FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

2. Found how fast she could take


Fic: Angels Fall - CAPA


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 2: Found how fast she could take it away.


_Que nojo.- Nicole sentou-se ao meu lado. Os meninos não demoraram a chegar depois disso. Enquanto eles me explicavam como era a lanchonete em que nos dirigíamos, chegamos ao estacionamento.


_Não vamos poder ir.- disse Neville.


_É, Snape está sendo um desastre conosco.- comentou Luna.


_Eu posso tentar te ajudar, Luna. Fred e Jorge vão ajudar Ginny esse final de semana, talvez eles também possam te ajudar. Então você pode ir.- disse Rony, esquecendo totalmente de Neville.- ma você cara... Sinto muito. Eles nem me ajudam, então não posso prometer.


_Não, tudo bem. Não ia poder de qualquer forma. Minha avó está me esperando, mas divirtam-se.- Neville se despediu, e foi até seu carro, um ranger rouver 2009, azul.


_Que pena...- começou Rony, mas logo seu humor retornou. Ele era óbvio.- então, como fica a divisão de carros?


_Eu posso dá carona.- falei.


_Aqui também.- completou Harry.


Luna e Nicole vieram comigo, enquanto os meninos foram no carro de Harry. Nicole havia colocado seu carro na revisão (um humilde C70, conversível vermelho da volvo), e Luna não tinha a licença para dirigir ainda, enquanto Rony não tinha carro, porque sua família não tinha condições de comprar carro para todos os SETE filhos que tinham carteira. Então, Fred e Jorge estavam com o carro dos mais novos (ele, Ginny e os gêmeos) essa semana. Harry havia ganhado seu carro quando completou 16 anos e tirou a carteira, um belo XC90 modelo esportivo da volvo, que tem sete lugares, do qual estou com total inveja no momento, porque o meu é um Jeep Grand Cherokee, preto, que eu realmente sou grata, mas... Enfim, eu gosto de carros. Não me julgue por isso.


_Então, por onde?- perguntei ligando o carro. Nicole digitou no GPS (OBRIGADA papai pelo presente de suborno), e seguimos.


_Então, Hermione. Alguém interessante no seu primeiro dia de aula em Angels Fall, fora nós?- Nicole perguntou arrumando o batom no espelhinho.


_Demais. Ainda não me acostumei com tantas pessoas... Bonitas.- consegui falar em voz alta.


_Também percebi isso, nossa escola tem um grande número de alunos que se destaca.- falou Luna.


_Falando em destacar... Tudo bem se eu perguntar o que foi aquilo? Digo do Rony no estacionamento?- fui ousada, mas Nicole apenas sorriu de leve.


_O-O que? Ele só ofereceu ajuda.- disse Luna.


_QUAL É LUNA! Até a Hermione que chegou hoje, percebeu! Vamos, admita que você também notou que ele é totalmente afim de você!- Nicole se animou e virou um pouco de lado para falar com Luna.


_Vocês estão loucas, e ele é seu ex Nick, ninguém que saiu com você vai querer sair comigo.- O QUE???


_OI? EX?- perguntei.


_Não é ex quando você saiu apenas três vezes.- Nicole disse como se não fosse nada demais.


Eu fui mesmo criada à moda antiga, tenho manias da época da minha mãe, e alguns dizeres da minha avó, mas... Se você vai há um encontro, já é considerado “sair com alguém” e TRÊS com certeza para mim é namoro, concordam? Então... Ela saiu com os dois, ou o quê?


_E o Harry?- perguntei meio envergonhada.


_Essa é a pergunta de um milhão de dólares.- disse Luna.- AH! Chegamos.


Era uma lanchonete a moda antiga, mas típica americana. “Wild Pig Head” literalmente Cabeça de Javali, que as meninas me contaram ser carinhosamente apelidado de Javali. O Dono era pai de uma das garotas da escola, Anna Abbot, que encontramos trabalhando assim que passamos pela porta.


Se por fora eu já achava uma lanchonete muito... Peculiar, por dentro era simplesmente incrível. As mesas distribuídas como em um pub, mas como o espaço era maior, havia também mesas como nos 60 dos filmes americanos. Perto do banheiro havia até uma Junke Box. Anna estava como gerente, porque seu pai havia saído, e ficou alegre que fossemos lá, percebi na hora que não era o grupo que a fez sorrir quando passamos pela porta, já que seus olhos não desviaram de Harry e Rony. Isso irrita, muito.


