FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

35. Segredos


Fic: Ex-grifinória: A história de Gina Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/a: Mto obrigada pelo tradicional comentário Ana Slytherin! E as coisas ainda serão melhor esclarecidas, mas basicamente é isso mesmo. O Rony aparecerá somente nos próximos caps. E desculpe a demora, espero que goste!

                                                ***
                                                     Segredos


-Gina! – Que bom que eu te encontrei! – Lydia gritou aliviada – Eu te procurei por toda parte, mas...

Eu me virei para vê-la e acho que a minha figura encolhida, deitada na cama, com lágrimas nos olhos era patética demais para que ela conseguisse ignorá-la.
-Gi! – Ela correu em minha direção, quase se jogando aos meus pés – Desculpa! Desculpa! Eu não devia ter falado nada para o Harry... Ah, mas eu vou matar ele! Como ele pode te deixar nesse estado? – Ela tagarelou nervosamente entre o arrependimento, a raiva e a preocupação.
-Lydia... – Eu falei devagar, com medo dela ter enlouquecido de vez, enquanto me sentava na cama e passava rapidamente as mãos pelos olhos, eliminando os últimos vestígios de lágrimas – Do que é que você está falando?
-Do Harry! – Ela exclamou como se fosse óbvio – Por que mais você estaria chorando?
-Ah... Isso é mais estilo relações familiares... – Murmurei sem jeito – Weasley são meio complicados... – Forcei um sorriso.
-Então isso não tem nada a ver com o Harry? – Lydia perguntou se certificando, parecendo não ter entendido mais nada.
-Não! – Repeti irritada – Por que teria?
Lydia congelou por um momento e então começou a evitar olhar para mim e a remexer suas mãos nervosamente.
-É... Que... Assim... Ah Gina eu não sei ficar quieta e você sabe disso! – Ela se defendeu.
-O que você fez? – Um sentimento horrível começou a se apoderar de mim – Lydia... Desembucha!
-Assim... – Ela finalmente suspirou e olhou para mim – Eu estava te procurando e encontrei o Harry parecendo meio perdido...
“-Harry! Já perdeu a namorada? – Perguntei de brincadeira.
-Oi Lydia – Ele falou meio desanimado – A Gina estava aqui um segundo atrás, mas agora ela foi lá conversar com o novo melhor amigo dela – Ele falou parecendo bastante enciumado.
E eu, ingenuamente, achei que ele estava falando do Malfoy! Como eu ia saber que você não tinha aberto o jogo ainda? E então, eu achando que ele estava chateado com a situação, tentei ajudar...
-Ah Harry, não fique assim... – Tentei animá-lo – Eu também não gosto de ver a Gina e o Malfoy juntos, mas ela já é grandinha para escolher suas próprias amizades, não é? – Sorri crente que o meu discurso havia sido, pelo menos, brilhante.
-A Gina – Ele começou chocado – E o Malfoy. AMIGOS?! – Ele perguntou com um tom de voz e uma cara que não pareciam muito amigáveis.
-Mas... Espera – Tentei entender aquilo – Você não sabia? Mas você acabou de falar que ela saiu com o “novo melhor amigo” – Fiz aspas com as mãos para reforçar que ele é que havia me levado a pensar aquilo. Eu não passava de uma inocente não muito boa em interpretação de falas.
-Eu falava do Neville – Harry disse seco – Mas ao que parece ele deveria ter sido a última de minhas preocupações.
-Ah, eu não devia ter falado nada! – Me senti a beira do desespero – Olha, vai dar tudo certo, não briga com a Gina, eu tenho que ir!
E... Ah... Daí eu fugi né?”.
-Lydia! – Eu lamuriei infeliz me afundando nas minhas mãos.
-Desculpa! – Ela implorou de novo, a imagem do arrependimento – Eu nunca mais vou falar nada sem pensar!
-Você vai – Eu avisei-a.
-Eu sei – Ela resmungou – Mas uma garota pode sonhar, não pode?
Ficamos em silêncio, acho que cada uma contemplando seu próprio infortúnio, até que eu me dei conta de uma coisa.
-Como você entrou aqui? – Virei-me para ela.
-Tinham uns grifinórios em bando saindo do salão comunal e eu aproveitei a confusão para entrar – Ela deu de ombros.
