FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

29. Romance


Fic: Heroes -O Torneio dos Deuses


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Morgana despertou incerta, um tanto confusa, abriu os olhos e observando o redor percebeu que estava de fato no quarto de Grier, na cama dele, que não estava a vista. Ainda mais confusa e assustada saiu rapidamente para ver se alguém do grupo havia voltado e se livrado do enfermo. Ao sentir o cheiro de comida foi até a cozinha e estancou ao ver Grier de pé, firme e cantarolando, a face rósea, os lábios vermelhos, enfim, nada que indicava que há horas atrás estava moribundo sobre a cama.


-Mas o que diabos está acontecendo? –Pergunta abismada.


-To preparando o café da manhã. –Responde como se fosse óbvio. –Onde estão os outros?


-Você só acordou, levantou e veio fazer comida? –Morgana pergunta completamente incrédula.


-Eu tive que caçar porque não tinha comida, mas é basicamente isso. –Responde dando de ombros, acabando de servir os ovos mexidos.


-Você saiu? Está um inferno gelado lá fora! –Morgana parecia que desfaleceria a qualquer momento, sua mente girava e, era tão aparente, que Grier foi ajudá-la a se sentar.


-Com meus poderes basta criar uma pele grossa cheia de pêlos e pronto. Você está bem?


-Você tem ideia de que passou um monte de dias em cima de uma cama parecendo que morreria a qualquer momento?


-Me lembro algo vago sobre estar doente e você cuidar de mim. Aliás, caprichei na comida pra agradecer.


-Já devia ter quase 1 mês que você estava de cama, com febre muito alta, às vezes sangramentos e outras coisas. Os outros queriam matá-lo e enterrá-lo em algum canto para podermos continuar. Achei que poderia te salvar.


-Então eles foram e você ficou comigo. –Conclui como se falassem sobre o que fazer no jantar e não sobre sua vida. –Entendo o ponto deles, teria pensado o mesmo. É mais prático. Mas as mulheres pensam e veem as coisas de um jeito diferente, por isso no outro grupo elas decidiam e nós seguíamos suas determinações. –Acrescenta ponderativo, porém deixando um riso escapar no fim.


-Você realmente enxerga tantas qualidades nas mulheres pra sempre exaltar suas capacidades, até as colocando acima dos homens ou isso é só pra me levar pra cama?


-As duas coisas. Eu realmente penso que há coisas em que homens são melhores e outras em que as mulheres são, por isso são o par perfeito. Mas se isso for charmoso pra você... –Reponde com um sorriso galante, o tom se tornando insinuante ao fim.


-Ontem eu estava limpando seu vômito. –Diz como se aquilo encerrasse a discussão.


-O que houve com o tempo? –Muda de assunto enquanto colocava a comida a frente dela.


-Não tenho ideia. A terra tremeu, ouvi muitos trovões, o dia virou noite e veio o frio que não diminuiu em quase sete dias, pelo contrário. –Responde se servindo. –Você costuma ficar doente daquela forma?


-Não. Na verdade quase não adoeço, deve ter sido algo que aconteceu na última batalha. –Diz sentando-se a frente dela, a expressão tranquila.


-Não te preocupa mesmo nem um pouco o fato de ter estado à beira da morte? Não fica angustiado pra saber o que foi? –Pergunta desconfiada.


-No meu mundo ninguém fica cheio de porquês, as coisas são ou não são, talvez por isso seja mais fácil ser feliz. –Responde abocanhando um belo pedaço de carne.


-Eu ainda prefiro que não faça esforço, pode ter uma recaída. –Morgana aconselha prudente.


-Estou cheio de energia! Não se preocupe. Me embolei com um bicho maior que um castelo e estou ótimo, a dispensa cheia, não vamos ter mais problemas até a nevasca passar. –Responde de modo simples, ignorando o espanto de Morgana após sua pequena aventura.


**************************************************************************


-O que quer aqui? –Morgana pergunta ao sentir que alguém entrava no quarto.


