FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout  
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout FeB Bordas para criar o Layout
FeB Bordas para criar o Layout
 

(Pesquisar fics e autores/leitores)

 


 

::Menu da Fic::

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo


Capítulo muito poluído com formatação? Tente a versão clean aqui.


______________________________
Visualizando o capítulo:

10. Capítulo 10


Fic: Nuvem de Sonhos - ATT - 20 de Abril 2012


Fonte: 10 12 14 16 18 20
______________________________

Capítulo 10


Draco:


Gina começou a perceber que eu estava diferente. Eu estava infeliz. Não que fosse culpa dela, Gina sabia ser a melhor pessoa do mundo quando queria, a mais amável e mais companheira, quando não estava preocupado em como brecar nosso relacionamento eu realmente a queria por perto, seus abraços eram bons consoladores. Enquanto eu pudesse levar aquela situação adiante eu levaria.


 


***


 


Hermione:


Tudo bem, Harry e eu não conseguimos nos beijar nas vezes em que tentamos, mas quem é que precisava saber disso? Eu também posso ter idéias ridículas.


 


***


 


Draco:


Mais um dia como toda uma poção de outros. Chego à faculdade e vou direto para o lugar onde costumamos nos encontrar. É um lugar quase deserto, os outros alunos não gostam dali, pois é puro mato e é por este motivo que nós gostamos. Blaise agora me acompanha quase todos os dias, só para ver Luna, que já está lá conversando com Gina. Quando nos vêem aproximando-se param a conversa e sorriem. Desculpem o comentário machista, mas as mulheres parecem bem tontas, às vezes.


- Olá meninos – cumprimenta Luna. - Olá – eu e Blaise respondemos em uníssono. - Olá – a voz de Gina não era muito boa.


Como se estivéssemos sempre ligados no automático, sentamos no banco, direcionamos o olhar ao nosso parceiro, damos um selinho demorado e molhado e conversamos abertamente com o restante do grupo, como se o mundo estivesse voltando a funcionar sozinho. E foi neste momento que Harry e Hermione chegaram ao alcance de nossos olhos. Não era novidade vê-los de mãos dadas, sorrindo bobamente e olhando intensamente um para o outro como se compartilhassem o maior segredo do mundo, mas havia algo diferente, um clima novo no ar e logo entendemos o que era. E então, a voz de Gina fez sentido, ela sabia daquilo e meu coração torcia feliz para que ela estivesse percebendo, finalmente, que não me amava. Embora, este mesmo coração, estivesse quase parando pela outra metade do casal, a parte que agora mais do que nunca, jamais me pertenceria.


 


***


 


Hermione:


Por mais louca que eu pareça, a idéia não foi minha... Tá bom, tá bom... Foi minha sim, mas ela não seria nada se Harry não a aceitasse. Combinamos que nos beijaríamos apenas uma única vez, depois não seria mais necessário, para todos os efeitos nós não gostávamos de nos beijar em publico, o que não era mentira também. Quando chegamos à faculdade (ele passou em casa para que fossemos juntos) e avistamos o nosso grupo no local de sempre, demos apenas mais alguns passos e rimos alto, para que nos vissem, para chamar a atenção. E quando nossos amigos nos olharam, Harry me puxou para mais perto e me beijou. (Comentário à parte: Sem contar as duas vezes que não chegaram a ser nem um selinho, aquele era meu primeiro beijo em nove anos e foi bom, foi muito bom). Como já havíamos combinado, nos separamos lentamente do beijo, as mãos dele subiram de minha cintura para meu rosto, ele prendeu seu olhar ao meu, acariciou meu rosto e me abraçou. E foi abraçados lado a lado, com um sorriso grande no rosto que caminhamos até nossos amigos. Preciso dizer que a cara deles era engraçada?


- Uau! Eu vi o que acabei de ver mesmo? - Sim Luna – respondeu Alfonso, - você viu bem. - Harry e eu estamos namorando. – contei a mentira.


Em meses eu procurei os olhos de Draco apenas para sofrer e vê-los pousados sobre o rosto de Gina e, então eu nunca mais os busquei, mas naquele momento eu não resisti a buscá-los novamente e para minha surpresa eles estavam fixos me mim. Tinha tanta coisa neles, tantos sentimentos misturados, não era só surpresa, havia algo ruim, algo que me cortava por dentro. Harry percebeu que eu estava cedendo, minhas pernas ameaçavam dobrar-se e, então como o herói de sempre, ele me puxou para mais junto de si, envolveu seus braços envolta da minha cintura e, então minha cabeça repousava em seu ombro. Ouvi passos de alguém se afastando depressa, percebi que era Gina e fiquei feliz por Harry, acho que alguém tinha conseguido algo com aquela idéia e é óbvio pensar que desta maneira eu também havia conseguido, mas não me sentia assim. Draco estava me odiando e eu não sabia porque.