-Inacreditável – Balancei a cabeça – Inacreditável.
-A minha esperteza? – Ela perguntou não cabendo em si de contentamento – Eu sei.
-Claro – Disse sem nem prestar atenção, indo até onde havia largado minha escova e começando a ajeitar meu cabelo – Mas agora você tem que ir, porque eu tenho que ir lá embaixo falar com o Harry e resolver essa bagunça toda.
-Ah... Gina... Você não vai achar ele lá. Na verdade – Ela disse refletindo um pouco – Você não vai achar ninguém lá embaixo.
-O que? – Me virei deixando a escova cair – O que aconteceu?
-A festa! – Ela me olhou como se eu fosse a pessoa mais desinformada do mundo, o que, aparentemente, eu era – A festa secreta pós-depressão-geral-promovida-pela-direção?
-A festa... – Fingi compreender, ainda perdida.
-Enfim, troque de roupa, arruma esse cabelo e vamos rápido que já está todo mundo lá! – Ela disse sem se importar com minha confusão, enquanto revirava meu armário, acho que escolhendo alguma roupa para mim – Vamos que você está muito tristinha precisa é de diversão!
-Eu não vou – Declarei me jogando na cama – Eu não levanto daqui nunca mais.
-Gina, você TEM que ir! – Ela me olhou sem acreditar no que ouvia – É serio. Você TEM que ir.
-Pra que? – Olhei para ela furiosa – Para encontrar meu namorado furioso, um bando de gente bebendo, rindo e celebrando a morte de várias pessoas queridas, meu irmão tentando matar alguém e a traidora da Lauren? – Despejei de uma vez, cuspindo minha frustração.
-Ok, eu não entendi metade do que você disse porque você falou muito rápido – Lydia falou um tanto assustada – Mas o que a coitada da Lauren fez? Ela é uma ótima amiga para você! Ela nunca contou sobre seu segredinho do Neville para ninguém!
-O QUE? – Eu me sentei, alerta de súbito olhando para ela, prestes a matar alguém.
-Ela não me falou nada, eu não sei de nada, eu nem estou aqui – Ela ergueu as mãos cada vez mais arrependida de ter vindo ao meu quarto.
-Eu. Vou. Matar. A. Lauren. – Declarei entre dentes, me deixando cair deitada de novo.
-Não é como se eu fosse contar para alguém! – Lydia apressou-se em dizer – Minha boca é um túmulo!
Eu apenas olhei para ela com um irônico “claro” escrito na minha testa.
-Ok... Nota mental: Evitar o Harry – Lydia disse para si mesma – Mas sério Gina – Ela disse com toda sua sinceridade – Não é como se fosse sair por ai gritando para todo mundo ouvir: a Gina beijou o Neville enquanto seu namorado tentava salvar o mundo!
-NÃO FOI ASSIM! – Eu protestei indignada jogando meu travesseiro nela – E você sabe disso! – Ameacei, fuzilando-a com o olhar.
-Uau... – Uma voz infelizmente conhecida demais deixou escapar, incrédula – Quem diria...
Eu e Lydia nos viramos, nossas cabeças quase desconectando-se do pescoço no processo devido a rapidez do movimento, e fitamos, de olhos arregalados a intrusa.
-Gininha... A santa – Sorriu Melody muito satisfeita consigo mesma – Sorte sua que somos amigas agora, não é mesmo Gi? – Ela perguntou sorridente e angelicalmente, antes de pegar um batom deixado na cabeceira da cama e sair do quarto, batendo a porta atrás de si.
-Você. Está. Tão. Morta. – Eu anunciei, ainda congelada, antes de me virar para olhar Lydia no mesmo instante em que ela se virava para me olhar.
Acho que eu estava com a expressão assassina que combinava perfeitamente com os instintos que eu sentia naquele momento, porque a próxima coisa que aconteceu foi um berro apavorado de Lydia enquanto ela tentava correr para longe de mim. Mas eu fui rápida e agarrei-a pelos cabelos.
-VOCÊ ARRUINOU MINHA VIDA! – Berrei enquanto pulava em cima dela e começava a estrangula-la.
-EU SOU INOCENTE ME SOLTA! – Ela lutava contra mim, puxando meus cabelos e fazendo com que caíssemos da cama, uma em cima da outra, minhas mãos no pescoço dela e as dela nos meus cabelos, nós duas ainda tentando lutar.
