FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

25. O Ritual


Fic: Heroes -O Torneio dos Deuses


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Amanhecera há pouco, quando Annabeth aparecera pelo corredor que dava aos quartos onde estavam hospedados, cruzando com Thalia, que ficara de guarda a frente do quarto de Percy.


-O que é isso? –Thalia pergunta ao ver que a amiga carregava um balde.


-Óleo frio que sobrou do preparo do jantar. –Responde com um sorriso de canto.


-Sério que vai mesmo fazer isso? –Pergunta quase em choque.


-Vai tentar me impedir? –Pergunta ameaçadora.


-Enlouqueceu? Eu quero é ver isso de camarote! –Responde excitada, já entrando no quarto a procura do melhor ângulo para testemunhar o “trote”.


Annabeth confirma que Thalia já se encontrava em seu local privilegiado, se posiciona a frente de Percy, que dormia de lado, agarrado a um travesseiro. Respira fundo, afastando a prudência que ameaçava lhe frear e então jogando o conteúdo sem dó sobre o namorado. Percy acordara de supetão, mostrando reflexo ao ficar de pé rapidamente, porém como estivera dormindo, não conseguira equilíbrio e caíra rolando para trás, se levantando e tropeçando com os pés escorregadios na poça de óleo e dando de cara na porta, permanecendo caído zonzo.


-E nada de câmera quando se precisa de uma! –Thalia diz entre risos, Annabeth, porém permanecia impassível.


-Thalia? –Percy diz entre gemidos ao reconhecer a voz da companheira.


-Já é de manhã, levanta logo. –Annabeth ordena em tom frio, o fazendo rapidamente se virar e apurar a visão.


-Você jogou essa meleca fedorenta em mim? –Pergunta tentando se lembrar do que acontecera e o porquê a namorada lhe falava como se houvessem brigado.


-Água não ia te molhar, não é? –Annabeth responde irônica, um sorrisinho maléfico brincando em seus lábios.


-Eu sei que você não gosta que eu beba, mas Heracles estava comigo e… eu estava precisando esvaziar a mente.


-Engraçado, porque quando chegamos ao bordel, vimos Heracles com uma vagabunda num quarto enquanto em outro você estava desmaiado ao lado de um vampiro. –Percy desprezou a ironia diante da informação preocupante.


-Não tem nada aí, o cara se manteve longe. Disse que ficaram amiguinhos. –Thalia diz assim que vê o rapaz levar as mãos urgentes ao pescoço.


-Eu acho que me lembro de alguma coisa… Raziel, não é? –Percy pergunta tentando forçar a memória.


-Isso. Está hospedado aqui e vamos encontrá-lo depois, agora dê um jeito nisso e nos encontre no quarto de Heracles. –Annabeth ordena já passando por Percy seguida por Thalia.


*************************************************************


Liderados por Sauron, o grupo segue para a próxima missão em silêncio, ainda havia um desconforto pelas brigas e as mudanças no grupo e uma intensa reflexão sobre como agiriam dali em diante.


Após escalarem uma montanha até quase o topo, atravessaram um túnel passando facilmente pelas armadilhas até encontrarem um vale paradisíaco totalmente protegido por um anel de montanhas. As árvores altas tinham folhagem colorida, uma plantação mediana se encontrava a direita de uma encosta, seguida por telhados feitos de galhos secos, ao centro dois grandes totens surgiam entre árvores enormes e centenárias, que encobriam o rio que devia estar por algum lugar, já que uma quantidade considerável de água vertia de uma abertura em uma montanha a frente deles, atrás dos pilares.


-Pra onde vai a água? –Mark pergunta ao observar que não havia rio visível, o que deveria ser impossível tamanho o volume que descia.


-Talvez haja uma saída para alguma caverna ou os pilares demarcam uma queda. –Moriarty responde pensativo.


-Nossa missão é pegar uma gema, nada mais importa. –Sauron avisa e aponta para duas gemas do tamanho de cabeças de dragão, uma em cada topo de totem.


-Há algo mais aqui. –Morgana diz aos sussurros.


-De fato… não faz sentido a plantação ficar onde mais bate sombra a maior parte do tempo e ainda longe da água. Um homem demoraria um dia inteiro para vir da cachoeira até aqui com um balde, um cavalo gastaria a metade do tempo com um pouco mais de água. –Grier comenta crítico.


-Magia. –Morgana responde a pergunta muda de Grier. –Tudo aqui tem vida própria, nada é como deveria ser. Sinto a magia latente me atingir, flertar comigo, me tentar a descer.


-Ninguém vai descer. Não podemos nos arriscar a pisar nesse solo estranho. Vamos dar a volta pelo topo, daquele ponto podemos ver melhor os totens. –Sauron determina apontando para a montanha a esquerda deles, onde o vale se estreitava, ficando mais próximo dos totens.


-Espera. –Morgana pede e então fecha os olhos, concentrando-se.


-O que é isso agora? –Grier pergunta ao notar que todos observavam em expectativa.


-Ela deve estar antecipando nossa ação. –Moriarty responde brevemente.


-Morgana pediu a deusa pra ver o futuro, pode enxergar todo um dia. Sempre diz se o que faremos pode ou não dar certo. –Mark explica e Grier sorri satisfeito, antecipando as benesses que aquilo poderia trazer.


