Lílian havia entendido que acabara de acontecer algo, ia perguntar o que havia acontecido, quando viu Marshal pendurado no ar pela cueca, olhando desesperado para o chão.
- Lupin, quem fez isso? – perguntou Lílian ameaçadoramente.
- Bom... – Lupin não soube muito bem dizer.
- Cadê o Sirius e o Tiago? – Lílian falou.
- É... – Lupin não falava nada.
- Foram os dois não foram? – perguntou Lílian quase gritando.
- Não foram exatamente os dois – disse Lupin.
- Como assim? – perguntaram Lílian e Victória surpresas.
- Foi só... Bem... Só o Sirius – disse Lupin.
- Do nada o Black vem e me ataca – disse Marshal ainda pendurado.
Victória que havia esquecido que o garoto encontrava-se ali, olhou para ele, encarando-o, e falou:
- Vou procurar o Sirius – disse ela virando-se.
- Não vai adiantar – disse Lupin – Ele deve ter ido para a aula. Tiago foi correndo atrás dele. – disse Lupin ainda espantado.
- Mais por que Sirius fez isso? – perguntou Lílian.
- Isso que eu queria saber. Do nada, na hora que as duas saíram da Sala Comunal, o Sirius levantou-se e saiu correndo, até encontrar o Marshal e foi tão rápido, ele apenas sacou a varia, pronunciou um feitiço, e pendurou o Marshal no ar, e sem dizer nada, virou as costas e foi andando até a sala de Poções – disse Lupin.
- Ai não – Victória pronunciou baixinho.
- O que foi Vic? – perguntou Lílian.
- Não é nada. – disse Victória. Victória não havia contado a Lílian que na noite seguinte, havia encontrado Sirius no Salão, enquanto voltava correndo do “encontro” com Marshal.
- Mais... – Lílian disse. Mais a amiga estava pálida agora e falou – Vic, coma algo, por favor. Você está pálida. Você deve estar passando mal – disse Lílian preocupada.
- Eu estou bem. Vou indo para a sala. – disse ela indo para a sala, sem olhar para nenhum dos três presentes que olhavam curiosos para ela.
Victória entrou na sala, e sentou-se no seu lugar, que era quatro carteiras à direita da de Sirius. A menina sentou-se e não disse nada, apenas retirou o pergaminho e começou a anotar o que o professor acabara de começar a falar. A menina não estava sentindo raiva de Sirius. Algo dentro dela não deixava. Sirius havia ficado bem perturbado ao ver ela entrando correndo na Sala da Grifinória, e a menina sabia muito bem que o menino não ia deixar aquilo quieto. Sirius nunca deixava nada quieto. Odiava ver alguma pessoa, a não ser Snape, daquele jeito que ela estava. Mais, ela havia achado realmente estranho o garoto ter feito aquilo. Ela gostava de Sirius, só tinha medo de gostar mais do que devia, já que igual Lílian, não queria ser magoada por qualquer um, e muito menos por Sirius. Então afastou de sua cabeça que aquela crise que Sirius havia tido não era em nenhuma situação ciúmes, e muito menos raiva. Ele só tinha ficado daquele jeito, por que ele não gostava de Marshal por algum motivo, e tinha ficado perturbado em ver como ele havia tratado ela. Só isso. Pensou ela um pouco triste, mais sem demonstrar nenhum sinal de tristeza. Depois de uns 10 minutos, Lupin e Lílian estavam de volta, e os dois sentaram-se. Lílian ao ver que a amiga ainda estava pálida, disse novamente para ela:
- Vic, você não esta bem – disse ela preocupada.
- Já disse que estou Lily, não se preocupe – disse a menina.
- Mais... – Lílian não sabia o que dizer.
- Mais nada. Agora copie as minhas anotações, já que você perdeu uma grande parte da aula – disse.
A aula transcorreu naquele mesmo silêncio. Nenhum dos marotos, muito menos as duas meninas tocavam naquele ultimo acontecimento. Na hora que a aula havia acabado, Victória levantou-se primeiro e saiu da sala, sendo acompanhada por Lílian que precisava correr para acompanhar os passos da menina. Mais do nada, Victória parou, Lílian parou também. Victória sentiu-se tonta, não tinha aonde segurar, estava bamba, estava vendo tudo borrado, e do nada, tudo apagou-se.