-Não gosto de ficar sozinho, me sinto entediado. –Grier responde pegando a cama que pertencera a Holly e colocando do lado da cama de Morgana. –Me fala sobre você.


-Não tenho nada para falar que já não saiba. –Responde duramente.


-O que tem contra conversar? –Pergunta confuso com onde havia errado.


-Nada se o assunto for interessante. –Responde virando-se pra ele. –Me fale sobre sua vida no outro grupo.


-O dia-a-dia? –Pergunta surpreso.


-Sim, já sei sobre a habilidade deles, mas ao contrário dos outros me importa como são. –Explica parecendo realmente interessada.


-A primeira coisa que fizeram quando chegamos a esse mundo foi estabelecer regras. Achei estranho de início, mas eram coisas para facilitar a convivência. Hermione ensinou como escovar os dentes, Harry e Eragon nos falaram como tomar banho direito e como era importante tomar banho todo dia por causa do tempo quente. Hermione também nos ensinou a comer usando talhares e como as coisas deviam ser limpas antes de guardar.


-Isso é sério? Vocês são mesmo homens das cavernas?! –Pergunta quase espantada.


-Era isso que nos falavam, mas não de um jeito ofensivo. –Concorda pensativo.


-E como cada um deles era? Se dava bem com todos?


-Sim, principalmente com os rapazes. Enquanto caçávamos ou cozinhávamos conversávamos bastante, contavam coisas do mundo deles, falávamos das garotas… Harry e Eragon são grandes magos-guerreiros, mas não passam de meninotes que mal sabiam o que fazer com uma mulher, eu dava grandes conselhos a eles. –Lembra com um sorriso divertido, os olhos brilhando com as memórias felizes.


-Vocês caçavam e cozinhavam? O que as mulheres faziam?


-As coisas chatas como decidir rotas de viagem, se íamos parar para dormir, se ficaríamos em algum castelo. O pior era quando estávamos em algum reino, elas acabavam conversando por horas sobre política, guerras, saúde, enquanto Harry, Eragon e eu podíamos dar umas voltas, ajudávamos com as armas e defesas durante o dia, a noite eu ia pras tavernas, me divertia com as mulheres e bebida.


-Harry e Eragon não iam às tavernas?


-Não costumavam… os meninotes nem bebiam! –Comenta rindo divertido. –Geralmente entretinham-se cuidando do bebê que adotaram e com os cavalos mágicos, quando não estavam com suas companheiras.


-Eram dois casais e você, não é?


-Isso. Apesar das meninices não podemos dizer que os rapazes não sabiam quando virar homens… quer dizer, Harry demorou um tanto pra consumar o casamento, mas no fim mostrou que sabia ser homem.


-Casamento? Os quatro se casaram nesse mundo? –Pergunta perplexa.


-Não, não. Harry e Hermione tiveram que casar por causa do assédio que ela sofria dos homens desse mundo, os poderes dela atraiam cobiça e nosso grupo temia que os mortais guerreassem por ela se não estivesse comprometida de fato.


-Então era um casamento de aparências? –Aquela era uma coisa que Morgana bem conhecia e podia imaginar a pobre Hermione se sujeitando aquela situação pelo bem do grupo.


-Não exatamente. Harry e Hermione já estavam juntos, apaixonados, só colocaram umas alianças nas mãos. Daí o garoto ficou numas de esperar o momento certo… acredita que Hermione e ele brigaram umas quantas vezes por que ela queria esquentar as coisas e o menino negava fogo? –Comenta divertido.


-Ela queria intimidade e ele não? –Pergunta achando a situação irreal.


-O mundo deles tem umas coisas esquisitas, nem fiz questão de entender.


-Ele não era chegado em homens não? –Pergunta já tendo conhecido o caso.


-Não, era louco pela Hermione, os olhos brilhavam quando falava dela. Aliás, nunca vi dois homens tão bobos por uma mulher quanto aqueles dois, viviam falando de sentimentos e querendo fazer coisas que as deixasse felizes… ao menos Eragon tinha gosto pelas coisas na cama, vivia a me pedir dicas.


