FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Como você pode?


Fic: A Aposta de Lily Evans


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capitulo Seis


 


Como você pode?


 


            Eu estava rindo demais quando desci as escadas do dormitório feminino bem a tempo de reconhecer o primeiro contato visual apaixonado de Sirius com James. Parecia uma daquelas tietes que ficavam assistindo os jogos de quadribol.


 


            - Bom dia, Jay. Está um lindo dia lá fora, não? – Disse, me aproximando dele para dar-lhe um beijo na bochecha. – Eai, Sirius, tudo bom?


 


            -  Tire as mãos de cima do meu James, agora, vadia. – Proferiu Sirius, em um olhar matador, James deu um passo para trás, eu escondi meu rosto no ombro dele, para não rir.


 


            - Você está legal, Sirius? – Perguntou ele, meio confuso.


 


            - Vou estar melhor quando essa piriguete tirar as mãos de você, uhun!


 


            - Não, Sirius, ta tudo bem, eu e a Evans somos amigos.


 


            - Amigos?! – Sirius se aproximou, com aquele olhar assassino. – Você é amigo dessa piriguete mirim? Ela quer te roubar de mim e eu tenho certeza.


 


            Eu ia morrer de tanto rir, quando Sirius colocou as mãos na cintura, parecendo uma daquelas negras americanas.


 


            - Me roubar, de... Você? – James perguntou extremamente sem graça, dando um sorrisinho amarelo para as novatas que se enfileiravam para ver o que estava acontecendo. Tentei manter minha feição mais séria, mas era difícil.


 


            - Jay, eu acho que o Sirius comeu alguma coisa que não fez muito bem a ele.


 


            - Não fez? Eu estou ótimo, Evans, tudo esta tão claro, agora largue essa piriguete e venha.


 


            Foi então que aquilo foi além de qualquer expectativa minha para aquela manhã, uma coisa para contar aos meus filhos, netos, bisnetos, e deixar em um potinho a lembrança e enviar para o ‘Penseiras Cassetas’. Sirius puxou James pela nuca, e lhe deu um tremendo de um beijo, um beijo daqueles de cinema. E completou entre o beijo um abafado ‘eu te amo’.


 


            Eu levei a mão a boca, como metade da Grifinória.


 


            - Caralho.- Disse, não havia muito mais o que dizer naquele momento. James estava tão chocado que só pode reagir pelo menos uns dois minutos depois.  Empurrou Sirius, que quase rolou a escada.


 


            - PIROU, SIRIUS?! – Gritou James, tentando afirmar sua masculinidade para toda a sala comunal, eu ainda estava com a mão sobre a boca, absurdada.


 


            - EU? E NOSSO AMOR JAMES?! VOCÊ ME PROMETEU! – Meu Merlin, eu tinha misturado poções alucinógenas naquela que havia dado pra ele?!


 


            - Cara, eu acho bom você ter uma boa explicação pra isso, dessa vez você foi longe demais nas brincadeiras, vamos Lily. – Só então finalmente acordei, descendo o restante das escadas com Potter me puxando pelo mão.


 


            - TEM EXPLICAÇÃO, EU TE AMO! – Ainda pude ouvir Sirius gritar, o que nenhuma garota jamais havia ouvido saindo da boca dele, por dentro, estava rolando de tanto rir, quando fiz a poção, nem imaginava que daria tão certo.


 


            - Merlin! O que deu no Sirius?! – James dizia, completamente indignado, passando a mão na boca, com veemência. – Ele surtou de vez?


 


            - Bom, parece que ele te ama. – Disse, não podendo conter o riso.


 


            - Isso é sério, Evans! – Ele disse indignado. – Alguma coisa tem de errado no Sirius, eu nunca vi ele... – Cortei James, colocando o dedo sobre os lábios dele, agora que Sirius não poderia mais me atrapalhar o caminho seria livre, e para minha sorte, já era sábado.


 


            - Relaxa, Potter. Eu sempre disse que você não podia confiar no Black, faz assim, vamos hoje a Hogsmead, e eu te explico tudo que tem acontecido, que tal? – Disse, mordendo o lábio inferior. Com o tempo, ser simpática com James estava ficando cada vez mais normal.


