FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

ATENÇÃO: Esta fic pode conter linguagem e conteúdo inapropriados para menores de idade então o leitor está concordando com os termos descritos.

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo



______________________________
Visualizando o capítulo:

27. Grávida.


Fic: Eu sou seu destino - Tiago&Lílian. - Concluida.


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Acordei sentindo os lábios quentes do Tiago em meu rosto, era assim todos os dias, ele me acordava com um beijo antes de ir para o ministério, o serviço lhe ocupava boa parte do tempo, por isso ele não se permitia ir sem falar comigo, eu ainda grogue de sono acreditei que fosse um dia de semana comum, estava prestes a me levantar quando ele sussurrou em meu ouvido.
- Hoje é sábado amor, fica mais um pouco na cama que eu vou trazer nosso café.
Eu não pude deixar de sorrir, ele fazia questão de preparar o café nos finais de semana. Ainda deitada e com os olhos fechados eu comecei a pensar em como as coisas aconteceram rápido em nossas vidas, assim que nos formamos em Hogwarts já nos casamos, passamos três meses casados até que o Tiago recebeu uma proposta do ministério da magia, algo de muito ruim estava crescendo no mundo bruxo, as más línguas diziam que uma guerra era eminente, então ele se propôs a ajudar, sem nenhum cargo fixo, sem nenhuma remuneração estrondosa -dinheiro era a última coisa de que nós precisávamos - Dumbledore fundou uma organização denominada Ordem da Fênix formada por poderosos bruxos, e é claro que o meu Tiago estava nessa, eu também fazia parte da Ordem, mas os meninos eram bem mais ativos, eu continuei meus estudos, estava no segundo – e último ano – do curso superior em magia, talvez eu voltasse para Hogwarts como professora...
Senti o aroma da típica parte do café que pertencia somente ao Tiago, às frituras!  Merlin, como alguém comia ovo, bacon e carne de pernil pela manhã? Senti meu estomago embrulhar, fiz uma anotação mental para pedir ao Tiago que fechasse a porta da cozinha quando ele fosse cozinhar. Abri meus olhos e a claridade já tomava conta do meu quarto, sentei-me na cama quando ouvi os passos do Tiago subindo as escadas.
Quando ele entrou no quarto eu levei um susto, ele trazia em uma das mãos uma bandeja enorme, com suco, frutas, pães e bolachas de um lado, do outro lado estava o seu prato lotado de gorduras trans. Na bandeja havia varias fitas de cetim amarradas com bexigas em formato de coração que flutuavam, e na outra mão ele tinha um buquê de flores maravilhoso, com no mínimo vinte rosas daquela bem grande na cor vermelho.
- Feliz dois anos de casada! – Ele me desejou com um sorriso enorme nos lábios.
Oh! Merlin eu tinha me esquecido que era hoje. – Levei as mãos na cabeça desolada.
Tiago lhe estendeu o buque de rosas que ficaram laranja assim que eu a aceitei.
- Do que está com vergonha? – Tiago quis saber.
- É que eu não me lembrava de que era hoje, quer dizer eu sabia o dia, só não sabia que o dia era hoje... – Disse me embaralhando toda.
- Hum...Terei que pensar em um castigo terrível para você. – Ele disse sentando-se na cama. – Algo que envolva nossos corpos – ele continuou fingindo estar pensativo.
Eu sorri abertamente pegando um morango da bandeja, nesse momento o Tiago me olhou com uma intensidade desconcertante.
- Que foi? – O questionei.
-Me lembrei da nossa época em Hogwarts e de como você me deixava louco com os seus morangos pela manhã.
Eu sorri junto com ele.
- Parece que foi há tanto tempo... – Eu lhe disse.
- Para mim nada mudou, a única diferença é que hoje, graças a Merlin eu sei que gosto tem a sua boca depois de comer tantos morangos.
Tiago colou seus lábios nos meus me deixando tonta, ele estava certo, nada havia mudado, meu amor por ele continuava o mesmo e eu continuava extremamente apaixonada.
- Obrigado por me proporcionar os melhores anos da minha vida – Eu sussurrei em seus lábios.
- Eu espero estar com você até o último dia da minha vida – ele me respondeu.
Eu comi mais do que o habitual, na verdade eu comi tudo que tinha na bandeja e pasmem...
- Mor, dá um pouquinho desse ovo com bacon, está com uma cara boa! – Eu disse.
Tiago me olhou com espanto, mas espetou ovos e bacon no garfo e levou até a minha boca. Nossa, que delícia - Depois ele comia uma garfada e me dava outra até acabar tudo.
- Essa é nova, nunca te vi comer fritura pela manhã – Ele me disse.
- Ah! Mas me deu vontade.
Tiago soltou as bexigas da bandeja e elas voaram para o teto.
- Vou à cozinha levar a bandeja, quer mais alguma coisa? – Ele me perguntou como sempre fazia.
- Um copo de yogurte. – Disse distraída
Tiago me olhou atônito.
- Yogurte?.. Com ovos e bacon, suco de laranja e morangos? – Ele perguntou com as sobrancelhas levantadas.
Eu não respondi, realmente estava estranho...
Tiago desceu e ao voltar me trouxe um copo cheio de yogurte de morango bem gelado, tomei tudo sem desencostar os lábios do copo, até perdi o folego, mas quando eu terminei de beber algo errado aconteceu, meu estômago revirou de uma maneira horrorosa, o cheiro do yogurte se tornou insuportável e eu corri para o banheiro. Que eu me lembre eu nunca tinha passado tão mal em toda a minha vida.
- Lily, você está bem? – Tiago me perguntava da porta, sua voz transbordava preocupação.
- Estou. – Respondi um pouco sem força.
Escovei meus dentes, lavei o rosto e penteei os cabelos, quando sai do banheiro eu o vi encostado na parede de frente para a porta, os braços cruzados no peito nu.
- Quer ir ao médico? – Ele me questionou.
- Não, eu não estou acostumada a comer fritura pela manhã, não sei o que me deu para comer bacon frito. – Praguejei.
- Oh princesa, vem cá – Ele disse me puxando para junto de si – Não te dou mais bacon pela manhã está bem? – Ele disse sorrindo.
 