-Eu vou voltar mais tarde – Outra voz conhecida demais murmurou, apavorada, congelada de onde estava, na porta do dormitório.
Imediatamente eu e Lydia nos viramos para olhar Lauren parada ali, deslocada e aterrorizada e então nos desvencilhamos uma da outra e nos levantamos, ajeitando-nos e nos virando para ela.
-O que tem a dizer em sua defesa? – Eu perguntei cruzando os braços enquanto Lydia se esgueirava por trás dela e fechava a porta do quarto, nos trancando ali.
-Que que eu tenho a ver com a história?! – Ela perguntou de olhos arregalados, a imagem do inocente sendo repentinamente levado a forca.
-Não tente negar já sabemos de tudo – Avisou Lydia – Não é Gina? – Ela olhou para mim e fez uma cara de “você que sabe você que fala”.
-Tudo o que?! – Lauren perguntou meio choramingando.
-Tipo o seu caso com o Brandon? – Eu perguntei sem acreditar que ela se fazia de inocente.
-É! – Me apoiou Lydia antes de congelar, olhar para mim e então para Lauren em estado de choque – O QUE?! – Ela disse parecendo ter visto a morte.
Nos duas encaramos Lauren, que estava encostada contra a porta, parecendo prestes a fugir. Na verdade Lydia encarava ela como se tentasse mata-la com a força da mente enquanto eu revezava meu olhar entre encarar a Lauren e ficar de olho para intervir caso Lydia voasse no pescoço dela.
-VOCÊ TEM LEPRA NO CERÉBRO? – Berrou Lydia sem acreditar avançando na direção dela – Sério! Como você pode?! Ele é o maior babaca que existe e você sabe disso!
Eu puxei a varinha de Lydia de sua cintura sem que ela percebesse para evitar possíveis incidentes.
-GINA! – Ela berrou para mim – Como você contou pra Lydia isso?!
-Como eu ia saber que era segredo?! Vocês estavam no meio do salão comunal!
-No qual ELA SUPOSTAMENTE NÃO PODE ENTRAR – Ela berrou avançando para mim.
-E você contou meu segredo para ela! O que você jurou que nunca ia contar e agora A MALODY SABE! – Eu avancei para ela.
-PERA QUE ESSA BRIGA É MINHA?! – Protestou Lydia indignada parada ao nosso lado de braços cruzados.
-O que? – Parou Lauren sem entender nada – Mas eu nunca contei pra ninguém sobre quando você tentou se...
Eu me joguei sobre ela, quase enfiando minha mão na boca dela, obrigando-a a se calar, porque que é que as pessoas não sabiam guardar um mísero segredo?! Lauren não deve ter gostado muito do sabor da minha mão, porque imediatamente começou a se debater para me tirar de cima dela, sem se preocupar em ser muito delicada. Foi então que ela bateu com força no meu ombro direito. E doeu!
-LAUREN! – Eu berrei furiosa e comecei a estapeá-la.
Foi quando ela começou a me unhar e repentinamente eu fui puxada por trás, com força e antes que eu me desse conta do que acontecia, Lydia, um tanto assustada, estava parada entra nós, uma mão contendo cada uma, berrando.
-CALMA! ACABOU A PALHAÇADA CARAMBA! – Ela parou para respirar um pouco – Vocês tem o que?! Cinco anos?! E eu normalmente sou a infantil briguenta e eu não gostei do posto de pessoa madura que aparta as brigas e fala racionalmente, então dá pra uma de vocês se acalmar e assumir esse papel?! – Ela pediu furiosa.
Eu e Lauren começamos a rir e eu me sentei na minha cama, respirando fundo, enquanto Lauren fazia o mesmo.
-Ok, controle de danos – Lauren foi a primeira a falar – O que exatamente está acontecendo aqui?
-A Gina não quer ir pra festa, porque ela está triste e ela é desanimada e porque o Harry está bravo com ela porque eu contei para ele que ela é amiga do Malfoy – Lydia prontamente respondeu.
-E eu estou furiosa com minhas melhores amigas. Porque uma mencionou na frente da Melody sobre o Neville e, portanto, estragou minha vida e a outra porque contou para a primeira sobre o Neville! Ou seja, vocês duas são culpadas, mas você é mais Lauren – Eu a informei – Porque você estava se agarrando com o Brandon!
-E isso é... Não tenho nem palavras para isso! – Exclamou Lydia exasperada – É sei lá, errado!
