FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

9. Recordações de Hogwarts parte2


Fic: Brincar de viver (R/Hr - H/G - Atenção - cenas NC18)


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Antes de começar, quero agradecer os comentários que já recebi hoje, de Mayara, Pato e purespirit. Obrigado desde já pelo apoio, se alguém está gostando é sinal de que devo continuar!
Não sei como vou fazer tudo, mas aos poucos chego lá!
Continuem escrevendo e criticando, ajuda bastante a gente saber a opinião das pessoas!
Beijos! Espero que continuem curtindo! Esse capítulo tá grande!
**********************************************************************************************************

Ginny acompanhava o relato da amiga com atenção. Ela nunca havia pensado em todas aquelas coisas de uma vez só, como Hermione fazia agora, resumindo os principais acontecimentos. Tanta coisa!

Hermione continuou o relato:

- No terceiro ano Harry começou inflando a Tia (uma parada para os risos se fez nesse momento. Por mais errado que tenha sido, Harry agiu com o coração, sem maldade.). Sirius Black à solta, todos pensando que ele era um assassino atrás de Harry... Minha ida a Hogsmeade com Ron apenas, sem o Harry. Mal conseguíamos conversar, tamanha timidez de ambos. Naquele dia eu senti o quanto seu irmão estava sendo cavalheiro comigo, não fez nenhuma brincadeira sem graça, e olha que eu estava à beira da loucura, assistindo milhares de aulas, num mal-humor daqueles, cheia de deveres e provas, mal tinha tempo pra falar com ele e Harry... Foi também o ano dos Dementadores. Foi hilário como bati na cara do Malfoy antes da execução do Bicuço, Ron olhava pra mim maravilhado, como eu podia ter feito aquilo? Me defendeu com toda carga quando Snape me ofendeu em sala de aula, pegou uma detenção com Snape por minha causa! Como ele me ajudou com Bicuço e Hagrid! Apesar de ter me acusado sobre Perebas e Bichento, depois desculpou-se. Naquele ano Ron começava a perceber o quanto eu havia mudado por causa deles, o quanto tinha orgulho de tê-los perto de mim, o quanto já éramos realmente amigos!

No quarto ano é que as coisas começaram a se complicar. Nossa maturidade aflorando, a Copa de Quadribol, o Torneio Tribruxo e...

- Viktor Krum, interrompeu Ginny.

- Sim, Viktor Krum que me viu pela primeira vez como menina, e não como estepe! Viktor Krum não me chamou porque não havia mais ninguém pra ele chamar, chamou porque se interessou por mim de verdade! Ele foi muito grosseiro comigo no Baile, ele poderia ter a chance dele naquele dia, mas não! Preferiu me ofender! Ele chegou a ter ciúmes até mesmo do Cedric Diggory, por eu achar, como todas as meninas, que Diggory era lindo! E ele era mesmo!
Eu segurei a barra de Ron naquele ano, por ele achar-se inferior a Harry, dei todo meu apoio e atenção, fiz com que os dois voltassem a ser amigos, pra depois ouvir bobagens! Que raiva!

- Era ciúme puro Mione, você percebeu isso? – Ginny disse aquilo com muita certeza.

- Ciúme demonstrado da pior maneira possível Ginny. Ele chegou a dizer que levaria no Baile uma pessoa bonita, mas insuportável, porque a aparência era mais importante...

- E o tonto pagou a língua ao ver você com Krum, Mione. Eu nunca tinha visto meu irmão tão nervoso, ele queria matar o Krum! E ele ficou simplesmente babando por você minha amiga... parecia um idiota – Ginny ria, lembrando-se que foi ao Baile com Neville, e que se divertiu bastante, pois Neville dançava muito bem.

- Ele começou a prestar atenção em mim de verdade aquele ano. E insinuou que eu pudesse estar passando informações do Harry para o Viktor, que idiotice! Brigamos muito naquele dia na sala comunal após o Baile. Até hoje eu me lembro das palavras que disse:
“Da próxima vez que houver um baile, me convide antes que outro garoto faça isso, e não como último recurso!”

- Ele é tão lerdo... até o Harry já tinha se tocado do que você sentia...

Hermione corou.

- Tinha?

- Claro Hermione, só o nó-cego do meu irmão não se tocou né?