Entrei no closet, tirei meu pijama e coloquei um vestido lilás que eu ainda não tinha usado, depois peguei meu buque que estava em cima da cama para coloca-lo em um vaso, nesse momento lembrei-me da primeira vez que ganhei esse tipo de rosas do Tiago, da nossa reconciliação e em quanto eu era extremamente feliz! Lembrei-me da Angélica olhando para a rosa verde rs, senti saudades da minha amiga que havia viajado a alguns meses e ainda não tinha mandado notícias, talvez ela estivesse tentando superar de vez o que ela sentia pelo Sirius, ainda mais depois que ele começou a namorar sério uma moça da Ordem da Fênix chamada Marlene. Hoje teria encontro da Ordem e os bruxos estavam prestes a chegar em casa.
*
Os primeiros que chegaram foram o Sirius e a Marlene, ele não tinha perdido nenhum pouco o seu semblante debochado e continuava muito bonito, os anos tinham feito bem a ele, e sua namorada, nossa era uma mulher de parar o trânsito.
- Oi Lily, que saudade, faz um dia e meio que não te vejo. – Sirius disse me abraçando.
- Pois é, você não desgruda do meu marido, vive aqui me infernizando. – Eu disse num tom descontraído.
- Eu o conheci primeiro, então...
- Ah! Marlene não sei como você aguenta! – Disse revirando os olhos enquanto a cumprimentava.
- Nem eu Lily. – Ela me respondeu em meio a gargalhadas.
Tiago veio nos receber já com quatro garrafinhas de cerveja amanteigada, olhei no relógio que marcava dez e meia da manhã.
- Nossa começou cedo! – Brinquei.
- Então você não quer? – Tiago disse brincalhão, enquanto dava uma cerveja para o Sirius e outra para Marlene.
- Ora, capaz mesmo. – Eu respondi pegando minha cerveja da mão dele. Fazia um calor descomunal em maio, nada melhor do que uma cerveja bem gelada para aplacar o calor. Abri minha cerveja facilmente, mas quando eu dei o primeiro gole meu estômago embrulhou novamente, dessa vez mais forte do que a primeira, o cheiro da cerveja me causava uma ânsia como se fosse um cheiro ruim, larguei minha cerveja em cima da mesa e corri para o banheiro.
- O que ela tem? – Escutei o Sirius perguntar.
- Comeu fritura essa manhã. – Tiago o respondeu distraído.
Quando eu saí do banheiro a sala estava cheia, as reuniões em casa sempre tinham as mesmas pessoas, não eram todos da Ordem, mas os mais comprometidos, Sirius e Marlene, Lupin, Rabicho, Dumbledore, Hagrid e Mc Gonagall.
Quando eu entrei na sala ainda me sentia tonta - talvez eu devesse mesmo ir ao St. Mungus hoje.
Cumprimentei a todos em um Oi coletivo e me sentei ao lado do Tiago, tive a impressão que a bruxa McGonagall me olhava de forma estranha, ela tinha um sorriso acusador nos lábios, fora ela todos estavam tensos, as noticias eram as piores possíveis, os meio-sangue estavam sendo cassados pelos quatro cantos da terra, as maldições imperdoáveis estavam sendo utilizadas sem controle, os dementadores fugiram de Askaban deixando a prisão abandonada, comensais vagavam pela terra matando inocentes... A guerra estava formada. Conforme Dumbledore ia narrando a situação do mundo bruxo eu ia sentindo o medo apertar meu peito, não por mim, eu nunca tive medo de morrer, mas por aqueles que eu amava, eu via a raiva lampejar nos olhos do Tiago e eu sabia que ele lutaria até o fim, talvez pelo fato de eu ser trouxa ele tenha uma tendência a levar o motivo da guerra para o lado pessoal... A dor no meu peito foi aumentando, resolvi buscar um copo d’agua, mas assim que me levantei senti uma tontura absurda e não vi mais nada.
Acordei deitada na minha cama com o Tiago sentado na cabeceira me olhando aflito.
- Graças a Merlin você acordou princesa, como está se sentindo?
- Estou bem, apenas me impressionei com o tema da conversa. – O respondi numa voz fraca.
McGonagall entrou no quarto e trazia nas mãos uma poção fumarenta de cor amarela.
- Como está se sentindo Lílian? – Ela me perguntou sorrindo.
- Estou bem, como disse ao Tiago eu apenas me impressionei com o tema pesado da conversa. – A respondi.
- Trouxe uma poção que vai te fazer sentir melhor. – Ela disse me estendendo o copo com a poção.
Eu confiava cegamente nos poderes bruxos da McGonagall, nem perguntei para ela do que se tratava a poção apenas a tomei, o gosto não era muito bom, mas me trouxe um alivio imediato, não havia mais tontura, nem cansaço e melhor ainda, o enjoo que eu senti o dia todo passou.
- Merlin que poção milagrosa é essa? – Perguntei sorrindo para ela.
- Se quiser deixo a fórmula para você, algo me diz que vai precisar! – Ela respondeu saindo do quarto.
Levantei-me e o Tiago veio me ajudar, mesmo eu falando para ele que não era preciso.
- O tema lá embaixo está mais ameno, os membros da Ordem já foram embora, apenas o Sirius está na sala esperando pelo almoço. – Tiago disse sorrindo.
- Eles foram embora por minha causa? – Perguntei.
- Não princesa, já são quase uma hora da tarde.
- Nossa! – Disse me sobressaltando – Coitado do Sirius deve estar morrendo de fome.
- Eu já dei um osso pra ele roer.
Eu sorri.
- E você amor, está com fome?
- Um pouco, mas a McGonagall fez o almoço.
