FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

23. Senhorita Independente


Fic: Lembranças Marotas


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Senhorita independente
Senhorita auto suficiente
Senhorita mantenha distância
Senhorita sem medo
Senhorita fora do meu caminho
Senhorita não deixa um homem interfirir
Senhorita na dela
Senhorita quase
Senhorita nunca deixa um homem ajudar


Victória olhou para Lílian que ainda segurava a carta e disse apontando o garfo para a amiga:
- O que tem ai? – perguntou a amiga olhando curiosa para a carta.
- Nada – disse Lílian dobrando o papel.
- Nada é a vovozinha. Deixe-me ler – disse Victória olhando para a amiga. Lílian olhou para a amiga e disse:
- Depois você lê Vic, agora eu vou ir para a biblioteca – disse Lílian levantando-se e pegando o material.
- Biblioteca? O que você vai fazer lá a essa hora? Lily, você não pode ser esconder do Thiago na biblioteca – disse Victória.
- Eu não vou me esconder de ninguém – disse Lílian olhando a menina que a encarava boquiaberta.
Nesse mesmo momento, alguém entrou no Salão. Victória olhou para a porta, pegou seus materiais e disse:
- Também vou com você – disse a garota pegando uma rosquinha e colocando na boca. Lílian olhou surpresa para a amiga, e olhou para o garoto que havia acabado de entrar no Salão.
- Pelo visto não sou só eu que estou fugindo não é mesmo Vick? – disse Lílian olhando para Sirius que havia acabado de entrar no Salão. Victória revirou os olhos e disse:
- Eu ‘não’ estou fugindo do Sirius. Eu estou fugindo dele – disse Victória apontando com a cabeça outro garoto que entrava logo atrás de Sirius. Lílian revirou-os olhos e disse:
- Não a porque fugir de Marshal – disse Lílian.
- A muito mais do que você sabe – disse Victória. Lílian encarou a amiga. Victória ainda não havia contado para Lílian o incidente da pequena paixonite de Marshal por ela.
- Como assim? – perguntou Lílian abismada.
- Quando você deixar eu ler a carta, eu te conto o acontecimento – disse Victória indo a saída.

Então, mantendo seu coração protegido.
Ela nunca se sentiu rejeitada
Pequena senhorita preocupada disse oooh,
Ela se apaixonou.


- Lily, de uma chance ao Tiago – disse Victória baixinho.
- Não vou te falar nada Vick, por que alem de estarmos na biblioteca, eu não tenho nada para falar com ele – disse Lílian para a amiga.
- Mais Lily, ele esta te dizendo tudo isso de coração e alma – disse Victória.
- Se ele tiver um coração – disse Lílian revirando os olhos.
- Lily olha, eu nunca vi o Tiago fazer isso para NENHUMA garota. Ele só fez isso para você Lily... – disse Victória.
- Talvez ele tenha feito isso apenas pelo fato de ele saber que eu sou a única garota que ele nunca vai conseguir ter – disse Lílian.
- Lily, você tem um ego do tamanho do dele. – disse Victória.
- Não tenho não – disse Lílian virando a pagina do livro que lia.
- Às vezes você realmente me surpreende. Você não parece ter dezesseis anos, e sim sessenta. Você deveria ser coroada a Miss Independente – disse Victória encarando a amiga.
- Muito engraçado Vick, agora deixe-me ler – disse Lílian para a menina.

O que é esse sentimento que está tomando conta?
Pensava que ninguém poderia abrir a porta
Surpresa, é hora
De sentir o que é real
O que aconteceu com a senhorita independente?


