FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Explicações


Fic: Além dos livros FW-HG Long


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Agora completo


Capítulo 10
Escolhas


 


Harry ainda segurava Ron, enquanto Fred encarava a porta aberta diante de si e o corredor vazio. Ela se fora mais uma vez. George pedia, gentilmente, que os convidados se retirassem para uma reunião de família. Eric tentou sair, mas foi impedido por Angelina.


- Como você pôde dizer aquelas coisas sobre Hermione? Como? – Ron gritava. Ele conseguiu se soltar de Harry e empurrou o ombro irmão. Gina estava sentada no sofá com as mãos cobrindo o rosto quando Ron virou-se para ela – E você? Combinar com esse cara para enganá-la dessa forma?! Todos sabiam disso?! Harry?


- Eu soube ontem, Ron... quer dizer... eu sabia que Hermione e Gina estavam aprontando alguma, só que não sabia...


- Era para ter sido apenas uma brincadeira – Gina falou com a voz baixa – Hermione ficou muito triste quando ouviu Fred dizer aquelas coisas e já fazia um tempo que ela estava apaixonada por ele.


Fred ainda estava parado olhando para a porta.


- Eu não quis dizer aquilo... Eu apenas...


- Ninguém mais é criança! – Harry falou nervoso – Eric, aqui não é uma de suas peças que você pode atuar! Junte suas coisas e vá para casa de sua irmã – o espanhol nem pensou em argumentar ao ver tantos rostos enfurecidos o encarando – George, leve seu irmão embora. Ele não tem condições de aparatar sozinho. Ron, venha para casa comigo e Gina. Vocês precisam conversar.


***


Draco não pensou duas vezes ao ver aqueles olhos castanhos. Ao vê-la ali, pedindo sua ajuda. Seria capaz de lançar um feitiço que queimasse todos os Weasleys e Potters e quem mais que fosse. Ao sentir o corpo de Hermione perto de si, aparatou para sua casa.


Sentiu que ela tremia e as lágrimas desciam de forma incontrolada. Abraçou-a com mais força. A mão passando pelos cabelos. Apenas com ela conseguia agir assim.


***


- Quero saber a história desde o começo – Ron falou encarando a irmã com raiva.


- Não me olhe assim! Já não basta Harry, Fred,...


- Como você achou que essa história terminaria? – ele rebateu nervoso.


- Ela não pensou nas consequências – Harry falou servindo cerveja amanteigada para todos. Rony, que estava sentado, levantou-se e começou a andar de um lado para outro. Harry conhecia muito bem o amigo – Eu não estou defendendo sua irmã – Gina olhou do marido para o irmão, pensando que deveria ter ouvido Kathy desde o começo.


***


- Hoje não é a festa de aniversário de Hermione? – Kathy perguntou ao ver seu irmão aparatar em sua sala. Ela tinha optado por permanecer afastada quando viu que as coisas estavam saindo do controle.


- Pois é... Acontece que ela soube que tudo era um plano – Eric falou jogando sua mala no chão.


- E é assim que você reage? Puta merda, Eric! Como ela está? E Gina?


- Kathy, estava cheio de cara querendo me azarar... Isso porque eu já tinha sido atirado contra uma parede... Quando o Potter me mandou embora, eu não pensei duas vezes...


***


- Sabia que essas conversas – disse Angelina em tom de menosprezo -que vocês têm não terminariam.


- Só que eu não quis dizer nada daquilo! – Fred falou e olhou para seu gêmeo pedindo ajuda.


- Você tem noção do peso que é para uma pessoa ouvir o que você disse? Garotas são terríveis umas com as outras! As coisas que diziam de Hermione em Hogwarts... – Angelina falou dando bronca nos gêmeos –  Mas ouvir o cara que ela gosta falar aqueles absurdos...


- Eu já estou me sentindo culpado o suficiente! – Fred disse em um pedido para Angelina parar de falar.


- E ainda é pouco, Frederick!


- Eu não queria aceitar! Eu não entendia e nem aceitava o que estava... o que estou sentindo!


- Só espero que não seja tarde!