- É mesmo? Ela prestativa como sempre. – Disse.
O almoço estava muito, mas muito gostoso, fazia tempo que eu não comia um tempero diferente, no começo eu fiquei com medo de comer, mas a McGonagall me afirmou que com a poção que eu havia tomado não havia a menor chance de eu passar mal, então eu comi de uma forma absurda, pensando bem já fazia algum tempo que eu vinha comendo mais do que o habitual.
- Nossa Lily você passou a semana inteira sem comer? – Sirius me perguntou fingindo espanto.
- Engraçadinho... Mas eu estou sem nada no estômago, tudo que eu comi hoje eu coloquei para fora, se é que me entende...
- Não implica com ela. – Tiago disse dando um tapa na cabeça do Sirius que devolveu o tapa na mesma proporção.
Homens!
Após o almoço a McGonagall me chamou para conversar na cozinha.
- Posso lhe fazer uma pergunta um tanto pessoal? – Ele disse visivelmente sem graça.
- Claro que sim. – Eu a respondi.
- Primeiramente não se assuste com o que vou dizer, mas quando eu te vi eu notei que você carrega uma energia muito grande, depois todos esses enjoos e desmaios...
Eu não sabia aonde ela queria chegar com aquela conversa.
- Sua menstruação está atrasada? – Ela perguntou por fim.
Ah! Merlin, essa não. Contei nos dedos duas vezes antes de afirmar.
- Sim, 16 dias.
McGonagall sorriu para mim, mas eu não consegui mover um músculo sequer do meu rosto, nem de parte nenhuma do meu corpo, senti minhas pernas bambearem.
- Será? – Eu disse aflita.
- Eu fiz uma poção enquanto preparava o almoço – ela disse me estendendo um pequeno vidro com um liquido transparente dentro – você toma e na próxima vez que for ao banheiro saberá o resultado, se urinar normal é porque deu negativo, se urinar rosa é positivo e é uma menina, se urinar azul é positivo e é um menino, entendeu?
- Azul menina, rosa menino... NÃO, rosa menina, azul menino, normal nada... Vai dar normal, eu sei que vai. - Eu dizia feito uma louca segurando o frasquinho com toda a minha força.
- Eu tenho que ir agora querida, e não se esqueça de me dizer o resultado, estou ansiosa para saber se é menino ou menina. – Ela me disse.
- Ou nada, não se esqueça de que esse exame também pode dar negativo!
Ela fez uma cara de quem não acreditava muito nessa hipótese e sorriu.
- Sim, me avise também se der negativo!
*
Estava eu, o Tiago e o Sirius sentados na sala jogando conversa fora, os dois ainda bebiam cerveja amanteigada, mas eu por precaução resolvi não tomar, eu tentava não pensar no assunto, mas a possibilidade de estar grávida – e só de pensar nessa palavra eu já tremia – estava quase me enlouquecendo, porém quem disse que eu tinha coragem para fazer logo esse bendito teste?
Fui para a cozinha e bebi um copo grande com água gelada, sentei na cadeira e apoiei meus braços na mesa enquanto girava o frasco com a poção nas mãos, ia ser agora, nada pior do que uma dúvida, mas e se desse positivo o que eu iria fazer? Ter um filho em meio a uma guerra era loucura, ainda mais um filho mestiço, mas por outro lado, eu sempre quis ter um filho do Tiago, seria justo anular meus desejos por conta de um louco? E o Tiago, será que ele ia gostar da ideia de ser pai?... Oh! Merlin, o Tiago pai, essa eu quero ver, NÃO, não quero ver não!?
Encostei minha testa no tampo frio de mármore da minha mesa e respirei fundo.
- Tudo bem Lílian. – Ouvi o Sirius perguntar ao meu lado.
- Sim. – Respondi sem levantar minha cabeça.
- Você ficou muito estranha depois do almoço, ainda está passando mal? – Ouvi uma cadeira sendo puxada e ele sentando ao meu lado.
- Estou bem Sirius. – Minha voz saiu tão mentirosa que nem eu acreditei nas minhas palavras.
- Lily, eu sou seu amigo a tanto tempo, pode confiar em mim. – Ele disse colocando a mão no meu ombro.
Levantei minha cabeça e respirei fundo, eu estava tremendo e começando a suar frio, mas desabafar com alguém seria bom, e eu não queria desabafar com o Tiago, porque se desse negativo ele ia se preocupar sem motivo.
- Sabe o que é... há uma possibilidade de eu estar grávida. – Disse num sopro só.
O rosto do Sirius se iluminou de uma forma contagiante, seus olhos ganharam um brilho estonteante.
- Por Merlin Lily, você tem noção do quanto isso fará o meu amigo feliz? – Ele disse em meio a um sorriso enorme.
- Estou com medo. – Disse numa voz fraquinha.
- Medo do quê? – Sirius me perguntou franzindo o cenho.
- Se eu realmente estiver grávida, meu filho será um meio sangue e correrá riscos...
- E você realmente acha que o Tiago deixará algo de ruim acontecer com o seu filho? Ou que eu deixaria? – Sirius disse visivelmente ofendido.
Olhei para as minhas mãos, para o pequeno frasco que me revelaria toda a verdade.
- Você está certo – disse tomando o conteúdo do frasco – agora é só esperar o resultado.
Sirius sorriu abertamente.
- Infelizmente eu terei que ir embora, eu marquei com a Marlene, mas assim que souber me mande um patrono avisando, por favor. – Ele quase suplicou.
Eu sorri do jeito moleque dele, eu tinha muita sorte de ter ele como amigo.
- Pode deixar. – O respondi.
Sirius se levantou, abriu a geladeira e pegou duas cervejas, depois virou-se para mim.
