FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

6. Lembranças II


Fic: Destinos Opostos - AVISO POSTADO..


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Lembranças II


-Papai? – perguntou a pequena Lizza um pouco assustada pelo barulho que ouvira – a mamãe vai almoçar aqui! – disse a pequena procurando pelo quarto o motivo do barulho, mas Draco já havia feito um feitiço não verbal pelas costas e reparando o álbum. – Você almoça com a gente? – perguntou com cara pidona.


-A sua mãe quer que eu almoce com vocês? - Perguntou Draco abaixando e abraçando a filha!


-Sim- mentiu a menina. – Ela falou que adoraria que você almoçasse com a gente, mas pediu para eu não te falar.


-Então vai descendo que o papai já vai.- Draco deu um beijo na filha.


Draco organizou o quarto dela, guardou o álbum. Foi para seu quarto tomar banho e se arrumar. A novidade de que sua Hermione gostaria de sua presença no almoço o animou. "Será que Merlin ouviu minhas preces?“ pensou Draco  dirigindo-se feliz para o banheiro.


 


Tirou a roupa e foi para baixo do chuveiro. Mesmo sem querer seu cérebro buscou por lembranças ao lado de sua Hermione.


 


Hogwarts


 09 anos atrás 


03 semanas após o baile do Torneio TriBruxo


 


 -Não sei o que o Krum viu nessa garota- falou Greengrass apontando alguém com queixo.


 -Ahhh ela deve estar dando para ele, só pode. O que ele iria querer com uma sangue ruim? - Completou Parkinson desdenhosa.


Draco levantou a sobrancelha e olhou na direção em que as meninas falavam. Avistou Hermione. Sua Hermione. Conversando animadamente com Vitor Krum.


-Desde quando vocês duas são tão despeitadas? – perguntou Draco com desdém.


-Ahhh Draquinho – disse Parkinson se agarrando ao pescoço de Draco – vai me dizer que você não acha o mesmo que eu? O que mais interessaria o Krum na sangue ruim?


 Draco ficou pensativo. Na verdade conteve toda a sua raiva de ir até lá e azarar o Krum. Puxou o ar.


 -É, não sei o que mais o interessaria.


 


Hermione estava na biblioteca buscando soluções para a próxima prova que Harry enfrentaria. Sentia-se incomodada, com uma leve sensação de que estava sendo vigiada. Discretamente virou sua cabeça para o lado esquerdo e encontrou dois olhos azuis acinzentados sobre si. Com um movimento de olhos, ele lhe indicou uma parte da biblioteca reservada aos livros de História da Magia, que sempre estava vazia.


Hermione ao chegar, se perdeu – como sempre – na imensidão de livros ali existentes. Soltou um gemido de pavor quando sentiu um corpo colar ao seu e um hálito quente em seu pescoço.


 -Eu te assustei, Granger? – perguntou Draco com uma voz arrastada e sedutora.


Hermione sentiu uma onda de arrepios perpassarem por todo seu corpo e fechou os olhos. Fato que não passou despercebido por Draco Malfoy.


-Hum – disse Draco enquanto beijava o pescoço da Castanha. Hermione soltou um longo suspiro – Vejo que lhe provoco algumas... sensações.


 -É – disse Hermione em um sorriso tímido, virando-se, ficando, desta forma, de frente para Draco. – Quer falar alguma coisa comigo?


 -Quero – Disse Draco olhando para os lábios da Castanha.


-O quê? - Perguntou Hermione curiosa.


 -Isso.


E sem maiores delongas, Draco capturou os lábios de Hermione. Com uma de suas mãos puxou possessivamente a castanha pela cintura. Colando seu corpo no dela. E com a outra acariciava seus cabelos, se perdendo naquele mar castanho. Hermione por sua vez não se fez de rogada. Uma de suas mãos brincava com os cabelos da nuca do rapaz, enquanto a outra dançava por suas costas. Não conseguiram precisar por quanto tempo ficaram nesse beijo. Apenas se separaram quando não havia mais possibilidade nenhuma de respirarem. Separaram-se extremamente ofegantes.