- Ela esta bem? – perguntava Lílian e Sirius sem parar para a “enfermeira”*.
- Está. Ela só desmaiou – disse a “enfermeira”.
- Mais ela vai ficar legal? – perguntou Sirius.
- Vai. Ela agora só esta dormindo. Não se preocupem. Quando ela acordar vai estar tudo bem – disse.
- Os dois querem ficar calmos? – Tiago que estava sentado na cama ao lado da que a menina estava deitada disse – Ela já está acordando. Olhem – disse ele apontando para Victória que estava remexendo-se na cama. Lílian no segundo seguinte estava em cima da cama da garota encarando-a. Quando Victória finalmente havia aberto os olhos, Lílian gritou:
- NUNCA MAIS FAÇA ISSO! Você não tem noção de o quanto eu fiquei preocupada! Eu disse para você comer! Ficar sem comer por muito tempo é horrível! Você não sabe quanto eu fiquei preocupada. Numa hora você andando, na outra, estava despencada no chão! Se Sirius não viesse logo atrás, eu não sei o que eu ia fazer. Eu fiquei desesperada – Lílian falava sem parar.
- O que aconteceu? – perguntou Victória tentando afastar Lílian de seu pescoço.
- Olha aqui, eu te avisei para você comer, mais não, você não me escutou. Você desmaiou em pleno corredor. – disse Lílian aflita.
- E a Lily ficou desesperada – disse Tiago.
- Eu estava até tremendo – disse Lílian.
- Ela não conseguia nem piscar. Ela começou a gritar, chamando-nos, já que nós estávamos logo atrás de vocês. O Sirius apareceu, viu a cena, te pegou no colo, e te trouxe para cá – disse Tiago normalmente.
Victória corou um pouco pensando na probabilidade de Sirius tê-la pegado no colo, mais não disse nada.
- Você ficou três horas sem se mexer. Você deveria ter comido – Lílian repetia.
- Toma – disse Sirius entregando-lhe uma barra de chocolate. Victória sorriu, um sorriso meio tímido, e aceitou a barra de chocolate.
- Obrigada – disse ela.
- De nada. Mais é melhor você comer antes que Lílian enfie esse chocolate de uma vez na sua boca – disse ele apontando para Lílian que estava sentada encarando a garota.
- Vou fazer isso – disse ela rindo.
Todos que estavam presentes riram, menos Lílian que apenas revirou os olhos e falou:
- Se você de deixar de comer mais um dia Victória, é sério, eu nunca mais olho na sua cara – disse Lílian.
- Me desculpa – disse a garota abrindo o chocolate que Sirius a entregara-a.
- Você não sabe o quanto eu fiquei assustada – dizia Lílian sem parar.
- Lily, calma. Já esta tudo bem – disse Tiago colocando a mão no ombro da menina. Lily sentiu o toque de Tiago e arrepiou-se toda. Corou levemente e não disse mais nada.
- Que horas eu posso sair daqui? – perguntou Victória.
- Na hora do jantar – disse Lupin – Aonde eu garanto que a Lily vai lhe dar comida na boca – disse Lupin rindo.
- Não duvido – disse Victória sorrindo. Lílian afundou-se na cadeira e disse:
- HAHA, não me preocupo mais também – disse ela irritada.
- Calma Lily. Me desculpa! Obrigada mesmo por se preocupar tanto – disse Victória sorrindo.
- De nada – disse Lílian ainda um pouco irritada.
- Eu vou ir pegar algo para comer – disse Tiago.
- Como? – perguntou Lílian – O jantar ainda não foi servido.
- Tenho meus modos – disse Tiago levantando-se e saindo.
- Volte aqui Tiago. O que o senhor pensa que vai fazer – disse Lílian levantando-se e indo atrás de Tiago. Quando Lílian havia saído da enfermaria, Lupin, Sirius, e Victória reviraram os olhos e Lupin falou:
- Que desculpa – disse ele.
- A Lily, quando perceber que gosta do Tiago, já vai estar para bater as botas – disse Victória.
- Como? – perguntou Sirius, que não entendia nenhuma “frase” trouxa.
- Não é nada – disse Victória sorrindo, fazendo Sirius quase cair da cadeira.
You treat me like I'm a princess
I'm not used to liking that
You ask how my day was
Você me trata como uma princesa
Eu não estou acostumada a gostar disso
Você me pergunta como foi meu dia


