FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

19. Orgulho


Fic: Anos de Sexo Proibido - Reta final - Capítulo 19 ON


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

 


Ao surgir no portão da casa de Hermione, ele pode ouvir o grito de um homem encolerizado lá dentro.


 


 - EU JÁ SEI DE TUDO, HERMIONE! VOCÊ E AQUELE DESGRAÇADO DO HARRY ME PAGAM!


 


  Harry correu até a porta e a escancarou nervoso. Seu sangue gelou. Não podia acreditar que Rony estivesse prestes a agredi-la. Ele não seria capaz.


 


  O ruivo segurava a ex-esposa firmemente pelo braço e a empurrava contra uma parede. Com a outra mão a apertava pelo queixo como se quisesse olha-la nos olhos para detectar mentiras, ou talvez tentar ver através deles. Mione estava totalmente apavorada, parecendo não acreditar no que acontecia. Tudo que ela mais temeu durante todos esses anos estava acontecendo.


 


  -Rony, tira as mãos dela! –ele gritou de imediato.


 


  -Harry, sai daqui antes que eu mate você! Eu tenho que resolver isso com a minha mulher, depois eu me acerto com você!


 


  -Rony, se acalma e vamos conversar, eu sei que...- Hermione tentou, mas foi bruscamente interrompida sendo mais uma vez empurrada contra a parede.


 


  -Cala a boca! Você sabe? Você não sabe nada! Oh, não, quem não sabe nada aqui sou eu, não é? O corno é mesmo sempre o último a saber...- ele disse e deu uma leve risada sarcástica – Sabe por quê? Porque ele mata todo mundo depois que descobre!


 


  Harry saiu da inércia em que se encontrava desde que abriu a porta e foi até o canto onde os dois se encontravam. Puxou Rony com toda a sua força de cima de Hermione e o jogou contra a parede contrária. Virou-se para ver se ela estava machucada. Antes que tivesse tempo para mais nada, sentiu o ruivo puxá-lo pelo ombro e foi socado com muita força no rosto. E então se seguiu uma legítima briga trouxa. Harry não queria bater no amigo, mas não encontrava outra forma de se defender. Porque se as coisas continuassem daquele jeito ele ia acabar desmaiado, e o que não faria era deixar Mione sozinha com Rony naquele estado.


 


  Os dois nem sequer ouviram os gritos de Hermione para que parassem, nem puderam notar que ela estava chorando desesperada. Engalfinhavam-se pelo chão, entre socos, chutes e cabeçadas. A morena via sangue, mas não sabia de quem era.  Mas logo ela conseguiu raciocinar e abaixou para pegar a varinha que estava caída no chão desde que Rony a pressionou contra a parede.


 


  Ela murmurou um feitiço e logo os dois estavam separados e bem distantes um do outro, presos por um campo invisível. Harry tinha um ar derrotado e Rony ainda tentava se soltar para continuar batendo até que sua raiva pudesse se dissipar. Não era a primeira vez que tinha de separar os dois assim, ela agora pensava, mas era a primeira vez em que realmente achava que quando o campo fosse desfeito não haveria volta para eles.


 


  Ela tentou parar os soluços descontrolados e resgatar as últimas gotas de sua dignidade para falar e tentar convencer Rony de que não o tinha traído. Convencê-lo de uma mentira que ela não sabia se teria forças para fazer soar convincente mais. E em primeiro lugar, queria saber como ele sabia daquilo tudo. Passara mais de uma década tentando esconder aquele segredo, tentando não deixar as pessoas saberem que na verdade ela era uma mulher suja, desonesta e infiel. E agora tudo vinha abaixo assim, com o pai de seus filhos tentando curar a raiva fisicamente e os dois homens de sua vida se engalfinhando no chão como se nunca tivessem sido melhores amigos. E a culpa era sua.


 


  -Por Merlin! O que está acontecendo aqui? - ela conseguiu dizer afinal – Somos três adultos e não podemos resolver as coisas como adultos?


 


  -O que está acontecendo? - Rony riu mais uma vez. – Vocês devem mesmo estar se divertindo com tudo isso! Fizeram o idiota aqui de bobo e devem ter rido muito de mim enquanto estavam na cama!


 


  -Ronald, você não sabe do que está falando. – ela advertiu nervosa.


 


  -Deve ter sido mesmo muito divertido, não é Harry? -ele continuou, ignorando-a -Transar com a minha mulher e rir de mim ao mesmo tempo! O pobre amiguinho bobão!


 


  Ele se sacudiu outra vez e não conseguindo se soltar, gritou exasperado.


 


  -Por Merlin, Hermione, me solte!


