FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

24. Nascimento.


Fic: A mesma história,outro desfecho - HG


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Meses depois...


Gina caminhava lentamente pelo jardim da Toca, ela estava enorme, sua barriga quase explodindo, ela segurava a barriga por baixo com uma das mãos sentindo o bebê mexer em sua palma.


- Gina, não acha melhor se deitar um pouco? – Harry disse saindo de dentro da Toca, sua voz transbordava preocupação.


- Não, ficar deitada está incômodo e sentada também... O melhor é assim, caminhando.


Harry parou no meio do jardim apenas para fitá-la, ela estava ainda mais linda, seus cabelos lisos e vermelhos emolduravam o seu rosto ligeiramente mais redondo do que o habitual, ela estava mais corada e cheia de vida. Harry sentiu seu peito apertar, era possível ele amá-la ainda mais? – Sim, era possível.


- Você está sentindo alguma coisa? Alguma dor? Alguma contração? – Harry estava em pânico, Gina havia completado 40 semanas de gestação há cinco dias.


Gina sorriu.


- Não meu amor, nós já combinamos que se eu sentisse algo lhe contaria, não combinamos? – Gina mentiu descaradamente, ela não queria alarmar o Harry, mas algo estava começando a ficar estranho.


Harry caminhou até o ponto onde ela estava e pousou suas mãos em sua barriga, depois selou seus lábios demoradamente.


- Eu estou me sentindo um inútil! – Ele desabafou sorrindo em seus lábios – É horrível não poder fazer nada, eu queria ajudar...


- Só de estar aqui ao meu lado já é uma grande ajuda. – Gina respondeu se perdendo nos olhos verdes que ela tanto amava.


- Eu te amo... Tanto que chega a doer. – Harry disse em meio a um longo suspiro.


Gina sentiu seus olhos marejarem, ela estava com medo também, medo do desconhecido, medo que poderia acontecer dali para frente, mas ouvir o amor da sua vida se declarando daquela forma fazia com que todos os seus medos e angústias se dissipassem.


- Eu também te amo Harry. – Ela respondeu inclinando o seu corpo ligeiramente para frente para que seus lábios pudessem tocar o dele.


Gina sentiu o gosto adocicado dos lábios do Harry e seu coração disparou, seu corpo estava praticamente em crise de abstinência do Harry, ela sentia falta de senti-lo por completo, de se entregar a ele de forma apaixonada, de colar seu corpo nu junto ao dele... Coisa que ela não fazia há algum tempo.


-Estou com saudades – Ela sussurrou nos lábios dele.


Harry sabia exatamente do que ela estava falando.


- Eu também, muita saudade.


Ambos escutaram som alto e típico de alguém aparatando no meio do jardim, tão rápido que ele nem percebeu, Harry empunhou sua varinha e depois começou a sorrir com o semblante assustado da Hermione olhando a posição de defesa dele. A guerra havia acabado há poucos meses e o fato de não haver mais feitiços de proteção na toca ainda o assustava.


- Bom dia para você também! – Hermione disse em tom de brincadeira.


- Desculpa Hermione. – Harry disse guardando a sua varinha no bolso.


Hermione o abraçou forte e depois a Gina com todo o cuidado.


- Nossa amiga, parece que você vai explodir! – Ela disse brincando, mas a Gina estava realmente inchada naquele dia.


- Nem me fale!


Hermione sentiu a presença do Rony sem nem ao menos precisar olhar em direção à porta da cozinha, ela sabia que ele estava lá, parado olhando para ela.


- Acho que eu vou ali colocar um balde embaixo da boca do Rony. – Gina disse sarcástica, fazendo a Hermione sorrir envergonhada.


Ela se virou e caminhou ao encontro do Rony, ficar dias longe dele estava lhe sugando toda a energia, ela não via o momento de finalmente se casarem para que ela pudesse ter com ele outras noites como a que ela teve há meses atrás em seu quarto e que por falta de oportunidade nunca mais se repetiu. Quando se encontraram Rony a segurou pela cintura com mãos febris e sem dizer nada selou seus lábios de forma terna, ele queria beijá-la com volúpia, explorar sua boca, mas sua mãe estava na cozinha.