- Como assim, Angie?


- Como assim? Nesse momento ela está frágil e se sentindo usada por dois caras! Está abalada e nos braços de Draco Malfoy.


Fred afundou ainda mais no sofá. O ciúme e a raiva de si mesmo o consumindo de dentro para fora.


***


- É um daqueles gêmeos idiotas? Como foi se apaixonar por um daqueles idiotas, Hermione? – Draco falou quando ela se acalmou. Ele serviu uísque para os dois. Ela não respondeu, apenas deu de ombros – Vocês.... vocês tiveram algo?


- Sim.... nos beijamos, mas nada além disso.


- Melhor – ele falou sentando-se ao lado dela – Seria tão difícil você mandar todos esses babacas à merda e ficar comigo? Só comigo?


- Seria difícil você aceitá-los? – Draco não respondeu, apenas engoliu um xingamento. Ele ajeitou-se no sofá, sentando de frente para Hermione, que também mudou de posição.


- Lembra quando nos encontramos naquele pub para a entrevista? – ele perguntou com um leve sorriso nos lábios – Ainda bem que largou a carreira de jornalista.


- Realmente... Por que me levou até aquele pub?


- Queria tranquilidade. Minha mãe me levava lá quando queríamos ficar longe do meu pai.


- Imagino quantas mulheres você levou para lá nos últimos anos... – Hermione falou segurando a mão dele. Draco retribuiu o toque e sorriu de lado.


- Apenas você – e continuou ao ver o olhar dela – Não tenho motivos para mentir.


Ela suspirou longamente encarando os olhos cinzas.


- Quando tudo se tornou tão complicado? Eu achei que ia me casar com Ron, ter vários filhos ruivos, um emprego que eu gostasse e mais nada. De repente, tudo virou de ponta cabeça... Descobri que Ron não passava de um irmão para mim, tive um relacionamento praticamente sexual com meu inimigo de escola e fui me apaixonar pelo Weasley errado.


- E tem um Weasley certo? – Draco perguntou irônico – Todos parecem absolutamente vermelhos e idiotas.


- Nunca me senti assim – ela falou deixando o corpo cair no encosto do sofá – usada... Sei que não sou a garota mais bonita do mundo bruxo, mas...


- Pare de se auto depreciar, Granger. Não combina nem um pouco com você – Draco falou levantando-se e servindo mais uísque para os dois – Será que você poderia me contar o que aconteceu?


- Desde o começo?


- O que não falta por aqui é uísque para engolir com essa história – ela sorriu. Apesar de tudo ela sabia que sempre poderia contar com Draco.


***


Hermione estava afastada do trabalho e Alec SaintClaire já sentia falta dela. Não sabia que aquela história teria proporções tão grandes, mas aceitou o afastamento até que tudo estivesse resolvido. Afinal, ele havia colaborado com a brincadeira dos gêmeos. Por isso, surpreendeu-se ao ouvir a voz de Hermione pedindo para entrar em sua sala.


- Desculpe – ele falou – Não achei que tudo sairia fora de controle.


- Tudo bem... Sei que pedi afastamento até final de setembro, mas posso voltar a trabalhar hoje mesmo? Preciso ocupar minha cabeça e nada como estar aqui, trabalhando e conversando com outras pessoas.


- Claro... Como preferir, senhorita Granger. – ela acenou.


- E nenhuma palavra para Fred ou George sobre minha volta – o chefe concordou sem pensar duas vezes e ela saiu fechando a porta atrás de si.


***


Fred passou o fim de semana todo enfiado em seu quarto e nem viu que já era segunda-feira. Levantou e tomou apenas um café preto.


- Pode dormir mais um pouco, George.


- Você não vai ficar correndo o país inteiro atrás de Hermione, certo? Se ela não quiser ser encontrada, você não tem como encontrá-la.


- Merda... Ainda preciso acertar as contas com o espanhol bronzeado metido a gostoso...


- Você vai se meter em confusão...


- Até parece que nós não somos especialistas nisso. O comentário dele você não é meu tipo foi totalmente desnecessário...