Lupin estava tomando o café em silêncio, lendo o profeta jornal daquele dia. Estranhou o comportamento de Sirius e Tiago. Ambos estavam quietos, mais ele sabia que os amigos não iriam querer conversar sobre aquele assunto naquele momento. Então continuou quieto ali, até quando o Salão todo parou de conversar. A porta havia sido aberta, e Courtney entrou. Courtney procurava um lugar para sentar, enquanto muitos meninos olhavam-na. As meninas reviravam os olhos. Courtney era aquela garota que se, Tiago e Sirius não estivessem apaixonados, correriam logo atrás para ficar com ela. Courtney olhou em direção aos marotos, e viu Lupin que virava a pagina do jornal. A garota corou imediatamente e exibiu um belo sorriso no rosto. Foi andando até umas meninas que encontrava-se sentadas a poucos centímetros dos marotos. Courtney sentou-se ao lado da menina que estava no mesmo banco que Lupin, jogando a longa cabeleira castanho clara para trás. Sirius e Tiago entreolharam-se e olharam para Lupin, que continuava lendo atentamente o jornal. Sirius deu um chute na canela de Lupin por baixo da mesa e ouviu o garoto gritar:
- AU, mais que Diabos! O que você pensa que está fazendo... – gritou Lupin. Mais ao ver que Tiago e Sirius apontavam descaradamente para a menina que estava sentada ao seu lado, Lupin olhou para a menina. Lupin corou um pouco e Courtney sorriu novamente.
- Bom dia – disse a garota.
- Bom dia – disseram Sirius e Tiago.
- Você é monitor não é Remo? – perguntou Courtney sorrindo.
Lupin confirmou com a cabeça, ainda corado.
- Se você precisar de ajuda, é só chamá-lo – disse Tiago exibindo finalmente um sorriso, mesmo que fosse fraco.
Lupin corou mais do que já estava corado, e encarou Tiago, que sorriu para o amigo. Lupin finalmente tomou coragem e disse:
- Precisa de ajuda em alguma coisa? – perguntou o garoto.
- Preciso sim. A matéria daqui esta muito adiantada a do meu antigo colégio, e eu não estou conseguindo acompanhar muito bem. Precisava que você me ajudasse a estudar. A professora McGonagal me disse que você é um ótimo aluno e que poderia me ajudar – disse a garota sorrindo.
- Claro que ele pode – disse Sirius cutucando Tiago.
- Hoje à noite, às sete horas – disse Tiago entendendo a de Sirius.
Courtney sorriu e Sirius e Tiago disseram juntos:
- Então está marcado. – disseram eles.
- Mais o que... – disse Lupin baixinho, para si próprio.
- Tudo bem – disse Courtney sorrindo.
- Está tudo bem, não está Lupin? – disse Sirius.
- Claro – disse Lupin exibindo um fraco sorriso.
- Ótimo. Agora temos que ir andando, o Lupin prometeu nos ajudar com a tarefa de Poções – disse Tiago levantando-se.
- Então até – disse Courtney, fitando-o.
- Até – disse Lupin

O que é esse sentimento que está tomando conta?
Pensava que ninguém poderia abrir a porta
Surpresa, é hora
De sentir o que é real
O que aconteceu com a senhorita independente?
Não precisa mais ficar na defensiva
Tchau, pra velha senhorita
Quando o amor é verdadeiro


- Vick anda... Nós vamos nos atrasar – disse Lílian saindo da biblioteca.
- Você que me trouxe para cá, agora agüenta – disse Victória pegando um livro grande e guardando dentro da bolsa.
- O que você vai fazer com esse livro? – disse Lílian desconfiada.
- Ler, o que mais? – disse Victória como se a resposta fosse óbvia.
- Você me entendeu – disse Lílian revirando os olhos.
- Não vou fazer nada Lily. Pare de suspeitar! – disse Victória.
- Mudando de assunto, o que aconteceu com você e com o Marshal? – perguntou Lílian curiosa.
- Nada. Ele somente disse que estava apaixonando-se por mim. Eu sinceramente não pude retribuir, já que eu nem conheço ele direito e... – Victória parou de falar e olhou para frente.
- E tem o Sirius... – disse Lílian fitando a amiga.
- O que tem ele? – perguntou Victória fingindo como se não entendesse.
- Não finja que você não sabe Victória – disse Lílian encarando-a.
- Saber o que Lílian? – disse Victória olhando a amiga.
- Que você está sentindo algo pelo Sirius – disse Lílian.
- Olhe quem fale Miss Independente. Tenho uma musica perfeita para você! Como é mesmo? A sim...

“Senhorita coração guardado
Senhorita esperta
Senhorita independente
Senhorita auto suficiente
Senhorita mantenha distância
Senhorita sem medo
Senhorita fora do meu caminho
Senhorita não deixa um homem interfirir
Senhorita na dela
Senhorita quase
Senhorita nunca deixa um homem ajudar
Senhorita se você vai fazer isso é melhor nem começar
Mas ela calculou mal
Ela não queria acabar cansada
E essa senhorita decidiu não perder o verdadeiro amor
Mudando uma idéia errada
Ela mudou pra uma nova direção
E descobriu dentro de si, ela sentiu uma conexão
Ela se apaixonou.”