- Bom dia! – Ele disse sorrindo nos lábios dela.


Hermione limitou-se a sorrir, ela sabia quanto desejo estava continho naquele selar de lábios.


A Sra. Molly estava começando a fazer o almoço, na Toca todos comiam cedo. As colheres voavam por cima da pia, pegando temperos, sal e pimenta para as carnes, mexiam o feijão, se lavavam na torneira que só se abria quando uma delas parava embaixo e deitavam-se no escorredor de louça.


- Oi querida – Ela disse abraçando a Hermione – Você demorou mais dessa vez.


- Pois é, estou tendo muito serviço no ministério, e também tem o casamento...


- O casamento! – Molly exclamou.


As duas sorriram com cumplicidade. 


Rony segurou a mão de Hermione com força, ela podia sentir que elas estavam levemente suadas, ele estava nervoso, talvez tentasse conter a excitação perto da sua mãe. Aquele pensamento fez a imaginação da Hermione fluir, ela apertou a mão do Rony em resposta, ela queria muito ficar a sós com ele. Desde o dia que fizeram amor que todas as noites ela sonhava em repetir aquele momento.


Eu estou bem Harry! – Ouviu-se a voz alterada da Gina se propagar pelo jardim.


Rony, Mione e Molly correram até o jardim e encontraram um Harry pálido e com olhos vidrados na Gina que ao ver todos no jardim se adiantou em acalmá-los.


- Não foi nada gente, só uma contração eu acho. – Ela alisava a barriga de forma devagar, ela era um poço de tranquilidade.


Hermione sentiu a temperatura das mãos do Rony cair drasticamente, elas ainda suavam, mas passaram a suar frio.


- Você acha que vai nascer? – Rony questionou a irmã com uma voz fraca.


- Que vai nascer eu tenho certeza, só não posso garantir que será hoje! – Gina o respondeu fazendo uma careta.


Hermione soltou as mãos do Rony à contra gosto e andou até onde a Gina estava; depois a encarou e disse:


- Eu sonhei que seria hoje, eu não se explicar, nunca acreditei em previsões, mas desta vez me pareceu tão real.


Gina sentiu seu coração acelerar, por mais que ela quisesse que o seu filho nascesse logo o medo do desconhecido começou a ganhar espaço novamente dentro dela.


- Que seja! – Gina respondeu eufórica, deixando o Harry e o Rony sem saber o que fazer.


*


*


*


Gina estava deitada em sua cama a mais de meia hora, o Harry estava ao seu lado com as mãos seguras nas suas, mas ela não teve mais nenhuma contração, ela queria descer, ir andar ou fazer qualquer coisa que não fosse ficar parada olhando para o semblante em pânico do Harry, mas ele não deixava ela se mexer.


- Fique quietinha aí amor. – Harry disse na décima vez que a Gina tentou se levantar.


- Eu preciso me levantar Harry, por favor. – Ela pediu de uma forma que ele simplesmente não conseguia negar.


Harry permitiu que a Gina se levantasse, mas ficou bem atrás dela caso desse alguma tontura. Gina saiu do seu quarto e começou a descer as escadas rumo à cozinha, foi quando ela ouviu o som típico de água caindo no chão, instintivamente ela olhou para baixo e viu uma poça de água que começou a escorrer escada abaixo.


- Acho que a bolsa estourou! – Ela disse numa voz fraquinha.


Harry imediatamente pegou a Gina no colo e com todo o cuidado do mundo para não escorregar no liquido que molhava a escada desceu com a Gina, ao chegar à cozinha encontrou todos os Weasley e a Hermione reunidos ao redor da mesa.


- A bolsa estourou! – Harry disse com a voz tensa. Ele não sabia se ficava feliz ou preocupado pela Gina, ele não queria que ela sentisse dor, mas sabia que naquele caso seria inevitável.