- Um pequeno castigo? – George indagou sorrindo ironicamente. Seu gêmeo apenas sorriu.


***


- Obrigada por me hospedar aqui, Draco – Hermione falou enquanto preparava um rápido jantar para eles. Ele sorriu encostado no balcão.


- Quer alguma ajuda?


- Só se for para queimar o jantar – Draco fez um cara de ofendido – Você é um péssimo cozinheiro, Draco!


- Também não é assim...


- Não? Lembra aquela vez que você quis me surpreender com um jantar e quase colocou fogo na casa por que você esqueceu-se de desligar o forno? – ele deu de ombros – E quando você disse que faria uma sobremesa trouxa? Ficamos esperando, esperando e nada do doce ficar pronto!


- Não posso fazer nada se livros de receitas trouxa não explicam os passos direito! – o loiro respondeu emburrado.


- Todo mundo sabe o que é banho-maria no mundo trouxa, Draco! – ela começou a rir – Você achou que colocar o chocolate na água com sabão ia dar certo de alguma maneira?! Chocolate com sabão?! – o loiro olhou ofendido.


- Como vou saber o que esses trouxas malucos consomem? E como vou saber que banho-maria era derreter chocolate na água?


- Em uma panela com água, Draco... – ela riu gostosamente e parou ao notar que ele se aproximava. Hermione tentou recuar, mas parou ao sentir a pia em suas costas. A mão dele foi para cintura dela e seu polegar percorreu delicadamente o contorno de seu rosto. Seus olhos se fecharam com tal demonstração de carinho. Ele depositou um beijo em sua bochecha, testa, olhos e falou:


- Volta para mim.


- Está tudo tão complicado na minha vida, Draco.


- Fica comigo e eu faço com que as coisas descompliquem. Sempre foi assim entre nós. O errado é errado. O certo é certo. Briga é briga e... amor é amor. Você se lembra? – ele desceu a boca até a orelha dela e falou num tom mais baixo – Em cada canto dessa cozinha? Dessa casa? Sobre essa pia?


- Draco... – a voz dela não passava de um murmúrio. Ele se afastou vagarosamente.


- Apenas algo para você pensar... Vou arrumando a mesa – e saiu com as mãos no bolso. Hermione mexeu a cabeça. Ela não podia lidar com Draco sedutor nesse momento. Em nenhum momento.


Draco foi para a sala e assim que retirou as mãos dos bolsos, bagunçou seus cabelos. Tinha perdido Hermione uma vez e, no fundo, sabia que tinha perdido para sempre. Será que valia a pena tê-la por mais uma noite? Ou duas?


Voltou para a cozinha e a virou para si:


- Por que você não pode me perdoar?


- Eu te perdoei. Só não poderia fazer uma escolha daquela. E nem você sabe o que sente por mim.


Estava ali a mais pura verdade. Quantas e quantas vezes ele se calou quando ela disse que gostava dele? Ele impôs a barreira. Ela aprendeu a viver com essa barreira. Era uma loucura e ele sabia disso. Ambos sabiam disso e apenas ele ainda precisava dessa loucura. Ela estava magoada e somente um dos idiotas palhaços dos gêmeos poderia fazê-la feliz novamente.


***


- Você poderia fazer o favor de parar de andar de um lado para o outro?


- Não enche, George.


- Será que ele sabe onde Hermione está?


- Ele quem, Fred?


- O imbecil do espanhol – George virou os olhos.


- Malfoy aparatou com ela, tenho certeza que Eric não sabe do paradeiro de Draco Malfoy. A antiga mansão?


- Esta abandonada – Fred parou ao olhar o irmão – Aparatei lá mais cedo. Eu precisava tentar, oras! – George começou a rir de forma escandalosa e debochada – Não entendo o que é tão engraçado!


- Você... – ele continuou a rir – Parece um idiota que não sabe falar para uma garota que está a fim dela... – Fred ficava mais sério, conforme seu gêmeo ria ainda mais – Você viu cada besteira que já fez por essa garota?


- Isso não tem graça, George!