_Olá! Vocês por aqui?- não consegui me conter e revirei os olhos, acho que mais da metade das pessoas que fui apresentada hoje ou que vi nas aulas, estavam lá. A pergunta foi obviamente para os garotos.


_Sim, nós viemos mostrar o ponto de encontros dos alunos do Angels Falls, para a Hermione.- Harry respondeu, enquanto Rony dava aquela olhada no local.- Hermione, essa é Anna Abbot. Anna essa é Hermione Granger, a aluna que todo mundo estava falando hoje.- Nicole já havia me dado a ficha de Anna. Ela no geral era legal, mas era mais uma do “fã clube” Harry e Rony.


_Prazer, vou levá-los até a mesa que vocês sempre ficam. Não posso ficar parada muito tempo, estou responsável por tudo, como sabem.- ela nos levou até uma mesa dos anos 60, que ficava ao lado da janela. Fiquei obviamente sobrando. Luna e Nicole estavam ao meu lado, mas de frente para Harry e Rony.- Ginny e Neville iram vir?


_Neville não, mas minha irmã possivelmente sim...- Rony respondeu olhando o cardápio.- Anna, aquele sanduíche?- ele sorriu e piscou, devolvendo o cardápio.


_Você sabe os pedidos.- Harry sorriu.- Hermione, o que vai querer?- eu ainda estava besta com a petulância deles.


_O que vocês acharem melhor.- respondi.


_Então, recomendo o mesmo que o da Nick.- Harry deu um sorriso incrível de lado, e devolveu meu cardápio a Anna também, que suspirou e foi embora.


_Oh meu Deus! O que foi isso?- perguntei. Nicole e Luna começaram a rir.


_Entenda Hermione, como você obviamente vai passar a andar com a gente, você já deve ter percebido que é meio irritante andar esses dois jogadores de basquete porque você parece invisível, MAS... Tem o lado bom.- disse Nicole.


_Por exemplo, isso aqui. Aqui está sempre lotado, obviamente. Mas nunca para os jogadores de basquete, que a Anna adora.- Luna comentou sorrindo para os garotos.- então, nós também tiramos proveito.


_Exatamente, mas falando em tirar proveito... Já que estou aqui, vou praticar um pouco.- Nicole sorriu maliciosa, e foi até a Junke Box.


_O que ela vai fazer?- perguntei intrigada. Percebi que todos os caras acompanharam Nick.


_A Nicole é capitã das líderes de torcida, filha dos professores mais adorados do colégio, chefe do comitê de bailes da escola, secretária do conselho estudantil...


_Por opção, porque não quis concorrer a presidência.- interrompeu Rony.


_E...- uma música começou a tocar.- capitã do coral da escola.- quando olhei para Nicole de novo, ela estava de costas rebolando com as mãos encostadas na máquina. A música era ritmada e atual. Nicole cantava perfeitamente, e dançava ao mesmo tempo. Todos vibravam, como se aquilo fosse normal.- Isso é normal.- completou Harry, ao ver meu rosto.


How you choose to express yourself


It's all your own and I can tell


It comes naturally, it comes naturally


You follow what you feel inside


It's intuitive, you don't have to try


It comes naturally, mmmm it comes naturally


Ela passava de mesa em mesa animando a todos. As namoradas cutucavam os namorados que olhavam Nicole de boca aberta e os olhos com total desejo. Não achei a dança vulgar ou coisa assim. Ela era líder de torcida, dançava como tal. De uma forma... sensual.


And it takes my breath away


You are the thunder and I am the lightening


And I love the way you know who you are


And to me it's exciting


When you know it’s meant to be


Everything comes naturally, it comes naturally


When you're with me, baby


Everything comes naturally, it comes naturally


Bay bay baby


Tinha que olhar para Harry e Rony. Harry estava profundamente absorto em um livro de história. E Rony se divertia com a apresentação de Nicole, como Luna. Eu estava gostando, apesar de ainda estar abismada.


You have a way of moving me


A force of nature, your energy


It comes naturally (You know it does)


It comes naturally


Mmmm yeah


And it takes my breath away (Everytime)


What you do, so naturally


Percebi que Nicole passava pelas mesas, mas seus olhos estavam sempre fixos em um ponto da nossa mesa, não consegui dizer se era Rony ou Harry, deduzi pelo moreno, que era o único que não estava prestando atenção em sua apresentação.