 


***


 


Draco:


Eu sei que deveria ter sido eu a correr atrás da Gina, mas Blaise com sua inteligência especialista em assuntos desse tipo, percebeu que eu não o faria e arrastou Luna com ele, indo ambos atrás da minha namorada. Então, ficamos eu, Harry e Hermione. Um silêncio mórbido e Hermione ainda nos braços de Harry.


- Então isso é sério? – perguntei quebrando o silencio. - Sim, é. – respondeu Harry. Percebi que Hermione incomodou-se com algo, mas não disse nada e nem modificou sua posição. - Imagina porque Gina reagiu desta forma? - Não faço idéia Draco, a namorada é sua, não minha. - Sim, eu sei. A conversa não prosseguiria, eles não estavam com vontade de falar, lhes dei as costas e voltei a sentar no banco. Após um longo tempo de novo silêncio, acredito que Hermione tenha achado que eu havia ido embora, então se afastou de Harry e suspirou: - Eu o amo Harry. Ah meu Deus, eu amo o Draco demais.


 


***


 


Hermione:


Mesmo que todo mundo diga que era óbvio, que eu já havia dado a entender isso milhões de vezes, foi ali a primeira vez em que eu realmente me dei conta do tamanho do meu sentimento por Draco. Eu o amava, absurdamente. E achando que estava sozinha com Harry eu criei coragem para lhe dizer. - Eu o amo Harry. Ah meu Deus, eu amo o Draco demais. Um som estranho ecoou em meus ouvidos e não vinha da boca de Harry. Olhei para trás e ali estava ele, Draco, o rosto sem expressão e os olhos molhados de lágrimas. O homem que eu amava. O homem que não era meu. Eu poderia tentar explicar, dizer que ele ouviu errado, que eu estava brincando, inventar mil desculpas, mas todas elas cairiam por terra, pois ele estava mergulhando em meus olhos como fazia antigamente, enxergando cada ponto da minha alma. Harry sabiamente, como sempre, já havia saído de fininho me deixando a sós com Draco.


Minhas lágrimas vieram intensamente, sem pudor, sem que eu pudesse controlá-las. Draco apenas me olhava, enquanto suas lágrimas desciam serenamente por seu rosto. Assim como já havia presenciado outras vezes, havia uma luta interna acontecendo ali, como se dele dependesse toda a felicidade do mundo. Ele deu um passo em minha direção e parou a uns dois metros de mim. - Hermione eu... Com certeza ele pretendia dizer mais do que o meu nome, mas eu o impedi de continuar, atirando-me em seus braços. Ele havia dito meu nome, em quase um ano aquela era primeira vez que ele dizia o meu nome direcionado a mim. Não sei que tipo de reação esperava dele, mas não gostei daquela. Seus braços permaneceram imóveis, o corpo reto como uma estátua, como se não ligasse, embora as lágrimas continuassem a rolar por seu rosto. - Draco eu... Eu... – eu não fazia idéia do que pretendia dizer. - Você deve procurar o seu namorado Hermione, Gina está precisando de mim. E com um comportamento nem grosso nem gentil, ele me afastou de seu corpo, sentou-me no banco e partiu. Logo Harry, que devia estar observando de algum lugar, apareceu e decidiu por mim, que era melhor me levar para casa.

___________________________________________________


N/A:   E enfim capítulo novo!! Aproveite e comente ;)

Primeiro Capítulo :: Próximo Capítulo :: Capítulo Anterior :: Último Capítulo

Menu da Fic

Adicionar Fic aos Favoritos :: Adicionar Autor aos Favoritos

 

_____________________________________________


Comentários: 2

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por the em 06/06/2012

EU QUERO ARRANCAR O CORAÇÃO DO DRACO E COMÊ-LO COM FAROFA!!
 como eu ousa fazer isso com a mione??
 como ele conseguiu se segurar como asim ? como assim ?
 isso tá parecendo uma novela mexicana pqp. que ódiiooooo 

Nota: 1

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

Enviado por Marcella Reginato em 06/06/2012

Como assimmmmmmmmmmmmmmmm? Porque o Draco fez isso?!?!?!?! Aaaaah, qualééééé, qual é o problema dele? T.T Gina sua completa tontinha, acho que demorou demais para perceber que gosta do Harry heeeem!!!!!! To revoltadaaaa pow, poste logo, pleeeease!!!!!!!!!!

Nota: 5

Páginas:[1]
:: Página [1] ::

_____________________________________________

______________________________


Potterish.com / FeB V.4.1 (Ano 17) - Copyright 2002-2022
Contato: clique aqui

Moderadores:



Created by: Júlio e Marcelo

Layout: Carmem Cardoso

Creative Commons Licence
Potterish Content by Marcelo Neves / Potterish.com is licensed under a Creative Commons
Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License.
Based on a work at potterish.com.