 


            - Mas... O Sirius, ele... – Ele pigarreou, era muito fofo. QUER DIZER, Evans se atenha a aposta, se atenha a Amos. – Ele parece estar com problemas.


 


            - Esqueça o Sirius, acredite, depois que eu te contar tudo você não vai querer nem ouvir falar o nome dele.


 


            - Ta, três horas então?


 


            - Marcado, até as três James. – Dei mais um beijo em sua bochecha saindo saltitante.


 


            Mas minha felicidade nunca foi daquelas de durar muito. Estava tomando meu café da manhã, quando uma certa loira, irritadíssima sentou-se ou meu lado.


 


            - Ta, ok, eu juro que se você não me contar exatamente o que aconteceu, é melhor você procurar outra melhor amiga, por que eu nunca mais olho na sua cara.


 


            - Vamos com calma, Amy. Sirius beijou James, foi só isso.


 


            - Não é disso que eu estou falando, Evans! Eu sei que você está aprontando algo!


 


            - Eu?! – Perguntei, da forma mais inocente que pude.- Estou me sentindo ofendida.


 


            - Evans! O Sirius não é gay!


 


            - E como você sabe? – Cruzei os braço, irritada com a insistência dela.


 


            - Cale a boca, Evans, e me conte.


 


            - OK! Eu e o Sirius fizemos uma aposta, se eu conseguisse convencer o Potter a ficar comigo, eu vencia e ele me arranja um encontro com o Amos, e se eu perdesse eu arranjava um encontro com você. Mas isso a muito tempo deixou de se tratar de você e do Amos e virou uma questão de honra, por que o Black joga muito sujo, e ai eu dei uma poção do amor, pra convencer o James de que tudo o que o Black tem dito de mim é ciúmes por que na verdade ele sempre foi apaixonado por ele, entendeu? – Disse tudo muito rápido, talvez por isso a Amy houvesse demorado tanto tempo para processar, ou talvez por que ela estivesse realmente chocada com o fato de eu ter chegado a aquele nível. Não fazia diferença, no momento eu só queria vencer e esfregar na cara apaixonada de Sirius.


 


            - Lilian... Sinceramente, como você pode fazer isso? Com o James?!


 


            - James está legal, está se divertindo. – Dei de ombros, comendo uma colherada de torta.


 


            - Legal? Você é maluca, Evans?! James te ama, entendeu? Te ama! Depois que você sair com ele e vencer você vai fazer o que? Dar o fora nele e sair com o Amos?! E como ele fica? Os sentimentos dele?! Você pode acabar com uma amizade de anos fazendo isso! Eu esperava esse tipo de idiotice de Sirius, por que ele não pensa muito, mas de você?! Eu estou realmente decepcionada.


 


            - Ah, qual é, Amy, é só uma brincadeira.


 


            - Não, não é. Boa sorte com isso, tente não piorar as coisas, ok? – Ela disse, se levantando, virando as costas e saindo, antes que eu pudesse emendar qualquer coisa.


 


            - Quanto drama, por Merlin. – Dei de ombros, terminando de tomar meu suco e me levantando.


 


-


 


Biblioteca


 


            Eu estava distraída em um dos meus livros de animagia avançada, não que realmente fosse capaz de desempenhar nada do tipo, mas era uma matéria realmente interessante, foi então que um jornal foi arremessado em minha direção.


 


            - Leia. – Disse Remus simplesmente, eu revirei os olhos, descruzando as pernas e lendo mal-humorada. “Nós nos conhecemos a muito tempo, e sempre fomos apaixonados” Dizia a frase que vinha de legenda para a foto de Sirius beijando James.


 


            Eu ri.


 


            - Bom, felicidades. Não?


 


            - Ah algum tempo ando percebendo que você e o Almofadinhas estão metidos em alguma coisa, isso, só veio confirmar.           


 


            - Por que todo mundo está achando que a culpa é minha?! Eu virei a bruxa má da história agora, ou o que?