You are the thunder and I am the lightening


And I love the way you know who you are


And to me it's exciting


When you know it?s meant to be


Everything comes naturally, it comes naturally


When you're with me, baby


Everything comes naturally, it comes naturally


Bay bay baby


When we collide, sparks fly


When you look in my eyes, it takes my breath away


(You are!)


Ela não gostou. Foi até a nossa mesa, sentou-se em cima depois de fechar o livro de Harry e o jogar. Nicole cruzou as pernas e levantou o queixo de Harry para encará-la. Todos no bar estavam encarando cena. Harry e Nicole olhavam um nos olhos do outro, e uma mecha do cabelo dela caiu delicadamente no rosto dela, brevemente os olhos dela fixaram nos lábios de Harry, antes de voltarem para o verde de seus olhos, enquanto o moreno colocou a mecha atrás da orelha dela.


You are the thunder and I am the lightening


And I love the way you know who you are


And to me it's exciting


When you know it’s meant to be


Everything comes naturally, it comes naturally


When you're with me, baby


Everything comes naturally, it comes naturally


Bay bay baby


Ela se afastou e continuou a cantar e dançar, e eu fiquei de boca aberta, quando Harry apenas deu um sorriso de lado, e foi atrás do seu livro. Nicole também percebeu e não gostou, mas não retornou a mesa. A música ainda ficou repetindo algumas partes, mas logo terminou, e Nicole após recebeu os aplausos, voltou a nossa mesa.


_Então o que acharam?- desculpa, AGORA eu estou de boca aberta, Nicole perguntou com o sorriso mais inocente nos lábios.


_Devo admitir que o quase final fora intrigante.- respondeu Rony, olhando para Harry, que ainda terminava a última linha da página.


_Todos gostaram.- Harry disse por fim, fechando o livro, no exato momento em que uma garçonete trouxe os pedidos.- Obrigada.- Harry deu seu melhor sorriso, e garçonete saiu hiperventilando. Algo estava ou havia acontecido, e não era do meu conhecimento. Olhei para Luna que fez um gesto de que depois ia me explicar... O CARAMBA!


_Preciso ir ao toalete!- isso não é o tipo de coisa que se anuncia, mas fiquei desesperada! Minha curiosidade um dia, vai me ferrar. Garanto.- Luna, me acompanha? Nick?


_C-Claro.- Luna engasgou. E Nicole, como ia ter que se levantar para nós sairmos, nos acompanhou.


_Eu sei que sou novata, que é muito para assimilar no mesmo dia, mas... O que foi aquilo?- perguntei com a maior calma (mentira) possível, quando já estávamos no banheiro.


_Não sei do que está falando.- Nicole me ignorou completamente, se olhando no espelho.


_Ah tá! “Até a Hermione que chegou hoje, percebeu!”- Luna imitou Nicole, que a olhou revoltada.


_Tá, eu e o Harry temos...- Nicole não conseguia encontrar palavras.


_Uma coisa.- Luna as achou.- como eu e toda a escola gostamos de chamar.


_Como assim?


_Eu e o Harry nos conhecemos desde sempre.- Nick resolveu explicar.- Tipo, sempre mesmo. Desde o berço, meus pais são padrinhos dele.- me sentei em um puffe que tinha no banheiro (só nos EUA para ter uma lanchonete com um banheiro com um lugar para sentar), ouvindo atentamente.- Acho que ninguém te contou, mas os pais de Harry morreram em um inexplicável acidente de carro, que muitos culpam os Malfoy, quando ele tinha onze anos e ele foi morar na minha casa, porque meus pais se tornaram os responsáveis legais.- engoli as palavras.


_E o que isso tem haver com aquele show?- perguntei confusa.


_Na oitava série, no aniversário de quinze anos do Harry, nós fizemos uma festa lá em casa. E a vaca da Pansy, me desafiou a beijá-lo, eu não quis me passar de idiota, porque é assim que você é taxada quando se tem 14 anos, faz a oitava série, e uma idiota te desafia a beijar o aniversariante que é lindo, e você nega. Aceitei. Nós entramos no meu quarto, que era para onde iam os que eram desafiados a beijar...