- Nada de cerveja para você hein mocinha, estarei de olho!
Mostrei a língua para ele, justo quem querendo dar uma de responsável... Eu mereço.
*
Eu e o Tiago estávamos deitados no sofá, depois de tanto calor uma chuva forte começou a cair, o barulho típico da água batendo nas janelas aumentava a minha ansiedade, eu estava morrendo de vontade de ir ao banheiro, minha bexiga estava quase explodindo, mas eu estava estática.
- Princesa, você vai me contar o que está acontecendo? – O Tiago perguntou enquanto penteava meus cabelos com os seus dedos.
Olhei para ele e me afoguei em seus olhos castanhos esverdeados.
- Não está acontecendo nada meu amor – Menti descaradamente.
Tiago se aproximou de mim lentamente e então colou seus lábios nos meus, ele me beijou de forma lenta e intensa, seus lábios molhados deslizavam nos meus enquanto seus dedos traçavam as linhas do meu rosto delicadamente.
- Quando achar que deve me contar eu estarei aqui pronto para ouvir. – Ele me disse se endireitando no sofá, aquilo definitivamente partiu meu coração.
Levantei-me e segui rumo ao banheiro, depois de urinar eu não tinha coragem de me levantar do vaso sanitário para olhar se tinha algo incomum na minha urina, me lembrei de nós dois a dois anos atrás quando ele me disse que era muito cedo para colocarmos um filho no mundo, será que ele ainda pensava assim? Levantei-me de olhos fechados e me vesti, respirei profundamente e abri meus olhos.
Safira, oceano, céu, anil... AZUL, muito azul mesmo.
Encostei-me na pia do banheiro e chorei, de alegria, de ansiedade... Novamente o passado voltou a minha mente e eu me lembrei muito nitidamente.
- Está um pouco cedo para o Harry vir ao mundo. - Harry? Eu o questionei - Eu gosto desse nome! – ele me respondeu.
Institivamente levei minhas mãos na barriga, de repente um amor descomunal tomou conta do meu ser, eu estava grávida do único homem que eu amei na vida e que também me amava, eu estava grávida do Harry que nada mais era do que a materialização de um amor descomunal. 
Limpei as lágrimas do meu rosto e dei descarga enquanto observava o líquido azul sumindo, voltei para a sala e quando eu vi o Tiago eu não pude deixar de sorrir. 
- Demorou princesa, estava passando mal? – Ele me perguntou aflito. 
Eu apenas balancei a cabeça negativamente sentando-me no sofá de frente para ele. 
- Estava fazendo um exame que a McGonagall preparou para mim. 
Seus olhos se estreitaram. 
-Exame? Você está doente Lily? – Ele disse se endireitando no sofá, ele estava visivelmente nervoso. 
- Não Potter, não estou doente. – Disse num tom descontraído. 
Ele fez uma careta. 
- Odeio quando me chama de Potter! – Ele disse cruzando o braço no peito. 
Eu sorri e depois me inclinei para ele puxando-o para um beijo, eu precisava daquilo para tomar coragem, eu nem sabia o motivo, mas estava com medo de contar. O barulho da chuva ritmava as batidas do meu coração nervoso.
 - Eu estou grávida – sussurrei em seus lábios que ficaram inertes assim que minhas palavras saíram. 
- Como é? – Ele me perguntou numa voz rouca enquanto me afastava levemente para trás a fim de me encarar. 
Respirei fundo, eu podia sentir minhas bochechas corando violentamente. 
- Eu estou grávida, e é um menino. – Eu disse sentindo meus olhos marejarem. 
O Tiago ficou com um semblante indecifrável, estava mudo, mas a intensidade do seu olhar me amoleceu os ossos, segundos depois levou sua mão esquerda até a minha barriga, senti que ela estava extremamente fria, ele me abriu um sorriso enorme e quando ele piscou grossas lágrimas escorreram dos seus olhos, molhando a sua face. 
- Você acaba de fazer de mim o bruxo mais feliz do universo – Ele disse por fim, depois me beijou de uma forma apaixonante, nossas lágrimas se encontravam em nossos lábios tornando o beijo salgado, mas maravilhoso, enquanto ele me beijava eu sentia seus dedos acariciarem minha barriga calmamente. Cedo demais ele descolou os nossos lábios e então um sorriso maroto surgiu em sua boca. – Eu te amo – Ele disse fitando meus olhos. – Eu te amo – Eu o respondi sorrindo. 
Tiago pegou sua varinha que estava em baixo da almofada do sofá. 
- Se importa se eu contar ao Sirius? – Ele disse feliz como uma criança quando ganha um brinquedo novo. 
- Claro que não, na verdade ele está esperando uma confirmação, eu falei para ele das minhas suspeitas antes dele ir... 
Tiago mandou um patrono para o Sirius com os dizeres:
Você será padrinho de um menino. 
Depois me olhou de um jeito travesso e me deitou no sofá, subindo por cima de mim. 
- Você não tem noção do quanto eu estou feliz. – Ele disse enquanto beijava o meu pescoço. 
- Feliz dois anos de casado! – Eu disse tentando manter a concentração, pois os beijos do Tiago estavam me fazendo perder a coerência. 
Ele sorriu alto, do jeito que eu mais amava, fazendo meu coração se aquecer. 
- Eu ainda vou te castigar por ter se esquecido. – Ele disse numa voz divertida. 
- Acho que esse é o melhor momento para eu ser castigada. – Eu disse colando meus lábios aos dele.
 