- Quer um conselho? – Fred viu seu irmão levantar-se e conter o riso – Encontre Hermione, diga o que sente, beije-a e segure-a do seu lado. Nunca pensei que veria minha cópia tão perdida ao se tratar de uma garota... Ainda mais uma que é louquinha por você! Às vezes você é um idiota... deve ter uns genes do Rony perdidos por aí!


***


No dia seguinte, Fred apareceu no treino de sua irmã. Ele observava as jogadoras voando de um lado para outro, enquanto outras corriam ao redor do gramado. Percebeu o olhar interrogativo de Kathy ao descer e parar ao lado dele, pouco depois Gina chegou.


- Oi, Fred.


- Ginevra – ela abaixou a cabeça ao perceber a frieza na voz dele – Kathy, quero falar com seu irmão.


- É mesmo?


- Vai protegê-lo? – Fred falou cruzando os braços.


- Nunca concordei com essa parte do plano e eu avisei Gina onde ela estava se metendo. Quer esclarecer as coisas com Eric? Por mim tudo bem, ele é adulto o suficiente para lidar com as consequências dos seus atos – ela retirou a varinha da cintura e conjurou uma pena e um pergaminho. Escreveu o endereço e entregou para ele. Depois, subiu em sua vassoura.


- Fred,... – Gina começou a falar.


- Ainda não... Não é só por mim... Como pôde fazer isso com sua melhor amiga? – dizendo isso, aparatou. Procurou pelo endereço indicado e bateu na porta. Viu que Eric tentou fechar a porta quando percebeu quem era, mas a raiva e a determinação de Fred fez com que o movimento do espanhol fosse impedido.


- Como chegou aqui? – Eric perguntou dando passagem ao ruivo.


- Sua irmã. Eu deveria azara-lo eternamente pelo que fez a Hermione! Como pôde?!


- Foi apenas uma brincadeira! Sou ator e estou treinando para um papel, essa era uma oportunidade de ensaio gratuito – Fred fechou os punhos e olhou para baixo. A varinha tremendo em sua mão. Se fizesse tudo que passava em sua cabeça seria mandado para Azkaban sem dúvida nenhuma.


- Não precisava ter ofendido Hermione.


- E como eu a ofendi?


- Dizendo que ela não era seu tipo.


- Isso realmente soou ofensivo, mas não foi o que quis dizer. Quer dizer, por que ela realmente não é meu tipo... Digamos que meu tipo é outro.


- Não estou acompanhando... – Fred falou com um olhar interrogativo.


- Digamos que meu tipo está mais para aquele loiro que apareceu na casa dela – Eric falou e colocou as mãos na cintura. Fred não conseguiu impedir que sua boca abrisse em surpresa.


- Como?


- Eu sou gay, ruivo. Por isso ela não faz meu tipo. Só para constar, eu ainda não esqueci a pequena brincadeira que você me pregou. Com aqueles chocolates...


- Foi meu irmão.


- Hummm – Eric relaxou um pouco ao ver que o outro guardou a varinha – Não tinha intenção de magoar Hermione. Ela é uma boa garota, mas... meu lado ator fala mais alto às vezes. Agora, - ele aproximou-se – se você e seu irmão estiverem interessados em algo diferente... – Fred deu um passo para trás.


- Nada contra gays, mas, definitivamente, você não faz meu tipo. Nem do meu irmão por sinal. Agora, se quiser tentar algo com Malfoy, o loiro que você gostou, acho que pode conseguir algo.


- Jura? – Fred segurou a risada e apenas assentiu com a cabeça.


- Não sabe onde posso encontrar Hermione, né?


- Nenhuma ideia... Sortuda... Deve estar com o loirinho... – Fred não esperou para ouvir o resto, saiu da casa e aparatou.


***


- Draco, o que está fazendo aqui? – Hermione perguntou surpresa ao vê-lo parado em frente à sua mesa de trabalho.


- Queria convidar você para jantar comigo mais tarde, o que acha? – ela respirou fundo. A semana se arrastou e, talvez, aquele seria uma boa maneira de terminar. Um simples jantar com Draco.


