FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

7. E a Razão é Você


Fic: Foi o Destino - HHr - AVISO 2015


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________


Capítulo 7
E a Razão é Você


 


Uma semana havia passado. Sete longos e cansativos dias. Cento e sessenta e oito horas de pura ansiedade para ver apenas um homem de cabelos morenos bagunçados e olhos puramente verdes. E durante toda a semana, por algum motivo, eu esperava que ele tivesse alguma desculpa para ir a minha sala.   


Suspirei com tais pensamentos. Peguei minha varinha que estava em cima da cama e com um simples aceno observei pelo reflexo do espelho meu cabelo formar um coque elegantemente bagunçado, realçando meus cachos; e alguns fios caídos em meu rosto. A maquiagem era simples, esfumaçada, com alguns toques de verde escuro. 


Repousei a varinha de volta na cama e fitei por um tempo o vestido que usaria. Saltei de susto no mesmo instante em que iria tocá-lo e ouvi a campainha. Harry, pensei olhando para o relógio. Oito horas em ponto. 


Fechei um pouco mais o roupão que usava e caminhei descalça para o andar de baixo. Senti um arrepio percorrer minha espinha quando meus pés – após um banho quente – não sentiam mais o tapete do quarto, apenas o chão frio. 


Sentindo-me como uma adolescente em seu primeiro baile, corri para a porta de entrada e a abri rapidamente. Um sorriso sincero em meu rosto apareceu imediatamente quando o vi. 


- Estou quase pronta. – Pronunciei fazendo um gesto para que ele entrasse, mas ele estava confuso. E eu sabia o porquê disso. – Vou colocar o vestido... – Comentei sem jeito colocando a mão em meu cabelo e subindo as escadas enquanto o ouvia fechar a porta. 


Entrei no quarto retirando o roupão e me vesti o mais rápido que podia. Estava ansiosa. Caminhei novamente para frente do espelho. O vestido era longo e deslumbrante. O cetim de cor verde musgo tinha um brilho especial e a amarração frente única valorizava um pouco meu busto. E os detalhes dourados – embaixo do busto subindo pela alça esquerda – davam um contraste perfeito. 


Sentei na cama e coloquei a sandália alta, também dourada. 


Fiquei de frente ao espelho mais uma vez; analisando-me da cabeça aos pés. Algo estava errado e eu sabia o que era. Olhei novamente para meus cabelos presos e os fitei por longos minutos. Olhei para a varinha em cima da cama travando uma briga interna. 


- Vamos lá Hermione, apenas um aceno... – Incentivei a mim mesma. 


Olhei para o espelho pela última vez e andei até a porta, mas parei prendendo minha mão direita no batente. Formei um sorriso irônico e caminhei até a frente do espelho desmanchando sem magia aquele coque. Em alguns minutos meus cabelos estavam soltos em cachos perfeitos, como Harry pediu.  


Sem demorar mais um minuto, desci para o primeiro andar e Harry já me esperava no pé da escada. E foi quando ele sorriu que notei o quanto estava bonito. A camisa branca de manga cumprida – com os três primeiros botões abertos – dava um contraste elegante com a calça social preta. No braço direito havia um paletó pendurado, também preto, e a mão esquerda estava escondida no bolso da calça. 


Parecia tudo um sonho. Um lindo e maravilhoso sonho; e eu não queria acordar. Até porque, o sonho ainda não havia nem começado. 


- Você está linda. – Ele levantou o braço esquerdo para que eu enlaçasse o meu. – Vamos? – Sem protestar, juntei meu braço ao dele em resposta. 


Saímos em silêncio da minha casa e caminhamos até o final da rua, onde já estava escuro o suficiente para que ninguém nos visse aparatar. Com uma última olhada à volta de nós, sumimos em segundos aparecendo em um beco sujo e malcheiroso. 


- Poderiam ter escolhido outra entrada. – Comentei. 


- Ou ter nos alertado dessa. – Deu de ombros enquanto eu puxava meu vestido para atravessar uma poça de água. Ficamos de frente a um muro alto de tijolos. – Harry Potter. – Pronunciou o moreno, mas nada aconteceu. Ele olhou para mim indicando que deveria fazer o mesmo. 


- Hermione Granger. - No mesmo instante que minha voz sumiu, os tijolos formaram um enorme arco decorado com lindas tulipas vermelhas. Olhei para Harry e o mesmo estava tão surpreso quanto eu. 


- O Ministro disse que a decoração seria conforme nossos segredos mais profundos... – Explicou simplesmente enquanto passávamos pelo arco com as tulipas. O que não estava entendendo era o porquê de tulipas vermelhas. Olhei mais uma vez para trás e observei o arco se desfazer, e o muro com tijolos voltar. 