_Praticamente todo mundo. Sabe como é a mentalidade de alguém de 14 anos.- Luna interrompeu, e recebeu um olhar furioso de Nicole. Eu não tinha essa mentalidade aos 14 anos, deixando bem claro... Acho que nem tenho essa mentalidade agora. Viu? Eu tenho costumes da minha avó.


_Então, nós entramos e ficamos um de frente para o outro. Era totalmente estranho, entende? Eu e o Harry éramos como irmãos, nós FOMOS criados assim, e de repente uma vaca com cara de buldogue nos força a nos beijarmos... Eu queria socá-la naquele momento. Foi então que o Harry, percebendo meu nervosismo, me perguntou se eu queria mesmo beijá-lo.- Nicole revirou os olhos.


_Você o beijou? Ou respondeu que sim?- perguntei.


_Nenhum dos dois.- Luna me respondeu.


_Como assim?- perguntei.


_Ele fez uma pergunta retórica, entende? Ele mesmo me respondeu com um belo “Porque eu também não to afim”. Aquilo foi um tapa na cara! CLARO QUE EU QUERIA BEIJÁ-LO! Mas era meu primeiro beijo, com o menino que eu fui criada para ver como irmão, mas que nunca o tinha visto assim. Além de inteligente e responsável, Harry é moreno dos olhos verdes e um corpo bem definido pelo sagrado basquete! Então, eu com toda minha inteligência, invés de negar ou beijá-lo, como você mesmo disse Hermione; concordei.- Só eu que não seguiu o raciocínio até chegar a apresentação que aconteceu há alguns minutos?


_Depois disso, a garrafa girou de novo, e Neville que havia chegado há poucos minutos na festa, desafiou Nicole a beijar Rony.- Luna continuou.- E até hoje Harry acha que Nicole teve seu primeiro beijo com ele.


_Então... Todo aquele show... O Harry acha que foi para o Rony?- conclui.


_Exatamente. Você lembra que achou que eu e Rony tínhamos algo? O comentário da Dafne, e que a Luna falou que ele é meu “ex”?- Concordei com a cabeça.- Eu e Dafne costumávamos ser amigas, até ela perceber que eu estava apaixonada por Harry, assim como ela, e se bandeou para o lado da Pansy. Depois da festa, Rony me convidou para sair, e eu aceitei, nunca tinha saído com ninguém, o mesmo ele... Nós tentamos, mas não rolou clima, então a gente “terminou”, até porque ele parece gostar mais de loiras...- ela indicou Luna.- Mas Pansy e Dafne começaram a espalhar que eu era “dois tempos”.


_Isso é apenas inveja, Nicole.- tentei animá-la.


_Na verdade...- ela não pareceu animada.


_Dafne é ex-namorada de Harry.- Luna completou.


_O QUE? AQUELA PORTA?- Tentei me segurar.


_Harry melhorou com a idade, acredite. Além disso, Dafne acabou sendo uma experiência, entendi?- obviamente um cara só quer uma coisa de uma loira peituda.


_E porque agora você não diz diretamente? Porque Rony não fala para ele que não aconteceu nada entre vocês?- perguntei.


_Rony já disse, então eu acredito que Harry apenas não quer acreditar... Entende?- ela me fez uma cara tão triste.- Acho melhor irmos.


Não tentei argumentar, aquilo machucava nela, era óbvio. Quando olhamos para a mesa, duas garotas estavam falando com Rony e Harry, o que fez Nicole apressar o passo. Olhei para o restante da lanchonete, e encontrei Draco Malfoy bebendo algo com seu grupo, ele parecia entediado, e acho que ele percebeu que estava olhando-o, porque ele achou meus olhos, e eu os desviei no mesmo momento, fechando-os forte.


As garotas saíram no momento em que chegamos, não foi criado um clima porque nós demoramos ou porque havia garotas quando nos sentamos tudo pareceu rotina ali. E isso me irritou. Ginny chegou pouco tempo depois que acabamos de comer, acompanhada de Dino Thomas, e quando nos viu pareceu bastante arrependida, ou melhor, quando viu Harry. O moreno dos olhos verdes me lembrou aquele filme agora “A Menina dos olhos azuis”, conhecem? Foi quando percebi a hora, e disse que iria ter que ir.


_Alguém quer carona?- ofereci.


_Todos moramos perto.- respondeu Luna.


_Ok então, até amanhã.- me levantei e lutei para não olhar para a mesa de Draco, o que fiz com maestria.