- Tiago, aonde você pensa que vai? – Lílian gritou.
- Pegar comida – disse ele sorrindo.
- Aonde? – Lílian perguntou.
- Na cozinha – disse ele.
- Mais... Como? – Lílian agora havia parado. Tiago parou e fitou a menina e disse:
- Conheço o castelo muito bem – disse ele.
- Mais a cozinha é proibida para os alunos... – Lílian disse.
- Nunca ouvi falar nisso – disse Tiago.
Lílian corou um pouco, pois tinha acabado de inventar aquela regra.
- Mais como você sabe aonde é a cozinha? – perguntou a garota novamente.

Your love is thick and it swallowed me whole
You're so much braver than I gave you credit for
That's not lip service
Seu amor é consistente e me engoliu inteira
Você é muito mais corajoso do que eu pensava
Isso não é da boca pra fora


- Sabendo Lily, sabendo. A única coisa que eu não sei ultimamente é se você vai ou não sair comigo – disse ele voltando a andar, deixando Lílian que estava parada, para trás. – Já decidiu? – perguntou ele.
- Bom... Eu não tive muito tempo para pensar sabe... A Vic estava estranha, e eu fiquei preocupada e... – Lílian estava dizendo.
- Não acredito – disse Tiago.
Lílian ficou calada. Voltara a andar, tentando seguir o ritmo de Tiago, mais ele andava muito rápido. Lílian, quando viu que Tiago não acreditava, corou novamente. Havia acabado de mentir. Havia pensado no convite que ele havia lhe feito a noite toda, mais não havia tomado uma decisão ainda.
- Se você não quiser, tudo bem – disse ele um pouco triste.

You've already won me over in spite of me
Don't be alarmed if I fall head over feet
Don't be surprised if I love you for all that you are
I couldn't help it
It's all your fault
Você já me conquistou mesmo contra a minha vontade
Não se assuste se eu cair da cabeça aos pés
Não se surpreenda se eu lhe amar por tudo o que você é
Eu não pude evitar
É tudo culpa sua


Lílian tomou impulso e disse:
- Quem disse que eu não quero? – disse ela ainda corada.
- O quê? – Tiago agora havia parado e encarava Lílian, que estava ruborizada dos pés a cabeça.
- Isso mesmo – disse ela em um outro impulso.
- Você vai sair comigo? – perguntou ele com um sorriso enorme.
- Vou – disse ela olhando para o chão, tentando disfarçar que estava corada.
- Tem certeza? – perguntou Tiago sorrindo.
- Tenho – disse ela.
- Absoluta? – agora Tiago sorria mais do que antes.
- Se você quiser... – disse a garota, que estranhava as milhares de perguntas do garoto.

You are the bearer of unconditional things
You held your breath and the door for me
Thanks for your patience
Você é o mensageiro de coisas incondicionais
Você segurou a respiração e a porta para mim
Obrigada pela sua paciência



- Se eu quero? Eu espero por isso a... Nem sei quanto tempo – disse ele controlando-se para não dar um pulo no ar, ou gritar, ou mesmo dar um beijo na garota naquele minuto.
- Bom... – Lílian não sabia o que dizer.
- Próximo passei a Hogsmead, oito horas, Salão Comunal – disse Tiago sorrindo.
Lílian assustou-se com a pressa que o garoto falou e disse:
- Tudo bem então – disse ela sorrindo.

You're the best listener that I've ever met
You're my best friend
Best friend with benefits
What took me so long
Você é o melhor ouvinte que eu já conheci
Você é meu melhor amigo
Melhor amigo com vantagens
O que me fez demorar tanto...


- Não acredito – Tiago não parava de dizer.
- Foi tão difícil assim conseguir me fazer aceitar? – perguntou Lílian, que agora sorria.
- Foi à coisa mais difícil do mundo – disse Tiago sorrindo.
- Exagerado – disse Lílian rindo.
- Não sou. Você tinha que ver. Pergunte ao Sirius ao o Lupin. Deis de que eu comecei a te perguntar, eu já tomei 276 foras – disse Tiago rindo. Era verdade, Tiago já havia recebido 276 foras de Lílian. Quando ela ouviu isso, a boca dela caiu até o chão.
- 276? Você contava? – disse ela assustada.
- Claro que sim. Eu ia precisar falar para os nossos filhos quantos foras eu levei da mãe deles – disse Tiago rindo.
Lílian revirou os olhos mais nada disse. Era engraçado ver como Tiago estava feliz, a garota só não soube como se controlou, e continuou conversando com ele. Logo eles chegaram no quadro, onde havia uma grande cesta de frutas. Tiago fez algum movimento que Lílian não havia reparado, e os dois entraram na cozinha, com dois sorrisos bobos estampados nos rostos.

I've never felt this healthy before
I've never wanted something rational
I am aware now
I am aware now
Eu nunca tinha me sentido tão bem assim
Eu nunca quis algo racional
Eu sei disso agora
Eu sei disso agora
N/A: Hello Peoples... Esse capitulo até que não está mallll... Mais esta enormee... Gigantesco... Acho que foi o maior capitulo até agora... Uahsashsa... Nom sei se foi, mais parece... But, espero que vocês gostem... Finalmente a Lily aceitou sair com o Tiaguitooo nom? uhsuahsua... Bom bom... no próximo cap, a mazilda q posta, por isso eu nom sei bulunfas do q ela vai escrever... Bom bom.. vo saiii... Bjus bjus.. Comentem!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.