-E você não se sentia sozinho?


-Não, até porque não ficávamos muito tempo sem ao menos passar por um reino. –Responde inclinando-se pra perto de Morgana. –E você, não se sente carente?


-Essa sua insistência é por ter ouvido surtos de macheza de Mark e Moriarty? –Pergunta curiosa, sabia que, sendo homens, os dois não deviam ter guardado qualquer segredo de suas aventuras.


-Não dou importância a isso. Mexe comigo você ser tão arredia, gosto de desafios. –Admite sem receios.


-Então depois que conseguisse o que quer, perderia o interesse. –Conclui em uma rebatida certeira.


-Não se você for tão interessante quanto parece. Por que não me dá uma chance? Não tem curiosidade?


-Curiosidade sobre o que?


-Meus poderes. –A resposta simples a fez franzir o cenho. –Não me transformo só em animais. Posso mexer em apenas detalhes da minha anatomia se eu quiser.


-Homens e sua obsessão por tamanho… -Ironiza com um riso divertido.


-Não precisa ser sobre tamanho… geralmente gostam de quantidade. Não tem imaginação? –Pergunta quase em desafio.


**********************************************************************************


O aroma agridoce mesclado a carne guiou Morgana até a cozinha, ainda preguiçosa, enrolada em uma manta pesada para se proteger do frio noturno, parou no batente observando Grier cozinhar.


-O cheiro é digno de um banquete aos deuses! –Elogia fazendo-o se virar para ela com um largo sorriso.


-Eu ia levar o ensopado na cama, não precisa ser expor ao frio. –Diz de forma gentil.


-Ensopado? De eu venho nada cheira assim, ainda mais um ensopado.


-Invenção do Harry, um cozinheiro e tanto. Eragon tem um olfato sobre-humano, acha ervas fantásticas, daí Harry descobre com o que combinam e como usar. Eu costumava ajudar picando coisas e lavando a louça, mas aprendi algo aqui e ali.


-Estou começando a me achar com sorte.


-Começando? Após a tarde que lhe proporcionei, deveria ter certeza. –O tom era um meio termo entre galante e ofendido enquanto se aproximava.


-Não vou responder como deveria por estar mais interessada nesse ensopado. –Responde se encaminhando pro fogão, mas Grier a segura pelo braço e puxa pra si, beijando-a com paixão.


-Se é assim que costuma se proteger, esqueça! Não vou deixar você se afastar. –Promete mantendo-a junto a si.


-O que quer de mim? –Pergunta fitando-o atentamente.


-Não sei, acho que ambos podemos descobrir, mas é certo que não estou satisfeito. –Responde em um sussurro profundo, os olhos famintos.


-Podemos comer primeiro? –Pergunta descontraindo o clima, uma estratégia para se afastar e ganhar tempo.


-Sente-se, já está quase pronto. –Indica se virando pra alcançar o fogão.


********************************************************************************


Dez dias se passaram e o tempo não mostrou qualquer sinal de melhora, Grier saía para algumas expedições ao redor e encontrava cada vez menos sinais de vida. A água virara gelo, a neve cobria todo o chão, mesmo voando alto não conseguia ver sequer um quilômetro a frente, o ar a certa altura era completamente irrespirável e tinha um odor estranho.


-Acordou cedo. –Grier diz ao olhar pro lado e ver Morgana olhando pela janela, magicamente encantada para não embaçar ou acumular neve. –Algum problema?


-Não podemos esquecer onde estamos e o porquê. O tempo não parece melhorar e isso cada vez mais me parece apenas mais um desafio divino, algo para exterminar os menos preparados.


-Quer tentar encontrar os outros? –Pergunta preocupado.


-Precisamos. –Responde voltando-se para ele. –Acha que consegue criar uma espécie de compartimento onde eu possa ficar, aquecida por você e o pêlo?


-Acho que sim. Mas como saberemos onde eles estão?