- É a sua cara – disse Victória que acabara de cantar.
- Muito engraçado – disse Lílian revirando os olhos.
- Não era para ser engraçado. Eu só cantei essa música por que ela parece muito com você e sobre o que você sente com o... – Victória parou de falar e disse – Tiago! – disse a amiga olhando para o corredor.
- Vick, eu já disse que... – Lílian parou de falar, pois Vick havia dado-lhe um beliscão. Lílian olhou para onde a amiga olhava e viu Tiago e Sirius vindo em direção das duas. Eles pareciam não ver que elas estavam logo à frente, já que estavam entretidos em um livro. Victória e Lílian entreolharam-se. Nunca haviam visto os dois lendo algo. Não tiveram tempo de comentar o estranho acontecimento, pois Sirius esbarrou em um terceiroanista, virou-se e disse:
- Foi mau ai – disse ele que ia voltar à leitura, quando viu Lílian e Victória olhando-os boquiaberto. Sirius deu uma cotovelada no estômago de Tiago que encarou o menino e disse:
- Você está louco? Isso doeu – disse Tiago gritando e passando a mão aonde Sirius havia acabado de bater-lhe. Sirius não fez ou falou nada. Tiago encarou-o e viu que as duas garotas observavam a cena.
- Tiago – disse Victória tentando quebrar o silêncio daquele encontro.
- Oi? – disse o garoto tentando não olhar para Lílian.
- Queria falar com você – disse a menina encarando o primo.
- Fale – disse ele olhando para o chão.
- Agora não dá tempo, vamos nos atrasar para a aula. Depois do jantar – disse a menina olhando para o lado oposto que Sirius encontrava-se.
- Pode ser – disse Tiago ainda olhando para o chão.
- Então está bem – disse Victória olhando para o primo. Mesmo que tentasse evitar, olhou para Sirius. Os olhares de ambos se cruzaram em alguns segundos. Os dois coraram um pouco e voltaram a olhar para direções opostas – Então até – disse Victória pegando Lílian pelo braço e puxando-a para bem longe dos dois.

Quando a senhorita independente foi embora
Sem tempo para o amor que apareceu no seu caminho
Ela olhou no espelho e pensou que seria hoje
O que aconteceu com a senhorita sem medo?
Levou um tempo pra ela ver
Como o amor poderia ser bonito e verdadeiro
Não precisa mais falar: "Por que não acontece comigo?"
Estou feliz porque eu finalmente vi...


- O que você está pensando em fazer Tiago? – perguntou Sirius para o amigo.
- Você vai ver Sirius, você vai ver – disse Tiago voltando a ler o livro.
- Pontas, você está louco – disse Sirius encarando-o.
- Se eu ficar louco, você fica também – disse Tiago virando algumas paginas do livro.
- O que é isso? – perguntou Sirius.
- O que eu vou fazer – disse Tiago sorrindo.
- Por que em sã consciência, você vai fazer uma poção da sinceridade? – perguntou Sirius abismado.
- Sirius, Sirius. Você não está entendendo nada não é mesmo? – disse Tiago dando um pequeno sorriso.
- Se eu estivesse, eu não teria perguntado – disse Sirius encarando-o.
- Essa vai ser a poção que nós vamos preparar hoje na aula de Poções. Vou fazer a poção ficar perfeita, e vou tomar um pouco na frente da Lily, e eu vou falar tudo o que eu sinto perto dela. Como eu vou estar sobre o efeito da poção, ela não vai poder dizer que o que eu estou falando é mentira – disse Tiago sorrindo.
- Isso não vai dar certo – disse Sirius encarando o amigo.
- Alguma coisa que eu já fiz não deu certo? – disse Tiago.
- Por onde eu começo... – disse Sirius fitando-o amigo.
- Você é muito engraçadinho – disse Tiago.
- Mais isso realmente não vai dar certo. Olhe... Talvez a Lílian não acredite que você esteja realmente sobre o efeito da poção. Talvez ela ache que você só vai estar fingindo. E é melhor você tentar conquistá-la aos poucos. Desse jeito você não vai chegar em nada – disse Sirius.
- Mais não custa tentar – disse Tiago.
- Pontas, é sério, é melhor você bolar outra coisa. Eu te ajudo – disse Sirius encarando o amigo.
- Tá bom – disse Tiago a contra gosto, mais sabia que Sirius não deixaria-o fazer aquela poção a nenhum custo. Os dois foram indo até a sala de poções, bolando algumas maneiras para tentar reconquistar Lílian.

O que é esse sentimento que está tomando conta?
Pensava que ninguém poderia abrir a porta
Surpresa, é hora
De sentir o que é real
O que aconteceu com a senhorita independente?
Não precisa mais ficar na defensiva
Tchau, pra velha senhorita
Quando o amor é verdadeiro


Nota da Juh: Surpresa! uauhasua... Vim aqui postar do nada não é mesmo? Mais eu só vim para a Mazilda poder postar, para eu poder postar no fds! ;D Espero que vocês gostem! Ta podrinho... Mais fazer o q? Escrevi na maior pressa... ushaushuah... Nom tenho nada para dizer... Próximo fim de semana volto com outro cap. Bjinhusss para vcs leitores e para aminha querida Mazilda... E comentem, como sempre xD...

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.