 


  -Não! Não enquanto você não puder se comportar normalmente e não como um animal! – ela respondeu soluçando. Detestava ser rude com ele quando ela merecia muito mais ouvir e sentir o desabafo dele, mas se não o fosse, ele nunca a escutaria.


 


  -Ah, é? E o que é se comportar normalmente pra você? Dar para o melhor amigo do seu marido? Porque pra mim se comportar como um animal é não ter nenhum tipo de fidelidade.


 


  -Rony, eu sei que você está com raiva, mas não vou deixar você falar assim com ela! – Harry se manifestou pela primeira vez. – Se vai descontar em alguém, desconte em mim!


 


  -Eu farei isso com prazer assim que ela me soltar! – o outro replicou.


 


  -Parem vocês dois. Eu vou soltar vocês, mas antes quero apenas conversar, Ronald. Com calma. –ela falou tentando se acalmar a sim mesma, mais do que ao ex-marido- De onde você tirou isso? Quem falou isso pra você?


 


  -Quem? - o ruivo replicou, incrédulo – Então ele não te contou antes? Ouvi isso da boca do seu amante.


 


  Hermione olhou surpresa para Harry, como quem dissesse Por quê?


 


  - Ronald, em primeiro lugar, Harry não é o meu... amante. Não é nada disso.


 


  -É, -Harry tentou ajuda-la – eu não falei nada disso, Rony! Vocês se separaram. Eu sei que pode ser difícil para você compreender, mas nós dois somos pessoas desimpedidas agora.


 


  -Ah, é? - o ruivo disse, visivelmente desacreditando – “Agora” você diz, e espera que eu acredite que não estavam se encontrando pelas minhas costas quando estávamos casados? Quando eu sei que o motivo dela ter pedido o divórcio foi você? Eu pareço tão burro assim?


 


  Harry sabia que tudo que ele havia dito era verdade, mas tinha que fazê-lo mudar de ideia, ou Hermione nunca se sentiria em paz.


 


  -Sim, eu espero que acredite porque é verdade.


 


  Oh, Merlin, será que nunca pararemos de mentir? Pensou Mione.


 


  Rony pareceu não ligar muito para o que ele disse. Virou-se para Hermione.


 


  -Você me disse que você não ia ficar com o “tal cara” por quem era apaixonada. E eu fiquei como o idiota que eu sou me remoendo em quem seria tão imbecil a ponto de não querer ficar com você... - ele respirou fundo, parecendo mais triste a cada palavra – Mas afinal, o único rejeitado era eu.


 


  O coração de Hermione encolheu ao ouvir aquilo. Desfez o feitiço e olhou apreensiva para Rony. Ele não se moveu e permaneceu de cabeça baixa. Aproximou-se dele e esperou que o ruivo a olhasse. Quando ele o fez, ela o tocou no rosto, esperando rejeição, mas não foi o que aconteceu. Ele a encarou firmemente e simplesmente perguntou: Por quê?


 


  O que foi que eu fiz¿ ela pensou antes de responder.


 


  -Não sei se existe um motivo. As coisas simplesmente aconteceram assim. Você sabia que nosso casamento tinha acabado. Por que brigar agora? Não acho que vá fazer diferença para o resultado no final das contas.


 


  -Você vai ficar com ele mesmo, não é?


 


  Ela respirou fundo antes de acenar que sim com a cabeça.


 


  Rony se escorou em uma parede a suas costas e deslizou até sentar no chão. Ela se ajoelhou na frente dele, e os dois ainda se olhavam nos olhos.


 


  - Passei a minha vida toda tentando provar que eu era tão bom quanto ele, não só o melhor amigo desajeitado, mas até a minha mulher prefere o eleito. – Rony fez uma pausa, olhando para cima e suspirando, antes de olhar para ela e recomeçar – Foi tudo em vão. Você algum dia me amou? Ou eu fui só uma segunda opção enquanto não conseguia o que queria?


 


 -É claro que eu te amei, Rony. – ela fez uma pausa entre as lágrimas que já não podia controlar para rir – Aliás, eu fui completamente obcecada por você por muito tempo. Você nunca precisou provar pra mim que era melhor que ninguém. E não foi uma segunda opção. Naquela época eu queria você, e mais ninguém. Você sempre será o meu primeiro amor e o pai dos meus filhos, mas as coisas mudaram. Nosso relacionamento desgastou e não nos amamos mais da mesma forma. Eu sei que você também não sente mais a mesma coisa por mim que quando nos casamos. Nós dois mudamos, e sim, eu me apaixonei por Harry. Sinto muito por toda essa confusão e por magoar você, mas nunca quisemos isso. Não foi uma questão de escolher entre vocês dois, nunca foi. Porque se fosse, eu teria evitado tudo isso. E teria sido feliz com você. Você teria sido feliz comigo. Mas você não era.