Fui até meu carro totalmente distraída, pensando na história de Nicole. Harry sentia algo por ela, ou não? Pelas minhas observações, tudo pareceu tão mais... Simples. Dramas adolescentes parem tão inúteis algumas vezes. Foi quando ouvi um motor acelerando e olhei para os faróis que vinham em minha direção e me afastei.


_EI, SEU FILHO DA...


_Olha a boca, mocinha.- Draco Malfoy parou a moto na minha frente e retirou o capacete antes de eu terminar minha fala.- Quer carona?- ele sorriu e eu perdi noção do tempo e espaço.


_Não obrigada, eu to de carro.- juntei toda minha força e apontei para meu carrinho que parecia tão seguro.


_Então, me dá uma carona?- o olhei abismada.


_Mas você está de moto.- apontei o óbvio.


_Não é minha, é do Zabini. Então?- todos meus neurônios estavam apostando em um NÃO.


_Não vejo porque não.- SIM! EU VEJO! TODOS OS MOTIVOS LISTANDOS NA MINHA CABEÇA. Mas quando ele sorriu... JESUS MARIA JOSÉ!


_Vou só devolver a moto, me encontra em cinco minutos? Faróis ligados para eu saber onde está?- concordei, e me direcionei ao meu carro. O plano era perfeito e simples; eu ia dá o fora dali, mas como minha sorte é tão confiável quanto algo falsificado, meu carro estava de frente para a mesa em que Draco estava. Então meu plano falhou miseravelmente. Ao menos pude ver a reação da vaca, quando ele disse algo sobre devolver a moto de Zabini. Não consegui desfazer o sorriso até ele entrar no carro.


_Vou digitar o mapa, ok?- ele falou sobre o GPS.


_Tudo bem.- respondi.


_Então, andando com a turma do Potter?- ele perguntou curioso.


_É, eu gostei deles.- respondi sincera.


_Difícil não gostar com a V. lá.- ele comentou.


_V?- tinha que perguntar, aquilo estava na minha cabeça também.


_Ela não te explicou?- neguei.- Nicole é do grego Nick, deusa da Vitória. Entendeu?- claro pensamento lógico, eu apenas sorri confirmando.


_Eu não vou perguntar sobre a sua vida, você deve ter respondido coisas assim o dia inteiro.- ele falou.- Mas posso perguntar alguns boatos?


_Boatos?- parei em um sinal.


_Claro que já tem boatos.- o olhei e ele me observava com o meio sorriso.


_Os que ouvi foram espalhados pela sua namorada.- joguei verde e um meio sorriso também surgiu nos meus lábios, e lá estava eu, flertando novamente, me perdendo no azul acinzentado, e nos lábios que alargaram um sorriso com meu comentário.


_Eu não namoro, Granger.- ele lembrou do meu sobrenome. O sinal abriu.


_Ela não parece pensar o mesmo, visto como ela age com você.


_Então você percebeu.


_Meio difícil não notar, ela age como se você fosse uma propriedade.- ele olhou para a frente, como se pensasse em algo.


_Não quero falar da Pansy.- Ele retornou a sorrir de lado.- Você costuma dar carona a pessoas que acabou de conhecer?


_Não, apenas aos que não me parecem oferecer perigo.- MENTIRA! Ele gargalhou.


_Você é uma péssima mentirosa.- já ouvi isso, mas engolir fingindo desconhecer tal fato.- Seu namorado não deve gostar.- UOU! Essa foi direta, foi minha vez de rir.


_Se eu tivesse um namorado...- virei a esquina, e percebi entrar em uma rua repleta de mansões.- ele não teria razão para desconfiar.


_Posso saber o motivo?


_Eu não namoro, Malfoy.- respondi na mesma moeda, parando o carro e me virando para encará-lo.


_Valeu pela carona.- ele respondeu sem desviar os olhos e dando um meio sorriso.


_Posso perguntar como te vi chegando de moto, e agora tenho que te dar carona?- perguntei passando umedecendo lábios, por alguma razão, eles ainda estavam com brilho que passei enquanto esperava ele se despedir dos amigos. Não me pergunte a razão. Ele percebeu e passou a observar meus lábios. Pontos para mim.