Andamos até a frente da mansão onde ocorreria a festa, um exagero em minha opinião. Em segundos estávamos em um silêncio confortante, segundos depois flashes e vozes entranhas começaram a aparecer. 


- O que está acontecendo? – Perguntei protegendo meus olhos daquelas luzes. 


- O Profeta Diário, Pasquim, Fofocas Bruxas... – Harry começou a falar e eu já havia entendido tudo. Eles estavam ali apenas querendo saber o porquê de tudo aquilo. A questão era que eu também não sabia exatamente o motivo. 


- Harry Potter, por favor, é verdade que o Ministro da Magia quer implantar um novo sistema no ministério por isso está realizando este evento? – Perguntou uma mulher com óculos, fundo de garrafa, roupa laranja fluorescente e um enorme enfeite de cabelo. 


- O que? Não, claro que não. – Negou, segurando minha mão e me guiando para subir um lance de escadas. 


- Poderiam pelo menos posar para nós tirarmos uma foto? – Uma voz grossa ao fundo calou as outras. Olhei para Harry, depois para aquelas pessoas estranhas. Duas ou três eu já havia encontrado pelo Profeta Diário. 


- Não, sinto muito. – Respondi para todos enquanto observava algumas penas escreverem o que era dito. Segurei novamente meu vestido para subir mais um degrau, mas Harry me impediu. 


- Hermione, apenas uma foto. – Ele segurou minha cintura girando meu corpo para frente. E antes que pudesse protestar novos flashes vieram em nossa direção. A única coisa que consegui pensar em fazer foi sorrir e encostar levemente minha testa no rosto dele. 


- Podemos entrar agora? - Perguntei em um meio sorriso bobo e ele apenas enlaçou a mão dele na minha. Juntos, passamos pela porta de entrada e pétalas de tulipas vermelhas caíram sobre nós. 


Harry soltou uma gargalhada com minha careta. 


Apenas bufei e continuamos a caminhar até a mesa, que por sinal não estava muito longe. Observei o quanto à decoração estava chamativa, com tons diferentes de dourados e vermelho sangue. Não me prendi aos detalhes, apenas sentei ao lado de Harry e por ali ficamos. 


Em poucos minutos várias travessas de comidas preencheram as mesas iniciando o banquete. 


Um tempo depois o Ministro da Magia subiu em um palco que ocupava uma parte do salão, se postou diante ao microfone que estava ali e começou seu discurso. Agradeceu primeiramente a todos que estavam na festa, depois começou a falar sobre os antigos ministros e sobre a época difícil que passaram; falou também sobre os novos integrantes da equipe e as metas que pretendem atingir. Mais de duas horas havia se passado apenas com esse discurso. 


- Por fim, quero agradecer mais uma vez a presença de todos... – Pronunciou o Ministro abrindo os braços enquanto olhava para cada um. – Espero que continuem aproveitando a festa. Sem mais... – Ele retirou a varinha do interior da capa que usava e com um aceno, uma enorme pista de dança apareceu no salão. – Divirtam-se. – Pronunciou divertido. 


Vários casais, amigos, até mesmo bruxos sozinhos estavam caminhando em direção a pista de dança para aproveitar a música que estava começando a ser tocada. E Harry era um deles, mas quando segurou minha mão e me puxou para que levantasse; não me movi. 


- Eu não vou. – Falei antes mesmo que ele dissesse alguma coisa. 


- Hermione. – Suspirou levemente chateado. 


- Harry, não adianta insistir. – Sim, eu estava sendo chata. Mas a última coisa que queria fazer era ficar em uma pista de dança a noite toda. 


Levantou os braços como se estivesse se rendendo. 


– Mas, fiquei sabendo que lá fora tem um jardim e... 


- Tudo bem. – Sorri ao perceber que Harry havia me convencido. 


Notei que as luzes haviam diminuído e a pista de dança já se encontrava lotada. Olhei para todos; vendo o modo como eles dançavam, se divertiam sem se preocupar com nada e ninguém. Enquanto atravessávamos o salão, por algum motivo, senti Harry envolver seu braço direito em minha cintura. 


Estaria mentindo se dissesse que aquela atitude havia me incomodado, mas a verdade era que, por dentro, meu coração batia em uma velocidade impossível de controlar. Arfei tentando controlar minha respiração. Se pudesse evitar todo esse sentimento que estava me atingindo pela segunda vez, tão forte quanto à primeira, eu simplesmente me afastaria dele. A verdade é que não aguentaria viver sem Harry, não outra vez. 


