FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

1. Proxima parada...


Fic: Lembranças Marotas


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Nós, Mari Evans e Juh Potter, esperamos que vcs gostem da nossa fic...Ai vai ela...E ah, comentem pleaaaaaaase!! ^^






Harry Potter acordara extremamente cedo aquela manhã. Talvez pela ansiedade em que se encontrava...Afinal, dentro de algumas horas estaria encontrando Rony e Hermione,e logo depois iria a Godric's Hollow, onde,finalmente, iria visitar a casa em que ,tinha certeza,tinha vivido os tempos mais felizes de sua vida. Harry levantou-se e vestiu-se correndo. Desceu as escadas correndo, e entrou na cozinha. Viu seu tio sentado olhando o jornal, como fazia em todas as manhãs, Tia Petunia preparava o café e servia ovos mexidos ao seu enorme primo Duda, que Harry não sabia como a cadeira não havia quebrado até agora por suportar o peso do primo. Sentou-se do lado de Duda e Tia Petunia colocou uma pequena porção de ovos em seu prato. Harry comeu sem reclamar, pois nada poderia estragar aquele dia. Merlin sabe quanto Harry esperou o dia para poder sair da casa de seus tios e agora estava tendo a oportunidade de sua vida...Mas sua felicidade não era só finalmente sair desse lugar onde for tão maltratado e triste...Mas só a perspectiva de conhecer um pouco mais de sua história, da história de seus pais...Nossa, ele não se lembrava de ter estado tão nervoso assim...Seu estomago embrulhava, e ele não parava de verificar o relógio pra ver se Rony e Mione já estavam a caminho...Vendo que não conseguiria terminar de comer seus ovos mexidos, foi para o seu quarto verificar se tinha arrumado tudo para a viagem.Chegando no quarto Harry deparou com uma enorme quantidade de embrulhos e cartas, com certeza seus amigos resolveram entregar os presentes via coruja. Harry se sentou na cama e começou a desembrulhar o primeiro pacote embrulhado em papel pardo. Era o de Hermione...A garota lhe presenteara com uma roupa trouxa. É...Ela acertara em cheio...Estava mesmo precisando de roupas legais pra variar...Afinal, só usava os trapos velhos de Duda...Junto com a roupa havia uma carta, Harry a leu:


"Querido Harry,
Feliz Aniversário! Espero que tenha gostado dos presentes, que cá entre nós, ultimamente tem estado um calor infernal, e viver com aquelas roupas largas como as do seu primo, ninguém merece. Também espero que você não tenha se metido em nenhuma confusão nesse meio tempo. Harry...Só pra lembrar que as duas em ponto estaremos aí pra te buscar... Deixe tudo pronto, afinal, vamos com o Senhor Weasley...E nesses tempos perturbados você sabe a confusão que o ministério está, não é? Harry vou pedir mais uma vez, não se meta em confusões nem mesmo se for com seus tios, pense que o mais rápido o possível você vai estar a quilômetros...
Mione “



Harry começou a desembrulhar o próximo presente. Era o de Rony e da família. Eles mandaram uma enorme quantidade de produtos da Gemialidades Weasley, um suéter com a estampa de um pomo, vários doces caseiros e um livro sobre quadribol. Harry viu, que havia outro presente, dentro da caixa da que Rony mandara.’Com certeza era o presente de Gina’, pensou o garoto. A ruiva lhe dera um colar com um camafeu, que se abria, e, dentro dele havia a foto dos dois. Ao abrir o camafeu Harry sentiu aquele conhecido perfume de rosas no ar. Sentiu uma saudade de sua ruivinha...Mas Harry sabia que não podia sequer pensar em Gina, para o bem da garota... Rony mandara uma carta também:


“E aí cara,beleza?
Espero que tenha gostado dos presentes...A suéter e os doces são presentes habituais de mamãe... Os artigos da loja de logros foram mandados pelos gêmeos, e eu, realmente espero que você goste do livro que te mandei... A Gina mandou esse embrulhinho menor, ela insistiu em não me contar o que ela pretendia te dar... Mas deixa pra lá...Você vai me cotar daqui a pouco mesmo não, é?É uma pena que você não veio pro casamento do Gui com a Fleur...Tava gripado, não é? Tudo bem, você pode ver as fotos depois...A Fleur estava realmente linda... Mas deixamos pra conversar mais tarde, cara. Até as 2 da tarde...E FELIZ ANIVERSÀRIO Harry!
Ronald Weasley”