- Claro que eu aceito – o loiro percebeu que o sorriso era forçado, quase falso. Como se ela tentasse se agarrar à tentativa de se mostrar feliz mesmo sofrendo por dentro. Ele aproximou-se e puxou-a da cadeira, abraçando-a com força. Sem dizer mais nada, foi embora.


Mais tarde, naquela mesma sexta-feira, Hermione recebeu um pergaminho de Draco combinando o local e a hora do encontro. Ela teria tempo de se arrumar rapidamente, antes de aparatar no pacato restaurante.


Como ela sentia falta de Fred...


***


Ela chegou e percebeu que Draco ainda não estava lá. Provavelmente alguma emergência no Ministério.


- Senhorita Granger? – um garçom aproximou-se – Tem uma reserva para você e o Senhor Malfoy correto? Ele pediu para que você esperasse por ele à mesa, pois aconteceu um pequeno imprevisto e vai atrasar alguns minutos.


- Claro – ela sorriu e seguiu o garçom até a mesa reservada. Pediu uma taça de vinho e, assim que deu o primeiro gole, quase se engasgou. Ela viu Fred entrar no restaurante e caminhar até ela. Hermione não tinha reação nenhuma. O ruivo sentou-se à sua frente. Ela viu sua varinha ir parar nas mãos dele.


- O que você está fazendo aqui? Devolva minha varinha, Fred! – ela falou em voz baixa para não chamar atenção.


- Nós vamos conversar e você vai me ouvir, Hermione.


- Eu não quero te ouvir. Draco vai chegar daqui a pouco e não vai gostar nada de ver você aqui. Vá embora, Fred.


- Não. – ele chamou o garçom e pediu um uísque - Nós vamos ter uma conversa civilizada e você vai ouvir tudo que eu tenho para dizer. – Hermione tentou levantar-se, mas não conseguiu sair da cadeira.


- O que você fez? Tire esse sorriso irônico do rosto, Frederick! – ela brigou ao ver aquele típico sorriso de quem tinha acabado de pregar alguma peça.


- Você está presa à cadeira e eu só farei o contra-feitiço quando você me ouvir e aceitar namorar comigo. Até lá... é bom se acostumar com essa posição.


- Frederick Weasley – ela disse brava e tentou alcança-lo. Ele apenas sorria.


- Estou falando sério, Hermione. Nem que você precise ir para casa nessa cadeira... – ela abriu a boca para argumentar, só que ele foi mais rápido – E outra coisa, agora eu falo e você escuta, ou quer que eu lance um feitiço para tirar sua voz?


- Você não ousaria! – mas ela fechou a boca rápido ao ver o olhar dele e a varinha balançando entre seus dedos.


- Certo – ele recomeçou – Primeiro, preciso reconhecer que o Malfoy tem um bom gosto para restaurantes. Sabia que esse era um lugar que eu pensava em te trazer?


- Draco vai chegar daqui a pouco e vai azarar seu traseiro para fora dessa cadeira! – ela falou cruzando os braços.


- Não, ele não vai chegar.


- O que você aprontou com ele, Fred?


- Nada – o ruivo falou bebendo um gole do uísque – Beba seu vinho, tenho certeza que vai ajudar você a relaxar um pouco.


- Eu não acredito em você... Diga logo o que fez – Hermione falou e bebeu seu vinho. Fred sorriu e ela fingiu que aquele sorriso torto não a afetava.


- Não fiz nada. Mesmo você não acreditando. O que quer comer? – o ruivo não pôde conter que o sorriso se ampliasse ao ver a expressão de indignação que surgiu no rosto dela.


- Você está me sacaneando, Frederick Weasley?


- Sabia que eu adoro quando você me chama assim? – ele piscou – Não, não sabia. Porque, por minha culpa e total culpa, você não sabe o que realmente acontece aqui – ele apontou a própria cabeça – e aqui – apontou o coração. Foi a primeira vez, desde que chegou, que viu a expressão dela se suavizar. A morena pegou a taça de vinho e tentou disfarçar seu tremor. Terminou o conteúdo e Fred pediu que o garçom trouxesse uma garrafa do vinho que ela bebia.