- Me coloca no chão Harry. – Ela pediu e foi prontamente atendida.


Neste momento uma contração que começou no meio das costas dela e endureceu toda a sua barriga a fez dar um grito, não tanto pela dor, mas pelo susto que a dor causou, ela não esperava por uma dor tão forte. Harry pegou na sua mão e se preparou para desaparatar ao St. Mungus, mas a Sra. Molly gritou com ele antes.


- HARRY NÃO! Ela não pode desaparatar!


Harry lembrou-se da incômoda sensação de uma fisgada no umbigo ao desaparatar, a Sra. Molly estava certa, ele quase fez uma besteira.


- Eu estou com o carro do ministério. – O senhor Weasley disse levantando-se e pegou a chave do carro que estava em cima da mesa.


A caminho do hospital a Gina teve mais três contrações fortíssimas, ela segurou na mão do Harry na esperança que a segurança que ele passava para ela em todas as ocasiões fosse capaz de amenizar a dor, mas o máximo que ela conseguiu foi quase quebrar a sua mão devido à força que ela empregava quando vinha à contração.


Ronald e Hermione aguardavam impacientemente a chegada do Sr. Weasley com a Sra. Molly juntamente com o Harry e a Gina, ele caminhava ansiosamente de um lado para o outro pelos corredores do St. Mungus.


- Ron, assim você abrirá uma cratera no chão. – Hermione disse nervosa.


- Mas eles estão demorando Mione!


Hermione sorriu e caminhou até onde o Rony estava, calmamente ela passou seus braços pela cintura dele e o abraçou, deitando a sua cabeça em seu peito quente.


- Vai dar tudo certo meu amor! – Ela sussurrou.


Como um presságio os quatro passaram pela porta no instante em que ela terminou a frase, Hermione soltou o Rony e correu até a Gina, ela percebeu que a sua amiga estava branca como uma vela, mas ainda assim o Harry ganhava. A impressão que se tinha é que todo o sangue que deveria estar no corpo do Harry havia sido drenado, ele estava pálido e os lábios estavam com uma cor arroxeada.


- Harry acalme-se, ou terá um infarto! – Hermione disse ao amigo.


- Vou me acalmar quando a Gina parar de sentir dor... – Ele a respondeu com o olhar distante.


Harry subiu para o quarto junto com a Gina enquanto a Sra. Molly assinava as papeladas da internação, as mãos deles não se desgrudaram nem por um segundo. Gina estava aguentando firmes as contrações, ela não queria que o Harry ficasse ainda mais nervoso, mas em determinados momentos ela deixava escapar um gemido alto de dor.


- Eu queria tanto poder te ajudar... – Harry sussurrou aflito.


- Você já esta ajudando, só de estar ao meu lado já é uma grande ajuda! – Ela o respondeu sorrindo.


Harry podia sentir o suor frio escorrendo em sua nuca, ele nunca havia se sentido tão impotente em toda a sua vida. Quando o médico entrou na sala o cumprimentou com um tapinha nas costas e após examinar a Gina disse-lhes que ela iria para a sala de parto, ele tentou esconder o medo, mas as suas mãos começaram a tremer.


*


*


*


Harry estava ao lado da Gina, suas mãos não haviam se desgrudado nem por um segundo desde que ela entrou em trabalho de parto, mas naquele momento a força com que a Gina a segurava estava incômoda, mas ele não pensou em reclamar nem por um segundo, ele sabia que aquilo não era nada comparado com a dor que ela deveria estar sentindo. Harry a admirou por um minuto e sentiu seu coração quase explodir de orgulho por ter ela ao seu lado, ela era tão forte e determinada, nem parecia que estava prestes a parir um filho.


- Só mais uma força Gina, só mais uma e o bebê nasce. – O médico disse entusiasmado.


Harry esticou o pescoço para tentar visualizar o que se passava, foi então que ele viu perfeitamente o seu filho nascendo, tudo passou em câmera lenta, ele viu o médico puxando o bebê para fora e depois o seu choro ardido, ele olhou para a Gina e a viu chorando de emoção, o médico veio até ele e lhe entregou uma tesoura grande.