_A Nick vai te explicar depois, se você perguntar, claro. Tenho certeza.- ele tirou o cinto e colocou a mão no meu rosto se aproximando... OH MEU DEUS!- Obrigada mais uma vez.- ele olhou para meus lábios, mas eu não ia dá o gostinho a ele, obviamente. Retirei calmamente sua mão e me afastei.


_Não há de quê.- fiquei observando a rua, com um sorriso na boca, depois voltei a observá-lo. Ele não parecia chateado, estava rindo travesso.


_Que os jogos comecem.- ele disse, e não consegui tirar o sorriso de mim, por isso, voltei a observar a rua e saiu do carro rindo.- Boa Noite.


_Boa.- ainda esperei ele chegar até a porta da mansão que parecia uma das maiores, ele olhou duas vezes para o carro, e então dei a partida, liguei a rádio e eu gostava da música.


Follow me, follow me Fa la la la la


Follow me, follow me Fa la la la la


Oh ooh oh Oh ooh oh Oh ooh oh oh Fa la la la la


(…)


Na semana seguinte, tudo já estava completamente normal. Harry e os outros cuidaram para que eu já nem sentisse a diferença entre a escola de Londres e a americana, apesar de terem muitas. E hoje era o dia do teste para líder de torcida. Então eu estava aqui com outras quinze competindo pela vaga, e para melhorar minha sorte, Rony convencera Sirius a deixar o time de basquete assistir aos testes.


_Você vai conseguir, já foi líder de torcida.- Luna tentou me animar, enquanto estávamos na arquibancada esperando minha vez... AQUELA MENINA DISTENDEU O TORNOZELO!


Certo, as regras eram simples... Eu tinha que trazer uma coreografia própria junto a uma música, como Nicole era capitã do time, ela não pode me ajudar, mas Ginny sim. Ela e Luna passaram o fim de semana na minha casa para me ajudar a aquecer, escolher a música e me lembrar às acrobacias... Não lembro a razão de eu ter realmente concordado com isso, mas tinha algo a ver com a semana passada... E um reflexo loiro acabou de me lembrar. Não acredito que estou pensando nele.


Quer dizer, mesmo com o que quase aconteceu semana passada, ele agiu no dia seguinte como se não fosse nada demais, e ainda não se incomodou quando Pansy o agarrou na entrada da aula de Biologia, com a Profª Sprout, em que deu tempo de trocarmos apenas um bom dia. Desde então, o evitei terminantemente.


_Hermione Granger.- me chamaram. Dei o pendrive para uma das líderes que foi até o som. Bout it, do filme “Step Up” (Ela dança, eu danço), foi a que escolhi.


Comecei mexendo o corpo e mostrando piruetas, para entrar no ritmo da dança. Todos os passos que se seguiram, apareceram da mesma forma que apareciam nas apresentações em Londres. Não era minha mente, mas sim meu corpo. Eu gostava de dançar. Eu saltei e consegui fazer uma abertura completa tocando a ponta dos meus dedos, dei mortais e estrelas de uma forma que quando as completava me sentia sexy e poderosa, claro que os gritos e aplausos ajudavam. E quando terminei minha série, sorri satisfeita comigo mesma.


Os resultados sairiam em duas aulas, já que as líderes teriam que ver vídeo por vídeo, não que eu estivesse preocupada, na verdade não me importava muito... Ok, mentira. Eu realmente queria poder ‘andar’ por ai com um uniforme de líder de torcida para ver a expressão do loiro, mas sejamos realistas, ele já tinha a líder de torcida dele.


_Eu realmente não gosto de química.- reclamou Nicole.


_Ninguém gosta.- comentei.


_Mas por alguma razão você tem química avançada.- Ginny disse.


_É o problema em ser nerd.- ironizou Rony.


_A bibliotecária sexy.- brincou Harry.


_Haha, até parece.- falei.


_Querida, com os movimentos que você fez hoje mais cedo no ginásio, não tem como fugir do seu apelido.- disse Nicole, quando sentamos na mesa da lanchonete.


_Apelido?- Eu não gosto de apelidos... Eles nunca dão certo comigo.


_Toda líder tem. A Nicole é a Srta Estrela e Ginny é o camarão saltitante, por exemplo.- explicou Harry, e Nicole revirou os olhos.


_De onde saíram?- minha inocência me choca algumas vezes.


_O time de basquete que nos dá.- Ginny cutucou Harry.- A Nick é a ‘perfeita’ em tudo, então, uma estrela. Eu como estou sempre nos saltos e sou ruiva, o camarão saltitante.