- Fale o que tem para falar, Fred... Eu só estou... cansada – ela olhou para o teto, numa tentativa das lágrimas não caírem. O ruivo puxou sua cadeira e sentou-se ao lado dela, ignorando o olhar reprovador do maitre.


- Primeiro, adorei conhecer esse seu lado... de pregar peças. Não esperava isso, realmente me surpreendeu.


- Claro, acho que até se surpreendeu ao descobrir que eu sei beijar. Está vivo, não? – a ironia dela o machucou, mas Fred sabia que merecia a cutucada.


- Hermione... Aquilo que você ouviu foi um mal entendido... – Fred disse olhando-a com firmeza. Tentou segurar a mão dela, mas a morena cruzou os braços.


- Você não disse aquilo?


- Eu disse, mas eu não pensava aquilo. Apenas fiquei nervoso... – ele respirou fundo – Desde que você foi trabalhar na Loja, eu acabei... bem.. te olhando de outra forma...


- E por isso namorou Helen? – Fred fechou os olhos. Sim, ele merecia cada alfinetada dela.


- Helen foi um erro. Você, para mim, era algo... proibido. Eu não entendia o que sentia, estava confuso. Quando Lee perguntou de você apenas reagi de forma defensiva. Foi terrível o que eu falei e mereço qualquer azaração que queira fazer. Só que eu estava confuso. Nunca tinha me sentido... assim.


- Assim como, Fred?


- Apaixonado – ele falou passando o polegar pelo rosto dela. Hermione virou o rosto.


- Fred...


- Ter ficado com você não foi um jogo. Eu te beijei porque queria. Minha brincadeira, estúpida por sinal, foi apenas a do seu trabalho. Você entendeu errado quando ouviu minha conversa com SaintClaire.


- Mas,...


- Eu sabia que você gosta, gostava..., de mim, mas acontece que eu também já estava gostando de você há algum tempo. E me arrependi profundamente da brincadeira...


- Eu tentei conversar com você, Fred. Aliás,... eu fui para esclarecer as coisas! E você não falou nada! – Hermione falou olhando firmemente para os olhos azuis à sua frente. Ele sustentou o olhar.


- Eu errei, Mione! Fui um covarde! Por favor, você precisa me perdoar! Eu... eu estou apaixonado por você – ele segurou o rosto dela com suas mãos e a beijou. Hermione sentiu os lábios dele de encontro aos seus e resistiu. Afastando o rosto como pôde do toque que fazia seu corpo tremer, seu coração bater mais forte.


- Fred,... eu estou tão magoada... e você...


- Eu sei, eu sei... fui um completo idiota, imbecil, tolo,... Mas, por favor. Te peço uma chance... Um encontro. De verdade. Como não pudemos ter. – ele disse as frases beijando a mão dela que estava presa à sua – Sem piadas. Sem jogos. Sem Lee. Apenas eu e você. Nós dois, como deveria ter sido há muito mais tempo do que fui capaz de aceitar.


- Antes de aceitar, você precisa me responder uma coisa.


- O que quiser!


- O que fez com Draco? – Hermione esperava qualquer coisa, menos que ele se recostasse a cadeira. Suas feições mais sérias.


- Malfoy... – ele falou. Depois murmurou algumas frases incompreensíveis.


- Não entendi nada do que disse.


- Eu soube que estaria aqui por causa dele. Malfoy foi me procurar na Loja – ele disse contrariado consigo mesmo. Principalmente ao ver o sorriso no rosto dela.


- Ele fez isso, é? – ela falou dando mais um gole de seu vinho – Muito fofo da parte dele! – Hermione continuou ao perceber que aquele assunto o deixava enciumado.


- Sim, a meiguice em forma de doninha saltitante. Agora, - o ruivo continuou retomando sua postura confiante de antes – e quanto ao nosso encontro?


- Desfaça o feitiço – a morena exigiu. Ele não pensou duas vezes em obedecer ao perceber que ela não sairia correndo. Quando se sentiu livre, arrumou-se na cadeira e jogou o cabelo para trás – O que pretende para nosso primeiro encontro?