 -Você. é. louco. – disse Hermione sorridente – Me. beijar.dessa. forma. aqui. em. plena. biblioteca.


 -E. você. é. deliciosa. sabia? - Disse Draco olhando-a maliciosamente e tornando a beijá-la lascivamente. Hermione sorriu ao receber “tal elogio” e correspondeu o beijo que o loiro lhe dava.


 -Malfoy, estamos em uma biblioteca. Não pode me beijar assim. – Disse Hermione olhando entre as estantes. Viu quando Krum entrou. – Ahhh, o Vitor chegou. Preciso ir, Malfoy – disse dando um selinho no rapaz – Tchau.


-Ei, espere – disse Draco segurando o braço da Castanha e olhando em seus olhos – Não quero você conversando com Vitor Krum.


-Como é que é? – perguntou Hermione cruzando os braços. – Não entendi bem.


-Detesto quando você se faz de burra, sabia?- disse Draco revirando os olhos. – Eu não quero que você fique por aí andando e conversando com o Krum!


-E eu posso saber o porquê de mais essa novidade? – Hermione perguntou ironicamente – Que eu saiba você não tem nada a ver com a minha vida.


-As pessoas estão falando de você! Não percebe?


-Não, não percebo. Não tem motivo para as pessoas falarem de mim, Malfoy.


-Tem sim. Eu ouvi comentários por aí de que estaria transando com Vitor Krum. -Hermione corou violentamente e desviou o olhar com raiva.


 -E se eu estiver?- perguntou voltando a olhar nos olhos de Draco. Seu olhar mostrava ira e ressentimento – O que você tem a ver com isso?


-Nada – respondeu o loiro derrotado – Mas sou mimado e nunca divido minhas coisas com ninguém.


 


 Hermione ficou ainda mais enfurecida com as palavras de Draco. Ela tremia de raiva. Como ele ousava se referir a ela como uma coisa? Não acreditava no que estava ouvindo. Na verdade, uma parte do seu ser gritava-lhe acusando-lhe que ela sabia que seria assim ao aceitar a proposta do loiro. Mas quando respondeu foi com sarcasmo:


-Jura, Malfoy? Bem... Para tudo sempre há uma primeira vez! Dá licença! Deixe-me passar! - Disse Hermione com desdém.


Draco, ao perceber que não tinha argumentos contra Hermione, apenas suspirou abrindo espaço para que a Castanha passasse. Com ódio contido observou sua Hermione cumprimentar sorridentemente Vitor Krum. Em passos largos saiu do corredor onde estava em direção à saída da Biblioteca. Ao passar por Hermione a fuzilou com o olhar e disse, venenoso, a Vitor Krum:


-Cuidado para não se contaminar com o sangue sujo da Granger, Krum!


Hermione segurou o braço de Vítor, que fez menção de se levantar ao ouvir o xingamento, e disse olhando séria para o loiro.


 -Deixe-o, Krum, realmente não vale a pena se indispor com ele. É apenas um menino mimado que não sabe se comportar.


Draco lançou um olhar mortal à Hermione e saiu da biblioteca, enfurecido.


 


Draco sorriu ao lembrar-se do episódio. Embora tivesse se passado mais de 09 anos, ainda lembrava-se nitidamente do ódio que sentiu a época. Sua ira era tanta que sentia vontade de quebrar toda a biblioteca. Na época, ele não havia percebido o que estava acontecendo: estava apaixonado por Hermione Granger. E o que havia sentido era nada mais, nada menos, do que ciúmes. 


 


Hogwarts


 09 anos atrás


Prova do Lago do Torneio Tribruxo 


 


Draco estava inconformado. Há horas procurava por Hermione e não a encontrava em lugar algum. Ouviu Harry perguntar a Neville se o rapaz havia visto Rony ou Hermione. Não demorou a ligar os fatos. “É uma vagabunda mesmo” pensou com raiva “Não basta transar com o Krum, ainda some com o pobretão. Não sei onde eu estava com a cabeça ao propor alguma coisa àquela sangue ruim”.