-Não, não… -A maga sussurra, brigando com sua visão. Ao conseguir se livrar recua como se fugisse assustada, virando-se e vomitando.


-Tão ruim assim? –Mark pergunta ao observar a companheira vomitar novamente.


-Aqui, tome. –Grier se aproxima e lhe entrega um cantil.


-O que viu, Morgana? –Sauron exige não querendo perder tempo algum.


-Um ritual… vão oferecer uma mulher em sacrifício. –Responde ofegante, tentando se livrar das imagens.


-Os totens devem marcar o local do altar. Se a cerimonia for pública, todo o povo estará lá, péssima ideia. –Moriarty conclui pensativo.


-Desde quando você se assusta com uma morte? O que há nesse sacrifício? –Sauron interroga olhando fixamente a mulher, que preferia manter a vista em seus pés.


-Um demônio, enorme, do seu corpo saem tentáculos… há a violação e poucas horas depois um demônio nasce da mulher, a rasgando e devorando. –Pelo tom sussurrado, Grier poderia imaginar o tipo de violência que ela havia presenciado.


-Me mostre uma imagem dele e posso salvar a jovem. Isso vai dispersar o povo e poderemos roubar as gemas facilmente. –Grier pede em tom gentil, sabendo que a ideia de salvar a mulher do terrível destino animaria Morgana.


-O demônio é assim. –Morgana diz ao conjurar uma imagem do demônio. –Deve ter quase quatro metros de altura. Mas como pretende salvá-la?


-Vocês verão. Mark, leve Morgana até o pé da montanha, de onde viemos, encontrarei vocês lá. Mas vocês três devem ficar, o que essa jovem menos quererá ver é um homem.


-Se a confusão se instaurar, podemos roubar as pedras. –Sauron diz concordando com o plano de Grier.


-Até breve. –Grier se despede transformando-se em um inocente pássaro.


Após voar normalmente pelo vale, observando que toda a população parecia presente, até mesmo as crianças, vai para a cachoeira, pousando em uma pedra. A cachoeira desaguava e formava um lago de aguas revoltas, porém este não se tornava um rio, simplesmente a água desaparecia, talvez o fundo levasse a um rio subterrâneo.


Logo a frente pôde ver com exatidão o altar onde a jovem permanecia deitada, envolta por um semicírculo formado por pessoas totalmente cobertas por um capuz, as quais bloqueavam em parte a visão da população comum, que apenas permanecia de joelhos, cabeça baixa.


Ignorou o cântico estranho e a aparente ausência de armas, depois poderiam traçar um plano caso fosse necessário lutar, naquele momento apenas se concentrou na forma indicada por Morgana, tentando alcançar a altura que ela informara.


Ao ouvir as exclamações admiradas e ensandecidas de quem via um deus, soube que havia conseguido o disfarce perfeito. Precisou de apenas um passo para chegar ao altar, viu o medo nos olhos da mulher, que permanecia imóvel, talvez dopada. Com uma violenta investida, conseguiu pegá-la e arrebentar as correntes com um puxão, levando rapidamente a mulher a boca e engolindo em meio a um urro furioso. Depois saltou e criou asas de morcego nas costas, voando para cima e depois suplantando a montanha, indo se encontrar com Morgana.


Viu a bruxa sozinha e, ao pousar, viu-a recuar, talvez ainda assustada pela visão. Enfia, sem hesitar, uma mão em sua boca e a estende garganta a baixo, buscando alcançar a mulher “devorada” e então a puxando para fora, fazendo-a cair na grama.


-Acalme-se, está tudo bem agora. –Morgana tenta confortar a mulher encharcada por algo gosmento, vendo pelo canto dos olhos Grier assumir a forma de Arya.


-Quem é você? Como me tiraram de lá? –Pergunta assustada, olhando em volta e notando apenas as duas mulheres estranhas.


-Eu posso assumir a forma que desejar, sabíamos que a submeteriam a um sacrifício, então a salvamos. –Arya explica em tom doce e suave.


-Salvaram? Tem ideia do absurdo que fizeram? Agora meu povo irá sofrer a ira dos deuses! –Rebate em um misto de temor e ira.


-Deuses? Aquilo é um demônio! Um varão maligno e usurpador! –Morgana rechaça com ironia, quase rindo da estupidez proferida pela mulher.


-Se fosse um demônio, como disse, não iria garantir a vida em nosso vale! É graças a ele e as cerimonias do nosso grande sacerdote que nosso paraíso cheio de fartura e longe de ameaças. –A fala fervorosa fez Morgana bufar irada e pegar a mulher pelo braço, erguendo-a na altura de seus olhos.


-A Mãe Natureza, a Mãe Terra, é quem prove a vida, a fartura, que alimenta cada folha, cada flor, cada arvore, cada animal que se transformam em suas refeições de rei! Somente a maior das Deusas pode interferir em favor da vida em todas as suas formas e só uma mulher, a responsável por gerar ela própria vidas, pode se conectar a Mãe de todas as mães! Não há um varão que poderia conduzir uma cerimonia sagrada, apenas violação, destruição, morte! –Esbraveja em tom cortante, os olhos gélidos fixos na trêmula mulher a sua frente.