- Vou te surpreender – Fred falou aproximando-se dela. Hermione reclinou-se sobre ele e não pôde conter um leve estremecimento ao sentir as mãos dele em sua nuca – Terá um encontro como nenhum outro – ele aproximou-se mais e Hermione respirou longamente o hálito dele. Fred e uísque. Seus olhos fecharam e perderam o sorriso maroto e apaixonado que nasceu no rosto dele. Fred baixou ainda mais o tom de voz – Além da minha perfeita companhia – ela riu, voltando a abrir os olhos, mas sem distanciar-se – Verá que posso ser um perfeito cavalheiro – seus narizes se tocaram e, relutantemente, ele se afastou – Agora vamos ao jantar que estou morrendo de fome.


Hermione sorriu e concordou.


---


Ele andava de um lado para o outro novamente. Veri já estava ficando tonta com tanta andança e já tinha pedido, por favor, para que ele não atendesse mais nenhum cliente. Fred já tinha tingido o cabelo de um bruxo ao demonstrar um produto, explodido uma prateleira quando foi pegar um detonador-chamariz e causou um furor ao lançar os fofos espontâneos em um dos corredores.


- Será que ela vai gostar do que eu planejei?


- Vai, Fred! Pela milésima vez! Por que não sobe e me deixa trabalhar em paz?


- Quanta grosseria! Ainda sou seu chefe – ele falou tentando ser sério.


- Sim, um chefe neuroticamente apaixonado. Agora, chefinho, será que pode deixar que eu faça meu trabalho? Você já espantou clientes suficiente por hoje. Suba e invente algo para fazer. Qualquer coisa menos ficar por aqui. Vá, vá! Suba – Veri falou empurrando-o pelas costas.


Ele subiu e não achou nada reconfortante o apartamento vazio. O tempo parecia não passar. Já havia revisado tudo. Sua roupa estava sobre a cama, apesar de já ter pensado em troca-la várias vezes, mas Angelina o proibiu.


Apesar de passar lentamente o horário de buscá-la havia chegado. Arrumou-se. Uma camisa polo preta, calça jeans. Simples. Hermione gostava de simplicidade e ele também. Respirou fundo e aparatou. Levantou o braço algumas vezes antes de ter coragem de tocar a campainha. A porta abriu-se e Fred viu Hermione. Linda como sempre. Também vestida de forma despojada.


- Oi, Mione.


- Oi, Fred.


- Sei que flores são clichês, mas... – ele tirou o outro braço de trás do corpo e Hermione viu o buquê mais lindo que vira. As flores iam transfigurando-se em vários tipos e cores: rosas vermelhas, lilases brancos, margaridas, crisântemos e lírios. Ela ficou boquiaberta, sem conseguir esconder seu espanto e Fred admitiu que aquela tinha sido uma ideia fantástica. Deu um pouco de trabalho fazer com que o feitiço funcionasse, mas qualquer esforço valeria a pena ao ver o brilho nos olhos e o sorriso perfeito de Hermione.


- Vou colocá-las em um vaso e partimos, ok? Onde vai me levar?


- As surpresas estão apenas começando – ele falou piscando marotamente. O coração dela falhou algumas batidas. Ele conduziu a aparatação.


 


---


Logo mais postarei os caps anteriores que agora estão betados pelo querida Maris.


Antes de escrever o 11, vou atualizar a fic "Aquilo que você não vê" que está com o cap 5 quase completo! Um pouco de paciência!!!



No entanto, quando as ideias surgim eu vou escrevendo então é possível ler spoilers pelo Facebook! Não esqueçam de dizer o nick de vcs quando me add por lá!


Espero que tenham gostado e que a espera tenha valido a pena! Ahhh e que vcs tb tenham perdoado Fred... eu teria!!!! rsrs

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 20

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Cassia Pisa em 13/08/2011

Postaaaa Logooooo! Porrr favorrr

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Vitória Lovegood em 10/08/2011

Eu to simplesmente apaixonada pela história *-*

Nossa, não vejo a hora de ler o próximo capítulo haha

Beijos *:

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por CacauJones em 07/08/2011

Aff, FeB não mostrou a atualização .-.