Descemos um pequeno lance de escadas no fundo do salão até chegarmos a uma pequena trilha de pedras. Por volta da trilha havia apenas grama, bem aparada e de um verde claro. Uns três ou quatro bancos de dois lugares estavam espalhados pelo local. Conforme caminhávamos para longe do salão, a música ficava cada vez mais abafada. 


No final da trilha de pedras havia a entrada para um labirinto. Permaneci em silêncio apenas acompanhando os passos de Harry para dentro daquele lugar. Estava tudo muito perfeito. Perfeito até demais. A lua era a nossa única guia, uma vez que não havia luz por onde andávamos. 


Após um tempo apenas caminhando, chegamos até o centro daquele labirinto. Em formato circular, bem no meio dele havia um coreto de madeira totalmente branca. Havia algumas luzes fracas, apenas ajudando a lua em sua função. Em volta do coreto havia um pequeno lago com a água tão cristalina que era possível ver o seu fim. 


Harry apenas olhou para mim, provavelmente observando minhas feições diante aquela surpresa. 


- Você já sabia. – Sussurrei falsamente ofendida, mas tinha certeza de que ele sabia que eu amaria aquele local. 


- Digamos que um pouco. – Sorriu de lado e voltamos a caminhar. 


Passamos por uma pequena ponte, para finalmente subirmos três pequenos degraus até o coreto. No exato momento em que pisamos na madeira do primeiro degrau, um pó dourado caiu sobre nós e em volta do coreto várias tulipas vermelhas se formaram; cobrindo toda a madeira branca. 


- Para que tantas flores? – Perguntei levemente aborrecida, mas não queria estragar tudo o que estava acontecendo. Era simplesmente inevitável. 


- Esqueça as flores... – Pediu retirando o braço da minha cintura e fazendo uma pequena reverência. A mão direita estava para trás e a esquerda levemente estendida como um pedido para dançar. 


Estiquei minha mão aceitando aquele pedido inusitado. Não havia música para dançarmos, e o salão onde percorria a festa estava tão distante que nem podíamos vê-lo mais, mesmo assim Harry começou uma dança; guiando-me lentamente. 


- Faz alguns anos, mas acho que estou bem melhor. – Sabia que ele se referia à dança. Não queria lembrar-me daquela época, mas assim como as lembranças boas vieram às ruins também. 


Continuamos nossa dança sem música. O ritmo era lento e tentava ao máximo não pisar no pé dele. Com certeza ele melhorara muito, mas não significava que eu também. Embora dançar seja algo mais natural para as mulheres. 


Permanecemos nessa dança por segundos, minutos, até mesmo horas, a questão é que para mim o tempo havia parado. Era apenas eu e Harry, dançando. Apoiei minha cabeça em seu ombro – sem deixar de dançar – e fechei os olhos apenas sentindo a maravilhosa sensação de estar novamente nos braços dele. 


Quando voltei a abrir os olhos, notei pontinhos brilhantes voando sobre nós. Levantei a cabeça e Harry fez o mesmo quando olhei para cima. Várias fadinhas lilás, amarelas, azuis e vermelhas voavam ao nosso redor. 


- São lindas. – Sussurrei voltando o olhar o rosto de Harry. Ele fez o mesmo. 


Arfei quando percebi que nossos lábios estavam próximos. Fixei meus olhos nos dele, apreensiva. Aos poucos senti que estávamos cada vez mais perto. Meus olhos estavam se fechando automaticamente e o hálito de Harry estava tão quente e convidativo que era impossível protestar o que estava para acontecer. 


Mas eu o fiz. Desviei meu rosto quase recebendo um beijo de Harry na bochecha. 


E por mais incrível que pareça, ele não ficou frustrado. Ou pelo menos demonstrou. Senti uma de suas mãos em meu queixo fazendo com que voltasse a olhá-lo. Ele apenas sorriu e voltamos a dançar. O ritmo era o mesmo, calmo, suave. 


- Hermione... – Sussurrou chamando minha atenção. - Há tantas coisas que gostaria que soubesse... – Pronunciou em um suspiro. 


- Então diga. – Incentivei esperançosa. 


Longos minutos se passaram até finalmente ele criar coragem para começar a falar. 


- Eu e Gina... – Afastei-me bruscamente dele não o deixando terminar a frase. 


- Não precisa dizer mais nada. – Levantei os braços não querendo que ele me tocasse. 


- Hermione deixe-me terminar. – Neguei com a cabeça sentindo meus olhos arderem. 


- Não. – Segurei meu vestido e sai do coreto querendo aparatar. 