- O pai que corta o cordão umbilical! – O médico lhe disse


Harry sentiu suas pernas tremerem. Ele segurou a tesoura entre os dedos, mas quando ele foi cortar o cordão seus olhos fixaram-se nos olhos do seu filho, eram os olhos do seu pai, foi então que ele não aguentou mais a carga emocional que estava sustentando e desmaiou.


*


*


Rony não desgrudava o rosto do vidro no berçário, a sua frente havia um espaço reservado com o nome do seu sobrinho, a qualquer momento a enfermeira entraria e colocaria o bebê ali, ele tinha certeza que seria um menino ruivo, assim como ele, os genes dos ruivos eram os predominantes! Mas para a sua surpresa quando a enfermeira trouxe o seu sobrinho e o segurou bem na frente do vidro para que todos pudessem ver ele se deparou com um bebê branquinho com os cabelos negros espetados para todos os lados, os olhos eram castanhos-esverdeados, mas tinham o formato dos olhos da Gina, assim como a boca também era idêntica a da sua irmã. Ele abraçou a Hermione que estava ao seu lado pela cintura e sorriu alto quando o bebê espirrou e depois se assustou com o próprio espirro.


- Logo será o nosso. – Ele sussurrou no ouvido da Hermione. – Ai não vai ter jeito, terá que ser ruivo! – Ele enfatizou.


Hermione sorriu do jeito moleque do Rony, ela não disse nada a ele, mas sempre sonhou em ter vários filhos ruivos dos olhos azuis. Naquele instante um murmurinho alto se formou atrás deles, quando eles se viraram para ver de onde vinha à algazarra viram o Harry no meio dos Weasley em festa, ele estava radiante, sorrindo de uma forma nunca vista antes. Após alguns minutos recebendo os cumprimentos da família Harry caminhou até o vidro por onde era possível avistar o seu filho, ele colocou-se no meio dos seus dois amigos, passando o seu braço pela cintura de ambos.


- Ele é lindo não é? – Ele perguntou enquanto encarava o seu filho através do vidro.


- Sim, ele teve sorte, puxou a minha família! – Rony disse sorrindo.


Harry sorriu alto com a resposta do Rony.


- Não mesmo! Ele é a minha cara. – Harry o respondeu.


- A nossa geração está ficando para trás não é mesmo. – Hermione disse nostálgica.


- Nossa! Você falou como se fosse uma idosa! – Harry a repreendeu.


Hermione gargalhou, Harry estava certo, ele havia falado como uma bruxa das antigas.


- E a Gina, como está? – Hermione questionou o Harry.


- Dormindo, ela foi muito guerreira! – Ele a respondeu orgulhoso.


- Sempre foi! – Rony concluiu.


Os três ficaram ali, parados em frente ao vidro, olhando o pequeno Tiago dormir por um tempo indeterminado.

********************

O casamento duplo de RH e HG já está sendo redigido...

OBRIGADO A VCS QUE COMENTAM NOS CAPITULOS E DESCULPE-ME PELA DEMORA, MAS ESTOU DE FÉRIAS NA FACUL AGORA ENTÃO OS CAPITULOS SAIRÃO BEM RÁPIDOS OK... bjus

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Lediane Werner em 15/12/2011

Parabens...

Amei... amo o jeito paizão do Harry!!!!

A histíria é maravilhosa!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vivi couto em 14/12/2011

não tenho nada a dizer... a marcella já disse tdooo.... stá de parabéns, a fic ta demais....

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gemeas Potter em 14/12/2011

AA, desculpe! A nota é 5 =)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Gemeas Potter em 14/12/2011

Onwt.. Amei! Harry tão atencioso... Adorei ver ele todo paizão kkk. E eu posso imaginar esse sorriso. Ai ai.. queria uma Harry pra mim. kk Enfim.. Capítulo maravilhoso. Um dos melhores! Não demore para postar os outros. Beijos. Esperando ansiosamente. =)

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.