-Acalme-se Morgana. –O tom firme de Arya fez a maga se voltar e soltar a mulher. –Talvez esteja havendo uma manipulação, o sacerdote do seu povo se aliou a um demônio em troca de poder, é magia profana que sustenta a magia do vale. Talvez, se adorar os deuses certos, mortes não serão necessárias em nenhum tempo.


-Posso ensinar os verdadeiros ritos, a cerimônia que premia a vida e não a morte. –Morgana oferta, apesar de começar a julgar que eles não merecessem.


-Isso demora e a magia dos cristais está acabando. –A mulher reponde amedrontada.


-Não demorará, posso passar magicamente a você meus conhecimentos. –Morgana explica seriamente.


-O que querem em troca? –Pergunta estranhando toda aquela bondade.


-Queremos saber direito como é esse ritual. –Arya pergunta em tom calmo, passando conforto e confiança, como se soubesse o quanto aquilo poderia ser difícil.


-É simples. Um sacrifício nosso, um deles. –Diz com um leve tremor na voz.


-Então o monstro que nasce é sacrificado? –Morgana pergunta surpresa.


-Sim. Seu sangue percorre as escrituras sagradas e as pedras sobre os totens armazenam a magia necessária para suster o vale por mais um ciclo solar.


-Já terminaram? Eles pegaram outra pro sacrifício. –Mark surge e os informa, ignorando a mulher surpresa.


-Vá com Morgana, eu os encontro onde os outros estão. –Arya diz a Mark que assente, já se adiantando para pegar Morgana. –Fique aqui, iremos leva-la em segurança após lidar com o demônio. –Diz a mulher, que assente, encolhendo-se contra uma árvore.


*************************************************************


Quando Percy chegou ao quarto do companheiro, encontrou-o conversando aos sussurros com Annabeth enquanto Thalia observava distraída pela janela. O bater da porta ao fechar chamou a atenção dos três.


-E Legolas, ainda não voltou? –Pergunta tentando soar normal.


-Ao contrário de você, ele é pontual e confiável, está testando nosso candidato lá embaixo. –Thalia diz indicando a janela, mostrando a Percy que não estava distraída e sim observando o desenrolar do encontro dos dois.


-Raziel quer entrar pro grupo e, pelo que Heracles acabou de me dizer, suas histórias demonstram que ele tem um bom senso de estratégia, é bom guerreiro e sabe usar muito bem uma espada. A questão é: Devemos confiar em um vampiro, mesmo que ele possa comer comida humana? –Annabeth levanta a questão, deixando Percy pensativo.


-Talvez a questão seja, será que em uma luta poderíamos vencê-lo? Não sabemos nem de que grupo ele era. –Percy diz cauteloso.


-Era do grupo do Legolas, por isso eles estão conversando. –Thalia explica e volta a olhar a janela. –Não estão mais lá. Segundos depois ouvem um estalo e deparam-se com Legolas ao lado de Percy, próximo a porta.


-E aí, podemos contar com mais um par de punhos? –Heracles pergunta bem disposto.


-Ele não é fiel a ninguém, se um dia calhar de nos abandonar, o fará. Não tem espírito de grupo e seu único objetivo é se divertir, gozar a vida ao máximo. –Legolas informa em tom frio, deixando clara sua reprovação.


-O fato de não podermos confiar nele, não significa que não seria uma força a mais. Estamos em quatro e ele tem habilidades mentais interessantes. Não precisamos confiar integralmente, sempre haveria alguém acordado no acampamento além dele. –Thalia acrescenta objetiva.


-Heracles, pode se responsabilizar por vigiá-lo? –Annabeth pergunta e o semideus acena afirmativamente.


-Ainda não gosto, mas não consigo ser imparcial nesta questão. De toda forma, a maioria vence. –Legolas diz se dando por vencido.


-Acho que podemos mantê-lo interessado em nós, basta sermos criativos. –Percy diz dando de ombros, não queria pensar muito já que sua cabeça parecia prestes a explodir.


-Então recepcionemos nosso novo membro e o submetamos a opinião do nosso grupo irmão. –Legolas propõe, fazendo Percy parar surpreso.


-Harry e o pessoal tão por aqui? –Pergunta mais animado.


-Não, mas o plano é fazermos com que eles venham até nós. –Thalia diz já se encaminhando a porta.


-Era. –Annabeth corta os amigos. –Antes vamos à próxima missão, assim teremos como fazer um julgamento sobre Raziel.


Um olhar e Thalia entendera que Percy levaria um gelo por um bom tempo antes de resolverem o probleminha do casal. Os rapazes, porém, pareceram não gostar muito da espera em reencontrar os amigos.


-Vamos logo resolver isso, porque tenho certeza de que Grier adorará beber com Raziel e eu preciso de parceiros a altura. –Heracles diz firme, o olhar para Percy era quase uma zombaria a sua fraqueza diante do álcool.


-Heracles, já parou pra pensar que está dinamitando o relacionamento alheio? Quer mais solteirões? –Legolas adverte ao ver Annabeth ignorá-los e passar rapidamente com Thalia para o corredor.


-Você nada entende destas coisas! –Heracles resmunga com o elfo. –E tive um ótimo fim de noite esta madrugada. –Acrescenta com malícia evidente.


-Me pergunto se já soube o que é de verdade sentir o amor de uma mulher. –Legolas diz acenando negativamente com a cabeça, não vendo a sombra que passara pelos olhos do semideus.