-Meu poder de ver o futuro. Os vi olhando o mapa de missões, estão indo para uma montanha perto de um castelo enorme, o maior do mapa.


-Sei onde é, já estive lá. Sabe exatamente onde estamos?


-Tenho uma cópia do mapa, nossa posição atual está marcada.


-Certo. Vamos comer bem e partir então. Mas já adianto que pra nos manter quente e seguros, terei que usar uma forma muito grande e tornará a viagem lenta, provavelmente eles mudarão de direção antes que os alcancemos.


-Eu ficarei de olho neles e no tempo com meu poder, não se preocupe.


**********************************************************************************


Arya cantava docemente enquanto embalava Alan em seus braços, a sua frente o berço reforçado estava pronto com as mantas e o dragãozinho de pelúcia que Eragon encomendara às costureiras do castelo.


-Ainda não acredito que partirá. –O sussurro triste de Eragon a fez virar para o companheiro.


-Com sorte não será por muito tempo. Estarei com um grupo forte e preparado. –Responde mostrando-se otimista.


-Pior que a ideia de nos separar por um tempo é a incerteza sobre como estarão. O colar é muito limitado, a distância é grande, não poderemos aparatar pra ajudar em caso de emergência.


-Se acalme. –Diz colocando Alan no berço com cuidado. –Sei que é difícil, mas Hermione estará conosco, Annabeth e Thalia já conhecem o local. –Completa indo até ele e o abraçando.


-Espero que não precisem muito dela. –Murmura ainda inconformado.


-Eu tenho bastante experiência, não vou deixar que erros sejam cometidos, seremos rápidas e eficientes. –Promete fazendo-o olhar pra si e depois o beijando carinhosamente.


*********************************************************************************


-Ainda pode desistir. –Percy diz ao ver Annabeth amolando a espada de modo quase compulsivo.


-Não posso. –Rebate com um olhar duro, porém largando o amolador e a espada. –Não está preocupado?


-Você estará com Thalia, Arya, Hermione e Holly, um time e tanto. Ou não se assustou ao ver as duas elfas “treinando” essa manhã?


-Aquilo me fez pensar numa luta entre dois deuses, é algo absurdo. –Concorda se deixando abraçar por ele.


-Além disso, 3 de vocês são gênios da estratégia, tenho certeza de que logo estará de novo comigo, principalmente quando Héracles será nosso capitão no continente. –Percy termina com um risinho contido, fazendo Annabeth olhar pra ele duramente.


-Se eu souber que andaram frequentando as festinhas que Héracles, Raziel e Legolas gostam, vai desejar ter virado refeição de minotauro anos atrás.


-Adoro quando fica com ciúme, Sabidinha. Mas a essa altura já devia saber que sou louco por você… não temo nem sua mãe. –Declara lhe acariciando o rosto, vendo-a desconcertada por ter perdido a pose tão fácil.


-Fácil falar isso aqui, quero ver quando voltarmos ao nosso mundo, Cabeça de Alga. –Resmunga tentando manter a pose, mas ouvindo-o rir. –Que foi?


-Estou imaginando como será quando você voltar… antes de me abraçar e me beijar é capaz de bater e reclamar de alguma coisa.


-Esteja machucado e não estará errado. Não esqueça que tudo isso é meu e quero tudo inteiro, sem um arranhão, quando eu voltar. –Exige apontando para o corpo dele.


-Adoro quando fala assim…


-Então mostra o quanto.


************************************************************************************


-Quer ficar quieta um momento! –Harry pede ao cansar de ver a esposa andar de um lado a outro metralhando regras e recomendações sem parar para respirar. –O que está acontecendo? Acha que não sei cuidar de mim ou do Alan?


-De você certamente não. Sei que é um ótimo pai, mas nunca foi de cuidar de si mesmo, pelo contrário, não pensa duas vezes antes de arriscar o pescoço pra salvar outra pessoa, sempre considerando a vida alheia mais importante que a sua.


-Vou tomar cuidado, estarei aqui quando você voltar, cheio de saudade, pronto pra te sufocar de tanto beijo. –Responde de modo tranquilo e charmoso, mas Hermione o impede de se aproximar.