 


  Harry se mantinha quieto, pois sabia que esse era um momento só dos dois. Não era absolutamente da sua conta.


 


  Hermione esperou que ele dissesse alguma coisa, mas passados alguns segundos em completo silêncio, resolveu mostrar a ele que estava certa em relação aos sentimentos do ex-marido.


 


  -Rony, agora você não precisa ficar comigo para provar mais nada pra ninguém. Eu sei que você me amou, mas acabou. E você também sabe que o nosso orgulho não sustentaria um casamento por mais tempo. Agora vai e fique com aquela moça francesa que você adora quando joga por lá.


 


  O ruivo a olhou assustado.


 


  -Mione, você... você sabia?


 


  -Sabia. Eu sou uma pessoa bastante influente no ministério, para a minha infelicidade. E muita gente acha que me contar sobre uma possível indiscrição do meu marido é o que faz as pessoas subirem de cargo no meu departamento. O que não é absolutamente verdade.


 


  -Mione, eu não traí você. Nunca. Eu e Noelle nunca tivemos nada enquanto nós dois estávamos casados.


 


  -Eu sei. –ela disse, ao contrário de mim, você respeitava esse casamento.


 


  -Nós nos conhecemos há uns dois anos, e fazíamos companhia um para o outro quando eu estava na França. Só recentemente é que a procurei... Ahn... Com outras intenções.


 


  -Você não precisa se explicar pra mim, não mais. Não foi por isso que disse isso.  Só pra te mostrar que obviamente você já gostava dela, e eu não ocupo mais esse espaço na sua vida. Afinal, porque não me contou que tinha uma amiga na França? Simplesmente porque você já sentia alguma coisa por ela e não queria que eu soubesse. Ela não é sua amante e nem o Harry é o meu. Está claro? O que aconteceu depois do divórcio não é mais importante. Por favor, Ronald. Tente entender.


 


  Rony se levantou. Acenou com a cabeça positivamente uma vez. Não era muito, mas já era um bom sinal para Hermione. Ele ainda estava magoado, mas entenderia um dia. E rezava para que ele acreditasse e nunca soubesse da verdade. Isso seria devastador demais.


 


  O ruivo se encaminhou para a saída e olhou na direção de Harry que continuava parado num canto, observando-os.


 


  -Isso não quer dizer que as coisas estejam bem entre nós dois, Harry. Aliás, não quer dizer nada. A não ser que ainda não sei o que fazer.


 


  Harry acenou positivamente com a cabeça, sinalizando que havia entendido.


 


  Rony abriu a porta da casa, mas antes de sair, parou e encarou o moreno.


 


  -Minha irmã sabe disso?


 


  -Sabe. –Harry afirmou.


 


  -Certo.


 


  O ruivo saiu, mas antes de fechar a porta, disse suas últimas palavras ao ex-amigo.


 


  -Cuide dela e a faça feliz, ou aí sim eu mato você.


 


  E fechou a porta.


 


  Harry e Hermione se encararam por alguns segundos até ouvirem o som de Rony desaparatando.


 


  -Por que demônios você resolveu fazer isso? E ainda por cima sem me avisar? - esbravejou Mione.


 


 



 



 


N/A: Reta final da fic.  Próximo capítulo não demora a sair.  Tá quase pronto. Obrigado a quem acompanha e um obrigado especial a quem comenta, me ajudando a saber o que estão achando e contribuindo muito. Bjão especial pra essa galera:


 


Bethany Jane Potter


alylyzinha


Efyene


 rhaorhao


João Ricardo


 Chirles 


 


 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Sophie L. em 27/04/2013

Achei que o Rony  ía bater na Mione antes de o Harry chegar , mas não gostei muito da fic fiquei com muita dó do Rony e da Gina eles nem mereciam isso .. :c Mas ta dez a fic.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por GabriielaMalfoy em 01/10/2012

Imagina se o capítulo fosse demorar SAOKPSAOKP 
mtoo boa msmm *w*  

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Dira em 26/06/2012

Parabens pela fic! Está ótima!

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Bethany Jane Potter em 10/04/2012

Nossa!!!eu achei q ia ter uma guerra...deu pena do Ron,mas tadinha tbm da Mione...eu pensei q ela ia ter um ataque,mas como sempre ela forte,mas tbm e ao mesmo tempo fragil....Ainda bem q o Harry chegou a tempo..se naum o que sera q o Ron ia fazer com a Mione.

A fic continua boa...uma pena esta chegando o final,mas tudo bem...Vai ser uma conquista...

Desde ja esta de Parabens pela fic..mt boa mesmo.Bjs..Esperando voc atualizar

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por João Ricardo em 03/04/2012

Uou, intenso esse! Nota 10, Aninha! Tá de parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.