*************************************************************


Grier, antes de pousar, sai da forma de pássaro e fica em sua real forma ao lado do restante do grupo. Mark observava o altar com seu modo de zoom do olho robótico, todos aguardavam as informações para dar o próximo passo.


-Estão todos ajoelhados e de cabeças baixas, os sacerdotes de costas com seus cânticos e a mulher tremendo sobre o altar. –Mark informa já saindo do modo de zoom.


-Ok, vou falar o plano em que pensei. –Grier diz chamando a atenção para si, algo no tom de sua voz fez Moriarty se interessar e Sauron parar para ouvi-lo.


Estava anoitecendo e os cânticos ganhavam força, a luz alaranjada do céu tomava o vale e as altas copas espalhavam sua sombra por todos os lados, encobrindo um cavalo alado que trazia Morgana e Moriarty, posicionando-os atrás da população concentrada.


Sauron estava nas montanhas oculto, esperando o momento para conjurar Melkor e descer com ele e Groar para entrar em ação. Já Mark flutuava oculto pelas árvores na ponta oposta dos companheiros.


A água então se agita, parece borbulhar como se fervesse, então em frações de segundos, a criatura surge. Um demônio cor de terra molhada, corpo feito de pele escamosa e, apesar de ter saído da água, encontrava-se seco; os olhos eram âmbar flamejante, os quatro braços fortes mantinham-se cruzados a frente do corpo, enquanto as pernas formavam uma base sólida; ao redor de sua cintura cinco tentáculos sem ventosas moviam-se como serpente, todos apontados para a jovem presa ao altar. A cabeça se curva para frente, os lábios se abrem revelando uma boca que alcançava quase toda a cabeça, revelando dentes pontiagudos como os de tubarão e uma língua triangular espessa que caía da boca com uma baba ácida.


Morgana se pôs a postos e Moriarty saca sua arma, mirando em um ponto entre a criatura e a mulher, então quando os tentáculos avançam, um raio vermelho é disparado da arma e percorre o caminho unindo o grito de pânico da mulher ao urro de dor do demônio. Três tentáculos caem no chão esguichando um líquido arroxeado e viscoso, os outros dois agitam-se ao redor, porém antes que o demônio pudesse fazer algo, Morgana conjurava um raio o acertando e eletrocutando ao monstro, cujos pés ainda estavam na água. A sombra feita por Melkor faz a população correr, os sacerdotes se posicionam com seu cajado, Mark começa a atirar contra eles, assim como Moriarty, Sauron leva a fúria de seu dragão também contra os sacerdotes, enquanto Groar pula na direção do demônio.


Grier se transformara em uma criatura tão grande quanto o demônio, com tentáculos no lugar de braços e na boca uma pinça como garra de caranguejo. Os tentáculos prenderam os braços do demônio e a pinça se alojou no pescoço deste, Groar saltava e socava na direção em que se encontrava, enquanto Morgana o atingia com magia, tentando tonteá-lo.


Moriarty rompe as correntes que prendiam a mulher, ordenando-a que corra, enquanto Mark acabava de massacrar os sacerdotes, que já estavam enfraquecidos por Sauron. O capitão, por sua vez, voltara-se para o demônio e avançara com Melkor, usando de magia para prolongar o poder de corte de sua espada, usando-a para cortar o dorso do demônio de cima a baixo, os tentáculos de Grier mantendo os braços do demônio presos para trás, Groar acabando de destruir a cabeça do demônio.


Morgana se posiciona a beira do altar, vendo o sangue arroxeado cair sobre as escrituras e brilhar incandescente, as gemas começando a ganhar uma luminosidade esverdeada, com um raio mágico conectando um ao outro. Assim que o sangue sobe por todo os totens, fazendo as carrancas brilharem em vermelho, enquanto as inscrições brilhavam em roxo, Morgana bate com seu cajado e invoca uma palavra de poder, assim como Sauron que finca sua espada. No instante seguinte um raio verde sai de cada gema e um atinge Morgana o outro Sauron, ambos sentindo uma dor lancinante, porém com seus urros abafados pelo do próprio demônio. Discretamente, Grier formava uma boca em um de seus pés, absorvendo o sangue brilhante que inundava o chão.


*************************************************************


Após o jantar agradável cheio de conversas amistosas, o grupo se dirige para fora da barraca, deparando-se com um feixe luminoso que vinha do céu e atingia um ponto específico a dez metros da barraca.


-E lá está nossa missão. –Eragon diz estalando os ossos das mãos, Harry também se alongava.


-Vamos ver o que há então. –Holly diz empolgada para a primeira missão com seu novo grupo.


-Esperem! –Artemis pede com um discreto sorriso de canto. –Não passamos horas trabalhando à-toa, certo?


-Antes da missão, venham conhecer nossas novas armas. –Hermione convida indo para perto da tenda improvisada.


-Finalmente o mistério irá ser desfeito! –Harry exclama curioso.


-Espero que seja algo leve, não estou tão disposta assim. –Holly diz com uma careta, ainda sentia-se dolorida da surra de mais cedo.


-Ninguém precisará carregar nada, pelo contrário. –Hermione informa enquanto, com um gesto, fazia a tenda desaparecer.


-Mas o que é isso? –Arya pergunta tão confusa quanto Eragon, já Harry e Holly olhavam maravilhados.