Aiinda bem que eu tive a intuição de vir aqui!!

Genteee, ansiosa... Amo sua fiiic *-*

Beeeijos

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Her Granger Malfoy em 06/08/2011

O capítulooo, vi agora :(
Eu não sei se perdoo Fred...kkkkk Mas as flores...hummm perfeito!!!
Amei o cap, filha. Na espera...
^^

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Greenleaf em 06/08/2011

cap completo, adooooorei!!! q surpresa hein? kkk Anciosa pelo próximo!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 05/08/2011

Que bom que eu to te seguindo no twitter, porque o FeB não me avisou da atualização. Posta lá na aquilo que você não, eu também a leio ! *-*
É muito lindas suas fic's !

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mione03 em 05/08/2011

Olá,tudo bem?

Capítulo perfeito como sempre! O Fred pisou feio na bola diversas vezes,mas graças ao perfeito do Draco vai ter a chance de se redimir!Espero que ele aproveite!

Se a Hermione não quiser mesmo o Draco eu quero!!!

Parabéns pelo capítulo e adorei o feitiço no buquê!

Beijos
mione03

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Yabble em 03/08/2011

Fanfic muuuuuuuuuuuito linda! Posta mais flor! *-*

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Scarlettem em 01/08/2011

apaixonada pelos dois poor favor posta logo.

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Melissa Resende em 27/07/2011

AAAAAAAAI CARAMBA! Na boa.. eu ainda to muito puta com o Fred.. e se vc eu no lugar na hermione gritaria na mesma hora.. mas enfim eles ficam lindos juntos.. e a hermine fica linda com o draco tbm.. E agora comofaz??? oashoaish  Caramba aquele cara deu rpa ser gay agora? PQP ja tava imaginando meu sonho ali.. tipo enrique iglesias de olhos azuis .. GAY pqp aoishoaihsoias MUITO ANSIOSA PELO PROXIMO CPAITULO!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 25/07/2011

MORRI, o cara é gay e ficou afim do Draco. MERLIN ! Fala sério ae não é o Fred é o Draco né ?
Que a semana passe maravilhosamente bem pra voc e pro seu marido. Volte logo, mas curta tudo que tiver que curti. Esperando, ANSIOSAMENTE,  o próximo capitulo! *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Tonks Fenix em 24/07/2011

O Eric gay??? meu Deus até aqui os gostosos são gays... rsrs

Amei o que vc postou... mas, me deixou curiosa pra caramba... Boa Viagem, aproveite bastante e volte cheia de idéias!
Bjinhus!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mrs. Mari Oldman em 24/07/2011

Putz! Sacanagem esse cap acabar assim!!!! Agora só quando vc voltar das suas férias???? BEIJOS!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Iza Greenleaf em 24/07/2011

super demais, mto obg por ter pensado em nóis.... kkkk

agora, boa viagem, divirta-se!!! bjuus

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thay Moony em 24/07/2011

Posta logo, eu amo sua Fic e nunca tinha pensado numa fic Fred/Hermione mas mesmo assim amei! Parabéns você tem uma mente genial! Faz com que o leitor se sinta dentro da história. Eu me emocionei tanto... Parabéns, de novo!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Joane Snape em 24/07/2011

NOSSA TA INCRIVEL!!!
ESSE CAPITULO apesar de imcompleto tá otimo!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Scarlettem em 24/07/2011

posta posta posta

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por gisalefay em 23/07/2011

Posta o que já escreveu... POR FAVOR!!!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por cathe em 23/07/2011

POSTA O QUE JÁ ESCREVEU *----* e Boa viagem :D Que você se divirta mt 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por May Evans em 23/07/2011

AAAAAAAAAAh, flor! Na minha humilde opinião, posta oq vc escreveu que pelo menos mata a vontade!! KKK

Faz uma boa viagem, hein, umbeeeeijo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2021
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.