Sairia para procurá-la e dizer poucas e boas para ela, quando se deu o início da prova. Resolveu ficar e ver. “Quem sabe o Potter não se ferra nessa?”, pensou desdenhoso. Resolveu esperar. Após uma hora viu Cedrico Diggory saindo da água com a Cho. Sentiu um grande aperto do coração ao ver Hermione semi - acordada sendo carregada por Krum para fora d’água. Seu ímpeto era ir de encontro à Castanha, abraçá-la, pedir desculpas por seus pensamentos toscos e aquecê-la em seus braços. Foi se esgueirando pelos presentes na intenção de ser visto por ela sem dar muito na vista. Viu de longe que Krum, Rony e Harry rodeavam a sua Hermione. Sua vontade era ir até ela e beijá-la na frente dos três e mostrá-los que ela era a sua Hermione. Apenas sua e de mais ninguém.


Convocou por meio de um accio um pergaminho e uma pena. Escreveu um rápido bilhete para a Castanha, pedindo para encontrá-lo na torre leste. Na volta para o Castelo, após a prova, passou próximo, esbarrando nela e deixando um bilhete em suas mãos sem que ninguém percebesse.


 


Hermione estava em seu quarto, já aquecida e sem as roupas molhadas. Já se haviam passado mais de 10 minutos do horário que Draco havia marcado. Entretanto, Hermione tinha sérias dúvidas se deveria ir ao encontro do loiro. A Castanha estava preocupada. Seu último encontro com Draco fora dramático demais. E, talvez, a relação entre os dois estivesse trilhando por caminhos não esperados por ela. Reuniu toda sua coragem grifinória e dirigiu-se à torre Leste. Terminaria o que nem havia começado.


 


Draco já estava impaciente, havia-se passado mais de 20 minutos do horário que havia marcado com a Castanha. E ela nunca se atrasava. Andava de um lado para o outro quando a porta que dava acesso à Torre Leste se abriu.


 - Você demorou – disse o loiro capturando os lábios da Castanha.


- ‘Peraí’, Malfoy- disse Hermione, empurrando gentilmente o loiro. - Acho que precisamos conversar.


-Conversar? – perguntou o loiro, enquanto beijava com voracidade o pescoço da castanha. Hermione soltou um gemido.


-É, Malfoy... - disse Hermione em um gemido – Acho que não deveríamos mais nos encontrar.


Como se houvessem jogado-lhe um balde de água fria, Draco parou, e de boca aberta, olhou para Hermione.


-O que quer dizer com isso?


 -Malfoy – disse Hermione em voz baixa – Acho que fomos mais longe do que deveríamos. E sua reação aquele dia na biblioteca surpreendeu-me. Acho que não é certo ficarmos juntos. Vim aqui apenas para dizer adeus. – Tudo foi dito muito rápido e então Hermione virou indo em direção à porta.


-Você não pode fazer isso comigo, Hermione . Fique, por favor. 


 


If you take your love away from me I'll go crazy I'll go insane 


Se você levar seu amor para longe de mim Eu vou ficar louco Eu vou ficar maluco 


 


Hermione estancou ao ouvir seu primeiro nome. Dito por um Malfoy. 


 


You've got your problems baby and I've got mine


Lets just end it all by putting it together, yeah


When you say you love me It don't mean a thing


 If you cared You'd be there Like you used to be, yeah 


Você tem seus problemas baby e eu tenho os meus


Vamos acabar com eles todos juntando-os, yeah


Quando você diz que me ama não quer dizer nada


Se você se importasse você estaria aqui como sempre esteve yeah 


 


-Você não pode fazer isso comigo – repetiu Draco


-É. Hum. – Hermione parecia ter perdido as palavras. – Desculpe, Malfoy. Mas acho que não dá.