-Tem ideia de como estou me sentindo? Deixarei você aqui com Percy, Eragon e Héracles, 3 guerreiros que agem antes de pensar, casos tão críticos quanto o seu de compulsão heroica. Ainda tem Raziel que não parece pautado pela razão apesar de ser um vampiro, natureza da qual ainda desconfio. Legolas e Artemis são os únicos razoáveis, mas ainda assim o primeiro tem a cultura do auto sacrifício, não deixa de ser um guerreiro nato.


-E se eu prometer ouvir Artemis como sempre te ouço?


-É pra me fazer desistir de vez?


-Qual é! Eu já melhorei muito nos últimos tempos, estou mais responsável, consciente, tenho um filho pra cuidar.


-Da última vez que não estive ao seu lado em batalha enfrentou Voldemort sozinho. –Retruca pensando na batalha no ministério da magia, preferindo não mencionar Sirius.


-E ainda lutei na sala em que você avisou pra não entrar. –Harry completa com o olhar triste, sem conseguir desvencilhar-se da lembrança do padrinho atravessando o véu.


-Eu não quis dizer isso…


-Tudo bem, você está certa. Eu nunca dei sinais de que pode confiar em mim… mas agora é diferente.


-Por causa de Alan?


-Por nossa família. É a primeira vez que tenho um futuro claro e brilhante a frente, não posso abrir mão de finalmente ter o que sempre quis, de realizar um sonho que sempre julguei impossível.


-Promete mesmo que ouvirá Artemis? Que não fará nenhuma loucura?


-Vou seguir as ordens dele com o respeito que sigo as de Arya. E sempre que entrar em batalha, terei em nossa aliança a lembrança da responsabilidade que tenho em me manter vivo pra você.


-Lembra de quando você me contou aquele sonho em que estávamos velhinhos morando numa ilha… que você estava tentando abrir um coco com um facão e eu ficava reclamando e dizendo que você cortaria um dedo fora? –Harry apenas assente entre risos. –Quero essa casa, quero ficar velhinha com você…


-Também quero que se torne verdade, quero estar quase surdo, mas ouvi-la me dar broncas e me chamar de irresponsável… quero quebrar o recorde de casamento mais longo da história.


-Eu vou cobrar isso…


-Promete? –Hermione assente e o beija como se quisesse estender aquele momento pela eternidade.


*********************************************************************************


Holly estava encolhida sentada em frente à janela, o olhar triste perdido na imensidão branca, os olhos vermelhos revelando o choro. Artemis entra no quarto devagar, silenciosamente se aproximando dela.


-Desculpe ter ficado ausente… -Mal Artemis se aproximara e Holly lhe acerta a face com um sonoro tapa, fazendo-o cambalear e cair, apoiando-se na cama. –Eu posso explicar?


-E tem explicação? Ficar enfiado naquela porcaria de computador mesmo sabendo que parto amanhã pra longe, enfrentar desafios desconhecidos.


-Eu estava reconstruindo e reprogramando James e Bond pra que possamos nos manter em contato. –Explica sem se intimidar. –Me apavora a ideia de vocês irem pra um lugar desconhecido, com regras distintas de qualquer lugar em que já estivemos, longe demais para podermos alcançar e ajudar em caso de emergência.


-O que quer dizer?


-Eles não poderiam se comunicar em uma distância tão grande, nossa única ligação seria o colar, que é vago demais. Eu não conseguiria me concentrar em nada se sentisse que alguma de vocês estivesse com problemas. E você sabe o quanto posso ser obsessivo quando não tenho o controle da situação ou quando alguém que amo está em risco. –Holly não precisava se esforçar pra saber como Artemis podia até ficar descuidado nesses casos, afinal ambos se conheceram em um movimento pra lá de ousado na tentativa de Artemis conseguir fundos para procurar seu pai.


-E precisava me deixar sozinha? –Pergunta ainda resistindo em ceder, afinal a comunicação permitiria que ela também soubesse como ele estava e isso era mais importante que algumas horas separados.