_Então eu já sou a bibliotecária sexy, mesmo?- perguntei receosa. Esse apelido era melhor do que lebre nerd, que carinhosamente sempre fui chamada, devido a minha capacidade de ser rápida com os deveres e ter mais aulas do que o normal.- E a Parkinson?


_Eu gosto de chamá-la de vadia megera, mas tanto faz.- brincou Nicole, e todos riram.


_Ela é a viúva negra.- respondeu Rony.- por causa do cabelo, entende? Sem contar que ela consegue sempre tirar a concorrência de perto do Malfoy. Dá medo.


_Hmmm...- comentário esperto, eu sei. Luna se juntou a nós com Neville depois, reclamando da aula de espanhol com o professor Flitwick, o que me deixa mais feliz em fazer francês, mesmo que seja o mesmo professor, porque ele parece tão mais agradável lá.


O restante do dia na escola foi realmente interessante, porque percebi vários olhares em minha direção, especialmente de garotos que souberam do meu desempenho no ginásio, o que me agradou bastante. No começo do segundo período de aulas recebi um bilhete no meu armário de alguém que dizia querer me encontrar no meu carro depois da quinta aula. No começo achei engraçado, porque eu tinha seis aulas, e eu não sou a do tipo que mata aula, especialmente por um garoto, mas depois admito que fiquei curiosa, mas me agüentei, e consegui sair dez minutos mais cedo da aula.


Coloquei os fones, troquei os livros, e segui para o estacionamento, como se não soubesse que havia alguém me esperando. Andei despreocupada, já estava quarenta minutos atrasada, se essa pessoa não tinha nada melhor para fazer ainda estaria lá me esperando... Mas e se tivesse? Bem, não era da minha conta, certo? DROGA! Minha curiosidade está no limite. Mas obviamente, como já comentei, eu tenho minha sorte do lado oposto da ponte, não tinha ninguém no meu carro... Apenas Draco Malfoy. Certo, cadê as câmeras?


_O que está fazendo aqui?- perguntei estranhando. Ele estava encostado no meu carro.- Sem carona?


_Não, eu vim com meu carro.- ele sorriu... Ele ta sempre sorrindo?- Recebeu o recado, então?


_Você me mandou isso?- sério, eu tenho que começar a pensar antes de falar perto dele.


_Não exatamente. Alguém me fez esse favor. Mas então... Quero que você me acompanhe.- eu olhei ao redor, ele tentou segurar o riso.


_Quem?- agora ele riu.


_Você, Hermione Granger. Me acompanha?


_Se eu responder que não?- ele gostou de ser desafiado. Como negar Draco Malfoy fosse uma opção para qualquer garota dessa escola. Em especial eu.


_Teremos que discutir todas suas tentativas frustradas e não aceitáveis, até se dá por vencida e aceitar.


_E como ficaria meu carro?- perguntei guardando o iPod.


_Alguém viria buscar depois.- ele respondeu mais confiante.- então, vamos?- ele ofereceu mesmo a mão? Suspirei observando sua mão.


_Tenho que manter um pouco de dignidade... Vou te seguindo com o carro.- sorri de lado, e ele abriu outro sorriso.


Eu entrei no carro, e o observei ir para o seu humilde Aston Martin V12 Vanquish, preto... Já se era óbvio que ele era egoísta egocêntrico, mas aquele carro deixava isso bem claro. Quer dizer, que estudante tinha um Vanquish, um carro de dois lugares, e não quer ser rotulado? E eu poderia ter ido embora, mesmo, mas minha curiosidade me impedia.


_Então... Você segue qualquer um?- ele perguntou enquanto eu saia do meu carro.


_E você é qualquer um?- ele riu de lado.


_Ótima resposta, Granger.- obrigada, eu vim pensando nisso a viagem toda. Sem brincadeira.


_O que é isso?- perguntei.


_A praia.- ele respondeu, caminho em direção a areia. É, eu sei que ele me acha uma completa idiota, mas me deu uma enorme vontade de jogar algo nele. Era NÍTIDO que estávamos na praia, havia um oceano na minha frente, literalmente.


_Eu notei, o oceano foi minha primeira pista. Quero saber o porquê estamos aqui. O que é tudo isso?- perguntei o seguindo.