A frente deles, em um metal reluzente e brilhante, construídos de ouro com o emblema do raio em prata no peito, havia dois “humanos” de metal, sem face, com cerca de 1,80m e corpo esculpido para refletir a distribuição muscular humana, deixando-os intimidadores.


-Senhoritas, senhores, apresento-lhes James e Bond. –Artemis anuncia formalmente, ao que os seres de metal se movem dando passos confiantes à frente.


-Ok, sei que o trocadilho pode não ter sido dos melhores, mas somos os caras inteligentes e não os engraçados. –Hermione diz ao ver Harry e Holly rirem desconcertados pela “piada” de seus companheiros.


-Calma aí, o que é isso tudo? Porque essas armaduras andam sozinhas? –Eragon pergunta ainda confuso, enquanto Arya observava melhor seus dois “novos companheiros”.


-Não são armaduras e sim robôs. No nosso mundo tínhamos modelos rústicos deles, mas ainda com uma tecnologia embrionária, entretanto Artemis conseguiu captar muitas informações extremamente úteis, além de uma grande quantidade de tecnologia do Mark, o participante meio homem meio máquina do ex-grupo deles. –Hermione explica, depois cedendo a palavra a Artemis.


-Nós os fizemos usando praticamente todo o metal que tínhamos. O corpo é bem resistente, um homem normal não conseguiria sequer arranhá-los, a composição interna é de fios e placas que coordenam o movimento e distribuem a energia pelo corpo, além de um núcleo que armazena energia, a qual eles usam para se mover.


-E eles vão lutar conosco? –Holly pergunta analisando o jeito dos robôs, agora parados.


-Na verdade poderiam lutar por nós, ainda temos pendencias de projeto, coisas que necessitam de mais metal e outros materiais para serem feitas, mas a expectativa é que dentro de poucos meses tenhamos uma versão completa de James e Bond em que poderemos contar com um escudo de campo de força que poderá transformar energia de impacto físico em energia deles, talvez o mesmo com laser. Além de câmeras e outros detalhes. –Hermione complementa orgulhosa.


-Mas o que vocês usam como bateria? –Harry pergunta pensativo.


-Sabe aqueles cristais da segunda missão? Uns que Groar arrancou de uma caverna. –Hermione pergunta e os amigos acenam que sim. –Arya e eu viemos estudando-os no tempo livre, havíamos visto um potencial energético e então os mostrei a Artemis, que analisou a composição deles com o computador e concluímos que seria a melhor forma de armazenar a energia que virá através do sol.


-E vocês pediram para lutarmos hoje para captar nossos movimentos e ensiná-los? –Holly pergunta e Artemis acena afirmativo.


-Eles podem reproduzir nossos movimentos? –Eragon pergunta desconfiado.


-Sim. Talvez não totalmente bem, porque ainda falta certo refino, além das correções de bug, porém acho que irão fazer um bom trabalho hoje. –Artemis responde com segurança.


-Nesse caso, vamos à missão e amanhã discutimos melhor sobre os reforços. –Arya determina observando a luz tremeluzir, provavelmente a conjunção astral não duraria muito mais que algumas horas.


***************************************************************


<b>


N/A: Oi! Voltei! Sei que andei um pouco sumida após a atualização de SC, mas é que o trabalho como moderadora estava ocupando bem meu tempo livre. Havia o torneio, saída de moderadores, problemas de usuários, reuniões, enfim, não dava pra escrever. Ainda to terminando o software pra minha dissertação e tenho que escrevê-la, então pode ser que eu continue demorando um pouquinho pra att.


N/A²: Alguém aí ficou com pena do Percy? Rsrrs E esse grupo 2, hein… o que será que vai acontecer depois dessa “salvação” ao povo do vale? Gostaram do James e do Bond? O nome ficou zoadinho, eu sei, mas é como a Mione disse, nerd não sabe fazer piada então isso foi o melhor que consegui. Se alguém tiver uma sugestão mais legal pode apresentar, porque a versão nova vem daqui uns capítulos.


Punkeeslaw Potter: Você e essa cisma com Arty e Mione, parece a Swdezerbelles! A gente pensa em deletar a fic quando desanima e, no meu caso, isso só acontece com seca de comentários, afinal eu me esforço um bocado pra escrever com pouco tempo livre, um comentariozinho não custa nada!


Grier estava fazendo estágio com Hermione e Arya, agora está na hora de mostrar o que aprendeu. Na verdade Moriarty está nesse grupo também na função de gênio e estrategista, porém ele anda muito focado em derrubar Sauron, sabe como é quando se junta muito cacique na mesma tribo. Hahahaha Grier e Morgana? Quem sabe no futuro, quando bater aquela carência? Rrsrsrs Nesse capítulo vimos como Grier aprendeu direitinho a ver passos adiante com o grupo 1 e mais, vemos que ao contrário de Moriarty e Sauron, ele sabe lidar muito bem com pessoas, levando-as a fazerem coisas sem que elas percebam que estão fazendo. Morgana é como o tempo, bem imprevisível! Quando você acha que ela vai por um caminho, ela toma outro, surta num minuto e no outro está fria como um iceberg, enfim, alguém de gênio forte, indomável e espírito livre e forte. Sauron deu a posição ao Moriarty porque viu que ele é o que tem mais experiência em liderança, apesar de todo o grupo 2 original ser formado por líderes.