Hermione também lembrou-se que depois, Ron ficou ao lado dela, mesmo com toda a palhaçada da Rita Skeeter insistindo que ela e Harry eram namorados. Os três tinham uma amizade inabalável, sem igual. Sem necessidade de palavras. As recordações do quinto ano ressurgiram em sua mente.

- No quinto ano fomos um pouco mais companheiros, eu e Ron. Harry estava se sentindo muito sozinho, um pouco revoltado porque sabíamos da Ordem antes dele. Fomos nomeados Monitores, fazíamos muita coisa juntos. Dessa vez Ron ficou meio bravo comigo, porque eu não achava que ele fosse responsável o suficiente pra ser nomeado monitor, ele ficou fulo comigo!
Harry perdia a paciência com minhas constantes brigas com Ron...
Ron passou uns maus bocados ao entrar pro time de Quadribol. Até hoje me lembro do beijo de boa sorte que lhe dei...

- Harry me contou que nesse dia, Ron ficava passando a mão no lugar onde você tinha beijado ele o dia todo, meio abobado...

- Sério, Ginny? Hermione animou-se com essa frase simples de Ginny.

- Sim, Mione.

- O corpo dele estava mudando, ele estava ficando mais alto, mais forte, mais bonito...

Hermione corava novamente. Ginny, com seu bom humor, ria ainda mais.

- Nossa coragem foi colocada à prova naquele ano hein Ginny? O que aconteceu no departamento de Mistérios ninguém jamais vai esquecer!

Então chegou o ano passado. Voldemort já à solta, mas na espreita. Ron com uma pontinha de ciúmes de Harry, pra variar um pouquinho, respondendo cada vez que eu elogiava o Harry por algum motivo. Pedindo pra que eu reparasse nele, vê como as coisas mudam?

Mas eu tive que pensar muito esse ano que passou Ginny. Porque o Ron ficou esfregando o namoro dele com a Lilah na minha cara, incontáveis vezes...
Eu sempre do lado dele, ele se exibindo pras meninas feito um pavão, eu me cansei dele esse ano, definitivamente.

- Mione, esse ano ele realmente percebeu que não é nenhum feio, dá um desconto... ele passou a vida inteira na sombra dos meus irmãos, e agora que só temos eu e ele de Weasley na escola, ele teve finalmente uma chance...

- Não justifica eu ter que aguentar ele se agarrando com aquela idiota bem na minha frente Ginny, tem paciência...

- Nem se eu te disser que ele até hoje acha que você e o Viktor ainda estão juntos? Ou que ele é inseguro demais pra uma mulher feito você, que sabe de tudo e não tem medo de nada? Que ele tem medo de te decepcionar, de não merecer você, de ser pouco, de ser pobre, de ser a sombra de alguém sempre?

- Mas ele não é sombra de ninguém! Ele é uma pessoa extraodinária, um homem perfeito pra qualquer mulher! Eu é que sou feia pra ele. E não sei nada de Quadribol, pra ajudar...

- Isso você aprende! Quem disse que você é feia Mione? Tá maluca?

- Tem mais. Ele morre de ciúmes do McLaggen, pensa que vocês ficaram juntos na festinha do Slughorn.

- Mas eu fugi do McLaggen na festa...

- Mas ele não sabe disso. Sabe?

Claro que não. Mione nunca desmentiu nada.

- Eu quase morri quando ele foi envenenado, lembra...

- Eu também me lembro que ele chamou o SEU nome, não outro qualquer, quando estava delirando.

Ginny tinha razão.

- Pra encerrar essas recordações Mione, eu me lembro de ter visto vocês dois muito próximos no enterro de Dumbledore.

Aquela recordação fora a mais forte e terna de Ron que ela já tivera. Arrepiava o corpo todo quando ela pensava na proximidade dos dois, no contato do corpo de Ron ao dela...

- Fica aí pensando nessa última recordação Mione. Pra valer. Pensa se todo o resto vale a pena lembrar, Lilah ou seja lá quem for, depois dessa hora da verdade. Dorme bem, pensa nisso com muito carinho e cuidado.

Mione sorriu ao lembrar-se daquele momento. Um calor invadiu suas entranhas bruscamente...

Tentou dormir, mas não conseguiu.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.