-E você nem ao menos comentou nada comigo! E eu sou do seu dormitório!
-Ok... – Ela suspirou – Em primeiro lugar desculpa ter contado alguma coisa para a Lydia eu devia saber que a boca dela é maior que o cérebro dela.
-Ei! – A acusada protestou
-Mas você sabe que é verdade – Disse Lauren de uma forma que Lydia acabou concordando com ela – E em segundo, eu só... Eu não contei porque eu sabia como vocês iriam reagir a isso, mas sério, o Brandon não é tão ruim assim!
-Não – Eu concordei – Ele é pior! Muito pior!
-E ele é meu primo! – Concordou Lydia se sentindo traída – Como você pode? – Ela olhou para ela com uma cara que fez parecer que ela havia acabado de assassinar toda a família de Lydia, ou coisa pior.
-E porque você se importa se ele é seu primo Lydia? – Lauren perguntou com um que de desafio na voz – Se você odeia tanto ele não deveria importar com quem ele fica ou não.
-Eu só conheço ele – Ela declarou impassível – E eu não quero você se machuque. Só isso. E eu estou indo pra festa, sério, a direção realmente espera que alguém fique melhor com essas depressões-gerais que eles organizam? – Ela resmungou já saindo do quarto.
-E gina... – Murmurou Lauren assim que ficamos a sós – Desculpe ter mencionado aquilo na frente da Lydia é só que eu achei que ela sabia...
-Gente demais acha coisa demais! – Reclamei – E só esquece aquela noite, eu já pedi para você Lauren, é sério, sempre que pensar em comentar com alguém, lembre-se que nunca aconteceu e pronto! Não tem nem o que contar! – Fingi animação com minha ideia – E você deveria ir para essa festa antes que seu novo amado Brandon esqueça de você e volte a correr atrás da Lydia...
-Gina – Ela balançou a cabeça com um sorriso que eu não entendi – Você realmente é tão ingênua assim? Ele nunca arriscaria arruinar o plano...
E assim eu fiquei sozinha no meu quarto, pensando que tinha sido informação demais para Gina de menos. Se tinha um momento em que eu queria o Fred de volta era aquele, eu precisava do meu irmão mais velho. Resolvi então, revirar meu armário em busca de algo que me lembrasse dele, uma foto, um casaco, alguma coisa, enquanto pensava em como chegava a ser cômico o fato de que eu sentia que eu não tinha mais um irmão mais velho só porque um dos meus seis irmãos mais velhos tinha morrido.
Foi então que algo caiu debaixo do meu armário e eu puxei de lá um colar com um pingente dourado de coração, era perfeito. Deitei-me na minha cama, com o colar ao redor do meu pescoço, apertando-o com todas as minhas forças, enquanto tentava sentir naquele colar alguma coisa, alguma fagulha, alguma lembrança, qualquer coisa que conseguisse me fazer sentir com o Fred de novo, mas eu continuei tão sozinha quanto antes. De alguma forma, eu acabei adormecendo ali, agarrada ao colar, pensando em como eu estava farta de lidar com pessoas por hoje e em como eu queria, e precisava urgentemente de, paz.

Continua... 

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 3

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vritupotter em 02/03/2021
Lydia do céuuuuuu, com uma amiga como você quem precisa de inimigas? E Lauren do céu, você não fica pra trás. É realmente informação demais pra Gina de menos, quanta treta!
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por lopes slytherin em 13/07/2012

vish como assim a gina beijou o neville ?! e por que ?!
a melody vai espalhar pra escola inteira isso e o harry
vai terminar com ela ?!
quero o proximo capitulo, to morrendo de ansiedade ! 
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana Slytherin em 03/06/2012

Como assim a Gina bejiou o Neville?
Eu  quro ver qd ela encontrar o Harry, se ele já tava bravo por causa do Harry imagina agora que ele sabe que ela e o Draco estão amiguinhos.
O proximo, please !!!
 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.