Não vamos condenar a Annabeth, homens são capazes de fazer coisas totalmente sem noção nessas situações de “seca” em que o Percy está. Além disso, você ia confiar no seu namorado indo beber com alguém como Heracles? Thalia vai demorar um pouco até conseguir encarar o irmão de novo, mas são coisas que se supera rsrsrsrs. Deve demorar um pouquinho ainda pra reunir os dois grupos. Legolas se manteve distante e arredio com Raziel, não dá pra esquecer a traição dele, mas quem sabe o vampiro solitário não muda isso?


São oito grupos, apareceram 4. Filhos?? Calma aí, eles nem estão em condições de pensar nisso, imagine aí a baixa que seria Hermione e Arya fora de combate? Artemis e Holly ainda vão enfrentar muitos momentos constrangedores estando com dois casais, isso se eles não resolverem bancar o cupido de novo. Gostou do plano deles? Acha que supre a falha do Artemis em não saber usar os punhos? Holly teve seu orgulho arranhado, mas isso é bom porque agora eles estão do mesmo lado rsrsrs. Todos eles irão evoluir durante os próximos meses, muita água passará sob essa ponte. Artemis não é Artemis sem seu terno e seu cuidado impecável com sua aparência, além disso, ele precisava de um lugar para se sentir em casa, dar alguma segurança a ele. Quem sabe isso não o inspira a ousar mais com a Holly?


Próxima corrida agora só em Março =/


may33: Saudade das novas conversas e do joguinho de dominó, nem devia responder seu comentário após seu sumiço ¬¬


Morgana ainda tem muito a mostrar, ela é meio louca as vezes e não gosta de ser contrariada, já perdeu muito durante a vida e nesse torneio decidiu que daqui pra frente só vai vencer. O Grier é esperto, sempre fui afirmando isso enquanto ele estava no grupo 1, mas como ele mais observava Arya e Hermione os leitores não notavam, o que acontece é que ele juntou todo o aprendizado estratégico que teve com elas a sua malandragem natural, daí se tornou isso que está agradando Sauron rsrsrs. Não precisa exaltar tanto assim as três moçoilas, afinal como Artemis bem citou, nem todos os desafios poderão ser resolvidos com magia. Eu fiz isso com a Thalia 1° porque seria engraçado, 2° merecem por agir por impulso e 3°… vocês vão descobrir muahaha. Tadinho do Raziel, está se sentindo sozinho, quer uma companhia, sabe como é.


Pra quem dizia que o grupo 1 não tinha ponto fraco, Artemis expôs o primeiro e, até que ponto, essa solução funcionaria? Mas sem dúvida nada melhor que ter 3 mentes brilhantes em um time, principalmente quando 2 dessas também lutam. Arya com suas décadas lutando contra os mais diversos inimigos, sendo uma princesa élfica, naturalmente tem muito o que ensinar pra essa molecada que compõe seu grupo. Tadinhos do Artemis e da Holly ficaram sem saber o que fazer rsrsrs. Mas o que é dos dois ainda virá, vamos com calma. Artemis se arrumou todo, mas ainda manteve um ar menos formal do que o normal, obviamente que isso chamou a atenção da Holly, mas ela não daria o braço a torcer agora. Rsrsrs


Mah.Potter: Que bom que está gostando da fic, ela dá trabalho! Porque desconfiar do Raziel? Só porque ele é um vampiro? Mione e Arya são algumas das mulheres fortes desse torneio.


Angeline G. McFellou: Morgana está cansada de perder, teve uma vida muito sofrida e agora quer virar a página. No entanto você tem alguma razão em condenar o excesso de liberdade que ela deu aos rapazes, mas fazer o que se a seca já estava pegando pra eles, acontece rsrsrs. Percy vai cortar um dobrado pra amolecer Annabeth, não só porque bebeu muito, mas porque isso o deixou exposto, vai que o Raziel só estivesse a fim de experimentar sangue de semideus? O grupo 1 está bombando, mas do mesmo jeito que as forças saltam aos olhos do leitor, o fazem para o grupo e isso costuma encobrir as falhas, os pontos fracos. Ainda pretendo fazer umas ceninhas constrangedoras pros dois, afinal seguir viagem com casais em “lua-de-mel” não deve ser fácil.


Cleber Knies: Espero vê-lo por aqui após esse capítulo! E espero que tenha gostado do plano misterioso do Artemis e da Hermione.


Swdezerbelles: Claro que sinto sua falta sempre que você se ausenta de minhas fics! Espante essa preguiça e tome cuidado no trabalho, vai que te pegam rssrrsrs. Muitas infos importantes indo de um lado pra outro, Artemis com os vídeos do grupo 2 no notebook, Grier com as transformações e descrevendo os poderes. Os grupos já estão separados rsrsrs. Huahuahua sua perva! Annabeth e Percy já estão juntos há mais tempo que Harry e Mione, normal que esse interesse surja. Ué, então Raziel era desprezível e não um romântico capaz de tudo pela mulher amada? Há de se analisar os dois lados! Será que Percy é fiel assim ou ele só estava muito bêbado?