-Eu precisava de concentração absoluta pra terminar a tempo. Mas agora estou aqui e ainda temos toda uma noite. –Responde estendendo a mão pra ela, que vacilante aceita.


-E como pensa compensar? –Pergunta vendo-o se aproximar com um largo sorriso.


-Isso é um bom começo? –Pergunta mostrando um colar de ouro que tinha um pingente que lembrava uma moeda em que uma face tinha gravado em relevo um gorila e na outra um dragão. Holly não pode conter o riso ao ver as imagens em seu medalhão. –Prometo que tentarei me manter bem longe desse tipo de situação.


-Foi muito difícil chegarmos até aqui, não quero que facilite minha vida agora.


-Prometo que quando voltarmos ao nosso mundo, haverá muita luta e problemas pra enfrentarmos.


-Eu espero que seja lá o que fez esteja funcionando. Não confio em você com todos aqueles arranjadores de encrenca.


-Hermione me fez jurar que os manteria na linha e seria 10x mais prudente e cuidadoso nos planos.


-Eu queria acreditar que é possível.


-Não lutei tanto por você para deixar escapar agora… não se preocupe, serei implacável. –Promete com o olhar frio e profundo, típico de quanto algo é posto como meta prioritária.


-Faça o que for preciso, mas esteja inteiro quando eu voltar.


-Inteiro e ansioso. –Promete com um sorrisinho de canto antes de pegá-la nos braços para deitá-la na cama.


************************************************************************************


-O que está fazendo aqui? –Thalia pergunta ao ver Héracles abrir a porta de seu quarto e fita-la incerto.


-Vim ver se está tudo bem. Precisa de algo?


-Por que não diz a verdade?


-Ok, ok. –Se rende fechando a porta atrás de si. –Nesse tempo em que estivemos juntos posso não ter sido tão atencioso ou… er…


-Corta essa! Vai direto ao ponto.


-Da outra vez as coisas foram feias por lá e não acho que a essa altura vai estar melhor, não sabemos como o tempo afetou o lugar. Tem certeza de que quer ir?


-Arya e Holly podem chutar o traseiro de qualquer um, Hermione pode curar quase tudo. Se tem alguém que pode se preocupar aqui, sou eu.


-Aqueles meninotes estarão com o dobro de cuidados por conta de suas garotas e do bebê, não se preocupe.


-Mesmo se estivessem 10 vezes mais cautelosos ainda seriam insanos se comparados com pessoas normais. Já vi o que aqueles heróis podem fazer e entendo a preocupação das minhas amigas. Mas de todos você é o que tem menos a perder.


-Conhece minha história, sabe do que sou capaz por minha família. Além disso, segundo sua história, virei um deus, portanto ainda poderei pegar muito no seu pé. –Diz a abraçando apertado.


-Assim espero, meu irmão.


-Posso ficar aqui ou já é grandinha demais?


-O bom de ter quinze é que somos ao mesmo tempo muito novas e muito velhas pra qualquer coisa. –Responde se recostando no peito de Héracles, que ajeitara o travesseiro a suas costas.


*********************************************************************************


N/A: Demorei um tanto a postar, mas os problemas médicos e o proporcional aumento de trabalho pelo tempo de licença me consumiram muito o tempo. De toda forma, continuem comentando e acompanhando a fic, que no próximo capítulo entra em sua reta final.


N/A²: Gostaram do casal Morgana/Grier? Será que entram na briga pelo posto de casal mais legal da fic? O que esperam desse tempo de divisão entre os grupos?


Punkeeslaw Potter: Na vida as pessoas não são totalmente boas ou más, nem os fatos são tão opostos, portanto não ia ser na fic que seria! Morgana e Grier estão aí pra cativar o público e mostrar que até os menos certinhos podem amar rsrsrs.