 


            - James esta realmente animado com esse encontro, não estrague tudo, Lilian, não nos desaponte, ok? – Remus disse, em um suspiro, saindo. Qual era? O dia de perseguição a Evans? Quer dizer que Sirius poderia fazer as maiores sujeiras comigo e eu não podia nem ao menos me vingar? Eu ia mostrar a eles.


 


-


 


            James cantarolava em frente ao espelho, enquanto passava o pente no cabelo, tentando o máximo possível manter seus fios rebeldes disciplinados.  Hoje era uma noite importante, talvez uma das mais importantes noites dos últimos anos. Hoje era a noite em que finalmente sairia com Lilian Evans.


 


            - É Potter, e ainda haviam boatos que você estava na pior! Se isso é estar na pior, porran, o que é estar bem, não? – Dizia James, em êxtase, dando um beijo em seu reflexo, nunca estivera tão feliz. Não desde o primeiro beijo que dera na ruiva, seguido de o primeiro tapa que levara da ruiva. Mas hoje as coisas estavam prestes a mudar, ele deu mais uma olhada no nó de sua gravata, tudo tinha que estar perfeito.


 


            - Pontas? – Remus bateu a porta, com um sorriso torto, estava preocupado com o amigo, James havia cuidado dele por todos esses anos, e agora Remus sentia que era a hora de cuidar do amigo.


 


            - Aluado! – Ele disse, com seu sorriso de orelha a orelha, se virando para o amigo. – E então, como estou? Bonitão?


 


            - Tá sim, James. – Remus riu, passando a mão em sua nuca. – Sabe, eu estou com um mal pressentimento sobre essa noite, tem certeza que vai mesmo?


 


            - Mal pressentimento? – James arregalou os olhos. – Por que? Sirius acordou?


 


            - Não. — Remus suspirou — Nem vai acordar tão cedo, escute, é sobre a Evans, eu não tenho certeza se ela esta exatamente bem intencionada  com esse encontro.


 


            - Bem intencionada? Remus, qual é, está querendo proteger minha honra? – James riu. – Relaxa, eu esperei minha vida inteira por esse encontro, você cuida do Sirius, que eu cuido da Evans.


 


            - Ta certo. – Remus sorriu, não havia nada que podesse fazer a respeito, sabia que James havia esperado pro aquilo sua vida toda, não havia absolutamente nada que ele dissesse que fosse fazer o maroto mudar de ideia. — Boa sorte, James.


 


            - Obrigada, Aluado. – Gritou James, pegando as rosas, enquanto saia pela porta do quarto.


 


-


 


Enquanto isso no dormitório Feminino


 


            - Lily desiste disso agora! – Implorava Amy, deitada em sua cama, com seu livro de História da Magia, enquanto via Lilian se arrumar para o encontro com James. — É sério, eu te conheço, você vai se arrepender!


 


            - Desistir? E deixar o Sirius ganhar? Você esqueceu quem vai ter que sair com aquele idiota se eu perder? Estou prestando um serviço pra nós duas, você devia me agradecer, e não ficar com essa cara de hipogrifo com fome.


 


            - Você esta maluca, cara! Não é sobre ganhar ou perder! É sobre James! O cara que te ama!


 


            - Relaxa ok? Eu sei o que eu estou fazendo. –  Disse a menina, mandando um beijo no ar para Amy, e saindo em direção a Hogsmead.


 


            - Por que então eu acho que não sabe? – Resmungou a loira, a suas costas, mas a ruiva já estava longe demais para ouvi-la.


 


-


 


            - Onde você esta me levando James? – Perguntava Lily, entre risos, desde que saiu do salão comunal, e James havia a levado por alguma passagem secreta em direção a Hogsmead, ele havia vendado seus olhos, por isso ela não fazia ideia de pra onde estavam indo.


 


            - Relaxa ruiva, estamos chegando.


 


            - Só não me deixa cair, ok?


 


            - Confia em mim, Lírio. – Disse ele, em seu ouvido, fazendo com que ela se arrepiasse. – E aqui estamos!