Harry desembrulhou os próximos presentes, Hagrid lhe mandou uma caixa de doces da Dedosdemel, Dobby um par de meias, uma de cada cor, é claro! Lupin e Tonks lhe mandaram uma foto de seus pais, Harry passou muitos minutos olhando a foto quando se deu conta da existência de mais um presente... Achou muito estranho, afinal quem mais lhe mandaria presentes? Harry olhou o pequeno envelope e pegou-o. Abriu-o com calma e retirou o que havia dentro. Primeiro o que caiu foi uma chave. Uma chave bem enferrujada por sinal. Harry não entendeu o que servia aquela chave e abriu a carta que também estava dentro do envelope:


“Caro Harry,
Quero lhe dar essa chave a um precioso tempo. Com ela você descobrira grandes mistérios e deixara sua consciência mais leve. Creio que você está se perguntando o que é que uma coisa tão pequena pode mudar. Já lhe disse, que é para nós nunca ficarmos surpresos com nada, pois a vida é muito óbvia, e por isso não é para nós vivermos apenas de ilusões. Nunca resista ao amor. Fique sabendo que o amor é a coisa mais pura em todo o universo. Poucas pessoas são capazes de amar, e quem pode amar, é uma pessoa realmente honrada, ainda mais quando o sentimento é retribuído. Harry, não estou lhe dizendo nada, só digo para você não fugir de nada. Resistir aos nossos sentimentos é a pior doença. Chore quando tiver que chorar, ria na hora que tiver rir, ame na hora que tiver que amar. Não fuja de nada. Quem foge de si próprio é o pior covarde. Aproveite o que você tem que aproveitar, se não, uma hora você ira acordar, e perceber que sua vida passou como um raio, e você não pode aproveitar nada do que a vida lhe ofereceu. Sou uma prova disso. Nunca perca um minuto, talvez logo esse mesmo minuto lhe falte! Aproveite sua vida bem Harry é tudo que lhe desejo e mais quero.
Dumbledore”



Harry ficou olhando para a carta. Entendeu tudo o que havia escrito nela. Não deu mais. Não conseguia mais segurar, uma lagrima desceu pelo seu rosto. Queria que todos entendessem que o ódio que ele tinha por Voldemort era enorme. Não era só porque ele havia matados seus pais, era por que ele havia lhe tirado Sirius, o próprio Dumbledore, Voldemort poderia atacar Rony e Hermione a qualquer hora, e Voldemort não poderia ficar sabendo nada sobre Gina, pois Voldemort não era nada burro, e sabia que o caminho para chegar a Harry eram os seus amigos. Harry ficou no quarto. Chorando. Até dar uma hora e meia. Limpou os olhos e foi ao banheiro. Lavou o rosto e olhou para si próprio no espelho. Olhou com frieza para a cicatriz e saiu do banheiro. Pegou a chave e pegou um cordão. Amarrou a chave no seu braço. Mesmo não sabendo o que era, iria descobrir. Pegou o colar que Gina havia lhe dado e colocou no pescoço, sorriu ao abri-lo novamente. Como se esperava, a foto havia mudado. Não estava mais aquela que Harry havia visto. Harry guardou os outros presentes na mala e saiu do seu quarto e pensou consigo mesmo: “Tomara que seja a ultima vez que eu volte a entrar nesse quarto” e deu um sorriso. Começou a descer as escadas. Ao chegar no ultimo degrau a campainha tocou. Harry atendeu a porta e a única coisa que conseguiu ver a seguir foi um tufo de cabelos castanhos pulando em cima dele.
-Hermione, solta o Harry, assim você vai matá-lo – falou um garoto ruivo. Rony estava como Harry havia visto quando se viram pela ultima vez. Apesar que como sempre, o garoto havia crescido vários centímetros. Hermione soltou Harry aos poucos e deu um sorriso. Harry sorriu para os amigos, e cumprimentou os dois. Não puderam ficar com muito assunto pois ouviram aquela voz:
-Desculpe interromper, mais nós podemos ir indo? – disse a garota ruiva que estava encostada na porta do carro. Harry não havia visto-a. Gina Weasley com um pequeno sorriso no rosto. Gina estava como Harry se lembrava. O garoto sentiu algo queimando quando ouviu a voz dela. Olhou para os dois amigos que esperavam a reação dele e começaram a falar:
-Harry, não foi nossa culpa! Mamãe ia sair e não quis deixar Gina sozinha e... – Falou Rony.
Harry sorriu para o amigo, e Rony se calou. Rony e Hermione entreolharam-se sem entender nada. Harry não falou nada, e os três começaram a andar. Hermione havia entrado no carro e Rony estava ajudando Harry a colocar as malas no carro. Rony logo entrou também no carro deixando Gina e Harry de fora. Harry sorriu e Gina apenas fitou-o. Harry não falou nada, só tirou a correntinha da blusa. Quando Gina viu, deu o sorriso mais belo que Harry já havia visto e entrou no carro. Harry entrou no carro e ouviu o sr. Weasley falando:
- Próxima parada, Godric's Hollow!!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.