***********************************************************
PRIMEIRAMENTE OBRIGADO A TODAS QUE COMENTARAM! 
Eu escrevi uma oneshot James e Lily, eu vi que algumas pessoas que acompanham essa fic já leram ela, se vc ainda não leu o link é esse http://fanfic.potterish.com/menufic.php?id=41314 – comente depois o que achou ok! 
Thai P – Vou escrever o nascimento do Harry kkk, Mérlin não consigo por fim na fic... rs
Vanessa Sueroz – Realmente esses dois são lindos juntos!

MariazinhaEncrenca – Vou escrever o nascimento do Harry e aí sim acaba kkkk. 
Chys – Bom ai está a Lyli descobrindo que está grávida, espero que tenha gostado... 
Viviane Gomes vinagre – Tbem amo esses dois demais
Sah Espósito – Fico feliz que tenha gostado da minha fic, tbem gosto muito da sua... 
Mirian Black – Lily é uma mulher de sorte realmente... fico feliz em saber que vc gostou da minha fic! 
Anjinho doce – Que de anjo só tem o nick rsrsrsrsr, vc me fez rir muito com os seus comentários ao longo da fic. 
Fê Black – Apareceu kkk imagine eu não tenho nada o que desculpar não, fico feliz em saber que vc continua acompanhando minha fic, vou escrever mais um cap sabe... rs 
Patricia m prongs – o que dizer para ti em menina??? Kkk Lindo seu comentário, te adoro viu!