Eragon naquele momento estava simbolizando dramas que qualquer um no grupo pode viver pelo caráter bom moço que possuem. Imagina aí no dia em que Harry e Hermione tiverem que matar uma pessoa, pior, uma pessoa inocente!? A guerra infelizmente não é sempre recheada de certezas e nem sempre se pode driblar as coisas desagradáveis e eles terão que aprender isso daqui pra frente.


Também adoro o inverno, esse friozinho que nos faz não querer sair da cama, mas certamente o da fic não é nem um pouco legal rsrsrs. Que magia você ta falando de ser desenvolvida ou vir no pacote? Artemis e Holly são bem mais complicados que Percy e Annabeth, já que além da diferença de idade tem a diferença de espécie que ainda vai dar MUITO problema pra eles.


Eragon escapou de uma boa mesmo naquela “invasão”, mas quem é que imaginar que o casal ia se empolgar tanto depois da moça ficar um mês inteiro fora do ar né?


Vi que você adorou o momento conversa íntima entre amigos dos rapazes e das garotas! Confesso que me inspirei na May nesse momento, fiquei pensando em o que ela falaria rsrsrs Mas de fato eles precisavam desse tempinho de descanso, recuperando as energias, pra esse momento que os aguarda, não será nada fácil porque, além do fator emocional, os grupos acabam ficando desequilibrados.


Sem dúvidas os objetos ajudam em outras missões, às vezes são alvo de outras. Quanto aos deuses implicarem com a caminhada em conjunto, não é como da outras vez já que os grupos estão divididos.


Você disse bem, separados as fraquezas aparecem de modo diferente, eles perdem o contraponto perfeito que possuem nessa iteração das garotas com os rapazes, mas vamos ver o que isso dá.


Anderson potter: Que curioso! Rsrsrs No próximo capítulo já vai aparecer algo do que criaram com os espólios.


may33: Como você anda sumida e me desprezando, não teve nenhum detalhe dos momentos românticos desse capítulo, considere um castigo pra você! Bond e James são armas muito boas, já salvaram eles de algumas. Arya sabia as dúvidas que passavam na cabeça de Holly, havia passado por algo parecido, por isso deu espaço. E sim, Holly não perdeu tempo, já são anos nesse vai não vai né? “Foi culpa da Mione” (Eu ri muito nessa). Vai separar, mas nem será tão ruim assim, relaxa.


Lediane Werner: Harry quase morreu na batalha, Hermione foi acudi-lo antes que fosse tarde demais.


michelle lima: Também queria um computador desses! =/ Ainda tem muito grupo na briga, vamos com calma.


Venatrix: Demorou um pouco mais do que havia prometido, mas foram épocas bem corridas.


Freya Jones: Também são séries que eu adoro, por isso tento dar atenção a todas o melhor possível. São mesmo vários casais e tem mais um, o qual espero tenha te cativado um pouquinho de simpatia pelo grupo 2.


Coveiro: Obrigada pelos elogios! Nada de gravidez pra Hermione, foi só efeito do tempo fora do ar. Arya é uma líder muito eficiente, mas são anos de liderança entre os elfos, então aquilo ali ela tira de letra.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 01/08/2021
Vira e mexe volto aqui e me pergunto, será q essa fic um dia terá um final?
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Venatrix em 14/08/2014

Grier e Morgana? Mon Dio! Eu adorei!!!! o/ agora eles vão enconmtrar com o povinho! but eu acho que nenhum dos grupos vai estar por perto quando eles chegarem o que poderá significar problemas or not! mas okay to louca pra ver..
Coitados dos casais dá até uma dorzinha no coração de ver eles se separando... sinto que esses meninos terão muito problemas pela frente ~Baixou a Rachel aqui!
Até o proximo capitulo... e fui bom ter demorado pra postar porque eu tava sem net até ontem mesmo <3 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Saito em 13/08/2014

Ai meu Deus! Casais separados... apenas que as confusões comecem!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 11/08/2014

Muito bom esse capitulo... ficou nota infinto...

Coitado dos casais... tendo que se separar... homem sofre com isso...

Morgana e Grier ficou muito bom... adorei 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.