-Por que não? – perguntou Draco aproximando-se da castanha.


-Está ficando estranho, Malfoy. Você até  me chamou pelo primeiro nome. - disse Hermione recuando um passo.


-E qual o problema? - ele perguntou olhando nos olhos de Hermione. A Castanha corou violentamente e desviou o olhar. 


 


I'm searching for the words to make you realize


That I really, really want you to stay,


Oh yeah Tears of frustration 


I hold inside


But if you walk away you'll make this grown man cry 


Estou procurando pelas palavras para te fazer perceber


Que eu realmente, realmente quero que você fique,


Oh yeah Lágrimas de frustração eu seguro aqui dentro


Mas se você for embora vou fazer esse homem crescido chorar


 -Qual o problema? – perguntou Hermione nervosa – Qual o problema, Malfoy? Deveriam ser apenas beijos, lembra-se?


- Eu não vejo problema algum em chamá-la de Hermione. Aliás, eu preferia chamá-la de Hermi. – O loiro disse colocando uma mecha do cabelo da Castanha atrás da orelha. - Aqueles idiotas também lhe chamam de Hermione. Não quero me parecer com eles.


Hermione abriu a boca com espanto e olhou para Draco. Tinha sérias suspeitas de que o rapaz enlouquecera. Ou estava pregando-lhe uma grande peça.


-Fique- disse Draco alisando o rosto de Hermione 


 


Don't leave


Don't leave me girl


Please stay with me tonight


Don't leave me girl


Please stay with me to 


Não me deixe


Não me deixe menina


 Por favor fique comigo esta noite


Não me deixe menina


Por favor fique comigo 


 


Hermione fechou os olhos. Tinha a sensação de que seu coração pularia de sua boca.


 -Fique– Draco beijou-lhe os lábios carinhosamente. Arrepios diversos passaram pelo corpo da Castanha e ela sentiu suas pernas bambearem. Balançou a cabeça negativamente. Não tinha coragem de abrir os olhos. Uma onda de sentimentos passava em sua mente e em seu coração... Surpresa, desejo, raiva. E foi esse que escolheu quando abriu os olhos e resolveu falar.


-Olha aqui, Malfoy. – disse Hermione com raiva – Eu não tenho a mínima ideia de onde você quer chegar. E o que quer fazer. Mas não vou permitir que me faça de idiota. Ouviu bem?- Draco apenas olhava para a Castanha. Deixou que ela prosseguisse. -Primeiro aquela ceninha lá na biblioteca. Agora essa palhaçada toda aqui. Eu sei que foi um grande erro ter aceitado qualquer coisa, seja lá o que for, com você. Por isso, eu vou embora daqui e espero que você nunca mais me procure. Entendeu?


Hermione tremia. Não conseguia precisar o que se passava pelo seu corpo. E por esse motivo não gostava do que estava acontecendo. Era um grande perigo, ela sentia isso, deixar-se levar por emoções desconhecidas. Logo ela, a grande sabe-tudo. 


 


Forget my pride girl I'm begging you


You're my heart


You're my soul you got so much control


My love runs deeper than the ocean it seems


 But if you sail away you take the center piece of me 


Esqueça o meu orgulho menina estou te implorando


Você é meu coração


Você é minha alma, você tem tanto controle


Meu amor corre mais fundo que o oceano parece ser


 Mas se você navegar você pega a paz do centro de mim 


 


–Por que você precisa dificultar as coisas?- Disse Draco suspirando.


-O quê? - Hermione perguntou – Você enlouqueceu? Eu dificultando?- Hermione soltou uma gargalhada debochada.


-Você não consegue perceber que estou engolindo todo o meu orgulho te implorando para ficar comigo?


 Mais uma vez Hermione ficou sem palavras. Abriu e fechou a boca diversas vezes. Draco aproveitou o momento de hesitação da Castanha e a abraçou. 