Sauron certamente ficou preocupado, porém lembremos que a rotina do grupo 2 não é desleixada, ele vai comparar ambos os grupos e rotinas e mudar aquilo no seu pensamento estratégico que possa deixa-los numa posição melhor. Lembre ainda que o grupo 1 é muito mais uniforme que o grupo 2, em termos de poderes e armas.


Hahahaha Você e essa cisma com o Artemis, será que agora você se convence que eles trabalham muito bem juntos? Holly e Artemis são meio complicados mesmo, mas como você disse, complicado estar com dois casais em “lua-de-mel” rsrrsrs. Artemis é um anti-herói, por isso a prepotência dentre outros defeitos, mas você devia ler os livros, verá como ele vai evoluindo com o passar do tempo graças a Holly.


Adoro seus comentários por parte, porque me dão a dimensão exata de como você sentiu-se ao ler. E o título foi proposital sabia que você ia pirar huahuahua.


Morgana se apaixonou pelo jeito cavalheiro e preocupado do Artemis, no tempo dela não tinha essas coisas, as mulheres não eram bem tratadas assim não fora o respeito do Artemis pelo que elas tinham a dizer. Morgana meio que explodiu, perder feio assim não estava nos planos dela, que certamente prefere por a culpa na Holly que não queria, mas também não larga o osso. Grier ficou no grupo 1 só observando, aprendendo com as meninas e também com os meninos, afinal eles sabem como lidar bem com as duronas e Grier pôde ver como se amansar essas feras de gênio forte.


Raziel pode ser uma grande ajuda ou não, é uma aposta como outras. E quanto a união dos grupos, não acha que isso é meio ruim para eles mesmos? Afinal eles estão competido entre si, não podem se ajudar tanto assim né?


Arya não deu bronca no Artemis, só esclareceu como funcionam as coisas lá. Gostou do plano Hollywodiano? E olha que eu nem tinha visto ainda o Real Steel rsrsrs. Harry é um dos principais heróis, como não enaltecê-lo? Esse treino foi um apanhado, como um resumão da evolução deles até aqui para poder mostrar depois o quão eles vão crescer nos próximos tempos. Sem dúvida aquela barraca é o “segredo” para uma boa recuperação após as missões e principalmente pra manter a energia no deslocamento entre uma missão e outras, o que desgasta muito! Além disso, Artemis sempre esteve cercado de conforto, sempre teve infraestrutura para trabalhar, então é normal que fique de melhor humor e aumente a produtividade.


coveiro: Valeu pela indicação, mas o torneio acabou mesmo me tomando um tempão e atrasou o cap. Ainda não li o último livro, to esperando sair em português assim como o último de Artemis Fowl, mas é complicado, vontade de baixar na net e ler mesmo ¬¬ .


As missões começarão a ficar mais duras depois da passagem de tempo que será feito, eles estão saindo do range de missões fáceis, de adaptação ao mundo do torneio. Ela não está tendo plateia de certa forma, estão meio que em família e Harry e Hermione certamente não estariam prestando atenção. Aquele momento ali era meio que cada casal se curtindo e tal, além disso, conviver com pessoas do século XXI como Harry e Hermione é uma quebra de paradigma para Eragon e Arya, eles vão aprendendo a relaxar mais, ousar um pouquinho. Pangeia e as outras fics só depois de eu defender o mestrado.


Sim, tenho plano de um papo de garotas para Holly com Arya e Hermione, outro papo de rapazes com Artemis e Eragon e Harry, faz parte para enturmar melhor os dois ao grupo. O grupo 3 e o grupo 1, por enquanto, não irão voltar a caminhar juntos, podem se encontrar e conversar, mas trilhar um caminho juntos creio que não. Você quase acertou no seu palpite, mas não eram armaduras até porque elas poderiam atrapalhar mais que ajudar, só Artemis não tem poderes ali, porém você chegou bem perto!


Você é sempre bem-vindo! Pode cobrar e me lembrar que tem gente que curte o que eu escrevo! Eu não estava desanimada, estava cansada com o trabalho e a moderação, em dezembro rolou um estresse com umas usuárias lá no mural. Voltei e pretendo não sumir mais tanto tempo!


Perceu: Como já te expliquei, essa “facilidade” toda não é tão real assim. Logo, logo virão às dificuldades e aí, como será que lidarão com elas, quando eles têm dificuldade em enxergar suas deficiências? Eu diria que eles só cumpriram uns 20% de todas as missões, ainda terão muito que fazer pra vencer. Eu não vejo Eragon tão acima da Arya assim, até porque Jura não é tão poderoso quanto Saphira. Na verdade Harry e Hermione têm muito a ensinar pras elfas e para Eragon, que é humano apesar da “transformação”, há uma troca de conhecimentos ali. Grier, Groar, Mark e Raziel são desafios, é sempre complicado inserir personagens originais em uma trama, ainda mais um crossover, porque você acaba tendo que construir a identificação do leitor com o personagem, não é algo que já vem pronto como nos outros personagens. Já esclareci o lance do Sauron, certo? Já teve tempo de ler o Artemis Fowl? São livros que começam meio infantis, mas a evolução é bem interessante. Raziel é personagem original, um misto do que já vi por aí em várias mitologias de vampiro em livros e RPG. Você mencionou anjos e demônios, olha um demônio dando as caras por aqui. Espero aumentar a nota nos próximos capítulos rsrsrsrs.