 


            Ele disse por fim, puxando a amarra da venda dela, Lilian viu, sem ar, uma clareira, cercada por árvores e flores, com um mesa redonda bem ao centro, com um grande castiçal sobre ela.


 


            - Caramba! Você fez isso tudo pra mim?


 


            - Bom, eu tive cinco anos pra planejar esse encontro. – Disse ele, com uma careta, levando-a até a mesa, puxando a cadeira para que ela se sentasse.


 


            E então o pior aconteceu, o peso da culpa começou a pesar em seu coração, mas algo acontecia, ela sentia algo mais, ela sentia...


 


            - Lilian, você está bem?


 


            - James, me desculpe por ter te feito esperar por tanto tempo. – Disse ela, repentinamente, pegando na mão do garoto por cima da mesa.


 


            - Tudo bem, Lily, por esse momento eu podia esperar minha vida toda.


 


            Lilian deu um sorriso bobo, podia ver nos olhos dele o que todos sempre lhe disseram, podia ver no olhos dele o amor, podia acreditar que ele estava realmente apaixonada por ela, e se podia acreditar naquilo só podia significar uma coisa.... Que ela estava apaixonada também.


 


            - Oh não! – Ela exclamou de repente.


 


            - Tem algo de errado, Lily? – Ele perguntou, alarmado.


 


            - James, tem algo que eu preciso te contar.


 


-


 


Alguns minutos antes, no dormitório masculino


 


            - CARAMBA! – Sirius se sentou, assustado, sua cabeça girava e pesava.  – Parece que eu fui pisoteado por testrálios  e... Que merda é essa Aluado? – Perguntou, tentando tirar a varinha de Remus de seu nariz, o garoto estava em pé, ao lado da cama do maroto, com a varinha empunhada em direção ao rosto do amigo.


 


            - Você é apaixonado por James Potter? – Perguntou Remus, ainda sem abaixar a varinha.


 


            - É claro que não! Você andou bebendo? – Sirius se indignou, tentando se sentar na cama, sua cabeça doía demais, Remus se largou na cadeira perto da cama do amigo, com um suspiro, atirando o jornal para ele. Os minutos seguintes foram de completa tensão, enquanto Sirius tentava assimilar o que estava acontecendo.


 


            - Sim, eu me lembro, eu beijei o James que nojo! –Sirius passava a mão compulsivamente sobre seus lábios, queria mesmo era poder apagar aquela visão de sua mente, se Lily achava que conseguiria... – JAMES! ONDE ELE ESTÁ?


 


            - Ele saiu com a Evans, você vai me contar o que está acontecendo?


 


            - Não temos tempo, temos que tirar James das mãos daquela cobra venenosa da Evans! – Esbravejava Sirius, se levantando em um pulo da cama, sabia onde o encontro seria, James não falava de outra coisa pelos últimos três anos, pelo menos todos os dias em que conseguia beijar a ruiva, e era para lá que ele seguiu, em passos firmes e decididos, e de pijama e pantufas.


 


 De volta ao encontro


 


            - Olha, Lilian, não importa, o que importa agora é que eu te amo, entendeu?


 


            - Não, Jay, você não esta entendendo, é importante sim, eu preciso –


 


            - Lily, por favor, não se preocupe. – Lilian estava começando a se irritar, por que James não a deixava falar, o que diabos ele pensava que ela estava tentando dizer? Aqueles pensamentos foram varridos pra longe de sua mente quando a mão quente tocou a bochecha da ruiva, que ficou imediatamente corada, subiu em direção a orelha dela, passando uma mexa de suas madeixas ruivas para trás dela, fazendo com que a menina sorrisse, desceu em direção a sua nuca, puxando seu rosto em direção ao dele.


 


            - James, eu te- As palavras de Lily foram interrompidas, mas não por um beijo de James, como ela imaginava, e sim por palmas.


 


            - Parabéns, Evans. – Disse Sirius, cruzando os braços contra o peito, com um tom áspero. Lilian engoliu a seco, agora estava perdido.