 


Stay (come on and stay with me)


Stay (don't leave)


Stay (oh, yeah, yeah)


Stay right here with me forever (I love you)


Stay (yes I do)


Stay (I need you)


Stay (don't leave with out you)


Stay right here with me forever 


Fique (venha e fique comigo)


Fique (não vá)


 Fique (oh, yeah, yeah)


Fique bem aqui comigo para sempre (eu te amo)


Fique (sim eu amo)


Fique (eu preciso de você)


Fique (não vivo sem você)


Fique bem aqui comigo para sempre


 


 Ele foi aproximando lentamente seus lábios dos de Hermione. Com carinho, uma de suas mãos envolveu a cintura da Castanha. Com a outra levantou delicadamente o rosto da menina.


-Eu preciso de você, Hermi. – disse enquanto depositava um selinho nos lábios da Castanha - Eu também estou confuso. Pode acreditar nisso. Não sei o que está acontecendo. Nunca vivi algo tão... intenso.


Hermione baixou os olhos com vergonha ou talvez medo de que seus olhos denunciassem as batidas de seu coração.


-Realmente está estranho. Mas você não pode ir embora. Eu te desejo muito. - Draco disse e agarrou a castanha com um beijo avassalador. Delicadamente empurrou Hermione, encostando a Castanha à parede da torre Leste. Sua mão apertava com lascívia a cintura da Castanha, enquanto seus lábios percorriam a extensão de seu pescoço. Hermione falava palavras desconexas e agarrava a nuca de Draco com vontade.


As mãos dele que antes estavam na cintura, começaram a percorrer todo o corpo da Castanha.


-O que você fez comigo, garota? – perguntou Draco em um suspiro – Não consigo parar de pensar em você e em seus beijos.


Hermione sorriu. 


 


If you take your love away from me


I'll go crazy, crazy, crazy insane


 If you take your love away from me


 I'll go crazy, I'll go insane


If you take your love away from me


I'll go crazy, I'll go insane 


Se você tirar seu amor de mim


Eu vou ficar louco, louco, louco, maluco


Se você tirar seu amor de mim


Eu vou ficar louco, vou ficar maluco


 Se você tirar seu amor de mim


Eu vou ficar louco, vou ficar maluco


 


 Draco sorriu embaixo do chuveiro. Lembrava-se com nitidez daquele dia. Afinal de contas, foi a primeira vez que ficou apavorado diante da perspectiva de perder sua Hermione. Deu uma risada debochada. Aquela seria a primeira de várias vezes que teve esse temor. Voltou a lembrar da cena dos beijos e sentiu que estava extremamente excitado. Seu pênis latejava à simples lembrança de beijos mais profundos de sua Hermi. Aproveitou que sua mão estava ensaboada e foi lentamente a deslizando pelo seu pênis.


No início bem calmo. Como uma massagem. 


Para frente e para trás.


À medida que seu prazer foi ficando mais urgente, foi intensificando a massagem. Agora sua mão já deslizava com vontade, apertando a cabeça de seu pênis em movimentos rápidos de vai e vem.


 Fechou os olhos. A imagem de Hermione veio em sua mente. Ela sorria-lhe e suspirava pelos beijos em seu pescoço. Uma das mãos de Draco apoiou na parede molhada do banheiro, enquanto a outra massageava o escroto e toda a extensão de seu pênis. Com a mão fechada, subia e descia. Não conseguiu mais prender o gemido. E a imagem de Hermione sorria-lhe ainda mais. 


 


Ao ver Hermione sorrir, o rapaz loiro aumentou a pressão que seu corpo fazia na Castanha. Suas mãos lentamente começaram a deslizar primeiro pela barriga dela. Foram até os seios. Hermione soltou um gemido. Draco sorriu de lado e mordeu o lóbulo da orelha da Castanha. Hermione soltou um suspiro, junto com um gemido mais alto.


 


Draco gemia baixinho no banheiro. Mordia os próprios lábios em uma tentativa de não se denunciar. Mas as lembranças que vinham não ajudavam. Os movimentos de vai e vem se intensificaram. Logo o êxtase viria... 