- Não vou deixá-la ir embora mais uma vez... – Foi à última coisa que ouvi quando aparatei. Só percebi que Harry havia segurado meu braço quando o vi atrás de mim diante a porta da minha casa. 


- Harry não insista. – Pronunciei com a voz severa. 

(A partir daqui, se quiserem, leiam ouvindo a música The Reason - Hoobastank) 


Assim que virei para abrir a porta, arfei prendendo o choro em minha garganta. Engoli seco e entrei de cabeça baixa para que ele não visse que estava prestes a chorar. Harry segurou firma à porta com a mão, impedindo-me de fechá-la. 


Levantei o rosto sentindo as lágrimas caírem silenciosamente. Eu não tinha mais forças para protestar. Em um minuto estávamos bem, no outro eu finalmente havia acordado daquele sonho.   


Continuei segurando a porta, agora não tentando mais fechá-la. 


- Eu sei que não sou uma pessoa perfeita e estou longe de ser. – Começou a falar ao poucos. E com o meu silêncio percebeu que era uma permissão para que continuasse. – Há tantas coisas que eu queria não ter feito. Mas estou aqui, em pé, na sua frente, olhando nos seus olhos para pedir que me perdoe... 


Solucei na tentativa de segurar mais uma vez as lágrimas. 


- Perdoe-me por tê-la magoado, por tudo o que a fiz passar. – Aos poucos minha mão soltou a porta e Harry entrou por completo em minha casa. As velas estavam apagadas e para completar aquela escuridão, ele fechou a porta. - Eu não pretendia fazer aquelas coisas com você, mas eu estou aprendendo a lidar com isso todos os dias quando a vejo. 


Recuei três passos evitando ao máximo aquela aproximação. Ele apenas segurou minha mão e se aproximou mais. Aquele simples toque fez com que todo o meu corpo tremesse. E eu estava certa de que ainda o amava. 


- Eu gostaria de apagar tudo o que passou... – Sussurrou sem desviar uma vez se quer o olhar do meu. - Quero ser o único que seca suas lágrimas... – E com um toque suave, senti as mãos masculinas dele, secarem as lágrimas de meu rosto. – Eu preciso dizer antes que vá embora, eu quero que saiba que encontrei uma razão para mim. – Suspirou ficando mais uma vez em silêncio; talvez esperando que o interrompesse, mas nada fiz. – Uma razão para começar de novo, mudar quem eu costumava ser... 


Arfei mais uma vez querendo recuar, mas ele segurou minha cintura com uma das mãos enquanto a outra permanecia em meu rosto. 


- E a razão é você. – Sem esperar qualquer reação que eu pudesse ter, ele me beijou. 


A princípio não sabia o que fazer. Se, tentava afastá-lo, se o mandava ir embora ou fazia qualquer outra coisa para que ele ficasse longe de mim. Mas minutos depois eu havia esquecido tudo. De tudo o que passamos juntos, da festa, de onde estávamos. De Luan, Melissa e até mesmo de Gina. Aquele momento se tornou apenas nosso. 


As mãos dele estavam firmes entre meu rosto, e os lábios mais doces do que a última vez que os toquei. Prendi-me naquele beijo calmo, carinhoso. Não deixei que perdêssemos o contato em momento algum. Uma de suas mãos deslizou pelo meu corpo repousando em minha cintura onde o senti me puxar para mais perto. Envolvi meus braços em volta do pescoço de Harry enquanto ele me tirava do chão. Sendo guiados apenas pelo instinto, subimos as escadas a caminho do meu quarto. 


Estava cansada de lutar contra tudo o que sentia e essa estava sendo minha primeira recaída. Poderia estar agindo por impulso, mas deixaria para pensar nas consequências no dia seguinte.  















N/A: O capítulo foi todinho inspirado na música que sugeri no meio da leitura, assim como parte das falas do Harry foram inspiradas por ela, foi justamente por causa dessa música que eu resolvi mudar toda a fanfic. Fazer uma nova versão. Eu acho que valeu a pena, mas como eu sempre digo, nunca consigo descrever o que realmente imagino. E mais uma vez, obrigada pelos comentários, eu fico feliz com cada um deles *-* EnigmaticPerfection, tipo, Gina? Quem é Gina mesmo? Sabe o que dizem né, o pior cego é aquele que não quer enxergar, vai ver é justamente isso que acontece entre o Harry e as crianças. Podem notar a semelhança, mas não perceber de fato. Lauraas, se a Gina está mesmo com o Harry? Não direi, não mesmo. Harry querendo pagar de galã chamando a Hermione para o evento e olha o que deu no final *carinha de santa* Sobre o Malfoy, só digo que ele ainda vai aparecer. Nina, sim eu criei o Luan para ser o fofo e a Melissa a problemática. Não sei porque exatamente, mas quando os criei foi assim que saiu *-* Harry convidou Hermione para a festa, mas não quer dizer que não esteja com a Gina, o que também não quer dizer que esteja. Sim, estou fazendo de propósito 'koapkaopako. Carol, o evento nem foi tão ruim assim, não é? Own, obrigada, eu nem escrevo tão bem assim *-* Isis, tadinha da Melissa, ela é a problemática dos gêmeos 'KAOPAKOAP um dos dois precisava ser. Onde você acha um Harry desse eu não sei, mas se encontrar me avisa, por favor \õ E sobre o clima de paixão, você viu (leu) como terminou... 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Nina Granger Potter em 29/08/2012