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 9

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por matthew malfoy em 30/10/2011

cadê o nascimento do harry, e que tal vc não matar os pais do harry , e fazer uma fic bem estilo família em que a família potter cresce tenham mais filhos e sejam felizes, que tal?

pense nisso, vc é muito boa autora para não escrever mais, logo não pare  de escrever

abraços

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Thai P em 29/10/2011

ISSSSSSO AI GATAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!! ESCREVE SIMMMM, ai sério ta mt lindo....to anciosa pro próximo capituloooo, n demoraaaaa beijosssssssssss ta lindo sérioooo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Vanessa Sueroz em 12/10/2011

Ahhhhhhhhhhhhhhhhh que fofos!!! adorei o sirius e a prof ajudando ela... e o tiago que amor!!!!!

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por vitorialarissa em 11/10/2011
Que lindo! Que lindo! A gaby me citou e disse que riu com a minha pessoa. Que potência. Me senti importante agora.:D Descobri o que eu quero de dia das crianças... "O que?" " Eu quero um dos marotos da Gaby embrulhados e mandados em via Sedex :D" Ok, ok parei. Beijos ;*
Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por matthew malfoy em 11/10/2011

excelente capítulo,

abraços e estou aguardando o próximo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Chrys em 10/10/2011

Ameeeei essa fic!!!!!!!

Fico ótima!!!!!!

Parabens!

bjo

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por patrícia m prongs em 10/10/2011

Owwwn,que lindo! Tbm te adoro Gaby (y' Vou sentir saudades dessa fic,mas não pare de escrever ok?Quero mais fics desse casal! Amei a sua última ;D

Beeeijos ;**

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Mariazinhaencrenca em 10/10/2011

Perfeito, ñ tem outra palavra q descreva melhor esse capítulo!!!!!!

 

BJS

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por maribsousaxx em 09/10/2011

aaaaah ameeei a fic! Nossa eu li super rápido e virei fã kkk :)) parabéns e não deixe de atualizarrr! beijos xx

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.