 


O pênis de Draco já latejava e ele tentava não encostá-lo na Castanha para que ela não percebesse o estado em que ele estava. Mas ao ouvir o suspiro seguido de gemidos não aguentou. Seu pênis pressionou a Castanha fazendo-lhe abrir os olhos e o olhar assustada. 


 


Draco sorriu com essa lembrança. Ao mesmo tempo em que soltou um gemido rouco. Havia gozado. Sentiu suas pernas bambearem. Era sempre assim. Sempre que pensava em sua Hermione. Com um sorriso no rosto, voltou a tomar seu banho.


 


 Hermione se assustou ao sentir o pênis duro de Draco sobre si. Percebeu que o rapaz a olhava profundamente.


-É. Hã. Malfoy. – a Castanha estava da cor dos cabelos dos Weasley- Acho que agora eu preciso ir de verdade.


-Não!- disse Draco dando um selinho na castanha.


-Eu preciso ir! – Disse a castanha retribuindo o selinho – É sério, Malfoy. Daqui a pouco os meninos começam a me procurar. A gente se encontra por aí, ok?


- Então vamos continuar nos encontrando? – Perguntou Draco em um sorriso.


-Ahh droga- disse Hermione, enquanto balançava a cabeça negativamente – eu devo estar realmente ficando louca, mas eu também penso o tempo inteiro em seus beijos.


Ao ouvir essa afirmação vinda da boca de Hermione, Draco a agarrou e lhe beijou com ternura.


 -Hum está bem, Malfoy. Solte-me eu preciso ir – disse a Castanha sorrindo. Mas Draco continuou a abraçando – Hum, Malfoy? Dá para me soltar?


-Não, só quando você me chamar da maneira adequada!


-Como? - Perguntou Hermione. A Castanha sempre ficava assustada toda vez que Draco se comportava como se fossem íntimos.


– E qual seria a maneira adequada de lhe chamar?


-Oras- disse Draco dando um selinho – Eu te chamo de Hermi. Logo...


-Ok – Hermione respirou fundo – Draco. Você pode me soltar?


Draco sorriu e afrouxou o abraço. Hermione saiu de seus braços e foi para perto da porta.


-Tchau, Draco. A gente se encontra por aí.


-Tchau, Hermi.


Hermione correu de volta para o seu salão comunal. Sua cabeça estava cheia. Mas não pensaria nisso agora.


 Draco permaneceu durante um tempo na torre. Sentado no chão. Pensando nos rumos que sua vida vinha tomando. E em seu relacionamento com sua antiga inimiga. 


 


Draco finalizou seu banho, vestiu-se e perfumou-se. A lembrança de quando se descobriu apaixonado por Hermione Granger avivou em seu peito a chama de seu amor pela Castanha. Desceu resoluto para o almoço. Imploraria para que ela ficasse com ele e Lizza. Imploraria para que pudessem ser uma família.


 


N.A.:  Música do capítulo : “Don't leave me” - Blackstreet


Mais um capítulo reescrito e postado. Estou tensa, o próximo cap. é inédito. Escrito depois de quase quatros anos de fic parada.  


Agora os comentários...


jessica salicio da silvaObrigada mais uma vez pelo comentário. E também acho a Lizza fofa. Vamos ver até quando...


Ruby BlackEu não vejo pelo lado da Hermione estar sacaneando. Eu um emaranhado tão complexo que poucos estão inocentes do que estão vivendo no momento. São as consequências de escolhas não muito felizes no passado. Acho que no próximo vai conseguir entender um pouquinho melhor essa relação dela com o Ron. Em relação à gravidez ainda falta um pouco para chegar lá...


Júlia rodrigues valenteÉ, eu achei que mexendo umas palavras aqui, corrigindo uns erros ali ela ficaria mais inteligível mesmo. Quando ela surgiu na minha mente surgiu assim, confusa e cheia de flashes...Estou tentando interligar todos os fatos para passar para vocês...Que bom que está gostando..