O capítulo foi maravilhoso! O Harry e a Mione são tão lindos juntos...

Porém, sinto que ambos estão escondendo algumas coisas... Muita coisa ainda vai rolar nessa fic...
E esse mistério com a Gina? teve uma parte no capítulo em que o Harry esconde a mão esquerda - enho certeza que vc colocou isso de propósito pra confundir todo mundo - e eu já desesperei. Tomara que ele não esteja casado com a Gina...

Não demore a postar.

beijos 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Laauras em 29/08/2012

Uau! capítulo perfeito, com muitos detalhes e emoções!
Eu imaginei a cena do lago... É linda! A conexão dos dois é muito perfeita, mesmo a Mione querendo fazer o coque, no fundo ela queria agradar o Harry.
E tem coisa ae no meio, pq o Rony não falou nada da Gina? Pq ela ainda não apareceu na fic! o Harry pode até ter ficado com a Mione essa noite, mas pq tanto mistério quanto ao passado?
Enfim, foi mt fofo as coisas que o Harry disse pra Mione, eu amo essa música demais!
Bjão, esperando att logo! :* 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Isis Brito em 27/08/2012

Cara, essa Hermione é de pirar um!! o.O
Tá, o Harry também, mas...
Tem uma coisa que tá impedindo que a Hermione siga em frente com a vida dela. E talvez o Harry também... É o que aconteceu DE FATO entre eles no passado!! Pelos capítulos anteriores deu pra notar que foi uma espécie de escolha que o Harry tinha que fazer, e eu não sei POR QUE DIABOS ele escolheu a Gina... A Hermione soube, obviamente, ficou mega-magoada (como era de se esperar), e pediu para o Harry deixá-la de vez. Aí veio a gravidez, etc, etc... Mas é isso que tá deixando confuso!! O que aconteceu? Por que eles se separaram? Porque o Harry tá arrependido do que fez, e isso ficou mais do que claro nesse capítulo, mas a Hermione (ainda) não consegue perdoá-lo...
Curiosidade level infinito... ^^"
Ah... E tinha alguma coisa com essas tulipas, não é? O Harry tentou disfarçar, mas ele não me enganou, rsrs... E eu não mudei minha opinião a respeito da Melissa!! rsrs... Problemática é falta de palmada, rsrs...
E primeira recaída, é? Adorei saber disso... ;D

Continua!! \o/\o/\o/\o/\o/\o/

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Carolzinha Gregol em 27/08/2012

Caramba, esse capitulo esta sem palavras, sério mesmo, cada detalhe, até a parte do vestido, esta linda amiga, e o cabelo cacheado dela?! sem palavras, meu sonho de consumo hahahahaha adorei a parte do nossos segredos mais profundos sério mesmo. achei muito foda, nunca teria essa criatividade. E a cena em que o Harry pede desculpa? ain que cena linda demais! fiquei encantada, e outra espero que a Gina morra na primeira oportunidade kkkk brincs, estou sem palavras sério mesmo, amei esse capitulo, vou guarda-lo comigo sempre, quando estiver mal vou ler para ficar bem logo. 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por EnigmaticPerfection em 27/08/2012

Vou repetir: Gina? Que Gina? hahahahahaha Nem a menção do nome dela influenciou no cap!

Ai meu deus, esses dois são tão perfeitos! *-* Mas isso é tão redundante pra falar de Harry e Hermione haha Que cap liiindo! No começo, eu realmente pensei que a Hermione fosse deixar o cabelo preso, mas que bom que ela mudou de ideia.

Só que eu sou daquelas que não deixa de desconfiar quando as coisas estão boas demais hahaha Sinto que depois desse cap vai muito chumbo grosso pela frente! E, por algum motivo doidão, ainda sinto que o Harry tem escondido umas coisinhas... Mas nem é como se a Hermione também não estivesse hahaha

Beijos!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.