 


            - Black. – Disse simplesmente.


 


            - Sirius! O que você está fazendo aqui!


 


            - Eu vim te salvar. – Sirius se aproximou, apoiando-se na mesa.


 


            - De novo não, agora não, Almofadinhas, por favor. – Pediu James, ele estava tão perto.


 


            - Ela não te contou não é mesmo?


 


            - Contar o que? – Perguntou James, surpreso.


 


            - Eu ia contar, mas ele –


 


            - Ia contar? Quando Evans?  Depois que estivesse nos braços do Diggory!? – E por fim Sirius havia vencido, por que ele sempre vencia, independente do que acontecesse, ele tinha Lilian Evans exatamente onde queria.


 


            - Diggory? – James estava ainda mais confuso.


 


            - Não! – Lilian se levantou, aproximando-se de James. – Não é nada disse, Jay eu juro, eu te amo!


 


            - Ama enquanto a aposta durar, não é? – Sirius continuou, impetuoso.


 


            - Não, por favor, Sirius, eu –


 


            - Que aposta Lily?


 


            - Eu apostei com Lilian  que ela não conseguiria ter um encontro com você, se ela conseguisse, eu conseguiria para ela um encontro com Diggory. – Sirius disse, sem nenhuma culpa.


 


            James se calou por alguns instantes, discorrendo seus olhos do rosto corado e manchado pelas lágrimas de Lily, para o sorriso vitorioso nos lábios de Sirius, por minutos que pareciam intermináveis.


 


            - Como você pode brincar comigo, Evans? – James franziu o cenho, jamais pensou que poderia ficar tão magoado com a menina. — Como você pode... Como... Como vocês dois puderam?


 


            - Pontas eu –


 


            - Não falem comigo! – Gritou James, a mulher que amava e seu melhor amigo, os dois brincando com seus sentimentos como se ele não valesse nada, para nenhum dos dois. – Não... Não.


 


            James nem ao menos podia formar uma frase consistente, simplesmente virou as costas, e saiu dali, sem rumo, desolado.


 


            Sirius e Lilian se encararam por um longo minuto.


 


            - O que foi que nós fizemos? – Lilian perguntou, se largando em uma das cadeiras


 N/A: Bom pessoal, em comemoração aos quase quatro anos de fanfiction, eu atualizei os tão esperados dois primeiros capítulos que estavam realmente medonho e deixei tudo nos conformes para a alegria de todos. E FINALMENTE TIVEMOS UMA DECISÃO, entre Elisa e Lisa ficou.... AMY! Isso mesmo. Agora o nome da tão desejada loira é Amy, tudo ok para vocês? Não se confundam (: QUEM AÍ ESTÁ ANSIOSO PARA O PRÓXIMO CAPÍTULO? 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 6

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thomas Cale em 24/09/2012

Posta logo, neh? ;)

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Jubs Ricci em 19/08/2012

Ah, ameeeeei! Sério, essa fic é muito diva, amo ela :D
Continua, please :3

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Chrys em 12/07/2012

Que bom que vc naum desistiu da fic!!!!
Eu adoroo ela!!!!
Esse capítulo ficou ótimo, mas to morrendo de pena do James!!!! Que dó dele!!!!
Não demora pra postar o próximo hem!!! Pra gente ver tudo dar certo no final!!!
Bjo! 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Black em 11/07/2012

Ahhh vc postou :O que otimo ..
tadinho do Jay .
 espero que o proximo capitulo venha logo 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Natti Black em 09/07/2012

Yeeeeey, um novo capitulo*-*
Caaaaaraaaa, eu podia jurar que vc tinha desistido... maaaaaaaaaaaaaaaaaaaas NÃO! UHUUUUL
tadiiiinho do meu jayzinhooo :/
ti dó :(
Beeeeeem, eu espero que o proximo capitulo venha logo :D 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mayh Weasley em 09/07/2012

Achei que vc n iria mais postar...
Mas fico muito feliz de que esteja continuando!!
Adorei o capítulo!!!! XD
#PENINHADOJAY! :/   

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.