Hilary J. S. Lestrange – Concordo com você, Draco é sempre perfeito rsrsrsrs. Mas ainda não foi nesse capítulo que descobriu o que aconteceu no almoço.


M R CTe confesso que as partes que sempre acho mais difícil escrever em minhas fics  é a aproximação desses dois. Para mim é um desafio. Fico louca quando preciso escrever uma short kkkkkkkkkk Fico feliz que tenha achado “natural e verossímel”. O almoço...ai ai...


 Landa MS O ponto alto da fic são os flash mesmo. Ela é constituída de lembranças para que entendam o desenrolar da história. É ainda vai precisar aguardar um pouco para saber como Hermione conseguiu entregar sua filha para o Draco.


 


Até o próximo capítulo. Bjos Maris


 


N.B.: Quantas lembranças safadinhas, Draco Malfoy.... rsrsrsrsrsrs

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 7

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Serena Sly em 24/07/2012

Reli de novo pela setima vez só pra estar totalmente fresco no meu cerebro.... outras partes tambem estão acesas hahahahahahahah mas só no cap novo néh Maris ?kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk hj néh...daqui a pouco néh? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... to aqui esperandoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Déia Santos em 23/07/2012

necessito do almoço em família urgente! as lembranças de Draco me deixaram nem fôlego. imagino como Lizzie deve ser... um anjinho *-*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por The Daily Doll em 23/07/2012

Esse almoço que não chega, já ta me dando fome rsrs, deve acontecer algo de importante nele. O Draco com ciúmes, adoro *0* rsrs, ele com ciúmes do Krum, do Rony, bancando o possessivo dono de tudo, Hermione devia ter beijado Krum na frente dele pra ele aprender rsrs. E o Draco querendo implorar pra ela, acho que ela não vai ceder tão fácil assim, ela ta mais orgulhosa q ele, mas é só ele fazer ela de lagartixa que ela se derrete rsrs. Ansiosa para o próximo cap, bêjuxs =*

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Prado Soares em 20/07/2012

aaaahhhh maris... assim vc me tortura!!!agora é que o bicho pega! sauhsauhsuhsa quero nem ver... alias, qro sim! e muito! kkkkkkcara, eu quero o draco pra miiim *--* acho tão bonitnho quando ele fica confuso xD dramione é muito bom, nossa... *--* o prox capitulo vai ser fogo! ve se não demora mt tempo, mocinha! vou acabar ficando louca aqui... pode ter certeza q assim q ele aparecer eu corro aqui!!! *--* beijão maris!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por M R C em 19/07/2012

ah que gracinha!
gosto de ler fics com a perspectiva do draco, pq é sempre mais empolgante ver como e quando ele começa a se apaixonar de verdade!
acho que nao comentei, mas acho interessante o foco romantico da fic se passar no 4 ano deles..
a maioria das fics foca no 6 ano, por ser mais dramático pro draco, mas confesso que to adorando veer os dois juntinhos por conta do impacto que ela causou nele no yule ball ! =]   

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Minerva Lestrange em 19/07/2012

Awn, ele vai pedir pra ela ficar e eu to prevendo que no próximo capítulo eu vou chorar, eu sempre choro quando ele fica mais fofo ainda pedindo pra ela ficar. Enfim, esse capítulo ficou muito perfeito, sério, vou contar os minutos pelo próximo, mas... Pelo que eu vi a Lizza mentiu que a Hermione queria a companhia dele, isso vai dar rolo, só acho. Bom, espero que não demore para postar o próximo. Beijos!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por jessica salicio da silva em 19/07/2012

Ai que agonia será o próximo capitulo, eu já tinha visto a fic antes e agora to aqui morrendo mais uma vez. Ansiosa para o próximo, inédito e lindo capitulo que eu sei que vira. *-* E por que será que a hermione não resistiu a ele? Porque  ele é um Malfoym lindo e Sedutor Malfoy. Acho que todas sonhamos com esses Draco's; ksoaks

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.