FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

26. Devaneios


Fic: Ex-grifinória: A história de Gina Weasley


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

N/A: Aqui vai a continuação Carolina Matos e eu ainda faço um capitulo em comic sans em sua homenagem, Srta. Teixeira obrigada pela dica.


E por favor, se alguém esta lendo isso, comente, nem que seja para falar que ficou horrível, que odiou ou para me xingar por ser a pessoa mais lerda e enrolada do mundo, é só que eu preciso saber o que vcs estão achando.


Espero sinceramente que gostem.




***


Devaneios




Estava frente a janela do salão comunal da Grifinória, olhando ao longe sem ver nada. Estava abraçando a mim mesma, como que em uma tentativa de me acalmar e confortar, mas minha mente girava demais para que isso fosse possível. Eu não sei exatamente o que me perturbava em meio a tudo isso, mas perturbava. Ficava tudo girando na minha cabeça, formando estranhas combinações, como se eu devesse saber alguma coisa, como se tivesse algo de que eu não me lembrasse, algo que eu precisava saber.


E meu cérebro formava as mais estranhas combinações, o baile do torneio tribruxo se misturava a tarde em que eu soube que Angelina estava grávida, a felicidade dela por ter um filho de Fred a doença que ele teve quando era pequeno. Tudo se misturava me deixando confusa e abalada. Eu queria desesperadamente falar com Jorge, esclarecer tudo aquilo, eu queria que ele me desse uma explicação razoável para tudo aquilo, mas eu sabia que isso não ocorreria, começando pelo fato de que eu queria distancia dele, dela e da coisa, como eu "carinhosamente" chamava meu sobrinho ou sobrinha.


Os risos e conversas atrás de mim subitamente se reduziram e eu ouvi sussurros seguidos por passos em minha direção. Eu continuei olhando para o nada, fingindo não perceber Harry parado atrás de mim sem saber o que fazer. 


-Gina... - Ele chamou inseguro.


Eu só olhei para ele, quase como se o desafiasse a falar alguma coisa, eu estava tao tremendamente irritada com a vida.


-O que foi dessa vez? - Ele perguntou com um suspiro.


Eu finquei as unhas em meus braços engolindo uma resposta mal criada, e ele não estava exatamente ajudando com todo esse ar "não aguento mais suas birras".


-Nada - Respondi seca voltando a olhar pela janela.


-Eu estou preocupado com você... - Ele disse suavemente pondo as mãos em meus ombros.


Eu fechei os olhos com força, droga, não devia ser tão fácil me fazer esquecer que eu estava irritada e sem vontade de contar tudo a ele.


-É que... - Eu engoli em seco - Eu não sei como começar a te contar isso Harry... Mas nas férias, um dia eu passei na frente do quarto do Fred e do Jorge e eu... Eu descobri... Ah, uma coisa - Eu murmurei sem saber ao certo como jogar a bomba - E ontem eu achei que tinha visto o Fred, mas acontece que não era o Fred - Eu olhava desesperadamente para ele, tentando fazê-lo compreender - E a Angelina também tinha achado que era o Fred e por isso...


-Chega - Ele pediu delicado, mas firme - Chega dessa história Gina. Eu sei que era seu irmão e que ele morreu e que foi difícil, mas já está na hora de você colocar um ponto final em tudo isso!


Eu olhei para ele frustrada, porque ele não entendia? Porque ele, de todas as pessoas, não conseguia entender o que aquela perda representava para mim, o quanto doía, o quanto eu precisava entender tudo o que tinha acontecido antes de por um "ponto final" nisso tudo, seja lá o que isso fosse. 


Eu engoli as lágrimas e as respostas mal criadas, eu já estava meio grandinha para tudo isso e resolvi agir pela primeira vez como a maior de idade que eu era. 


-Você está certo - Admiti me forçando a sorrir - Mas eu não faço idéia de como fazer isso.


-Vem ajudar a gente com a Arrecadação - Ele sorriu orgulhoso de seu progresso me relação a mim - Quem sabe depois da homenagem aos mortos, você deixe o Fred ir.


Deixei que ele me puxasse pela mão até onde estavam um grupo de conhecidos confabulando e trabalhando em alguma coisa que eu não conseguia ver.


-O que vocês estão vendendo exatamente? - Perguntei insegura.


-Ingressos - Disse Rony debaixo de uma pilha de papel picado.


-Para...?


-Jogo de quadribol beneficente! - Sorriu Neville orgulhoso de sua pilha organizada de tickets cortados.


-Ah... Posso ajudar? 


Em resposta pessoas de todos os cantos me jogaram papel e tesoura. "Trabalhar para não pensar, meu mais novo lema" Determinei.


Alguns milhares de cartazes de anuncio tickets feitos e picotados depois eu estava caída exausta no sofá, meio adormecida e meio acordada. Eu entreouvia trechos da conversa sem a menor vontade de participar dela, quando senti alguém levantando minhas pernas por um instante, para sentar-se no lugar onde elas estavam antes de colocá-las de volta onde estavam. Um arrepio percorreu meu corpo ao sentir aqueles braços carregando minhas pernas e eu me levantei, me sentando sem sair do lugar. Eu devia estar realmente mais cansada do que imaginava, pois por um instante meu tronco fraquejou e eu comecei a cair de volta no sofá. Foi quando aqueles mesmos braços me seguraram com firmeza por trás, me colocando novamente sentada e me segurando assim. Sentada daquele jeito eu roçava o tronco dele, e eu acabei me deixando repousar sob seu peito, minha cabeça em seu ombro, e meus braços passados pelo seu pescoço. Ele me segurou com mais força e eu subitamente tive consciência de cada ponto em que nós dois nos tocávamos e os arrepios suaves percorriam meu corpo em diferentes intensidades. Inclinei minha cabeça para trás de leve e olhei em seus olhos, ao mesmo tempo completamente indefesa e totalmente protegida em seus braços.