Meu mestrado é sobre uma ferramenta computacional, que estou desenvolvendo, para análise filogenética a partir de cálculos estatísticos feito sobre o DNA de espécies.


freya : Hahaha Porque logo pensou em uma gravidez e da Hermione? Até pensei em Hermione de repente ficar grávida mais pro final, mas acabei desistindo, não seria legal. Espero que tenha ido bem em sua prova! Passou no vestibular?


WELLINGTON DA SILVA PEREIRA: Não vou parar não, ao menos por enquanto, espero que continue vindo ler e comentar.


rosana franco: O que eles criaram está aí, gostou? Quanto a Morgana, ela vai continuar aprontando, o que será que vai dar depois desse “ritual”? Tem que vir sempre no FeB pra dar uma olhadinha! E ao ler, comentar!


Sabrina M. M.: Poxa, eu não sou má, sou gente boa, não precisa ter medo de comentar não! Então você prefere Artemis e Holly a Harry e Hermione? Mas pensa que o grupo 2 não merece desprezo, temos lá o Mark que quer libertar seu povo do julgo dos aliens, tem Morgana que só quer seu filho de volta e o Grier a gente ainda não sabe bem o que quer ou seu caráter, mas ele tem feito mais coisas boas que ruins, não? Uau, fics da fic? Nossa, isso seria uma honra! Mas acho que ainda não to no nível de inspirar alguém com uma estória minha rsrsrs. De toda forma ainda tem 4 grupos para aparecer, aceito sugestões de quem poderiam ser.


hellen granger: Coitado do Grier, porque esse xingamento? Arya leva a sério essa coisa de treinamento, se é pra mostrar do que é capaz, ela vai lá e faz! Além disso, lembremos que no combate a mão livre e sem magia Holly venceu. Morgana quando perde a cabeça sai de baixo, é um verdadeiro espírito natural livre, ora está como um mar calmo, ora como uma tempestade e outras como um terremoto, um vulcão em erupção! Estava faltando um vampiro, assim como faltava demônios, aos poucos vamos inserindo coisas.


junindeath: Opa, espero não ter decepcionado rrsrs


Belladonna V.: Complicadíssimo descer de paraquedas no meio de um grupo de casais apaixonados, descobrindo a relação, nesse climinha de lua-de-mel. Grier é uma incógnita enorme até pra mim! Ele, como você bem disse, é inteligente, astuto, simpático, até charmoso e aprende muito rápido, extremamente observador. Melhorias ao grupo 2 já podem ser sentidas, ele navega muito bem entre os integrantes, sabe lidar com todos, até porque como seu poder diz, ele é muito adaptável! Unir os grupos é bom e ruim ao mesmo tempo, em algum momento eles acabariam tendo que competir, complicado. Eu sempre imaginei que postando uma fic aqui, a torcida maior seria por H², sempre me surpreendo quando alguém diz torcer por outro personagem. Muito obrigada pelos elogios, dá até um nervoso porque precisamos sempre estar melhorando. É meio difícil mesmo juntar tudo isso, são contextos que nem sempre são parecidos, temos muitos personagens medievais com outros do século XXI, tem o Mark que é de um futuro distante, fora esse embate de magia com deuses e calibrar os poderes pra não ficar incoerente ou dar uma discrepância grande de força entre os grupos.

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por may33 em 01/03/2012

 

ok ok eu sei que vc me odeia *vergonha master*

 

mas um mês e eu volto as boas com as fics e até dou um jeito d entrar no msn...

 

é só que agora esta mto complicado nay =S carnaval, inicio de aula e meu niver...

 

um mês e a gente conversa direito ^^

 

ps - amei o cap, quando der eu faço um coment decente

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 11/02/2012

Ah, e voce é cruel. Doi muito ser rejeitado. Coitado do Percy, só por dar um vacilo... Quem não erra?

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Coveiro em 11/02/2012

Oi, demorei mas to aqui
Curti o capitulo. James e Bond foi otiimo, ri bastante. Quase acertei...
Mas falto o desenrolar da cena final do capitulo passado. Como Holly e Artemis reagiram? Foi maldade.
Valeu por não me achar um chato te pedindo tanta atualização, mas posta rapido que eu perturbo menos.
Espero ansioso o proximo. Abraço


Obs: Vi seu nome na minha fic, mas nada de comentario. Queria, sinceramente, saber sua opinião. Afinal, voce é uma das melhores escritoras do site. A Ingrid D. outra que acho otima vem me ajudando muito. Só espero que no final, minha cabeça não comece a valer premio.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Angeline G. McFellou em 08/02/2012

Bem até que os mals foram legais do geito assassino e gocentrico deles, mas ainda assim salvaram duas garotas de um monstro!
rsrsr Annabeth fazendo o Percy sofrer é triste, coitado, é um idiota mais é um idiota que daria a vida (ou a imortal divindade) por ela.
Gosta dos robôs muito práticos, e interessantes.
Amei todo o capítulo e to super curiosa pelo próximo, então POR FAVORRRRR att ASSIM QUE DER SIM!? POR FAVOR...
Beijos... 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Cleber Knies em 08/02/2012
GOSTEI MUITO DO CAPITULO E DO MISTÉRIO, ESTOU ESPERANDO PARA VER OS ROBOS EM AÇÃO. ATÉ MAIS E OBRIGADO PELA ATUALIZAÇÃO
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.