_Chama-se festa.- ele me ajudou a descer da calçada (que devo dizer, que quando o vi pular o metro de concreto, encarei seus braços maravilhada) até a areia, ficando realmente próximos. Ele levantou uma sobrancelha e não tirou os olhos dos meus lábios, até que percebeu eu o olhando.


_DRACO! HERMIONE!- Ouvi uma voz familiar, mas foi o loiro que desviou primeiro. Era Nicole.- Finalmente chegaram!


_Culpe a sua amiga.- ele se defendeu.


_Hermione, se alguém diz querer te encontrar depois da quarta aula, você vai ao encontro dessa pessoa.- ela me explicou como se eu fosse uma débil.- O que importa é que você chegou. Obrigada, Draco.


_As ordens.- ele sorriu e piscou.


_Agora vamos.- ela me puxou e seguimos para um grupo de jovens que estavam perto de uma fogueira.


Eu já tinha ouvido falar dessas festas americanas, que os estudantes fazem para comemorar algo, e ter a desculpa de beber em um local que os pais ou qualquer adulto estará para reprimi-los ou expulsá-los... Com exceção da polícia, claro. Adoro esses filmes americanos. Geralmente é onde os protagonistas se beijavam pela primeira vez... Olhei de esguelha para Draco, ele nos acompanhava quietinho.


_HERMIONE...!- Quando escutei Harry me chamar me assustei. Draco e Harry na mesma festa? Como assim?- Você chegou, finalmente.- ele me abraçou e percebi que o loiro já se juntara ao seu grupinho junto a Pansy, que também estava lá, e com cara de poucos amigos.


A festa foi normal, sabe, como toda festa de adolescente. A diferença era que ali era a minha festa de “boas vindas” ao que eles chamavam de Comitê Estudantil Esportivo, eu havia passado no teste para líder de torcida, e estaria recebendo meu uniforme antes do próximo treino, mesmo que não o seja obrigatório nos treinos. Eu era oficialmente e Bibliotecária Sexy, e tive oportunidade de conhecer os demais jogadores de Angels Falls.


Um em especial, chamado Vítor Krum (ele era Búlgaro, e ainda tinha um sotaque bem acentuado) que estava no último ano, e por causa da massa muscular acentuada nos lugares corretos, dançou comigo a maior parte da festa, arrancando muitos comentários na própria. E eu, como não sou totalmente idiota (a diferença se faz no uso da palavra; totalmente, percebam) o usei como uma arma de reações.


Draco estava perto da fogueira dançando com Pansy, mas ao me ver com Vítor, deixou a dança com a morena, que quase me fez gritar para eles arranjarem um quarto, e teve sua total atenção em nós. Claro que eu me senti mal pelo garoto, ele parecia muito legal, sem ironias, mas ele era um jogador de futebol americano, sua massa cinzenta estava quase totalmente deteriorada, meu objetivo era mostrar aquele loiro, que eu podia sim ser sexy e dominadora, não apenas a desajeitada e retardada que ele devia achar que eu era.


Como eu descaradamente olhava para ele, que retribuía o olhar em cada movimento da minha dança com Vítor (que não era nada demais, mas uma mão no ombro e outra enroscada nos cabelos podem fazer um estrago enorme na cabeça de qualquer um que esteja presenciando a cena), Pansy também percebeu que o entusiasmo de seu parceiro estava concentrado em outra coisa. Ela olhou para mim e Krum, e sussurrou algo no ouvido de Draco, que desviou o olhar do meu por alguns segundo.


Não perdoei e me aproximei mais do corpo de Vítor, que desceu a mão lentamente para minha cintura. O bastante para o loiro voltar a nos olhar. Ele respondeu algo para a Pansy... E ESTÁ VINDO PARA CÁ! Oh meu Deus!


_Hermione? Posso falar com você?- Vítor e eu paramos de dançar na mesma hora.


_C-Claro.- MUITO BEM! Gagueje, cadê a sexy e controladora de alguns segundos atrás? Mas eu nunca vou saber o que ele queria falar comigo. Uma gritaria começou e ta todo mundo correndo.


_Alguém chamou a polícia.- Nicole nos avisou, e corremos para meu carro.


-----------------------------------------------------------------------------------------
Músicas: Naturally, Selena Gomez. | Follow Me, 3OH!3

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 0

Nenhum comentário para este capítulo!

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2023
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.