Seus olhos responderam com intensidade aos meus e nossos olhos estavam fechados antes que tivéssemos consciência, nossas cabeças lançadas de encontro uma a outra sem que percebêssemos e nossos lábios urgentes. Todo o resto do mundo e de meus pensamentos e preocupações desapareceram a medida em que íamos nos abraçando mais e mais, e tudo que existia era eu e ele ali, naquele momento, tomados de paixão.  


Seus lábios desceram para o meu pescoço me fazendo ofegar e então voltaram para os meus que os buscavam desesperadamente. Enrosquei uma das minhas mãos em seu cabelo e puxei rosto para ainda mais perto. Eu já não comandava minhas ações, estando totalmente a deriva das sensações.


Foi somente quando a necessidade de respirar imperou que paramos de nos beijar, nos abraçando, se é que possível, com mais força ainda. Suas mãos esmagavam minhas costas e uma das minhas mãos o puxava pelo pescoço enquanto a outra ainda estava enroscada em seu cabelo. Repousei minha cabeça em seu ombro soltando um profundo suspiro.


-Draco... – Eu sussurrei embebida de desejo.


A respiração dele já completamente irregular se intensificou e seu coração começou a bater tão forte quanto o meu, de alguma forma estávamos nos fitando novamente, olhos castanhos e cinzentos tentando se fundir, antes de nossos lábios se unirem mais uma vez.


Seus lábios mais uma vez foram para o meu pescoço e eu inclinei a cabeça para trás, até que me faltou ar e eu me apoiei no sofá para sentar. Assim que dei uma golfada de ar abri meus olhos e me vi fitando perplexa, o salão comunal da Grifinória, onde todos ainda organizavam seus papéis e conversavam e Harry, sentado na ponta do sofá onde eu estivera deitada momentos atrás sorriu.


-Acordou bela adormecida?


-Há... Há quanto tempo eu estou dormindo? – Perguntei levando a mão a cabeça completamente atordoada.


-Há uma meia hora, até que de repente você se sentou e arfou como se estivesse com falta de ar... – Respondeu Rony agora visível com a pilha de papéis arrumados.


-Aham... – Murmurei apavorada e zonza me levantando.


-Está tudo bem? – Harry me pegou pelo pulso.


Eu me virei e cometi o erro de olhar naqueles olhos verdes, que droga, que droga, que droga! Porque tinham que ser verdes?


-Ah claro...


Eu me afastei dali o mais rápido possível tentando conter a náusea da constatação de que eu havia sonhado com Malfoy na presença de meu próprio namorado. Com o coração acelerado e a cabeça zumbindo eu me enfiei em um banho desesperada para que a água levasse minhas lembranças e pensamentos.


 



Continua...



Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 7

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vritupotter em 23/02/2021
The heart wants what it wants né Gina... Mas Malfoy vai ter que trabalhar muito pra merecer seu coração. O que eu fiquei CHOCADO foi que essa discussão com Harry foi real e não um pesadelo... Completamente sem tato e sem noção com nossa heroína :( garoto tosco
Nota: 0

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Edu Weasley Potter em 17/12/2011

Muito Bom!!!

Nossa tava lendo
e resolvi me cadastrar pra falar uma coisa:

só comecei ler sua fanfic por causa que era uma das poucas que NÃO falava que a Gina ia ter um caso com o Malfoy, e agora é o assunto quase principal da fanfic: Gina com uma paixão escondida por Malfoy....

Tava adorando sua fanfic.... E ainda quero o próximo pois vc escreve bem!!!!

 

 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Amy Peverell em 05/11/2011

estou adorando muuito a fic! você escreve muito bem! parabéns, mas eu pessoalmente prefro harry e gina... hahahaha! estou muito anciosa pro proximo capitulo! lança loogo! hahahahaha

Nota: 4

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Carol e Duda Arôxa em 25/10/2011

Ooi, desculpa a divulgação, mas é que a gente tá começando agora e ajudaria muuito se vocês - todos vocês, psé - ajudassem á divulgar. O link da fic é essa aqui : http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=41575

Desculpa denovo por divulgar, mas estamos começando!

A fic está maravilhosa, parabéns!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Carolina Matos em 14/10/2011

Muuito bom, amando a fic *--* Escrever tão beem assim é dificil hoje em dia, parabéns.

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por segredos-imaginaveis em 14/10/2011

Bem... a fic esta se voltando para a gina e o draco. Eu prefiro a gina e o harry juntos

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Ana Slytherin em 12/10/2011

Isso é maldade !!!! eu n acredito que era um sonho !!!
espero q isso seja um adiantamento das cenas DG
Harry ta ficando chatinho
N preciso dizer que eu amei o cap neh 
foi mal mesmo n ter comentado o cap anterior , eu li correndo e acabei esquecendo mas prometo q isso n vai se repetir, prometo
Eu preciso de mais!!!

 

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.